Arquivo da tag: Xbox Live

Pesquisa da IEEE revela que as novas gerações de jogadores passam menos tempo jogando videogames

A organização IEEE, especializada em estudo e avanço da tecnologia para a humanidade, realizou uma pesquisa entre os dias 11 de junho a 13 de julho com o público gamer de todo o mundo. O resultado desta pesquisa é de certo modo surpreendente e o veredicto é que as gerações mais novas passam menos tempo jogando videogames.

De acordo com a pesquisa realizada: jovens entre 18 a 24 anos passam cerca de cinco a oito horas em uma única sessão de jogatina, ao passo que jogadores com idades entre 18 a 34 anos passam mais de 15 horas jogando. Este dado vai contra a opinião de muita gente que acredita que as gerações mais novas estão cada vez mais presa aos jogos eletrônicos.

De acordo com a IEEE, esta pesquisa mostra que os mitos do ‘gamer tradicional’ estão desaparecendo. A pesquisa ainda revelou que 58% dos jogadores preferem jogar em modo campanha, ao invés de realizar partidas online com os amigos. Este é outro dado inusitado, afinal a popularidade das redes Xbox Live e PSN é cada dia mais evidente. Ainda assim, mais da metade dos jogadores preferem jogar em modo campanha.

Segundo Stu Lipoff, associado da IEEE e presidente da Ação Partners IP, os jogadores mais novos passam menos tempo jogando devido à
disputa de atenção que os videogames enfrentam com outras tecnologias como celulares, tablets e redes sociais. Quanto à preferência por partidas singleplayer a justificativa é outra: “O crescente interesse no modo de campanha pode ser devido a que jogadores não precisam de uma interação social online para ter uma experiência de qualidade de vídeo games”, disse Lipoff.

Outro dado captado pela pesquisa diz respeito ao futuro dos jogos eletrônicos. De acordo com a psquisa, cerca de 51% dos entrevistados acreditam que as tecnologias voltadas para a realidade virtual (VR/AR) dominará o mercado. Outros 21% dos jogadores acreditam que o futuro da indústria são os jogos open-source (àqueles em que o usuário pode personalizar o jogo); enquanto que outros 18% apostam suas fichas em jogos de segunda tela/óculos inteligentes como a “próxima grande inovação para os vídeo games”.

“Os desenvolvedores de vídeo games já estão começando a adotar AR / VR e a realidade combinada. Não há dúvida de que essas tecnologias imersivas serão a mais importante inovação da próxima geração de vídeo games, e também terão impacto em outros aspectos de nossas vidas. A indústria dos vídeo games será um dos primeiros a adotar e irá ajudar a descobrir como a tecnologia é viável. Até 2017, o AR / VR / tecnologias de realidade combinada será levada de forma fácil e acessível para as casas de consumidores, em grande parte graças aos vídeo games”, disse Todd Richmond, associado da IEEE e diretor de protótipos avançados do Instituto de Tecnologias Criativas (TIC) da Universidade do Sul da Califórnia.

Por fim a pesquisa da IEEE revelou algumas nuances do mercado de jogos eletrônicos e opiniões do público consumidor, tais como:

  • 46% acham que cartuchos de ROM foram a tecnologia mais impactante desenvolvida durante a segunda geração de vídeo games (1977-1983);
  • 53% dos participantes realmente acreditam que a tecnologia de maior impacto durante essa geração foram os microprocessadores de 16 bits;
  • 31 % acreditam que os avanços na unidade de processamento central / unidade de processamento gráfico de consolas “(CPU / GPU) as velocidades eram a tecnologia mais impactante da geração.

Com tudo isso, os especialistas da IEEE acreditam que a indústria de jogos eletrônicos está rumando a passos rápidos para maior disseminação de jogos sociais e de jogos móveis, uma tendência que já pode ser vista ocorrer atualmente. Resta saber como os jogadores mais antigos reagirão a estas mudanças, uma vez que eles parecem estar cada vez mais presos em jogos de consoles caseiros e com campanhas singleplayer.

E ai, você concorda? Opine!

Estádio do Palmeiras vira jogo para a Xbox Live

Essa é especial para os torcedores do Palmeiras. A Allianz Seguros, em parceria com a agência Ogilvy & Mather e a Microsoft, lançaram o minigame Allianz Gol para o Xbox Live. Trata-se de um game que coloca o jogador a explorar o mais moderno estádio do Brasil, o Allianz Parque, localizado em São Paulo. Também conhecido como Estádio do Palmeiras.

Allianz Gol é bastante simples, lembrando os clássicos jogos de futebol lateral da geração 16 bits. Basta tentar chegar ao gol adversário através de passes em linha reta, de modo que a bola não toque em nenhum jogador adversário. Se passar pelos adversários, basta chutar ao gol. O game já está disponível de forma gratuita na Xbox Live.

Além de explorar o estádio alviverde, os jogadores podem conhecer uma galeria de fotos que detém imagens e informações de outras arenas esportivas da Allianz, como o Allianz Park, de Londres; o Allianz Stadium de Sidney e o monumental Allianz Arena, em Munique, na Alemanha.

“A iniciativa tem como objetivo utilizar uma plataforma próxima aos fãs de futebol, especialmente ao público jovem, dando a oportunidade de vivenciar a marca. Pensamos no jogo como uma maneira de apresentar aos fãs do futebol o Allianz Parque e mostrar que a arena faz parte de uma estratégia global do Grupo Allianz, que envolve outras cinco ao redor do mundo a levar o nome da nossa marca”, explica Felipe Gomes, diretor executivo de Gestão de Mercado e Estratégia da Allianz Seguros.

Os jogadores podem fazer uma visita virtual, os jogadores podem até entrar em campo e marcar um gol. A Allianz acredita ser uma maneira bastante efetiva de apresentar o estádio a todos os fãs de futebol que, por ventura, não podem ir pessoalmente ao estádio Palmeirense.

Os desafios da distribuição digital de games

Quando você quer comprar um novo jogo, qual a sua primeira opção? Comprar o jogo via download ou comprar mídia física?

Tradicionalmente, a distribuição de games no início da indústria era feita apenas em suportes físicos. As primeiras
gerações de consoles, como o Atari 2600, Odyssey e Super Nintendo, os suportes eram cartuchos com memórias ROM. Com o lançamento do PlayStation One da Sony e do Dreamcast da Sega, os consoles passaram a contar com leitores de discos ópticos.

Contudo, com a disponibilidade das conexões de banda larga a partir dos anos 2000 a distribuição de conteúdo digital pela internet se popularizou, viabilizando a exploração comercial da distribuição digital em larga escala.

Diversos estudos mostram o impacto da distribuição digital e do crescimento dos jogos online sobre o mercado físico de jogos digitais, seja no varejo convencional ou nas lojas virtuais.

Mas apesar de tudo, quando falamos de acessórios para videogames, nada como uma loja física, para ver, tocar e experimentar o produto.

Muitos distribuidores digitais de jogos, existentes desde o meio da década de 90, são versões das lojas convencionais, apenas substituindo o envio de mídias físicas pela possibilidade de
download do software para instalação em PCs.

Os fabricantes de console também criaram suas redes de distribuição proprietárias, que permitem aos donos de console adquirir jogos digitais pela internet. As redes são a Nintendo  Network, a Play Station Network (PSN) e a Xbox Live.

O grande marco da distribuição digital foi o lançamento do Steam pela Valve, em 2003. O Steam expandiu o conceito, oferecendo novas funcionalidades e serviços complementares, tanto para desenvolvedores quanto para usuários, criando comunidades em torno de seus títulos e um mercado de jogos modificados pelos próprios usuários, além de itens especiais e da distribuição de softwares voltados ao desenvolvimento de jogos.

Mas de nada adianta a distribuição digital sem os acessórios bancas para complementar a jogatina. E isso, acho que cabe mesmo às lojas físicas.

Mas a pergunta que fica é: você prefere comprar um jogo usando a distribuição digital, via download? Ou prefere mesmo a mídia física?

 

Fonte: relatório Mapeamento da Indústria Brasileira e Global de Games, realizado pelo grupo de estudos GEDIgames por encomenda do BNDEs.

Flashback: o clássico dos anos 90 está de volta

Flashback

Flashback, o famoso game de plataforma que marcou os anos 90 está de volta! A Ubisoft lançou há poucos dias o remake do game para a Xbox Live, onde pode ser encontrado na seção Summer Arcade.

Para quem não conhece, o game coloca o jogador na pele do herói Conrad, que deve deter a ameaça alienígena conhecida como Morphs, que pretendem absorver a mente dos seres humanos e incorporar nossa espécie. Além disso, o jovem Comrad deve resgatar a sua namorada que caiu nas garras dos Morphs. A batalha contra os invasores deve ser vencida ao longo de muita correria e tiroteio.

A ideia do remake foi de refazer o game com a mesma base de equipe do original, melhorando a experiência de jogo através de ferramentas atuais. Com esse lançamento, a empresa francesa espera agradar aos antigos fãs do game e também apresentá-lo aos novos jogadores. Para isso, os consumidores que adquirirem o remake também receberão o game original no pacote.

O game foi lançado para a Xbox Live, porém a Ubisoft informa que também levará o remake para a Playstation Network e também para o Digital PC nos próximos meses, então resta aguardar. Será que o remake conseguirá superar o original?

Abaixo você confere o trailer do game Flashback:

 

Ultimate Game Sale: jogos AAA estão com desconto na Xbox Live

Xbox Live / Ultimate Game Sale

Muita atenção, usuários do Xbox 360! A Microsoft finalmente lançou a Ultimate Game Sale, uma semana de promoções atrativas para os assinantes da Xbox Live. Os descontos são incríveis e trazem alguns dos games mais bacanas já lançados para o console da empresa sediada em Redmond.

Ao todo a Microsoft disponibilizou inicialmente 7 games na semana promocional, e o melhor: alguns deles são muito badalados como Crysis, Borderlands 2 e o magnífico Far Cry 3. Os preços variam de R$ 9,50 à R$ 39,00. De acordo com uma postagem do Major Nelson, outros games serão postados ao longo da semana, como Forza Horizon, Mass Effect, The Witcher 2, Tomb Raider, entre outros.

Se você é assinante da Live, fique de olho, pois a promoção é por tempo limitado e os descontos são realmente tentadores.

Veja o cronograma de lançamentos do Capcom Arcade Cabinet

capcom arcade cabinet

Se você curte uma jogatina retro preste bastante atenção no que a Capcom andou aprontando nos últimos meses! Desde o último dia 19 de fevereiro de 2013 a empresa japonesa vêm disponibilizando games clássicos da era 8-bits em seu programa Capcom Arcade Cabinet, uma maneira de transformar os poderosos Xbox 360 e Playstation 3 em fliperamas da década de 80.

O projeto vai até meados de maio e prevê o lançamento de 15 jogos lançados no período entre 1984 a 1988 através de distribuição digital. De acordo com a Capcom, os games poderão ser adquiridos individualmente ou em pacotes. Ao adquiri um jogo você ganha acesso ao Capcom Arcade Cabinet que dá acesso a vários recursos  como tocador de músicas, captura de telas/vídeos, DIP Switch, entre outros.

Além dos elementos que marcaram os games da época, a Capcom vai adicionar ainda a possibilidade de multiplayer online para 2 jogadores em alguns títulos. Outros mimos presentes em alguns jogos são modo de treinamento com vidas infinitas e a troca rápida entre as versões oriental ou ocidental dos jogos.

Os primeiros jogos dessa compilação já estão disponíveis nas redes online e os jogadores já podem baixar o primeiro pacote, composto por Black Tiger, 1943: The Battle of Midway e Avengers, por R$10,99 / US$4,99 / 400M. Vale lembrar que a Demo de Blak Tiger é gratuita. Os donos de Xbox 360 poderão curtir o jogo inteiro com um só crédito, podendo sempre voltar do começo. No PlayStation 3, os jogadores terão créditos infinitos, tendo acesso ao jogo completo de graça.

Lguns games bastante celebrados estarão no programa como Ghosts’n Goblins, 1942, Legendary Wings, etc. O bacana é que ao final se você completar a coleção de 15 jogos, individualmente ou em conjunto, você ganha o direito a mais dois games grátis como bônus. Mais informações podem ser encontrada no site Capcom Unity Brasil.

Abaixo você confere o cronograma de lançamento do Capcom Arcade Cabinet e um vídeo bem legal:

PACOTES/TÍTULOS INDIVIDUAIS DATA DE LANÇAMENTO NA AMÉRICA DO NORTE E BRASIL PREÇO
Demo de Black Tiger 19 de fevereiro (PSN)
20 de fevereiro (XBLA)
Grátis
PACOTE DE JOGOS 1
Títulos: Black Tiger, Avengers, 1943: The Battle of Midway
19 de fevereiro (PSN)
20 de fevereiro (XBLA)
R$10,99/US$4,99/400MSP
PACOTE DE JOGOS 2
Títulos: Ghosts n Goblins, Gun.Smoke, Section Z
5 de março (PSN/XBLA) R$20,99/US$9,99/800MSP
Avengers 5 de março (PSN)* R$8,99/US$3,99
1943: The Battle of Midway 5 de março (PSN)* R$8,99/US$3,99
PACOTE DE JOGOS 3
Títulos: Side Arms, Legendary Wings, Trojan
19 de março (PSN/XBLA) R$20,99/US$9,99/800MSP
Ghosts n Goblins 19 de março (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Gun.Smoke 19 de março (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Section Z 19 de março (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
PACOTE DE JOGOS 4
Títulos: Commando, The Speed Rumbler, Exed Exes (Savage Bees)
2 de abril (PSN/XBLA) R$20,99/US$9,99/800MSP
Side Arms 2 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Legendary Wings 2 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Trojan 2 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
PACOTE DE JOGOS 5
Títulos: 1942, SonSon, Pirate Ship Higemaru
16 de abril (PSN/XBLA) R$20,99/US$9,99/800MSP
Commando 16 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
The Speed Rumbler 16 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Exed Exes (Savage Bees) 16 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
1942 30 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
SonSon 30 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Pirate Ship Higemaru 30 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Pacote Bônus (para quem comprou todos os 5 pacotes ou todos os 15 títulos   individuais)Títulos: dois jogos (nomes a confirmar) A confirmar Grátis para quem comprou todos os 5 pacotes   anteriores ou todos os 15 títulos individuais
PACOTE TUDO-EM-UM
Títulos: Todos os 17 jogos
21 de maio (PSN/XBLA) R$60,99/US$29,99/2000MSP

* Não disponíveis como títulos individuais via XBLA

Domínio Microsoft-Sony.com reacende discussão do futuro de um console

Você já deve ter ouvido nomes de peso na indústria de games dizendo que o mercado e o consumidor se beneficiaria de apenas um console, com toda a produção de jogos voltada apenas para uma máquina.

Agora, o registro de dois nomes de domínio colocaram lenha nessa fogueira e trazem à tona, novamente, a discussão. Esse mês, a Microsoft registrou o endereço Microsoft-Sony.com e Sony-Microsoft.com.

Atualmente, os domínios não apontam para lugar algum, apenas foram reservados, e não há qualquer anúncio oficial, mas as especulações começam. E, é claro, o registro pode ter sido feito com nome falso, pode ter sido feito até mesmo para outro produto, afinal a empresa está investindo pesado no Windows Phone e a Sony possui, também, linha de celulares.

O blog Kotaku, porém, levanta diversos pontos citando que é uma fusão de ambas as empresas no mercado gamer faz muito sentido. Entre eles está a força da rede Xbox Live, a qualidade do hardware da Sony e a competência da Microsoft em criar SDKs.

O que será que vem aí? E o que você acha desse papo de apenas um console?