Arquivo da tag: Loja de Games

UZ Games inaugura unidade no recém-construído Tietê Plaza Shopping

uzgames_645

Quem conhece a região de Pirituba, na Marginal Tietê em São Paulo, sabe que há algum tempo estava a em construção o Shopping Tietê. Pois bem, o Shopping foi inaugurado recentemente e para alegria de quem curte videogames, o novo centro de compras da capital paulista terá uma unidade da UZ Games, loja especializada em games.

Esta é a 28º unidade da rede varejista somente na cidade de São Paulo e a 70º loja da rede no Brasil. A rede espera atender moradores da região oeste e noroeste da cidade, além de ciodades próximas como Osasco e Carapicuíba. De acordo com a UZ Games a loja contará com as novidades do mercado e com os principais Best-sellers da indústria.

O Brasil está passando por um momento muito bom, somos um dos cinco maiores mercados consumidores de games do mundo. O público está crescendo e a oferta por produtos e serviços de qualidade tem que crescer junto”, disse Hélio Munhaes, responsável pela franquia. Além de estudar a indústria, Hélio é um gamer desde quando era criança. “Minha mãe vivia dizendo ‘sei que quando você crescer isso vai passar’. Mas nunca passou!”, comenta o empresário.

De acordo com Hélio, a escolha por abrir uma franquia da UZ Games deveu-se após constatar que a marca é forte no mercado varejista e oferece segurança aos franqueados, além de qualidade aos consumidores. Além da venda tradicional de jogos e consoles, a unidade contará com assistência técnica e o exclusivo serviço USE e TROQUE, que permite ais cliente utilizarem seus jogos e consoles seminovos como moeda de troca na negociação por novos produtos.

A UZ Games está presente em 13 estados e consolida-se como a maior rede varejista de games do Brasil.

 

Serviço – UZ Games Tietê Plaza Shopping – São Paulo

Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 1465 – 2 Piso – Setor SUC 3029

Tel: (11) 3201-9103

Loja de games usados quer repassar parte de lucros para distribuidoras

A indústria já declarou guerra à venda de games usados, e alguns executivos afirmam, inclusive, que a venda de jogos de segunda mão é mais danosa que a própria pirataria. Soluções, como o uso de códigos de download que só possam ser utilizados uma vez para liberar modos multiplayer, já começam a ser pensadas.

Mas, se a proposta da loja de games usadas PostalGamer der certo, a indústria vai ter um motivo a menos para se preocupar. A ideia é que parte dos lucros com games usados seja repassada para a distribuidora, cerca de 10% do valor arrecadado.

A projeção da empresa é que nos próximos quatro ou cinco anos, cerca de US$ 500 milhões sejam possam ser repassados à indústria. E esse não seria o único lucro: a PostalGamer quer enviar dados estatísticos que ajudarão a medir a popularidade de um game depois que ele sai das prateleiras das lojas.

Será que isso seria suficiente para começar a mudar a cabeça das distribuidoras e sua visão quanto ao mercado de usados? Qual a sua opinião?

[Via GamesIndustry]