Arquivo da tag: Livro

Warpzone lança livro com a história definitiva do Mega Drive

O Mega Drive é até hoje considerado um dos melhores consoles de videogame já produzido pela SEGA. Não por acaso a plataforma ainda conta com milhares de fãs espalhados pelo Brasil e pelo mundo. Pensando nisso, a Warpzone uniu-se com a Tectoy para lançar o livro definitivo que vai contar toda a trajetória do console de 16 bits.

megawz_capaO livro cataloga todos os jogos lançados para o Mega Drive, Sega CD e 32X, ou seja, mais de 1200 jogos. Cada um deles com análises em texto, contendo uma breve descrição e telas de todos os jogos. O livro traz também a história do console incluindo um capítulo inteiro sobre a Tectoy e sua mítica parceria com a SEGA.

O livro Mega Drive Definitivo possui 358 páginas e serve como uma homenagem ao maior console que a SEGA já lançou e a seus fãs. Quem comprar a obra até o dia 31/05 poderá gravar seu nome e uma frase no livro. O livro é vendido em dois formatos (com e sem caixa) pelos preços de R$ 274 e R$ 174, respectivamente. A pré-venda está disponível no site da Warpzone.

Abaixo tem um vídeo unboxing do Livro Definitivo do Mega Drive:

Livro com temática gamer é lançado pela Etherique Editora – A Saga dos Bugadores: A Alquimia dos Sentidos e os Meninos Unicórnios

Mais uma dica sapiente de leitura: a Etherique Editora acaba de lançar A Saga dos Bugadores: A Alquimia dos Sentidos e os Meninos Unicórnios, uma obra que tem bastante ligação com o mundo dos games e um enredo bem divertido. Aqui acompanhamos três histórias que ocorrem em tempos diferentes, mas que se cruzam num só lugar. Trata-se de um livro infanto-juvenil com bastante aventura e fantasia que trata temas como game, bullying, sentidos, elementos, alquimia, artes, amizade etc

Tudo acontece em três lugares diferentes quando três crianças recebem “presentes”. Eva, uma gamer do planeta Terra, apelidada Three Fingers devido à sua mão esquerda, recebe um sinal. À Brisa, nativa da mesma Ilha, do planeta Atmosphere, e aprendiz dos Poços Cantantes, é dado um enigma. E, por fim, Benjamin, o filho dos ventos, nativo do planeta Atmosphere, recebe uma direção. A Ilha Etérea de Martina, do planeta Atmosphere, enfrenta problemas, está prestes a submergir, distanciando-se cada vez mais do continente e da ajuda externa. Entretanto, os habitantes da Ilha não estarão sozinhos. Quando menos se espera, vem ajuda externa.

anna-guiAos dozes anos, dez meninos de diferentes planetas se encontram no campo imaginário do planeta Atmosphere, no mágico e virtual universo Unigame, na Ilha Etérea de Martina. Um grupo de avatares Perceptivos Bugadores de Games têm de invadir os games humanos mais violentos e promover o caos no seu funcionamento. O objetivo é o de chamar a atenção dos jogadores humanos, primeiro, para a existência do Duogame, o imaginário virtual do planeta Terra, dominado pelos games humanos mais violentos, cujos poderes são magnéticos e obscuros. Segundo, para a conexão e iminente colisão dos dois universos virtuais: o Duogame, do planeta Terra e o Unigame, do planeta Atmosphere. Mas os Avatares Perceptivos Bugadores de Games somente vão conseguir ser eficientes nessa luta ao alcançarem seu grau máximo, o de Meninos Unicórnios.

18558672_298853973894488_917670565675590812_oSe você procurar no dicionário, não encontrará a palavra Bugadores. Trata-se de uma palavra inventada pela autora Anna Gui para dar sentido a um mundo fantástico de ideias e aventuras Bugado remete ao sentido de jogos eletrônicos, ou seja, defeito, erro em algum game ou algo indesejável. Uma falha na lógica de um programa. No livro, bugadores causam falhas em games muito cruéis para provocar reflexão, chamar atenção, e recrutar aprendizes de Perceptivos, a fim de criar novos tipos de games.

Anna Gui é a autora e ilustradora do livro A Saga dos Bugadores: A Alquimia dos Sentidos e os Meninos Unicórnios, da Etherique Editora. Ela é Phd e Pós-Doutora em Artes (PUC-SP; UNESP; IUPUI-IN). Ilustradora, Art Designer de Concept Art, Artista Plástica, desde 2006, com prêmio de Ilustração da AI-AP Latin American Illustration (2016). Em 2015, ilustrou o livro Cena Cosplay, da Editora Sulinas.

 

Serviço – A Saga dos Bugadores: A Alquimia dos Sentidos e os Meninos Unicórnios

Editora: Etherique

Autora: Anna Gui

Número de páginas: 206

Preço: $25,00

Pré-venda do livro impresso no site da Etherique e o ebook na Amazon

Lançamento: 05/06/2017 no site da editora.

Idioma: Português

Batalha Final na Costa Oceânica completa 2º trilogia de livros inspirada em Minecraft

Minecraft não é apenas um fenômeno dos jogos eletrônicos, mas também da literatura. Prova disso são os livros de Mark Cheverton, que está em seu terceiro e último capítulo. Na obra conhecemos o protagonista Gameknight999, um garoto normal que é sugado para dentro do jogo e precisa enfrentar monstros determinados a destruir o Minecraft – e o mundo real. O terceiro livro da segunda trilogia acaba de sair do forno e já está disponível para os ávidos por boa leitura.

Depois de vencer criaturas assustadoras como Érebro e Malacoda nos livros “Invasão do mundo da superfície”, “Batalha pelo Nether” e “Enfrentando o dragão”, Gameknight finalmente conseguiu voltar para casa. Mas ele teve que enfrentar um inimigo bem mais perigoso na segunda trilogia, o maléfico vírus Herobrine.

9788501109354-227x350Depois de “Problemas na vila zumbi” e “O oráculo do templo da selva”, a aventura de Gameknight chega ao fim em“Batalha final na costa oceânica”, que estará nas livrarias pela Galera Junior em maio.  Na trama, Herobrine vem recrutando as mais poderosas criaturas das trevas para dar sua cartada final e enfim se libertar do mundo digital. O único jeito de enfrentá-lo é encontrar uma arma secreta. Seguindo uma dica misteriosa fornecida pelo Oráculo, Gameknight segue junto com seus companheiros para a orla do oceano, mas é claro que o caminho estará repleto de armadilhas plantadas pelo vilão.

Batalha final na costa oceânica” é o terceiro livro de “O mistério de Herobrine”, a segunda série inspirada em Minecraft escrita por Mark Cheverton. Pesquisador e professor, ele começou a se dedicar aos livros para ensinar uma lição sobre cyberbullying para o filho, quando um grupo de jogadores mal intencionados destruiu suas construções no game. No Brasil, os quatro livros anteriores inspirados no game já venderam mais de 200 mil exemplares pela Editora Record.

O autor Mark Cheverton cresceu na Califórnia e foi professor de matemática e física para o ensino médio por muitos anos. Enquanto lecionava, se tornou mestre em física e trabalhou com diversas pesquisas. Seu primeiro livro, “The Algae Voices of Azule”, foi publicado em 2012. Atualmente, escreve mais livros sobre o universo de Minecraft.

Minecraft Batalha Final na Costa Oceânica (O Mistério de Herobrine Vol. 3)

Autor: MARK CHEVERTON

Páginas: 288

Preço: R$ 34,90

Tradução: Ana Carolina Mesquita

Editora: Galera Junior | Grupo Editorial Record

Bem-Vindo à Vida Real – Livro fala sobre vício em videogames com leitura divertida e recheada de referências

A Editora Intrínseca aposta mais uma vez no mundo dos games em seu mais novo lançamento no Brasil. Em “Bem-vindo à Vida Real”, o leitor acompanha a divertida história de Jaxon, um completo viciado em videogames que acaba internado por seus pais em uma clínica de reabilitação horas após ter marcado um encontro com uma bela garota. A partir daí, Jaxon tem quatro dias para conseguir receber alta da clínica e ter seu tão esperado encontro.

O livro trata sobre as dificuldades de superar um vício de maneira lúdica, traçando um parâmetro entre substâncias controladas e videogames. Mas não pense que o autor está comparando os videogames com drogas. Na verdade é uma forma leve e divertida de tratar um tema tão delicado. Não por acaso a clínica Vídeo Horizontes, que é onde Jaxon é internado, propõe um tratamento por etapas (como em níveis de videogames) para seus internos.

bemvindoavidareal_gO tratamento de reabilitação da Vídeo Horizonte é “tratamento da vida real”, onde os internos devem alcançar 1 milhão de pontos na rotina da clínica, aprendendo habilidades úteis do dia a dia, praticando esportes e socializando. Cabe a Jaxon tentar burlar o sistema para ser liberado o mais rápido possível. Nesse ínterim o personagem se depara com personagens que convivem com esses mesmos vícios.

Mais do que contar uma história, Bem-vindo à Vida Real fala sobre questões emocionais e psicológicas sobre indivíduos que se afastaram por tantos anos de conexões na vida real. Isto tudo sem deixar de lado uma linguagem divertida e recheada de referências a jogos como Final Fantasy, Zelda e Mario Kart. Para quem curte videogames, uma leitura obrigatória.

O autor de Bem-vindo à Vida Real

Bem-vindo à Vida Real é o primeiro romance de Christian McKay Heidicler, um educador bastante preocupado com o público jovem. Christian trabalhou por muitos anos desenvolvendo quadrinhos didáticos para organizações sem fins lucrativos e lecionando escrita criativa na Broadview University. Atualmente ele escreve artigos científicos no site BirdBrain Science.

O livro (impresso pela Editora Intrínseca) conta com 320 e já está disponível em versões física (R$ 34,90) e digital (R$ 22,90) com tradução de Glenda D’Oliveira.

Editora Intrínseca lança o livro Five Night at Freddy’s Olhos Prateados no Brasil

Nenhum outro game de terror causou impacto tão imediato e sensível aos jogadores nos últimos anos quanto a franquia Five Nights at Freddy’s. Não por acaso, desde o lançamento do original em 2014 já existem cinco jogos principais e dois spins-off. Pois bem, a série de terror não vai se limitar aos jogos eletrônicos: no fim do ano passado, o universo da série se expandiu com o lançamento do primeiro livro da trilogia Five Nights at Freddy’s: Olhos Prateados.

Gostou? Compre o livro Five Night at Freddy’s Olhos Prateados no Brasil agora

O lançamento foi tão bem sucedido que o livro está há mais de quinze semanas na lista de mais vendidos do New York Times. Os fãs brasileiros poderão colocar as mãos na obra literária em breve, pois a editora Intrínseca está trazendo este lançamento em nosso país. Olhos Prateados foi escrito pelo próprio Scott Cawthon, o criador da série Five Nights at Freddy’s, ou seja, é uma obra canône e com bastante detalhes sobre a trama.

olhos-prateadosO mais interessante é que o lançamento de Olhos Prateados pode responder muitos mistérios que permeiam a obra de Cawthon. E já não era sem tempo: a própria comunidade criou centenas de teorias sobre os acontecimentos vivenciados ao longo dos cinco games. Na série de jogos, o gamer assume o papel de um vigia noturno, contratado para cuidar de uma pizzaria que abriga grandes bonecos eletrônicos. Estes, porém, não só ganharam vida como passam a perseguir o vigia.

O horror em Five Nights at Freddy’s: Olhos Prateados

Já o livro Olhos Perdidos leva o leitor ao mundo de Charlie, uma adolescente que volta para sua cidade natal quando é convidada para participar de uma homenagem a um de seus amigos de infância, morto misteriosamente na pizzaria que pertencia ao pai da garota.

Dez anos depois, ela está de volta à cidade do assassinato e, com os amigos, decide revisitar o lugar que marcou a todos de forma tão pesada: a Pizzaria Freddy Fazbear’s. O local, cujas principais atrações eram os animatrônicos, ainda está de pé, mas, abandonado, se assemelha agora a um cenário de filme de terror.

7847a4fbd3ff176718821de6afa4d7f3

A atmosfera angustiante está presente tanto no jogo eletrônico quanto no livro. Se, no computador, os sustos causados pela aproximação dos bonecos são o grande ápice, no livro, o mistério que ameaça os jovens e as reviravoltas do enredo dão o tom de tensão, que se tornou marca registrada de Five Nights at Freddy’s.

Ao longo das 368 páginas o leitor vai mergulhar em um mundo de terror psicológico recheado de detalhes. A tradução ficou a cargo da Glenda D’Oliveira e o leitor encontrará o livro em formato impresso e em eBook pelos preços de R$ 39,90 e R$ 24,90, respectivamente.

“Moscas Volantes” é uma aventura literária com jeitão de videogame

O roteirista Rodrigo Budrush foi buscar nos videogames a inspiração para seu primeiro livro, “Moscas Volantes”, uma obra recheada de referências à cultura pop e temas polêmicos levados com bom humor. Na trama acompanhamos o jovem Claudiano que se vê perdido no mundo assim que acorda sozinho num beco da cidade. Ele olha por todos os lados e desespera-se: onde está sua mãe? O rapaz sai à sua busca e acaba encontrando um misterioso homem que diz ter pedras preciosas capazes de indicar o caminho até sua casa. Mas, para consegui-las, Claudiano deve lhe entregar alguns tesouros que estão escondidos pela cidade — e é assim que o jovem acaba entrando numa insólita aventura.

Moscas Volantes traz uma ambientação que lembra muito a dinâmica dos antigos RPGs da era 16 bits. O protagonista Claudiano encontrará em seu caminho aliados como Zezinho (um quarentão hippie fascinado por cálculos matemáticos que deseja decorar todas as tabuadas), Jéssica (uma libidinosa jovem cujo maior sonho é ser top model) e Vitroril (um rapaz hipocondríaco que almeja uma cura para todas as suas doenças). Os quatro aventureiros enfrentarão muitos desafios e seres bizarros em sua jornada — cujo desfecho aparentemente depende das pistas de um misterioso ouriço azul.

rodrigo-budrushA história é recheada de referências ao universo pop: você vai reconhecer games, filmes, músicas e até memes da internet. A estrutura narrativa é baseada na dinâmica dos videogames retrô, com direito a muitas batalhas contra “chefes de fase” e várias outras surpresas. Além disso, Moscas Volantes surpreende pela inesperada profundidade: a história aparentemente banal é na verdade uma grande alegoria que retrata, de maneira leve e divertida, temas profundos da nossa sociedade.

Onde encontrar o livro Moscas Volantes

O livro está disponível em um primeiro momento apenas em eBook e já pode ser comprado na Amazon por R$ 9,90 — assinantes do programa Kindle Unlimited, contudo, podem acessá-lo gratuitamente. A expectativa é que o livro faça bastante sucesso entre os jovens graças a sua estrutura e leitura fácil.

Professor André Kishimoto lança livro sobre desenvolvimento de Jogos Digitais pelo Catarse

Se você tem interesse em aprender ainda mais sobre programação de jogos digitais, a dica é o livro que o professor André Kishimoto está criando. O tema é programação de computadores com foco em criação de jogos digitais. O livro ainda não foi lançado oficialmente, mas está em fase de campanha no Catarse. A intenção é que os alunos e entusiastas em desenvolvimento de jogos tenham um material de acesso fácil e centralizado, evitando-se acúmulo de material espalhado em diversos livros, artigos entre outros.

Como se não bastasse, o leitor terá sua vida facilitada pelo fato de o material ser todo em português, evitando-se assim interpretações errôneas. A ideia é que o livro de Kishimoto seja o guia sobre desenvolvimento de games. De acordo com Kishimoto, a ideia surgiu após ministrar uma disciplina introdutória de programação de computadores para diversas turmas de um curso superior de Jogos Digitais. Após isso ele começou a escrever seu próprio material para facilitar a vida de seus alunos.

Embora existam outros livros de programação em português, tive que adaptar o conteúdo para que as aulas fossem direcionadas à criação de jogos. Para isso, acabava usando outras referências e experiência própria para explicar conceitos como game loop, sprites, sistemas de coordenadas, uso de estruturas de decisão para verificar colisão de objetos, entre outros, além de criar projetos-exemplo de jogos.

Uma dificuldade de muitos alunos era que parte das referências e exemplos estava em inglês. Assim, decidi documentar minhas aulas em forma de apostila e slides e comecei a usar o material no curso. Percebi que as aulas começaram a fluir melhor e que os alunos usaram o material como referência. Com esse resultado, resolvi revisar e expandir minha apostila, transformando-a em livro para que outras pessoas interessadas no assunto também pudessem ter acesso ao material”, disse o professor Kishimoto.

A partir da revisão e expansão deste material surgiu o livro “Programação de Computadores“, que apresenta conceitos fundamentais de programação de computadores com foco em desenvolvimento de jogos digitais, independente de linguagem de programação. Na parte prática, o livro usa a ferramenta de criação de jogos GameMaker: Studio e sua linguagem GML. O objetivo é que o leitor obtenha o conhecimento necessário para começar a programar seus próprios jogos e aplicativos para computador e para começar a estudar assuntos comumente considerados de nível intermediário e avançado.

Kishimoto optou pela publicação independente do livro e começou uma campanha de financiamento coletivo no Catarse, que aceita apoios até o dia 16/11/2016. A previsão de lançamento do livro é dezembro de 2016. Além de adquirir exemplares do livro pelo Catarse, os apoiadores da campanha também podem escolher recompensas destinadas a artistas e game designers (sketchbooks e cartas para prototipação) e obter código-fonte de jogos desenvolvidos pelo autor.

O livro também possui um site, onde é possível baixar dois capítulos gratuitamente e concorrer a um sorteio de licenças da ferramenta GameMaker: Studio. Se você é um estudante de programação e precisa de material mais claro e objetivo, o livro de Kishimoto promete ser uma boa pedida.

Mais sobre André Kishimoto

André Kishimoto é desenvolvedor profissional de jogos digitais desde 2005. Foi líder técnico do Central Technology Group (CTG) na Electronic Arts Brasil (trabalhando diretamente com EALA, EA Montreal e outras regiões) e game developer da Glu Mobile. Desenvolveu jogos e tecnologias para múltiplas plataformas como Java mobile, Brew, Blackberry, iOS, Android, Web, Freebox e Windows.

Além disso, o acadêmico é Mestre em Engenharia Elétrica e graduado em Ciência da Computação pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, especialista em Computação Gráfica 3D pelo Centro Universitário Senac e técnico em Processamento de Dados pelo Colégio FECAP. Atualmente é professor da Universidade Cruzeiro do Sul (desde 2009) e presta serviços de desenvolvimento de jogos para o mercado global pela Kishimoto Studios, além de desenvolver seus próprios jogos pela mesma empresa.

Abaixo tem um vídeo do projeto Programação de Computadores por André Kishimoto, no Catarse:

Novatec Editora lança livro “Desenvolvendo jogos mobile com HTML5”

É verdade que desenvolver jogo pra mobile é uma tarefa mais fácil do que desenvolver jogos para plataformas maiores como PC e consoles. Ainda assim, há algumas dicas básicas para tornar o game jogável e de alta qualidade que muitos desenvolvedores desconhecem ou ignoram. Com o objetivo de apresentar ao leitor conceitos e práticas para desenvolvimento de jogos para dispositivos móveis a partir de uma única base de códigos usando HTML5 e JavaScript, a Novatec lança o livro “Desenvolvendo jogos mobile com HTML5”.

O livro é de autoria do Desenvolvedor e Professor Luiz Fernando Estevarengo. A obra apresenta linguagem clara e têm ênfase no desenvolvimento de projetos que utilizam as ferramentas Intel XDK e Apache Cordova/PhoneGap. Com isto, os desenvolvedores são capazes de apreender conceitos básicos do JavaScript e sobre a orientação de objetos. O livro é um grande passo a passo e é bastante recomendável para novos desenvolvedores.

Além disso, os estudantes que devorarem “Desenvolvendo jogos mobile com HTML5” serão capazes de utilizar o framework open source Phaser para a construção de jogos mobile; criar três projetos completos de jogos entre estilos, plataforma e RPG; exportar jogos como aplicativos nativos para as plataformas Google Play Store, Apple App Store e Windows Store e; publicar jogos em cada uma das plataformas seguindo instruções passo a passo.

De acordo com Luiz Estevarengo, “Desenvolvendo jogos mobile com HTML5 é indicado para estudantes e profissionais das áreas de tecnologia e programação, e também para entusiastas em desenvolvimento de games à procura de uma forma simples de criar e distribuir seus próprios jogos sem que precisem aprender a linguagem de programação nativa de cada plataforma”.

Onde encontrar o livro desenvolvendo Jogos Mobile para HTML 5

O livro está disponível no site da editora Novatec pelo preço de R$ 57,00. A obra possui 232 páginas que explicam em detalhes como desenvolver um game mobile funcional e bastante divertido, além de apresentar os métodos para publicá-lo nas lojas online mais acessadas da atualidade. Se você é desenvolvedor e precisa de algumas dicas, este é um bom ponto de partida.

Aproveite o cupom de desconto Saraiva.

Livro “Imergindo no Mundo do Videogame” explica o que torna um jogo eletrônico tão interessante

Hoje vamos falar de uma obra que pode ajudar qualquer pessoa que curte videogames ou está desenvolvendo seu próprio projeto. Trata-se da obra “Imergindo no Mundo do Videogame”, criado pelo jornalista e professor Gustavo Audi, com publicação da editora Appris. O livro trata de conceitos como Jogo, Narrativa, Imersão e Atenção, relacionando elementos do jogo com mecanismos de criação e manutenção do “transe imersivo”.

A abordagem é mais conceitual e teórica, pois ela é o resultado de uma pesquisa de Mestrado, porém com a diferença de que seu autor também é um gamer, além de pesquisador. “Imergindo no Mundo do Videogame” responde a algumas perguntas importantes, como o por quê de as pessoas passarem tanto tempo jogando videogames, o que as faz imergir neste mundo e o que prende sua atenção durante horas sem interrupção. Para isso, a obra expõe características do jogo narrativo que agem sobre as mentes, criando um verdadeiro transe.

Além disso, o livro demonstra que, além do uso de histórias, a agência, navegação, personagens, objetivos e a linguagem são alguns dos elementos presentes nos videogames que conseguem isolar o indivíduo dos ambientes cada vez mais frenéticos. Acionar corretamente os sentidos eleva fortemente as chances de se alcançar esta sensação de deslocamento e pertencimento ao mundo imaginário.

Segundo Fátima Régis, professora da Faculdade de Comunicação Social da UERJ e Doutora em Comunicação e Cultura pela ECO-UFRJ, “Por meio de uma linguagem fluida e instigante, o autor destrincha os conceitos de narrativa, agência, atenção, imersão, entre outros, explicando que atuam de forma articulada para potencializar a capacidade imersiva do ato de jogar. (…) Imergindo no mundo do videogame oferece valiosa fonte de consulta a estudiosos de áreas como comunicação, design, educação e psicologia, bem como a curiosos sobre as possibilidades do fascinante mundo dos games.”

Onde encontrar o livro “Imergindo no Mundo do Videogame”

“Imergindo no Mundo do Videogame” já está disponível e pode ser adquirido no site da editora Appris pelo preço de R$ 49,00. O títulopossui 199 páginas e é extremamente recomendável para fãs de jogos eletrônicos e estudantes de game design que precisam de algumas dicas do que orna um jogo tão viciante e atrativo aos jogadores. No site da Appris há a possibilidade de comprar este livro junto com “A Virtualização do Lúdico e a Formação da Criança” (Almir Zandoná Júnior) com algum desconto.

“Aprenda a programar com Minecraft” ensina a usar a linguagem Python para personalizar o Minecraft

Já imaginou que os jogos eletrônicos são ferramentas de aprendizado, não é? Muita gente aprende inglês e espanhol jogando videogames. O que muita gente não sabe é que eles podem ensinar programação. E é justamente isso que o livro “Aprenda a programar com Minecraft” quer mostrar. A ideia básica é ensinar a linguagem Python para construir, criar e personalizar o mundo de Minecraft.

Com este livro, o usuário é capaz de modificar elementos do jogo, tais como transformar a lendária espada do jogo em uma poderosa varinha mágica, construir um grandioso castelo em poucos minutos ou criar uma pista de dança pessoal. Conforme o jogador aprende a linguagem Python, pode-se tornar o jogo mais divertido e vivenciar uma experiência completamente nova.

Python é uma das programações mais populares do mundo e é uma das que mais atrai programadores iniciantes, devido a sua facilidade e resultados satisfatórios. Aprenda a Programar com Minecraft inicia com lições simples no Python; conforme o leitor adquire conhecimento, aprende a modificar o Minecraft e produzir resultados instantâneos.

image

A leitura é voltada para crianças, jovens e adultos, de modo que qualquer um pode aprender a fazer minigames, duplicar casas, transformar blocos comuns em ouro, viajar de teletransporte, construir pirâmides e florestas, criar passagens secretas, construir blocos raros e muito mais.

O leitor verá o Minecraft sob uma nova perspectiva, aprendendo, ao mesmo tempo, os conceitos básicos de programação. Além de modificar o jogo e criar novas localidades, o jogador pode ter a vida facilitada no mundo do jogo, ou seja, você pode parar de garimpar pedras preciosas e construir sua mansão bloco a bloco. Bastam algumas linhas de instrução e “voilà”, tudo estará conforme desejado.

Sobre o livro”Aprenda a Programar com Minecraft”

O livro “Aprenda a Programar com Minecraft” foi escrito por Craig Richardson, desenvolvedor de software e professor de Python que trabalhou para a Fundação Raspberry Pi. Craig foi professor de computação do ensino médio e ministrou muitos workshops sobre programação em Python com Minecraft. A edição lançada pela editora Novatec está em português e possui 360 páginas. O preço sugerido é de R$ 89,00 e pode ser adquirido no site da Novatec.