Arquivo da tag: PDF

Unesp disponibiliza jogos em PDF gratuitamente que auxiliam no estudo de matemática

“Matemática não é comigo”. Certamente você já ouviu essa frase, certo? Pois é justamente pensando nas pessoas com maior dificuldade no aprendizado de exatas que o Laboratório de Matemática da Unesp está disponibilizando em seu portal online mais de 50 jogos para colaborar com o aprendizado dos alunos. Os jogos podem ser impressos e trazem técnicas que desafiam a lógica, raciocínio e desenvolvimento cognitivo.

O propósito desses tipos de jogos não é focar somente na diversão e sim que os alunos busquem aumentar seu potencial, no desenvolvimento de novas habilidades. A Unesp criou o laboratório de matemática como um de seus inúmeros projetos de extensão para dar total suporte às aulas práticas de matemática.

O método segue a premissa da gamificação, ou seja, aprender jogando e se divertindo. E não funciona apenas com crianças não! Essa nova forma de aprendizado garante aos alunos maior autonomia e fornece condições suficientes para o aluno interpretar à sua maneira todo o conteúdo programático.

De acordo com a Unesp, os jogos em sala de aula colaboram para ampliar o poder de concentração do aluno, tornando o ambiente em sala de aula favorável à aprendizagem. Entre os inúmeros benefícios estão que o aluno encontra melhores sugestões para a solução de problemas, aumenta sua capacidade de autoquestionamento, desenvolve pensamento estratégico, melhora a memória e até um aumento na capacidade intelectual do aluno.

Dito isto, vamos falar sobre os 8 jogos que a Unesp indica para melhorar a capacidade dos alunos em resolver problemas matemáticos:

Os jogos são disponibilizados para download em formato PDF, prontos para serem impressos, se você é professor, pedagogo ou quer participar da educação de seu filho, basta clicar aqui. Ah, os jogos foram organizados conforme a divisão do Ensino Fundamental, do 1º ao 9º ano, e também do Ensino Médio. No site mencionado acima tem as regras e os tabuleiros para download.

Jogos do 1º ao 5º ano

1 – Sempre 10

É um tabuleiro com espaços para peças de 1 a 9. O objetivo do jogo é tentar encaixar as peças que no final deverão resultar em 10. A regra do jogo é que a soma das peças de cada linha seja 10.

As competências obtidas por meio desse jogo são habilidades de desenvolver cálculos, envolvendo operações de adição e subtração.

2 – Jogo dos pontinhos

O jogo consiste em uma folha de papel pontilhada. O objetivo desse jogo é somar mais pontos, sendo o máximo de 2 jogadores. A regra é traçar e unir os pontinhos até fechar um quadrado.

Esse jogo aumenta a capacidade de raciocínio lógico e agilidade na tomada de decisão.

3 – Feche a caixa

No tabuleiro, existem 40 casas enumeradas de 1 a 40. Será disponibilizado ao aluno 2 dados com faces diferentes. Um enumerado de 1 a 6 e outro enumerado de 1 a 10. O objetivo do jogo é rolar os dois dados e multiplicar o resultado total, ao passo que as equipes vão fechando as casas, ganha a equipe que fechar todas as casas do seu tabuleiro.

Esse jogo aumenta as competências e habilidades em desenvolver estimativa, cálculo mental envolvendo adição e multiplicação, e manipulação algébrica.

4 – Borboleta

O tabuleiro é composto por 12 espaços vazios e contém 9 peças vermelhas e 9 peças azuis. O objetivo desse jogo é capturar todas as peças do adversário. O jogo é parecido com o jogo de dama, onde o jogador vai movimentando as peças à frente até capturar as peças do adversário.

Aumenta o raciocínio lógico e intuitivo da criança.

Jogos do 6º ao 9º ano

5 – Alquerque

O alquerque é formado por um tabuleiro de 25 casas dispostas em 5 fileiras de 5 casas cada uma e possui 4 linhas que ligas as casas medianas dos 4 lados do tabuleiro. Também são disponibilizadas 12 peças vermelhas e 12 peças azuis.

O objetivo é acumular mais peças do adversário. Esse jogo estimula o raciocínio lógico e intuitivo.

6 – Estrela mágica soma 26

O jogo consiste em um tabuleiro em forma de estrela e o objetivo é preencher as casas do tabuleiro com peças enumeradas com os seguintes números: 1, 3, 4, 5, 8, 9, 10, 12. A soma em cada linha deve ser igual a 26.

O jogo desenvolve competências e habilidades de desenvolver estimativas e cálculo mental envolvendo adição e subtração.

Jogos do Ensino Médio

7 – Jogo da corrente

O jogo consiste em um tabuleiro em forma de corrente com 19 casas e são disponibilizados aos participantes 18 peças vermelhas e 18 peças azuis. O objetivo do jogo é não marcar a última casa.

Esse jogo desenvolve habilidades de elaborar estratégias e desenvolver o raciocínio lógico e intuitivo.

8 – Pentaminós

O pentaminó é um quebra-cabeça geométrico. Consiste em um tabuleiro com espaços vazios. É disponibilizado aos participantes, peças em formatos geométricos estratégicos que precisam ser encaixados nos buracos vazios do tabuleiro.

O jogo aumenta habilidades de atenção, concentração, domínio das anatomias geométricas, noção de área e perímetro.

Documento explica processo de direitos autorais nos games

Flappy Bird foi um grande sucesso quando chegou ao mercado. Por razões diversas o criador do game decidiu interromper a comercialização do produto nas plataformas em que ele estava disponível, mesmo ganhando milhares de dólares toda semana. Tão logo Flappy Bird saiu de cena, surgiram centenas de cópias dispostas a roubar o seu trono de “jogo mais baixado no Android”.

Agora imagine o cenário: você é um produtor independente que está lançando seu primeiro game para mobile. Apesar de simples, o jogo tem bastante originalidade e acaba se tornando bastante reconhecido pelos jogadores e explode nas vendas. Tudo ótimo, certo? Não até que outro desenvolvedor espertinho roube sua ideia ou que um grande estúdio lance um jogo semelhante, porém com o poder do marketing por trás, e derruba suas vendas e arrebata o seu público.

Direitos autorais é uma questão praticamente desconhecida pelos desenvolvedores de jogos pequenos e, não raro, seus jogos chegam ao mercado sem que os criadores conheçam os dispositivos legais que protegem sua propriedade intelectual. Talvez fosse pensando nisso que o Moacyr Alves da ACIGAMES, e o Helio Tadeu da Terras Coelho Advogados, lançaram o primeiro documento oficial falando sobre direito do autor em jogos digitais.

O trabalho analisa e discute os processos de registro, o regime e a proteção dis jogos eletrônicos à luz do direito autoral, especialmente àqueles desenvolvidos para consoles e computadores na categoria MMORPG. O documento possui mais de 30 páginas e resume de maneira fácil as leis que amparam o desenvolvedor de jogos eletrônicos.

O estudo sobre os direitos autorais nos games está disponível em PDF no Slideshare e sem sombras de dúvidas, é leitura obrigatória para todos os desenvolvedores indies que pretendem lançar um game no mercado.

Direitos autorais nos games

Gamedev: livro digital esclarece dúvidas sobre desenvolvimento de games

Quem sonha em atuar na área de jogos eletrônicos e ainda têm várias duvidas na cabeça e não encontra as respostas apropriadas pode tentar consegui-las através do livro digital Gamedev – Fazendo Carreira no Mundo dos Jogos Digitais. A obra foi escrita por Raphael Dias, criador do site Produção de Jogos e pós-doutorando em Física.

O livro aborda assuntos corriqueiros de quem está ingressando na área de jogos eletrônicos, como possibilidades no Brasil, quais os cursos existentes, solidez do mercado de trabalho interno e possíveis empresas para se estagiar ou trabalhar no país. De acordo com Raphael, a ideia de criar o livro surgiu ao se dar conta que frequentemente ele respondia questões dos visitantes de seu site. Essas questões eram das mais básicas como “O que um Game Designer faz?” ou “Quanto é o salário médio dos profissionais de jogos digitais?”.

O ebook Gamedev aborda os seguintes assuntos:

  • O perfil do profissional que trabalha com games;
  • O que a carreira em games não é;
  • Como é o trabalho de um indie game developer
  • Quais os tipos de carreiras que existem hoje no mundo dos games;
  • Salário médio de mais de 10 tipos de profissionais que trabalham com jogos no Brasil e no exterior;
  • Quais são os mercados de atuação;
  • Descubra as mentiras que contam sobre a carreira de games;
  • Porque todo mundo quer entrar na carreira de jogos digitais;
  • Onde estudar desenvolvimento de jogos no Brasil e no exterior;
  • Algumas das melhores empresas para se trabalhar com games no Brasil;
  • Dicas de como se destacar no mercado.

Além do livro em PDF, Raphael criou um kit para quem adquirir o material, de forma que as dúvidas sejam sanadas e o aspirante a game designer tenha em mãos um material forte para se lançar no mercado futuramente. No tal kit vem o livro em PDF e em ePub (para tablets); um audiolivro em mp3; uma listagem de 89 empresas brasileiras de games; uma lista de 105 cursos nacionais e internacionais de jogos digitais; entrevistas com desenvolvedores e por fim um acesso para participar de um grupo no facebook.

Existe ainda um ebook bônus de 106 páginas com detalhes sobre desenvolvimento indie. Neste arquivo há informações preciosas como qual engine utilizar, programas indicados para fazer a arte e sons do jogo, como definir o plano de negócios do game, como obter atenção da mídia, como conquistar fãs e criar uma comunidade de fãs para seu jogo, além de outras informações bastante úteis. Mas este ebook bônus está disponível por tempo limitado!

A intenção deste pacote é tornar-se um guia de bolso para quem almeja sucesso na área de jogos eletrônicos. Quem tiver interesse, basta acessar a página de vendas do livro dentro do site Produção de Jogos. Não esqueça depois de comentar o que achou do conteúdo do livro!

Confira as edições das revistas digitais Acigames e Jogos 80

Jogos 80

Após algum tempo de espera, os jogadores finalmente podem ler a nova edição da Acigames Magazine. A publicação, que é produzida pelos mesmos responsáveis pelo movimento Jogo Justo, chega a sua terceira edição prometendo matérias muito criativas em sua terceira edição.

A revista pode ser baixada gratuitamente pela App Store ou pelo Android Market, além disso, pode ser acessada virtualmente pelo computador. Algumas matérias incluem uma entrevista com o diretor de marketing da Warner Bros Games; um apanhando sobre as assitências técnicas de games no Brasil; Games educativos; Censo Gamer; e a vida de Garotas Jogadoras; além de outras matérias.

Jogos 80 em sua 9ª edição

E por falar em revista digital, também vale mencionar que a Jogos 80 está em sua 9ª edição. A capa chama para uma edição toda especial comemorando os trinta anos do ZX Spectrum, computador que marcou época na era 8 bits.

Além disso, há matérias curiosíssimas como uma entrevista com os produtores do game Macunaíma do Commodore 64; Review do livro 1984: A Febre dos Videogames Continua (que já falamos aqi no GameReporter);  a compatibilidade da interface DivIDE para os TKs, além de reviews de jogos retro como Doo (ZX Spectrum), Mr. Postman (Atari 2600), Zaxxon (TRS-Color), Camelot Warriors (diversas plataformas), Zzoom (ZX Spectrum), Deathstrike etc.

Para acessar a revista, basta acessar a página oficial do projeto. Caso a capa do ZX Spectrum não apareça de imediato você só precisar atualizar a página.

Game+: revista digital sobre games voltada para usuários de tablets

Revista Digital

Por que não criar uma revista digital de games voltada para os tablets? Essa foi a idéia do designer Alessandro Bueno que aceitou o desafio e resolveu criar a Revista Game+, uma revista digital voltada ao público gamer e que pretende ser totalmente interativa.

De acordo com os desenvolvedores, a revista será lançada no próximo dia 8 de julho de 2012 e será totalmente gratuita. A idéia tomou forma assim que Alessandro percebeu que não existem revistas dedicadas aos usuários de tablets, além disso, o desenvolvedor notou que as revistas digitais tem uma diagramação e estilo bem semelhante às revistas impressas.

O plano então é criar uma revista digital interativa que contenha matérias, análises, lançamentos, cobertura de eventos, colunas de colaboradores e conteúdo exclusivo. A revista terá ainda conteúdos que envolvem toda a tecnologia digital. Em outras palavras, se você tem um tablet e gosta de videogames, prepare-se pois em breve haverá uma revista especialmente voltada a você.

Mais informações sobre a revista Game+, acesse a página oficial da publicação no Facebook.