Purposyum, Challengers of Justice

Purposyum, Challengers of Justice –  jogo da ONU será lançado na “São Paulo Play Week”

Um dos games que mais devem chamar as atenções durante o evento São Paulo Play Week, a ocorrer em 28/11/2019, é o Purposyum, Challengers of Justice, um game criado pelos alunos da ETEC Parque da Juventude com a mediação de pesquisadores do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento da USP. Trata-se de um jogo de cartas que coloca os jogadores em um ambiente colaborativo. A ideia é que os jogadores se unam para defender o sistema solar.

Purposyum, Challengers of Justice foi selecionado pela Organização das Nações Unidas para Drogas e Crime (UNODC) em parceria com a UNESCO entre os dez jogos da campanha “Educação para a Justiça”. O motivo para isso é que o game tem um viés social bastante social e impactante. No jogo há uma disputa colaborativa entre planetas que podem se unir para propor soluções que superem os “Desafios da Justiça” e assim evitar a destruição do sistema solar. As soluções propostas são avaliadas pelos jogadores. O macete é que se não houver a resolução de um mínimo de desafios, todos perdem.

Durante a partida, vão surgindo algumas questões como “Salvar a todos ou salvar a mim mesmo?” e “O meu planeta é mais importante que os outros?” que ajudam os participantes a refletir e trabalhar noções e problemas atuais como xenofobia, discursos de ódio, homofobia e porte ilegal de armas.

A ideia do projeto Purposyum, Challengers of Justice ganhou maturidade após Gilson Schwartz, coordenador do grupo “Cidade do Conhecimento” na USP e diretor para América Latina da rede “Games for Change”, convidar alunos da ETEC Parque da Juventude para participar ao longo de 2018 do desenvolvimento do projeto a fim de participar do concurso da ONU, que pedia jogos não-digitais que promovessem a consciência crítica sobre direitos humanos, racismo, porte de armas, guerras, violência de gênero, corrupção, crimes ambientais e respeito às leis.

A participação no São Paulo Play Week serve ao propósito de abrir o projeto à participação de escolas de todo o Brasil, criando cartas com “ícones da justiça” próprias ou até novos jogos que fortaleçam a campanha mundial de “Educação para a Justiça”. De acordo com Schwartz, o evento na USP será uma oportunidade para mobilizar a participação e também para ampliar as fontes de patrocínio e investimento no projeto, por meio de “criptomoedas criativas” (moedas digitais).

“Por meio desse estímulo, veremos que é possível aprender, brincando, sobre justiça, igualdade, diversidade, paz e reconhecimento, estado de direito e tolerância “, disse Gilson Schwartz, coordenador do projeto.

Fotos: Reprodução/TV Globo

Sobre o São Paulo Play Week

O São Paulo Play Week 2019 tem como tema a “Acessibilidade, Diversidade e Justiça” e será realizada em São Paulo, entre os dias 28 de novembro e 8 de dezembro. O evento é conhecido como  o maior evento brasileiro voltado à criação de games, jogos e brinquedos de impactos social e pessoal transformadores, de modo que ele é organizado pela rede mundial “Games for Change” na América Latina em parceria com a ETEC Parque da Juventude e coordenação do grupo de pesquisa “Cidade do Conhecimento” da Universidade de São Paulo (USP). Para saber mais, acesse o site do evento.

Deixe seu comentário