Arquivo da tag: Sites

Blog elenca os sete momentos mais catastróficos de World of Warcraft

Em homenagem à expansão Cataclysm, lançada para o MMO World of Warcraft, o pessoal do blog GameLife, hospedado pela Wired, criou uma curiosa galeria dos sete momentos mais catastróficos dentro do game.

São sete vídeos de momentos clássicos que muitos jogadores já devem ter visto, mas que são sempre legais de relembrar.

Confira a galeria aqui, um prato cheio para os fãs do universo da Blizzard, principalmente os que entendem inglês.

Como não fazer uma jogada de marketing

A indústria de games já se estabeleceu há décadas, mas é incrível como algumas empresas ainda não compreenderam que para fazer marketing direito é preciso jogar limpo com seus clientes e não fazer pouco caso da inteligência do consumidor.

Ontem noticiamos o fechamento do serviço Good Old Games, uma notícia que foi levantada no último domingo, em nota oficial no site do serviço, e deixou alguns usuários preocupados. Na nota, foi adicionado que a partir de hoje os jogadores poderiam baixar seus games.

Porém ontem, pouco depois da nota ter sido publicada no GameReporter, os responsáveis pelo GoG explicaram o site não estaria fechando, e sim seria remodelado para ficar muito melhor. Parece que a idéia de contar o fechamento do serviço foi apenas uma jogada de marketing para atrair os olhares dos gamers para o serviço.

“Como uma pequena companhia, não temos um orçamento grande para marketing, e por isto não pudemos perder a chance de gerar algum barulho em torno de um evento tão grande quanto o lançamento de uma nova versão de nosso site”, comentaram os responsáveis pelo serviço.

É estranho ler algo deste tipo como justificativa para uma jogada que a muitos parece extremamente infeliz. Foram seis dias que clientes ficaram longe de um serviço pelo qual pagaram, sem que nenhuma justificativa honesta houvesse sido dada. Com orçamentos grandes ou pequenos, é preciso que exista transparência, afinal, hoje vemos muito desenvolvedores independentes surgindo com idéias criativas e esse papo de “não tinhamos muita grana” está cada vez mais perdendo o sentido no que diz respeito a divulgação online.

O que vocês acham de tudo isso?

[Via Big Download]

Site Good Old Games fecha as portas

Já falamos sobre o Good Old Games (GoG) algumas vezes por aqui. O site tinha a idéia sensacional de repaginar games antigos, fazendo com que fossem compatíveis com sistemas mais novos, e os vendia sem qualquer proteção DRM, com manual e tudo, oficialzinho.

Mas, qual não foi nossa surpresa em saber que o site havia fechado durante o fim de semana? Depois de dois anos de operações os responsáveis descobriram que não seria possível continuar mantendo o serviço da forma que é hoje, contudo isso não quer dizer, de acordo com as palavras que estampam a capa do site hoje, que a idéia do serviço está morta para sempre.

Além do pesar pelo fim de um serviço tão bacana para jogadores saudosos como nós aqui do GR, ficou a dúvida: “e os games que já compramos?”

O site promete um contato com todos os seus usuários e também informou que permitirá, a partir de amanhã, que seus clientes baixem os jogos que compraram e ainda não baixaram com materiais bônus.

Então, se por acaso você fez alguma compra, não esqueça de fazer o download. E não demore muito, porque embora o site não diga por quanto tempo os arquivos estarão disponíveis para download, pode ser que não fiquem muito tempo no ar…

Você já ouviu falar no Museu Soviético de Fliperamas?

Quando falamos em videogames, é natural que venham grandes nomes, títulos de sucesso. Se falamos de fliperama, as coisas são parecidas. Todo mundo tem um preferido, mas dificilmente conhece algum que tenha vindo de fora do circuito japonês ou americano.

Talvez seja por isso que o um post do blog A Dangerous Business, publicado em janeiro deste ano, seja tão relevante a ponto de ganhar um destaque no GR mais de oito meses depois de sua publicação original. É um daqueles posts que não envelhecem e que merecem ser vistos.

O autor narra um passeio que fez por um museu de fliperamas soviéticos. O artigo riquíssimo em detalhes do passeio vale apena até mesmo para quem não entende patavinas de inglês, uma vez que é recheado de imagens interessantíssimas do museu.

Depois de ler o post e ver as fotos, ficamos com uma vontade tremenda de conhecer Moscou. E você?

:: Leia o post sobre o museu agora

Conheça videogames clássicos por dentro

Um dos hobbys de muitos apaixonados por tecnologia é desmontar equipamentos para conhecer placas e outros componentes internos. Essa prática saudável permite saber exatamente do que é feito um aparelho e aproxima o fuçador da solução de alguns problemas.

O iFixit é mantido por gente curiosa a ponto de desmontar gadgets modernos, o que já rendeu ao site uma certa fama. Mas, o que interessa aos leitores do GameReporter é que os “teardowns” (como eles chamam esse “striptease high-tech”) está sendo feito também em aparelhos de videogames.

O mais curioso, porém, é que a série começou com aparelhos antigos. Já foram abertos e fotografados o Magnavox Odyssey 100, de 1975; o RCA Studio II, de 1977; o saudoso Atari 2600, também de 1977; o Nintendo Famicom (o Nintendinho), de 1983 e o Nintendo Virtual Boy, de 1995.

Um prato cheio para quem sempre teve interesse em conhecer o interior de máquinas clássicas, ou para quem gosta de se arriscar na manutenção. Se bem que por este segundo grupo as peças internas destas máquinas já devem ser velhas conhecidas…

:: Acesse o site do iFixit e veja os teardowns

Rede social brasileira para gamers já está no ar

No final do mês passado foi lançado o Gamee.in, uma rede social brasileira criada para gamers, com foco em reviews “abertos”, dinâmicos e práticos. O site tem como objetivo se tornar uma base de informações para jogadores que não tenham interesse em ler resenhas detalhadas, mas queiram saber o que as pessoas estão realmente jogando e o que têm a dizer sobre seus games.

Todos os jogos lançados para Playstation 3, Xbox 360 e Wii estão categorizados como em um diretório, com tags características como estilo de jogo, formato, multi-player, etc. Os usuários podem comentar e avaliar qualquer game dessas três plataformas, com reviews curtos limitados a 140 caracteres, evitando assim firulas e mantendo a proposta do site: ser direto ao ponto. Junto da opinião, o usuário dá sua nota de 0 a 5 para os critérios história, gráficos, som, jogabilidade e diversão.

Além de analisar todos os jogos lançados para essas 3 plataformas, os usuários podem contribuir enviando imagens dos jogos e adicionar os jogos em sua Game Collection, que é exibida com link próprio em seu perfil e rende pontos para seu Ranking na comunidade.

O idioma padrão do Gamee.in é ingles, mas assim que faz o registro, tem a opção português.

:: Acesse o Gamee.in agora

Blog traz artigos e vídeos debatendo os principais aspectos do mercado atual de games

Acadêmicos, profissionais da indústria de games e os jogadores mais ávidos gostarão de Game Theory with Scott Steinberg, um site que trará debate entre game designers, executivos e jornalistas.

O site traz textos, vídeos e opiniões sobre os assuntos mais importantes do momento para o setor de games. Entre os convidados estão nomes como Will Wright, Sid Meier e Peter Molyneux.

Da série Game Theory já são dois vídeos publicados, o primeiro sobre o novo direcionamento da indústria, em favor do 3D e do reconhecimento de movimentos, e um mais recente abordando novos métodos de faturamento, como distribuição online e títulos gratuitos.

O material é de primeira, extremamente relevante, e merece o clique. O único problema é que está apenas em inglês, mas acreditamos que isso não será um grande obstáculo para muitos de vocês.

:: Acesse o Game Theory with Scott Steinberg agora

[Via Kotaku]

Projeto Empresas Brasileiras pretende cadastrar estúdios do país

Sabrina Carmona, parceira do GameReporter, que já escreveu alguns textos para a gente e que mantém o site Planeta Gamer, criou uma iniciativa interessante: o projeto Empresas Brasileiras.

A idéia do Empresas Brasileiras é divulgar estúdios de desenvolvimento de games no país. Quando a idéia engrenar mesmo e o site virar referência, a intenção é obter com isso uma maior visibilidade da indústria e aumentar o investimento.

O projeto é ambicioso, mas muita coisa boa já começou assim, não é mesmo? Quem sabe um dia não seja um ponto importante para o mercado? Depende de nós!

Se você trabalha em uma empresa de games, entre em contato com a Sabrina pelo email sabrina@planetagamer.com.br que ela dará as instruções para que uma página seja criada para promover sua empresa.

Quem não tem ou não trabalha em uma empresa de games também pode ajudar, divulgando o serviço para que ele se torne mais conhecido e mais relevante.

Bela iniciativa, Sabrina! Esperamos que tenha sucesso!

Blog brasileiro sobre arte em filmes e games

Há meses viramos fãs do blog The Concept Art e estavamos pensando qual era a melhor forma de chamá-lo por aqui.

O blog, que agrega conteúdo sobre design e arte para games e filmes, foi criado pelo competentíssimo Flávio Remontti, formado em desenho industrial.

Um artigo postado no blog em meados de julho destacou o trabalho do artista Vinicius Menezes, que criou as imagens conceituais do game Taikodom – Living Universe, da Hoplon.

No curto bate-papo com o blog, Vinicius falou sobre oportunidades de mercado e deu dicas para quem pretende entrar no ramo de arte em games.

:: Leia aqui o blog The Concept Art

Empresa nacional cria aplicativo social para troca de games

O mercado de troca de jogos deixa executivos e estúdios de cabelo em pé. Mas, com as taxas de imposto que pagamos por aqui, este é o único meio que muitos jogadores encontraram de escapar da pirataria.

O Gamutar é um aplicativo social que foi criado com este nicho em mente. Escolha sua rede social (Facebook, Orkut ou MySpace) e instale o aplicativo. Cadastre os games que você está disposto a trocar e pesquise jogos de seu interesse.

Feito isso, faça uma oferta ao proprietário do game que você está de olho. Você pode oferecer um outro jogo ou até mesmo dinheiro. A negociação não é intermediada em parte alguma.

:: Acesse o site do Gamutar e conheça o serviço