Arquivo da tag: PRODAV

PRODAV – Inscrições abertas para novo edital de investimento em jogos eletrônicos

Ótima oportunidade para conquistar o tão sonhado orçamento para produzir aquele seu game bacana! Já estão abertas as inscrições para a Chamada Pública PRODAV 14/2017, a segunda edição da iniciativa do Programa Brasil de Todas as Telas que seleciona propostas de produção de jogos eletrônicos para exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis.

De acordo com o edital, serão disponibilizados R$ 10 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA, e estima-se a seleção de 22 projetos de games. O prazo para inscrição vai até o dia 3 de julho, e devem ser feitas pelo Sistema FSA, no site do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE, agente financeiro do FSA.

video-gamesOs valores de investimento da Chamada Pública da PRODAV estão divididos em três categorias, de acordo com o valor do investimento.  A categoria C contemplará projetos com até R$ 250 mil; a categoria B, até R$ 500 mil; e a categoria A, até R$ 1 milhão. A previsão é de seleção de 2 projetos na categoria A, 12 na categoria B, e 8 na categoria C. Podem ser inscritos projetos que se encontrem em qualquer etapa de produção, desde que o jogo não tenha sido lançado comercialmente. Cada proponente pode apresentar apenas um projeto e deve fazer a opção pela categoria em que deseja concorrer no momento da inscrição.

foto-800x450Podem participar do edital da PRODAV empresas produtoras audiovisuais e desenvolvedoras de jogos eletrônicos registradas e classificadas na ANCINE como agente econômico brasileiro independente. As empresas desenvolvedoras de jogos eletrônicos deverão possuir atividade econômica classificada no CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas como desenvolvimento de programas de computador sob encomenda; desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis; ou desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não customizáveis. Devem ainda respeitar as vedações de controle, coligação e veto comercial ou qualquer tipo de interferência comercial sobre os conteúdos produzidos aos agregadores de serviços de jogos eletrônicos, ou provedores deste serviço ao consumidor final.

O processo de seleção levará em conta ainda as reservas mínimas de 30% dos recursos para projetos das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e 10% para projetos da região Sul e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo. Assim como na primeira edição, todas as propostas classificadas para a fase de defesa oral poderão se candidatar aos recursos do Procult/BNDES, de acordo com as regras específicas do Programa.

O lançamento do edital foi anunciado pelo diretor-presidente Manoel Rangel em evento realizado na última sexta-feira, 5, no Escritório Regional da ANCINE em São Paulo. No evento também foram anunciados os vencedores da primeira edição, a Chamada Pública PRODAV 14/2016.

Quatro empresas de games gaúchas passam na primeira fase de edital da Ancine

No último mês de dezembro de 2016 a Agência Nacional do Cinema – Ancine – lançou um edital voltado diretamente à produção de obras audiovisuais brasileiras independentes de jogos eletrônicos. Quatro empresas associadas da Associação de Desenvolvedores de Jogos do RS – ADJogosRS passaram pela primeira fase de seleção do edital: Southbox, de Passo Fundo; Imgnation, de Santa Maria, IzyPlay, de Pelotas e Epopeia, de Porto Alegre. O fato mostra a força do desenvolvimento da indústria na região sul do país.

O edital segue os moldes mais antigos de publishers, em que a empresa responsável por cobrir os custos da produção também passa a ter direito sobre os lucros até que o investimento retorne. É o que explica o diretor de criação da IzyPlay, Everton Baumgarten Vieira, que destaca a importância que o edital traz para o mercado de games como um todo.

Everton Baumgarten, da Izyplay, está animado com a boa recepção da Ancine
Everton Baumgarten, da Izyplay, está animado com a boa recepção da Ancine

“Foi muito importante esse primeiro passo da Ancine. Primeiramente, por ser mais burocrático e visando muito o retorno do investimento para eles. O que não ocorre mais com os projetos de financiamento de editais para filmes. É um caminho natural, uma evolução dos editais, que ficarão mais flexíveis para focar na receita do desenvolvedor”, salienta Everton, que considera a decisão da Agência um importante marco e espera que os games trilhem o mesmo caminho da indústria cinematográfica no país.

A resposta do edital, através das quatro empresas gaúchas selecionadas, ajuda a reforçar a efetividade do trabalho da ADJogosRS no mercado do estado. “Houve uma organização do pessoal da Associação, se ajudando para que tivéssemos mais projetos das empresas associadas aprovados”, exaltou Orlando Fonseca, da Imgnation.

banner
I’m Awesome, um dos recentes sucessos da Epopéia.

Para Gustavo Silveira, Sócio da Epopeia, a aprovação na primeira etapa demonstra a maturidade da empresa para além de criar jogos. Agora, a empresa passa para a fase de defesa de conceito e jogabilidade, e Gustavo acredita que o projeto da Epopeia está bem alinhado com as expectativas da Ancine, pois, de acordo com ele, o game tem uma veia cultural forte e temática atualizada da literatura clássica brasileira.

Sobre o edital da Ancine

Este foi o primeiro edital lançado pela Ancine voltado ao investimento na produção de obras audiovisuais brasileiras independentes de jogos eletrônicos. A Chamada Pública PRODAV 14/2016 vai disponibilizar R$ 10 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que deverão resultar na produção de 24 jogos eletrônicos para a exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis. O edital ainda conta mais duas fases.