Arquivo da tag: Twitter

Sweet Meat: envie obstáculos para atrapalhar seus amigos por meio de Tweets

Muitos games possuem interação com o twitter, mas o jogo Sweet Meat faz isso de maneira inovadora: os jogadores influenciam o desempenho dos adversários por meio de Tweets. Para quem não conhece, Sweet Meat é um infinite runner para Android e iOS criado pela desenvolvedora argentina OneEyeAnt. O jogador precisa correr e vencer ameaças como motosserras, campos minados, unicórnios, galinhas em chamas e outros perigos – armadilhas que podem ser enviadas por adversários via Twitter.

O envio de obstáculos aos competidores é possível via Twitter de maneira bastante simples: basta publicar um Tweet com a hashtag do game (#SweetMeatRunner) juntamente com a hashtag de uma ameaça, como #chickenstorm, por exemplo, que faz com que uma chuva de galinhas apareça no caminho de todos aqueles que estiverem jogando no momento. As opções de armadilhas podem ser visualizadas em um menu que aparece no início ou na pausa do jogo.

O macete é que o esquema de ranking mostra quem é o melhor jogador independente dos obstáculos que os jogadores mandarem pelo twitter. É possível ainda enviar um obstáculo a um amigo ou jogador específico mencionando o seu nome de usuário do Twitter juntamente com as hashtags do game e da armadilha escolhida.

“Queríamos criar um jogo distinto e realmente social. Por isso, nos inspiramos em características próprias das plataformas digitais como o compartilhamento, o humor e a interação entre amigos, e as transformamos em uma parte central do Sweet Meat. Para tornar essa integração realidade, buscamos uma plataforma que nos desse a capacidade de trabalhar o conteúdo em tempo real e atingir um grande número de pessoas – benefícios que o Twitter proporciona”, afirma Alejandro Jeroz, CMO da OneEyeAnt.

Além da inovadora integração com o twitter, Sweet Meat tem outros atrativos, como personagens divertidos, visuais cartunescos belíssimos e comandos simples. O nível de dificuldade também é bastante alto, sendo ideal para quem busca desafios e uma jogatina cheia de adrenalina. Inclusive há desafios diários. Para jogar Sweet Meat, disponível em Português e mais cinco idiomas (espanhol, inglês, francês, alemão e italiano), basta baixar o aplicativo que já está disponível para iOS e Android.

Abaixo tem o trailer de Sweet Meat:

Lidere os pinguins para a vitória contra os lobos, ursos e yetis


Penguins’ Revenge
, desenvolvido pela Keeplay Game Studios, conta com 50 fases divididas em 5 temporadas. O game mistura elementos de puzzle e habilidade. O jogador deve liderar os pinguins contra o time dos lobos, ursos e os lendários yetis na Polar League Hockey

O game se desenrola da seguinte forma: os pinguins, sendo provocados pelos lobos e ursos resolvem mostrar do que são capazes na liga de hockey. Em cada temporada o jogador deve liderar os pinguins em diversos desafios para alcançar a vitória no campeonato e mostrar que podem ser bonitinhos mas não são fracos não.

Dentre os desafios, os pinguins encontram buracos, rampas, círculos de fogo e é claro os adversários que tentam impedir seu avanço. Para conseguir o troféu de ouro em cada partida não é fácil. É preciso usar o mínimo de tacadas possível, além de pegar as estrelas que somam pontos.

Além disso, o game ainda conta com conquistas e rankings do Game Center e OpenFeint e integração do Facebook e Twitter para envio de mensagens.

Baixe agora: Penguins’ Revenge é um game gratuíto e está disponível para iPhone e iPod na App Store para download.

Minecraft vendeu 3 milhões de unidades

Em seu Twitter, Markus Persson, criador de Minecraft, comemorou a venda de 3 milhões de cópias de seu título. Deste número, um milhão de unidades foram vendidas em menos de quatro meses, 500 mil desde meados de junho.

Mesmo com os números inspiradores, Persson acredita que é preciso cautela e ver que são pouquíssimos os títulos que tem a sorte de serem alavancados e fazerem tanto sucesso.

“Temo que as pessoas achem que jogos independentes fazem muito dinheiro – não fazem e você não ficará rico com eles, provavelmente”, declarou em entrevista acrescentando que o fator sorte esteve do seu lado.

Persson ainda traçou um paralelo com a indústria da música. Para ele “você pode ouvir muitos músicos talentosos no YouTube, mas não muitos deles conseguem um contrato de gravação. Todavia, alguns que são talentosos, com uma combinação de sorte e habilidade se tornam populares, ricos e produzidos em massa”.

Você acredita que sorte é fator chave nesse mercado?

[Via GamesIndustry]