Arquivo da tag: online

Equipe de e-Sports CNB cria arena em parceria com a HyperX

Os e-sports estão cada vez mais populares atualmente e isso não é novidade para ninguém. De acordo com dados do SuperData, empresa especializada em dados sobre jogos, os jogos eletrônicos já somam mais de 70 milhões de espectadores. Com tantas pessoas dedicadas a este tipo de jogo, não é de se surpreender que os investimentos em e-sports aumentem gradativamente. E é justamente isso que a equipe CNB está fazendo em parceria com a HyperX ao lançar uma nova arena para competições nacionais.

O CNB HyperX Arena tem capacidade para até 150 pessoas e está localizado na capital paulista.  O local contará com palco equipado com computadores especiais para gamers, telão para exibição de jogos de todas as modalidades do e-Sports, lanchonete e showrooms de patrocinadores. A inauguração ocorreu no dia 17 de junho e a expectativa é que os fãs dos Blumers frequentem  o ambiente a cada competição que a equipe participe.

“Nossa ideia é ter um espaço intimista para que seja a casa da nossa torcida e amantes de e-Sports, um lugar para que possam torcer assistindo aos jogos do CNB HyperX e interagir participando de nossos eventos”, explica Carlos Júnior, um dos sócios fundadores da equipe CNB.

CNB HyperX Arena

A arena era um sonho antigo do CNB e já estava idealizado desde 2009. Para sair do papel foi necessário um investimento de nada menos que R$300.000,00. O sonho começou a se tornar realidade desde o último mês de novembro graças a uma parceria com a HyperX. Com a novidade, a expectativa é de que 15 mil torcedores possam conhecer o local durante o primeiro ano, criando um engajamento cada vez maior para o clube.

“Este ano vamos lançar mais projetos visando essa interação e novas experiências entre os torcedores e o nosso clube. Além de um acampamento gamer, ainda estamos planejando uma outra ideia para surpreender ainda mais o universo de e-Sports, conta Carlos Júnior, responsável pelo projeto Peneira HyperX Preparando Campeões.

Level Up comemora 12 anos de vida com histórias fascinantes e promoções especiais

O ano era 2004 e o mercado de games no Brasil era bem diferente do que é hoje: a pirataria dominava o país, a internet ainda não estava tão massificada e as lan houses eram a casa dos jogadores mais dedicados. Nesse ínterim surgiu a Level Up, uma das empresas dedicadas a jogos eletrônicos mais importantes do Brasil. A proposta da empresa era extremamente diferente para a época, apresentando aos brasileiros títulos que exigiam conexão com a internet para serem jogados.

A ideia era impensável, visto que a internet não era tão disseminada quanto hoje. Especialistas no ramo afirmavam que o público alcançável pela LuG seria de no máximo 2000 usuários. Conforme a história comprova, as coisas foram bastante diferente: Ragnarok, o primeiro MMORPG com mundos permanentes, totalmente em português e com servidores no território nacional, conquistou mais de 1,7 milhões de jogadores em pouco tempo. O êxito fez da Level Up uma empresa reconhecida nacionalmente.

A partir desse pontapé inicial a empresa lançou diversos outros MMORPG localizados para o público brasileiro, alcançando mais de 35 milhões de players. Sucessos renomados como Warface, Perfect World e Combat Arms, Nexon e KOG são apenas alguns dos exemplos de jogos bem sucedidos trazidos ao país pela Publisher.  Nestes anos todos a LuG até mesmo se aventurou no mercado editorial, criando publicações especiais de seus jogos mais populares.

Para celebrar o 12º aniversário, a Level Up colheu algumas histórias tocantes de jogadores para dividir com seus fãs. Personagens como Gabriela, programadora e jogadora de Perfect World, que descobriu seu marido no mundo online. Outra história é de Humberto, jogador de Ragnarök há 10 anos, que percebeu no jogo a forma de se aproximar de seu filho. Há ainda a história de Pedro, analista de sistemas e soldado em Combat Arms há cinco anos, que conheceu sua namorada nos campos de batalha. Tem também o conto de Rafael, designer e jogador de Warface há 3 anos, que viajou o país para conhecer os irmãos de armas. Estas e outras histórias magníficas são narradas no site especial de 12 anos de Level Up.

O aniversário é da Level Up, mas o presente é do jogador

Durante os festejos, os jogadores também podem aproveitar as ações especiais que englobam a todos os jogos da publicadora. Há períodos bonificados, retorno de itens limitados, ofertas de pacotes especiais, descontos vantajosos, além do esperadíssimo CASH Bonificado, que garante 30% de bônus nas compras das moedas eletrônicas. E mesmo quem não é jogador pode aproveitar: todos que criarem contas durante o período das celebrações receberão prêmios imperdíveis.  Para mais informações sobre todas as comemorações, promoções e eventos, acesse o site especial.

Level Up e destaques da comunidade de Warface se unem para crias novas regras para os torneios de 2016

A Level Up convidou recentemente membros da comunidade de jogadores de Warface para uma visita em sua sede. A intenção era coletar feedbacks para melhorar o jogo e definir regras para os próximos campeonatos de Warface que ocorrerem. Não é a primeira vez que a Level Up leva jogadores até sua sede para debater um jogo: um dos programas periódicos da empresa chama-se “Visita Level Up”, que permite que membros da comunidade conheçam as instalações, vejam os setores da companhia e batam um papo com os responsáveis por seus jogos favoritos.

A visita dos jogadores de Warface ocorreu em Abril, no escritório da Level Up, em São Paulo. A visita serviu para criar as “Regras 2.0”, o conjunto de regras a serem utilizadas durante as competições oficiais de Warface em todos os campeonatos a ocorrer neste ano. Elas delimitam o tamanho dos mapas utilizados em competição, modos de jogo, armamentos e equipamentos de uso restrito ou proibido para as competições. O objetivo dessas regras é tornar as competições mais equilibradas e justas para todos, de modo a valorizar as habilidades de cada competidor.

De acordo com a Level Up, estavam presentes neste encontro alguns membros importantes do cenário de e-sports brasileiro para que assim fique assegurado que as opiniões dos jogadores fossem ouvidas. Naturalmente que essas regras não são obrigatórias em todos os campeonatos, mas elas servem como base para determinar os oficiais e estabelecer um padrão para os torneios particulares organizados por outras ligas.

Ainda segundo a publisher, essa iniciativa reitera a postura da empresa em sempre se aproximar de seus fãs, de forma que possam contribuir com o bem da comunidade e ajudar a trazer momentos inesquecíveis a todos – tanto dentro quanto fora de seus jogos. As normas detalhadas do competitivo e os membros da comunidade participantes podem ser conferidos no site oficial do game.

Além de estabelecer as Regras 2.0, o encontro serviu para que os visitantes deixassem feedbacks aos responsáveis pelo Warface no Brasil, falando sobre a performance das partidas, armas e equipamentos que gostariam de ver, melhorias nos modos e traduções, entre outros. A Level Up se comprometeu a melhorar gradativamente o jogo e torna-lo mais parecido possível com o que a comunidade de jogadores espera. Para conferir como foi a Visita Level Up de Warface, basta acessar a página do Facebook.

Sobre Warface

Para quem não conhece, Warface é um FPS Online desenvolvido pela Crytek. O game possui visuais bacanas, física realista e um sistema de combate fluído. O título é free-to-play e há um modo cooperativo que permite evoluir o personagem conforme as partidas são vencidas. O game recebe atualizações constantes e novas missões desafiadoras a cada nova atualização. Atualmente este é um dos jogos mais jogados do cenário e-sport profissional.

 

Seal Online oferece prêmios para jogadores brasileiros

Enquanto você lê está matéria, tem uma galera se divertindo no closed beta de Seal Online, o MMORPG da coreana Playwith Latin America. Ciente do potencial que o game tem em terras tupiniquins, a produtora decidiu uma série de ações exclusivas para premiar os jogadores locais que estão ajudando a melhorar a qualidade do game. Até o dia 11 de maio, a Playwith Latin America premiará os usuários de Seal Online com trajes produzidos especialmente para o público do Brasil e dinheiro virtual.

As roupas especiais têm temáticas típicas do Brasil, como o traje de capoeira e a roupa de samba. Para ganhar as vestimentas de samba, os jogadores precisam atingir o nível 50, e para ganhar a vestimenta de capoeira, precisam atingir cinco personagens ao nível 20 do game. Para quem não conhece, Seal Online é um Massive Multiplayer Online que coloca o jogador no mundo de Shiltz para encarar quests desafiadoras, batalhas contra NPCs e personagens míticos com design inspirado em animações japonesas.

Como o jogo é novo para o público brasileiro, a Playwith tem feito acompanhamento constante das partidas durante o closed beta e oferece tutoriais aos jogadores que estiverem com dúvidas. A partir do feedback dos jogadores, a produtora fará ajustes para garantir que Seal Online esteja de acordo com o gosto e as expectativas dos brasileiros.

Ainda durante a fase closed beta, um concurso realizado pelo bate papo do jogo oferecerá um prêmio de cinco milhões de CEGELS (o dinheiro no jogo). Além dos trajes e do concurso, a Playwith Latin America preparou também dois eventos especiais exclusivos aos participantes brasileiros de Seal Online. Em um deles, um foguete com destino à Lua leva os jogadores para uma viagem onde há diversos prêmios raros.

Para quem não quer ir tão longe, a terra de Shiltz ganhou uma nova arena de batalhas player versus player, em que o jogador pode mostrar toda a sua força e receber em troca itens poderosos e joias. As premiações são exclusivas para os participantes do closed beta, que vai até 11 de maio e tem limite de participação de 10 mil jogadores. Ainda dá tempo de participar do closed beta, basta acessar o site do game.

Abaixo tem o trailer de Seal Online:

Riot realiza estudo sobre comportamento dos jogadores de LoL

Se você tem o costume de jogar online, certamente já vivenciou alguma experiência negativa ocasionada pelo mau comportamento de algum colega, ou talvez tenha até sido o causador de intrigas. Pode parecer que não, mas as grandes empresas geralmente estão de olho nos jogadores que não se comportam na rede, sendo que as punições variam e simples advertência até banimento do jogo. A Riot Games realizou recentemente uma pesquisa para mapear o comportamento dos jogadores de League of Legends e o resultado foi bastante interessante. O estudo foi liderado por Jeffrey Lin, designer de Social Systems da Riot Games, e contou com o apoio de cientistas que analisaram as interações entre os 67 milhões de jogadores regulares de LoL.

De acordo com o estudo, apenas 1% dos jogadores são consistentemente “tóxicos” e essa pequena parcela é responsável por 5% da “toxicidade” no League of Legends. Todo o restante do comportamento negativo é fruto de jogadores que estão em um dia ruim ou em um momento de frustração no jogo ou fora dele. Assim, a Riot entende que a apenas uma minoria tende a realizar e manter comportamentos inadequados durante a jogatina.

Segundo Marcio Orlandi, diretor de Produtos da Riot Games Brasil, promover o comportamento positivo tem sido uma prioridade para a empresa. Por isso a companhia mantém times de especialistas em comportamento dedicados especialmente a esse fim. A ideia é coibir práticas perturbadoras e garantir que ninguém tenha seu jogo estragado por causa de alguns valentões.

Segundo informações da empresa, foram criados modelos de inteligência artificial capazes de dar feedback a jogadores com comportamento negativo em cerca de 20 minutos após o final de uma partida. Além disso, a empresa estaria buscando ajudar os jogadores a reconhecer e valorizar o comportamento positivo e proativo, de modo que a própria comunidade se regule.

Além dessas iniciativas, a Riot também desenvolveu modelos de interação entre jogadores em eventos de fórum, como o Detetive LoL e as Dicas de Comportamento. Também foi criado o Projeto GGWP, composto por quadrinhos e murais que dão destaque a jogadores especialmente positivos. Por fim, há um modelo de podcast que discute temas de comportamento e está em teste. Naturalmente é impossível manter todos os jogadores na linha, mas a Riot entende que essas práticas diminuirão gradativamente a reincidência de mau comportamento por parte de um determinado jogador que está em um mal dia.

A editora entende ainda que mesmo que fossem banidos a maioria dos jogadores considerados tóxicos, o problema de harassment não seria totalmente solucionado visto que os jogadores recorrentemente tóxicos são uma minoria de 1%. Para ajudar os jogadores a mudarem seu comportamento, Lin e sua equipe trabalham com a aplicação de conceitos básicos de psicologia. Uma das ferramentas que desenvolveram exibe mensagens um pouco antes de uma atividade que pode resultar em mau comportamento.

Foram separadas 24 mensagens ou dicas que serão exibidas durante o jogo, incluindo frases que incentivam o bom comportamento, como “Jogadores que cooperam com seus companheiros ganham 31% a mais das partidas.”, e outras que desmotivam o mau comportamento, como “O desempenho de seus companheiros de equipe piora, se você fizer uso de harassment após um equívoco”.

Medidas da Riot para melhorar o comportamento dos jogadores

O aviso sobre o harassment (termo utilizado quando um jogador resolve atormentar outro), que resultaria em mau desempenho dos jogadores, reduziu as atividades negativas em 8,3%, abuso verbal em 6,2% e linguajar ofensivo em 11%. As mensagens positivas sobre cooperação dos jogadores resultaram na redução do linguajar ofensivo em 6,2% e houve benefícios menores em outras categorias.

Apenas algumas análises da pesquisa foram divulgadas, por isso ainda é cedo para fazer generalizações, segundo os especialistas. Ainda assim, se nada disso te convenceu de que se comportar bem online é o melhor caminho, lembre-se que os times mais vitoriosos do e-Sport são adeptos do fair play e todos se tratam como amigos.

Google Play promove a semana de descontos #playgameweek

Sabe aqueles descontos que vez ou outra surgem na Steam, na Xbox Live e na PSN que promovem descontos irresistíveis? Pois bem, agora a Google Play Games também possui sua semana de descontos chamada playgameweek. De acordo com a Google, esta é uma oportunidade de os jogadores de plataformas mobile adquirirem grandes jogos por preços mínimos que chegam até a 90%

A playgameweek começa hoje e vai até a próxima quinta-feira (3 de março) e entre o catálogo estão jogos bastante conhecidos como Where’s my Mickey, Duck Tales, Need for Speed Most Wanted, entre outros. Para ter ideia do tamanho do desconto, Valiant Hearts era vendido a R$ 65,00 e com o desconto seu preço baixou para R$ 4,99, um dos descontos mais expressivos da semana.

A relação de jogos da playgameweek pode ser acessada neste link. Além de desconto nas compras, há jogos que oferecem desconto na compra de itens vendidos dentro do jogo, como o caso de Trivia Crack, que oferece microtransações. A ideia é que os jogadores podem desfrutar de seus jogos com o menor preço possível.

Os descontos da playgameweek:

Abaixo, há uma planilha com percentual de descontos de alguns dos jogos disponíveis na playgameweek, separados por preço de compra e desconto em in-apps (os itens que ficam dentro do jogo).

Desconto para compra

Desconto em produtos in-app

Jogo

Desconto

Jogo

Desconto

Trivia Crack (Perguntados)

50%

Magic Rampage

50% de desconto em todos os Baús de Ouro

Grudgeball regular show

70%

Starlit Adventures

Todos os itens com 50% de desconto s

Ski Safari: Adventure Time

50%

Sniper 3D Assassin: Free Games

Descontos de 50% nas armas: Wader2000, GKA-12 e Desert Eagle

Doodle Jump SpongeBob

85%

Flight Pilot Simulation 3D Free

Elite Pack com 50% de desconto e Novice Starter Pack a R$0,99

TMNT: Battle Match

85%

Bike Race Free  – Top Free Games

Ultra Bike com 50% de desconto

Attack the Light

70%

The Sims FreePlay

Pacote Peixe Tropical com preço mega especial

Kingdom Rush

50%

Asphalt Nitro

Até 60% off nos carros selecionados

Kingdom Rush Frontiers

50%

Spider-Man Unlimited

Até 50% off nos pacotes

Duck Tales Remastered

90%

Modern Combat 5: Blackout

Até 20% off nos pacotes selecionados

Where’s My Mickey?

50%

Amigos da Fazenda

Até 50% off nos pacotes durante

Where’s My Mickey? XL

66%

Vlogger Go Viral – Clicker

Dobre o número de seguidores por segundo por apenas R$0.99!

Where’s My Perry?

50%

Star Wars™: Galaxy of Heroes

Até 70% de desconto

N.O.V.A 3 – Near Orbit

85%

Horizon Chase

70% de desconto

Valiant Hearts

90%

Apensar: Adivinhe a palavra

50% de desconto

DISNEY APRESENTA O CODE BAYMAX – JOGO ONLINE PARA APRENDER PROGRAMAÇÃO

Hoje vamos falar sobre a iniciativa Code Baymax, um jogo da Disney indicado para crianças de 8 a 12 anos que estão aprendendo programação. O título coloca os personagens do filme Operação Big Hero para dar dicas para os jovens em como resolver puzzles por meio do uso de tecnóloga computacional. De acordo com os desenvolvedores, Code Baymax é fruto dos esforços da produtora em termos de alfabetização digital.

A ideia básica é familiarizar as crianças com conceitos básicos de programação e superar testes com a ajuda dos personagens Hiro e Yokai, do filme Operação Big Hero. Deste modo, o game serve como incentivo para introduzir dicas de programação e incorporar ferramentas de pensamento lógico-matemático ao mesmo tempo em que estimula a curiosidade e imaginação. Para isso, os jogadores exploram diferentes localidades com a ajuda dos protagonistas do filme e vão resolvendo puzzles.

Apesar de simples, Code Baymax possui um enredo: Yokai sequestrou o Hiro e agora cabe a Baymax resgatá-lo. O jogador deve programar Baymax usando listas de instruções por controle remoto para chegar até Yokai e salvarHiro. A tarefa não é das mais fáceis, pois no caminho surge todo tipo de perigos e obstáculos.

“Estamos muito entusiasmados com este lançamento, em que estamos trabalhando com uma equipe multidisciplinar de experts faz muitos meses, para contribuir com que as crianças possam aprender programação jogando. O nosso principal motor é incentivar a imaginação delas e favorecer seu desenvolvimento cognitivo”, comentou Belén Urbaneja, Diretora de Corporate Citizenship & Brand Management, The Walt Disney Company Latin America. “Sabemos que a programação é uma linguagem que está se tornando uma das mais importantes desta geração e queremos colaborar com os pais e educadores para que tenham ferramentas facilitadoras do ensino”, acrescentou.

É interessante notar que Code Baymax foi desenvolvido na América Latina, mostrando que a Disney está de olho na região. Conforme avança pelas fases, os jovens adquirem conhecimentos de algoritmos (o que envolve sequenciar instruções para resolver um problema), procedimentos, decomposição de problemas em ações mais breves, correção de erros, dentre outros. Além disso, o jogo serve para mostrar que a programação ajuda a resolver problemas de diferentes maneiras e não há uma única forma de o fazê-lo na maioria dos casos.

Com isso, os jovens adquirem habilidades computacionais e passam a enxergar a tecnologia como ferramenta útil para solução de problemas e de expressão de ideias. Talvez até tomem gosto por expressar ideias digitalmente que futuramente possam se expressar através do desenvolvimento de histórias interativas, jogos, animações, música e simulações. Não há como prever até onde a tecnologia pode incentivar a educação, pois elas de fato promovem pensamento crítico e criativo.

Por outra parte, o enfoque do aprendizado baseado no jogo e na criação transforma a colaboração em uma área de aprendizado divertida e estimulante para as crianças.  Para acessar Code Baymax basta acessar a página do Disneylatino.

Abaixo tem o trailer de Code Baymax:

Futebol Latino Online está em votação na Steam

Para quem gosta de futebol e jogatina online, a dica é Futebol Latino Online, um game indie que pretende reunir até 22 jogadores em uma única partida em um esquema de 11 x 11 (cada jogador controlando um personagem). O game está em votação na Steam Greenlight e portanto precisa de apoio da comunidade para conseguir ser lançado neste veículo.

O grande macete do game é justamente a possibilidade de reunir 11 amigos para compor o time, de modo que este é o primeiro game de futebol a permitir tal interação. De acordo com os criadores, Futebol Latino Online busca transmitir a sensação real de uma partida, permitindo que cada jogador aplique suas estratégias e demarque sua posição, como zagueiro, atacante meia etc.

Em outras entradas de Futebol Latino, os jogadores apenas podiam jogar com o teclado dirigindo-se à quatro ou oito direções, porém com o lançamento de Futebol Latino Online, é possível controlar 360 graus e com a ajuda do mouse pode-se dar um passe exato no lugar desejado.

A primeira etapa do jogo é a de criação de jogador: você pode selecionar uma posição de FW (atacante), MF (volante) ou DF (zagueiro). Quando seu jogador alcança certo nível de habilidade, você pode especializar sua posição. Cada posição está desenhada de forma equilibrada. Após se especializar, será importante jogar adequadamente na sua posição escolhida. No modo de equipe, dependendo da sua pontuação, é possível subir para a primeira divisão ou baixar para a segunda.

Como se não bastasse, além de manter a boa atuação do jogador, há a possibilidade de administrar o time, como no futebol real. Assim, é importante elaborar uma estratégia detalhada, administrar a fama do clube, e melhorar as finanças da equipe se quiser comprar um jogador mais habilidoso.

Por fim, Futebol Latino Online se distingue de outros jogos de esporte ao introduzir a câmera em terceira pessoa por trás do jogado, como em um game de ação. Há também uma câmera inteligente que se aproxima ou se afasta do jogador a fim de ajudar o gamer a tomar a melhor ação possível.

De acordo com a desenvolvedora, o game chega ao mercado nos idiomas inglês, espanhol, português e coreano. Se você tem interesse neste lançamento, basta ir até a pagina do projeto na Steam.

Abaixo tem o trailer de Futebol Latino Online:

Counter-Strike Nexon Zombies é o pesadelo antes do Natal

Counter Strike está longe de acabar! Para quem pensava que o famoso shooter que virou febre nas lan houses já estava morto e enterrado, a Nexon Europe anunciou há pouco a expansão Counter Strike Nexon Zombies, um título que, como o nome evidencia, coloca os jogadores para batalhar contra hordas de mortos-vivos com a mesma pegada do clássico dos shooters.

Tal lançamento chama-se Nexon Zombies e começou a ser lançada no dia 14 e vai terminar no dia 18 de dezembro. De acordo com a Nexon, ela inclui um conjunto de novos mapas, novos itens e, naturalmente, os inimigos zumbis, incluindo bosses difíceis de serem vencidos. Ao todo o game conta com cerca de 20 modos de jogo e 60 mapas para explorar com os amigos no multiplayer online.

O pacote é fruto da parceria entre a Nexon e a Valve para lançar o título através da Steam. De acordo com Kenny Chang, CEO da Nexon Europe, a expansão Enter the Nightmare irá surpreender tantos os jogadores antigos de Counter Strike quanto novos jogadores que não estão familiarizados com mecânicas FPS. A intenção da Nexon parece ser a de presentear os fãs dedicados da franquia CS, que andou fora dos holofotes por algum tempo.

Para isso, a Nexon tornou os zumbis rápidos e fortes, de modo que os jogadores precisarão ser rápidos no gatilho para derrotar a infestação, tal como ocorre em jogos como Dead Island e Left 4 Dead. Quem não se sentir corajoso o bastante para enfrentar zumbis, há modos mais tradicionais, como resgate de reféns ou desarmar bombas.

Por fim, há um sistema de clãs que permite criar a equipe dos sonhos com seus amigos, de modo que vocês recebem recompensas rapidamente e evoluir os personagens em conjunto. E tal como em RPGs, há um sistema de crafting para melhoria de armas e habilidades a fim de tornar o massacre zumbi mais divertido e facilitado. Nexon Zombies é exclusivo para PCs e pode ser acessado através da Steam.

Abaixo tem o trailer de Nexon Zombies:

Futura lança nova versão do jogo educativo Clube Desafio Futura

O Canal Futura é um dos mais antenados em aprendizado e novas mídias, de modo que o veículo tornou-se referência entre os canais abertos que valorizam o público jovem. Uma nova mostra disto é que o Futura lançou há poucos dias um novo jogo educativo online chamado Clube Desafio Futura, um título gratuito que traz informações sobre português, empreendedorismo, história, cultura etc.

O jogo é no formato quiz e trata-se de uma reformulação da versão anterior, lançada pela mesma Futura. Na nova versão, há perguntas inéditas, novos desafios e espaços, além de salas temáticas inspiradas nos programas do canal, como “Afinando a língua”, “Um pé de quê?”, “Conexão Futura”, “Estação saúde” e “#projetoempreender”.

Jogar é muito simples: basta acessar o site do game, preencher um cadastro (sendo que pode usar o Facebook), escolher o avatar e começar a responder as perguntas que variam de temas como música, língua portuguesa, meio ambiente, história, cultura, empreendedorismo e saúde. O objetivo é subir no ranking à medida que o jogador vai ficando mais culto. O conhecimento em cada área é a chave para avançar no jogo, que pode ser disputado em tempo real com até seis pessoas ou sozinho, no modo single player.

Conforme a pontuação do jogador sobe, novos itens para personalização dos avatares são desbloqueados. Além de ter um quis desafiador, Clube Desafio Cultura permite que os jogadores formulem novas perguntas, de modo que o game esteja sempre renovado e mais difícil. P game divide-se em diferentes salas, que abrigam temas específicos como música, língua portuguesa e literatura (sala Afinando a língua), por exemplo. Mas o grande macete é escolher a sala Clube Desafio, onde é possível mesclar vários temas e destrinchar o game por completo.

A nova versão já está disponível para a jogatina online e até existe um teaser trailer explicando como as coisas funcionam.

Clube Desafio Futura