Arquivo da tag: vídeo

VPSL cria websérie “Mulheres no Controle” para promover discussão sobre empoderamento feminino

A época que se falava que mulheres e videogames não combinam ficou no passado, ainda assim, algumas pessoas ainda veem com estranheza ver garotas que se dedicam aos games. Pensando em dar visibilidade a essa discussão e promover o empoderamento feminino, a VPSL, principal liga virtual de jogadores profissionais do pais, criou uma websérie com influenciadoras a fim de trazer o debate do empoderamento feminino para o universo da cultura digital.

Intitulado Mulheres no Controle, o programa terá periodidade semanal, e contará com a participação de nomes como o da velejadora e escritora Heloísa Schurmann e da modelo profissional Ariella Moura, entre outras personalidades.

No primeiro programa da série, Ariella conversa com a atleta profissional de esportes eletrônicos, capitã e dona do time Black Dragons, Nicolle Merhy – também conhecida como Cherrygumms. Nicolle fala um pouco da sua carreira no mundo dos e-Sports, do seu início como cyber atleta, da relação com a sua família, seus amigos e também de como é ser mulher em um universo majoritariamente formado por jogadores do sexo masculino.

“O programa será conduzido por essas mulheres fortes e competentes, que irão entrevistar uma as outras, compartilhando suas opiniões e experiências profissionais que as levaram a conquistar protagonismo nesse novo universo digital”, afirma Nuno Bianchi, sócio-diretor da VPSL.

O primeiro episódio de Mulheres no Controle já está disponível e pode ser visualizado no canal da VPSL no YouTube. A websérie conta com a produção e direção de David Schurmann, cineasta brasileiro de carreira internacional.

Sobre a VPSL

Organizando torneios de FIFA Pro Clubs desde 2014, a VPSL é a principal liga virtual de jogadores profissionais do País. A liga organiza torneios para o game FIFA da EA Sports nas modalidades ProClubs e FIFA Ultimate Team (FUT). O objetivo da empresa é criar um ambiente saudável e divertido para a comunidade de games brasileira.

Abaixo tem o primeiro vídeo de Mulheres no Controle:

 

E3 2018 – Conferência da Sony mostra porquê a empresa é líder mundial no mercado de jogos eletrônicos

A última das conferências da E3 foi realizada pela Sony (a Nintendo fez apenas um Direct). Líder absoluta do mercado de jogos eletrônicos, a Sony poderia dar-se ao luxo de apresentar apenas os mesmos jogos que já haviam sido mostrados anteriormente. Entretanto a empresa japonesa fez mais que isso, revelando jogos arrasadores e que parecem levar o PS4 ao limite.

Títulos como The Last of Us II, Nioh 2 e o apoio irrestrito aos parceiros mostram a força da marca Playstation e justificam a posição atual da Sony. Já os novíssimos Ghost of Tsushima e Spider-Man servem para provar que o PS4 é a casa das novas IPs mais desejadas da atualidade. Se depender dos esforços da Sony, os jogadores podem esperar por uma leva de jogos imperdíveis.

The Last of Us II

Um dos títulos mais bem avaliados de todos os tempos é The Last of Us. O game da Naught Dog foi tão bem recepcionado que a Sony até remasterizou o título para o PS4. Porém a comunidade almejava por algo novo, que fizesse jus ao poderia tecnológico do PS4 e assim a ideia de uma sequência tornou-se cada vez mais crível.

A apresentação da Sony na E3 começou justamente com Gustavo Santaolalla tocando o tema do primeiro game em um banjo. Ainda que a introdução gerasse estranheza, serviu para animar o público para o que viria. Em seguida rolou uma gameplay de The Last of Us pt II, em que vimos as habilidades furtivas de Ellie em um ambiente sombrio e repleto de inimigos.

Um dos detalhes mais comentados de todo o vídeo relacionado à TLoU II é o beijo gay que Ellie dá em outra garota. Muitas pessoas estão parabenizando a Naught Dog pela ousadia, enquanto outros acusam a produtora de apelativa. Sobre a jogabilidade em si, podemos ver que o stealth é a grande sacada do jogo e que a dificuldade será ainda maior que no primeiro game. A impressão deixada foi extremamente positiva.

Ghost of Tsushima

Este game era uma grande incógnita desde que a Sony começou a falar dele e após a apresentação em Los Angeles a impressão foi a que estamos prestes a ver uma obra de arte em forma de videogame ganhar forma. Trata-se de um jogo de ação em mundo aberto em que samurais se enfrentam em ambientes belíssimos.

A parte que mais chama atenção é o esmero com que os cenários foram feitos. Os efeitos de luz/sombra, os detalhes nas folhas e nas pedras ao redor são absurdos. Os personagens não ficam muito atrás, demonstrando uma riqueza de detalhes e expressões faciais realistas. Não é exagero dizer que este é um dos games mais bonitos que já vimos.

Sobre a jogabilidade em si, podemos dizer que há algo de influência de The Witcher 3 e Dark Souls. Sim, os combates demandam certa estratégia. A desenvolvedora deste trabalho é a Sucker Punch, os mesmos responsáveis por Infamous, então você pode esperar um jogo divertido e cheio de reviravoltas.

Control é o retorno da Remedy

Quem também aproveitou o espaço da Sony na E3 foi a Remedy e a 505 Games, desenvolvedora de Alan Wake, Max Payne e o mais recente Quantum Break. Este último, aliás, parece ter influenciado bastante nas mecânicas de jogo. Aqui você pode esperar muita troca de tiro e manipulação de objetos e poderes paranormais.

De acordo com o roteiro já divulgado, o jogador entra no papel de Jesse Faden, a jovem diretora da agência Control. Infelizmente as coisas começam a ir mal quando o prédio é dominado por forças sobrenaturais. Cabe a Jesse descobrir o que está ocorrendo e retomar o controle do prédio. O game tem lançamento para PS4, Xbox One e PC, porém sem data definida de lançamento.

Resident Evil 2 Remaster ganha trailer e data de lançamento

O trailer que a Capcom levou não mostrou muito de como será o jogo, mas o pouco revelado já serve para inferir algumas coisas. A primeira e mais importante: o jogo não será apenas um tapa gráfico, mas um jogo completamente novo, com novos gráficos, mecânicas de jogabilidade, e controle. A câmera, por exemplo, fica posicionada atrás do ombro dos personagens, como em Resident Evil 4.

Outro detalhe importante é que o título parece mais sangrento que o original e até mais assustador. A melhor coisa mesmo é que os jogadores não terão de esperar muito para colocar as mãos no produto: o lançamento é previsto para 25 de Janeiro de 2019. Mais detalhes devem ser revelados em breve.

Piratas do Caribe aparecem em Kingdom Hearts 3

A franquia estrelada pelo Capitão Jack Sparrow estará em Kingdom Hearts 3. Pelo menos foi isso que o novo trailer mostrou. Os dois universos já haviam se encontrado em KH 2, desta vez, porém, o avanço gráfico das plataformas garante avatares mais estilizados de Jhonny Depp, Orlando Bloom e Elizabeth Swan. Sim, o nível de detalhes é impressionante. Além disso, o trailer revelou que haverão batalhas entre navios à lá Assassin’s Creed IV Black Flag.

Death Stranding está no nível de qualidade que se espera de Kojima

Um dos jogos mais esperados nesta E3 era Death Strading. Motivos? Tem Hideo Kojima, Norman Reedus e Guillermo Del Toro na produção. Como se não bastasse, Kojima tem toda a liberdade criativa para fazer as coisas a seu modo, de uma maneira que não seria possível na Konami.

Durante o evento americano, pudemos ver um pouco do gameplay e foi possível inferir algumas coisas: o mundo de jogo é enorme, haverão momentos até assustadores e a trama deve contar com muitos mistérios e tensão (além de viagens no tempo). Podemos apostar que este será um dos melhores jogos do Playstation 4 até o final de sua vida últil.

Nioh 2 está confirmado

A Koei Tecmo está dedicada a mudar sua imagem no mundo dos jogos e se posicionar como uma das produtoras mais sérias do mundo. Para isso, a empresa está apostando alto em suas franquias mais bem sucedidas. Após surpreender a todos com o anúncio de Dead or Alive 6, a empresa apresentou um vídeo da sequência de Nioh, jogo ao estilo Dark Souls ambientado no Japão feudal.

A produção está a cargo da Team Ninja e pelo pouco que foi mostrado deu para sacar que o protagonista do jogo anterior. Isto é um indicativo de que talvez sejam contada uma história de outra lenda japonesa envolvendo samurais. O 1º game foi inspirado em um roteiro inacabado de Akira Kurosawa, um dos cineastas mais importantes do Japão.

Spider-Man pode ser um dos melhores games de heróis de todos os tempos

Este foi o momento incontestável da conferência da Sony, certo? O gameplay apresentado foi digno de elogios de toda a imprensa e do público. Também pudera, o game está lindo, as cenas de ação são extasiantes e a Nova York parece deveras realista. Deu para perceber que muitos inimigos farão participações e que o aracnídeo não terá vida fácil.

Em alguns momentos, Spider-Man lembrou bastante da liberdade que vimos no clássico Spider-Man 2, do PS2. Felizmente não será necessário esperar muito para colocar as mãos nesta joia. A Insomniac garantiu o lançamento para setembro.  O vídeo abaixo encerrou a apresentação da Sony na E3, deixando uma ótima impressão.

Os jogos apresentados estão em um nível muito alto e o grafismo dos exclusivos mostra que a plataforma ainda tem muito que oferecer antes do lançamento do Playstation 5. Ainda que tenha apresentado menos jogos que a concorrência, os títulos mostrados certamente segurarão bem as pontas para a empresa japonesa.

Criadores de Skydome transmitem livestream sobre a criação do game

O estúdio de games independente Kinship (criadores de Skydome) já é uma referência entre os estúdios paulistas, graças aos seu projetos ambiciosos. Agora o estúdio quer interagir com seus fãs através de uma nova abordagem: o estúdio decidiu realizar duas streams em suas redes sociais a fim de mostrar como é o processo de criação e desenvolvimento de games.

A primeira edição da chamada DevStream ocorreu na última quarta-feira (14) e pode ser vista aqui. A segunda edição ocorre no próximo dia 28 de fevereiro e o objetivo é dar alguma ideia do que os entusiastas por criação de games devem encontrar no futuro. As transmissões contam com a participação de Cheny Schmeling, diretor criativo, e João Rogatto, designer de UI e UX, que falam durante uma hora sobre design de interface e experiências de usuário, tomando como base o principal projeto do estúdio: Skydome.

Além de mostrar as questões processuais do design de interface, João e Cheny também respondem em tempo real as dúvidas enviadas pelo público. A transmissão fica disponível nas páginas e canais oficiais do /PlaySkydome no Facebook, YouTube e Twitch e será uma ótima oportunidade para os jovens desenvolvedores e fãs do projeto conversarem com os responsáveis pelo Action Tower Defense mais aguardado do ano.

Sobre Skydome

Skydome ocorre em um ambiente formado por ilhas flutuantes. Nesse ambiente, dois times batalham em arenas separadas e invocam ondas crescentes de personagens para conquistar o artefato adversário. Em paralelo, os times precisam defender seu próprio artefato dos avanços hostis das criaturas inimigas.

Cada jogador escolhe um campeão do Skydome entre vários disponíveis, sendo que cada um tem seu próprio estilo de jogo e um conjunto diferente de habilidades, como as poderosas e inovadoras intervenções, que podem ser lançadas diretamente na arena adversária. Uma intervenção bem utilizada, além de deixar as partidas mais interessantes e imprevisíveis, pode modificar completamente o resultado do confronto.

Abaixo tem um trailer de Skydome:

Programa Game Over estreia no canal PlayTV com muito conteúdo de games e e-Sports

A PlayTV investiu mais espaço de sua grade nos videogames: no último domingo, 18 de junho, estreou o programa Game Over às 19h. O programa apresentado por Arthur Ribas já existe há 10 anos e é bastante conhecido do público do youtube e do canal aberto Band.

Agora na PlayTV, os planos são exibir o programa em dois formatos: às quintas sempre às 20h, com duração de 24 minutos, reapresentados às segundas, quartas, sextas e domingos às 11h e, no domingo uma versão mais completa, de 60 minutos,  às 19h.

“Games e tecnologia são o assunto da PlayTV há 10 anos. A parceria com o Game Over, que tem quase a mesma idade que a nossa, serve para fortalecer dois produtores de conteúdo especializado que, sabe-se lá porquê, estavam separados. É quase como um reencontro de irmãos gêmeos depois de uma década”, afirma o gerente de produção e programação da PlayTV, Rodrigo Lariú.

A pauta desta nova atração inclui tudo o que acontece no mundo dos jogos, desde lançamentos, notícias, entrevistas, análises e polêmicas como, por exemplo, falar de games vazados. Além disso, a promessa é de ter bastante conteúdo de e-Sports, com entrevistas com os cyberatletas e os principais times do cenário nacional. Também pode esperar cobertura de eventos como a BGS e feias nacionais como o SANA e o BIG Festival.

Segundo Arthur Ribas, o diferencial do programa é que a equipe de produção leva os videogames a sério e sempre mostra os temas mais interessantes. “Levamos o videogame a sério, não falamos só dos jogos que estão em evidência, mas fazemos questão de mostrar jogos antigos, produções nacionais e deixar o telespectador sabendo tudo o que acontece no mundo dos jogos.” E quem assiste na TV poderá participar do próximo programa escolhendo a trilha sonora da edição seguinte pelo celular.

O público de Game Over ama games desde a época de quem jogava Atari e hoje tem 30 anos ou mais, e consome jogos como uma das principais formas de entretenimento. Dados mostram que 70% do público do programa na internet é de 18 a 35 anos (fonte: Youtube 2017).

 

Serviço – Game Over na PlayTV (60 min)

Episódios inéditos – domingos às 19h

Reapresentações – segundas e quartas 21h30, terças e quintas 11h30

Classificação etária: Livre

 

Game Over Diário (24 min)

Episódios inéditos – quinta 20h

Reapresentações às segundas, quartas, sextas e domingos às 11h00 e terças e sábados às 20h

Classificação etária: Livre

Twitch Prime já está em mais de 200 países. Marca é comemorada com brindes aos usuários

O Twitch conquistou uma importante marca recentemente: o Twitch Prime, programa criado a partir da Amazon Prime com foco nos fãs de games, já está disponível para seus usuários em mais de 200 países e territórios. Isto significa que a plataforma não apenas é a maior do semento streaming, como também é a de maior alcance mundial. O Twitch Prime é famoso por presentear seus usuários com mimos e traquitanas variadas.

Mensalmente, os assinantes do Twitch Prime recebem conteúdo de jogos grátis, como personagens exclusivos, aprimoramentos e skins, além de jogos completos de desenvolvedoras independentes. Os membros também recebem uma assinatura de um canal da Twitch a cada 30 dias, bem como um conjunto de emotes, cores e um distintivo exclusivo para o bate-papo, além de assistirem aos vídeos sem anúncios. O Twitch Prime está incluso na assinatura do Prime Video.

A partir de 9 de junho, os membros do Twitch Prime receberão conteúdo exclusivo do jogo de sobrevivência PLAYERUNKNOWN’S BATTLEGROUNDS, um dos títulos mais vistos do ano na Twitch. O pacote exclusivo de vestuário inclui jeans, uma camiseta e uma máscara balaclava, todas com temática da Twitch.

“O Twitch Prime cresceu drasticamente desde que foi lançado em setembro de 2016 na América do Norte e na Europa Ocidental. O programa ajuda os streamers a atrair seguidores, as desenvolvedoras de jogos a alcançarem mais clientes e os fãs a obter conteúdos gratuitamente, enquanto apoiam seus canais favoritos”, comenta Ethan Evans, Vice-Presidente de Comércio da Twitch.

Mais sobre o Twitch Prime

Com a expansão, o Twitch Prime abrange mais de 200 países e territórios em todo o mundo, além de EUA, Canadá, Itália, França, Alemanha, Bélgica, Áustria, Espanha e Reino Unido, primeiros países a receberem o programa. O sistema está incluído no Prime Video pelo valor de US$ 2,99 por mês nos primeiros seis meses e US$ 5,99 posteriormente.

Os membros do Prime Video podem assistir produções originais da Amazon, como American GodsThe Grand Tour de Jeremy Clarkson, Richard Hammond e James May, Mozart in the JungleTransparentThe Man in the High Castle e Tumble Leaf, assim como filmes populares de Hollywood e programas de TV. Os assinantes podem assistir os conteúdos disponíveis por meio do aplicativo Amazon Prime Video em dispositivos conectados, como smartphones e tablets, smart TVs ou on-line em PrimeVideo.com, além de terem a opção de fazer o download para assistir off-line.

Para testar o serviço gratuitamente ou conectar sua conta do Prime Video, acesse o site especial.

Twitch lança Pulse, ferramenta que facilita contato entre streamers e seus fãs

Uma das críticas mais comuns ao serviço de streaming Twitch é a ausência de ferramentas que possibilitem maior interação entre o streamer e seu público. Pois bem, este problema está no passado graças ao Pulse, uma ferramenta social que permitirá que a comunidade mantenha contato com seus streamers preferidos.

De acordo com o Twitch, os criadores de conteúdo terão a oportunidade de compartilhar clipes, destaques de seus últimos jogos, textos, fotos e horários de suas próximas transmissões com seus amigos, seguidores e com a comunidade em geral. Este é o primeiro serviço de streaming que disponibiliza tantas funções em um só local, deixando concorrentes de peso para trás.

twitchA ideia é que os usuários da plataforma possam acompanhar em tempo real, em um só lugar, conteúdos de variados serviços como a própria Twitch, além de Vimeo, YouTube, Imgur e Gfycat. Para os streamers, o Pulse permitirá a interação com seus fãs e também com espectadores de forma mais ampla, atingindo seguidores que não visitam regularmente o canal. Deste modo, você até consegue atingir um público mais amplo através do Pulse.

O lançamento vem em boa hora, pois a maioria dos campeonatos estão prestes a começar ou já começaram, como o Circuito Desafiante ou o Smite. O Pulse ficará disponível na página inicial da Twitch para todos os seus usuários. O aplicativo móvel da plataforma também receberá a ferramenta social em breve. Para quem não conhece, a Twitch é a plataforma líder em vídeos sociais e comunidade para gamers. Para mais informações sobre a Twitch, visite o site oficial, o Twitter (#Twitch) e o blog.

Gomídia transforma São Paulo em cenário de jogo para a campanha de lançamento de Watch_Dogs 2

O lançamento de Watch Dogs 2 promete ser um dos mais empolgantes , especialmente em São Paulo. A Gomídia, agência de marketing digital, transportou o universo do game para as ruas de São Paulo. Basicamente a agência produziu um vídeo de 1 minuto em que um atleta de parkour vestido como o protagonista do jogo Watch_Dogs 2 percorre as ruas da cidade interagindo com o espaço urbano e com os passantes, simulando a dinâmica do próprio game. A ideia é passar um pouco da sensação do game para a vida real, permitindo que os jogadores brasileiros se identifiquem com o personagem e o universo do game.

Watch Dogs 2 conta com elementos de parkour e temática hacker, além de um mundo totalmente aberto para explorar. Os jogadores ficam livres para cumprir missões numa versão digital da icônica cidade de San Francisco. Além disso, o jogo mistura elementos de ficção com o mundo real. A produção da Gomídia contou com a colaboração de mais de 50 pessoas e será veiculada nas mídias sociais da Ubisoft durante a campanha de marketing do jogo.

“Watch_Dogs 2 mexe muito com a imaginação dos jogadores, não apenas por ser uma superprodução, mas por explorar diversos aspectos tecnológicos e permitir que o gamer viaje por um mapa gigantesco e real da cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. A intenção da Gomídia nessa campanha foi aproximar esse ambiente dos fãs brasileiros, só que tendo como cenário as ruas de São Paulo e não as do Vale do Silício”, comenta Lucas Patrício, diretor geral e cofundador da Gomídia.

unnamedPara tornar o vídeo ainda mais real e imersivo, um atleta de parkour foi chamado para ser o dublê de Marcus Holloway – o jovem e brilhante hacker que protagoniza o jogo – e escalou e saltou em alguns dos pontos turísticos mais conhecidos de São Paulo, como o Vale do Anhangabaú, Viaduto do Chá, Praça Roosevelt e Minhocão. Já o youtuber Patife – que tem mais de 1,5 milhão de seguidores em seu canal –, sob o mesmo lenço que esconde o rosto do personagem dos videogames, foi o convidado surpresa que desempenhou o papel principal da trama e precisou atrair admiradores e apoiadores à sua causa formando um time de hackers, exatamente como no game. Com essa equipe reunida, o grand finale do vídeo aconteceu em frente ao prédio da FIESP, na Avenida Paulista: a cena de uma complexa operação hacker que mudou a paisagem do local.

Sobre o desafio de se criar uma ação que seja atraente para os consumidores e ao mesmo tempo interessante para o cliente, Lucas destaca que “quando se compreende os valores de uma produção tão complexa quanto a que um videogame busca em sua narrativa, amplificar essa mensagem por meio de outras mídias se torna uma missão mais fácil”.

Abaixo você confere o vídeo de marketing de Watch Dogs 2 produzido pela equipe da Gomídia:

 

Fãs criam Live Action de Majora’s Mask

majoras-mask-wallpaper

Alguns fervorosos fãs da franquia Zelda criaram um vídeo live action para homenagear o lendário Legend of Zelda: Majora’s Mask. Os efeitos especiais não são dos mais elaborados, mas o que vale é a intenção, que garantiu uma das homenagens mais bacanas que já vimos. Além dos figurinos, os ávidos fãs se preocuparam em utilizar as músicas do game e até os cenários vistos. Apesar das limitações técnicas, já dá para sonhar como ficaria uma superprodução feita por algum grande estúdio de Hollywood.

Confira o breve trailer live action abaixo:

Banda Gameboys toca fabuloso medley de Zelda

995602_620063788053359_1953235362_n

Provavelmente uma das nossas bandas dedicadas em GameMusic favoritas são Os Gameboys. Já assistimos várias apresentações desses garotos e nunca nos cansamos de ver como eles transformam cada tema dos videogames em um espetáculo. O repertório deles é vasto e passa por jogos lendários como Mario Bros., Donkey Kong, Sonic, entre outros. Mas nosso favorito mesmo é quando eles tocam os temas da franquia The Legend of Zelda.

Na última edição da Brasil Game Show (2013), por exemplo, os espectadores se surpreenderam com a musicalidade da banda e com a participação surpresa de um cosplay de Link. Foram momentos valiosos para os fãs da mítica franquia da Nintendo. Recentemente o grupo publicou um vídeo com uma apresentação dedicada tão somente ao jogo retro mencionado. Se você jamais viu Os Gameboys ao vivo, ao menos pode conferir em vídeo o porque gostamos tanto dessa banda:

 

Vídeo mostra o que acontece se você ligar o PS4 no Xbox One

xbox-one-vs-ps4

Que o Xbox One é uma central multimídia nós já sabemos, afinal a Microsoft esforçou-se bastante para deixar claro que o sistema foi criado para ocupar o centro da sala de estar. Assista filmes, ouça música, jogue, fale com amigos ou assita TV, vale tudo! Muito dessas possibilidades tem a ver com as conexões do console, sendo que a principal é a saída HDMI.

Agora vem a parte mais interessante, o time da Eurogamer / Digital Foundry resolveu ligar o concorrente Playstation 4 em uma das entradas HDMI do Xbox One só para ver o que acontece.

O resultado do experimento é bem legal, pra dizer a verdade. O Xbox One reconhece o Playstation 4 e mostra a interface do aparelho como se fosse uma das apps do console. O problema é que ao entrar em um jogo de PS4 o Xbox One sofre bastante. De acordo com a DF, a saída HDMI do Xbox é mais indicada para aparelhos Bluray e TVs por satélite.

Não espere que alguém vá jogar o Playstation 4 através do Xbox One, afinal esse não é o propósito de nenhum dos sistemas. De acordo com o site, há muita latência quando se tenta rodar um game do PS4 passando pelo Xbox One, mas a título de curiosidade segue o vídeo abaixo.

PS4 no XBox One