Arquivo da tag: MMORPG

Top 7: MMORPGs interessantes que você deveria testar

Os MMOrpgs vem perdendo um pouco de força entre os jogadores, o estilo de jogo que antes já foi um dos mais jogados em lan houses no início dos anos 2000, agora sobrevivem de servidores com menos da metade da quantidade usuários que costumavam frequentar o jogo.

Mesmo assim, separamos alguns jogos online que merecem parte da sua atenção antes de, algum dia, desaparecerem do mapa como muitos fazem de uma hora pra outra, com assinaturas tanto free-to-play quanto pagas.

 

7 – Monster Hunter Online

MMORPG

Se você está a procura de ser um caçador de criaturas grandes e perigosas com gráficos de alta qualidade e ainda ter a opção de usar dezenas de armas para realizar suas quests, Monster Hunter Online será um ótimo MMOrpg para você.

Não muito diferente dos últimos lançados para consoles, lançado em 2016, Monster Hunter Online é um MMOrpg free to play de ação desenvolvido pela Capcom e Tecent Games. O jogo é ambientado no mesmo universo da série de jogos com mesmo nome também desenvolvido pela Capcom.

 

6 – Bless Online

Um dos MMOrpgs mais recentes, desenvolvido pela empresa Neowiz Bless Studio, teve o acesso antecipado da steam em maio 2018 e o lançamento aconteceu no dia 23 de outubro de 2018. Sendo assim, ainda há tempo de fazer sua conta e aproveitar o jogo fresquinho para baixar pela Steam.

O jogo seguiu o modelo buy-to-play em seu lançamento, ou seja, pagava-se pelo jogo e nada a mais, sem assinaturas mensais ou anuais. Porém, atualmente, após o lançamento na Steam podemos encontrar o jogo para ser baixado gratuitamente, ou seja, ele se tornou free-to-play.

Bless Online é mais um jogo que você não pode de deixar de conferir, principalmente por toda experiência visual que ele proporciona. O único contra do jogo é que não há versão em português brasileiro do jogo, em um mundo dos jogos que estão saindo até mesmo dublados em nosso idioma; para jogar Bless Online é preciso estar familiarizado com o inglês.

 

5 – Dungeons & Dragons Online

Para os fãs de RPG de mesa tradicional, um dos sistemas mais conhecidos de RPG tem o seu MMORPG, o Dungeons & Dragons Online, ou melhor, DDO. O jogo é baseado no cenário de regras da terceira edição do sistema de RPG de mesa (mais especificamente a edição 3.5). Conforme o sistema, ele te fornece dezenas de habilidades e perícias para você colocar em seu personagem e assim evoluir conforme o avanço do jogo.

Lançado em 2012, também foi um projeto que a Turbine iniciou, mas que atualmente pertence a Standing Stone Game, como o The Lord of The Rings Online. O jogo conta com o modelo free-to-play.

 

4 – Ragnarök 2

Desenvolvido pela empresa Gravity Corporation, Ragnarok 2 é a sequência do famoso Ragnarok Online ainda ativo, e foi lançado em 2013. O jogo consiste dos mesmos aspectos que seu jogo anterior, mas com menor variedade presente, mesmo anos depois de lançamento, o que é uma pena. Afinal, quem nunca passou dias fazendo “grind” em mapas com biodiversidades e monstros dos mais variados e finais de aventuras em cidades baseadas em localizações reais como Brasilis, que é baseada no nosso amado Brasil ou em de Comodo ao lado dos cassinos paradisíacos com máquinas caça-níquel que remetem aos cassinos reais.

Com algumas melhorias, como por exemplo, dos gráficos, os personagens que antes eram 2D agora são 3D, apesar de não ter sido muito bem recebido pelos fãs, Ragnarok 2 tem muito a oferecer para o jogador, porém se ainda quiser experimentar é melhor correr, pois há fortes indícios que  os servidores do jogo logo serão fechados.

 

3 – Secret World Legends

É um jogo desenvolvido pela Funcom lançado em 2017 que consiste em um mundo aberto onde você tem que combater monstros sobrenaturais com os seus poderes sobre humanos para sobreviver. O jogo é free-to-play e pode ser baixado na Steam.

 

2 – Skyforge

O jogo consiste no personagem ser um imortal que combate para proteger o universo do jogo de deuses hostis para que no final venha a se tornar um deus definitivamente.

Fugindo um pouco de todo MMOrpg, ele não tem o que podemos chamar de “nivelamento”, o seu avança é conforme o seu prestígio permitindo que o jogador desenvolva e alternem para as classes disponíveis a qualquer momento.

Skyforge foi lançado primeiramente para PC em 2015, depois em abril 2017 para PS4 e por último em novembro de 2017 para Xbox One. Ele é um free-to-play desenvolvido pela Allods com a colaboração da Obsidian Entertaiment.

 

1 – World of Warcraft

Um dos MMOrpg mais populares do mundo, World of Warcraft, mais conhecido como WOW, segue ainda ativo desde o seu lançamento 2004, hoje com mais de 15 anos de vida e correndo continuamente com uma alta gama de jogadores. O jogo foi desenvolvido e ainda pertence a Blizzard, criadora também do RPG Diablo.

O jogo é pay-to-play, ou seja, você tem valores mensais ou anuais a serem pagos para ter acesso aos servidores, fora a key que é fornecida para validação após a compra do jogo. Porém, mesmo pagando, o jogo vale o dinheiro investido nas mensalidades e na compra.

Level Up Games anuncia parceria de Ragnarok Online com Warp Portal Brasil

O jogo Ragnarok Online é um clássico desde seu lançamento oficial no Brasil em 2004 e um dos responsáveis pela popularização do estilo MMORPG no país. Muitos acreditam que essa gloria ficou no passado e o jogo foi esquecido. Ledo engano: a Level Up continua trabalhando arduamente para melhorar a experiência de jogo mês a mês. Prova disso é a reestruturação que o game vai passar a partir de outubro.

A LUG uniu forças a Warp Portal, publicadora pertencente à Gravity Interactive (desenvolvedora do jogo), e responsável pelo servidor internacional de Ragnarök Online, para trazer mais conteúdo e atualizações para o game. A princípio as mudanças não serão tão sensíveis, já que Ragnarok continua disponível em português, porém haverá um processo gradativo de migração do Minha Conta Level Up para uma conta Warp Portal Brasil. A migração acontecerá no dia 23 de outubro por meio de uma página especial no site do Ragnarök Online.

“A Level Up continuará no dia a dia do Ragnarok da mesma maneira que sempre trabalhou e para o jogador, não haverá grandes mudanças de início. Ele vai se conectar aos mesmos servidores, com os mesmos personagens, itens e ROPs. Os servidores continuam no Brasil. E daqui a alguns meses teremos grandes novidades para mostrar,” explica Julio Vieitez, diretor da Level Up Brasil.

Cronograma da migração

 

  • Bloqueio de criação de novas contas de RO pela Level Up 

Período: a partir de 01/10

  • Manutenção para preparar o sistema 

Período: das 12h às 18h de 23/10

  • Migração de contas de RO para a Warp Portal Brasil 

Período: a partir de 23/10 através uma página especial

  • Abertura de novas contas de RO pela Warp Portal Brasil 

Período: a partir de 23/10 diretamente pelo site da Warp Portal

A expectativa é que os jogadores das antigas (e novos) encontrem um jogo todo renovado nos próximos meses, com mais atualizações e suporte para melhorar a jogatina. Afinal, Ragnarok Online é um dos jogos mais queridos do público brasileiro e continua com uma legião bastante fiel e ativa. Para conhecer mais sobre o jogo e viver aventuras fantásticas acesse aqui.

Ragnarok retorna ao Brasil com um novo formato gratuito e para browsers

Ragnarok Online, o MMORPG, ainda possui um espaço especial no coração dos jogadores brasileiros, afinal foi ele o principal motivo para a explosão das lan houses em todo o país. O título da Level Up ainda existe e segue forte no cenário nacional, não por acaso a LUG está apostando mais uma vez na franquia em 2018. Desta vez a ideia é a versão especial para browser Ragnarök Journey, cujo macete é a dispensa da necessidade de download ou de instalação, e pode ser jogado na aba de qualquer navegador.

De acordo com a Level Up, Ragnarok Journey é um jogo casual e de fácil acesso, que permite uma rápida conexão. Elementos clássicos como seleção de classes, melhoria de habilidades, criação de Guildas e caçadas por chefões poderosos (MVPs) foram mantidos para essa versão do jogo. A ideia é basicamente simplificar as coisas para o jogador, ao passo que o fator diversão é mantido.

Um grande diferencial de Ragnarok Journey é a facilidade com que os jogadores podem concluir as muitas missões disponíveis. Por meio do sistema automatizado, com apenas um clique o personagem criado realiza todas as ações necessárias do chamado “grind”, para receber experiência e itens adicionais. Assim, mesmo em meio à correria do dia a dia ainda é possível passar bons momentos na cidade de Prontera ou nos diversos outros campos do game.

“O ano de 2017 foi realmente muito bom para o Ragnarok Online”, comenta Julio Vieitez, diretor geral da Level Up. “Lançamos atualizações grandes e ainda inserimos conteúdos que agradaram tanto aos fãs novos quanto aos antigos. E com a chegada do Ragnarok Journey, vimos a oportunidade de firmar ainda mais essa marca que é tão importante para a empresa e para os jogadores”.

Como parte do acordo com a Warpportal, Ragnarok Journey está disponibilizado apenas em inglês e passará a fazer parte do portfólio de jogos internacionais da Level Up, que ficará encarregada pela revenda dos créditos online do título.

A parceria entre a Warpportal e a Level Up ainda levou à criação das LUCoins. Com esse crédito eletrônico, os jogadores poderão garantir itens mais valiosos dentro do Ragnarok Journey. Além disso, a moeda virtual oferece certas vantagens, pois não é influenciada pelas taxas de câmbio do dólar e sua compra ainda pode ser parcelada.

Mais informações sobre Ragnarök Journey estão disponíveis no site da Level Up.

Insane Games divulga vaga para Concept Artist Pleno em São Paulo

Outra vaga interessante surgindo para quem trabalha com games! O estúdio Insane Games de São Paulo abriu uma oportunidade para Concept Artist Pleno. O objetivo é contratar um profissional competente e interessado para fazer parte dos planos do estúdio em lançar um MMORPG. Um dos destaques é que a equipe é bastante unida e fã de jogos eletrônicos, de modo que sempre rola uma jogatina de Smite, Heroes of the Storm, Rocket League, Counter-Strike, entre outros.

O Concept Artist irá desenvolver a arte conceitual de objetos de cenário, equipamentos, personagens, etc. É uma tarefa bastante importante para o desenvolvimento do game e uma boa oportunidade para o artista deixar sua marca num game ambicioso.

profaneÉ importante ter conhecimento das etapas de criação de um Concept, de Sketch à render/mockup; Conhecimento de Model Sheets e visualização detalhada para objetos mais complexos; Ser criativo abstraindo formas de desenvolver algo a partir de uma idéia ou referência; Seguir a pipeline de desenvolvimento, respeitando um certo padrão pré-estabelecido.

O profissional almejado pela Insane irá ainda auxiliar colegas com problemas e participar de discussões para idealizar melhores práticas. Trata-se de um estúdio que preza pelo trabalho em equipe e o bom relacionamento. É desejável possuir noções de storytelling, inventividade na moldagem e definição de formas de um personagem ou asset. Além disso,ganha pontos o profissional que tiver organização, formação em cursos referentes a concept art e possuir boa comunicação.

Para se candidatar à vaga da Insane para Concept Artist é necessário estar atento aos seguintes requisitos:

  • Experiência prévia com desenvolvimento de assets para games
  • Experiência com tablets, arte digital, boa noção de equilíbrio, composição de cores, balanço e estética
  • Domínio de Photoshop, Manga/Clip Studio Paint, ou similares
  • Capacidade de gerar referências e validar informações de forma dinâmica antes de proceder com tarefas
  • Interesse pelo gênero Fantasia Medieval, trabalhos anteriores próximos/relacionados à temática
  • Ser gamer, apaixonado por jogos, em especial MMOs/RPGs

O estúdio Insane está localizado na região do Jardim Paulista, em São Paulo. O salário e benefícios não foram divulgados, mas sabe-se que a vaga é para PJ. A desenvolvedora ganhou bastante destaque no cenário brasileiro após o lançamento de Profane, o primeiro MMORPG sandbox criado por brasileiros. Para se candidatar basta se inscrever no anúncio no “Trampos”.

Seal Online oferece prêmios para jogadores brasileiros

Enquanto você lê está matéria, tem uma galera se divertindo no closed beta de Seal Online, o MMORPG da coreana Playwith Latin America. Ciente do potencial que o game tem em terras tupiniquins, a produtora decidiu uma série de ações exclusivas para premiar os jogadores locais que estão ajudando a melhorar a qualidade do game. Até o dia 11 de maio, a Playwith Latin America premiará os usuários de Seal Online com trajes produzidos especialmente para o público do Brasil e dinheiro virtual.

As roupas especiais têm temáticas típicas do Brasil, como o traje de capoeira e a roupa de samba. Para ganhar as vestimentas de samba, os jogadores precisam atingir o nível 50, e para ganhar a vestimenta de capoeira, precisam atingir cinco personagens ao nível 20 do game. Para quem não conhece, Seal Online é um Massive Multiplayer Online que coloca o jogador no mundo de Shiltz para encarar quests desafiadoras, batalhas contra NPCs e personagens míticos com design inspirado em animações japonesas.

Como o jogo é novo para o público brasileiro, a Playwith tem feito acompanhamento constante das partidas durante o closed beta e oferece tutoriais aos jogadores que estiverem com dúvidas. A partir do feedback dos jogadores, a produtora fará ajustes para garantir que Seal Online esteja de acordo com o gosto e as expectativas dos brasileiros.

Ainda durante a fase closed beta, um concurso realizado pelo bate papo do jogo oferecerá um prêmio de cinco milhões de CEGELS (o dinheiro no jogo). Além dos trajes e do concurso, a Playwith Latin America preparou também dois eventos especiais exclusivos aos participantes brasileiros de Seal Online. Em um deles, um foguete com destino à Lua leva os jogadores para uma viagem onde há diversos prêmios raros.

Para quem não quer ir tão longe, a terra de Shiltz ganhou uma nova arena de batalhas player versus player, em que o jogador pode mostrar toda a sua força e receber em troca itens poderosos e joias. As premiações são exclusivas para os participantes do closed beta, que vai até 11 de maio e tem limite de participação de 10 mil jogadores. Ainda dá tempo de participar do closed beta, basta acessar o site do game.

Abaixo tem o trailer de Seal Online:

Blizzard anuncia World of Warcraft Legion

Durante a Gamescom 2015, realizada recentemente, a Blizzard anunciou a nova saga de sua série mais amada. Batizado de World of Warcraft Legion, o título é a sexta expansão do aclamado MMORPG e tem como pano de fundo a ameaça representada pelas forças de Sargeras, o Destruidor de Mundos. Para deter o vilão, os heróis terão de formar aliança com os Caçadores de Demônios de Illidari e aprender a usar armas lendárias espalhadas por Azeroth.

De acordo com a Blizzard, Legion estará repleto de novidades e conteúdo, como o advento de uma nova classe (Caçador de Demônios); Novos itens; Um novo continente chamado Ilhas Partidas; Novo sistema de Honra JxJ; Possibilidade de ir direto para o nível 100, entre outras novidades.

“Em World of Warcraft: Legion, o perigo que ameaça a Aliança e a Horda é maior do que nunca, por isso vamos deixar as forças mais destrutivas de Azeroth diretamente nas mãos dos jogadores”, afirma Mike Morhaime, CEO e co-fundador da Blizzard Entertainment. “Seja causando devastação como um Caçador de Demônios, seja desbloqueando novas habilidades para seus Artefatos, os jogadores vão desenvolver o poder dos personagens de maneiras jamais vistas.”

A Blizzard não confirmou a data de lançamento, mas já tem bastante material sobre a expansão disponível no site oficial.

Trailer de World of Warcraft Legion

WYD: With Your Destiny completa dez anos no Brasil

Hoje em dia poucas pessoas lembram-se dele, mas a verdade é que ele marcou época e está no coração de que o jogou (e ainda joga). O MMORPG With Your Destiny, conhecido pela sigla WYD, foi o primeiro jogo do gênero gratuito disponível no Brasil. Ele foi lançado em nosso país em março de 2005 pela Ongame, inaugurando a era dos MMORPGs gratuitos.

O título está completando 10 anos desde seu lançamento por essas bandas. Ele foi criado pela JoyImpact e chamou as atenções dos jogadores graças à sua gratuidade e a localização totalmente em português. Esses fatores ajudaram a popularizar o game no Brasil de tal forma que estima-se que mais de 700 mil jogadores já passaram pelos servidores brasileiros de WYD.

Desde que foi lançado, WYD já contava com elementos típicos de MMORPGs, como variadas missões, batalhas entre players, sistema de guildas, diferentes classes, customização de personagens, entre outros. Em outras palavras, WYD foi um marco na indústria nacional.

O jogo ainda continua com servidores ativos no Brasil e conta com uma comunidade de fãs ativa. Não por acaso a Ongame decidiu criar um evento comemorativo para agradecer a lealdade desses fãs e tentar apresentar o jogo aos fãs de MMORPG que ainda não tiveram contato com a obra. De acordo com o tema de aniversário, alguns ingredientes do bolo da festa de aniversário foram roubados por vários monstros espalhados pelo mundo do game. Cabe ao jogador encontrar essas criaturas e recuperar os ingredientes roubados.

Ao resgatar os ingredientes, os jogadores ativos serão premiados da seguinte forma: a cada meta alcançada o servidor inteiro ganha 1 dia de 2 x EXP; Já os Aventureiros que estão ajudando na recuperação dos presentes perdido ganham a premiação em dinheiro de jogo de acordo com a meta alcançada. No site tem especificado qual o valor dos prêmios.

Por fim, o site é um convite para os jogadores descobrir como surgiu a onda dos jogos massivos. Acesse para mais informações.

WYD

Wakfu é relançado com destaque no Brasil

Nosso destaque do dia é o jogo Wakfu , segundo maior MMORPG da Ankama, mesma responsável por Dofus Online. O jogo ganha nosso destaque hoje pelos preparativos que a empresa faz para o relançamento do game. A empresa preparou uma série de mudanças que prometem surpreender até os jogadores mais antigos.

A primeira delas é que os jogadores podem se despedir das assinaturas! Sim, o jogo passa a ser gratuito, permitindo que os jogadores explorem o Mundo dos Doze sem quaisquer limitações. Todas as zonas de jogo podem ser acessadas. Além disso, todos os jogadores podem adquirir os pacotes especiais, vantagens e bônus de experiência.

Estas oportunidades estarão disponíveis para as comunidades em Português, Inglês e Espanhol, ou seja, isto não inclui a França e as outras comunidades do mundo. Apesar das mudanças, a produtora resolveu não mexer nos aspectos que fazem de Wakfu o que ele é: o combate tático, políticas de jogo, sistemas econômicos e ambientais geridos pelos jogadores permanecem exatamente como antes. Além disso, ainda é possível ainda é possível criar suas próprias lojas, conquistem zonas neutras e tornar-se governador das nações de Wakfu.

A empreitada da produtora é de popularizar o game entre os jogadores locais, afinal a Ankama sabe que os brasileiros são bastante dedicados quando gostam de MMOs. Para garantir o sucesso, a empresa abriu um escritório em São Paulo que ficará responsável por gerenciar o game nos países que falam português, espanhol e inglês. E o melhor de tudo, o game já está todo em português.

Como se não bastasse, a Ankama já está realizando eventos, aumentando a interação em redes sociais e lançando novos produtos. No início de julho, a Ankama disponibilizou o open beta para quem quisesse testar as novas funções de jogabilidade e PVP. Se você não conhecia Wakfu, esta é provavelmente uma grande oportunidade para dar uma chance a este game tão conhecido dos fãs de massive multiplayer online RPGs. Quem quiser baixar o jogo na versão em português, acesse aqui.

Blizzard anuncia World of Warcraft: Warlords of Draenor

Warlords of Draenor

A Blizzard anunciou durante a BlizzCon 2013 a quinta expansão de World of Warcraft. Nomeada de Warlords of Draenor, o game leva os jogadores ao mundo de Draenor onde vivenciarão um dos momentos mais importantes na história de Warcraft: conflitos entre as lendas do passado.

Os jogadores viajarão pelo mundo em busca de aliados para montar uma defesa contra as forças da velha Horda. Sim, a batalha envolvendo campeões draenis místicos, clãs órquicos e as forças de Grommash Grito Infernal, Mão Negra e Ner’zhul serão retratadas nesta esperada expansão.

Warlords of Draenor dá aos jogadores a chance de assumir um papel de comando em um dos conflitos cruciais da série Warcraft“, disse Mike Morhaime, CEO e cofundador da Blizzard Entertainment. “Esta expansão também traz recursos para que qualquer um possa entrar no meio da ação, quer tenha jogado World of Warcraft em algum momento, quer esteja pondo os pés em Azeroth pela primeira vez.”

Entre as novidades, Warlords of Draenor permite que os jogadores levem seus personagens instantaneamente ao nível 90 (mesmo personagens recém-criados), para que se possa desfrutar o conteúdo com os amigos. Além disso, os guerreiros da Horda e da Aliança podem construir suas próprias Guarnições, uma fortaleza expansível e personalizável que servirá de base de operações, mais ou menos como um Quartel General. Uma vez que tais guarnições estiverem desenvolvidas é possível recrutar aliados e seguidores PNJ para morar na guarnição e realizar missões especiais.

warlords of draenor

Como se não bastasse, os personagens orcs, humanos e outros personagens mais antigos de Azeroth ganharam uma revisão de design para que ficassem com o mesmo padrão de qualidade das criaturas mais novas. O nível máximo que os personagens podem chegar é o 100 e a expansão inclui novas zonas, masmorras, cenários e campos de batalha.

Os visitantes da BlizzCon 2013 puderam testar em primeira mão a expansão Warlords of Draenor, entretanto a gigante dos games online ainda tem vários detalhes escondidos que serão revelados durante o desenvolvimento do game. O jeito é esperar!

Confira o trailer de Warlords of Draenor:

Dofus: um dos maiores clássicos dos MMORPGs

Dofus

Nossa sugestão de game de hoje não é nenhuma novidade, pois já está disponível no Brasil desde 2008. Trata-se de Dofus, um título criado e distribuído pela empresa francesa Ankama. O game não precisa de maiores apresentações, é um MMORPG que dispõe de vários modos de jogo.

O motivo de relembrarmos desse jogo é porque ele é um clássico que faz muito sucesso no Brasil graças a sua jogabilidade fluída e a seus gráficos ao estilo mangá tão cativantes. Os desenhos eram em 2D e lembravam muito os gráficos do SNES e Playstation, porém com um cuidado estético mais apurado. Outro dos trunfos do game é que ele era um dos mais leves lançados em sua época: apenas 50 MB. Como se não bastasse, o título é gratuito, o que ajudou a popularizá-lo muito.

Na trama, os jogadores conhecem a tragédia que assolava o mundo de Amakna, local onde há muito tempo um guerreiro tinha como melhor amigo um dragão. Os dois eram muito poderosos e grandes camaradas, até que o guerreiro apaixonava-se por uma feiticeira e quando ia apresentá-la ao seu amigo dragão, este acabava por assassiná-la. Tomado de fúria o guerreiro parte em busca de vingança, iniciando-se um grande combate com o dragão. Ao fim da luta o dragão acaba derrotado sem que o guerreiro saiba o que fez com seu amigo tivesse tirado a vida da jovem feiticeira.

DofusTempos depois, anciões encontram os restos mortais do dragão e dentro dele havia seis ovos cintilantes de enorme poder. Tais ovos foram batizados de Dofus e descobriu-se que quando reunidos dariam poder inimaginável ao portador. Temendo que os Dofus caíssem em mãos mal intencionadas, os anciões os separaram em locais escondidos.

A partir daí inicia-se uma busca desenfreada para recuperar os Dofus e adquirir o poder máximo. Por causa da cobiça que os Dofus despertam entre as pessoas foram iniciados diversos conflitos. Outro dos problemas enfrentados pelos habitantes de Amakna é o surgimento de criaturas poderosas e violentas em diversas regiões do mundo. Os aventureiros devem enfrentar essas criaturas e enfrentar-se se quisessem apoderar-se dos preciosos ovos de poder.

O game disponibiliza 15 classes de personagens para que o jogador escolhesse e melhorasse suas habilidades. Tais habilidades, aliás, eram únicas para cada uma das classes disponíveis.

DofusO game marcou uma geração de games online e continua muito popular, não apenas pelos gráficos e ambientes coloridos, mas também pelo pacote oferecido (considerado um dos mais completos para um jogo MMORPG). Ou seja, o jogador encontra em Dofus muitas quests, batalhas, profissões, pets, guildas e um mundo vasto a ser explorado.

Não por menos o game ganhou vários títulos como o de melhor game no Flash festival da França em 2004, melhor game no Flashforward Film Festival de Seattle em 2006, entre outros.

O sistema de batalhas foca mais na parte tática do que no apertar desenfreado de botões. Os movimentos do jogador são definidos por quadrados no mapa, como num tabuleiro, e a cada rodada eram atribuídos pontos para movimentação e ação. As batalhas ficam complexas, pois além dos inimigos, o jogador deve levar em consideração a presença de outros jogadores, ou seja, não basta sair batendo, é preciso raciocinar para não ficar cercado no meio da batalha e se tornar alvo fácil.

Com o passar do tempo, Dofus ganhou vários updates, sendo o mais importante a versão 2.0 que traz um banho gráfico completo, novas missões e poderes para os aventureiros. Dofus permanece vivo e forte: de acordo com o site oficial, o game conta com mais de 25 milhões de usuários. O título é um dos games originários da França de maior sucesso e aclamação no mundo, mesmo fora do circulo dos jogos online. O game ganhou uma atualização de Halloween há pouco tempo, provando que a franquia não está abandonada, como muitos podem imaginar.

Conta aí? Quantas horas você joga Dofus por dia?