Arquivo da tag: LoL

Riot Games Brasil cria os quadrinhos GGWP de League of Legends

League of Legends já conquistou o mundo dos games, agora chegou a vez de conquistar o universo dos quadrinhos. Sim, a Riot Games acaba de criar uma série de quadrinhos inspirados em seu famoso MOBA. Diferente do que se possa imaginar, a série de quadrinhos GGWP foi criada não para expandir o universo do jogo, mas sim para incentivar o comportamento positivo dos jogadores durante as partidas.

Os quadrinhos GGWP (Good Game Well Played) dão visibilidade aos jogadores que agirem de forma esportiva em partidas reais. Ainda de acordo com a Publisher, a ação foi colocada em prática com base em ideias vindas do fórum do game que coleta que incentiva os relatos sobre jogadores que agiram de forma positiva frente a situações de estresse durante a partida.

Outro evento do fórum voltado para celebrar o comportamento positivo durante os jogos é o “Quer umas dicas para melhorar seu comportamento?”, onde os jogadores explicam para os outros participantes as dificuldades que têm para lidar com a raiva ou a frustração dentro de League of Legends e a própria comunidade dá sugestões de como agir diante desses problemas.

Segundo Flávio Gerab, executivo da Riot Games Brasil, a intenção principal é tornar a experiência do jogo mais divertida para todos os envolvidos. “A cada três semanas lançamos novos quadrinhos e o roteiro deles é construído a partir de conversas reais que aconteceram em partidas de League of Legends, indicadas no nosso fórum, onde os participantes contam histórias de jogadores legais com quem jogaram recentemente”, explica.

O primeiro quadrinho publicado pela Riot Games foi “Nautilus e o Carrossel da Culpa”, que, a partir da experiência dos próprios jogadores, descreve o prejuízo que um time sofre em seu desempenho ao ficar procurando “um culpado” para os momentos em que a equipe comete erros e perde pontos na partida. A história mostra também a solução encontrada por um dos jogadores para finalizar a inútil discussão. “A Virada de Karma” foi o segundo quadrinho publicado, que mostrou a forma como uma jogadora conseguiu unir o time e dar início a uma amizade entre os membros após uma experiência de fracasso no início da partida, evitando a desistência da equipe.

Outra história transposta para os quadrinhos GGWP conta a experiência de Fair Play (jogo limpo) de um jogador que se recusou a atacar um oponente quando a conexão de internet deste havia caído. Na quarta edição da HQ a história ilustrada é contada por um jogador novato, que entrou em uma partida competitiva (ranqueada) por engano. O time, inicialmente frustrado, passou a apoiá-lo quando ele reconheceu que era novato e aceitou as sugestões que os outros membros de sua equipe lhe deram.

 “O retorno da comunidade a essa iniciativa tem sido bacana no sentido de fazer com que os leitores dos quadrinhos contem as próprias experiências que tiveram com jogadores com comportamento positivo, como isso os inspirou e como tornou aquelas partidas memoráveis”, acrescenta Gerab.

Para acessar os quadrinhos GGWP, basta acessar o site do game. Abaixo tem um trailer de League of Legends:

Riot realiza estudo sobre comportamento dos jogadores de LoL

Se você tem o costume de jogar online, certamente já vivenciou alguma experiência negativa ocasionada pelo mau comportamento de algum colega, ou talvez tenha até sido o causador de intrigas. Pode parecer que não, mas as grandes empresas geralmente estão de olho nos jogadores que não se comportam na rede, sendo que as punições variam e simples advertência até banimento do jogo. A Riot Games realizou recentemente uma pesquisa para mapear o comportamento dos jogadores de League of Legends e o resultado foi bastante interessante. O estudo foi liderado por Jeffrey Lin, designer de Social Systems da Riot Games, e contou com o apoio de cientistas que analisaram as interações entre os 67 milhões de jogadores regulares de LoL.

De acordo com o estudo, apenas 1% dos jogadores são consistentemente “tóxicos” e essa pequena parcela é responsável por 5% da “toxicidade” no League of Legends. Todo o restante do comportamento negativo é fruto de jogadores que estão em um dia ruim ou em um momento de frustração no jogo ou fora dele. Assim, a Riot entende que a apenas uma minoria tende a realizar e manter comportamentos inadequados durante a jogatina.

Segundo Marcio Orlandi, diretor de Produtos da Riot Games Brasil, promover o comportamento positivo tem sido uma prioridade para a empresa. Por isso a companhia mantém times de especialistas em comportamento dedicados especialmente a esse fim. A ideia é coibir práticas perturbadoras e garantir que ninguém tenha seu jogo estragado por causa de alguns valentões.

Segundo informações da empresa, foram criados modelos de inteligência artificial capazes de dar feedback a jogadores com comportamento negativo em cerca de 20 minutos após o final de uma partida. Além disso, a empresa estaria buscando ajudar os jogadores a reconhecer e valorizar o comportamento positivo e proativo, de modo que a própria comunidade se regule.

Além dessas iniciativas, a Riot também desenvolveu modelos de interação entre jogadores em eventos de fórum, como o Detetive LoL e as Dicas de Comportamento. Também foi criado o Projeto GGWP, composto por quadrinhos e murais que dão destaque a jogadores especialmente positivos. Por fim, há um modelo de podcast que discute temas de comportamento e está em teste. Naturalmente é impossível manter todos os jogadores na linha, mas a Riot entende que essas práticas diminuirão gradativamente a reincidência de mau comportamento por parte de um determinado jogador que está em um mal dia.

A editora entende ainda que mesmo que fossem banidos a maioria dos jogadores considerados tóxicos, o problema de harassment não seria totalmente solucionado visto que os jogadores recorrentemente tóxicos são uma minoria de 1%. Para ajudar os jogadores a mudarem seu comportamento, Lin e sua equipe trabalham com a aplicação de conceitos básicos de psicologia. Uma das ferramentas que desenvolveram exibe mensagens um pouco antes de uma atividade que pode resultar em mau comportamento.

Foram separadas 24 mensagens ou dicas que serão exibidas durante o jogo, incluindo frases que incentivam o bom comportamento, como “Jogadores que cooperam com seus companheiros ganham 31% a mais das partidas.”, e outras que desmotivam o mau comportamento, como “O desempenho de seus companheiros de equipe piora, se você fizer uso de harassment após um equívoco”.

Medidas da Riot para melhorar o comportamento dos jogadores

O aviso sobre o harassment (termo utilizado quando um jogador resolve atormentar outro), que resultaria em mau desempenho dos jogadores, reduziu as atividades negativas em 8,3%, abuso verbal em 6,2% e linguajar ofensivo em 11%. As mensagens positivas sobre cooperação dos jogadores resultaram na redução do linguajar ofensivo em 6,2% e houve benefícios menores em outras categorias.

Apenas algumas análises da pesquisa foram divulgadas, por isso ainda é cedo para fazer generalizações, segundo os especialistas. Ainda assim, se nada disso te convenceu de que se comportar bem online é o melhor caminho, lembre-se que os times mais vitoriosos do e-Sport são adeptos do fair play e todos se tratam como amigos.

Brasil Mega Arena Rio reúne 18 mil pessoas no Centro de Convenções SulAmérica

Conforme havíamos noticiado, o ultimo final de semana do mês de abril foi marcado pelo Brasil Mega Arena Rio, evento de e-Sport referência mundial e que atrai milhares de fãs a cada nova edição. Como não poderia deixar de ser, a edição carioca foi um grande sucesso, de modo que os organizadores já estão ansiosos para a versão paulista, que tem data marcada para outubro deste ano.

De acordo com os organizadores, o Brasil Mega Arena Rio reuniu mais de 18 mil fãs para acompanhar disputas acirradas entre algumas das equipes mais famosas do país em partidas de League of Legends, CrossFire, Counter-Strike e Rainbow Six Siege. Além do prestígio e do título estavam em disputa prêmios no total de R$ 126 mil nos quatro dias de evento.

O evento teve ingressos esgotados, ou seja, o Centro de Convenções SulAmérica ficou pequeno para acomodar tanta gente. Para quem não pôde ir pessoalmente, a organização preparou um evento digno de nota com o casting oficial do CBLoL, narração de Tixinha e Toboco, análise e comentários de Melão e apresentação de Skeat. A BRMA contou com torneios em formato de melhor de três, disputados em dois palcos, com transmissão ao vivo nos telões e também em tempo real pelo canal da BRMA na Twitch que teve em média 40 mil pessoas online.

Além de torcer pelos seus times favoritos, testar novidades do mercado de games nos estantes dos parceiros, como os óculos Rift de realidade virtual da Gigabyte, e adquirir produtos licenciados nas lojas oficiais das equipes, fez muito sucesso o espaço da seletiva da Red Canids, onde quem sonha em ser pro-player pode exibir suas habilidades aos olheiros do time que estão em busca de jogadores para o time B.

“Nosso retorno ao Rio de Janeiro foi melhor do que o esperado”, disse Felippe Corradini, organizador do evento. “A recepção do público aos campeonatos e às atrações foi muito boa. Em breve estaremos de volta com certeza. Esperamos que o público também possa ir à edição de São Paulo que será muito maior e terá ainda mais novidades”, completa.

Outra atração da Brasil Mega Arena Rio foi a presença de youtubers famosos. Ao longo do evento, dezenas de celebridades do YouTube passaram pelo Centro de Convenções SulAmérica, atenderam às longas filas de fãs fazendo fotos e dando autógrafos e comandaram apresentações no palco principal. Passaram por lá Rato Borrachudo, Muca Muriçoca, Luccas Neto, La Fênix, Gordox, Zigueira, Cellbit, Ziggy Zira, Natasha Rattacasso, Juliana Ribeiro, Eduardo Barreto, Toddynho e PedroDBR.

Vencedores do Brasil Mega Arena Rio

O torneio de League of Legends foi de longe a maior atração do evento, tanto que reuniu alguns dos times mais conhecidos do Brasil. O INTZ sagrou-se o grande vencedor da disputa ao bater o Keyd Stars. Além disso, o INTZ também venceu o desafio de CrossFire. Abaixo você confere a classificação de cada torneio:

League of Legends
1º – INTZ
2º – Keyd Stars
3º – Operation Kino
4º – paiN Gaming

CrossFire
1º – INTZ
2º – paiN Gaming
3º – g3nerationX
4º – Innova e-Sports

Counter-Strike
1º – Keyd Stars
2º – Innova e-Sports
3º – Need Jobs
4º – Big Gods

Rainbow Six Siege
1º – Team United
2º – paiN Gaming
3º – 2Kill
4º – BB Host

O próximo desafio está marcado para outubro, na cidade de São Paulo. A Brasil Mega Arena São Paulo terá cinco dias de evento e irá ocorrer no Expo Center Norte. A organização espera que o evento paulista reúna ainda mais público e audiência através dos canais de transmissão. Certamente os principais times de e-sports estarão preparados para este novo desafio.
Serviço – Brasil Mega Arena São Paulo
Dias 12 a 16 de outubro de 2016
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333. São Paulo – SP

INTZ Academy adquire vaga e participa do próximo Circuito Desafiante do CBLoL

Os torcedores do INTZ e-Sports Club poderão torcer em dobro pela equipe nesta temporada, pois além de competir nos torneios principais, o time também participará da divisão de acesso do CBLoL. Isto porque o INTZ comprou a vaga que pertencia ao Robot E-Sports Team. Deste modo, o INTZ está confirmado como um dos representantes no 2º Split do Circuito Desafiante do Campeonato Brasileiro de League of Legends. Na divisão de acesso os Intrépidos serão conhecidos como INTZ Academy.

“A compra da vaga no Circuito Desafiante foi realizada a partir de uma oportunidade que nos foi apresentada no último dia de inscrições. O interesse pela vaga na 2ª divisão do Brasileirão se dá por três motivos: experiência competitiva de cinco jogadores que serão os reservas da nossa equipe principal, mais momentos dos nossos intrépidos torcerem por nosso clube e, por fim, a oportunidade de revelação de novos talentos”, afirma o diretor do INTZ, Lucas Almeida.

De acordo com a direção do INTZ Academy, os membros que compunham a line-up titular do Robot serão reservas. Assim, integrantes do INTZ assumem a titularidade e o coach do novo time também será indicado pelos Intrépidos. O objetivo principal é dar ritmo de jogo aos reservas dos atuais campeões brasileiros. Entretanto, os antigos membros do Robot poderão brigar por vagas no time titular.

“Diferentemente de outros clubes que compraram a vaga e não deram oportunidade para os jogadores que jogavam no clube anterior, nós convidamos todos os jogadores para serem reservas do INTZ Academy e brigarem pela vaga com titular. Se eles tiverem em melhor nível de jogo, terão oportunidade de jogar como titulares, gerando uma competitividade sadia na equipe. Todos os jogadores foram convidados, inclusive o coach. Alguns, infelizmente, já negaram e outros estão pensando na proposta. Dentro dessa proposta, além de ajuda de custo baseado em metas, há a possibilidade de treinamentos intensivos em nosso centro de treinamento durante curtos períodos”, revela Lucas Almeida.

INTZ Academy no Circuito Desafiante

A segunda etapa do Circuito Desafiante 2016 de CBLoL tem inicio marcado para o dia 23 de maio. O vencedor do circuito subirá diretamente para a elite do CBLoL, enquanto as equipes que ficarem nos 2º e 3º lugares enfrentarão, respectivamente, 7º e 6º colocados da divisão principal, definindo o descenso e acesso da etapa consequente na temporada.

BRMA Rio terá campeonatos de League of Legends, CrossFire, Counter-Strike e Rainbow Six Siege

O nome Brasil Mega Arena já é reconhecido por jogadores de todo o país e não é espanto que ocorram edições regionais deste que é o maior evento de e-Sports do Brasil. Desde a quinta-feira (28) até o dia 1 de maio, ocorre o BRMA Rio na capital carioca. Neste evento ocorrerão disputas entre os maiores times do país por prêmios em dinheiro e projeção nacional. Na edição BRMA Rio, haverá campeonatos de quatro dos maiores jogos de PC da atualidade: League of Legends, CrossFire, Counter-Strike e Rainbow Six Siege. De acordo com a organização, os prêmios ultrapassam o valor de além de R$ 126 mil, o maior já oferecido pelo evento.

Os torneios acontecem seguindo a fórmula single elimination – melhor de três – e serão disputados em dois palcos, sendo todas as finais no Mega Palco, com transmissão ao vivo pelo Twitch, narradores e comentaristas profissionais, telões e todo o aparato típico de grandes eventos. Quem comparecer pessoalmente poderá jogar alguns games do momento em computadores espalhados pelo evento.

Além disso, haverá jogos indies e estandes com produtos licenciados das equipes. Alguns Youtubers de sucesso estarão no BRMA Rio para interagir com o público. Entre eles estão confirmados o Rato Borrachudo, Muca Muriçoca, Luccas Neto, La Fênix, Gordox, Zigueira, Cellbit, Ziggy Zira, Natasha Rattacasso, Juliana Ribeiro, Eduardo Barreto, Toddynho e PedroDBR.

Entre os torneios, um dos destaques é League of Legends, que reunirá proeminentes equipes como paiN Gaming, INTZ, KaBuM, RED Canids, g3nerationX, Keyd Stars e Operation Kino. Um oitavo time será selecionado em etapa classificatória no estúdio da BRMA dentre times da Brasil Mega Cup. A premiação no LoL totaliza R$ 30 mil – o dobro do valor colocado a prêmio na última edição carioca – sendo R$ 10 mil para o campeão, R$ 5.500,00 para o vice, R$ 3.750,00 para o terceiro e quarto e R$ 1.750,00 do 5º ao 8º. Cada time recebe ainda ajuda de custo de R$ 2 mil.

Outro destaque é o campeonato de CrossFire, que será disputado entre quatro times convidados que brigarão pelo total de R$ 10 mil. O vencedor leva R$ 4 mil, o segundo colocado R$ 2.500,00 e o terceiro e quarto, R$ 1.750,00. Já o torneio de Counter-Strike reúne as quatro melhores equipes da liga da Brasil Mega Cup. Cada equipe recebe ajuda de custo de R$ 1.250,00 e se enfrentam pelo prêmio total de R$ 15 mil em competições que acontecem nos dias 29 e 30 de abril. O grande vencedor leva R$ 6.500,00, o vice R$ 4.000,00, o terceiro R$ 2.500,00 e o quarto, R$ 2.000,00.

As partidas finais da principal competição do ano da Ubisoft, a Elite Latinoamericana de Rainbow Six 2016, irão acontecer na BRMA Rio. O campeonato vai reunir as melhores equipes do cenário para disputas de Rainbow Six Siege, game com grande potencial competitivo e com jogadores de destaque. Entrarão na disputa as oito melhores equipes da Liga Six e outras oito definidas por meio de etapa classificatória.

Serviço –BRMA Rio (Brasil Mega Arena RIO 2016)

Dias 28, 29 e 30 de abril e 1 de maio de 2016
Local: Centro de Convenções SulAmérica
Endereço: Av. Paulo de Frontin, 1 – Cidade Nova, Rio de Janeiro – RJ, 20260-010

Riot Games está com vagas abertas em São Paulo

Oportunidade de trabalho em uma das maiores empresas do mundo para quem quer entrar na área de jogos eletrônicos. A Riot Games, empresa responsável pelo sucesso League of Legends, divulgou 15 vagas de emprego para seu escritório em São Paulo. As vagas são para as áreas de Artes, Comunidade, eSports, Experiência do Jogador, Gerenciamento de Projetos, Localização, Marketing, Relações Públicas, Produção de Vídeos, Suporte ao Jogador e Tecnologia da Informação (TI).

De acordo com o Gerente Geral da Riot Games, Roberto Iervolino, o mercado de games hoje oferece oportunidades para todos, desde posições de analista, coordenação a direção. “Buscamos identificar talentos que possam contribuir com os nossos esforços em promover a melhor experiência aos nossos fãs e jogadores”, comenta o executivo.

A Riot não divulgou salários ou benefícios, mas sabe-se que a empresa costuma oferecer oportunidades competitivas em relação ao mercado, além de uma bolsa anual para jogos. O objetivo é melhorar as capacidades de seus funcionários e perpetuar-se como uma das companhias ligadas aos jogos eletrônicos mais focada no jogador do mundo.

Como concorrer às vagas da Riot

Os interessados devem entrar no site da Riot e selecionar a cidade de São Paulo; após acessar a vaga de interesse, é preciso enviar uma carta de apresentação e currículo. Todas as oportunidades exigem o idioma inglês entre os níveis avançado e fluente. Após a seleção dos currículos, serão realizadas entrevistas para verificar a experiência e formação do candidato, além de avaliar se o perfil do profissional é compatível com a cultura da empresa.

INTZ conquista o bicampeonato do CBLoL 2016

A final da primeira etapa do Circuito Brasileiro de League of Legends (CBLoL 2016) chegou ao fim neste final de semana (2 de abril) e, ao contrário do que se esperava, a disputa pelo título não foi tão eletrizante, pois o time INTZ “passeou” literalmente ao conquistar uma vitória fácil e arrasadora contra os adversários do Keyd. A decisão terminou em 3 x 0 a favor dos Intrépidos.

Este foi o segundo título consecutivo conquistado pelo INTZ em cima do time adversário. Tal como em 2015, a conquista veio de forma invicta, posicionando o INTZ como a principal equipe de LoL brasileira. A final foi realizada nos estúdios da Riot, em São Paulo e foi assistida por milhares de brasileiros através de streaming pela internet e em 52 salas de cinema espalhadas pelo país.

“O bootcamp que fizemos na Alemanha, entre a primeira fase e a semifinal, foi bem intenso. Nos unimos mais, vimos que podíamos aprender muita coisa sobre o jogo e sobre a gente mesmo. A maior evolução desses últimos dias foi nossa evolução como pessoa. Tudo que deixamos de lado para conseguirmos o nosso objetivo deu certo” disse o caçador Revolta.

O retrospecto do INTZ na fase classificatória do CBLoL 2016 foi de três vitórias e quatro empates. Na semifinal, a vitória veio diante da Operation Kino. Com o título, a equipe leva para casa um prêmio de R$ 15 mil, além de garantir vaga para o International Wildcard Invitational, de 16 a 23 de abril, na Cidade do México. No ano anterior a equipe foi até a Turquia, mas não conseguiu suportar a pressão e jogou mal. A expectativa é que os brasileiros farão diferente neste ano.

“No primeiro Wildcard, no ano passado, não tivemos tempo para nos prepararmos. A gente foi descobrindo o que os times faziam lá. Na final, com 4 mil turcos gritando, não conseguimos fazer o melhor. Agora, acredito que a gente joga muito melhor sob pressão, e teremos tempo de preparação. Com isso, vamos conseguir fazer uma campanha boa, tenho certeza” explicou Tockers.

Tal como em um campeonato de futebol, a decisão do CBLoL 2016 foi marcada por provocações nas redes sociais por parte das duas equipes. Infelizmente para o Keyd, a equipe do INTZ mostrou-se muito superior na partida. Tal hegemonia deve-se à intensa preparação que o time teve antes da final: os intrépidos passaram 15 dias em Berlim, na Alemanha, treinando com outras equipes profissionais de LoL.

Abaixo tem o momento da conquista do INTZ no CBLoL 2016:

Big Gods inaugura nova Gaming House em São Paulo

A Big Gods, uma das principais organizações do eSport brasileiro está em fase de expansão e para mostrar que daqui em diante será uma equipe mais competitiva, foi anunciado que haverão investimentos em novas equipes. Neste ano. Além de manter um time em League of Legends, a equipe anunciou lineups com novos jogadores em mais três jogos que fazem parte do circuito mundial de eSports, sendo eles: Counter Strike, Hearthstone, Heroes of the Storm e Street Fighter V.

O objetivo da Big Gods é obter sucesso também nestes jogos, tal como foi obtido em LoL (atualmente a Big Gods ostenta o primeiro lugar no Circuito Desafiante). Para que isso ocorra, a equipe replicará a f´romula de sucesso nos demais jogos e até irá adotar um “CT” oficial: as cinco equipes passam a morar juntas na nova Gaming House da organização, localizada no Que Tal Hostel, em São Paulo.

“Investir nestes jogadores é mais um passo que a Big Gods dá para carimbar seu nome na história do eSport nacional”, disse Danilo Salgueiro, gerente geral da Big Gods. “Temos a certeza que com este investimento e com o crescimento da modalidade, nossos jogadores têm tudo para conquistar títulos em 2016. Depois de pesquisarmos o local ideal para ser a casa para nossos atletas, decidimos transformar o Que Tal Hostel em nossa Gaming House, que acabou sendo apelidada de ‘Olimpo’ pela organização”, completa.

Como se não bastasse, a Big Gods também estará de cara nova. De acordo com a organização, o uniforme será totalmente remodelado para o início da temporada, mas sem abandonar as cores rubro-negras que já caracterizaram um dos times profissionais de eSports mais competitivos da atualidade.

Abaixo está a nova Lineup da Big Gods para 2016

League of Legends
Felipe “Ranger” Brombilla – Topo
Leonardo “Leozuxo” Camícia – Caçador
Rafael “Rakin” Knittel – Meio
Lucas “Luskka” Rentechen – Atirador
Ygor “RedBert” Freitas – Suporte

Heroes of the Storm
Murillo “Murizzz” Tuchtenhagen – Flex
Juan “Jschritte” Passos – Flex
Matheus “Typhex” Santos – Tank/Flex
Esteban “DEUS” Aspera – Assassin
Rodrigo “Vieira” Lopes – Support

Counter-Strike
Alef ”tatazin” Pereira
Gabriel “gaabxx” Carli
Denner “KHTEX” Barchfield
Gabriel “BIEL THE MAGICIAN” Romais
Lucas “skip” Santiago

Street Fighter V
Daniel “Cabeça”

HearthStone
Leo “Leomane” Almeida
Yan “Vinny” Schuawb

XLG é a nova organizadora do Circuito Desafiante de LoL

Notícias interessantes para quem é fã de League of Legends: a Xtreme League (XLG) fechou uma parceria com a Riot, de modo que a XLG será a nova organizadora do circuito o principal torneio de acesso ao Campeonato Brasileiro de LoL (o CBLoL). Com a parceria, espera-se que a organização do Circuito Desafiante de League of Legends seja melhor e mais organizado.

Para quem não conhece, a XLG é uma liga de e-Sports organizada pelo BoaCompra, uma empresa ligada ao UOL. Outra novidade interessante é que a transmissão do torneio será feita com exclusividade pela Azubu, rede de entretenimento especializada em esportes eletrônicos. De acordo com a XLG, o Circuito Desafiante terá início no próximo dia 18 de janeiro e contará com seis times: 2Kill Gaming, Big Gods, Brave E-Sports, Estúdio XP, Keyd Warriors e Robot E-Sports, disputando um total de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) em dinheiro.

Os primeiros confrontos já foram definidos. O Circuito de LoL será dividido em dois splits, disputados no formato de pontos corridos. A primeira semana será marcada pelos seguintes confrontos:

 

– Segunda-feira (18/01) às 21:00:

– 2kill vs Big Gods

 

– Terça-feira (19/01) às 19:30:

– Estúdio XP vs Brave e-Sports

– Keyd Warriors vs Robot

 

O calendário completo do Circuito Desafiante de LoL está disponível no site da XLG. A transmissão ao vivo dos jogos será feita exclusivamente pela Azubu, no canal da XLG.

Abaixo tem o trailer de LoL:

 

 

Riot Games abre 20 vagas para São Paulo

A Riot Games, produtora por trás do sucesso League of Legends, anunciou a abertura de 20 vagas para seu escritório em São Paulo. As vagas são para especialistas em artes, business intelligence, desenvolvimento web, produção de vídeos, suporte ao jogador, tecnologia da  informação (TI), entre outros. Tais vagas são parte do plano de expansão da Riot na América Latina.

“Estamos em busca de profissionais que sejam apaixonados por jogos em geral e que possuam uma grande bagagem no mercado de trabalho” afirma Roberto Iervolino, Gerente Geral da Riot Games. “Nosso escritório já possui 63 funcionários inovadores, comprometidos com o objetivo de oferecer a melhor experiência a nossos jogadores”, completa.

A Riot Games oferece vários benefícios aos seus funcionários, tais como uma bolsa anual para jogos, de modo que o funcionário pode se especializar ainda mais no ramo da empresa. Em um ranking da revista Fortune, a Riot Games foi eleita a 13º melhor empresa para se trabalhar. Se você é profissional da área de jogos eletrônicos e está em busca de uma oportunidade em uma grande empresa, aí está a chance!

Como participar do processo seletivo da Riot Games

Para participar do processo seletivo, basta entrar no site da Riot e selecionar a cidade de São Paulo, selecionar a vaga de interesse e anexar uma carta de apresentação juntamente com o currículo. De acordo com a Riot Games, todas as vagas exigem o idioma inglês (entre nível avançado e fluente). Após análise de currículos, a empresa entrará em contato para agendar entrevistas.