Arquivo da tag: Splitplay

CG Games lança o game Milford Heaven no Splitplay

A desenvolvedora indie brasileira CG Games lançou o seu mais novo game com exclusividade no Splitplay. Trata-se de Milford Heaven, um RPG com elementos Roguelike (pense em Rogue Galaxy), que coloca o jogador na cidade que dá nome ao jogo. O local está sob ataque dos monstros comandados pelo vampiro Luken. Cabe ao jogador defender a cidade e os habitantes deste mundo de fantasias.

Para ter sucesso na missão, o jogador deve explorar o castelo de Luken, ao mesmo tempo em que tenta achar itens que possam ajudar no embate final e riquezas escondidas. O game é bastante extenso: são mais de 100 cenários para explorar e mais de 20 monstros diferentes para enfrentar. Além do gênero, o game presta homenagem aos jogos retrô com seu estilo de arte e jogabilidade.

Milford Heaven está disponível apenas para PC e teve seu lançamento exclusivamente pela startup Splitplay. De acordo com os responsáveis pelo projeto, a startup foi a parceria necessária para viabilizar o jogo, desde sua idealização.

“Após várias tentativas, graças ao Splitplay, estou realizando um sonho, sem investimento externo, de conseguir finalizar um jogo, após um ano de dedicação. Desenvolver o game praticamente sozinho e ainda conciliar com família, outro trabalho e passar algumas noites em claro em busca de um objetivo não foi nada fácil, mas valeu muito a pena!”, afirmou Cristiano Grossi, criador do jogo.

Vídeo do game Milford Heaven:

Primeiro game brasileiro baseado em Tormenta é lançado

Tormenta já é um ícone da cultura pop, afinal a obra de RPG já rendeu quadrinhos, romance e outros formatos. A bola da vez é o jogo Tormenta: O Desafio dos Deuses, da Jambô Editora, que foi lançado no dia 31 de março no Splitplay. Apesar de o pré-lançamento ter ocorrido apenas no final de março, o game já é considerado um grande sucesso, pois o número de usuários registrados já passa de 80 mil. Este número é ainda mais espantoso se levarmos em consideração que a Splitplay possui apenas 10 meses de existência.

“Estamos extremamente empolgados em trazer aos jogadores o game deste incrível universo inteiramente brasileiro! Centenas de fãs já compraram o jogo através de sua campanha de financiamento coletivo em 2013, e agora é a vez de trazê-lo ao resto do Brasil!”, afirmou Rodrigo Coelho, CEO do Splitplay, Rodrigo Coelho.

O game foi produzido com o apoio da Universidade Feevale e produzido pelo Laboratório de Jogos Digitais da instituição. O título conquistou apoio massivo da comunidade, angariando  mais de 70 mil reais em sua campanha no Catarse  – o maior valor já alcançado por campanhas de financiamento coletivo para jogos realizadas no Brasil.

Até então o game sai para as plataformas PC e Mac e tem como inspiração alguns jogos conhecidíssimos como Streets of Rage e Golden Axe, porém com elementos de RPGs mais modernos. A ação ocorre no mundo de Tormenta, uma aventura épica romantizada em uma série de livros que foi estendida também para quadrinhos.

Há suporte para até dois jogadores, que podem fazer várias firulas típicas do gênero, como personalizar personagens, explorar os quinze cenários e interagir com vários personagens de Tormenta como os heróis Talude, Niele e Sir Orion Drake, ou ainda os vilões como Thwor Ironfist e Mestre Arsenal.

Além do game, será lançado, em livrarias do Rio e de São Paulo, uma publicação de RPG com o mesmo nome (O Desafio dos Deuses). O livro transpõe todo o material do jogo para o RPG de mesa. Quem comprar o livro de RPG Tormenta: O Desafio dos Deuses também receberá um código especial para comprar o jogo com desconto no Splitplay.

O Desafio dos Deuses pode ser adquirido com exclusividade no Splitplay. A expectativa é de uma boa demanda e interesse pelos produtos. O mais interessante é que Tormenta é um dos poucos produtos nacionais que conseguem fazer a mudança para várias mídias de forma bem sucedida.

Abaixo tem o trailer do game Tormenta:

Jogo da Bunda é lançado no Splitplay e terá torneio na Campus Party

O Jogo da Bunda é o destaque da vez. Não é piada! É assim que o novo título da desenvolvedora indie Big Green Pillow está sendo conhecido pelos jogadores. O nome oficial é Porcunipine e trata-se de um battle arena que coloca porcos-espinhos para se enfrentar com um único espinho cada. O game é bastante dinâmico e oferece três modos de jogo em nove arenas temáticas.

Entre os destaques estão: os seis personagens jogáveis; bots difíceis com habilidades sobre-humanas; tem suporte para controles Xbox (outros controles também) e trilha sonora feita pelo artista sueco Goto80.

Porcunipine está sendo lançado no Splitplay e até receberá destaque durante a Campus Party, graças a um campeonato que será realizado dentro do evento. Há suporte para até quatro jogadores simultâneos. O jogo é brasileiro e ganhou repercussão mundial após o famoso Youtuber Pew Die Pie lançar um vídeo de avaliação da obra com sua namorada. A partir da avaliação de Pew, o game ficou conhecido como “o jogo da bunda”, pois um dos personagens fica com as nádegas à mostra durante os embates.

Durante o torneio na Campus Party 2015, os jogadores concorrerão a diferentes brindes e bolsas de estudo para os vencedores. Quem não puder comparecer, pode acompanhar a competição de maneira remota pelo Twitch TV do Splitplay e Labindie que aconteceu nos dias 5 e  6 de fevereiro. Vale destacar que no dia 07 haverá uma entrevista de lançamento do Porcunipine com os criadores do projeto no Splitplay.

Pew Die Pie e o Jogo da Bunda

A Vítima de Ouro disponível na Splitplay

Nosso game de hoje é para os fãs de mistério e investigação. Trata-se do game A Vítima de Ouro, da produtora indie Little Leds. O título relembra os clássicos games de estilo Point and Click Adventures.

Na trama acompanhamos uma jovem chamada Elisabeth Fleur que se vê envolvida em um mistério muito complexo: o assassinato de um milionário chamado Julius Absolom. O crime ocorreu em uma mansão na Ilha do Farol sob circunstâncias estranhas.

Cabe à jovem Elisabeth percorrer a mansão, coletando pistas, interrogar suspeitos, etc. O game segue a linha de livros de investigação, ou seja, há reviravoltas no caso, fatos novos surgindo e testemunhos valiosos. A dica é não confiar em ninguém, pois todos são suspeitos.

A Vítima de Ouro foi desenvolvido por apenas uma pessoas, desde a sua animação até as ilustrações. A intenção de André Alves, criador do game, foi de entregar um jogo divertido e inteligente para jogadores singleplayer. Não há sistemas de conquistas, desbloqueios, ou microtransações, etc.

Se você se considera uma espécie de Sherlock Homes e quer testar seus poderes de dedução, teste A Vítima de Ouro. O game está disponível na Splitplay por R$ 6,99.

Abaixo está o trailer do game A Vítima de Ouro: