Arquivo da tag: mulheres

VPSL cria websérie “Mulheres no Controle” para promover discussão sobre empoderamento feminino

A época que se falava que mulheres e videogames não combinam ficou no passado, ainda assim, algumas pessoas ainda veem com estranheza ver garotas que se dedicam aos games. Pensando em dar visibilidade a essa discussão e promover o empoderamento feminino, a VPSL, principal liga virtual de jogadores profissionais do pais, criou uma websérie com influenciadoras a fim de trazer o debate do empoderamento feminino para o universo da cultura digital.

Intitulado Mulheres no Controle, o programa terá periodidade semanal, e contará com a participação de nomes como o da velejadora e escritora Heloísa Schurmann e da modelo profissional Ariella Moura, entre outras personalidades.

No primeiro programa da série, Ariella conversa com a atleta profissional de esportes eletrônicos, capitã e dona do time Black Dragons, Nicolle Merhy – também conhecida como Cherrygumms. Nicolle fala um pouco da sua carreira no mundo dos e-Sports, do seu início como cyber atleta, da relação com a sua família, seus amigos e também de como é ser mulher em um universo majoritariamente formado por jogadores do sexo masculino.

“O programa será conduzido por essas mulheres fortes e competentes, que irão entrevistar uma as outras, compartilhando suas opiniões e experiências profissionais que as levaram a conquistar protagonismo nesse novo universo digital”, afirma Nuno Bianchi, sócio-diretor da VPSL.

O primeiro episódio de Mulheres no Controle já está disponível e pode ser visualizado no canal da VPSL no YouTube. A websérie conta com a produção e direção de David Schurmann, cineasta brasileiro de carreira internacional.

Sobre a VPSL

Organizando torneios de FIFA Pro Clubs desde 2014, a VPSL é a principal liga virtual de jogadores profissionais do País. A liga organiza torneios para o game FIFA da EA Sports nas modalidades ProClubs e FIFA Ultimate Team (FUT). O objetivo da empresa é criar um ambiente saudável e divertido para a comunidade de games brasileira.

Abaixo tem o primeiro vídeo de Mulheres no Controle:

 

Mulheres no Jogo – Projeto promove intercâmbio entre desenvolvedoras do Brasil e Alemanha

Olha que notícia mais bacana: a Abragames firmou uma parceria inédita com o BIG Festival e a fundação Stiftung Digitale Spielekultur para viabilizar o projeto Mulheres no Jogo. Concebido pelo Goethe-Institut de São Paulo e com patrocínio do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, o projeto tem como objetivo incentivar o contato entre mulheres desenvolvedoras de jogos, a troca de conhecimento e a internacionalização da indústria de games.

Basicamente a ideia é levar cinco desenvolvedoras alemãs de jogos para a cidade de São Paulo a fim de participar de uma residência de duas semanas, cada uma em um estúdio brasileiro de desenvolvimento de jogos. Em seguida, as desenvolvedoras de jogos brasileiras viajarão para uma residência de duas semanas na Alemanha.

A seleção das participantes foi feita em 2017 e o programa acontecerá entre março e maio de 2018. Se o projeto for um sucesso, espera-se que possa se repetir nos demais anos, dando oportunidade para outras desenvolvedoras fazer um intercâmbio na Alemanha.

O Mulheres no Jogo proporciona a mulheres do setor de jogos de ambos os países um mergulho no dia a dia de um estúdio de desenvolvimento de jogos do outro país, que terão a oportunidade de conhecer através de observação direta. Em primeiro plano, estão a troca de conhecimento e a formação de redes. Durante as residências, as participantes desenvolverão o conceito de um projeto de cooperação entre Alemanha e Brasil.

Mais informações sobre o projeto podem ser acessadas em no site da Goethe. Abaixo você vê as primeiras garotas a participar do Mulheres no Jogo:

PARTICIPANTES / ESTÚDIOS

Aiami de Siqueira Garcia / Ávido, São Paulo
Bianca Antunes / Flux, São Paulo
Caroline Ferreira Amaral / Kinship Entertainment, São Paulo
Gabriela Valentin Thobias / Skullfish Studios, São Paulo
Irmak Kaya / Waza, Berlin
Kathrin Radtke / Fizbin, Ludwigsburg
Maria Urban / Daedalic, Hamburg
Sophie Herrmann / Fizbin, Ludwigsburg
Yara Grassi Gouffon / Push Start, São Paulo
Thoughtfish, Berlin

Pesquisa da Kantar revela maior interesse das mulheres na tecnologia

Neste dia Internacional das Mulheres, a Kantar Brasil Insights realizou uma pesquisa que aponta maior participação do público feminino em todos os ramos da tecnologia, como games, serviços de straming e smartphones. O tema da disparidade de gênero tem feito parte de reuniões de negócios, estratégias de contratação, posicionamentos de marca e até debates em grandes eventos, como foi o caso recente da Mobile World Congress, que através da programação Women4Tech levantou debates que provocavam sobre a necessidade de mais inclusão feminina na indústria de tecnologia móvel.

Na semana do dia internacional da mulher, é interessante ver que aos poucos o mercado também vai refletindo essas mudanças, especialmente dentro do setor de tecnologia. Dados da Kantar mostram que no Brasil as mulheres têm se interessado mais por vídeo games nos últimos 3 anos, segundo dados do estudo Connected Life.

Clique na imagem para ampliar
Clique na imagem para ampliar

Em 2015, 30% das mulheres no Brasil que possuem acesso à internet tinham um console de games, enquanto 9% declaravam ter intenções de comprar um vídeo game no futuro. Dois anos mais tarde, 40% das brasileiras possuem um vídeo game em casa, enquanto 15% pretendem comprar um.

“O aumento do interesse das mulheres por games e tecnologia, em geral, está muito associado ao incentivo”, explica Aline Pereira, jornalista e editora do coletivo MinasNerds. Para ela, esses setores sempre foram dominados por homens e as mulheres nunca foram encorajadas a descobri-los. “Os coletivos, como o MinasNerds, ajudam a mostrar que elas não estão sozinhas, que existem milhares de outras garotas que enfrentam as mesmas dificuldades, mas que apoiamos umas às outras”, defende ela.

Além disso, grupos e comunidades de games e de tecnologia com foco no público feminino incentivam o diálogo, a troca de ideias e experiências e o empoderamento. A própria indústria de tecnologia e games acaba precisando rever seus posicionamentos.

“A boa notícia é que ao longo dos últimos anos as mulheres têm ficado menos tolerantes [ao sexismo] e mais conscientes em relação à estereótipos que inferiorizam as mulheres, o que faz com que a indústria gradualmente passe a investir em histórias e personagens que fogem de preconceitos de gênero”, conclui Pereira.

unnamed-2

O mesmo tipo de mudança também pode ser percebido com a tecnologia móvel, como smartphones e tablets. Hoje, 91% das mulheres do Brasil possuem um smartphone e 49% pretendem comprar (ou atualizar os seus) smartphones. Tablets também estão nas mãos de 48% das brasileiras, um bom crescimento se comparado aos 27% de 2015.

Clique na imagem para ampliar
Clique na imagem para ampliar

Ao comparar mulheres dos principais mercados globais, como EUA, Reino Unido, França, China, Espanha, Malásia e Cingapura, as brasileiras estão entre as que mais se interessam em comprar equipamentos tecnológicos como tablets, console de games, smartphones, smartwatches, dispositivos de realidade virtual e serviços de streaming online, um comportamento bem similar ao de outros mercados em desenvolvimento, como China e Malásia. Entre estes países, o Brasil aparece entre os top 3 onde as mulheres mais possuem smartwatches e serviços de streaming online.

unnamed-5

Em termos de consumo de mídias digitais, mulheres e homens no Brasil tem comportamentos muito parecidos. Não existem diferenças significantes entre os gêneros em termos de acesso a redes sociais ou ao tempo gasto em sites/aplicativos como Twitter, Facebook e Linked In, ou até mesmo em sites de entretenimento, como Netflix ou Spotify, segundo dados do Target Group Index da Kantar IBOPE Media. Além disso, 41% das brasileiras declaram se manter em dia com os avanços tecnológicos e 59% dizem fazer a maior quantidade possível de buscas antes de comprar um equipamento eletrônicos.

No entanto, ainda se percebe uma disparidade de comportamento entre os gêneros no Brasil no modo como as mulheres acompanham as novidades de tecnologia ou no comportamento de compra de aparelhos tecnológicos. Elas ainda estão menos propensas a visitar sites de tecnologia (23% das mulheres versus 28% dos homens) e também estão menos propensas a pedir conselho aos amigos na hora de comprar um equipamento eletrônico (23% das mulheres versus 30% dos homens).

Hype celebra o Dia das Mulheres com promoção de 20 jogos com protagonistas femininas

O dia internacional das mulheres está chegando e para celebrar o acontecimento a Hype, plataforma de jogos digitais da Level Up, preparou uma grande promoção em 20 jogos cujas protagonistas são mulheres. A promoção já está no ar e vai até o dia 9 de março com jogos bastante reconhecidos como Lara Croft and The Temple of Osiris, Tomb Raider: Anniversary, Resident Evil 5 e o brasileiro Toren.

Além da oferta desses games, durante o mesmo período, quase todos os jogos e pacotes vendidos no Hype podem ser adquiridos com 10% de desconto. Para isso, basta inserir o código PLAYLIKEAGIRL na área de cupom durante o processo de compra. No caso dos jogos da promoção do Dia das Mulheres, o desconto do cupom será dado sobre o valor promocional.

unnamed-1O objetivo é aumentar as vendas e celebrar uma data tão icônica. A Hype foi lançada há pouco tempo e de acordo com a Level Up, seu diferencial é ser baseada em dois pilares: comodidade e preço. São milhares de jogos das maiores desenvolvedoras do mundo reunidos em um único ambiente. O Hype está disponível  totalmente em português, tem navegação simples, textos explicativos e inúmeras vantagens para os jogadores.

Confira abaixo a lista completa de jogos e seus respectivos preços na Hype:

 

Jogo Venda 10%
Lara Croft and the Guardian of Light R$  16,99  R$  15,29
Lara Croft and The Temple of Osiris R$  36,99  R$  33,29
Lara Croft and the Temple of Osiris – Icy Death Pack R$  10,49  R$    9,44
Lara Croft and The Temple of Osiris – Season Pass R$  19,99  R$  17,99
Lara Croft and The Temple of Osiris – Season Pass Included R$  53,99  R$  48,59
Tomb Raider R$  34,99  R$  31,49
Tomb Raider DLC Collection R$  34,99  R$  31,49
Tomb Raider: Anniversary R$  16,99  R$  15,29
Tomb Raider: GOTY Edition R$  49,99  R$  44,99
Tomb Raider: Legend R$  12,99  R$  11,69
Remember Me R$  49,99  R$  44,99
Resident Evil 5 R$  39,99  R$  35,99
Resident Evil 5 – Gold Edition R$  59,99  R$  53,99
Resident Evil 5 – Untold Stories Bundle R$  29,99  R$  26,99
Sacred 3 R$  27,99  R$  25,19
Planet Diver R$    8,39  R$    7,55
Scary Girl R$  21,99  R$  19,79
Shelter 2 R$  27,99  R$  25,19
Shelter 2: Mountains R$  10,49  R$    9,44
Toren R$  19,99  R$  17,99

 

Para conhecer todos os títulos em promoção, acesse o site da Hype.

 

Mulheres falam mais de jogos sociais na internet

No último mês de agosto a empresa de pesquisa de mercado e social analytics, Airstrip, realizou um estudo sobre a indústria de jogos eletrônicos no Brasil e chegou a uma conclusão surpreendente: as mulheres falam mais de jogos sociais do que os homens. No resultado consoliddado, foram captados comentários a respeito do tema e verificou-se que as mulheres foram as que mais opinaram, com 66% dos registros.

Como não poderia deixar de ser, o hit Candy Crush foi o jogo social mais lembrado pelo público com mais de 15500 citações. Outros jogos bastante lembrados foram Pet Rescue e Farm Heroes, com mais de 8800 e 3700 registros, respectivamente. A capital paulista foi a que concentrou o maior número de jogadores, seguida do Rio de Janeiro e Porto Alegre. Por fim, os horários mais ativos de que discute jogos sociais na internet foi das 21 horas, mostrando que a novela não é nem de longe a preocupação de muitas mulheres.

Abaixo o infográfico do levantamento sobre jogos sociais:

untitled