Arquivo da tag: tv

Vai comprar TV 4K? Veja quais detalhes mais importantes na hora de escolher

Os aficionados por tecnologia já sabem: as TVs 4K dominarão o mundo! Afinal de contas esses eletrônicos são capazes de providenciar a mais alta definição e qualidade para imagens, com uma riqueza de detalhes que outras TVs são incapazes. Basicamente as TVs 4K – conhecidas também como Ultra HD – são televisores cuja resolução de pixels são cerca de 8.3 milhões de pixels.

O nome 4K é proveniente de sua capacidade de resolução quando comparadas às TVs Full HD (2 milhões de pixels), ou seja, as TVs 4K possuem resolução 4 vezes superior. Mesmo para olhos destreinados a diferença é brutal: a TV 4K é capaz de exibir imagens com riqueza de detalhes, cores mais vivas e textos mais nítidos. Além disso, em produções filmadas com câmeras 70 mm são capazes de exibir até mesmo imperfeições na pele dos atores.

Se você pretende aproveitar o melhor da tecnologia para assistir filmes, jogar videogames ou ver seu time de coração e ainda não comprou a sua TV 4K, fique atento nestes detalhes para obter a melhor experiência! É um velo ponto de partida, caso você pretenda aproveitar a Black Friday para comprar um novo aparelho.

Tamanho

A primeira coisa que você deve prestar atenção é no tamanho da TV. É possível encontrar opções no mercado que vão de 40 até 86 polegadas. Os preços são proporcionais ao tamanho da TV – é possível encontrar modelos de R$ 1.500,00 até R$ 30.000,00. Seja qual o tamanho, a qualidade da imagem não é afetada por isso. Neste quesito você deve se atentar mais ao espaço onde irá colocar o televisor.  Se pesquisar direitinho, é possível encontrar boas promoções de TVs 4K.

LED vs OLED vs QLED

Outro detalhe importante é o tipo de tela: LED, OLED ou QLED. Esses são os padrões mais comercializados. A TV LED é a mais barata e sua tecnologia é composta por pequenas lâmpadas LED em sua tela, tornando a imagem mais iluminada e as cores mais vibrantes. Já o padrão OLED é ainda superior, uma vez que sua qualidade de contraste e nitidez é maior, principalmente em imagens escuras. Isto porque as pequenas luzes LED da tela se desligam automaticamente quando aparecem imagens pretas na tela.

A intenção é tornar a imagem da tela mais parecido com o que vemos na vida real. Além disso, por apagar as pequenas lâmpadas LED da tela, o padrão OLED é mais econômico. É um pouco mais trabalhoso encontrar uma TV OLED, pois elas têm um custo mais elevado e sua baixa longevidade. Isto ocorre porque as luzes são alimentadas por componentes orgânicos que se deterioram com o tempo. O “X” da questão é definir quanto tempo vai ficar com o televisor e o quanto se incomoda com brilho e contraste.

Por fim, temos as TVs QLED, que são conhecidas por exibir 100% das cores das imagens. Isto porque elas utilizam a tecnologia HDR, a mesma utilizada por Hollywood. As TVs QLED também são famosas por sua “inteligência”, pois elas não deixam com que outras fontes de luz atrapalhem a imagem, pois elas aumentam as cores da tela automaticamente. Esta tecnologia é mais cara que as demais, mas é possível encontrar algumas promoções no site da Promobit.

Tela plana ou curva?

Este aspecto é completamente subjetivo e depende da preferência do usuário, contudo há um consenso em alguns aspectos. Um deles é que TVs com tela plana são mais suscetíveis e reflexos, enquanto que o formato côncavo possui melhor contraste e amplitude maior de tela. Além disso, o formato curvo é capaz de tornar a experiência mais imersiva, pois a tela neste molde é capaz de trazer efeito de profundidade e facilitar o efeito 3D.

Além disso, as telas curvas oferecem maior campo de visão, pois passam a sensação de que a imagem é mais ampla do que a verdadeiramente exibida em uma tela plana. Por fim, outra vantagem é que as telas curvas produzem cerca de quase 2x mais contraste que uma tela plana. Isto ocorre porque elas concentram melhor a imagem nos olhos do espectador.

Quantidade e tipos de entradas

Ter um aparelho com um número razoável de entradas USB ou conexões é garantia de possibilitar o uso da TV para mais coisas. A tendência para o futuro é ter cada vez mais aparelhos conectados. Deste modo, você pode até utilizar a TV para jogar videogame, como monitor de computador, controlar outros equipamentos etc. TVs com processador dual-core são o mínimo que você vai querer, pois são mais rápidas para responder os comandos e evitarão as fatídicas travadas. Além disso, você vai querer que a TV possua ao menos três portas HDMI (para conectar múltiplos aparelhos) e conexão wi-fi para facilitar a conexão com a Netflix, Youtube e outros aplicativos. Se a TV tiver porta ethernet, melhor ainda, caso precise de uma conexão por cabo mais estável.

Sistema Operacional

Assim como nos smartphones, é necessário estar atento qual OS vai te atender melhor antes de escolher qual a TV levará para casa. As TVs costumam utilizar o Tizen, enquanto a LG conta com o webOS, a Panasonic tem a Firefox OS, e a Sony tem o Android TV. O Tizen é o mais popular atualmente, seguido do webOS. Ambos estão consolidados no mercado, pois as emissoras de TVs nacionais e internacionais investiram bastante em apps para esses sistemas, além de serviços de transmissão como a Netflix e conexão com celulares.

Apesar do Android TV ser bastante promissor, a adaptação do que é feito com celulares para a TV ainda não vingou, mas especialistas apostam que logo o Android TV irá virar o jogo e se tornar o número 1 entre os sistemas operacionais para TVs. A ideia básica é que o smartphone pode estar completamente conectado a TV, de modo que controlar o que se assiste fique a algumas Cabe ao usuário fazer uma aposta para o futuro ou optar pelo que já está estabelecido. O que a comunidade tecnológica idealiza é que Smart TVs e smartphones ficarão em completa simbiose, inclusive para acessar funções do celular através da TV e vice-versa.

Conexão com o videogame

Não se trata de uma função específica das TVs 4K, mas sim a configuração que torna a imagem otimizada para jogos. A maioria dos modelos tem opções prontas para escolher o modo “jogos”, que deixam a imagem com o contraste e brilho específico para jogos eletrônicos. Afinal de contas, essas configurações tendem a utilizar cores menos berrantes que um desenho animado ou uma partida de futebol. Como de não bastasse, vale lembrar que tanto o Xbox One quanto o PS4 possuem configurações específicas para uso em TVs 4K.

No PS4, por exemplo, você deve ativar o suporte TV 4K ou HDR (no caso de utilizar o PS4 Pro). Para isso, basta ir até o menu configurações”, “Som e tela”, “Configurações de saída de vídeo”; selecionar as opções “automático” nos menus “resolução” e “HDR”. Assim seu videogame estará pronto para proporcionar a melhor definição possível.

Já no Xbox One, a tarefa é igualmente simples, basta pressionar o botão “home” (o botão central do controle); ir até a opção “sistema”; “configurações”; “tela e som”. Após isso, basta ir até a opção “saída de vídeo” e selecionar a opção “4K UHD” no menu “resolução da TV”. Contudo, vale lembrar que nos dois consoles a definição somente fará efeito nos jogos desenvolvidos em 4K, ou seja, jogos mais antigos e aqueles que não foram otimizados não sofrerão mudanças na resolução. Se a intenção é usar a TV para jogar, vale a pena pesquisar no App de desconto da Promobit.

HISTORY Games estreia dia 18 de agosto, com série sobre God of War

Gosta de videogames e de documentários? Pois então não deixe de conferir a nova programação voltada a jogos eletrônicos do HISTORY, nomeado HISTORY Games, que estréia em 18 de agosto, domingo, às 19hs. O programa é fruto de uma parceria com o Omelete e vai contar a história, detalhes e bastidores das franquias God of War e Mortal Kombat.

A primeira a ser exibida será a história de God of War, que terá cinco episódios e apresentará toda a trajetória de vingança de Kratos e como a Santa Mônica transformou os mitos gregos em uma história amada por milhões de jogadores ao redor do mundo. O HISTORY Games vai destacar desde suas participações no PlayStation 2 e 3, além do PSP, até a sua reinvenção no Playstation 4, que passou a explorar a mitologia nórdica.

Já em 15 de setembro, os fãs de Mortal Kombat poderão saborear o programa Top Game – Mortal Kombat. São dois episódios que revelarão como um jogo de luta com jogabilidade simplista se tornou um verdadeiro ícone da indústria dos games dos anos 90. A série traz entrevistas com os criadores Ed Boon e John Tobias, além de diversas cenas gravadas no Galloping Ghost Arcade, o maior fliperama do mundo.

Os especiais do HISTORY Games trazem entrevistas e depoimentos das equipes de desenvolvedores e chefes dos estúdios, contando sobre o processo de criação, incluindo detalhes técnicos e referências conceituais.

Na estreia, HISTORY Games exibe os dois primeiros episódios de God of War: A Criação de Um Mito, O nascimento de Kratos e Clímax da vingança, a partir das 19h.

Globo anuncia parceria com startup Magic Leap para explorar a realidade virtual

Que a realidade virtual é o futuro do entretenimento audiovisual, disso não temos duvidas. Afinal, a tecnologia é a grande aposta da Sony, da HTC Vive e também do estúdio ARVORE do Brasil. Quem também resolveu entrar na onda foi o Grupo Globo, que se uniu a startup americana Magic Leap para explorar as possibilidades da tecnologia em novas produções. Sim, a gigante da comunicação brasileira quer entrar de cabeça no mundo das três dimensões.

O acordo prevê pesquisa e desenvolvimento de novos formatos de conteúdo com o uso do Magic Leap One Creator Edition, novo dispositivo de computação espacial lançado pela empresa dos Estados Unidos. Ainda é cedo para dizer o que vai surgir dessa parceria, mas é improvável que a Globo passe a desenvolver jogos, já que a empresa está mais interessada em produção de conteúdo para sua programação televisiva e também devido às própria natureza do Magic Leap One.

O equipamento é composto por óculos, controle remoto e acessório que fica preso na cintura, para experiências que inserem elementos virtuais no mundo real. Ele é como a junção do óculos VR (realidade virtual) e do AR (realidade aumentada), sendo chamado de computação espacial, por permitir interações entre o ambiente do usuário e objetos ou ambientes virtuais.

De acordo com a Globo, a parceria com a Magic Leap garante acesso a informações técnicas e apoio à pesquisa de novos formatos de conteúdo. Já pensou ver uma partida de futebol em primeira pessoa, de modo que a sua visão acompanha a visão das câmeras da emissora? Esta é só uma das ideias que podem ser exploradas no futuro.

“Ter acesso às tecnologias mais inovadoras disponíveis sempre foi fundamental para que o Grupo Globo cumprisse sua missão de produzir e distribuir conteúdo de qualidade. As realidades imersivas, que incluem a computação espacial, são uma nova fronteira da indústria de mídia e é natural que nossos esforços de pesquisa e desenvolvimento se voltem para esse campo”, diz Raymundo Barros, diretor de tecnologia da TV Globo.

A emissora, aliás, chegou a fazer uma experiência piloto com a tecnologia do Magic Leap durante o programa “Central da Copa”, que foi ao ar no Brasil durante a Copa do Mundo da Rússia. Com este investimento, pode ser que a tecnologia do VR fique mais acessível a todos no futuro próximo. Vamos ficar de olho.

 

Programa Game Over estreia no canal PlayTV com muito conteúdo de games e e-Sports

A PlayTV investiu mais espaço de sua grade nos videogames: no último domingo, 18 de junho, estreou o programa Game Over às 19h. O programa apresentado por Arthur Ribas já existe há 10 anos e é bastante conhecido do público do youtube e do canal aberto Band.

Agora na PlayTV, os planos são exibir o programa em dois formatos: às quintas sempre às 20h, com duração de 24 minutos, reapresentados às segundas, quartas, sextas e domingos às 11h e, no domingo uma versão mais completa, de 60 minutos,  às 19h.

“Games e tecnologia são o assunto da PlayTV há 10 anos. A parceria com o Game Over, que tem quase a mesma idade que a nossa, serve para fortalecer dois produtores de conteúdo especializado que, sabe-se lá porquê, estavam separados. É quase como um reencontro de irmãos gêmeos depois de uma década”, afirma o gerente de produção e programação da PlayTV, Rodrigo Lariú.

A pauta desta nova atração inclui tudo o que acontece no mundo dos jogos, desde lançamentos, notícias, entrevistas, análises e polêmicas como, por exemplo, falar de games vazados. Além disso, a promessa é de ter bastante conteúdo de e-Sports, com entrevistas com os cyberatletas e os principais times do cenário nacional. Também pode esperar cobertura de eventos como a BGS e feias nacionais como o SANA e o BIG Festival.

Segundo Arthur Ribas, o diferencial do programa é que a equipe de produção leva os videogames a sério e sempre mostra os temas mais interessantes. “Levamos o videogame a sério, não falamos só dos jogos que estão em evidência, mas fazemos questão de mostrar jogos antigos, produções nacionais e deixar o telespectador sabendo tudo o que acontece no mundo dos jogos.” E quem assiste na TV poderá participar do próximo programa escolhendo a trilha sonora da edição seguinte pelo celular.

O público de Game Over ama games desde a época de quem jogava Atari e hoje tem 30 anos ou mais, e consome jogos como uma das principais formas de entretenimento. Dados mostram que 70% do público do programa na internet é de 18 a 35 anos (fonte: Youtube 2017).

 

Serviço – Game Over na PlayTV (60 min)

Episódios inéditos – domingos às 19h

Reapresentações – segundas e quartas 21h30, terças e quintas 11h30

Classificação etária: Livre

 

Game Over Diário (24 min)

Episódios inéditos – quinta 20h

Reapresentações às segundas, quartas, sextas e domingos às 11h00 e terças e sábados às 20h

Classificação etária: Livre

Glitch – novo programa da PlayTV sobre games – estréia nesta quinta (23/02)

Quem não se esquece do G4 Brasil, o programa liderado pelos apresentadores Luciano Amaral e Luiza Gottschalk? Pois bem, a PlayTV vai recussitar o conceto de um programa voltado para o público gamer. No próximo dia 23, às 20h30, a PlayTV apresenta o primeiro episódio do novo programa Glitch. O programa será apresentado por Luciano Amaral e é previsto que a série conte com 44 episódios (30 minutos cada) falando sobre games e tecnologia. De acordo com a PlayTV, os jogadores poderão conferir episódios inéditos toda quinta-feira às 20h30.

O apresentador já mostrou que é um gamer apaixonado após apresentar os programas G4 Brasil (Band) e Gamezone (MixTV). Na PlayTV, o apresentador e produtor independente já esteve à frente dos programas  Combo – Fala + Joga, Playzone, High#Tag, Go! Game e Mok. A expectativa é que Glitch se torne bastante popular entre os jogadores ávidos por novidades.

maxresdefault“Nos últimos anos me especializei ainda mais neste conteúdo, cobrindo eventos e lançamentos da área, como a Comic Con San Diego, E3, Tokyo Game Show, Brasil Game Show e outros”, conta Amaral. Com a série Glitch em sua grade, a PlayTV cumpre o propósito de suprir a demanda de uma audiência que vai dos 18 aos 38 anos e gosta de tecnologia. “O Luciano sempre foi nosso guru em se tratando de videogames e tecnologia. O Glitch é uma série menos factual, mas que deve despertar interesse em nossa audiência que gosta do assunto”, afirma o gerente de programação e produção da PlayTV, Rodrigo Lariú.

Mais sobre o Programa Glitch

Divididos em três blocos, dos 44 episódios de 30 minutos previstos para serem exibidos em 2017, dois já estão gravados e a produção dos demais com os cronogramas e pautas definidos. No episódio de estreia de Glitch, os principais lançamentos de games para o ano e as expectativas sobre esses jogos. Luciano Amaral também fará uma análise de Resident Evil 7 Biohazard, o novo jogo dessa série, e vai aproveitar para comemorar os 20 anos da franquia de jogos Diablo.

LG lança portal Game World para facilitar a busca de jogos para Smart TVs

Game World

As televisões da linha Smart Glass da LG vão ganhar um portal desenvolvido especialmente para os aficcionados por jogos eletrônicos. O portal chama-se Game World, e tem como foco os games que podem ser apreciados por toda a família já que vários deles utilizam o Magic Remote (o controle de movimentos do televisor), e as funcionalidades 3D dessas televisões.

A LG promete que, com a chegada do portal, os jogadores terão muita facilidade para comprar e encontrar os jogos mais interessantes e badalados do momento graças a um motor de busca que separa os jogos entre os mais populares, por gênero ou pelos mais novos.

O Game World é uma fonte maravilhosa de jogos, especialmente em formato 3D, adequados a todos os públicos,” disse Havis Kwon, presidente e CEO da LG Home Entertainment Company. “Há muitos títulos populares disponíveis, além de jogos desenvolvidos exclusivamente para as Smart TVs da linha CINEMA 3D SMART TV. Ao aproveitar ao máximo as capacidades das TVs 3D da LG, o Game World nos ajudará a avançar as fronteiras dos jogos 3D e expandir o mercado,” completou Kwon.

No menu principal, o usuário encontrará os jogos divididos em quatro categorias (destaques, populares, lançamentos e gêneros), além disso, há espaço para um tutorial ensinando como utilizar o Magic Remote ou um Game Pad. Há ainda um menu listando os games que já foram previamente comprados e instalados pelo jogador, mais ou menos como nos consoles da geração atual.

Vale dizer também que além de jogos pagos, os jogadores encontrarão também games gratuitos. O Game World será lançado globalmente no segundo semestre deste ano.

Novo quadro sobre games na RedeTV com Flávia Gasi

Nossa amiga Flávia Gasi estreará em outubro, no programa Leitura Dinâmica, telejornal exibido pela RedeTV, um novo quadro sobre o mundo dos games, batizado de Planeta Games.

O quadro será exibido às quartas e sextas-feiras, sendo que a pauta para as quartas-feiras receberão ajuda direta dos telespectadores, que poderão enviar via Twitter ou pelo portal da RedeTV dúvidas. Às sextas-feiras o programa apresentará novos lançamentos e analisará aspectos comportamentais relacionados aos games.

Flávia já editou a área de games do Portal MTV e também a revista oficial do Xbox. Hoje atua como consultora editorial da Tambor Digital.

Boa sorte, Flávia, que o Planeta Games seja um sucesso!