Arquivo da tag: psn

Pesquisa da IEEE revela que as novas gerações de jogadores passam menos tempo jogando videogames

A organização IEEE, especializada em estudo e avanço da tecnologia para a humanidade, realizou uma pesquisa entre os dias 11 de junho a 13 de julho com o público gamer de todo o mundo. O resultado desta pesquisa é de certo modo surpreendente e o veredicto é que as gerações mais novas passam menos tempo jogando videogames.

De acordo com a pesquisa realizada: jovens entre 18 a 24 anos passam cerca de cinco a oito horas em uma única sessão de jogatina, ao passo que jogadores com idades entre 18 a 34 anos passam mais de 15 horas jogando. Este dado vai contra a opinião de muita gente que acredita que as gerações mais novas estão cada vez mais presa aos jogos eletrônicos.

De acordo com a IEEE, esta pesquisa mostra que os mitos do ‘gamer tradicional’ estão desaparecendo. A pesquisa ainda revelou que 58% dos jogadores preferem jogar em modo campanha, ao invés de realizar partidas online com os amigos. Este é outro dado inusitado, afinal a popularidade das redes Xbox Live e PSN é cada dia mais evidente. Ainda assim, mais da metade dos jogadores preferem jogar em modo campanha.

Segundo Stu Lipoff, associado da IEEE e presidente da Ação Partners IP, os jogadores mais novos passam menos tempo jogando devido à
disputa de atenção que os videogames enfrentam com outras tecnologias como celulares, tablets e redes sociais. Quanto à preferência por partidas singleplayer a justificativa é outra: “O crescente interesse no modo de campanha pode ser devido a que jogadores não precisam de uma interação social online para ter uma experiência de qualidade de vídeo games”, disse Lipoff.

Outro dado captado pela pesquisa diz respeito ao futuro dos jogos eletrônicos. De acordo com a psquisa, cerca de 51% dos entrevistados acreditam que as tecnologias voltadas para a realidade virtual (VR/AR) dominará o mercado. Outros 21% dos jogadores acreditam que o futuro da indústria são os jogos open-source (àqueles em que o usuário pode personalizar o jogo); enquanto que outros 18% apostam suas fichas em jogos de segunda tela/óculos inteligentes como a “próxima grande inovação para os vídeo games”.

“Os desenvolvedores de vídeo games já estão começando a adotar AR / VR e a realidade combinada. Não há dúvida de que essas tecnologias imersivas serão a mais importante inovação da próxima geração de vídeo games, e também terão impacto em outros aspectos de nossas vidas. A indústria dos vídeo games será um dos primeiros a adotar e irá ajudar a descobrir como a tecnologia é viável. Até 2017, o AR / VR / tecnologias de realidade combinada será levada de forma fácil e acessível para as casas de consumidores, em grande parte graças aos vídeo games”, disse Todd Richmond, associado da IEEE e diretor de protótipos avançados do Instituto de Tecnologias Criativas (TIC) da Universidade do Sul da Califórnia.

Por fim a pesquisa da IEEE revelou algumas nuances do mercado de jogos eletrônicos e opiniões do público consumidor, tais como:

  • 46% acham que cartuchos de ROM foram a tecnologia mais impactante desenvolvida durante a segunda geração de vídeo games (1977-1983);
  • 53% dos participantes realmente acreditam que a tecnologia de maior impacto durante essa geração foram os microprocessadores de 16 bits;
  • 31 % acreditam que os avanços na unidade de processamento central / unidade de processamento gráfico de consolas “(CPU / GPU) as velocidades eram a tecnologia mais impactante da geração.

Com tudo isso, os especialistas da IEEE acreditam que a indústria de jogos eletrônicos está rumando a passos rápidos para maior disseminação de jogos sociais e de jogos móveis, uma tendência que já pode ser vista ocorrer atualmente. Resta saber como os jogadores mais antigos reagirão a estas mudanças, uma vez que eles parecem estar cada vez mais presos em jogos de consoles caseiros e com campanhas singleplayer.

E ai, você concorda? Opine!

Os desafios da distribuição digital de games

Quando você quer comprar um novo jogo, qual a sua primeira opção? Comprar o jogo via download ou comprar mídia física?

Tradicionalmente, a distribuição de games no início da indústria era feita apenas em suportes físicos. As primeiras
gerações de consoles, como o Atari 2600, Odyssey e Super Nintendo, os suportes eram cartuchos com memórias ROM. Com o lançamento do PlayStation One da Sony e do Dreamcast da Sega, os consoles passaram a contar com leitores de discos ópticos.

Contudo, com a disponibilidade das conexões de banda larga a partir dos anos 2000 a distribuição de conteúdo digital pela internet se popularizou, viabilizando a exploração comercial da distribuição digital em larga escala.

Diversos estudos mostram o impacto da distribuição digital e do crescimento dos jogos online sobre o mercado físico de jogos digitais, seja no varejo convencional ou nas lojas virtuais.

Mas apesar de tudo, quando falamos de acessórios para videogames, nada como uma loja física, para ver, tocar e experimentar o produto.

Muitos distribuidores digitais de jogos, existentes desde o meio da década de 90, são versões das lojas convencionais, apenas substituindo o envio de mídias físicas pela possibilidade de
download do software para instalação em PCs.

Os fabricantes de console também criaram suas redes de distribuição proprietárias, que permitem aos donos de console adquirir jogos digitais pela internet. As redes são a Nintendo  Network, a Play Station Network (PSN) e a Xbox Live.

O grande marco da distribuição digital foi o lançamento do Steam pela Valve, em 2003. O Steam expandiu o conceito, oferecendo novas funcionalidades e serviços complementares, tanto para desenvolvedores quanto para usuários, criando comunidades em torno de seus títulos e um mercado de jogos modificados pelos próprios usuários, além de itens especiais e da distribuição de softwares voltados ao desenvolvimento de jogos.

Mas de nada adianta a distribuição digital sem os acessórios bancas para complementar a jogatina. E isso, acho que cabe mesmo às lojas físicas.

Mas a pergunta que fica é: você prefere comprar um jogo usando a distribuição digital, via download? Ou prefere mesmo a mídia física?

 

Fonte: relatório Mapeamento da Indústria Brasileira e Global de Games, realizado pelo grupo de estudos GEDIgames por encomenda do BNDEs.

Hotline Miami: disponível em breve na sua PSN

hotline miami

Isso mesmo. A Sony acaba de confirmar que o indie game Hotline Miami, um dos mais insanos lançamentos do ano passado, ganhará versões para PS3 e PS Vita. Ainda não existe uma data prevista, especula-se para início do segundo semestre de 2013.

Conhecida por publicar jogos independentes, a Devolver Digital topou em lançar o controverso Hotline Miami. E fez muito bem porque o jogo já está sendo aclamado e, assim como a saga GTA, está conquistando fãs muito rapidamente.

Jonathan Södertröm e Dennis Wedin são juntos a desenvolvedora independente Dennaton Games. Vindos de um jogo totalmente experimental chamado Keyboard Drumset Fucking Werewolf, claro que o segundo game da dupla contaria com o estilo 2D retro e experimental de seu antecessor.

A suja Miami de Hotline Miami

A atmosfera de Hotline Miami nos remete a uma cidade com vida noturna bastante intensa. No jogo você é Jacket (seu nome real não é revelado em primeiro momento) e, após um acontecimento atípico, começa a receber ligações de pessoas desconhecidas para realizar determinados “trabalhos”.

O personagem em nenhum momento do game chega a contestar alguma das ordens. Ele simplesmente aceita e as executa. Sem mais. Durante o jogo a trama conta com diversos desafios, além do surgimento de novos elementos que enriquecem a trama principal.

A exemplo dos primeiros jogos de Grand Theft Auto, o Hotline Miami conta com uma visão de cima para baixo do cenário. Seu gráfico colorido baseia-se em uma estética de arte retro em formato de pixel. Para complementar, a trilha sonora, muito bem escolhida por seus desenvolvedores, nos ajuda a imergir para dentro do jogo em uma tentativa de vivenciar a vida de Jacket. Abaixo, confira o gameplay de Hotline Miami!

O Hotline Miami é um jogo para quem busca desafios e não um jogo mecânico, já que não conta com save point durante a fase. Por apenas apresentar este recurso, o jogador precisa ficar atento e pensar bem durante o jogo porque pode acabar perdendo a progressão caso leve um tiro.

Sem data para ganhar as lojas da Sony, Hotline Miami segue sendo vendido na loja da Steam por R$ 16,99. Por contar com recursos gráficos relativamente simples, bem que o game poderia ganhar versões para diferentes dispositivos móveis como smartphones e tablets. Que tal?

Veja o cronograma de lançamentos do Capcom Arcade Cabinet

capcom arcade cabinet

Se você curte uma jogatina retro preste bastante atenção no que a Capcom andou aprontando nos últimos meses! Desde o último dia 19 de fevereiro de 2013 a empresa japonesa vêm disponibilizando games clássicos da era 8-bits em seu programa Capcom Arcade Cabinet, uma maneira de transformar os poderosos Xbox 360 e Playstation 3 em fliperamas da década de 80.

O projeto vai até meados de maio e prevê o lançamento de 15 jogos lançados no período entre 1984 a 1988 através de distribuição digital. De acordo com a Capcom, os games poderão ser adquiridos individualmente ou em pacotes. Ao adquiri um jogo você ganha acesso ao Capcom Arcade Cabinet que dá acesso a vários recursos  como tocador de músicas, captura de telas/vídeos, DIP Switch, entre outros.

Além dos elementos que marcaram os games da época, a Capcom vai adicionar ainda a possibilidade de multiplayer online para 2 jogadores em alguns títulos. Outros mimos presentes em alguns jogos são modo de treinamento com vidas infinitas e a troca rápida entre as versões oriental ou ocidental dos jogos.

Os primeiros jogos dessa compilação já estão disponíveis nas redes online e os jogadores já podem baixar o primeiro pacote, composto por Black Tiger, 1943: The Battle of Midway e Avengers, por R$10,99 / US$4,99 / 400M. Vale lembrar que a Demo de Blak Tiger é gratuita. Os donos de Xbox 360 poderão curtir o jogo inteiro com um só crédito, podendo sempre voltar do começo. No PlayStation 3, os jogadores terão créditos infinitos, tendo acesso ao jogo completo de graça.

Lguns games bastante celebrados estarão no programa como Ghosts’n Goblins, 1942, Legendary Wings, etc. O bacana é que ao final se você completar a coleção de 15 jogos, individualmente ou em conjunto, você ganha o direito a mais dois games grátis como bônus. Mais informações podem ser encontrada no site Capcom Unity Brasil.

Abaixo você confere o cronograma de lançamento do Capcom Arcade Cabinet e um vídeo bem legal:

PACOTES/TÍTULOS INDIVIDUAIS DATA DE LANÇAMENTO NA AMÉRICA DO NORTE E BRASIL PREÇO
Demo de Black Tiger 19 de fevereiro (PSN)
20 de fevereiro (XBLA)
Grátis
PACOTE DE JOGOS 1
Títulos: Black Tiger, Avengers, 1943: The Battle of Midway
19 de fevereiro (PSN)
20 de fevereiro (XBLA)
R$10,99/US$4,99/400MSP
PACOTE DE JOGOS 2
Títulos: Ghosts n Goblins, Gun.Smoke, Section Z
5 de março (PSN/XBLA) R$20,99/US$9,99/800MSP
Avengers 5 de março (PSN)* R$8,99/US$3,99
1943: The Battle of Midway 5 de março (PSN)* R$8,99/US$3,99
PACOTE DE JOGOS 3
Títulos: Side Arms, Legendary Wings, Trojan
19 de março (PSN/XBLA) R$20,99/US$9,99/800MSP
Ghosts n Goblins 19 de março (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Gun.Smoke 19 de março (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Section Z 19 de março (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
PACOTE DE JOGOS 4
Títulos: Commando, The Speed Rumbler, Exed Exes (Savage Bees)
2 de abril (PSN/XBLA) R$20,99/US$9,99/800MSP
Side Arms 2 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Legendary Wings 2 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Trojan 2 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
PACOTE DE JOGOS 5
Títulos: 1942, SonSon, Pirate Ship Higemaru
16 de abril (PSN/XBLA) R$20,99/US$9,99/800MSP
Commando 16 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
The Speed Rumbler 16 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Exed Exes (Savage Bees) 16 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
1942 30 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
SonSon 30 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Pirate Ship Higemaru 30 de abril (PSN/XBLA) R$8,99/US$3,99/320MSP
Pacote Bônus (para quem comprou todos os 5 pacotes ou todos os 15 títulos   individuais)Títulos: dois jogos (nomes a confirmar) A confirmar Grátis para quem comprou todos os 5 pacotes   anteriores ou todos os 15 títulos individuais
PACOTE TUDO-EM-UM
Títulos: Todos os 17 jogos
21 de maio (PSN/XBLA) R$60,99/US$29,99/2000MSP

* Não disponíveis como títulos individuais via XBLA

Novidade vindo aí para o LittleBigPlanet

O fórum oficial de LittleBigPlanet recebeu ontem uma imagem “teaser”, chamando para uma novidade ainda não anunciada.

Na imagem, Sackboy aparece ao lado dos dizeres “Something Awesome is Coming… Yeah!”. Na palavra Something, o i carrega o logo da rede PSN.

No fórum alguns acreditam que seja conteúdo para o PS Move, enquanto outros apostam em algo maior, totalmente novo. Vamos aguardar, porque LBP merece, mas quais são as suas apostas?

[Via VideoGamer]

Sega relançará Sonic CD em 2011

A Sega avisou: Sonic CD, um dos mais icônicos games do porco-espinho mascote da companhia, será relançado.

Não será um remake, mas sim uma adaptação para as novas plataformas, que fará com que o game de 1993 chegue ao Xbox Live Arcade, à rede PSN, ao PC, ao iOS, ao Android e ao Windows Phone 7 até o fim de 2011.

Haruki Satomi, executivo da Sega, afirmou que o game trará todo o conteúdo do original, além da trilha sonora original japonesa. Agora é esperar para colocar as mãos em mais um clássico de peso!

[Via Next-Gen]

Serviços da PSN voltam completamente até o fim da semana

A Sony informou que a rede PSN voltará a plena atividade até o fim da semana para os jogadores da América, Europa e algumas regiões asiáticas.

Quem é do Japão, Hong Kong e Coréia do Sul, precisa esperar mais um pouco. Depois da invasão hacker sofrida, o serviço parou de operar e teve suas funções restauradas “homeopaticamente”.

Quando aconteceu, em abril, os 77 milhões de usuários da rede foram afetados. A brecha levantou uma bola importante para a necessidade de melhores políticas de segurança.

[Via GamesIndustry]

Preparativos para a E3 e ameaças contra a Sony são as notícias desta semana agitada

Uma semana agitada no mundo dos games. Enquanto a Sony tentava contornar a situação da PSN, as produtoras de games já começavam a fazer anúncios de novos games. Afinal não é por menos, a E3 está quase aí!

Também por causa da E3, começaram a circular novos rumores das definições técnicas do sucessor do Wii, algo que pode não agradar aos fãs da empresa… Além desta novidade, a Konami vai realizar um evento pré-E3 em São Paulo, prometendo novidades fresquinhas. sem mais papo, confira o drops semanal das notícias que sacudiram a semana dos jogadores! Continue lendo Preparativos para a E3 e ameaças contra a Sony são as notícias desta semana agitada

Desenvolvedor teme impacto que brecha na PSN terá sobre distribuição digital

Muito tem sido falado sobre a brecha na PSN, o roubo de dados, mas uma bola importante não tem recebido o destaque que merecia, e foi levantada por James Brooksby, desenvolvedor do estúdio DoubleSix.

James declarou ao site GamesIndustry que um golpe desse tamanho pode impactar negativamente no modelo de venda digital de games. A DoubleSix foi a primeira a desenvolver um game de sucesso para a PSN, o Burn Zombie Burn, e sua opinião é que a brecha na PSN afeta também vendas em muitas outras plataformas, como a Xbox Live Arcade, o Steam e a iTunes Store.

O designer acredita que a cobertura que o incidente recebeu servirá aos consumidores, que levarão em conta na hora de criarem novos usuários ou comprarem games online. “É claro que é um engasgo, mas certamente haverá impacto. Temos que esperar para ver o que será”, comentou.

Que impactos você acha que isso terá no mercado?

Um pouco mais sobre o caso PSN e o que a Sony está fazendo para recompensar jogadores

O caso recente da invasão aos servidores da rede PSN, do PlayStation 3, está sendo visto por especialistas como a maior brecha de roubo de identidade da história.

Agora, o blog Joystiq conseguiu um documento que informa, basicamente, quantas contas foram comprometidas em cada parte do mundo onde a rede é acessada. Logicamente, o país com maior base de jogadores, Estados Unidos, está no topo da lista, com mais de 31 milhões de contas afetadas.

O Brasil aparece com menos de meio milhão, mas um número ainda expressivo: 448.835 contas. Mas, segundo a Sony, o problema pode não ser tão grande assim, uma vez que os dados de cartões de créditos roubados estavam criptografados e que não há confirmação ainda de que estes dados foram realmente roubados.

Os serviços, ainda fora do ar, devem voltar a funcionar parcialmente ainda essa semana. Alguns recursos como a loja virtual, por exemplo, devem retornar pouco depois, mas ainda em maio. Como forma de recompensar os usuários pelo transtorno, a Sony oferecerá um mês gratuitamente do serviço premium PlayStation Plus, além de DLC gratuito.

Quem joga no PS3 precisará atualizar o firmware e mudar a senha na rede, como medida de segurança, informou o blog GameLife.