Arquivo da tag: Riot

ABCDE anuncia a primeira temporada da Superliga de League of Legends

Se você é fã de League of Legends e tem um clube do coração, fique atento: mais um torneio deve reunir as equipes mais badaladas do Brasil. A partir do dia 4 de novembro, terá início a primeira temporada da Superliga ABCDE de League of Legends. Organizada pela Associação Brasileira de Clubes de eSports (ABCDE), a competição terá como um de seus principais papeis estender o calendário da modalidade no Brasil. A Superliga será disputada por dez clubes filiados à associação entre novembro e dezembro.

O torneio será organizado pela ESL Brasil e terá a participação dos seguintes 10 clubes: Brave eSports, CNB eSports Club, INTZ eSports Club, Kabum eSports, Vivo Keyd, paiN Gaming, ProGaming eSports, Operation Kino, Team One eSports e T Show eSports Club. Todos os participantes são membros da ABCDE.

“É com enorme alegria que comunicamos a criação deste torneio. Uma das premissas da ABCDE é fomentar os eSports no Brasil, e acho que esse é um passo muito importante para todas as partes. É a chance dos torcedores de League of Legends se aproximarem ainda mais de seus ídolos. Estamos atendendo ao pedido de toda a comunidade. É um marco para o League of Legends nacional”, afirma Carlos Fonseca, presidente da ABCDE.

Os 10 participantes da Superliga serão divididos em dois grupos de cinco equipes cada. Os times jogarão entre si, em sistema de turno e returno. As disputas na fase inicial serão em melhor de dois (md2). Os dois primeiros colocados de cada grupo se classificarão para as semifinais. As fases eliminatórias serão jogadas em melhor de cinco (md5).

As disputas serão presenciais. Serão quase 80 jogos até o fim da competição – número que eleva a quantidade de partidas realizadas pelos clubes brasileiros e vai auxiliar no desenvolvimento técnico do cenário.

“Quanto mais jogos pudermos fazer, melhor para todos. Para os jogadores, times e, sobretudo, os fãs de LoL. E a competição é pensada para ajudar exatamente neste aspecto. O torcedor agora terá ainda mais contato com o cenário competitivo. É um torneio que só tem a agregar ao circuito. Esperamos que seja o primeiro grande passo da nossa associação”, analisa Fonseca.

A decisão da Superliga será realizada em dezembro. Todas as partidas serão transmitidas via Youtube e Twitch. Mais detalhes no site da Associação.

League of Legends: UNILoL atinge marca de 50 clubes cadastrados

Há alguns meses atrás falamos sobre a intenção da Riot Games em criar o UNILoL, portal universitário lançado para que estudantes de todo Brasil possam cadastrar clubes de League of Legends de suas faculdades. Pois bem, a iniciativa foi muito bem sucedida e já conta com mais de 50 times cadastrados. Entre as instituições participantes estão a USP (Universidade de São Paulo), UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), PUC Campinas (Pontifícia Universidade Católica), UFC (Universidade Federal do Ceará), UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), UNB (Universidade de Brasília), FUMEC (Fundação Mineira de Educação e Cultura), entre outras.

O UNILoL não é um torneio e sim um hub, que lista todos os clubes universitários do país com base em sua localização geográfica. Além de criar um ambiente online único, através do qual os estudantes podem cadastrar e consultar os clubes das instituições, o UNILoL também fornece dicas de como dar visibilidade para os times, oferece apoio às faculdades na organização de torneios e o responsável pelo clube ganha um canal direto com a Riot Games e também com outros líderes de grupos. É por meio desse hub que os alunos podem organizar eventos em conjunto e, é claro, contribuir para o crescimento do cenário universitário.

“O nosso objetivo é criar um espaço permanente que conecte jogadores de LoL de uma mesma instituição”, diz Fabrício Santos, especialista em projetos na Riot Games no Brasil e responsável pelo UNILoL. “Criar conteúdo e serviços para o jogador dentro do espaço universitário foi o caminho encontrado pela Riot para impulsionar a comunidade brasileira de estudantes”, completa Santos.

Uma das diferentes formas de apoio que a Riot Games tem oferecido ao cenário competitivo universitário, desde o lançamento do projeto, é a cobertura dos torneios no site do UNILoL, como ocorreu com o TUES II (Torneio Universitário de e-Sports), que contou com a participação de times representantes de diversas instituições, como Mackenzie, UFABC (Universidade Federal do ABC) e UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná). Clique aqui para conferir a cobertura da grande final. Além disso, vale destacar que League of Legends foi incluso na lista de modalidades dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBS). A próxima edição será realizada em outubro, em Goiânia.

Os estudantes interessados em criar um clube devem acessar o portal do UNILoL e preencher o cadastro. Lembrando que é importante incluir uma carta de apoio formal da instituição ou atlética da faculdade – há um exemplo de carta disponível na página de cadastro.

Belo Horizonte vai sediar final do Campeonato Brasileiro de League of Legends, o CBLoL

A capital mineira Belo Horizonte vai receber a final do Campeonato Brasileiro de League of Legends – Segunda Etapa, mais conhecido como CBLoL, uma das competições mais esperadas pelos gamers e entusiastas de eSports do país. O grande embate será no dia 2 de setembro, no Estádio Jornalista Felipe Drummond, o Mineirinho, com direito a um espetáculo na cerimônia de abertura e ativações na área externa do ginásio. O local já recebeu grandes eventos esportivos como o Ultimate Fighting Championship (UFC).

O CBLoL é realizado no Brasil desde 2012, com duas etapas por ano, e já passou pelo Maracanãzinho (RJ), Arena Allianz Parque (SP) e Ginásio do Ibirapuera (SP), onde 10 mil espectadores acompanharam a final,  no ano passado. Ano após ano a audiência do evento cresce, graças aos serviços de streaming e a popularização dos e-Sports.

CBLoL 2016A segunda etapa do campeonato teve início no dia 3 de junho. Tanto a Fase de Grupos quanto a eliminatória são realizadas em São Paulo, aos sábados e domingos, no estúdio da Riot Games, organizadora do torneio.  Confira o calendário completo aqui. O time vencedor vai receber o título de melhor equipe brasileira de LoL do ano, ganhará o prêmio de R$70.000 e a chance de disputar o Campeonato Mundial de League of Legends (CBLoL), na China.

“É importante destacar a complexidade de se organizar um evento de eSports no Brasil, um país com poucas arenas com o conforto, visibilidade e infraestrutura necessários. Contando Minas Gerais, nove estados brasileiros já receberam nossos eventos de eSports. Estamos cumprindo o objetivo de levar o CBLoL para locais com uma base expressiva de jogadores e infraestrutura adequada”, diz Roberto Iervolino, gerente-geral da Riot Games no Brasil. “Palco de duas edições do UFC e de grandes shows nacionais e internacionais, o Mineirinho foi escolhido para sediar a final do Campeonato Brasileiro de League of Legends porque, além de ser representativo para Belo Horizonte, o ginásio também é um expoente para os esportes”, completa o executivo.

LoL

Transmissão do CBLoL

A SporTV transmite, ao vivo, o primeiro confronto de todos os sábados da Fase de Grupos. A emissora também levará para a TV as semifinais e a grande final no Mineirinho, a partir das 17h.  A competição também é  transmitida, todos os sábados e domingos, nos canais da Riot Games no YouTube e no Twitch. 

 

Serviço – Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) – Final

Data: 2 de setembro

Horário: 17h (início da transmissão)

Abertura dos portões: 14h

Local: Estádio Jornalista Felipe Drummond (Mineirinho)

Endereço: Avenida Antônio Abrahão Caram, 1000 – São Luís

Ingressos: Venda e preços serão anunciados em breve

Mais informaçõeshttp://br.lolesports.com/

Riot Games anuncia calendário da Segunda Etapa do CBLoL

Após a Primeira Etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legends 2017 (CBLoL) e um Mid-Season Invitational para guardar na memória, começa no dia 3 de junho, sábado, a tão esperada Segunda Etapa do CBLoL, que dará ao time vencedor o título de melhor equipe brasileira do ano, prêmio de R$70.000 e a chance de disputar o Campeonato Mundial de League of Legends, na China.

As oito equipes classificadas para a competição – paiN Gaming, CNB, INTZ, Keyd Stars, Red Canids e as estreantes ProGaming, Team One e T Show – já estão prontas para se enfrentarem no maior campeonato de LoL do país. As escalações foram divulgadas pela Riot Games no site oficial LoL eSports BR. Confira aqui o nome dos jogadores profissionais que vão participar do CBLoL 2017 – Segunda Etapa.

lolO CBLoL será realizado aos finais de semana, no sábado e domingo, até o dia 2 de setembro, data da grande final. Entre os dias 2 e 15 julho, o CBLoL terá uma pausa para a realização do recém-anunciado Rift RivalsClique aqui para conferir o calendário completo e as batalhas já definidas, ambos divulgados nesta quarta-feira (24) pela Riot Games. O local da grande final do CBLoL – Segunda Etapa ainda não foi definido e será divulgado em breve pela Riot Games.

Formato de disputa do CBLoL 2017

O formato da última etapa do campeonato brasileiro será mantido. A Fase de Grupos continua com as partidas de MD2 (Melhor de 2). Em caso de vitória, a equipe recebe 3 pontos, e em caso de empate, 1 ponto. Em seguida, a disputa segue para a Fase Eliminatória, em MD5, quando serão realizadas as semifinais e a grande final.

O último colocado do CBLoL (8º) será automaticamente rebaixado para o Circuito Desafiante. Consequentemente, o primeiro lugar do Desafiante será promovido para o CBLoL 2018 – Primeira Etapa. A Série de Promoção envolverá apenas os 2º e 3º lugares do Desafiante contra o 6º e 7º colocados do CBLoL.

riot games

A parceria entre a Riot Games e a SporTV segue o mesmo formato nesta Segunda Etapa.  A emissora transmitirá ao vivo, no canal SporTV 2, o primeiro confronto de todos os sábados da Fase de Grupos, além das duas semifinais e da final, sempre às 13h.

A competição também terá transmissão todos os sábados e domingos nos canais da Riot Games no YouTube e no Twitch, também a partir das 13h.

League of legends – Riot Games lança portal UNILoL para unir universitários

Na última quinta-feira (13) a Riot Games anunciou a criação do UNILoL, um portal universitário através do qual estudantes de todo Brasil poderão cadastrar clubes de League of Legends de suas faculdades. O objetivo da Publisher é criar um espaço que conecte jogadores de LoL de uma mesma instituição, mais ou menos como funciona as ligas universitárias americanas. Os interessados poderão acessar o portal por meio do site especial ou diretamente através do site brasileiro de League of Legends.

De acordo com a Riot, o UNILoL segue uma tendência global e é uma maneira encontrada de fomentar os eSports dentro do território acadêmico e impulsionar a comunidade brasileira de jogadores. O aplicativo vai funcionar como um hub, que listará todos os clubes universitários do país com base em sua localização geográfica. O cadastro dos clubes deve ser realizado pelos alunos por meio dos diretórios acadêmicos de suas universidades.

lolNo Brasil, há uma grande intersecção entre essa comunidade e pessoas que estão ou estarão cursando o curso superior nos próximos anos. O UNILoL chega, portanto, com a missão de atender uma demanda já existente de jogadores-estudantes e com o propósito de engajar uma comunidade formada por universitários com interesses em comum. Quem sabe é possível até criar novos clubes através desta ideia ou ver a Mackenzie disputando com a FMU, por exemplo?

Além de criar um ambiente online único, através do qual os estudantes poderão cadastrar e consultar os clubes das instituições, o UNILoL também vai dar dicas sobre como dar visibilidade para os clubes e sobre regras de conduta na plataforma. A ideia, é claro, é incentivar o comportamento positivo, dentro e fora dos clubes, com o objetivo de desenvolver uma comunidade competitiva saudável também no âmbito universitário.

“Acreditamos que jogar League com um grupo de amigos ou conhecidos é mais prazeroso para todos e, por isso, o UNILoL é um projeto estratégico para a Riot no país”, afirma Márcio Orlandi, diretor de League of Legends da Riot Games no Brasil. “Estamos oferecendo aos jogadores formas alternativas e divertidas de jogar e competir”, completa o executivo.

League of Legends – Anivia ganha skin inspirada no Carnaval

O Carnaval já está a todo vapor e em todos os cantos é possível encontrar foliões, até mesmo em League of legends… Sim, a Riot já havia divulgado que lançaria uma skin para celebrar a ocasião e finalmente a novidade chegou. A Criofênix Anivia foi presentada com a skin CarnAvivia, tornando-a toda colorida e descolada. De acordo com a Riot, a nova roupagem já pode ser adquirida com Riot Points por todos os jogadores do mundo.

Com a skin especial, Anivia se torna uma personagem gloriosa, que traz uma explosão de cores e referências carnavalescas, como confetes e serpentinas, brilho e até samba no pé característico das festividades brasileiras. O desenvolvimento das características da Carnanivia contou com a participação da equipe da Riot Games do Brasil.

carnavivia“Nosso objetivo foi garantir que a skin representasse bem o Carnaval brasileiro e que, ao mesmo tempo, fosse atraente para outras regiões”, diz Marcio Orlandi, diretor de League of Legends da Riot Games no Brasil. “Nosso compromisso é entregar para nossa comunidade brasileira e internacional uma personagem temática que traga com ela todas as sensações positivas de festividade e fantasia”, completa o executivo.

Orlandi conta ainda que a equipe de skins da Riot Games se reuniu em 2016 para avançar na criação da Carnanivia, que chega com habilidades surpreendentes e poderosas, prometendo encantar os fãs de LoL mundo afora, com toques que representam a cultura brasileira. A nova Anivia chega ao país com um evento completo de Carnaval, que inclui um pacote temático de skins exclusivo para os brasileiros na loja, além de um novo ícone de invocador inspirado na nova skin, que só pode ser obtido por aqueles que jogarem League of Legends durante o feriado do Carnaval, seguindo as orientações estabelecidas.

O lançamento conta também com um vídeo exclusivo feito no Brasil, que mostra achegada da Carnanivia à Summoner’s Rift. Os jogadores das demais regiões do mundo poderão comprar o ícone na loja futuramente.

Confira o vídeo da nova skin da Anivia:

Grayson Chalmers será um dos palestrantes da 10ª edição da Campus Party Brasil

A Campus Party 2017 já tem várias atrações confirmadas e uma delas é a palestra de Grayson Chalmers, Diretor de Outsourcing na Riot Games e desenvolvedor do famoso jogo Overwatch. A palestra promete contar segredos e curiosidades sobre o desenvolvimento deste game tão reconhecido. Nos últimos 13 anos Chalmers acumulou experiência como artista, animador, líder, ninja e diretor de desenvolvimento.

Em sua palestra na Campus, Chalmers explicará como os estúdios, entre eles Blizzard e Riot, exploram um mundo de artistas talentosos e desenvolvedores para criar alguns dos maiores e melhores jogos do mercado, além de como configurar, navegar e cuidar desse fluxo de trabalho de uma maneira eficiente e ética e gerir pessoas. Vale destacar que Overwatch venceu a categoria Game do Ano pelo The Video Game Awards (VGA) 2016.

A Campus Party Brasil ocorrerá entre 31 de janeiro e 5 de fevereiro no Centro de Exposições do Anhembi, em São Paulo. Além de Chalmers, que é também um dos talentos por trás de produtos e jogos como Area 51, DC Universe Online e Army of Two, também está confirmada a palestra do eco-aventureiro, conservacionista marinho e palestrante, Pete Bethune, e do muralista, Eduardo Kobra.

Os ingressos para a Campus Party já estão a venda, com venda exclusiva pelo Paypal (parceiro global da Campus Party) e boleto bancário, o valor do ingresso para todos os dias é de R$ 240,00. Para mais informações, acesse o site do evento.

Serviço: Campus Party Brasil 2017 – Palestra Grayson Chalmers

Quando: De 31 de janeiro a 5 de fevereiro de 2017
Onde: Pavilhão de Exposições Anhembi – São Paulo- SP

Riot Games Brasil cria os quadrinhos GGWP de League of Legends

League of Legends já conquistou o mundo dos games, agora chegou a vez de conquistar o universo dos quadrinhos. Sim, a Riot Games acaba de criar uma série de quadrinhos inspirados em seu famoso MOBA. Diferente do que se possa imaginar, a série de quadrinhos GGWP foi criada não para expandir o universo do jogo, mas sim para incentivar o comportamento positivo dos jogadores durante as partidas.

Os quadrinhos GGWP (Good Game Well Played) dão visibilidade aos jogadores que agirem de forma esportiva em partidas reais. Ainda de acordo com a Publisher, a ação foi colocada em prática com base em ideias vindas do fórum do game que coleta que incentiva os relatos sobre jogadores que agiram de forma positiva frente a situações de estresse durante a partida.

Outro evento do fórum voltado para celebrar o comportamento positivo durante os jogos é o “Quer umas dicas para melhorar seu comportamento?”, onde os jogadores explicam para os outros participantes as dificuldades que têm para lidar com a raiva ou a frustração dentro de League of Legends e a própria comunidade dá sugestões de como agir diante desses problemas.

Segundo Flávio Gerab, executivo da Riot Games Brasil, a intenção principal é tornar a experiência do jogo mais divertida para todos os envolvidos. “A cada três semanas lançamos novos quadrinhos e o roteiro deles é construído a partir de conversas reais que aconteceram em partidas de League of Legends, indicadas no nosso fórum, onde os participantes contam histórias de jogadores legais com quem jogaram recentemente”, explica.

O primeiro quadrinho publicado pela Riot Games foi “Nautilus e o Carrossel da Culpa”, que, a partir da experiência dos próprios jogadores, descreve o prejuízo que um time sofre em seu desempenho ao ficar procurando “um culpado” para os momentos em que a equipe comete erros e perde pontos na partida. A história mostra também a solução encontrada por um dos jogadores para finalizar a inútil discussão. “A Virada de Karma” foi o segundo quadrinho publicado, que mostrou a forma como uma jogadora conseguiu unir o time e dar início a uma amizade entre os membros após uma experiência de fracasso no início da partida, evitando a desistência da equipe.

Outra história transposta para os quadrinhos GGWP conta a experiência de Fair Play (jogo limpo) de um jogador que se recusou a atacar um oponente quando a conexão de internet deste havia caído. Na quarta edição da HQ a história ilustrada é contada por um jogador novato, que entrou em uma partida competitiva (ranqueada) por engano. O time, inicialmente frustrado, passou a apoiá-lo quando ele reconheceu que era novato e aceitou as sugestões que os outros membros de sua equipe lhe deram.

 “O retorno da comunidade a essa iniciativa tem sido bacana no sentido de fazer com que os leitores dos quadrinhos contem as próprias experiências que tiveram com jogadores com comportamento positivo, como isso os inspirou e como tornou aquelas partidas memoráveis”, acrescenta Gerab.

Para acessar os quadrinhos GGWP, basta acessar o site do game. Abaixo tem um trailer de League of Legends:

Riot realiza estudo sobre comportamento dos jogadores de LoL

Se você tem o costume de jogar online, certamente já vivenciou alguma experiência negativa ocasionada pelo mau comportamento de algum colega, ou talvez tenha até sido o causador de intrigas. Pode parecer que não, mas as grandes empresas geralmente estão de olho nos jogadores que não se comportam na rede, sendo que as punições variam e simples advertência até banimento do jogo. A Riot Games realizou recentemente uma pesquisa para mapear o comportamento dos jogadores de League of Legends e o resultado foi bastante interessante. O estudo foi liderado por Jeffrey Lin, designer de Social Systems da Riot Games, e contou com o apoio de cientistas que analisaram as interações entre os 67 milhões de jogadores regulares de LoL.

De acordo com o estudo, apenas 1% dos jogadores são consistentemente “tóxicos” e essa pequena parcela é responsável por 5% da “toxicidade” no League of Legends. Todo o restante do comportamento negativo é fruto de jogadores que estão em um dia ruim ou em um momento de frustração no jogo ou fora dele. Assim, a Riot entende que a apenas uma minoria tende a realizar e manter comportamentos inadequados durante a jogatina.

Segundo Marcio Orlandi, diretor de Produtos da Riot Games Brasil, promover o comportamento positivo tem sido uma prioridade para a empresa. Por isso a companhia mantém times de especialistas em comportamento dedicados especialmente a esse fim. A ideia é coibir práticas perturbadoras e garantir que ninguém tenha seu jogo estragado por causa de alguns valentões.

Segundo informações da empresa, foram criados modelos de inteligência artificial capazes de dar feedback a jogadores com comportamento negativo em cerca de 20 minutos após o final de uma partida. Além disso, a empresa estaria buscando ajudar os jogadores a reconhecer e valorizar o comportamento positivo e proativo, de modo que a própria comunidade se regule.

Além dessas iniciativas, a Riot também desenvolveu modelos de interação entre jogadores em eventos de fórum, como o Detetive LoL e as Dicas de Comportamento. Também foi criado o Projeto GGWP, composto por quadrinhos e murais que dão destaque a jogadores especialmente positivos. Por fim, há um modelo de podcast que discute temas de comportamento e está em teste. Naturalmente é impossível manter todos os jogadores na linha, mas a Riot entende que essas práticas diminuirão gradativamente a reincidência de mau comportamento por parte de um determinado jogador que está em um mal dia.

A editora entende ainda que mesmo que fossem banidos a maioria dos jogadores considerados tóxicos, o problema de harassment não seria totalmente solucionado visto que os jogadores recorrentemente tóxicos são uma minoria de 1%. Para ajudar os jogadores a mudarem seu comportamento, Lin e sua equipe trabalham com a aplicação de conceitos básicos de psicologia. Uma das ferramentas que desenvolveram exibe mensagens um pouco antes de uma atividade que pode resultar em mau comportamento.

Foram separadas 24 mensagens ou dicas que serão exibidas durante o jogo, incluindo frases que incentivam o bom comportamento, como “Jogadores que cooperam com seus companheiros ganham 31% a mais das partidas.”, e outras que desmotivam o mau comportamento, como “O desempenho de seus companheiros de equipe piora, se você fizer uso de harassment após um equívoco”.

Medidas da Riot para melhorar o comportamento dos jogadores

O aviso sobre o harassment (termo utilizado quando um jogador resolve atormentar outro), que resultaria em mau desempenho dos jogadores, reduziu as atividades negativas em 8,3%, abuso verbal em 6,2% e linguajar ofensivo em 11%. As mensagens positivas sobre cooperação dos jogadores resultaram na redução do linguajar ofensivo em 6,2% e houve benefícios menores em outras categorias.

Apenas algumas análises da pesquisa foram divulgadas, por isso ainda é cedo para fazer generalizações, segundo os especialistas. Ainda assim, se nada disso te convenceu de que se comportar bem online é o melhor caminho, lembre-se que os times mais vitoriosos do e-Sport são adeptos do fair play e todos se tratam como amigos.

Riot Games está com vagas abertas em São Paulo

Oportunidade de trabalho em uma das maiores empresas do mundo para quem quer entrar na área de jogos eletrônicos. A Riot Games, empresa responsável pelo sucesso League of Legends, divulgou 15 vagas de emprego para seu escritório em São Paulo. As vagas são para as áreas de Artes, Comunidade, eSports, Experiência do Jogador, Gerenciamento de Projetos, Localização, Marketing, Relações Públicas, Produção de Vídeos, Suporte ao Jogador e Tecnologia da Informação (TI).

De acordo com o Gerente Geral da Riot Games, Roberto Iervolino, o mercado de games hoje oferece oportunidades para todos, desde posições de analista, coordenação a direção. “Buscamos identificar talentos que possam contribuir com os nossos esforços em promover a melhor experiência aos nossos fãs e jogadores”, comenta o executivo.

A Riot não divulgou salários ou benefícios, mas sabe-se que a empresa costuma oferecer oportunidades competitivas em relação ao mercado, além de uma bolsa anual para jogos. O objetivo é melhorar as capacidades de seus funcionários e perpetuar-se como uma das companhias ligadas aos jogos eletrônicos mais focada no jogador do mundo.

Como concorrer às vagas da Riot

Os interessados devem entrar no site da Riot e selecionar a cidade de São Paulo; após acessar a vaga de interesse, é preciso enviar uma carta de apresentação e currículo. Todas as oportunidades exigem o idioma inglês entre os níveis avançado e fluente. Após a seleção dos currículos, serão realizadas entrevistas para verificar a experiência e formação do candidato, além de avaliar se o perfil do profissional é compatível com a cultura da empresa.