Arquivo da tag: V de Vinagre

V de Vinagre: sucesso em 2013 ganha nova versão com gráficos 2,5 D

Quem não se lembra do game “V de Vinagre”, sucesso em 2013 por satirizar a ação da Polícia Militar durante as manifestações que abalaram o país? O jogo da Flux Game Studio ganhou notoriedade por seu humor ácido e pela crítica social que fazia da situação – próprio título era uma referência aos jornalistas que foram detidos por trazer vinagres em suas mochilas. Pois bem, a Flux Game lançou a segunda versão do game, desta vez para aproveitar a nova onda de manifestações que ocorreram na cidade de São Paulo após o aumento das tarifas de ônibus.

A nova versão do game segue a mesma dinâmica da anterior: a polícia está perseguindo o jogador e quer descer o cacete nele porque ele está se manifestando pacificamente. Vale destacar que houve excesso por parte de alguns policiais nas manifestações, ainda que seja notório que houve a participação de alguns vândalos durante as manifestações.

“Entendemos que há um problema crônico com a abordagem da Polícia Militar do Estado de São Paulo em eventos majoritariamente pacíficos. Quando ocorreu a pancadaria no último dia nove de janeiro, vimos que o tema pode, e deve, ser idêntico – a truculência e exageros da PM não mudaram, então o vilão do V de Vinagre também se mantém”, explica Paulo Luís Santos, diretor da Flux Game Studio, desenvolvedora do jogo.

A primeira versão do game foi desenvolvida às pressas para aproveitar a pauta do momento. Desta vez, a Flux garante que houve um trabalho maior para garantir que o game seja mais refinado: os gráficos são em “2,5D”; as animações são mais fluídas; o game está maior (10 fases). Além dessas novidades, o título possui um sistema de customização de personagens, podendo misturar cabeças, torso e pernas de diversas personalidades desenhadas de forma caricata.

Há também itens coletáveis que desbloqueiam notícias bizarras sobre absurdos que acontecem no Brasil, em geral, sobre corrupção, mal uso de verba pública, ou fatos escabrosos. O que sofreu poucas mudanças foi a jogabilidade: manteve-se o estilo runner com comandos de pular e deslizar. Há objetos interativos nas fases que servem para derrotar os policiais e ganhar mais pontos.

O personagem principal é o mesmo – o manifestante com a máscara de Guy Fawkes. No entanto, conforme coleta vinagres, o jogador pode liberar novos personagens, que são sátiras de pessoas que vão desde jogadores de futebol até celebridades.

“Estamos vivendo um momento muito parecido com aquele junho de 2013, com a truculência diante das manifestações, mas a situação atual é ainda mais complicada: indignação com políticas públicas, cenário político conturbado, falta água e luz em São Paulo todos os dias. A coisa está feia! O V de Vinagre é um game calcado neste tipo de problema, então acredito que esta situação, por mais lamentável que seja, acaba potencializando o lançamento do novo V.”, afirma Santos.

O game foi lançado em janeiro somente para Android. De acordo com a produtora, há planos de levá-lo até outras plataformas se o desempenho for bom. A previsão é que em algum momento a Flux lance versões para iOS e Windows Phone.

Game V de Vinagre ironiza violência policial no Brasil

v de vinagre

Como todos sabem, São Paulo foi tomada no último dia 13 de junho e também no dia 17 de junho de 2013 pela população que está reivindicando vários direitos como redução do transporte público e seriedade dos políticos com o dinheiro público. A ação dos manifestantes reverberou pelas redes sociais e inspiraram diversos outros movimentos em tantas outras capitais do país. Literalmente é o povo mostrando que detém o poder.

Apesar disso, os políticos não parecem querer ceder tão facilmente, como é o caso do prefeito da capital paulista Fernando Haddad, que já disse não reduzir os preços das passagens de ônibus.  Como as manifestações não perderam força, os governantes colocaram a PM nas ruas para evitar possíveis depredações. Essa ação ocasionou confronto entre a polícia e manifestantes, além de algumas das cenas mais dignas de pena da Polícia Militar de São Paulo, como atirar na imprensa, quebrar o próprio carro e (a mais esdrúxula de todas) dar voz de prisão ao repórter Piero Locatelli da revista Carta Capital que estava de posse de um frasco de vinagre.

Baseado no triste episódio, o time da Flux Game Studio criou o game V de Vinagre para satirizar o amadorismo e violência empregada pelo “dito” do PM em serviço. No jogo os jogadores assumem o controle de um adolescente portando vinagre que deve fugir da truculência policial como se fosse o marginal mais perigoso da história.

Um roteiro no qual um manifestante precisa fugir da polícia por portar potes de vinagre em sua mochila poderia muito bem ser de um game 100% de ficção – o problema é que, neste caso, é inspirado em uma triste realidade com a qual não podemos compactuar”, afirma Paulo Luis Santos, Diretor da Flux e um dos desenvolvedores do projeto. “A maneira como a polícia atuou infelizmente foi digna dos mais violentos filmes ou jogos, e não podemos simplesmente ficar de braços cruzados”.

A ideia do estúdio é digna de aplausos, visto que violência e abuso policial são um tipo de mal que já deveria ter sido extirpado da sociedade, mas que não cessa devido ao governo que coloca qualquer um para representar lei, mesmo os homens mais mal preparados que se possa ter. Evidentemente este texto exprime fúria e indignação, porém é impossível ficar indiferente ao ver tamanho despreparo de quem deveria proteger a sociedade. O próprio time da Flux Game Studio tem uma ideologia semelhante e aposta que o jogo para Facebook tem tudo para ampliar a conscientização geral sobre a situação que decorre na mais rica e mal protegida cidade do Brasil.

As sacadas são irônicas e os gráficos são divertidos para tentar levar o caso às pessoas que não leem jornal ou assistem TV, ou seja, o público mais jovem. “O game é, talvez, a mídia com a qual a conexão é mais forte e sólida para uma galera mais nova – de pré-adolescentes e adolescentes ainda na escola”, pondera Paulo. “Estamos manifestando uma opinião ideológica importante com o ‘V de Vinagre’, e sabemos que as pessoas que o jogarem serão expostas e talvez até influenciadas por ela. Esse é o ponto”.

O nome do jogo faz analogia ao cultuado personagem V do quadrinho (e filme homônimo) V de Vingança. Quanto mais vinagre for coletado pelo jogador, mas procurado ele será. Ao final, dependendo da quantidade de vinagre coletada, o jogador recebe títulos como “meliante” ou “comunista” pela polícia. Faz lembrar os tempos da Ditadura Militar, hein? Faz-nos pensar que se a polícia empregasse tanta vontade em acabar com o tráfico de drogas, assaltos e homicídios o Brasil estivesse melhor…

Quisemos fazer uma coisa bem-humorada, mas que expusesse bem o assunto”, comenta Stiven Valerio, Artista Líder e principal idealizador do projeto. “Nós não participamos dos atos, mas esse é o nosso jeito de contribuir no sentido de uma mudança para a melhor”.

Um dos fatos surpreendentes é que o game foi desenvolvido no formato Game Jam, uma maratona de 18 horas de trabalho. “Optamos por fazer tudo muito rapidamente por dois motivos: primeiro, nos propusemos este desafio de fazer um jogo em pouco tempo; e, depois, porque o assunto é urgente e não poderíamos investir muito tempo em polimentos – valia mais a pena lançar de uma vez do que perder o timing”, detalha Juliano Gomes, Programador Líder do game, lembrando que há uma nova manifestação marcada para segunda-feira, dia 17/06.

A empresa está monitorando a receptividade e alcance do jogo para decidir se é importante melhorá-lo com correções de problemas e novas features, ou eventualmente até ampliá-lo com mais conteúdo e portá-lo para dispositivos móveis. “Tudo vai depender do que o público achar do ‘V de Vinagre e do quanto ele viralizar”, explica Paulo.

Nossa dica é que você conheça o jogo e compartilhe-o pelas redes sociais. Mostre que você também faz da parte da revolução, mesmo que tenha de sair carregado com vinagre apenas no jogo. Afinal de contas, nem todos podemos nos dar ao luxo de sermos presos por causa de produtos alimentícios, certo?

V de Vinagre: abaixo está o vídeo do game que deveria ser visto pelo Capitão Toledo: