Arquivo da tag: mobile

Entre no clima do Natal com o game Santa Gone Crazy

Santa Gone Crazy

O Natal está quase chegando e por isso ficará mais frequente o lançamento de produtos com a temática natalina, inclusive no ramo dos jogos eletrônicos. Um dos primeiros games a explorar essa época do ano tão característica é Santa Gone Crazy da Timepix Interactive, que coloca o jogador no controle do Papai Noel a fim de apressar os duendes a preparar os presentes de Natal.

Na pele do bom velhinho, o jogador tem uma missão pouco convencional: jogar bolas de neves nos duendes nos duendes menores que não estiverem ajudando com os preparativos dos presentes para o Natal. O detalhe é que o Papai Noel só deve acertar os duendes que estiverem passeando, ou seja, os menores, pois os duendes adultos ajudam no trabalho.

Ao acertar os duendes preguiçosos, você ganha pontos, porém, se acertar os duendes maiores você perde pontos. Ao acertar as bengalas doces você ganha bolas de neve como munição a fim de continuar acertando os duendes. A jogabilidade, como se pode perceber, é bem simples, podendo ser jogado por qualquer pessoa.

O game foi desenvolvido pelo estúdio brasileiro Timepix Interactive, a mesmo por trás de Rush Rush, game que figurou com destaque em alguns eventos como o Game Music Brasil 2011 e o E-Games do mesmo ano e foi sucesso de público.

Santa Gone Crazy já está disponível para as plataformas iOS. Depois de baixar é só praticar a pontaria para garantir que nenhuma criança ficará sem presente devido a preguiça dos jovens duendes!

Confira o trailer do Santa Gone Crazy aqui:

Game Insight lança TriboZ no Brasil com conteúdos exclusivos

triboz

Dando continuidade em seus planos de expansão no Brasil, a produtora Game Insight anunciou o lançamento do game Triboz por aqui com direito com versões para iOS e Android  com direito a conteúdos exclusivos para agradar os jogadores tupiniquins.

No game, os jogadores entram na pele de um viajante do tempo que caiu em uma era primitiva onde conhecerá uma tribo de aldeões que esperavam a chegada de um salvado. A partir daí o objetivo do game torna-se claro: você deve assumir o controle da tribo, transformando a vila em um poderoso império com uma economia pulsante, investindo em fazendas, fábricas e lazer. O game é do gênero simulação e estratégia e tem alguns elementos que lembrarão a franquia Sim City da Maxis. O objetivo é manter os moradores felizes e sanar todos os problemas que surgirem.

Triboz conta com várias missões e cenários a serem descobertos, além de itens raros e a presença de conselheiros que o auxiliarão a tomar decisões ao longo do game. O game segue o padrão de produção da Game Insight, contando com gráficos coloridos e trilha sonora visando a diversão.

Versão nacional do TriboZ

A versão nacional está localizada para o português e conta com itens exclusivos tematizados com a cultura brasileira, como bolas de futebol e instrumentos musicais, e há ainda uma região nova chamada Brazil, que conta com uma tribo alegre e algumas missões exclusivas.

O game já está disponível para download com versões para iPad, iPhone e sistemas Android.  Se você é fã de jogos com temáticas administrativas, dê uma olhada em Triboz. O vídeo você confere abaixo:

Da Rússia para o Brasil: Game Insight mira nos jogadores brasileiros

game insight

O Brasil não é apenas o foco das empresas de games de mesa, mas também é um dos países mais visados quando o assunto são games mobile e social. Quem não se lembra quando a EA Games anunciou durante a Brasil Game Show que irá investir pesado no mercado de games mobile? Pois bem, uma das empresas mais interessadas no jogador casual brasileiro são os russos da Game Insight, uma empresa dedicada a publicação de games gratuitos para smartphones e redes sociais.

A companhia acabou de iniciar operações no Brasil, trazendo alguns de seus games mais populares para os brasileiros. Para quem não conhece os games da Game Insight, vale dizer que a empresa foi fundada em 2010 e em poucos anos de atividade já alcançou a casa dos milhões de usuários.

Para falar mais sobre a empresa e os planos da companhia para o Brasil, falamos com a gerente da empresa para o Brasil, Silvana Roxo, em entrevista exclusiva. Confira!

 

GameReporter: Como a Game Insight é uma empresa proveniente da Rússia e está chegando agora no Brasil, os jogadores brasileiros ainda não conhecem a companhia. Gostaria de fazer uma breve apresentação da empresa e como são os seus jogos?

Silvana Roxo: A Game Insight é uma desenvolvedora e publicadora global criada em 2010. Nosso foco são os usuários e jogos grátis nas maiores redes mobile e plataformas sociais incluindo iOS, Android, Facebook e Web. Nossa equipe é composta por 400 desenvolvedores que realmente adoram os próprios jogos. Nossa rede interna consiste em uma dúzia de estúdios em constante criação e atualização de jogos com alta qualidade, muitos desses jogos se tornaram Top 1 entre jogos freemium nas lojas de aplicativos mobile e redes sociais por todo o mundo. Estimamos que já tenhamos alcançado mais de 50 milhões de usuários ativos por mês.

 

GameReporter: Quando decidiram iniciar operações no Brasil e por que decidiram investir em nosso país neste momento?

Silvana Roxo: Podemos ver como os jogadores brasileiros amam nossos jogos e isso ajudou a fazer os jogos cada vez melhores. Além disso, o mercado mobile brasileiro está crescendo muito rápido e vemos uma ampla perspectiva aí. A Game Insight está sempre atenta as novidades do mercado e queremos ser a empresa a trazer os melhores jogos ao público mobile brasileiro.

 

GameReporter: Foi muito difícil viabilizar a entrada da Game Insight no Brasil?

Silvana Roxo: Levou algum tempo para fazer nossos jogos para os brasileiros, e isso não é apenas sobre tradução. Nós queríamos que eles fossem totalmente localizados e com funcionalidades específicas para este público.

GameReporter: Os primeiros games lançados por aqui foram Ilha Paraíso, Triboz e Meu Aeroporto, todos eles são versões localizadas de jogos que fizeram sucesso no exterior. Como foi o trabalho de localização desses títulos para o português e a adição de conteúdos especiais para os jogadores da região?

Silvana Roxo: Nós observamos a cultura e as tradições brasileiras. Desenvolvemos itens que estivessem mais próximos ao Brasil e os adicionamos aos jogos que mais se aproximavam dessa visão. Nós queremos mostrar quão interessante e colorido pode ser nossas edições especiais para o Brasil.

 

GameReporter: Além desses jogos, a Game Insight planeja trazer e localizar mais games de seu portfólio para cá? Quais estão na lista e quando teremos mais novidades?

Silvana Roxo: Temos muitas expectativas a respeito do mercado brasileiro. A Game Insight tem um portfólio com muitos jogos incríveis de diferentes gêneros que devem ser trazidos para os fãs brasileiros. Por isso não é uma decisão fácil escolher quais serão os próximos lançamentos, a decisão será feita no final deste ano e então anunciaremos nossos planos no Brasil para próximo ano.

 

GameReporter: De acordo com seus dados, a Game Insight conquistou milhões de jogadores com apenas dois anos em atividade. Qual o segredo deste sucesso todo?

Silvana Roxo: O segredo é ter como foco nossa audiência. Nós a amamos e nosso objetivo é fazê-la feliz! Temos atividades e concursos. Novos conteúdos e atualizações. Tentamos criar sempre o jogo mais interessante com alta qualidade de gráficos e jogabilidade. Somos jogadores também! Gostamos de jogos e de jogar! Sabemos o que queremos em nossos dispositivos móveis e sempre criamos o que queremos jogar.

 

GameReporter: Que tipo de ações e promoções são planejadas para atrair mais jogadores?

Silvana Roxo: Os desenvolvedores criam muito conteúdo. Toda data comemorativa e todo mês nossos jogadores tem algo novo nos nossos aplicativos. Por exemplo – temos o conteúdo do dia das bruxas em todos nossos jogos e coleções especiais, personagens e gráficos. Não é nenhum segredo que em breve teremos liquidações como as das lojas brasileiras com muitas missões divertidas! É impossível falar sobre todos nossos jogos pois, sempre há algo novo a cada atualização.

 

GameReporter: Algum recado para os jogadores que ainda não conhecem o trabalho da Game Insight?

Silvana Roxo: Uma das mais importantes características dos jogos da Game insight é a alta qualidade e que não queremos fazer um monte de jogos, mas os melhores que alguém possa jogar! Não temos anúncios em nossos jogos, todos são grátis e com gráficos coloridos. Jogadores amam nossos jogos e a quantidade de fãs mostram o quanto eles são atrativos. Por isso que podemos dizer para quem nunca jogou “Experimente uma vez que você ficará sempre querendo saber as novidades!”

Elemental Studios convida para participar do beta gratuito de The Grain Reapers

The Grain Reapers

O estúdio indie brasileiro Elemental Studio convoca a todos para participar do desenvolvimento de seu mais recente projeto. Os interessados tornar-se-ão beta testers do game de estratégia por turno chamado The Grain Reapers, que rodará em smartphones e mistura muita ação, estratégia e ficção.

O jogo coloca o jogador no controle de grãos que devem lutar em tempo real num ambiente space western. O desafio é usar as coberturas para esconder-se das chuvas de bala que rasgam o ar. O clima é de ação e muito tiroteio. Jogadores que curtem a mistura de ação e estratégia devem se interessar pelo projeto.

Na trama, seus grãos compõem um grupo pirata que se rebela contra a tirania do vilão Emporium que governa a galáxia com mãos de ferro e tirania. O objetivo é derrubar o monarca do poder para finalmente trazer a paz e liberdade a todos. Para isso, os grãos devem organizar saques e conflitos armados em diferentes pontos da galáxia.

O título permite que o jogador controle múltiplas unidades ao mesmo tempo e há a possibilidade de obter vantagem sobre os inimigos graças às Power ups para customizar suas tropas. Os combates, apesar de serem por turnos, são sincronizados, ou seja, suas escolhas táticas e as do inimigo ocorrem ao mesmo tempo.

A fase de beta test servirá para melhorar o game em todos os detalhes, permitindo aos produtores chegarem até a versão final do jogo. Para fazer parte do time de beta testers, os interessados devem se cadastrar no site do jogo. Assim que o cadastro é concluído os jogadores recebem um link para baixar gratuitamente o game de acordo com o aparelho mobile definido.

Vale dizer que para rodar o game é necessário uma versão do Android (2.3 ou superior) ou uma do iOS (3.2 ou superior). Todas as informações submetidas no site serão não serão utilizadas pela produtora com outra finalidade do que o acesso à versão de teste do jogo.

Gameloft lançará primeiro game para smartphone baseado no Playmobil Pirates

Playmobil Pirates

A Gameloft, famosa fabricante de games mobile, anunciou uma parceria com a lendária fabricante de brinquedos Playmobil, o que renderá um game para dispositivos iOS e Android chamado Playmobil Pirates. Este será o primeiro game para smartphones baseado na linha de brinquedos da poderosa fabricante alemã.

No game os jogadores poderão montar seu próprio acampamento pirata, recrutar membros para missões bucaneiras, participar de minijogos etc. Já que a linha do game é focado nos piratas, os jogadores vão encontrar os bonecos estilizados da linha piratas imortalizada pela Playmobil.

Segundo o vice-presidente de publicação da Gameloft, Gonzaque Vallois, os jogadores que esperam um game divertido não têm com que se preocupar, pois a produtora teria se esforçado muito “(…) para criar uma experiência de jogo que seja fiel ao fascinante universo Playmobil. Os fãs podem esperar desde o famoso navio pirata até novos personagens exclusivos”, disse o executivo.

O game tem previsão de lançamento para o final do ano de 2012. Vamos aguardar e ver se finalmente a série Lego vai encontrar um adversário à altura também no ramos dos jogos eletrônicos!

LabyrinthStars: relembre a travessia de uma bolinha em um labirinto

LabyrinthStars

Há alguns dias foi lançado na App Store o primeiríssimo game do estúdio brasileiro Entortament Entertainment. Batizado LabyrinthStars, o game tem suporte às plataformas iPad,  iPhone e iPod touch. Basicamente ele lembra o clássico Labyrinth: basta conduzir uma pequena bola através de variados labirintos.

Para definir o movimento da esfera é necessário balançar o aparelho móvel e deixar o acelerômetro fazer a sua parte. Para ter sucesso na missão, você deve coletar algumas estrelas pelo caminho, o problema é que há uma contagem de tempo para que você complete a missão.

O jogo vai ficando interessante ao passo em que as fases são vencidas, pois surgem estrelas de diferentes cores que adicionam habilidades especiais para sua bolinha. O game em si é bem simples e fácil de ser jogado, e deve agradar se você está buscando uma nova aplicação para seu iGadget. Para acessá-lo, basta ir à App Store. Abaixo você confere o trailer do jogo:

Game brasileiro Dragon Raid em exposição no File Festival 2012

Dragon Raid

Enquanto você lê este texto há uma exposição muito interessante ocorrendo lá na Galeria de Arte do Sesi em São Paulo. Trata-se da 13ª edição do File Festival – Electronic Language International Festival, evento anual que engloba arte e tecnologia da América Latina, com exposições de games, aplicativos, animações, performances etc.

O visitante poderá conferir entre outras coisas o game Dragon Raid, jogo desenvolvido pelo estúdio brasileiro Dead Mushroom. O game foi selecionado no meio de tantos outros aplicativos para aparecer na exposição, o que é um feito e tanto. O jogo coloca o jogador no controle de um dragão que voa pelos cenários e cospe fogo nos adversários. O game tem perspectiva em terceira pessoa e o objetivo básico é que o jogador desvie de barreiras e inimigos ou os destrua se ficarem no caminho.

Esse é apenas um entre os muitos outros aplicativos na exposição, logo é evidente que o visitante que estiver atrás de novidades tem uma bela oportunidade de se saciar neste evento. E só a título de curiosidade, Dragon Raid já foi lançado há algum tempo na App Store e já foi baixado mais de 700 mil vezes, figurando na primeira posição de pelo menos quatro países. Ah, o game está na App Store e no Android Market. Abaixo você confere o trailer:

Subatomic Studios e Autodesk juntas no desenvolvimento de Fieldrunners 2

Fieldrunners 2

A Subatomic Studios lançou nesta semana um importante game, que não apenas deve lhe trazer jogadores, mas também definir o futuro da empresa no desenvolvimento de games móveis. Trata-se do título Fieldrunners 2, sequência de um game para celulares baseado em defesa de torres que foi premiado pela crítica há algum tempo.

O game pode ser decisivo para a empresa pois ele foi desenvolvido através do software de animação Autodesk 3ds Max.  A importância deste acontecimento se dá pelo fato de que se o game for bem sucedido é capaz de marcar tendência no Subatomic e em outros estúdios. Podemos dizer que a Subatomic Studios e Autodesk estão juntas na criação de Fieldrunners 2.

Com a ferramenta, os desenvolvedores foram capazes de criar a sequência em menor tempo de desenvolvimento e com custos reduzidos. Trocando em meados, este é o objetivo de muitos produtores de games indie no Brasil para se manter vivos no mercado, e de acordo com a Subatomic o 3ds Max é uma boa maneira de se conseguir isso.

Acho que muitos desenvolvedores subestimam a quantidade de tempo e dinheiro que podem economizar ao trabalhar com o 3ds Max. O software paga a si mesmo muito rapidamente“, acrescenta Jamie Gotch, CEO da Subatomic Studios.

Além de segurar o orçamento do game, a plataforma permitiu que o Fieldrunners 2 fosse desenvolvido com gráficos em 3 dimensões, apesar da aparência bidimensional. Deste modo os desenvolvedores puderam criar gráficos otimizados sem perder a pegada de ação que marcou o game anterior. Além disso, o estúdio nos contou que o software pode ajudá-los a portabilizar o game para outras plataformas além o iOS.

O 3ds Max permite que nossos engenheiros ajustem muito rapidamente as animações para adequá-las às necessidades de memória de um dispositivo ou plataforma. Somos capazes de reduzir o tamanho de um jogo em 30 a 50%, exportando seletivamente as animações. Isso é imensamente benéfico para o desenvolvimento de jogos para celulares, pois você pode criar um grande impacto com apenas alguns quilobytes extras“, diz Derrick Barth, artista técnico.

Sobre o game, você precisa saber que ele é um exemplar do viciante estilo Tower Defense, um tipo de game em que vocÊ deve criar torres em um cenário e utilizá-las para destruir soldados  invasores que tentam passar de um lado para o outro. Meio confuso? Confira o resultado final no vídeo abaixo:

Konami anuncia que irá investir em jogos sociais e móveis

Konami

Com a chegada da E3, maior feira de games do mundo, começam a pipocar as notícias que farão a cabeça dos jogadores até o final do ano. Contudo a E3 não é apenas o evento dos jogos de mesa, lá também tem espaço para plataformas menores como os celulares.

E é justamente visando o forte crescimento desse nicho de mercado que a Konami anunciou a abertura de um novo estúdio em San Francisco que ficará encarregado especialmente na produção de jogos sociais (alguém pensou no Facebook?) e jogos para plataformas móveis como smartphones e tablets.

Mas ei, não se apresse tanto com um possível MGS para seu iPad, pelo menos não ainda. Inicialmente os planos da produtora são os jogos mais casuais. Os primeiros games anunciados nessa nova empreitada são Frogger Pinball, Twilight Carnival e Pinball Chasers.

O novo estúdio de desenvolvimento exemplifica nosso compromisso para fornecer aos consumidores experiências de alta qualidade com jogos sociais e móveis”, declarou Tomoyuki Tsuboi, Presidente da Konami Digital Entertainment Inc. “Recrutamos os principais talentos que elevarão a posição da KONAMI como líder global no desenvolvimento de jogos sociais e esperamos chegar forte, com alguns dos maiores títulos do nosso portfólio”.

Vale lembrar, ainda que a Konami anunciou uma parceria com a Zynga, a poderosa produtora por trás de jogos como Cityville e Mafia Wars. Deste modo a Publisher japonesa ganha força para disputar mercado com outras companhias que já exploram esse mercado há algum tempo, como a EA e a Sega.

Mais informações sobre o novo estúdio de desenvolvimento estão disponíveis no Pre-E3 show da Konami em www.konami.com/e3.

Ocean Tower: novo game de administração é lançado para dispositivos móveis

Ocean Tower

Os alemães da Flare Games lançaram há pouco um game bem interessante para dispositivos móveis, trata-se do jogo Ocean Tower que já está disponível na App Store. O game é apenas o segundo produzido pelo estúdio. O jogo é gratuito, porém segue aquele velho esquema em que os jogadores podem fazer compras dentro da loja virtual para melhorar a experiência de jogo.

Basicamente o jogo Ocean Tower é um jogo gratuito de administração em que o jogador assume o papel do gestor de um edifício no oceano. O objetivo é que o jogador construa um prédio autossuficiente em que os moradores possam desfrutar de uma bela vida no mar. Para isso, o jogador deve construir a torre desenvolvendo múltiplos andares para cima e para baixo.

Ao desenvolver a estrutura, mais moradores e comerciantes se juntarão ao empreendimento. Em resumo, têm que fazer com que a torre seja um habitat completamente funcional e com qualidade de vida no meio do oceano. Funciona mais ou menos como os jogos da série “Sim”, cuja principal meta do jogador é equilibrar as contas e manter as pessoas felizes, contudo não pense que o jogo se assemelha a qualquer construtor que você conheça, afinal o estilo gráfico foge muito do que se encontra normalmente em um game nesse estilo..

Contudo a coisa não funciona apenas criando mais andares, o jogador deve prestar atenção em alguns detalhes como o rendimento, eficiência dos sistemas, entretenimento, educação, alimentação, etc. O mais interessante é que para atender as necessidades dos moradores você deve fazer bom uso dos recursos disponíveis como o vento, marés e energia solar. Ou seja, fãs de jogos administrativos terão um prato cheio com Ocean Tower.

“O Ocean Tower foi um conceito verdadeiramente ambicioso desde o início,” disse Matthias Schindler, Diretor Técnico da Flaregames. “A questão da sustentabilidade é rara nos jogos. No final, nosso plano funcionou: O Ocean Tower cumpre sua promessa, que é divertimento puro”.

O jogo já está disponível na AppStore e Android. Mais informações no site oficial. Confira abaixo o trailer do game: