Arquivo da tag: lançamento

No Heroes Here é o melhor jogo social da Game Connection America 2017

E deu Brasil na Game Connection America: o jogo No Heroes Here, do estúdio Mad Mimic Interactive, venceu a categoria Melhor Jogo Social. É a primeira vez que um game brasileiro ganha a competição durante o evento, que acontece em San Francisco de 27 de fevereiro a 01 de março.

De acordo com os desenvolvedores, atualmente No Heroes Here já tem um mundo com 15 fases prontas e já é compatível com online multiplayer. A demo do jogo pode ser jogada durante a Game Connection e na Game Developers Conference, com o mundo Noobland e toda sua mecânica essencial – montagem, disparo, munições e inimigos – implementada.

unnamed
Luís Gustavo Sampaio, COO, e Luís Fernando Tashiro, CEO da Mad Mimic, comemoram o prêmio da Game Connection America

No Heroes Here mistura conceitos de defesa de torre e simulação – o resultado é uma experiência explosiva e frenética que torna os amigos mais amigos ainda ou os separa para sempre.  Como os heróis do jogo são não-heróis, os jogadores devem se ajudar para criar diferentes tipos de munição, levar até os canhões e fazer chover fogo nos inimigos. Mas, sem cooperação e coordenação da equipe, tudo pode ir para o espaço.

O trabalho em equipe e a cooperação do grupo é o ponto principal de No Heroes Here. Sem isso, não tem como sobreviver, se defender e proteger o castelo. Os jogadores precisam se coordenar o tempo inteiro, se adaptando às tarefas distintas sem perder tempo. O título tem elementos de estratégia e defesa de torre. Os inimigos são bastante numerosos e alguns chefes chegam para atrapalhar a vida do jogador.

Abaixo você confere o trailer de No Heroes Here:

Warner Games Anuncia Terra-média: Sombras da Guerra, sequência do aclamado Sombras de Mordor

Após os variados rumores neste final de semana sobre a possível sequência de Middle-Earth: Shadow of Mordor, a Warner revelou oficialmente o sucessor do game de 2015. Desenvolvido pela Monolith Productions, Terra-média: Sombras da Guerra apresentará a continuação da história original com o retorno de Talion e Celebrimbor, que devem ir além das linhas inimigas para forjar um exército e voltar toda Mordor contra Sauron. O título segue a dinâmica do antecessor, incluindo o mundo aberto e o esquema de combate semelhante à lá Batman Arkham series.

Em Terra-média: Sombras da Guerra, os jogadores usarão um novo Anel do Poder para confrontar os inimigos mais mortais, incluindo o próprio Sauron e seus Nazgûl em uma batalha monumental pela Terra-média. De acordo com a Warner, o sistema Nemesis está ampliado, dando mais liberdade e diversão para o jogador. Como se não bastasse, a robusta personalização apresentada no título anterior agora será aplicada ao mundo inteiro do novo jogo, onde a ambientação e os personagens serão todos moldados pelas ações e decisões do jogador.

shadow_pw3pTerra-média: Sombras da Guerra estará disponível para Xbox One, Project Scorpio, PC (Windows Store e Steam), PlayStation 4 e PlayStation 4 Pro a partir do dia 22 agosto de 2017. Este é o primeiro game oficialmente anunciado para o novo console da Microsoft. O game estará disponível também como um título do sistema Xbox Play Anywhere e estará totalmente localizado para o Português em todas as plataformas.

“Após a impressionante recepção de Terra-média: Sombras de Mordor, expandimos todas as dimensões do jogo, incluindo o mundo, a história, os sistemas de RPG, a jogabilidade central e, claro, as histórias personalizadas do Sistema Nemesis”, afirmou Michael de Plater, vice-presidente de criação da Monolith Productions. “Como fãs de longa data da Terra-média, estamos muito gratos por ter o privilégio de trazer à vida o mundo de fantasia mais incrível jamais criado, de forma inovadora e para uma nova geração. Mal podemos esperar para ver as histórias incríveis que os jogadores vão criar e compartilhar”, conclui.

id227752_1

Sombras da Guerra será ambientado entre os eventos de O Hobbit e O Senhor dos Anéis continuando do ponto em que Sombras de Mordor terminou. A Warner não revelou detalhes adicionais da trama e da jogabilidade. Sabe-se que por fazer parte do programa Xbox Play Anywhere, os jogadores poderão comprar a cópia digital de Sombras da Guerra apenas uma vez para jogar tanto no Xbox One quanto no PC com Windows 10. Os jogadores poderão retomar o jogo a partir de onde pararam em outro Xbox One ou PC com Windows 10, importando os save games, add-nos e conquistas sem nenhum custo adicional.

Abaixo você confere o primeiro trailer de Sombras da Guerra:

Conheça o shmup Super Smash Monster’s do estúdio indie Moraes Studio

Você gosta dos clássicos shmups (jogos de navinha)? Se a resposta for sim, então você deve ficar de olho no game Super Smash Monster’s um jogo retro do gênero Shoot Em Up 2D que prioriza a alta dificuldade, agradando jogadores old school. O título alterna momentos de pura ação frenética e explosiva contra criaturas e chefes com momentos de exploração em busca de itens ocultos e resolução de pequenos puzzles.

Você controla Alex, um garoto nerd, que após tentar jogar um estanho videogame, acorda em um lugar estranho e recebe a informação de um ser chamada Pix. A informação é que Alex está preso no submundo dos videogames e que sua irmã estaria presa na fortaleza do Rei Bit. Alex deve enfrentar monstros de todos os tamanhos, armadilhas mortais, todos os guardiões do Rei Bit e o próprio Bit, para só então salvar sua irmã e liberar o portal que o levará para casa.

16864723_1264683040278998_187916994058093761_nPara enfrentar seus inimigos, Alex recebe uma espingarda, mas pode coletar armas mais poderosas como metralhadoras, lança chamas, mísseis e armas a laser ou comprar na loja do mercenário Pix. Os cenários são exploráveis e os jogadores mais dedicados são recompensados com itens secretos e Armas bastante uteis.

Super Smash Monsters é cortesia do estúdio indie Moraes Studio mistura pixel art com batalhas frenéticas, lembrando muito clássicos da geração 16 bits. Os ambientes são exploráveis e trazem diversos itens secretos que servem de upgrades para o jovem Alex. Mas não pense que Super Smash Monsters é somente sobre atirar: há pequenos puzzles para serem resolvidos. O download já está disponível no site da Game Jolt.

Abaixo você confere um gameplay de Super Smash Monster’s:

League of Legends – Anivia ganha skin inspirada no Carnaval

O Carnaval já está a todo vapor e em todos os cantos é possível encontrar foliões, até mesmo em League of legends… Sim, a Riot já havia divulgado que lançaria uma skin para celebrar a ocasião e finalmente a novidade chegou. A Criofênix Anivia foi presentada com a skin CarnAvivia, tornando-a toda colorida e descolada. De acordo com a Riot, a nova roupagem já pode ser adquirida com Riot Points por todos os jogadores do mundo.

Com a skin especial, Anivia se torna uma personagem gloriosa, que traz uma explosão de cores e referências carnavalescas, como confetes e serpentinas, brilho e até samba no pé característico das festividades brasileiras. O desenvolvimento das características da Carnanivia contou com a participação da equipe da Riot Games do Brasil.

carnavivia“Nosso objetivo foi garantir que a skin representasse bem o Carnaval brasileiro e que, ao mesmo tempo, fosse atraente para outras regiões”, diz Marcio Orlandi, diretor de League of Legends da Riot Games no Brasil. “Nosso compromisso é entregar para nossa comunidade brasileira e internacional uma personagem temática que traga com ela todas as sensações positivas de festividade e fantasia”, completa o executivo.

Orlandi conta ainda que a equipe de skins da Riot Games se reuniu em 2016 para avançar na criação da Carnanivia, que chega com habilidades surpreendentes e poderosas, prometendo encantar os fãs de LoL mundo afora, com toques que representam a cultura brasileira. A nova Anivia chega ao país com um evento completo de Carnaval, que inclui um pacote temático de skins exclusivo para os brasileiros na loja, além de um novo ícone de invocador inspirado na nova skin, que só pode ser obtido por aqueles que jogarem League of Legends durante o feriado do Carnaval, seguindo as orientações estabelecidas.

O lançamento conta também com um vídeo exclusivo feito no Brasil, que mostra achegada da Carnanivia à Summoner’s Rift. Os jogadores das demais regiões do mundo poderão comprar o ícone na loja futuramente.

Confira o vídeo da nova skin da Anivia:

Chime Sharp retorna ao Xbox One e Playstation 4 repleto de novidades

O game indie que abre nossa semana veio direto da Inglaterra, trata-se de Chime Sharp, um puzzle musical bastante inusitado para Xbox One e Playstation 4. O game é da produtora Chilled Mouse e chega às lojas online no próximo dia 21 de fevereiro e é a sequência de Chime, uma mistura de Tetris e música eletrônica/chiptune. O título é bastante divertido e viciante graças a sua jogabilidade desafiadora e visuais hipnóticos.

Chime Sharp conta com 16 níveis e variados modos que devem ocupar muitas horas dos jogadores. Um dos destaques é a trilha sonora que embala o game: entre os artistas estão figuras talentosas como CHVRCHES, Steve Reich e Kavinsky. As melodias criam um crescendo para entrar em sintonia com a jogatina, que também sobe de nível.

kavinsky
Kavinsky, um dos artistas convidados em Chime Sharp

“Em Chime Sharp, as regras básicas são as mesmas do original, apresentando a mesma trilha sonora hipnótica e divertida de alguns artistas pioneiros mais experimentais que conhecemos”, disse Ian Baverstock, CEO da Chilled Mouse. “Com uma nova estética, elegante e novos modos experimentais, Chime voltou e desta vez quer se tornar sua mixtape favorita”.

Chipzel, uma das artistas mais conhecidas a criar som com Game Boy
Chipzel, uma das artistas mais conhecidas a criar som com Game Boy

“Eu estava entusiasmado por fazer parte da equipe desenvolvedora de Chime Sharp, pois a franquia Chime oferece um novo estilo de jogo que eu nunca vi antes – você pode realmente sentir a música trabalhando com o jogo, perfeitamente integrado para imersão total”, disse Chipzel, um dos artistas por trás da música para Chime Sharp. “A música, ‘Psychonaut’, foi criada com este estilo de jogo em mente. Eu a criei com várias camadas, que são reveladas aos poucos até o arranjo final. Eu tentei recompensar o jogador à medida que ele avança, através do uso de melodias evocativas e transições eufóricas”.

Para quem não conhece, Chime Sharp é descrito como um crossover entre Tetris e um sequenciador musical. O jogador está em uma corrida contra o tempo enquanto ajusta os blocos no lugar. Conforme as peças se ajustam a “beatline” passa e as mixas transformando em novas notas para a música eletrônica. O objetivo é cobrir toda a grade de jogo, completando quads de 3×3 ou mais, gerando pontos enquanto desfruta de obras de músicos aclamados.

dfgxs

Muitos desses músicos são desconhecidos do grande público, mas quem está por dentro da cena eletrônica já deve conhecer os nomes KavinskyCHVRCHESSteve ReichLosChipzelAndy HungMessage to BearsTimothy SchmalzMagic SwordShirobonNovellerHaiku SalutLuc GreyA Mote of DustSymbion Project, e CFCF. Além das músicas hipnóticas, Chime conta com quatro modos de jogo desbloqueáveis imprevisíveis. Conforme a jogatina avqança, as coisas ficam mais desafiadoras e divertidas. Você ainda pode desafiar seus amigos em um sistema de ranking bastante divertido.

Abaixo você confere o trailer de Chime Sharp:

Conheça o jogo indie Zap Zone! Tem bastante tiroteio e estratégia!

O game do dia é um shooter inspirado por Pac-Man e ambientado em uma nave espacial. O time do estúdio indie Mighty Mob Games lançou há pouco o Zap Zone, um jogo que te coloca numa corrida alucinante para tentar livrar sua base espacial dos inconvenientes e perigosos Zugs, monstrinhos alienígenas coloridos que ameaçam infestar o lugar. O game é em perspectiva isométrica e é recheada de ação e tiroteios intensos.

O protagonista de Zap Zone é o vigilante espacial Zoey, que se vê em meio a uma rebelião de Zugs, monstrinhos alienígenas coloridos que estão pondo a base espacial de pernas para o ar enquanto tentam escapar. Apenas você pode restaurar a ordem e trancá-los de uma vez por todas em suas celas. Mas tenha cuidado! Apesar da aparência, os Zugs não são tão inofensivos e eles estão em maior número.

ss_3588f628a79166387631f7983d692cb10cbf4c31-600x338Você vai explorar os cenários da base espacial exatamente como em outros dungeon crawls, ou seja, você deve coletar itens e munições para vencer os inimigos. O perigo espreita em cada esquina e é importante descobrir como usar o ambiente a seu favor. Tecnologias como a dos Warp Gates serão de grande ajuda na hora da fuga, permitindo que você se teleporte de um lado para o outro instantaneamente.

unnamed-3Ao todo existem três zonas diferentes e centenas de inimigos para vencer. Há ainda chefões de fases que dão bastante trabalho. Felizmente o jogador pode contar com três tipos de munições e outros armamentos como minas terrestres, barris explosivos e outras armadilhas. Zap Zone conta com um sistema de conquistas na Steam, com cerca de 25 conquistas desbloqueáveis.

Outro destaque são os visuais incríveis, que abusam das cores e a arte visual colorida. Os personagens são carismáticos e bastante divertidos. Mas não se engane, apesar dos visuais, a guerra é bem intensa. O título está disponível na Steam e por enquanto é exclusivo para PCs. Se você gosta de shooters com elementos estratégicos, vale a pena conferir Zap Zone.

Confira o intenso trailer de Zap Zone:

Skykings é prato cheio para quem esperava um shmup de respeito

Nossa recomendação do dia é um jogo indie produzido pela produtora StreamSoft Games em 2016. Trata-se de Skykings, um título do gênero shoot ’em up para Android e iOS inspirado no clássico River Raid do Atari. Aqui o jogador deve controlar uma nave solitária vagando por cenários urbanos em progressão vertical enquanto atira e desvia das hordas inimigas coletando combustível.

Skykings segue à risca o estilo dos shmups da geração 16-32 bits, ou seja, conforme a jogatina progride você vai coletando moedas e medalhas para fazer upgrades na sua nave, ou mesmo comprar outras naves. Ao todo existem 16 naves para jogar, sendo que as 3 primeiras já estão liberadas para uso e as outras 13 o jogador precisa liberar com as moedas conquistadas.

screen696x696Além dos upgrades básicos, o jogador poderá contar com três habilidades especiais que podem ajudar o jogador em sua jornada e tem também cerca de trinta conquistas desbloqueáveis que ajudam a subir de nível nas lojas App Store e Google Play. O desafio é ser o melhor jogador na sua rede de amigos. Essas conquistas podem ser liberadas destruindo uma quantidade x de inimigos, percorrendo certa distância, coletando combustível, gastando uma quantidade considerável de moedas ou até mesmo morrendo algumas vezes.

Skykings acaba se tornando viciante, pois o jogador quer cada vez chegar mais longe e conquistar mais pontos possíveis, além disso, o game possui uma rádio com várias trilhas sonoras que o próprio jogador pode alterar no decorrer da partida, deixando assim muito mais agradável a jogabilidade. A intenção da StreamSoft é de justamente agradar os fãs antigos desse gênero tão esquecido pela indústria. O download já está disponível no Android e iOS.

Abaixo você confere um trailer de Skykings:

Galápagos Jogos anuncia o lançamento do Krosmaster Arena 2.0 com oito miniaturas novas e regras mais dinâmicas

A Galápagos Jogos anuncia o lançamento de Krosmaster Arena 2.0, nova versão de um dos maiores sucessos da empresa. O jogo consiste em um combate tático de miniaturas, que interagem com elementos 3D, criando batalhas eletrizantes onde só uma equipe sairá vencedora. A nova versão traz oito novas miniaturas exclusivas, o jogo possui regras repaginadas da primeira versão e é totalmente compatível com as miniaturas já vendidas e personagens existentes. O manual do jogo foi revisado e está mais compreensível para facilitar a entrada de novos jogadores à franquia.

“O jogo é ideal para os apaixonados pela franquia Krosmaster e também para aqueles que desejam conhecer, pois todas as miniaturas já vendidas são totalmente compatíveis com o novo jogo base, o que faz dele um jogo ideal para ingressar nesse mundo, além de ser uma adição perfeita para aqueles que vêm nos acompanhando há tempos”, comenta Yuri Fang, CEO da Galápagos.

krosmasterOs jogadores competem pela supremacia na Arena e quem levar a melhor garante o título de mestre do Krosmoz. Cada equipe é criada dentro de certos limites a partir de miniaturas que têm poderes, habilidades, forças e características únicas. O objetivo é eliminar o adversário ou roubar todos os galardões da glória dos oponentes. A batalha termina se algum dos jogadores ficar sem miniaturas ou galardões da glória.

Mais sobre Krosmaster Arena 2.0

 

Para quem não conhece, Krosmaster Arena é um jogo tático para 2 ou 4 jogadores que assumem o controle de equipes de guerreiros do Krosmoz (universo de DOFUS e WAKFU). Os jogadores enfrentam-se em batalhas divididas em turnos, criam estratégias para surpreender seus adversários e usam diferentes bônus para conquistar a vitória.

O pacote de jogo conta com 8 miniaturas exclusivas com cartas de personagem; 1 tabuleiro com dois lados; Mais de 200 marcadores; 20 elementos de cenário; e 10 dados. O jogo é indicado para jogadores a partir de 8 anos, custa em média R$ 269,90 e pode ser encontrado nas livrarias e lojas parceiras da Galápagos Jogos ou na loja virtual da editora.

content_jogo-de-tabuleiro-krosmaster-arena-minis

A maior polêmica gamer para 2017: Young Conker e o Hololens

Faça uma lista dos melhores games do Nintendo 64. Vai ter Conker’s Bad Fur Day, certo? Não é à toa: o game da Rare não foi apenas um marco para a plataforma, mas também para toda a indústria de games graças ao seu humor negro, violência explícita e paródias com a cultura pop. Ele era um jogo de plataforma que quebrava o estigma de que todo jogo do gênero tinha de ser fofinho e infantil.

Não por acaso, seu único game conquistou uma legião de fãs e cravou o nome da Rare como o estúdio mais engenhoso da época. Tão logo a empresa britânica foi adquirida pela Microsoft, houve um remake muito bonito para o Xbox clássico chamado Live & Reloaded e desde então o esquilo boca suja somente foi visto em participações especiais do Project Spark (que, aliás, foi cancelado).

3015168-conkerNo início de 2016 as esperanças dos fãs de Conker foram renovadas graças aos rumores que apontavam um novo game. Entretanto, após a revelação de Young Conker a comunidade se deu conta de que a Microsoft não está ouvindo seus fãs. A imprensa de games brasileira parece ter passado batida a este projeto, mas lá nos EUA a recepção foi das mais negativas possível.

Para quem não ficou sabendo, Young Conker apresenta um novo modelo do personagem em um game para os óculos de realidade aumentada Hololens, da própria Microsoft. Aqui os jogadores podem interagir com Conker, e guia-lo para cumprir missões dentro da sua sala de estar. O game está em desenvolvimento pela Asobo Studio, um estúdio francês muito pouco conhecido, mas que já trabalhou em alguns games famosos como ReCore, Toy Story 3 e Up. O trailer do Youtube já teve mais de 540 mil visualizações, sendo que apenas 1750 deram sinal positivo, enquanto que 27 mil pessoas negativaram o vídeo.

young_conker_1-1024x576

Muito desta reação negativa se deve ao redesign do personagem, que não lembra nada a versão clássica do personagem do N64, nem o “fofinho” do Xbox. Aqui temos um Conker esquelético e sem o mesmo humor ou brilho de outrora. Mais importante do que isso: a comunidade desejava uma verdadeira sequência para o mascote, ou seja, um game de plataforma em terceira pessoa com muitas piadas e level design bem produzidos. Quem sabe com paródias de games da própria Microsoft, como Halo ou Alan Wake?

O poderio gráfico do Xbox One seria capaz de gerar um game do Conker especialmente bonito, como deu para ver no natimorto Project Spark. Mas ao invés disso, os executivos preferiram utilizar o personagem para vender um acessório que nem todos poderão comprar logo no início. O problema está justamente nisso: a comunidade está à espera de um verdadeiro jogo do Conker há mais de dez anos. Mas ao invés disso, teremos uma aplicação para poucos.

conkers-big-reunion-conker-with-chainsawSe você fizer uma rápida pesquisa no Google vai ver que já rola até abaixo assinado para que Young Conker seja totalmente cancelado e nunca mais se fale no assunto. No Youtube há centenas de “vídeos reações” de personalidades online malhando a ideia. De outro lado, os maiores sites de games do mundo escreveram artigos negativos. Para se ter ideia, o site The Verge disse que “(…)Conker parece um vilão da Hannah Barbera em recuperação de uma overdose de cocaína”.

Claro que o jogo em si pode ser um killer app divertido e que cale a boca dos críticos, mas a verdade é que este não é o Conker que a comunidade espera e se pudéssemos adivinhar qual o desejo que a comunidade gostaria que a Microsoft atendesse seria “dê-nos um game do Conker verdadeiro”. As boas vendas do Rare Replay são um bom sinal de que a comunidade ainda gosta do Conker e quer vê-lo em seus dias de glória.

E afinal, será que a Microsoft tem algum problema pessoal com a Rare? Porquê não deixar a criadora do personagem criar um novo game? Tudo bem que os funcionários da antiga Rare não estão mais lá, contudo seria importante para a marca e para o público ver que o novo pessoal que está tocando o barco pode fazer tão bem (ou até melhor) que o time de Chris e Tim Stamper. Bastaria um voto de confiança.

A nova Rare, aliás, não têm tido muita oportunidade de colocar a mão em suas franquias desde que veio para o lado verde da força, certo? A última vez foi com Banjo-Kazooie: Nuts & Bolts, que não lembra nada as duas aventuras do N64. Killer Instinct para Xbox One é excelente, mas foi produzido pela Double Helix. Rumores sugerem que um novo Perfect Dark está em desenvolvimento, mas visto que a Rare está nos preparativos finais para o lançamento de Sea of Thieves, é praticamente impensável que a produção do novo game de Joana Dark esteja a cargo da produtora.

Muita gente acredita que um dos capítulos mais negros da história dos videogames foi a compra da Rare. Pessoalmente acredito que o estúdio ainda tem bastante potencial. Basta ver o que eles fizeram com Viva Piñata e Kameo: Elements of Power. Quem sabe colocar o Conker de volta na mão deles fosse melhor escolha do que uma aplicação estranha para o Hololens?

Afinal de contas, qualquer personagem poderia substituir o Conker neste jogo, se a intenção é apenas criar um personagem para interagir com a casa do jogador. Para a comunidade só resta uma esperança: se a Microsoft teve coragem para cancelar um game tão aguardado quanto Scalebound, que tomem a mesma decisão com Young Conker.

Confere o vídeo abaixo e nos diga se você é capaz de amar Young Conker:

Afine seus ouvidos com Soundtrack Attack, um jogo de ritmo ao som das músicas de Steven Universo

Já imaginou explorar os seis universos apresentados no desenho Steven Universo? Pois é justamente isso que o game Soundtrack Attack permite, além de criar sua própria Cristal Gem personalizada. O título foi desenvolvido pelo Purple Tree, o estúdio argentino responsável pelo sucesso Rockstars de Ooo. A ideia é envolver o jogador nas canções mais populares da série como “Somos as Cristal Gem”, “Mais Forte Que Você”, “Steven e os Stevens”, “Mulher Gigante” e muitas outras.

Em Soundtrack Attack o jogador conta com a ajuda da Garnet, da Pérola e da Ametista durante a aventura. Basicamente é um jogo de plataforma de ação, porém a ação se dá ao passo que o jogador acerta os botões das músicas – o desafio é manter o ritmo das músicas e os efeitos especiais até superar cada nível. O jogador pode adaptar, sustenir ou mudar as notas, seguindo o ritmo das canções da série Steven Universo e, assim, superar os obstáculos até libertar a sua Gem. Cada um dos universos possui dez níveis de dificuldade.

soundtrack-attackCada jogador pode escolher uma Pérola, um Rubi ou um Quartzo e, a partir da seleção, explorar uma paisagem única, corresponde à Gem escolhida. Além disso, os fãs podem personalizar a Gem com seu estilo, acrescentando tipo e cor de cabelo, acessórios, vestuário, escudos e armamentos para se defender. À medida que o jogo evolui, novas opções de personalização vão sendo desbloqueadas.

Soundtrack Attack é um jogo gratuito e já está disponível para Android e iOS. Agora que você já sabe, pratique suas músicas favoritas e transforme-se em uma Cristal Gem! O game é bastante simples e divertido, repleto de ação e efeitos especiais, ideal para os fãs da série e jogadores mais jovens.

Confira o trailer de Soundtrack Attack: