Arquivo da tag: lançamento

Bandai Namco anuncia New Gundam Breaker para o PS4

Tem gente que bate o pé dizendo que o Japão não está com mais nada em relação aos jogos eletrônicos. Para provar que isso é irreal, além do lançamento de Dragon Ball FighterZ, a Bandai Namco ainda prepara o lançamento de New Gundam Breaker para o PS4. O game coloca os famosos personagens para brigar em ambientes variados.

Apresentando uma grande e distinta variedade de Gunpla, o game permitirá que jogadores construam seus próprios modelos e os levem à batalha. De acordo com a Bandai, New Gundam Breaker é desenvolvido através da Unreal Engine 4 e um dos destaques é a possibilidade de personalizar os Gunpla em tempo real.

Conforme os inimigos forem danificados ou destruídos nestes combates, deixarão armas e peças do corpo para trás, que poderão ser coletadas pelos jogadores e utilizadas posteriormente para customizar seus próprios Gunpla, criando uma identidade única para cada projeto. New Gundam Breaker é exclusivo de PS4 e deve ter maiores informações reveladas no dia 28 de janeiro através de uma transmissão ao vivo da Bandai.

Abaixo tem o teaser de New Gundam Breaker:

Electronic Arts anuncia data de lançamento de Fe, jogo do selo EA Originals

Para quem estava esperando novidades sobre o promissor jogo “Fe”, temos  algumas noticias. A Electronic Arts anunciou que o título será lançado mundialmente em 16 de Fevereiro para Xbox One, PlayStation 4, Origin para PC e Nintendo Switch. O game está sendo bastante aguardado por jogadores que esperam por  experiências totalmente novas.

Desenvolvido pelo estúdio sueco Zoink Games, Fe é um jogo imaginativo de plataforma de mundo aberto em que os jogadores irão embarcar em uma aventura na pele de um filhote perdido em uma densa floresta, explorando e descobrindo os segredos da flora através de visão e som. Além de explorar o ambiente, o jogador deve interagir com outros animais e plantas locais. Para tanto você deve aprender novas músicas para acessar diferentes partes do ambiente florestal.

Mas nem tudo são flores em Fe: durante a aventura você irá se deparar com criaturas malignas que trazem o silencio e tentam modificar o bosque. Outro ponto de interesse do jogo é que você é livre para explorar sem qualquer indicação de onde ir ou o que fazer! Você é jogado em uma densa floresta e deve descobrir por si só o que fazer para encontrar seu caminho e impedir que a floresta seja corrompida pelas criaturas malignas.

Em Fe, jogadores serão encantados pelos arredores naturais, enquanto desvendam segredos, completam missões secundárias e encontram criaturas místicas da floresta. Os jogadores irão escalar, deslizar e cavar enquanto viajam pela experiência de mundo aberto, encontrando, interagindo e resgatando plantas e animais dos Silent Ones, as máquinas antagonistas que estão ameaçando a floresta. Através de uma liberdade de exploração única em um mundo cheio de descobertas a serem feitas, jogadores se tornarão Fe e nunca vão querer partir.

Fe é mais uma mostra da nova estratégia da EA de apoiar a desenvolvedores independentes, tal como aconteceu com o excelente Unravel. O objetivo do selo EA Originals é oferecer experiências únicas ao jogador ao passo que apoia desenvolvedores menores. De acordo com a EA, todo o dinheiro das vendas dos jogos deste selo vão direto para os desenvolvedores, a fim de melhorar a estrutura desses estúdios.

Abaixo tem o trailer de Fe:

Antes que acabe o ano, conheça o game indie Green’s Mission

Hoje vamos falar sobre o jogo indie Green’s Mission, criado pela Carla Bispo. Trata-se de um shmup com uma estética mais simplista, onde o jogador acompanha a aventura de Green, uma jovem hacker que é forçada a embarcar em uma nave espacial e passar por ambientes hostis repletos de obstáculos. A intenção é unir uma narrativa densa com um gameplay divertido a fim de entregar um título bastante imersivo.

O game é indicado para quem curte a mistura de infinite runner, plataforma e shooter. O design das fases é bem simples, de modo que a Carla priorizou o gameplay para que o jogador tenha uma experiência divertida e casual. O design das fases até lembra os jogos da geração 8-16 bits. Um prato cheio para quem curte uma experiência mais retrô.

Durante a jornada de Green ela encontra com Bily, que serve como sidekick nas primeiras fases. A grande missão é desvendar uma mensagem encriptada que fora enviada para Green. Green’s Mission está disponível para download através do Itch.io.

Abaixo tem um trailer de Green’s Mission:

Antbuster – jogo indie nacional ganha versão para Android

Há 10 anos falamos sobre o Antbuster, um game do gênero defense tower, para a web. Pois bem, o projeto seguiu firme e forte durante todos esses anos, recebendo feedbacks da comunidade e dezenas de melhorias. É com muita alegria que podemos noticiar que o Antbuster acaba de ganhar uma versão para mobile (por enquanto apenas para Android). O game continua com a mesma pegada, ou seja, viciante e com uma curva de aprendizado rápida.

Para quem não se lembra, em Antbuster você precisa defender seu piquenique do ataque voraz de formigas esfomeadas. Para isso, você deve espalhar armadilhas pelo caminho dos insetos antes que elas roubem sua comida e retornem para o formigueiro. O cenário é simples, tal como a trilha sonora. Vez por outra surgem trivias sobre o comportamento das formigas. O mais interessante é que o desenvolvedor Marcelo Stein criou uma inteligência artificial evolutiva para as pequenas formigas.

Conforme você avança no game, o algoritmo Ant Colony Optimization providencia que as formigas aprendam o caminho mais seguro para chegar na comida sem levar tiros dos canhões instalados pelo jogador. A aceitação do jogo pela comunidade foi grande o bastante para que Stein não desistisse do projeto e resolvesse criar o remake para mobile. É um jogo gostoso de jogar e extremamente viciante: dá para perder horas tentando acabar com a infestação de formigas.

Para evitar que as formigas roubem seu bolo, basta instalar canhões que atiram automaticamente na formiga mais próxima. Assim que o jogador adquire mais dinheiro, pode-se realizar diferentes atualizações para deixar os canhões mais poderosos. Além disso, existem 31 tipos de canhões diferentes para montar diferentes estratégias e impedir as formigas de alcançarem o objetivo. Quem já jogou Defense Grid vai ter uma ideia do que o Antbuster tem a oferecer, ou seja, bastante diversão. A versão para Android já está disponível aqui.

Abaixo tem um vídeo de Antbuster:

Black Andy Label – primeiro jogo brasileiro com status de AAA ganha trailer empolgante

A diferença entre jogos brasileiros e americanos está cada vez menor. Prova disso é o jogo Black Andy Label: Mission Mars, da produtora indie BlackHouse. O título de TPS promete elevar o nível dos jogos nacionais graças aos gráficos foto-realistas e a produção caprichada, que lembra algo de Gears of War. Este é o primeiro título produzido no Brasil a fazer uso de motion capture corporal total. A intenção é entregar um produto de alta qualidade e com uma experiência bem próxima dos games americanos e japoneses. Sim, o jogo se propõe a ser o primeiro título AAA feito no Brasil. 

Black Andy Label é em terceira pessoa e com elementos de lutas marciais e parkour. A trama envolve bastante ação e aventura: A humanidade é devastada após a destruição de seu satélite natural, a Lua. Doze anos depois, um grupo de cientistas se dirige a Marte para encontrar uma nova morada para os sobreviventes, mas descobrem que a desgraça ocorrida na Terra foi um plano de Tirax, uma facção alienígena perigosa.

Nesse ínterim, é criada a Missão Marte, onde 150 combatentes são enviados para impedir que a ameaça alienígena de Tirax faça o expurgo de nossa raça. Após uma emboscada, somente três dos mais renomados combatentes conseguem chegar a Marte e devem lutar antes por suas vidas e pelo que sobrou da humanidade.

Para justificar o uso do mocap (motion capture), a BlackHouse contratou coreógrafos acrobatas e artistas marciais de kung fu. A produção envolve ainda fotogrametria e captura de mais de 2000 expressões faciais. Durante o evento BIG Festival, os visitantes puderam ver uma prévia do game. O feedback foi tão positivo que a Sony se interessou pelo game e acabou fechando contrato com a BlackHouse. A previsão é que Black Andy Label seja lançado no segundo semestre de 2019, para PC e PS4.

Abaixo tem um trailer de Black Andy Label: Mission Mars:

Distortions – Among Giants anuncia data de lançamento em fevereiro com pré-venda com itens exclusivos

Um dos jogos que mais estamos ansiosos para colocar as mãos é o Distortions, da produtora indie brasileira Among Giants. Pois bem, essa espera está prestes a chegar ao fim! O premiado jogo será lançado oficialmente no dia 15 de fevereiro de 2017 para PC pela Steam e Windows Store. De acordo com os desenvolvedores, haverá também uma pré-venda limitada que começará no dia 8 de fevereiro.

“Quem adquirir uma cópia do Distortions durante esse período terá acesso a uma experiência exclusiva dentro do jogo, que será divulgada em breve, além da trilha sonora completa do jogo, novas roupas e um violino especial para a Menina”, contou Thiago Girello, diretor do projeto. “Essa experiência inclui também o acesso ao Dev Room, sala onde testamos todas as mecânicas do Distortions e onde o  jogador poderá conhecer mais sobre o game em si”, completou.

Vencedor do prêmio de Melhor Jogo Brasileiro de 2017 e de Melhor Jogo no Voto Popular no BIG Festival, o Distortions atraiu a atenção de jogadores do mundo tudo. Somente em 2017, Distortions recebeu 6 prêmios nacionais e internacionais como o título de Melhor Ideia Original no AZPlay Bilbaoe o cobiçado Best of #BGS10 da Gamespot, sendo o único jogo brasileiro a ter recebido esse prêmio até hoje.

Para quem não conhece, Distortions é um jogo single-player que se baseia na superação de experiências passadas, sobretudo de relacionamentos. Misturando música com muito suspense e drama, o jogo se passa em um estranho lugar onde o tempo parece estar parado. Neste ambiente, o jogador estará em uma aventura onde as músicas são suas armas e os relatos de páginas de um diário, seu guia.

O jogador irá controlar a “Garota” pelos mais diversos lugares como montanhas, florestas, cavernas, rios, lagos e até mesmo o mar, e usar o poder das músicas aprendidas para moldar o mundo ao seu redor, criando pontes, explosões e barreiras. Além da jogabilidade única, Distortions chama as atenções por seus visuais belíssimos e a trilha sonora cativante. Não por acaso ele foi destaque nos principais eventos de games em 2017. Mais informações na página oficial.

Abaixo tem um trailer de Distortions:

The Rabbit Hole, da VRMonkey, é o primeiro jogo brasileiro a sair no PlayStation VR

A realidade virtual é a grande aposta dos estúdios de games mundo afora. No Brasil não é diferente. Uma das produtoras nacionais a apostar forte neste segmento de jogos é a VRMonkey com o jogo The Rabbit Hole. O título foi lançado no último dia 12 de novembro para o Playstation VR (PSVR), sendo considerado o primeiro game nacional a ser lançado para o aparelho da Sony.

The Rabbit Hole trata-se de um jogo de escape, ou seja, você deve fugir de um determinado ambiente. A aventura se passa em um mundo sombrio inspirado em Alice no País das Maravilhas de maneira sinistra. De acordo com os desenvolvedores da VRMonkey, o título lembra algo dos jogos de horror psicológico. A intenção é levar os jogadores de maneira  gradual para um ambiente de percepções distorcidas sobre si e sobre o mundo.

O jogo começa com o jogador acordando em um quarto estranho sem memórias ou explicação para sua chegada – apenas com um instinto urgente gritando que busquem uma saída o mais rápido possível. A experiência é direcionada para o público já adepto de VR, e para amantes de quebra-cabeça, já que tem desafios que usam o ambiente VR para testar a habilidade de se resolver problemas sob a pressão do medo constante. Tal como em Alice no País das Maravilhas, você deve aumentar ou diminuir seu tamanho para explorar novas áreas.

Vale lembrar que The Rabbit Hole foi um dos indicados para o 13º IMGA, em seu People’s Choice Awards. O jogo também foi nomeado em 3 categorias no Game Connection: Jogo Mais Criativo e Original; Melhor Indie e Melhor Hardcore. O game já está disponível para o Playstation VR.

Abaixo tem o trailer de The Rabbit Hole:

Juramento do Deserto – Novo livro da série “Assassin’s Creed” volta às origens da trama do jogo

O recente lançamento de Assassin’s Creed Origins recolocou a franquia da Ubisoft em evidencia. Nada mais adequado então do que expandir a trama do game com um novo livro, certo? Pois e justamente essa a intenção de Assassin’s Creed Origins: Juramento do Deserto, novo livro escrito por Oliver Bowden, que visa retomar a origem do surgimento da rixa entre Assassinos e Templários , que guia toda a mitologia do game.

O protagonista do livro, Bayek, tornou-se protetor da cidade de Siuá, herdando a função do pai. Mas quando um mensageiro misterioso chega à cidade, ele precisa partir imediatamente numa jornada em busca de respostas. Enquanto isso, a Ordem descobre movimentos que indicam que os Medjay, os protetores da antiga crença, ainda resistem e ameaçam as mudanças que se espalham pelo Egito. 

Nesse interim, um assassino é então convocado com o objetivo de destruir toda a linhagem Medjay – da qual Bayek faz parte. Nesta batalha entre o antigo e o novo, vemos nascer a primeira faísca da guerra entre os Assassinos e os Templários. Tal como no game, o novo livro é repleto de ação e momentos de tirar o fôlego.

A expectativa e que a obra se comunique bem com os fãs da franquia Assassin’s Creed, que no universo gamemaníaco já venderam mais de 90 milhões de cópias pelo mundo. O sucesso da história que envolve assassinos e um programa que permite o acesso às memórias de seus ancestrais não foi diferente na transposição para os livros: foram mais de 1,5 milhão de exemplares vendidos só no Brasil.

Para quem não conhece, Oliver Bowden e o escritor oficial de Assassins Creed. Além de escritor, Bowen também é um exímio historiador da Renascença e vive em Paris. A obra de Bowden incluem muitos sucessos inspirados em Assassin’s Creed, tais como Renascença, Revelações, Irmandade, entre outros. O novo livro Juramento do Deserto já pode ser encontrado nas principais livrarias do Brasil.

Serviço – Assassin’s Creed Origins: Juramento do Deserto

Autor: Oliver Bowden

Páginas: 294

Preço: R$ 39,90

Tradução: Ryta Vinagre

Editora: Galera | Grupo Editorial Record

Estúdio brasileiro Mad Mimic estará na Playstation Experience para apresentar o jogo No Heroes Here

Você já ouviu falar do jogo No Heroes Here? Se ainda não conhece, pode ter certeza de que ainda vai ouvir falar muito desse jogo. E não é por menos: o game brasileiro é uma das grandes apostas da Sony para a próxima temporada. Prova disso é que o estúdio desenvolvedor Mad Mimic Interactive é um dos destaques da PlayStation Experience, que ocorre nos dias 9 e 10 de dezembro, no Centro de Convenções de Anaheim, Califórnia. 

Convidados pela Sony, os criadores de No Heroes Here terão um estande exclusivo no evento. O estande tera nada menos que 12 metros quadrados, onde os desenvolvedores apresentarão  o game ao grande público do evento e  responderão as dúvidas da comunidade. É muito raro estúdios brasileiros conseguirem a oportunidade de apresentar seus games em eventos internacionais desse porte.

No Heroes Here é um ‘Castle Defense’ cooperativo e multiplayer para até quatro jogadores. O jogo teve o incentivo da prefeitura de São Paulo e parte do seu desenvolvimento foi financiado pela SPCine. Sua produção durou cerca de um ano e as versões para Windows e Mac OS foram lançados em outubro deste ano, na plataforma digital Steam. Com diversos personagens selecionáveis e fases a serem exploradas, criar estratégias e cooperar com outros jogadores para o desfecho de cada desafio é o ponto alto da diversão em No Heroes Here.

Nos últimos meses, No Heroes Here esteve presente em diversos eventos nacionais e internacionais como a Brasil Game Show, a GamesCom, o DreamHack, a Tóquio Game Show, a Campus Party e a Argentina Game Show, com destaque para a PAX 10, uma seleção oficial de jogos independentes do evento feita por 50 especialistas do mercado de games mundial.

No Heroes Here conquistou alguns prêmios como melhor jogo brasileiro do Brazil Game Awards, melhor jogo social da Game Connection Development Awardse melhor som e melhor jogabilidade, no evento MAX. Além disso, teve outras nomeações importantes em eventos como o SBGames e o Indie Playground.

De acordo com a Mad Mimic, No Heroes Here estará disponível no primeiro semestre de 2018 para consoles e será lançado para Nintendo Switch, PlayStation 4 e Xbox One. Para saber mais e jogar as versões de Windows e Mac OS, acesse o site do game.

Abaixo tem o trailer de No Heroes Here:

Starlit Archery Club é o spin off mais divertido que você verá do fenômeno Starlit Adventures

Outro estúdio que está fazendo bonito, e bem bonito, é o Rockhead Games (RS), que foi um dos destaques do evento da Abragames: Casos de sucesso 2017 com o título Starlit Archery Club. Basicamente é um puzzle de combinar cores, à lá candy Crush ou Bejeweled, porém com a diferença que o foco está nas divertidas e empolgantes batalhas contra outros jogadores online.

Em Starlit o jogador precisa unir estratégia e precisão para vencer os adversários, além de ser rápido e bastante atento. Para facilitar a vida do jogador existem power ups destraváveis que garantem ótimas vantagens. Vale lembrar que há diferentes modos de jogo para o jogador passar mais tempo se divertindo.

Você deve ajudar os personagens Bo e Kikki em uma competição de arco e flecha com regras bem peculiares. Diferente de outros jogos do gênero, aqui a jogabilidade busca inovação, exigindo raciocínio rápido para decidir o melhor alvo a ser atingido e o power up mais adequado para cada situação. A mecânica gira em torno de capturar uma determinada zona vazia, pois elas esvaziam a energia do adversário, como em um game de luta.

De tempos em tempos surgem desafios especiais que fazem o jogador encarar chefões barra-pesada. Conforme o jogador avança, surgem novos mundos com desafios específicos e novos personagens. Em um dos modos de jogo o gamer deve vencer copas online contra adversários de todo o mundo se quiser evoluir.

De acordo com os desenvolvedores, além de divertir os usuários, Starlit Archery Club também é um belo estimulante cerebral, uma vez que instiga a agilidade e pensamento estratégico. Aqui não basta mirar determinados alvos, mas sim dominar as regras a fim de criar estratégias próprias e vencer os adversários. Nesse aspecto o game até lembra um eSport, já que para ser o vencedor você deve mirar mais do que suas próprias ações.

Para quem não conhece, o universo do game surgiu em Starlit Adventures em 2015, um game de aventura 2D para mobile. O título foi baixado mais de 10 milhões de vezes, recebendo destaque nas lojas online em que esteve presente. Além disso, a aventura de Bo, Kikki e companhia conquistou vários prêmios de melhor game ao redor do mundo. O sucesso foi tanto que até uma revista em quadrinho foi lançada e um piloto de série animada já está em produção. Graças a esse esmagador sucesso os produtores decidiram levar os personagens para um novo estilo de game.

O game Starlit Archery Club é free-to-play e estará disponível para free-to-play em 7 de dezembro de 2017 para Android e iOS.

Abaixo tem um trailer de Starlit Archery Club: