Arquivo da tag: LoL

CNB Arena transmitirá todas as partidas da temporada de 2017 do CBLoL

A CNB dará seu primeiro passo na temporada 2017 neste sábado em partida contra o INTZ eSports. Se em 2016 os fãs de League of Legends tiveram motivos de sobras para comemorar o enorme crescimento do Campeonato Brasileiro (CBLOL) da modalidade, para este ano a expectativa é ainda maior e já tem data para começar. Os torcedores da equipe podem apoiar a equipe de forma mais confortável, pois a equipe acaba de anunciar uma ação inédita: todas as partidas serão transmitidas na CNB Arena, trazendo um ambiente especial para os torcedores.

Não apenas as partidas da CNB serão transmitidas na Arena, mas também as partidas de todas as equipes. Além das transmissões, o objetivo da ação é criar um espaço intimista, onde todos os visitantes participarão de sorteios exclusivos, e poderão interagir com membros do CNB, além de conhecer o local de treino dos Blumers e, claro, construir um ambiente que vá unir as torcidas.

“Esse projeto é um sonho pessoal nosso que estamos conseguindo colocar em prática. Nós queremos ver o CNB alçando voos cada vez maiores, mas, também pensamos nos e-Sports como um todo, então resolvemos investir na arena e na transmissão de jogos de todos os times para criarmos um ambiente diferenciado para todos os fãs dos jogos eletrônicos“ comenta Carlos Júnior, um dos sócios fundadores da equipe.

Sonho antigo do CNB, o projeto da arena já vinha sido pensado desde 2009, e o sonho começou a se tornar realidade desde o último mês de novembro. Com a novidade, a expectativa é de que 15 mil torcedores possam conhecer o local durante o primeiro ano, criando um engajamento cada vez maior para o clube.

Os fãs de League of Legens já podem adquirir os ingressos através do site oficial da Arena. Os valores variam de R$ 30,00 a R$ 100,00 por rodada e de R$ 200,00 a R$ 400,00 para o passaporte que dá direito a todas as transmissões do 1

 

Serviço – Transmissões da temporada de 2017 do CBLOL na CNB Arena

Local: CNB Arena

Endereço: Av. Jonia, 664 São Paulo, SP.

Sitehttp://arena.cnbesc.com.br/loja/

Valor: de R$ 30,00 a R$ 100,00 (rodada) e de R$ 200,00 a R$ 400,00 (temporada)

Totalmente renovado, INTZ estreia neste sábado (21) no CBLoL 2017

Após uma temporada extremamente bem-sucedida, a equipe da INTZ eSports dará seu primeiro passo rumo a uma campanha igualmente vitoriosa no Circuito Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2017. Pelo menos é isso que a equipe espera com sua nova lineup. A trajetória começa neste sábado (21) às 15h, em partida oficial contra a respeitada equipe CNB eSports, com transmissão via Twitch.

Entre os novos rostos da INTZ estão Marcelo “Ayel” Mello (topo), Gabriel “Turtle” Peixoto (caçador) e Bruno “Envy” Farias (meio) juntam-se a Micael “micaO” Rodrigues (atirador) e a Luan “Jockster” Cardoso (suporte). A intenção da comissão técnica é trazer renovação e confiança para continuar trazendo os troféus. De acordo com Cláudio Godoi, Mind Coach da equipe, os treinos foram intensos e extremamente satisfatórios. Os jogadores “experientes” destacam o trabalho realizado durante a pré-temporada.

“Estamos treinando com dedicação dobrada em busca do entrosamento, já que trocamos mais da metade da equipe para esse ano. Eu, particularmente, estou muito motivado e posso garantir que todos vão dar o sangue para ganhar. Durante as férias, já não via a hora de voltar a jogar e começar logo o CBLoL. Eu, Jockster e todo staff estamos dando todo apoio e temos total confiança nos novos jogadores. O espírito está bem legal e esperamos conseguir bons resultados para os nossos torcedores”, afirmou micaO.

Na temporada passada, os Intrépidos conseguiram a façanha inédita para qualquer clube no cenário nacional – conquistar os dois splits do Campeonato Brasileiro de League of Legends em um mesmo ano (o primeiro vendo a Keyd na decisão e o segundo, a CNB), o tricampeonato do Brasil Mega Arena e o Desafio Invocadores – todos de forma invicta.

micaoNo âmbito internacional, o INTZ teve êxito no International Wildcard Qualifier, com um triunfo por emocionantes 3 a 2 diante dos turcos da Dark Passagem que garantiu vaga no Mundial dos Estados Unidos. Apesar de não conseguir avançar para a fase de playoffs, a participação ficou marcada pela vitória sobre a Edward Gaming, da China, o que foi considerado o maior feito de uma equipe brasileira em toda a história do LoL.

“Tivemos o melhor ano da história de um clube na categoria do League of Legends, graças ao esforço de todos os envolvidos. Aquele quinteto está eternizado e merece todos os elogios. Agora, estamos em uma nova etapa, apostando na mesma filosofia que usamos para formar a equipe campeã de tudo. Confiamos plenamente nos jogadores e na comissão técnica e, pelo que vi dos treinos, tenho certeza de que dedicação e espírito competitivo não vão faltar. Agradecemos todas as manifestações positivas da nossa torcida intrépida”, afirmou o diretor-geral do INTZ, Lucas Almeida.

Confira abaixo os jogos do INTZ na primeira etapa do CBLoL 2017:

 calendario

 

Big Gods contrata primeiro brasileiro como reforço para equipe na Challenger Series

A Big Gods – uma das principais organizações do eSport do País – anunciou a contratação do suporte Gustavo “Baiano” Gomes como reserva de Koo Hyuk “KonKwon” Kown para a lineup que disputará a Challenger Series norte-americana de League of Legends. A equipe espera ter um leque maior de campeões, visto que o jogo passa por mudanças constantes de meta, e por isso investiu no atleta brasileiro, que também disputará algumas das partidas da liga de acesso à LCS. O atleta é o primeiro brasileiro a reforçar a equipe para a disputa da Challenger Series.

“O cenário brasileiro de League of Legends conta com jogadores de altíssimo desempenho. Após diversas negociações, ficamos contentes em anunciar o Baiano como um reforço para o nosso time. Temos certeza que a vinda dele para a Big Gods será o primeiro passo para outros talentos do nosso País disputarem a liga norte-americana”, afirma Danilo Salgueiro, CEO da Big Gods. “A ideia é que esses atletas tragam mais versatilidade à nossa lineup e que treinem constantemente com o restante da equipe para termos a flexibilidade necessária que os confrontos da Challenger Series exigirão”, completa.

Entre os motivos para Baiano ter escolhido ir para os EUA ao invés de continuar no Brasil estão o compromisso de sagrar-se campeão, aprender táticas em um cenário mais competitivo e voltar a trabalhar com o técnico Ednilson “Jukaah” Vargas. A princípio o jogador será reserva da equipe. A Challenger Series norte-americana começa em fevereiro e a equipe vencedora garante vaga para a segunda etapa do campeonato principal de League of Legends.

Como Baiano foi parar na Big Gods

“Assim que eu anunciei que estava free agent eu recebi proposta de dois times do CBLoL, mas eu não acho que jogaria meu 100% em um time que não lutaria pelo título, nao queria aceitar qualquer proposta só para estar jogando no CBLoL”, conta o jogador em entrevista para ESPN, sem dizer, claro, quais seriam esses times. “Junto com essas, também vieram algumas propostas dos principais times do LAS [região sul-americana] e também a da BigGods”, continua.

INTZ anuncia vagas para time profissional de League of Legends

Já imaginou ser um jogador profissional de videogames? A fantasia de ganhar dinheiro e se tornar um cyberatleta pode se tornar real muito em breve para alguns jogadores, pois no início desta semana o clube profissional INTZ publicou em sua conta do Twitter que está buscando novos jogadores para todas as posições do time de League of Legends.

Os interessados devem preencher um formulário no site da organização. Tal formulário revela a intenção da INTZ de montar um time competitivo e criar uma nova geração de propayers. Aparentemente, os contratados ficarão durante toda a temporada de 2017 do CBLoL. Se você conhece bem o game e as nuances estratégicas utilizadas pelos times top de linha, eis uma bela oportunidade de mudar de vida fazendo o que gosta.

twitter-intzPara se candidatar é necessário preencher alguns requisitos, como ser maior de 17 anos; experiência de 2 anos jogando LoL; disponibilidade para morar em São Paulo; condição técnica de representar a nossa equipe no 1º Split do CBLoL; interesse em seguir carreira profissional de cyber-atleta; apoio da família na profissão; ser brasileiro ou morar no Brasil há mais de 1 ano.

Infelizmente a INTZ não divulgou os benefícios do cargo, como salário. Mas pelo calibre do clube, espera-se que esteja compatível com o mercado. Para quem não acompanha os eSports, a equipe de “LoL” da INTZ foi o principal destaque no CBLoL em 2016, conseguindo inclusive uma vaga no Mundial. A formação atual da equipe é Felipe “Yang” Zhao, Gabriel “Revolta” Henud, Gabriel “Tockers” Claumann, Micael “micaO” Rodrigues e Luan “Jockster” Cardoso. A INTZ ainda não se pronunciou se os atuais jogadores serão substituídos pelos novos contratados ou se está é parte de alguma estratégia do clube para montar um time alternativo.

Riot Games Brasil e SporTV transmitem a final do Campeonato Mundial de League of Legends

Boa notícia para os fãs de League of Legends: a Riot Games e os canais SporTV retomaram a velha parceria, de modo que a rede televisiva volta a transmitir as partidas decisivas do Campeonato Brasileiro de League of Legends 2016 (CBLOL) e o International Wildcard Qualifier 2016 (IWCQ). A intenção é transmitir as partidas até que chegue a grande final do Campeonato Mundial de League of Legends 2016 (Worlds), a ser realizada no dia 29 de outubro.

O palco da grande partida final será o STAPLES Center, em Los Angeles, nos Estados Unidos. A transmissão, com direito a Cerimônia de Abertura, terá início às 20h30 (horário de Brasília), no SporTV2 e sportv.com, e contará com a participação da equipe brasileira de apresentadores da Riot Games diretamente do ginásio. Os torcedores também poderão assistir o embate nos canais da Riot Games Brasil no YouTube, noTwitch TV e no Azubu TV.

O Worlds 2016 teve início em 29 de setembro, quando o Bill Graham Civic Auditorium, em São Francisco, recebeu as 16 melhores equipes do mundo para a disputa da Fase de Grupos. Em seguida, foi a vez de Chicago sediar as Quartas de Finais, no tradicional Chicago Theatre. Em 21  de outubro foi a vez da cidade de Nova Iorque abrir as portas do Madison Square Garden para as Semi-finais. Todas as partidas são transmitidas pelos canais da Riot Games Brasil e a cobertura completa do campeonato pode ser acompanhada em br.lolesports.com.  A parceria espera repetir o sucesso das transmissões anteriores, quando a Riot Games e o SporTV juntos tiveram audiência de 2,1 milhões de pessoas no CBLOL e 2,3 milhões no IWCQ.

“O interesse dos brasileiros pelas partidas da Fase de Grupos do Worlds deste ano garantiu a média de audiência de 600 mil espectadores e o público acompanhou não só as partidas da INTZ, representante brasileiro, como dos demais times da elite do cenário profissional mundial”, diz Roberto Iervolino, Gerente Geral da Riot Games Brasil. Os fãs do jogo também acompanham as redes sociais e a cobertura da imprensa de eSports, demonstrando interesse pelo cenário internacional. “O Brasil apresenta não só equipes profissionais capazes de disputar campeonatos no exterior, como também uma torcida que vibra com as partidas entre as melhores equipes do mundo. Isso só reforça nossa crença e afirmação do esporte eletrônico como conteúdo relevante para o público”, completa o executivo.

Mais sobre as transmissões de League of Legends

Os fãs de eSports também poderão acompanhar a grande final por meio da Torcida LoL: uma série de eventos independentes espalhados pelo país que reúnem a comunidade de League of Legends durante partidas decisivas. Esse ano serão realizados 70 eventos com a expectativa de receber mais de 20 mil torcedores. Todos que comparecerem à Torcida LOL ganharão brindes e participarão de diversas atividades. Para mais detalhes e informações acesse o site do evento.

INTZ eSports completa dois anos de atividade

Sabe quem está completando aniversário neste mês? Sim, o INTZ eSports Club, uma das equipes de cyberatletas mais tradicional e vitoriosa do Brasil. Com apenas dois anos (completados no último dia 20), a equipe é atualmente uma das forças mais proeminentes do cenário eletrônico do país, com uma coleção de títulos invejável.

Atualmente a equipe é a grande campeã do Campeonato Brasileiro de League of Legends, um dos mais disputados torneios do Brasil. A conquista é fruto de um trabalho incansável de treinadores e atletas que treinam dia e noite para alcançar a perfeição em suas estratégias.

O treinamento dos Intrépidos é realizado regularmente na Gaming House do grupo, localizado no bairro do Brás, em São Paulo. O local é distribuído em quatro apartamentos no mesmo prédio, sendo 2 gaming houses pra time de LOL e CS:GO, um training center para as demais equipes treinarem antes de torneios importantes, além de um escritório que abriga toda a staff em horário comercial.

“Estudamos muito o mercado antes de criar o INTZ. Após muita análise, vimos que era uma grande oportunidade em uma área que cresce exponencialmente. E, de fato, a resposta veio rapidamente. Esperamos seguir consolidando nossa marca e crescendo desta maneira. Os títulos conquistados refletem a gestão profissional feita até o momento”, analisa Lucas Almeida.

Após a criação do INTZ eSports Club, Lucas e Rogério firmaram contrato com cinco atletas, um manager e um coach para a geração da equipe de LoL. Rapidamente, os primeiros resultados apareceram. O primeiro desafio do clube foi o qualify que dava vagas aos playoffs do CBLoL.

Desde então, o INTZ não parou mais. Após chegar à elite do CBLoL, a equipe sempre marcou presença nas decisões do torneio – conquistando três títulos em quatro finais disputadas. Nas outras modalidades, o espírito vencedor também está presente. Contando com atletas de ponta, o clube tem marcado presença em decisões e levado troféus nas mais variadas categorias. Destaque para os títulos brasileiros de SMITE e CrossFire, além da grande campanha no mundial da categoria e o vice-mundial de Battlefield.

O INTZ hoje é uma força em diversos jogos

Atualmente o INTZ mantém lineups dos seguintes jogos: League of Legends, Heroes of the Storm, Dota, Smite, CS: GO, CrossFire, Rainbow Six, Battlefield, World of Tanks, Hearthstone e FIFA. O GameReporter assistiu recentemente a disputa entre o INTZ e a Red Canids no Smite. Apesar de a vitória ter sido dos Vermelhos, podemos afirmar que a INTZ é o tipo de time de dá gosto ver jogando. Isto explica esses dois anos vitoriosos e a expectativa para os próximos dois anos da equipe.

Riot Games Brasil cria os quadrinhos GGWP de League of Legends

League of Legends já conquistou o mundo dos games, agora chegou a vez de conquistar o universo dos quadrinhos. Sim, a Riot Games acaba de criar uma série de quadrinhos inspirados em seu famoso MOBA. Diferente do que se possa imaginar, a série de quadrinhos GGWP foi criada não para expandir o universo do jogo, mas sim para incentivar o comportamento positivo dos jogadores durante as partidas.

Os quadrinhos GGWP (Good Game Well Played) dão visibilidade aos jogadores que agirem de forma esportiva em partidas reais. Ainda de acordo com a Publisher, a ação foi colocada em prática com base em ideias vindas do fórum do game que coleta que incentiva os relatos sobre jogadores que agiram de forma positiva frente a situações de estresse durante a partida.

Outro evento do fórum voltado para celebrar o comportamento positivo durante os jogos é o “Quer umas dicas para melhorar seu comportamento?”, onde os jogadores explicam para os outros participantes as dificuldades que têm para lidar com a raiva ou a frustração dentro de League of Legends e a própria comunidade dá sugestões de como agir diante desses problemas.

Segundo Flávio Gerab, executivo da Riot Games Brasil, a intenção principal é tornar a experiência do jogo mais divertida para todos os envolvidos. “A cada três semanas lançamos novos quadrinhos e o roteiro deles é construído a partir de conversas reais que aconteceram em partidas de League of Legends, indicadas no nosso fórum, onde os participantes contam histórias de jogadores legais com quem jogaram recentemente”, explica.

O primeiro quadrinho publicado pela Riot Games foi “Nautilus e o Carrossel da Culpa”, que, a partir da experiência dos próprios jogadores, descreve o prejuízo que um time sofre em seu desempenho ao ficar procurando “um culpado” para os momentos em que a equipe comete erros e perde pontos na partida. A história mostra também a solução encontrada por um dos jogadores para finalizar a inútil discussão. “A Virada de Karma” foi o segundo quadrinho publicado, que mostrou a forma como uma jogadora conseguiu unir o time e dar início a uma amizade entre os membros após uma experiência de fracasso no início da partida, evitando a desistência da equipe.

Outra história transposta para os quadrinhos GGWP conta a experiência de Fair Play (jogo limpo) de um jogador que se recusou a atacar um oponente quando a conexão de internet deste havia caído. Na quarta edição da HQ a história ilustrada é contada por um jogador novato, que entrou em uma partida competitiva (ranqueada) por engano. O time, inicialmente frustrado, passou a apoiá-lo quando ele reconheceu que era novato e aceitou as sugestões que os outros membros de sua equipe lhe deram.

 “O retorno da comunidade a essa iniciativa tem sido bacana no sentido de fazer com que os leitores dos quadrinhos contem as próprias experiências que tiveram com jogadores com comportamento positivo, como isso os inspirou e como tornou aquelas partidas memoráveis”, acrescenta Gerab.

Para acessar os quadrinhos GGWP, basta acessar o site do game. Abaixo tem um trailer de League of Legends:

Riot realiza estudo sobre comportamento dos jogadores de LoL

Se você tem o costume de jogar online, certamente já vivenciou alguma experiência negativa ocasionada pelo mau comportamento de algum colega, ou talvez tenha até sido o causador de intrigas. Pode parecer que não, mas as grandes empresas geralmente estão de olho nos jogadores que não se comportam na rede, sendo que as punições variam e simples advertência até banimento do jogo. A Riot Games realizou recentemente uma pesquisa para mapear o comportamento dos jogadores de League of Legends e o resultado foi bastante interessante. O estudo foi liderado por Jeffrey Lin, designer de Social Systems da Riot Games, e contou com o apoio de cientistas que analisaram as interações entre os 67 milhões de jogadores regulares de LoL.

De acordo com o estudo, apenas 1% dos jogadores são consistentemente “tóxicos” e essa pequena parcela é responsável por 5% da “toxicidade” no League of Legends. Todo o restante do comportamento negativo é fruto de jogadores que estão em um dia ruim ou em um momento de frustração no jogo ou fora dele. Assim, a Riot entende que a apenas uma minoria tende a realizar e manter comportamentos inadequados durante a jogatina.

Segundo Marcio Orlandi, diretor de Produtos da Riot Games Brasil, promover o comportamento positivo tem sido uma prioridade para a empresa. Por isso a companhia mantém times de especialistas em comportamento dedicados especialmente a esse fim. A ideia é coibir práticas perturbadoras e garantir que ninguém tenha seu jogo estragado por causa de alguns valentões.

Segundo informações da empresa, foram criados modelos de inteligência artificial capazes de dar feedback a jogadores com comportamento negativo em cerca de 20 minutos após o final de uma partida. Além disso, a empresa estaria buscando ajudar os jogadores a reconhecer e valorizar o comportamento positivo e proativo, de modo que a própria comunidade se regule.

Além dessas iniciativas, a Riot também desenvolveu modelos de interação entre jogadores em eventos de fórum, como o Detetive LoL e as Dicas de Comportamento. Também foi criado o Projeto GGWP, composto por quadrinhos e murais que dão destaque a jogadores especialmente positivos. Por fim, há um modelo de podcast que discute temas de comportamento e está em teste. Naturalmente é impossível manter todos os jogadores na linha, mas a Riot entende que essas práticas diminuirão gradativamente a reincidência de mau comportamento por parte de um determinado jogador que está em um mal dia.

A editora entende ainda que mesmo que fossem banidos a maioria dos jogadores considerados tóxicos, o problema de harassment não seria totalmente solucionado visto que os jogadores recorrentemente tóxicos são uma minoria de 1%. Para ajudar os jogadores a mudarem seu comportamento, Lin e sua equipe trabalham com a aplicação de conceitos básicos de psicologia. Uma das ferramentas que desenvolveram exibe mensagens um pouco antes de uma atividade que pode resultar em mau comportamento.

Foram separadas 24 mensagens ou dicas que serão exibidas durante o jogo, incluindo frases que incentivam o bom comportamento, como “Jogadores que cooperam com seus companheiros ganham 31% a mais das partidas.”, e outras que desmotivam o mau comportamento, como “O desempenho de seus companheiros de equipe piora, se você fizer uso de harassment após um equívoco”.

Medidas da Riot para melhorar o comportamento dos jogadores

O aviso sobre o harassment (termo utilizado quando um jogador resolve atormentar outro), que resultaria em mau desempenho dos jogadores, reduziu as atividades negativas em 8,3%, abuso verbal em 6,2% e linguajar ofensivo em 11%. As mensagens positivas sobre cooperação dos jogadores resultaram na redução do linguajar ofensivo em 6,2% e houve benefícios menores em outras categorias.

Apenas algumas análises da pesquisa foram divulgadas, por isso ainda é cedo para fazer generalizações, segundo os especialistas. Ainda assim, se nada disso te convenceu de que se comportar bem online é o melhor caminho, lembre-se que os times mais vitoriosos do e-Sport são adeptos do fair play e todos se tratam como amigos.

Brasil Mega Arena Rio reúne 18 mil pessoas no Centro de Convenções SulAmérica

Conforme havíamos noticiado, o ultimo final de semana do mês de abril foi marcado pelo Brasil Mega Arena Rio, evento de e-Sport referência mundial e que atrai milhares de fãs a cada nova edição. Como não poderia deixar de ser, a edição carioca foi um grande sucesso, de modo que os organizadores já estão ansiosos para a versão paulista, que tem data marcada para outubro deste ano.

De acordo com os organizadores, o Brasil Mega Arena Rio reuniu mais de 18 mil fãs para acompanhar disputas acirradas entre algumas das equipes mais famosas do país em partidas de League of Legends, CrossFire, Counter-Strike e Rainbow Six Siege. Além do prestígio e do título estavam em disputa prêmios no total de R$ 126 mil nos quatro dias de evento.

O evento teve ingressos esgotados, ou seja, o Centro de Convenções SulAmérica ficou pequeno para acomodar tanta gente. Para quem não pôde ir pessoalmente, a organização preparou um evento digno de nota com o casting oficial do CBLoL, narração de Tixinha e Toboco, análise e comentários de Melão e apresentação de Skeat. A BRMA contou com torneios em formato de melhor de três, disputados em dois palcos, com transmissão ao vivo nos telões e também em tempo real pelo canal da BRMA na Twitch que teve em média 40 mil pessoas online.

Além de torcer pelos seus times favoritos, testar novidades do mercado de games nos estantes dos parceiros, como os óculos Rift de realidade virtual da Gigabyte, e adquirir produtos licenciados nas lojas oficiais das equipes, fez muito sucesso o espaço da seletiva da Red Canids, onde quem sonha em ser pro-player pode exibir suas habilidades aos olheiros do time que estão em busca de jogadores para o time B.

“Nosso retorno ao Rio de Janeiro foi melhor do que o esperado”, disse Felippe Corradini, organizador do evento. “A recepção do público aos campeonatos e às atrações foi muito boa. Em breve estaremos de volta com certeza. Esperamos que o público também possa ir à edição de São Paulo que será muito maior e terá ainda mais novidades”, completa.

Outra atração da Brasil Mega Arena Rio foi a presença de youtubers famosos. Ao longo do evento, dezenas de celebridades do YouTube passaram pelo Centro de Convenções SulAmérica, atenderam às longas filas de fãs fazendo fotos e dando autógrafos e comandaram apresentações no palco principal. Passaram por lá Rato Borrachudo, Muca Muriçoca, Luccas Neto, La Fênix, Gordox, Zigueira, Cellbit, Ziggy Zira, Natasha Rattacasso, Juliana Ribeiro, Eduardo Barreto, Toddynho e PedroDBR.

Vencedores do Brasil Mega Arena Rio

O torneio de League of Legends foi de longe a maior atração do evento, tanto que reuniu alguns dos times mais conhecidos do Brasil. O INTZ sagrou-se o grande vencedor da disputa ao bater o Keyd Stars. Além disso, o INTZ também venceu o desafio de CrossFire. Abaixo você confere a classificação de cada torneio:

League of Legends
1º – INTZ
2º – Keyd Stars
3º – Operation Kino
4º – paiN Gaming

CrossFire
1º – INTZ
2º – paiN Gaming
3º – g3nerationX
4º – Innova e-Sports

Counter-Strike
1º – Keyd Stars
2º – Innova e-Sports
3º – Need Jobs
4º – Big Gods

Rainbow Six Siege
1º – Team United
2º – paiN Gaming
3º – 2Kill
4º – BB Host

O próximo desafio está marcado para outubro, na cidade de São Paulo. A Brasil Mega Arena São Paulo terá cinco dias de evento e irá ocorrer no Expo Center Norte. A organização espera que o evento paulista reúna ainda mais público e audiência através dos canais de transmissão. Certamente os principais times de e-sports estarão preparados para este novo desafio.
Serviço – Brasil Mega Arena São Paulo
Dias 12 a 16 de outubro de 2016
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333. São Paulo – SP

INTZ Academy adquire vaga e participa do próximo Circuito Desafiante do CBLoL

Os torcedores do INTZ e-Sports Club poderão torcer em dobro pela equipe nesta temporada, pois além de competir nos torneios principais, o time também participará da divisão de acesso do CBLoL. Isto porque o INTZ comprou a vaga que pertencia ao Robot E-Sports Team. Deste modo, o INTZ está confirmado como um dos representantes no 2º Split do Circuito Desafiante do Campeonato Brasileiro de League of Legends. Na divisão de acesso os Intrépidos serão conhecidos como INTZ Academy.

“A compra da vaga no Circuito Desafiante foi realizada a partir de uma oportunidade que nos foi apresentada no último dia de inscrições. O interesse pela vaga na 2ª divisão do Brasileirão se dá por três motivos: experiência competitiva de cinco jogadores que serão os reservas da nossa equipe principal, mais momentos dos nossos intrépidos torcerem por nosso clube e, por fim, a oportunidade de revelação de novos talentos”, afirma o diretor do INTZ, Lucas Almeida.

De acordo com a direção do INTZ Academy, os membros que compunham a line-up titular do Robot serão reservas. Assim, integrantes do INTZ assumem a titularidade e o coach do novo time também será indicado pelos Intrépidos. O objetivo principal é dar ritmo de jogo aos reservas dos atuais campeões brasileiros. Entretanto, os antigos membros do Robot poderão brigar por vagas no time titular.

“Diferentemente de outros clubes que compraram a vaga e não deram oportunidade para os jogadores que jogavam no clube anterior, nós convidamos todos os jogadores para serem reservas do INTZ Academy e brigarem pela vaga com titular. Se eles tiverem em melhor nível de jogo, terão oportunidade de jogar como titulares, gerando uma competitividade sadia na equipe. Todos os jogadores foram convidados, inclusive o coach. Alguns, infelizmente, já negaram e outros estão pensando na proposta. Dentro dessa proposta, além de ajuda de custo baseado em metas, há a possibilidade de treinamentos intensivos em nosso centro de treinamento durante curtos períodos”, revela Lucas Almeida.

INTZ Academy no Circuito Desafiante

A segunda etapa do Circuito Desafiante 2016 de CBLoL tem inicio marcado para o dia 23 de maio. O vencedor do circuito subirá diretamente para a elite do CBLoL, enquanto as equipes que ficarem nos 2º e 3º lugares enfrentarão, respectivamente, 7º e 6º colocados da divisão principal, definindo o descenso e acesso da etapa consequente na temporada.