Arquivo da tag: mario

O 5 Melhores (e piores) momentos da Nintendo na E3 2017

Como já vem ocorrendo há alguns anos, a Nintendo não fez uma conferência para a imprensa durante a E3. Ao invés disso, a empresa japonesa publicou um vídeo no padrão Nintendo Direct para mostrar suas novidades para os próximos meses. E se pudéssemos resumir o que foi mostrado, seria: a Nintendo roubou a E3!

Mesmo tendo de competir com um novo console da Microsoft e com as exclusividades da Sony, a Nintendo não desapontou, mostrando a força de suas marcas e o empenho que está tendo com o Switch. Sério, foram trinta minutos extremamente bem aproveitados. A impressão geral foi que a Nintendo foi a que mais se destacou no evento americano.

 

Confira os highlights da Nintendo na E3 2017:

 

Kirby, Pokémon e Fire Emblem mostram a força da Nintendo

É incrível a força que a Nintendo tem, mesmo quando seus próprios fãs estão céticos e seus produtos desacreditados. A E3 2017 serviu para mostrar que a companhia deve se apoiar mais do que nunca em suas franquias. Este ano, tivemos muitas novidades sobre os exclusivos Nintendo e somente isso serviu para arrancar lágrimas de fãs por todo o mundo.

Desde um novo Kirby, conteúdo adicional para o Zelda, um novo Pokémon em produção e o Firem Emblem. Enfim, a Big N fez o que se esperava das concorrentes, ou seja, apostou alto no que tem, mostrou suas armas mais letais para os próximos meses e garantiu que quem investiu no Switch não vai passar maus bocados. Grande destaque, aliás, para o novo Kirby, que parece ótimo. Nessa lineup só faltou mesmo um novo Donkey Kong…

 

O novo Mario parece incrível

Na edição de 2016 a Nintendo mostrou um pouco do Super Mario Odissey, então ele não era realmente uma surpresa. Ainda assim, muita gente teve uma péssima impressão do que a empresa reservava para a próxima aventura do bigodudo. Neste ano tivemos alguns detalhes sobre a jogabilidade.

Pelo que foi apresentado, Odissey vai misturar elementos 2D e 3D, além disso, Mario vai poder controlar o corpo de outros personagens e inimigos ao jogar o chapéu em suas cabeças. Parece que a jogabilidade será das mais divertidas e os mundos de jogo serão diversos e coloridos. O mais impactante: Mario chega ainda em 2017, e possivelmente vai lutar contra Zelda pela corrida do Game of the Year.

 

Metroid Prime 4 está sendo feito

Fazia tempo que a comunidade clamava por uma sequência da respeitada franquia Metroid Prime. Após Metroid Other M e Federation Force, parecia que um novo Prime era uma utopia. Eis que a Nintendo surpreendeu ao revelar que Metroid Prime 4 está em produção. Nada além disso foi dito, nem data de lançamento, nem imagens, nada! O anúncio foi mais para surpreender mesmo e a expectativa é que este se torne um dos melhores games do Switch.

Sabe-se que o novo título não vai ter o dedo da retro Studios. Bill Trinen, diretor da Treehouse, não revelou quem são os responsáveis pelo desenvolvimento, porém revelou que o produtor Kensuke Tanabe, que trabalhou em títulos anteriores da série Metroid Prime, estará envolvido.

 

Yoshi tem novo jogo

Outra grata surpresa foi o anúncio de um novo jogo estrelado pelo Yoshi. A Nintendo está apostando alto no Yoshi, afinal não faz muito tempo que a comunidade foi presenteada com o ótimo Yoshi’s Woolly World. Este novo jogo segue mecânicas retiradas do clássico Yoshi’s Island do SNES, com um toque de Paper Mario.

O mundo de jogo é bem colorido e tem tudo para agradar jogadores mais novos, e também os antigos. Sabemos que o motor utilizado é a Unreal Engine 4, provando que o Switch não apenas é compatível, mas que pode surpreender bastante em aspectos gráficos e físicos.

 

Nintendo abraçando o cross-play

Um dos jogos mostrados durante a apresentação em vídeo foi Rocket League. Tudo bem que o jogo não é nenhuma novidade e quem tinha de jogar, já jogou. Contudo, um aspecto não pôde ser ignorado: o jogo vai ter cross-play, permitindo que quem joga no Switch possa competir com jogadores do PC e do Xbox One. É interessante ver que a Nintendo está de fato empenhada a oferecer à comunidade o que ela quer.

E aqui vai uma crítica para a soberba da Sony, que é a única a ignorar este desejo tão antigo da comunidade. E vejam só, logo a Nintendo que foi tão cabeça dura com relação às comunidades online agora está um passo a frente da Sony. A expectativa é que ao longo dos anos mais jogos tenha cross-play entre plataformas concorrentes.

 

E os pontos negativos da apresentação

 

Pouco tempo para jogos de alta qualidade

A Microsoft teve quase duas horas de apresentação e a Sony ficou no palco por uma hora inteira. Mesmo que esse tempo todo das duas empresas tenha sido aproveitado de forma mediana, vale dizer que poucas dúvidas ficaram no ar e serviu para mostrar muito conteúdo. Já a Nintendo teve apenas 30 minutos de vídeo.

Esse tempo é muito curto e não serviu para saciar o gosto de quero mais. Claro, o que foi mostrado roubou o show, mas porque não ter mais tempo de vídeo, mostrar os jogos com mais destaque e mais detalhes? A impressão foi que foi muito pouco tempo para mostrar tanta coisa boa.

 

Nada de novo no Virtual Console

A Nintendo não mostrou nada de novo para o Virtual Console, a plataforma de jogos online do Switch. Nenhuma nova promoção, nem jogos novos. Nem mesmo os indies deram as caras ou a retrocompatibilidade com plataformas antigas. A Nintendo está dando suporte ao Virtual Console, disso não há dúvidas, mas a impressão é que ao focar apenas nos jogos novos, a Big N ignorou uma base de fãs que esperam novidades sobre a plataforma.

 

Nenhuma nova IP

Tudo bem que Arms já é um dos jogos mais esperado do Nintendo Switch, mas ficamos sabendo dele na E3 2016. Deste modo, a Nintendo não apresentou nenhuma IP nova neste evento. Não que o line up tenha sido ruim, mas tal como a maioria das empresas desenvolvedoras, parece que o forte da indústria esteja em repetir fórmulas e em franquias já estabelecidas.

São raras as oportunidades que novas franquias podem brilhar e a E3 é o palco ideal para isso. Visto que a Nintendo conseguiu muito destaque nos últimos anos com Splatoon e Arms, seria de esperar que a companhia mantivesse sua sina de mostrar jogos novos no evento americano. Uma pena que desta vez isto não aconteceu.

 

3DS ficou às moscas

O Nintendo Switch é o grande foco da Nintendo para o ano e isto pôde ser visto durante a E3 2017. Assim, o 3DS acabou ficando meio que ignorado. Não que não houvessem novos jogos, afinal a empresa revelou Metroid: Samus Returns, Sushi Striker  e Mario & Luigi: Superstar Saga + Bowser’s Minions, mas a impressão geral foi que faltou alguma coisa.

Muita gente esperava que desta vez era um novo Zelda para o portátil ou quem sabe um novo Donkey Kong, mas a Big N deixou a oportunidade de lado e o que foi mostrado para o sistema foi muito pouco para uma das plataformas mais populares do mercado. A esperança é que ao longo dos meses surjam novos jogos para a sólida base instalada de jogadores do 3DS.

 

Third Parties ignoraram a Nintendo?

O principal jogo terceirizado para o Switch foi Skyrim, um título que continua estupendo, mas que já está no mercado há muitos anos. Outro destaque foi Mario + Rabbids Kingdom Battle, crossover que coloca os mascotes da Ubisoft no Reino do Cogumelo. Dois jogos. Será que o Switch vai sofrer o mesmo destino do Wii U? Ainda é cedo para cravar que o Switch será ignorada pelas desenvolvedoras, visto que a Nintendo está tentando atrair as empresas rapidamente.

Dados do VGChartz sugerem que já existem 3 milhões de consoles Switch no mercado, um número até expressivo para o pouco tempo de vida da plataforma. Mas esses números ainda não foram suficientes para que os desenvolvedores comecem a apoiar massivamente a plataforma. Se a e3 serve de termômetro, no próximo ano o Switch vai sobreviver quase que exclusivamente de jogos 1st Party.

Em ritmo Nintendo – Riachuelo lança coleção exclusiva de Super Mario

O lançamento do Nintendo Switc colocou a Big N no centro das atenções do público gamer/geek e para celebrar a ocasião, a Riachuelo lança hoje (6 de março) uma coleção exclusiva inspirada em Super Mario Bros. A linha traz um mix completo de produtos, com opções masculinas, femininas, infantis, de acessórios e de moda casa. O destaque fica por conta das almofadas de pescoço com o tradicional capuz da dupla Mario e Luigi, além de estampas repletas de detalhes e modelagens inspiradas nas últimas tendências.

De acordo com a Riachuelo, a coleção Super Mario chega à rede completa de lojas da Riachuelo em todo o Brasil com os preços que variam de R$ 29,90 a R$ 79,90. Serão mais de 30 itens na coleção e algumas já até estiveram à venda em eventos como a Comic Com Experience (CCXP) de São Paulo. Essa prévia serviu para mostrar que qualquer um que se denomine fã do Mario, precisa ter ao menos uma camiseta.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vale destacar que esta não é a primeira vez que a Riachuelo investe no universo Geek para agradar os fãs: a companhia já lançou coleções de Star Wars e Harry Potter no passado. A coleção de Super Mario é exclusiva e oficial, ou seja, pode esperar um acabamento impecável e alta qualidade. Se você quer uma peça exclusiva ou agradar aquela pessoa especial, eis a oportunidade.

Abaixo você confere o vídeo que Hugo Gloss fez da coleção Super Mario Bros da Riachuelo:

Top 10: Games do Wii U que você deve jogar

Deixe-me adivinhar: você comprou o Wii U tão logo teve a oportunidade, pois tal como milhares de jogadores, esteve empolgado com as promessas da Nintendo de que este seria um console competitivo e que receberia amplo suporte das desenvolvedoras third parties, certo? Conforme a história mostrou, o Wii U está longe de ser um megassucesso e menos ainda de ser uma unanimidade entre a comunidade de jogadores. Entretanto, isto não quer dizer que você não pode se divertir com o console da Big N.

Ao longo dos seus quatro anos de existência, o Wii U recebeu alguns dos melhores jogos da geração. Alguns, inclusive, seriam facilmente apreciados por usuários de outras plataformas. Infelizmente a maior parte desta lista de obrigatórios são jogos da própria Nintendo, evidenciando qual foi o grande problema do sistema (pouco apoio de third parties).

Abaixo você confere os dez games que todo usuário do Wii U deveria conhecer:

 

Super Mario 3D World

super_mario_3d_worldSuper Mario 3D World surgiu em um período em que a comunidade começava a questionar a criatividade da Nintendo. Não podia ter saído em melhor hora: o título é tão atrativo e divertido quanto qualquer outro Mario da EAD Tokyo. A mistura da linearidade dos jogos 2D com a liberdade dos jogos do Mario em 3D funcionou perfeitamente, assim como o novo power up Super Bell, que transforma os protagonistas em gatos. Não bastasse a criatividade, o título ainda tem 114 fases e cinco personagens jogáveis: um prato cheio para os fãs do Mario, que nem sequer reclamaram o fato de que o jogo que eles queriam mesmo era Super Mario Galaxy 3.

 

The Legend of Zelda: The Wind Waker HD

wind-waker-hdPara quem não teve a oportunidade de jogar o Wind Waker no GameCube, a Nintendo tratou de relançar o game com novas características a jogabilidade, gráficos com 1080p de resolução, um novo sistema de iluminação, e outras pequenas modificações. O resultado é um prato cheio visual e um dos melhores games Zelda de todos os tempos. Vale destacar que em 2003, Wind Waker quase passou despercebido pela comunidade por causa de seus traços cartunescos. . O relançamento em HD significou uma segunda chance para um game tão bem produzido.

 

Splatoon

splatoon_wii_u_gameplay_screenshotEntão você ficou surpreso quando a Nintendo anunciou que produziria seu próprio shooter competitivo, certo? E que grata surpresa foi Splatoon, um game cheio de personalidade e divertido ao extremo, provando que a Big N ainda não perdeu o jeito para criar novas IPs. Não apenas os visuais são a cara da Nintendo, mas também a ideia central: pintar cenários e inimigos para definir quem vence. Pena que a rede online da Nintendo não é nada comparada aos dos consoles rivais, mas dentro de suas limitações, a Nintendo conseguiu criar uma comunidade dedicada e bastante fértil para Splatoon se tornar um sucesso e uma compra obrigatória para todos os usuários do Wi U.

 

Bayonetta 2

bayonetta-2Quem gostou do primeiro jogo não teve do que reclamar ao jogar esta sequência: Bayonetta é tudo o que os fãs poderiam esperar, ou seja, rápido, visceral, divertido, explosivo. Yusuke Hashimoto, Atsushi Inaba e Hideki Kamiya fizeram mágica com o hardware do Wii U, pois o game é capaz de apresentar efeitos visuais impressionantes e momentos de ação incessantes. Se você é fã de jogos ao estilo Devil May Cry e chegou a jogar o primeiro game, não há motivos para não experimentar Bayonetta 2. Tudo que o primeiro título fez de bom, Bayonetta 2 melhorou, seja mecânicas, efeitos visuais, jogabilidade, armas, habilidades etc.

 

Pikmin 3

pikmin-3-wallpaper-11Esta sequência pode até ser chamada de mais do mesmo. Mas o que não pode ser dito é que o jogo é ruim. Na verdade Pikmin 3 introduz um sistema co-op execelente, além de modos competitivos bastante instigantes. A campanha também não é nada mal e conta com boas nove horas em que os jogadores utilizam os pequenos Pikmins de maneira estratégica para derrotar diversos tipos de inimigos e obstáculos. Se você nunca jogou nenhum título da série, podemos comparar (em menor escala), como uma fusão de elementos de StarCraft e Command e Conquer, porém com criaturas coloridas e fofinhas.

 

Super Mario Maker

super-mario-makerTodos gostam do Mario, isto é uma máxima. E ao passo que a popularidade do bigodudo nunca está em queda, pode-se esperar novos jogos do mascote a cada nova temporada. Os games 2D do Mario estão entre os melhores jogos jamais criados e foi pensando nisso que a Nintendo criou o Mario Maker, uma ferramenta que permite a qualquer um criar seus próprios níveis. O resultado final não poderia ser diferente: milhares de cenários dificílimos e horas de diversão sem fim. Se você não tem paciência para criar cenários, pode se divertir apenas jogando os cenários criados pela comunidade. E se prepare para se frustrar bastante.

 

Mario Kart 8

mario-kart-8Mario Kart 8 não tem nada de inovador. Dito isto, deve dizer também que este é um dos melhores games do Wii U. Trata-se apenas de reutilizar a fórmula da franquia, dar uma polida gráfica e acrescentar cenários loucos e viciantes. Toda a diversão proporcionada pelo multiplayer do game do Wii foi mantida em MK8. Uma pena que a Nintendo não leve a sério a ideia de transformar Mario Kart em um eSport, pois imaginamos que seria um dos títulos mais disputados do cenário mundial.

 

Donkey Kong Country Returns: Tropical Freeze

tropical-freezeTropical Freeze é um presente para os fãs da amada série criada na geração 16 bits. Afinal temos o retorno de Diddy e Dixie, fases aquáticas, músicas de David Wise e design de fases que priorizam a diversão ao invés da dificuldade. Como se não bastasse, Tropical Freeze é o primeiro game da série em alta definição. Muitos jogadores nem colocaram as mãos neste game e a justificativa é que ele não é tão épico quanto a trilogia do SNES. Seja como for, Tropical Freeze é superior ao seu antecessor e um dos games mais divertidos e encantadores do Wii U. Em algumas horas será como relembrar os áureos tempos do SNES.

 

Super Smash Bros.

super_smash_bros-_wii_uTal como nos demais jogos da franquia Smash Bros. este aqui é uma das mostras de que a Nintendo ainda tem algumas cartas na manga. Afinal, quem poderia imaginar um embate entre o cachorro de Duck Hunt e o treinador do Wii Fit? A tela de seleção é a maior de toda a franquia, contando com quase todos os personagens de todos os demais games Smash Bros. Não fosse o suficiente, esta versão tem vários bônus, segredos desbloqueáveis e um combate divertidíssimo.

 

Monster Hunter 3 Ultimate

wiiu-monster-hunter-3-ultimateMonster Hunter 3 Ultimate é considerado por muitos como o maior e melhor game da franquia da Capcom. São centenas de criaturas para enfrentar e um clima de mundo aberto gigantesco. São criaturas para enfrentar em diversos ambientes, tais como oceanos, geleiras, cavernas e florestas. Os controles inovam graças à tela sensível ao toque e as habilidades e armas são bastante divertidas de utilizar. O game traz centenas de missões e subquests para completar. Se você é do tipo aventureiro e gosta de fazer centenas de coisas, Monster Hunter 3 é um prato cheio.

Ah, o canal Versus o Mundo também selecionou alguns games do Wii U que merecem destaque, confira abaixo:

Nintendo revela os detalhes de Mario Tennis Open para 3DS

Mario Tennis Open

A Nintendo anunciou os principais detalhes do game Mario Tennis Open, que chega ainda em breve para o Nintendo 3DS. De acordo com a gigante japonesa, um dos grandes focos do jogo é o modo online, possibilitando que os jogadores tirem proveito do StreetPass para organizar partidas com os amigos ou ainda desbloquear personagens novos

No modo online os jogadores podem se enfrentar ou se aliar contra outros oponentes em partidas locais sem fio e organizar pequenos torneios. Haverá ainda um sistema de ranking e medalhas que serão ganhas a cada desafio vencido.

Outro modo de jogo é o “Confronto de Tinta” que se baseia num confronto entre o jogador e as Piranha Plants que ficam cuspindo bolas de tinta do outro lado da quadra. O objetivo neste modo é destruir as bolas de tinta antes que elas se esparramem na quadra.

Ainda de acordo com a produtora, haverão personagens a serem desbloqueados ao longo do jogo ou por intermédio de códigos QR especiais. Entre os personagens secretos estão confirmados Luma, Baby Mario e Dry Bowser.

Para mais informações sobre Mario Tennis Open, visite o site oficial do game. Confira abaixo um trailer do game:

Mario em uma fase totalmente diferente. Acho que você vai gostar

Tem algumas coisas que a gente adora. Que não tem como não gostar. Tipo Mario Bros, stop motion e homenagens aos games. Agora, imagina se juntam os três em uma coisa só?

Ampora postou um vídeo em seu perfil do YouTube que mostra o encanador mais famoso do mundo em um nível nunca antes visto: a sala de uma casa real. Os inimigos são os mesmos, mas as plataformas e cenários foram trocadas por fotos e obstáculos do mundo real.

Muito bem sacado e divertido, confira:

Apple aprova plágio descarado de Mario Bros e leva críticas de gamers

A rotina de aprovação de games da Apple em sua App Store recebeu mais críticas depois de o game Monino ter sido aprovado.

O site GameInformer reproduziu a descrição oficial do título, que traduzimos para cá:

“O protagonista deste game se chama Monino, na história desse jogo, o irmão de Monino foi capturado por um monstro chamado Bowler, e ele está a caminho do castelo de Bowler para resgatar seu irmão, um monte de monstros em diferentes níveis estão a sua espera, você gostaria de se juntar à ação de resgate de Monino? Vá!”

Pelo tanto de vírgulas e a forma sofrível com que foi escrita, dá pra entender que não veio de uma empresa séria. E os itens “Castelo” e “Bowler”, lembram bastante a história do vilão Bowser. Pois é. Era um plágio descarado, e sendo de Mario, é no mínimo curioso que tenha passado pelo crivo da Apple.

A dúvida é pertinente. Se uma falha dessas passa despercebida, quem garante que um produtor de malware não tenha tempo o suficiente para causar algumas vítimas com um aplicativo malicioso?

[Via GameInformer]

Mario é o personagem mais querido dos games, determina Guinness

Graças a uma enquete realizada com mais de 13 mil jogadores, o Guinness, o livro dos recordes, determinou os cinquenta personagens mais importantes dos games.

A lista que abrange “todos os tempos” dos games é encabeçada por Mario, seguido por Link, Master Chief, Solid Snake e Cloud Strife. Outros nomes de peso aparecem também, bem como alguns menos conhecidos do grande público, como o antiherói Larry Laffer, da franquia adulta Leisure Suit Larry, da Sierra.

Curioso para ver a lista completa? Aqui está!

1. Mario (Donkey Kong, Nintendo, 1981)
2. Link (The Legend of Zelda, Nintendo, 1986)
3. Master Chief (Halo: Combat Evolved, Microsoft, 2001)
4. Solid Snake (Metal Gear, Konami, 1987)
5. Cloud Strife (Final Fantasy VII, Square, 1997)
6. PAC-Man (PAC-Man, Namco, 1980)
7. Lara Croft (Tomb Raider, Eidos 1996)
8. Gordon Freeman (Half-Life, Valve, 1998)
9. Kratos (God of War, Sony, 2005)
10. Sonic (Sonic the Hedgehog, Sega, 1990)
11. Crash (Crash Bandicoot, Sony, 1996)
12. “Soap” MacTavish (Call of Duty 4: Modern Warfare, Activision, 2007)
13. Nico Bellic (Grand Theft Auto IV, Rockstar, 2008)
14. Samus Aran (Metroid, Nintendo 1986)
15. Ratchet (Ratchet & Clank, Sony, 2002)
16. Nathan Drake (Uncharted: Drake’s Fortune, Sony, 2007)
17. Captain Price (Call of Duty 4: Modern Warfare, Activision, 2007)
18. Kirby (Kirby’s Dream Land, Nintendo, 1992)
19. Marcus Fenix (Gears of War, Microsoft, 2006)
20. Pikachu (Pokemon Red/Green, Nintendo 1996)
21. Yoshi (Super Mario World, Nintendo, 1990)
22. “CJ” Johnson (Grand Theft Auto: San Andreas, Rockstar, 2004)
23. Mega Man (Mega Man, Capcom, 1987)
24. Sam Fisher (Tom Clancy’s Splinter Cell, Ubisoft, 2002)
25. Shadow (Sonic Adventure 2, Sega, 2001)
26. Jak (Jak and Daxter: The Precursor Legacy, Sony, 2001)
27. Duke Nukem (Duke Nukem, Apogee, 1991)
28. Dante (Devil May Cry, Bandai, 2003)
29. Naruto (Naruto: Konoha Ninpoch, Bandai, 2003)
30. Altair (Assassin’s Creed, Ubisoft, 2007)
31. Zelda (The Legend of Zelda, Nintendo, 1986)
32. Sephiroth (Final Fantasy VII, Square, 1997)
33. Donkey Kong (Donkey Kong, Nintendo, 1981)
34. The Prince (Prince of Persia, Broderbund, 1989)
35. Ezio (Assassin’s Creed II, Ubisoft, 2009)
36. Leon S (Biohazard/ Resident Evil, Capcom, 1996)
37. Ash Ketchum (Pokemon Red/Green, Nintendo, 1996)
38. Guybrush Threepwood (The Secret of Monkey Island, LucasArts, 1990)
39. Spyro (Spyro the Dragon, Universal, 1998)
40. “Ghost” Riley (Call of Duty: Modern Warfare II, Activision, 2009)
41. Goku (Dragon Daihikyoe, Epoch, 1987)
42. Max Payne (Max Payne, Rockstar, 2001)
43. Jill Valentine (Biohazard/ Resident Evil, Capcom, 1996)
44. Princess Peach (Super Mario Bros., Nintendo, 1985)
45. Larry Laffer (Leisure Suit Larry in the Land of the Lounge Lizards, Sierra, 1987)
46. Augustus Cole (Gears of War, Microsoft, 2006)
47. Bowser (Super Mario Bros., Nintendo, 1985)
48. Eddie Riggs (Brutal Legend, EA, 2009)
49. Ryu (Street Fighter, Capcom, 1987)
50. Sackboy (LIttleBigPlanet, Sony, 2008)

[Via Kotaku]