Arquivo da tag: Niantic

Infográfico imagina onde estariam os pokémons raros de Pokémon Go

“Onde estarão os pokémons raros”? Esta é a pergunta que não para de vir à mente dos jogadores de Pokémon Go, o mais estrondoso sucesso dos jogos mobile. Infelizmente não há uma resposta concreta, mas sabemos que os jogadores mais dedicados ao menos conseguem visitar lugares bastante lugares interessantes. Talvez fosse pensando nisso que o pessoal da CarroAluguel criou um divertido infográfico conjecturando onde os pokémons deveriam ser encontrados no Brasil.

Vale destacar que o seguinte gráfico é apenas um exercício de imaginação. Não há qualquer indício de que os referidos pokémons realmente estão ou estiveram nas localidades indicadas dentro de Pokémon Go. Foi levado em consideração as características dos pokémons e das seguintes regiões do Brasil. Se fossem criaturas reais seria bem provável que eles fossem encontrados nessas localidades.

Confira abaixo o infográfico de onde deveriam estar os pokémons raros em Pokémon Go:

Obs: Você pode ver clicando na imagem abaixo ou no link da imagem:

Pokémon

É hora de pegar! Pokémon Go está disponível no Brasil

Parece que a Niantic não estava mentindo quando disse que estava trabalhando duro para o lançamento de Pokémon Go no Brasil. Um dia após este comunicado, eis que o jogo mobile mais esperado da história já está disponível para download nas lojas App Store e Google Play. O game está disponível desde às 19hs desta quarta-feira (3).

Desde que foi lançaedo em julho nos mercados americano, australiano e em outras partes do mundo, o jogo rapidamente tornou-se um fenômeno cultural, lembrando muito a febre que assolou os anos 90 quando a série animada foi lançada. Para ter ideia, o lançamento de Pokémon Go foi forte o bastante para valorizar as ações da Nintendo, se tornar a aplicação a bater o Twitter e o Tinder e (pasme) ser tornar a coisa mais procurada da internet, ultrapassando buscas por pornografia. E você achando que os pokémons não estavam com mais nada…

Alguns fenômenos acompanharam o lançamento de Pokémon Go, como ondas de assaltos, acidentes de trânsito e lendas urbanas geradas dentro da aplicação. Vamos acompanhar se tais acontecimentos se repetirão aqui no Brasil, agora que a aplicação está liberada. O lançamento local é parte da estratégia da Niantic em levar o game para 200 mercados.

Sobre Pokémon Go

Para quem não conhece, Pokémon Go é um jogo gratuito para smartphones que faz uso da realidade aumentada e do GPS para levar os pokémons para o mundo real. Os objetivos são capturar e treinar as criaturas. De acordo com os produtores, existem 151 monstrinhos dentro da aplicação, sendo que em updates futuros serão disponibilizados mais pokémons.

Comunidade estaria insatisfeita com Pokémon Go?

O jogo mais popular do ano é Pokémon Go, sem sombras de dúvidas. Mas as coisas não são apenas flores para o título dos pocket monsters: uma série de jogadores estão apontando falhas constantes e irritantes que estão fazendo o game perder sua popularidade mais rápido do que um ataque do Pikachu.

A maior crítica é ao sistema “nearby”, que serve para indicar pokémons nas proximidades dos jogadores. Assim que o game foi lançado o sistema nerby apontava até três pegadas para indicar o quão longe está a determinada criatura. Uma pegava significava que o Pokémon estava próximo, duas pegadas indicava uma distância intermediária e, por fim, três pegadas significava que o Pokémon estava bastante longe.

Até aí tudo estava bem, porém em algumas semanas pós-lançamento, o sistema nearby parou de funcionar, mostrando que absolutamente todos os pokémons estavam na distância mais longe possível (três pegadas). O problema era que o indicador não estava calibrado e alguns pokémons estavam realmente próximos dos jogadores. Mas com o sistema quebrado não havia opção ao jogador a não ser andar sem qualquer indicação se estava perto ou longe. Imagine sair andando do Centro de São Paulo até a região da Zona Leste achando que está perto de pegar um Pokémon…

pokemon

As reclamações vieram, porém ao invés de consertar o problema com um simples update, a Niantic simplesmente tirou a função do ar. De acordo com um comunicado da produtora publicado nesta semana, a função foi retirada por ser confusa e não atender às especificações de qualidade do estúdio. Ficou a promessa de reativá-la em algum momento futuro. Como se não bastasse, os servidores permaneciam instáveis desde o lançamento oficial nos EUA. Alguns updates tornaram os problemas de conexão menos evidentes, mas não deixaram de existir de modo geral.

Outra crítica bastante recorrente foi ao serviço de suporte da Niantic. Enquanto os jogadores passavam raiva com os mais diversos problemas, a Niantic não se pronunciava. Uma chuva de e-mails chegava aos escritórios da desenvolvedora, porém todos eram sumariamente ignorados. Nem mesmo a imprensa recebeu atenção.  A situação só serviu para deixar os ânimos mais acirrados: muitos jogadores começaram a baixar as notas do game com o propósito de sabotar a popularidade do produto. Na loja americana, inclusive, a avaliação chegou à vergonhosa marca de 1,5 estrelas de um total de 5 estrelas possíveis. Ah, e tem gente querendo o dinheiro que investiu no jogo de volta.

pokemon rating

Resposta da Niantic sobre os problemas com Pokémon Go

Claro que os problemas podem estar sendo exagerados por uma porção muito pequena dos jogadores de Pokémon Go, afinal o número de avaliações é extremamente pequena quando comparada com os 75 milhões de pessoas ao redor do mundo que já baixaram a aplicação.

A Ninatic chegou a publicar um comunicado dizendo que está trabalhando em melhorias do jogo, deste modo, espera-se que em algumas poucas semanas todos os erros sejam corrigidos. Vale destacar que atualmente todos os jogos chegam com problemas e acabam melhorados com o tempo, então essas ocorrências ainda estão dentro da normalidade diante de um lançamento tão grande.

 

Guia para iniciantes em Pokémon Go

Poucos jogos causaram impacto tão grande na comunidade de jogadores quanto Pokémon Go, o novo jogo de celular que utiliza realidade aumentada para trazer os pocket monsters para o mundo real. O título ainda não está disponível oficialmente no Brasil, mas no que depender da expectativa dos brasileiros podemos esperar uma recepção tão grande quanto teve nos EUA e em outras regiões do mundo. Pensando nisso, resolvemos criar um guia especial para iniciantes em Pokémon Go.

O que tem de mais em Pokémon Go?

Trata-se d um jogo para dispositivos móveis que utiliza a realidade aumentada e multiplayer online para transformar o mundo real em um mundo Pokémon. Assim você encontra centenas de monstrinhos e outros treinadores em suas andanças pelo mundo, sempre sendo notificado sobre pokémons nas proximidades. A ideia é capturar a maior quantidade de pokémons possível, tal como ocorria nos jogos para portáteis e nas animações.

A Nintendo desenvolveu Pokémon Go?

Na verdade não, apesar de Pokémon ser de propriedade da Big N, Pokémon Go na verdade é fruto de colaboração entre as empresas Niantic, Inc., a Nintendo e a The Pokémon Company. A etapa de desenvolvimento e criação das mecânicas ficou sob responsabilidade da Niantic, ou seja, é ela quem mais está lucrando com o jogo.

O jogo é bom? Por que é tão popular?

Pokémon Go teve críticas mistas pelos veículos especializados e pelos usuários. De acordo com o agregador Metacritic, Pokémon Go tem score de 68 pontos pela crítica e 5,5 pelas avaliações de usuários. Estimativas apontam que o aplicativo foi baixado por mais de 75 milhões de pessoas ao redor do mundo, tornando-o um dos jogos mais baixados de todos os tempos. A popularidade é tanta que a palavra Pokémon Go foi o termo mais buscado da internet durante várias semanas, superando inclusive buscas por pornografia.

A que se atribui a polêmica envolvendo o jogo?

Houve algumas polêmicas envolvendo Pokémon Go devido a alguns fatos inusitados envolvendo jogadores de Go, tais como acidentes de carros, assaltos, encontros com cadáveres e até ataques de hackers a usuários da aplicação. Recentemente o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que “Pokémon Go promove a cultura da morte, incentivando a violência entre os jovens”, em entrevista à TV Venezuelana. O jogo em si não tem nada comprovadamente perigoso.

Como capturar Pokémons?

Ao encontrar um Pokémon, basta entrar no modo de captura e mirar o celular de frente para o monstrinho e arremessar a pokébola. O Pokémon pode tentar desviar ou rebater a pokébola, de modo que o jogador precisa ter precisão e astúcia para ser bem sucedido.

Onde encontrar os Pokémons?

Em qualquer lugar. Sim, pokémons podem habitar qualquer tipo de ambiente, tais como museus, parques, praias, ou a casa do jogador. Vale lembrar que pokémon selvagens podem aparecer no mapa, dependendo do tipo de região em que se encontra. Com isso, ao estar próximo a uma praia ou rio, por exemplo, será mais fácil encontrar Pokémon do tipo água. A dica é ficar atento ao indicado “nearby”.

Quantos pokémons existem? Posso trocar pokémons com um amigo?

Até o momento existem 151 pokémons no universo do jogo, mas a Niantic não esconde a intenção de aumentar a biblioteca de monstros através de upgrades futuros. Ainda não há a opção de trocar os Pokémons com um amigo localmente, mas essa é uma função que deve ser implementada em algum momento.

Como posso evoluir pokémons?

ara evoluir as criaturas basta cumprir pequenas missões ingame, tais como andar por 10km ou encontrar uma quantidade determinada de treinadores nas suas andanças. Além disso, é possível evoluir as criaturas treinando-as em ginásios. Funciona da seguinte forma: ao encontrar um estágio, você é obrigado a escolher um time, Vermelho, Azul ou Amarelo, cada qual representando a cor de uma das três aves lendárias, Moltres, Articuno e Zapdos. Se este ginásio for do mesmo time que o do usuário, ele pode treinar nele e evoluir seus Pokémon.

Mas e se o estágio for de uma equipe inimiga?

Caso você tenha encontrado um ginásio inimigo, então irá batalhar com todos os membros dentro desse estágio e, caso ganhe, poderá tomar este ginásio para o time ao qual pertence, tornando-se o dono dele. Neste modo de batalha, também pode-se optar por utilizar o modo câmera para ver o Pokémon batalhando no mundo real. Caso os itens acabem e não haja uma PokéStop por perto, o usuário pode optar por comprar itens na loja do jogo.

O que é PokeStop?

É o termo utilizado no jogo Pokémon Go que designa os pontos onde o jogador pode conseguir itens como poções, incensos, revives, doces, pokébolas (pokéballs), ovos (eggs) ou até mesmo Pokémons. Nestes locais, não há a necessidade de lutar para conseguir Pokémons quando estes estão disponíveis nos PokeStops, os demais itens também são gratuitos.

Para encontrar os PokeStops, o jogador deve se orientar pelo mapa do jogo e basta se aproximar com seu smartphone e pegar o que está disponível no local utilizando o aplicativo para girar o disco azul que irá aparecer. Há a possibilidade de simplesmente sair do PokeStop que os itens também serão apanhados, no entanto, não funciona se estiver em deslocamento com carro ou ônibus.

Os PokeStops podem estar localizadas em shoppings, monumentos, praças, parques e lugares públicos em geral. Existem maior concentração nas grandes cidades do que nas pequenas, mas em geral não é necessário um deslocamento muito grande para encontrar um, sendo que são mais comuns do que os ginásios.

O que é CP? E como posso aumentar?

CP é o indicador que mostra o poder total do seu Pokémon. Quanto maior o CP, mais forte ele é. Para aumentar a força do Pokémon, basta equipar a criatura com os itens StarDust e Candy (que são ganhos a cada nova captura de Pokémon). Cada aumento de CP exige uma quantidade determinado desses itens. Quando você tiver a quantidade necessária, basta clicar em Power Up e ver seu Pokémon ficar mais forte.

Como faço para evoluir o Pokémon?

Não é difícil fazer seu Pokémon evoluir, mas é necessário dedicação. Para isso, você deve selecionar seu Pokémon na seleção do menu e clicar em Evoluir. Mas ele somente poderá proceder com a evolução se estiver com a quantidade pedida de Candys, por exemplo, 25 Candys para evoluir um Charmander.

Tem microtransações?

Sim. As microtransações servem para comprar itens que melhoram a forçam do Pokémon, curem seus ferimentos ou comprar novas pokébolas. Naturalmente você precisará gastar dinheiro de verdade. Alguns itens ingame podem ser adquiridos apenas ao jogar, tais como as pokébolas, que são conquistadas em ginásios ou subir de nível.

Preciso criar uma conta para jogar?

Sim, mas se você for usuário do Android, basta fazer login pelo Google. Caso não queira atrelar sua conta do Google com suas aventuras no mundo Pokémon não tem problema: basta criar seu perfil desde o zero no Pokémon Trainer Club.

Quais cuidados básicos ao jogar Pokémon Go?

Conforme dissemos, o título não oferece perigos em si, mas já que há incentivo por sair caminhando você vai ter de tomar cuidados básicos como se estivesse fazendo qualquer outra atividade física. Se for fazer longas caminhadas, procure se hidratar. Preste atenção no trânsito e nas pessoas que o cercam. Tome cuidado para não tropeçar em buracos e demais obstáculos. Também não fique dando mole andando com o celular à mostra nos grandes centros urbanos, pois há muitas pessoas mal intencionadas em todas as regiões do Brasil e do mundo.

Pokémon Go está disponível no Brasil? Quando chega?

Até o momento não há previsão de chegada de Pokémon Go no Brasil. De acordo com a Niantic, há muita vontade em lançar o título em nosso país, mas os esforços estão por manter o game estável nas regiões previamente lançadas. Deste modo só nos resta aguardar. Rumores dão certo de que o aplicativo será liberado ainda neste ano para os usuários brasileiros. A dica é aguardar o lançamento oficial e ficar longe de versões que circulam na internet, pois elas podem estar carregadas por cavalos de tróia e outras surpresinhas desagradáveis.

É verdade que a CIA e o governo americano nos espionam com Pokémon Go?

Para ser franco, não há como sabermos ao certo. Apesar de ter cara de teoria conspiratória barata, há diversas outras teorias que se mostraram verdadeiras, como o caso do “Experimento de Tuskegee”. A teoria acerca de Pokémon Go não é muito diferente daquela que diz que o governo americano tem parceria com o Facebook e o What’s App para coletar informações dos usuários. O detalhe é que até mesmo algumas autoridades russas entraram nessa onda conspiracionista.

“Suponha que o monstrinho em questão não apareça em um parque, mas sim em uma instalação secreta onde um alistado ou outro soldado o capture e tire uma foto com sua câmera”, declarou. “É recrutamento de espontânea vontade e sem qualquer coerção. Essa é a forma ideal de serviços de inteligência para conseguir informações”, disse o major general russo (já aposentado) Aleksander Mikhailov, em entrevista à agência de notícias estatal RIA Novosti.

Um boato assustador é que o criador do jogo foi John Hanke, o mesmo resposnável pela empresa Keyhole, que em algum momento do passado recebeu patrocínio da CIA. De acordo com algumas pessoas, o uso da câmera, GPS e microfone do smartphone são peças fundamentais para a CIA coletar informações do interior das casas de todos os usuários de Pokémon Go. Seja como for, Pokémon Go permanece como o top app dos últimos meses ao redor do mundo.

Abaixo tem um trailer de Pokémon Go: