Arquivo da tag: sandbox

Conheça o game indie brasileiro Rise of Ages

Hoje vamos falar de um dos títulos mais ambiciosos já produzidos por um estúdio indie brasileiro. Trata-se de Rise of Ages, um sandbox 2D que faz o jogador passar por diferentes eras da civilização, desde a idade da pedra até a robótica. Neste game você vai assumir o papel de um líder de uma nova civilização com o objetivo de recrutar mais pessoas para expandir esse povo e evoluí-lo tecnologicamente através das Eras. Rise of Ages é uma cortesia da Anguis Game Studio, um estúdio fundado em 2013 em Porto Alegre com foco em jogos 2D.

Após customizar seu personagem, você inicia o jogo em uma caverna escura, onde lhe é contada ema breve história de introdução. A partir daí, você deve sair da cavena em busca de outras pessoas para formar uma comunidade. Para tanto, basta explorar todo o mapa do jogo. Mas não pense que a tarefa será fácil, durante a aventura, você vai executar diversas atividades que vão desde cortar árvores até encarar batalhas ferrenhas contra diferentes inimigos.

Coletar recursos naturais é uma das atividades mais corriqueiras do jogo, de modo que você deve coletar madeira, couro, carne, vegetais etc. A ideia básica é manter o personagem com energia e utilizar alguns dos recursos para construir novas estruturas para sua população crescente. Vale destacar que Rise of Ages possui dois modos de jogo: single player e multiplayer.

Um dos pontos mais interessantes é que o jogador terá interagir com outras civilizações, utilizando uma abordagem mais democrática ou (dependendo do caso) agressiva, através de guerras.Durante a etapa de busca de aliados, você vai atribuir aos NPCs diferentes profissões, desde guardas para proteger a cidade de inimigos e animais selvagens, até alguém responsável pela produção dos equipamentos.

Rise of Ages contará com um sistema chamado Genoma, onde o jogador irá evoluir através das Eras, enquanto o seu DNA também evolui através de várias ações que irão dar experiência e, após acumular determinada quantia, poderá ativar habilidades unidas, que podem ser obtidas através da árvore de habilidades.

Rise of Ages está em desenvolvimento para PCs, mas o estúdio não descarta uma versão para consoles de mesa caso o projeto seja bem sucedido. A comunidade já até deu sinal verde para que o game seja lançado através da Steam. A previsão de lançamento é para o primeiro trimestre de 2017. Para quem estiver ansioso para jogar este game, o Anguis Studio disponibilizou uma demo gratuita.

Abaixo tem o trailer de Rise of Ages:

171 é o GTA do Brasil que você esperava

171 é o artigo do código penal brasileiro que define como ilegal obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita. O mundo do crime sempre foi um tema bastante explorado pelos jogos eletrônicos graças a sucessos comerciais como Red Dead Redemption, True Crime, Saint’s Row, entre outros. 171: também é o nome do jogo da Betagames Group, um título feito por brasileiros com estética de GTA, mas com cenários tupiniquins.

O projeto está em desenvolvimento e a previsão de lançamento é de três anos. Além da ambientação, o jogo tem vários elementos típicos do Brasil, como carros nacionais, armas, casas e ruas indiscutivelmente brasileiras. A trama, aliás, é bem abrasileirada e não deixa dúvidas de que os jogadores irão se identificar com os personagens.

Você encara o papel de Nicolau Souza, um jovem morador de comunidade que vive com seu irmão Rogério, ex-usuário de drogas e desempregado. Certo dia Nicolau chega em casa e encontra seu irmão bastante ferido e, de acordo com Rogério, os agressores disseram que aquilo era um aviso para o próprio Nicolau. A partir daí, a aventura se desenrola mostrando brigas de gangues e todo tipo de contravenções. Os NPCs se comportam de acordo com o que se espera da cultura brasileira.

171 realiza o sonho de muitos jogadores de ter um GTA legitimamente ambientado no Brasil. Claro que já houve mods de San Andreas que passaram um pouco dessa sensação, porém o jogo da Betagames é o primeiro título sandbox em 3D que se propõe a cumprir essa missão de maneira séria. Um dos elementos mais interessantes é a customização, claramente inspirada em San Andreas. Os jogadores poderão customizar veículos e as roupas dos personagens.

Para dar um toque mais realista, o estúdio não descarta a possibilidade de colocar NPCs menores de idade. Além disso, alguns eventos ocorrem em partes diferentes da cidade em horários previamente definidos, tais como festas e reuniões de gangues. Os carros passarão pelas ruas com o som “estralando” e há a necessidade de abastecer os veículos se quiser mantê-los rodando.

O game ainda não tem data de lançamento definida e tão pouco há plataformas definidas para o lançamento, porém o projeto tem bastante material e as ideias parecem bastante maturadas. No site da Betagames há muitas informações sobre o jogo. Vamos torcer para que 171 prossiga seu desenvolvimento e que a produtora possa entregar o game com a qualidade esperada.

Abaixo tem o trailer de 171:

Top 10: os melhores jogos do estilo sandbox

Jogos ao estilo sandbox (não sabe o que é um jogo sandbox?) são bastante populares hoje em dia e sempre que um novo é lançado os fãs de jogos eletrônicos entram em polvorosa. Em geral esses títulos conseguem boas vendagens e acabam virando uma franquia. Entretanto, ao contrário do que muitos pensam, jogos sandbox não se resumem apenas em GTA e Saints Row. Na verdade esse é um nicho bastante disputado e que já rendeu jogos memoráveis.

Pensando nisso, decidimos eleger os dez maiores sandbox dos últimos tempos. Lembre-se: essa é a opinião do autor e não reflete a verdade absoluta. Não deixe de comentar o post. ;)

Minecraft | Mais informações?

Minecraft é atualmente um dos jogos mais populares do mundo e os motivos são bastante diversificados. Ao contrário dos outros jogos que compõem esta lista, Minecraft não tem um objetivo principal definido e nem mesmo um mapa de jogo fixo. Na verdade, cabe ao jogador criar seu próprio mundo e seus objetivos, mais ou menos como ocorre em jogos de administração como Sim City e Populous.

O macete é que Minecraft é um sandbox bastante divertido e com possibilidades quase ilimitadas. À primeira vista os gráficos não agradam, mas depois o jogador se acostuma com o pixel art saltada. Não por acas, o jogo possui muitos fãs ao redor do mundo e centenas de youtubers criam canais dedicados exclusivamente ao jogo.

Saints Row 4 | Mais informações?

Saints Row surgiu em 2006 como um clone de GTA, de modo que era difícil dizer que o título tinha identidade própria. Foi apenas em 2011 que a franquia conseguiu sair da sombra do jogo da Rockstar, graças à Saints Row: The Third, que deixou o tom sério de lado e abraçou de vez o espírito da galhofa.

Saints Row 4 esculhamba de vez essa veia cômica e apresenta muitas situações absurdas e hilárias. Tem tudo o que o jogador pode querer de um game de zoeira: missões sem noção, violência gratuita, invasão alienígena, superpoderes, destruição etc. Claro que o jogo tem cara de DLC quando comparado com The Third, mas o game mostra-se um produto sem limitações criativas. Não é o melhor sandbox que foi criado, mas é provavelmente o mais engraçado que você verá em muitos anos.

Assassin’s Creed IV: Black Flag | Mais informações?

Black Flag é muitas vezes subestimado pelos jogadores e fãs antigos da franquia Assassin’s Creed. Mas não podemos culpa-los: o segundo game da franquia foi um divisor de águas. Ainda assim o quarto game consegue superar com folga todos os outros da série. Sabe o por quê? Cenários belíssimos, centenas de coisas para se fazer, a ambientação pirata, poucas restrições e o maior mundo de jogo da franquia já criado pela Ubisoft.

Navegar pelos oceanos é uma tarefa divertida e bastante recompensadora, principalmente para quem curte histórias de piratas e a ambientação do Caribe. As personagens apresentadas também são bastante cativantes e dão o tom certeiro para uma aventura sórdida e adulta. Quem compara este jogo a Piratas do Caribe precisa rever seus conceitos, pois o game aqui é bem menos engraçado.

Fallout 3 | Mais informações?

Quando a Bethesda comprou a franquia Fallout da Interplay, muitos estavam céticos quanto ao futuro da série. E não era para menos: Fallout nunca fora considerada uma franquia grande e Fallout 2 tinha quase dez anos de seu lançamento. Contudo a Bethesda conseguiu surpreender: Fallout 3 colecionou notas altas da imprensa e foi ovacionado pelos jogadores.

Fallout 3 coloca o jogador na cidade de Washington D.C do ano 2277, que fora devastada por uma guerra nuclear contra a China. O mundo do jogador é totalmente desesperançado e este clima é reforçado pela paleta de cores monocromática do jogo. Há diversas missões que testarão as habilidades de sobrevivência do jogador: ao longo da aventura o jogador enfrenta super-humanos e estranhas criaturas criadas pelo holocausto nuclear. O game é uma obra prima e precisa ser conhecido por todos os fãs de RPGs e de aventuras em mundos futuristas.

Far Cry 3 | Mais informações?

Far Cry 4 é considerado o melhor da franquia graças aos avanços técnicos conquistados pela Ubisoft ao longo dos anos em que esteve em desenvolvimento. Todavia, é necessário ressaltar as qualidades de Far Cry 3, pois ele é genuinamente o game que deu o “grande salto” para a franquia.

Far Cry 3 era como entrar num parque de diversões totalmente aberto para exploração e caça. O game conta com uma narrativa das mais instigantes da geração passada, gráficos que puxam as plataformas ao limite e aspectos técnicos que não deixam nada a desejar. O jogou mostrou sozinho que um FPS não precisa necessariamente de centenas de inimigos no cenário para cativar os jogadores, nem de gráficos ultrarrealistas para ser um sucesso. Quem não jogou não sabe o que está perdendo.

Red Dead Redemption | Mais informações?

Red Dead Redemption chegou ao mercado em 2010 e rapidamente tornou-se um dos games mais adorados da geração passada e um dos melhores games já criados pela Rockstar. Longe do estigma de ser um GTA no velho Oeste, Red Dead tem identidade própria e elementos que o classificam como um verdadeiro must buy.

Apesar de não oferecer a mesma variedade de outros games desta lista, o jogo possui um mundo vasto e bastante divertido de se explorar: são três regiões fictícias (New Austin, Nuevo Paraiso e West Elizabeth) que somam cerca de 30 milhas quadradas. A Rockstar já tinha expertise neste estilo de jogo, deste modo, Red Dead Redemption possui centenas de missões a serem completas e personagens carismáticos.

Skyrim | Mais informações?

Quando a Bethesda lançou Skyrim, muitos jogadores sabiam que algo grandioso estava por vir, afinal a empresa havia lançado anos antes alguns clássicos muito bem sucedidos como Fallout 3 e Elder Scrolls IV: Oblivion. O que as pessoas não esperavam é que o game fosse colecionar tantas ovações: foi o primeiro game ocidental a receber a lendária nota 40/40 da revista Famitsu, só para ter ideia. No Metacritic o game está ranqueado com a nota 96/100 (uma das mais altas já listadas).

A recepção da crítica especializada foi altamente positiva, assim como a recepção do público: mais de 20 milhões de unidades vendidas até hoje. O entusiasmo dos jogadores somente era comparável à febre que jogos do calibre de Ocarina of Time e GTA: San Andreas conquistaram em suas respectivas épocas. Ainda hoje o game é jogado por milhões de jogadores graças às expansões que foram lançadas ao longo dos anos, além de mods que a própria comunidade criou. Um verdadeiro clássico!

The Witcher 3 | Mais informações?

Este é o game mais recente de nossa lista e, apesar de parecer um claro caso de hype, a colocação é mais do que merecida. Quem jogou os dois games anteriores sabe que a CD Project RED trata seus produtos com muito cuidado e sempre prezou pela mais alta qualidade possível. Se havia um ponto a melhorar em The Witcher 2 era o fato de o game não ser de mundo aberto, pois a ambientação, sistema de combate e gráficos eram os melhores possíveis. Mas então veio The Witcher 3 para mudar isso.

O mundo de TW3 é enorme e bastante variado, há centenas de criaturas diferentes, histórias de personagens secundários, side quests, enfim. O game tem quase todos os elementos que os demais da lista possuem e a melhor ambientação de RPG que já vimos em muitos anos. Este jogo define o que é a nova geração.

Arkham City | Mais informações?

Batman Arkham City é considerado por muito como o melhor jogo de super-herói já lançado. O mapa do jogo não é dos maiores que já vimos, mas a prisão de Arkham City apresentada ao longo do game tem todo o clima soturno apropriado e que remete aos quadrinhos do Cavaleiro das Trevas. Aqui o jogador é confrontado por uma cidade abarrotada de vilões e criminosos da pior espécie. Praticamente não existem inocentes perambulando pelas ruas.

Ainda que o jogo não conte com o Batmóvel, a exploração através do planador é altamente satisfatória. Quando foi lançado em 2011, o título colecionou notas altíssimas e foi considerado o “jogo do ano” por diversas publicações. A Rocksteady já tinha alcançado fama mundial com o predecessor (Arkham Asylum), mas foi com Arkham City que o estúdio posicionou-se como uma dos principais produtores de jogos do mundo.

GTA V | Mais informações?

Como não ter um GTA na lista dos melhores e mais bem sucedidos sandbox de todos os tempos? Nossa única dúvida era qual dos games da franquia deveria ser relacionado. GTA San Andreas é o grande clássico, GTA IV elevou o nível, GTA Vice City tem o melhor clima. Mas é GTA V que conta com o melhor conjunto: são horas e horas de missões, três protagonistas, histórias cativantes, uma cidade vibrante, gráficos de babar, muitos veículos etc.

O game conquistou as melhores vendas em seu ano de lançamento (vencendo a disputa contra o outro best seller Call of Duty). Como se não bastasse, o game colecionou notas altíssimas, não por acaso o game foi lançado também para os consoles de nova geração. GTA V é sem dúvidas um dos games mais bem recomendados já lançados, dentro ou fora do gênero sandbox.

Gameloft lança Gangstar Vegas para Android

Gangstar Vegas

Se você curte games do gênero sandbox e estava carente de opções em seu smartphone, alegre-se! A Gameloft lançou neste mês o jogo Gangstar Vegas, um título que coloca o jogador no controle de Jason Malone, um lutador de “vale-tudo” que precisa enfrentar a máfia da cidade de Las Vegas. O game segue os passos da franquia GTA, apostando em gráficos bem definidos e em uma trama caprichada.

O enredo segue um dos arcos da história Pulp Fiction (os fãs do filme de Tarantino reconhecerão a homenagem). O lutador Jason Malone é forçado pela máfia local a perder uma luta, porém as coisas não saem como esperado e seu oponente é nocauteado. A partir daí, Jason deve tentar sobreviver a qualquer custo dos homens da máfia. Para ajudá-lo na luta contra Frank Veliano (“o poderoso chefão” no game), surge a Sra. Vera Montello, uma mafiosa que disputa a hegemonia do crime organizado na cidade.

A exemplo da franquia da Rockstar, Gangstar Vegas possui muitas missões para entreter os jogadores: cerca de 80. Com tantas missões, o jogador ficará horas e horas até concluir todas elas. Entre as tarefas in-game, o jogador participará de assaltos, “rachas”, esportes radicais, etc. Para realizar tantas missões, o jogador conta com um arsenal de respeito: são metralhadores, lança-chamas e até guitarras flamejantes. De acordo com os produtores, o game ficou cerca de nove vezes mais extenso que seu antecessor, Gangstar Rio: City of Saints.

E como não poderia deixar de ser, “Vegas” tem os saudosos e atrativos cassinos que atraem tantas pessoas à cidade do pecado. O melhor é que você pode jogar os mini-games espalhados nesses templos da luxúria. Mas lembre-se que a casa sempre vence. No geral o game é bastante divertido e temos certeza que vai entreter utilizadores de Android que mal esperam até que o próximo GTA chegue nos consoles de mesa.

Download de Gangstar Vegas

Se você ficou interessado, basta ir até o Google Play para fazer o download e depois cair na cidade de Las Vegas apavorar geral.