Arquivo da tag: usados

Gamefik: site de comércio voltado na gameficação e preços baixos

gamefik

Quem é gamer sabe que jogos eletrônicos são caros no Brasil. Um game de lançamento chega custando por volta de R$ 199,99, um custo muito elevado levando-se em consideração que geralmente nessa época sai pelo menos uns três jogos que você PRECISA comprar. Uma boa alternativa para quem quer manter o hobby sem gastar muito e sem apelar para a pirataria sempre foram os games usados.

Apesar das empresas serem muito contra o mercado de jogos usados, essa é uma prática comum entre os jogadores e que não será abolida tão cedo. Pensando nesse nicho de mercado, surgiu o site Gamefik, uma iniciativa que incentiva a compra, troca e venda de jogos usados entre os usuários por um preço mais acessível.

A ideia básica é que qualquer pessoa pode se cadastrar na plataforma e divulgar aqueles games que não querem mais ou sair em busca daquela raridade perdida. O site foi incubado graças ao capital da F2 Investimentos e da união de quatro amigos que viram a possibilidade de criar um site de comércio entre jogadores numa experiência mais divertida. Trata-se da gamificação, ou seja, quanto mais o usuário compra, vende, troca ou comenta, mais ele é premiado dentro do site. Tal premiação vem na forma de descontos, destaque e outros mimos. Trocando em miúdos, como uma rede social.

O site está em fase inicial, mas já conta com cerca de 5 mil usuários desde que surgiu. A equipe pretende que o lançamento oficial ocorra no início de fevereiro, ocasião em que espera-se alcançar 100 mil jogadores. Além de jogos usados, o Gamefik também irá trabalhar com jogos novos, graças às lojas de games que poderão anunciar seus produtos.

O acesso é muito fácil e rápido, basta fazer um cadastro e incluir os jogos da sua biblioteca. Em seguida você pode escolher se quer disponibilizá-los para troca ou venda. Como o site tem um ranking de jogos mais procurados (incluindo lançamentos), dá para o jogador ter uma noção do quão valioso é aquele game encostado na prateleira. Entretanto não adianta tentar extrapolar, o Gamefik vai monitorar o valor dos jogos vendidos para evitar abusos.

Ah, caso esteja se perguntando da questão de segurança, a equipe criadora do site garante que irá se esforçar para ninguém levar “chapéu”. Caso haja problemas na negociação o site devolve o dinheiro ao comprador. “Nos preocupamos em trabalhar com as melhores empresas para garantir a máxima segurança na experiência de uso da plataforma.  Se tratando de transações financeiras, por sermos uma “ponte” que liga um gamer ao outro, nos colocamos como se fossemos um banco. O Gamefik estorna sem burocracia nenhuma o dinheiro para o comprador e penaliza o vendedor por não cumprir o que foi anunciado, que dependendo do caso, poderá ser excluído da nossa comunidade por tempo indeterminado”, informa o site

Se você procura algum jogo em especial, dê uma visitada no site Gamefik, pois lá tem bastante coisa. Eu mesmo consegui encontrar uns jogos que estava procurando por aí.

Próximo cria sistema de venda de jogos usados por consignação

Proximo

Se você está procurando expandir sua biblioteca de games para seu console, mas não está com tanta liquidez financeira para esbanjar, uma dica é ir atrás de games usados. Neste quesito, uma  alternativa é a Próximo, uma rede varejista de games que acabou de lançar um novo modelo de negócios.

Basicamente os jogadores que têm intenção de vender seus jogos podem fazê-lo na loja, deixando o título nas lojas que a revende em sistema de consignação, ou seja, você estabelece o preço e a loja o coloca no catálogo por até um mês até que outro jogador o compre. Caso o game seja vendido no período, o gamer recebe o valor integral em crédito para gastar em qualquer produto da loja. Caso o game fique estacionado, o gamer deve retirar o título da loja pagando uma taxa de serviço de R$ 5,00.

“Este novo tipo de venda de game usado vem somar ao tradicional, pelo qual concedemos descontos ou créditos”, contou Caio Junqueira, diretor de negócios para varejo físico da Próximo. “Esta nova modalidade aumenta nossa base de jogos usados e nos permite oferecer aos clientes uma maior variedade. Já para o cliente, há a chance de ter à disposição um lugar na prateleira de uma loja conceituada para expor seu game, que pode ser transformado em crédito para a compra de qualquer produto da loja”, explicou Junqueira.

Como não poderia deixar de ser, o gerente da loja irá avaliar se o título está em boas condições físicas (caixa, mídia e manual). Alguns jogadores podem não concordar com o modelo de negócios, mas por outro lado é uma boa oportunidade de livrar-se de um game que você não joga mais e adquirir outro no lugar. Mais informações podem ser obtidas no site da Próximo.