Arquivo da categoria: Games

OhShape – Jogo de ritmo com realidade virtual é lançado para SteamVR, Oculus e Viveport

Entra ano, sai ano, o objetivo de muita gente permanece o mesmo: entrar em forma. Talvez fosse pensando nesse público que a desenvolvedora Odders Lab acaba de lançar a versão final do jogo OhShape para os óculos de realidade virtual SteamVR, Oculus e Viveport. Trata-se de um game que desafia o jogador a utilizar todo o seu corpo para desviar de obstáculos. O objetivo, é claro, é se exercitar.

Durante a jogatina os jogadores se deparam com diversos obstáculos como muros e plataformas e para avançar deve utilizar seus braços e pernas, seja desviando, saltando ou socando os obstáculos. A realidade virtual é responsável por tornar a jogatina imersiva e divertida, mais ou menos no mesmo esquema de Beat Saber, pois o gamer deve seguir o ritmo das músicas para avançar. De acordo com os produtores, o título tem como inspiração o programa de TV japonês “Hole in the Wall”.

OhShape

“A experiência de jogo do OhShape é muito satisfatória, pois qualquer jogador, com bastante prática, pode superar até os níveis mais exigentes. OhShape treina sua agilidade mental e física, bem como sua capacidade de reagir. O ritmo desempenha um papel fundamental, já que cada nível é uma coreografia projetada por dançarinos profissionais para fazer você se sentir o mestre da pista”, diz o comunicado à imprensa.

Um dos destaques de OhSahpe é seu modo editor, que permite que a própria comunidade continue alimentando o jogo com novos conteúdos. Assim, a expectativa é que o título se torne um dos queridinhos entre os entusiastas por jogos de realidade virtual e deva figurar nas casas de arcade do gênero.

Ainda de acordo com os produtores, OhShape chega a sua versão final com uma jogabilidade refinada e bem simples, de modo que qualquer jogador pode apreciar, mesmo que não seja um exímio dançarino. A versão final, vale dizer, possui 12 fases, além da possibilidade de a comunidade criar seus próprios cenários através do modo editor.

Abaixo você confere o trailer de lançamento de OhShape:

Confederação Brasileira de eSports participa da Amo Esportes Fair em Curitiba

Os e-Sports no Brasil entrarão em uma nova era em 2020, pois a Arena Athlético Paranaense irá sediar entre os dias 14 a 16 de fevereiro a Amo Esportes Fair, que já está ganhando o status de maior evento de e-Sports no Brasil. Para se ter ideia, o evento contará com a participação da Confederação Brasileira de e-Sports (CBeS). Além disso, o evento terá como palco um dos maiores e mais modernos estádios de futebol do país, a Arena Athlético Paranaense, em Curitiba.

De acordo com a organização, um stand de 280 metros quadrados da Confederação Brasileira de eSports será montada para abrigar um museu de jogos clássicos arcades, espaço para contar a história dos games e uma área para jogar e recepcionar youtubers e os principais gamers da atualidade.

Além da área de interação, o primeiro Meeting de Marketing e Gestão realizado pela Amo Esportes, Club Athletico Paranaense e a Pluri Consultoria abrirá um amplo e importante debate sobre a regulamentação dos eSports, como os patrocinadores podem se beneficiar investindo em jogos on-line, quais as melhores estratégias para os clubes no mercado de e-Sports e os principais desafios do mercado de games.

Para Leandro Takahashi, presidente da CBeS, o evento será uma grande oportunidade para desmistificar e mostrar todo o potencial do mercado dos eSports. “Pretendemos criar um ambiente que pais e filhos possam desfrutar dos jogos juntos conhecendo os jogos de cada geração. Serão três dias de muita informação e conhecimento e Curitiba como uma das cidade mais inovadoras do mundo  é o cenário perfeito” definiu Leandro.

Os ingressos e inscrições para participar da Amo Esportes Fair estarão disponíveis no site a partir de janeiro.

Serviço – Amo Esportes Fair

De 14 a 16 de feveiro de 2020

Arena Athlético Paranaense

Retrospectiva – Dez últimos anos de jogos eletrônicos

O ano de 2019 marca o fim de uma década de grandes momentos para a indústria de jogos eletrônicos e praticamente sacramenta o sucesso do Playstation 4 e o início da nova estratégia da Microsoft. Por outro lado a Nintendo trabalha incansável para manter os bons resultados já conquistados com o Nintendo Switch. Os anos 2010s serão marcados por alguns dos melhores jogos de todos os tempos, despedidas tristes e novos parâmetros para a indústria.

Hoje vamos relembrar alguns dos momentos mais marcantes da última década. Confira!

 

2010 – A sétima geração se torna desejável

Os anos 2010s marcavam o amadurecimento tardio da sétima geração de videogames, fato evidenciado pela quantidade de novas IPs de alta qualidade que surgiram neste ano, tais como Alan Wake, Darksiders, Deadly Premonition, Heavy Rain e Metro 2033. Além disso, alguns dos melhores games já criados surgiram em 2010 como Mass Effect 2, God of War III, Super Mario Galaxy 2 e o arrasa-quarteirão Red Dead Redemption. Para muitos gamers o ano 2010 foi um dos melhores que a indústria já teve.

 

2011 – A batalha dos portáteis

Apesar de alguns games importantes terem sido lançados em 2011 como Marvel VS Capcom 3, Limbo e Mortal Kombat, o ano de 2011 ficou marcado mesmo pela batalha travada entre Sony e Nintendo no ramo de consoles portáteis com os lançamentos do Playstation Vita, o sucessor do PSP e última investida da Sony no mercado de portáteis; e do Nintendo 3DS. Ainda que o PSVita se orgulhasse de ter um poder de processamento maior, quem levaria a melhor seria o console da Big N graças a sua capacidade de gerar jogos em 3D sem uso de óculos de realidade virtual e seus jogos de alta qualidade. Muitos consideram que o PSVita foi um videogame injustiçado.

 

2012 – O início do declínio da Nintendo

Sorte no ramo de portáteis, azar nos consoles de mesa, esta foi a sina da Nintendo em pouco menos de um ano após o lançamento do 3DS. Apesar da alta confiança que os investidores e a comunidade apostaram no conceito de um controle em formato de tablet, a Nintendo falhou em vários aspectos, incluindo no que se refere ao poder de processamento do console, usabilidade da tela do controle em títulos grandes e até com o nome da plataforma, que apenas serviu para confundir jogadores mais casuais. O resultado foi um lançamento frio e uma adesão cada vez mais fria da comunidade. As ações da Big N tiveram forte queda durante vários meses e até se cogitou que a empresa seguiria o caminho da SEGA, abandonando de vez a fabricação de consoles de mesa. Entretanto a Nintendo conseguiu dar a volta por cima, utilizando o conceito do Wii U para a criação do Nintendo Switch anos depois, que viria a se tornar um grande sucesso.

Outro destaque importante em 2012 para nós brasileiros foi a consolidação dos grandes eventos de jogos nacionais como o BIG Festival Festival e a Brasil Game Show. O primeiro, voltado aos jogos independentes; o segundo aos jogos mais badalados do mundo. No caso da BGS, aliás, vale mencionar que não foi a primeira edição do evento, mas foi em 2012 que o evento chegou à São Paulo e se tornou o maior e mais importante evento de games da América Latina.

 

2013 – Sony massacra a Microsoft na E3

A nova guerra dos consoles finalmente teve início em 2013 com os lançamentos do Playstation 4 e do Xbox One. A máquina da Sony teve melhor sorte, aproveitando-se do lançamento desastroso do concorrente. A Microsoft apostava em um console mais restritivo com políticas de DRM e conexão permanente com a internet, já a Sony voltou-se tão somente para produção de jogos, uma plataforma mais barata e mais poderosa. A estratégia se mostraria acertada: o PS4 atropelou seu rival nas vendas e foi capaz de oferecer games mais memoráveis. Já a caixa da Microsoft, apesar de games interessantes e serviços amistosos jamais conseguiu equiparar-se nas vendas, o que serviu de aprendizado para as novas versões como o Xbox One X.

 

2014 – Facebook quer jogar

O ano de 2014 foi um pouco morno em quesito de jogos, mas algumas movimentações financeiras da indústria podem ser sentidas até hoje. A primeira foi a mágica ressurreição da moribunda Atari, que havia passado por maus bocados durante anos. Outras coisas que deram o que falar foram as compras da IP Gears of War e da produtora Mojang (Minecraft) pela Microsoft, mostrando que a empresa de Redmond ainda estava alerta ao que poderia render lucro.

Mas nada foi maior do que a compra da Oculus Rift pelo Facebook. Marck Zuckerberg estava a fim de apostar alto na realidade virtual e o Rift despontava como o mais ambicioso e moderno projeto de tornar a realidade virtual possível e bem sucedida no ramo de jogos eletrônicos. Ainda que os óculos de Realidade Virtual não tenham se popularizado como esperado, essa aquisição colocou os holofotes em cima da tecnologia.

 

2015 – Adeus a Iwata

O ano de 2015 foi marcado pelo amadurecimento da sétima geração de consoles, pois alguns dos mais premiados e adorados jogos de todos os tempos finalmente viram a luz do dia. Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, The Witcher 3: Wild Hunt, Bloodborne, Undertale e Fallout 4 foram lançados em 2015 e arrebataram notas altíssimas e prêmios de vários países. The Witcher 3, aliás, é até hoje um dos games mais bem sucedidos de todos os tempos e um dos mais influentes já lançados.

Apesar do balanço positivo, nem tudo foram flores na indústria de games: foi em 2015 que Satoru Iwata, CEO da Nintendo faleceu aos 55 anos. Iwata foi responsável pela reestruturação da Nintendo e reposicionou a empresa como uma das mais relevantes do mundo do entretenimento. Sua morte foi sentida por todos os jogadores do mundo.

 

2016 – O ano de Pokémon Go

O ano de 2016 foi atípico para os gamers, pois os dois grandes concorrentes Xbox One e Playstation 4 ganharam novas roupagens mais poderosas e (PS4 Pro e Xbox One X), mas só ficariam prontos no ano seguinte, o que mostrou que as empresas já demonstravam intenção de mudar suas estratégias. Além disso, os óculos de realidade virtual finalmente caíram nas graças das produtoras e empresários que infestaram os shoppings centers com “arcades de VR”.

O PS4 teve seu melhor ano de todos graças a jogos imperdíveis como Uncharted 4, Ratchet & Clank e The Last Guardian. Mas o fenômeno mesmo ficou por conta de Overwatch, que rapidamente se tornou um dos jogos mais jogados do mundo e figurou nos grandes campeonatos de e-Sports. Ainda assim, nenhuma febre foi maior do que a causada por Pokémon Go, apontado como o jogo a popularizar a realidade aumentada e por momentos constrangedores – e perigosos – praticados por seus jogadores. O título para mobile foi baixado 750 milhões de vezes em nível mundial, se tornando um dos aplicativos mais populares de todos os tempos.

 

2017 – A redenção da Nintendo

 

Após o fiasco do Wii U, a Nintendo decidiu não perder mais tempo batendo a cabeça em um produto impopular: a empresa lançou seu híbrido Switch, vendendo mais de 14 milhões de unidades em poucos meses. Não bastasse, a Big N ainda lançou os magníficos Super Mario Odyssey e o The Legend of Zelda: Breath of the Wild, que arrebatou uma infinidade de prêmios e aclamação da crítica. Quem também se deu bem foi PlayerUnknown’s Battlegrounds, que foi lançado em early acess em março e terminou o ano com mais de 30 milhões de unidades vendidas.

Algumas franquias amadas tiveram novas entradas, tais como Assassin’s Creed, Call of Duty, Crash Bandicoot, Dragon Quest, Doom, Final Fantasy, Kingdom Hearts e Metroid.

 

2018 – Microsoft prepara o terreno para a próxima batalha

Após anos de espera finalmente os fãs da franquia God of War tiveram um contato novo com a franquia na forma de uma aventura nórdica. O título, vale dizer, conquistou muitos prêmios e surpreendeu os jogadores ao mostrar que um game tão emblemático poderia se renovar e se adaptar a uma nova geração de jogadores. O resultado: Game of the Year. Para além disso, Fortnite conseguiu superar seus concorrentes diretos e se tornou o battle royale mais popular do mundo. Quem se deu bem também foi Red Dead Redemption, que provou que a Rockstar não perdeu seu toque de Midas.

O ano de 2018 foi marcado por uma apresentação performática quase perfeita da Microsoft na E3, apresentando jogos bombásticos e uma preocupação com o público irrepreensível. Mas talvez o mais impressionante fosse o movimento que a empresa fez para garantir sua relevância no futuro: a empresa de Redmond saiu às compras e de uma só vez garantiu a compra das empresas Undead Labs, Playground Games, Compulsion Games e Ninja Theory. Além de ter anunciado a criação de um novo estúdio chamado The Initiative em Santa Monica. Pouco depois a empresa ainda comprou os estúdios InXile Entertainment e a Obsidian Entertainment. A intenção era preparar o terreno para a próxima geração do Xbox.

 

2019 – O fim e o início de uma era

O ano de 2019 vai embora deixando um rastro de grandes conquistas e sucessos para a indústria de jogos. Algumas das notícias mais relevantes começaram com o anúncio do Google Stadia, a primeira entrada da gigante das tecnologias no mundo dos games. A revelação colocou as outras gigantes da tecnologia em compasso de espera, afinal a Google tem cacife e tecnologia necessárias para bater de frente e revolucionar as tradicionais fabricantes de consoles. O ponto negativo é que nem todos terão a tecnologia necessária para fazer uso pleno do Stadia.

Outra notícia importante é que Reggie Fils-Aime deixou a presidência da Nintendo of America. Apesar de ter pouco impacto pratico a curto prazo, a substituição de Fils-Aime deixou um vazio nos fãs da Nintendo, afinal o executivo conseguiu impingir sua assinatura nos negócio da Big N em solo ocidental.

Passados alguns meses, a Microsoft anunciou continuou sua estratégia agressiva para fortalecer sua posição no mercado global com a compra da Double Fine, produtora de Psychonauts. A impressão é que a próxima plataforma estará bem servida de jogos extremamente bem avaliados.

Por fim, e não menos importante, o fim do ano termina com o anúncio oficial do Xbox Seres X, a nova plataforma da Microsoft, que promete ser o videogame mais poderoso de todos os tempos. A próxima década promete fortes emoções para a comunidade gamer, uma vez que a Sony ainda está para demonstrar as capacidades do Playstation 5.

Alguns truques para jogar bingo e ganhar: não perca!

Jogar bingo é diversão certa para toda a família, mesmo as pessoas entrando no bingo como uma forma de entretenimento, o objetivo final no bingo é ganhar. Por isso, conhecer alguns truques para jogar  bingo pode elevar suas chances.

Jogar bingo é muito desafiador e pode te render bons ganhos!

Para ganhar no bingo é necessário, principalmente, controle emocional, informação e o conhecimento das regras do jogo.

Por isso, neste artigo você vai conhecer alguns truques para ganhar no bingo. São estratégias garantidas? Não. Mas se você as seguir, muito provavelmente suas chances de resultados mais satisfatórios se elevam. O que será falado neste artigo é a combinação de ações que outras pessoas já testaram.

Então, vamos lá!

Truques para jogar bingo: informações básicas

Os truques para jogar no bingo são variados, escolhemos aqui os mais relevantes em nossa consideração.

Na verdade, jogar bingo requer uma combinação de várias ações, as quais devem ser trabalhadas em conjunto. Primeiramente, vale levar em consideração estas:

  • Escolha o melhor horário: em que não tenha muita gente jogando, como no horário de expediente de trabalho. Assim, com poucas pessoas, as chances de ter cartelas iguais ou parecidas diminuem.
  • Escolha um número de cartelas que você consegue acompanhar completamente. Os jogos online são interessantes porque você tem os números marcados de forma automática, assim, consegue acompanhar melhor o processo.
  • Tenha mais cartelas, assim suas chances se elevam, pois as probabilidades estão em mais cartelas, em vez de uma ou duas.

Método de Tippet

Tippet foi um estadista britânico, ele sustentava que os primeiros números em um sorteio de bingo, quando é o jogo de 75 bolas, para ele, os números mais possíveis de sair no sorteio são aqueles próximos ao número 38. Especialmente para jogos que vão demorar mais como a variante blackout bingo.

Para ele, esses padrões são importantes:

  • Ele recomenda ainda que se escolha cartelas que leve isso em consideração. Além disso, para ele é recomendável que você escolha cartões com certo equilíbrio em números ímpares e pares.

Portanto, escolha suas cartelas com esses quesitos para se elevar suas chances de ganhar.

Bingo

Método de Granville

Esse método foi utilizado inicialmente em estratégias de bolsa de valores para antecipar o movimento de preços. Essas estratégias podem ser usadas ou adaptada para o bingo.

De acordo com essa estratégia, os números sorteados quase sempre têm final diferente, que há também um equilíbrio de números chamados que tem números altos e baixos.

  • Você precisa de ter um número equilibrado em números ímpares e pares.
  • Outro ponto é que você precisa ter a mesma quantidade de números que terminam com 0,1, 2, 3, 4, 5, 6,7, 8 e 9.

Ao escolher sua cartela de bingo, portanto, preste atenção nesses padrões de Granville. Com certeza, você estará à frente de muitos!

Controle emocional como truque para ganhar no bingo

Jogar no bingo, seja qual a modalidade, entre os truques para ganhar no bingo envolve também inteligência emocional. No bingo também é assim. Primeiramente, tenha certeza que você está entrando no jogo par vencer ou perder, mas que está usando seu dinheiro com sabedoria.

Entenda que quanto mais você jogar, mais vai ficar bom no bingo, é uma questão de prática.

Mas o dia que começar a perder muito, é melhor parar e recomeçar no outro dia. Se prepare, a cada dia, mentalmente para cada partida.

Bingo online: mais flexibilidade para você!

O bingo online é interessante porque ao mesmo tempo que você se diverte, ainda pode interagir online com outros jogadores, socializando e ganhando experiência.

Hoje existem diversos sites especializados em jogos online e alguns se dedicam apenas ao bingo online com diversos temas e variantes de jogos.

A cada vez que você preencher um padrão de linhas, colunas ou diagonal, você pode cantar bingo e vence!

Nesses sites, aproveite também as premiações oferecidas para você treinar suas habilidades.

Concluindo

Neste artigo você ficou conhecendo alguns métodos e truques para jogar bingo e ganhar no bingo. Essas estratégias vão te ajudar, mas o mais importante, o que te coloca em melhores posições, é você treinar mais no bingo e ter seus próprios padrões de jogo.

E, se este artigo foi importante para você, compartilhe com seus amigos.

Continue conosco para mais informações importantes como essas.

 

Touring Karts – Game de kart permite até 8 jogadores em disputas online com suporte a óculos VR

Games de kart costumavam ser bem populares há alguns anos, de modo que quase toda empresa tinha sua versão, mas ao passar dos anos apenas o saudoso Mario Kart sobreviveu. Entretanto um novo competidor acaba de surgir para o Playstation 4 e PCs: Touring Karts. O título é da Ivanovich Games e já está disponível no PlayStation VR e PlayStation 4 custando R$ 61,50, o jogo também está disponível no Steam e Oculus Store.

O mote do jogo segue a cartilha básica, ou seja, você deve dominar suas habilidades de corrida enquanto interage com o ambiente, o objetivo é o primeiro lugar. Para isso, vale de tudo: atirar cubos de gelo, galinhas, bombas, tiros de bazuca, esmagar seus rivais com um martelo gigante etc. O objetivo da desenvolvedora foi criar um game extremamente divertido e que possa ser apreciado por toda a família.

Posteriormente, Touring Karts ganhará versões para o Nintendo Switch e dispositivos móveis, com direito a crossplay para até 8 Jogadores entre todas as plataformas sem a necessidade de um dispositivo de VR, garantindo assim a festa a todos os jogadores, independentemente de onde estão e do dispositivo que usam.

“No geral, o Touring Karts é super divertido! O jogo me deu exatamente o que eu queria de um jogo de kart em Realidade Virtual. As pistas são loucas e divertidas, os gráficos são claros, embora simplistas, tanto o single player quanto o multiplayer são divertidos de jogar, e há uma quantidade incrível de opções para todos os jogadores. Se você gosta de corridas de karts, este jogo é uma compra obrigatória.” Análise do PSVR Review.

Touring Karts é o primeiro jogo de kart desenvolvido com a tecnologia de realidade virtual em mente, sendo que plataformas comuns são compatíveis. Os jogadores podem competir em 22 pistas com 30 carros customizáveis inspirados na Formula 1. De acordo com os desenvolvedores, o game possui 3 modos de jogo online: Copas Únicas Diárias, Partidas Customizadas com Amigos e “Random Play”. Além disso, há o modo história com mais de 120 horas de diversão.

“Como fãs de F1 e da saga Mario Kart, sentíamos falta de uma experiência que unisse esses dois mundos aproveitando todas as possibilidades que a realidade virtual pode oferecer. Queríamos trazer toda a emoção e diversão louca dos jogos de arcade do tipo kart a um universo onde sempre encontramos novos desafios e onde podemos competir com nossos amigos.” – Ivan Cascales, fundador e CEO da Ivanovich Games.

Abaixo você confere um trailer de Touring Karts:

 

7 coisas que você precisa saber sobre o Xbox One Series X

Durante a The Game Awards a Microsoft deu o pontapé inicial da nova geração de videogames ao anunciar o Xbox Series X, sucessor do One. Poucos detalhes foram revelados, porém algumas coisas já foram ventiladas no evento e em conversas de corredores. Hoje vamos dissecar sete coisas que você precisa saber sobre o novo videogame da Microsoft.

 

Tudo em família

A primeira coisa que você deve ter em mente é que a máquina apresentada na TGA não é a única plataforma que os engenheiros da Microsoft estão trabalhando. Na verdade ele é apenas um dos membros da família denominada “Xbox”. Em outras palavras, a próxima geração da Microsoft não se resumirá em apenas um único console, mas sim em diferentes versões capazes de rodar os mesmos jogos ou com funções diferenciadas, tal como vimos ocorrer recentemente com a versão All Digital do Xbox One. Essa pista deixa a impressão de que a Microsoft deve seguir um caminho semelhante ao que a Apple já faz ao lançar diferentes versões do iPhone.

 

Preço

Ainda é cedo para falar de preço e entendemos o porquê a Microsoft não ter dado nenhum indicativo de quanto teremos de economizar até o lançamento, afinal a concorrência se ajustaria rapidamente ao que a empresa de Redmond faria. Entretanto, se serve de alento, a Microsoft já disse que não cometerá os mesmos erros de preço do Xbox One na ocasião de seu lançamento. O que isso significa? Bem, o atual console da empresa norte-americana chegou custando US$ 499,00, cerca de US$ 100,00 acima de seu concorrente direto, o Playstation 4. Com isso, analistas apostam que o preço do console no lançamento deva ser de US$ 399,00.

Data de lançamento

O que se sabe é que tanto o Xbox Series X quanto o PS5 chegam ao mercado durante o ano de 2020. Um tanto vago, hein? Mas se quiser uma data mais precisa, a própria Microsoft deu uma dica – “Holiday 2020”, ou seja, o lançamento se dará entre os meses de outubro e dezembro de 2020. Com certeza a fabricante não irá querer deixar escapar a chance de lançar seu console a tempo do feriado de ação de graças + Black Friday + Natal.

Configurações

Neste quesito ainda faltam muitas informações, mas alguns detalhes já são públicos: a Microsoft afirmou que o Xbox Series X será quatro vezes mais poderoso que o Xbox One X e oito vezes mais poderoso que o Xbox One original; apresenta a arquitetura de CPU Zen 2 da AMD e a arquitetura gráfica RDNA, uma unidade de estado sólido projetada sob medida, GDDR6 SDRAM e suporte para Ray Tracing em tempo real e VRS. Além disso, a máquina terá poderio de renderização de até 120 quadros por segundo e resolução de até 8K. A Microsoft também promoveu o “modo automático de baixa latência” e a “entrada dinâmica de latência” para melhorar a capacidade de resposta.

Para eliminar telas de loading, a empresa optou pelo armazenamento do tipo NVMe SSD. Imagine um novo Forza rodando a 8K nativo sem telas de loading rodando em até 120 quadros por segundo. Parece surreal, mas é o futuro!

É retrocompatível?

Sim! Seguindo a cartilha adotada no Xbox One, a Microsoft garantiu que o Series X terá suporte aos títulos existentes do Xbox One, bem como aos títulos do Xbox e Xbox 360 compatíveis com o Xbox One. De acordo com a empresa, para garantir a função foi necessário interromper o programa de retrocompatibilidade no Xbox One para focar os esforços no Series X. Se a promessa for cumprida, e parece que vai, a nova plataforma já ganha uma biblioteca gigantesca antes mesmo de chegar ao mercado. Será que a Sony consegue revidar o golpe?

Terá jogos exclusivos?

Uma das fraquezas mais lembradas por fãs de videogames em relação à Microsoft quando comparada com suas rivais era a evidente falta de estúdios de desenvolvimento first parties capazes de criações únicas e desejáveis. Entre 2018 e 2019 a Microsoft saiu desembestada comprando todo estúdio que parecesse promissor e o resultado dessas aquisições é que atualmente a Microsoft Studios conta hoje com 15 subsidiárias, todas trabalhando em novos jogos para o Series X – atualmente a Sony conta com 14 subsidiárias.

Entre os jogos já anunciados, apenas Halo Infinite e Senua’s Saga: Hellblade II por enquanto, mas ao longo do próximo ano novos anúncios serão feitos. Vale ainda lembrar que algumas third parties já trabalham em outros projetos como a Ubisoft com Watch Dogs: Legion, Gods and Monsters e Rainbow Six Quarantine. Outros jogos também no forno são Battlefield 6 e Elder Scrolls VI. A próxima E3 será imperdível!

Design

O design do Xbox Series X foi motivo de memes – e não é por menos – ele possui um formato semelhante a uma “torre” ou a um “gabinete”, de modo que ele é projetado para ficar na posição vertical. A princípio causa estranheza, mas seus traços minimalistas podem ser o ar futurista que sua sala de estar está esperando.

De cordo com Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, a ideia por trás do design do Series X é que ele “desapareça” da sala, o que permitiria uma experiência mais imersiva. Dito isto, espera-se que a máquina seja bastante silenciosa.

Controle

“Em time que está ganhando não se mexe”. Foi seguindo esse mantra que a Microsoft manteve o mesmo design do Xbox Wireless Controller, do Xbox One. A única novidade é o botão Share, que permite tirar capturas de tela e compartilhar vídeos rapidamente nas redes sociais, função que o Dual Shock 4 já executa com esmero. Mas espere, de acordo com a Microsoft, o controle tem curvas mais confortáveis e seu tamanho mais adequado para se encaixar na mão da maioria das pessoas. O objetivo é unir conforto e praticidade em um produto já testado e aprovado.

Um Espião Animal – Animação da Fox ganha game gratuito para browser

A próxima grande animação da Fox já tem nome: Um Espião Animal (Spies in Disguise). Para celebrar este lançamento, a Disney acaba de lançar um game baseado no título cinematográfico. O jogo chama-se Perseguição do Pombo e desafia os jogadores a encarnar o papel de um mero pombo, que deve desviar de diversos obstáculos para chegar inteiro ao fim do percurso.

A jogabilidade é bem simples, lembrando bastante as mecânicas do saudoso Flappy Bird, ou seja, basta dar alguns cliques no mouse para que o pombo voe mais alto. Parece fácil, porém o desafio é justamente controlar as quedas livres e os vôos mais altos para não dar de cara com os obstáculos.

A ideia do jogo é retirada diretamente do filme, em que o superespião Lance Sterling usa um disfarce de pombo para espionar seus alvos. O grande desafio no game é bater o seu score e em sequência desafiar os amigos. Você pode acessar o game totalmente online e gratuito aqui.

O filme “Um Espião Animal”

O superespião Lance Sterling (Will Smith) e o cientista Walter Beckett (Tom Holland) são completamente opostos. Lance é sofisticado, elegante e atraente. E Walter… não. Mas a habilidade social que falta em Walter é compensada por sua esperteza e uma fantástica  capacidade de inventar, o que o permite criar apetrechos incríveis para Lance usar em suas missões épicas.

Quando algo inusitado acontece, Walter e Lance terão que confiar um no outro de um jeito completamente novo. E se essa dupla estranha não conseguir trabalhar como um time, o mundo todo estará em perigo. UM ESPIÃO ANIMAL é uma comédia de animação ambientada no glamuroso mundo da espionagem internacional. No Brasil a estréia ocorre em 23 de janeiro de 2020.

Abaixo você confere o trailer dublado de Um Espião Animal:

Fantasy Farming: Orange Season – game de administração de fazenda com toque de RPG é lançado na Steam

Já imaginou a fusão de RPG com farming? Pois é justamente essa a ideia do game Fantasy Farming: Orange Season, o novo título da em parceria com o estúdio nacional Tropical Puppy. Basicamente você é um jovem fazendeiro que deve auxiliar seus pais. Para isso, você deve administrar uma fazenda na cidade de Laranjal plantando vegetais e criando animais, enquanto convive com as pessoas excêntricas de Laranjal.

Um detalhe interessante é que você pode fazer amizade com os demais moradores auxiliando-os em pequenas tarefas. Essas tarefas, aliás, podem render prêmios valiosos. As tarefas são bastante variadas, e vão desde minerar pedras preciosas a pescar frutos do mar. Praticamente um simulador da vida de um fazendeiro. A intenção foi criar um game extenso, divertido e repleto de coisas a se fazer.

“Como alguém que cresceu jogando jogos de fazenda, mal posso esperar para começar uma vida como fazendeiro em Laranjal e conheçer as histórias de vida dos moradores do local. O Fantasy Farming: Orange Season parece fantástico e estou empolgado para ver o seu desenvolvimento continuar”, disse Bas de Jonge, Diretor de Marketing na SOEDESCO.

Os fãs de Harvest Moon se sentirão em casa com este jogo.Um Detalhe que chama atenção é o visual do game e sua trilha sonora, pois eles trazem um clima de 16 bits inconfundível.  Fantasy Farming: Orange Season está atualmente disponível em Acesso Antecipado no Steam, com uma pontuação ‘muito positiva’ de 94% de um total de 110 avaliações.

Abaixo você confere o trailer de Fantasy Farming: Orange Season:

Arena Extra estreia em Curitiba com atrações imperdíveis para fãs de games mobile

A capital paranaense receberá a mais nova e moderna arena gamer da América Latina neste sábado (14). Trata-se da Arena Extra – presented by Google Play, um espaço projetado para receber até 300 pessoas por dia, onde será possível jogar e interagir com influenciadores digitais e participar de uma verdadeira experiência de eSport. O espaço é fruto de uma parceria entre o Google e o Extra e estará localizado na loja Alto da XV, na entrada do supermercado. De acordo com o Extra, o espaço conta com cerca de 100m2, três telas de alta definição e assentos para 50 pessoas. A melhor parte é que o uso será gratuito.

“Por meio da Arena Extra, resultado do crescimento da categoria de vales-presentes na rede, nossos clientes vivenciarão a experiência do funcionamento de uma arena de jogos de alto nível, além de terem uma oportunidade exclusiva de explorar os principais games do mundo na companhia dos melhores jogadores do país, oferecendo, assim, uma experiência única e divertida na loja” destaca Alberto Calvo, diretor-executivo do Extra. “O Extra já é tradicionalmente uma marca pioneira no varejo e um grande ponto de encontro na comunidade em que as lojas estão instaladas. Estamos muito felizes em sermos o local em que essa iniciativa inédita ocorrerá no Brasil, reunindo fãs e admiradores de games e nos permitindo valorizar e divulgar nossa solução em vale-presente com o Google”, completa o executivo.

A programação será variada, mas já foi definido que Free Fire será o primeiro game a iniciar a promissora vida da Arena Extra. Nos dias 14, 15 e 16 de dezembro, os visitantes poderão encarar pró-players das equipes Corinthians e INTZ, duas das maiores equipes de Free Fire do mundo – o Corinthians, aliás, é o atual campeão mundial do game. Já nos dias 17, 18 e 19 de dezembro a principal atração será a presença de Piuzinho, influenciador de Free Fire que tem mais de 10 milhões de seguidores nas redes sociais.

Para participar, é necessário fazer um pré-registro no site oficial, agendando dia e hora da visita à Arena Extra. As vagas são limitadas, mas na loja será possível se cadastrar em uma lista de espera. Quem não conseguir ir à Arena Extra ainda poderá acompanhar o que rolou em cada evento por meio do site oficial.

Serviço – Arena Extra – presented by Google Play

Local: Extra – Alto da XV

Av. Mal. Humberto de Alencar Castelo Branco, 230, em Curitiba – PR

Horário: das 14h00 às 17h00

Programação (até o momento):

14/12 – INTZ e Corinthians, equipes de Free Fire

15/12 – INTZ, equipe de Free Fire

16/12 – Corinthians, equipe de Free Fire

17, 18 e 19/12 – Piuzinho, influenciador de Free Fire

Mais informações podem ser obtidas em http://www.arenaextra.com.br.

Phoenix BR conta história de superação após sofrer AVC aos 19 anos de idade durante jogo online

Não é incomum jogadores de videogames passar horas em frente a TV desbravando mundos fantásticos, entretanto alguns casos servem de alerta para não deixar a saúde de lado. Um bom exemplo é do jovem Guilherme Nogueira – Phoenix BR – que negligenciou uma dor de cabeça intensa durante uma sessão online. Pensando ser algo sem importância, talvez devido à própria tensão natural do jogo, não quis sair da partida. Mas ao terminar, a dor ficou insuportável e Guilherme pediu ao irmão para levá-lo ao hospital. Chegando lá, recebeu um diagnóstico inesperado: estava tendo um Acidente Vascular Cerebral (AVC), o popular derrame, que impede a circulação de sangue no cérebro e pode causar danos permanentes à função cerebral e até levar à morte.

A forma isquêmica do AVC é a mais comum e ocorre em 85% dos casos. Caracteriza-se pela obstrução a um vaso sanguíneo que fornece sangue ao cérebro, bloqueando a passagem de oxigênio para as células locais, chamadas de neurônios, causando a sua morte. Já na hemorrágica, um vaso enfraquecido rompe e sangra no cérebro, causando inchaço e aumento da pressão local 3. O AVC é uma das principais causas de morte e a principal causa de incapacidade no mundo 4 5. Segundo a World Stroke Organization, 1 em cada 4 pessoas terá um AVC ao longo da vida.

Na época Guilherme tinha 16 anos e como seu caso foi sério, levou três anos em recuperação gradativa. Desde então Phoenix BR têm usado seu canal no Youtube, onde conta com mais de 680 mil inscritos, para alertar sobre a doença. O objetivo é alertar os jogadores sobre os cuidados básicos com a saúde.

“Meu objetivo é chamar atenção das pessoas sobre a importância do rápido atendimento em casos de AVC. Se eu estou aqui para contar essa história foi por causa do rápido reconhecimento dos sintomas e da agilidade da equipe que me recebeu no hospital”, explica.

O gamer aderiu à campanha A Vida Conta, uma iniciativa da ONG Rede Brasil AVC em parceria com a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares, com apoio da Boehringer Ingelheim. Phoenix BR gravou um vídeo que está disponível em suas redes sociais e nos canais da Rede Brasil AVC, ONG formada por profissionais de diversas áreas que unidos lutam para diminuir o número de casos da doença, melhorar o atendimento pré-hospitalar e hospitalar ao paciente, melhorar a prevenção ao AVC, propiciar a reabilitação precoce e reintegração social.

Menos de 2% das pessoas acometidas pelo AVC estão na faixa etária entre 18 e 29 anos. A neurologista e presidente da Rede Brasil AVC, Dra. Sheila Martins, explica que a cada minuto sem tratamento do AVC, 1,9 milhão de neurônios são perdidos. Para se manter longe do risco, a médica recomenda não fumar, diminuir o sal na dieta, comer mais frutas e vegetais, praticar de atividades físicas regulares e restringir o consumo bebidas alcoólicas, já que cerca de 90% dos AVCs são associados a fatores de risco que podem ser prevenidos Sobre a campanha A Vida Conta

Abaixo você confere o vídeo da campanha com Phoenix BR: