Arquivo da tag: lançamento

Ballistic Overkill será lançado oficialmente amanhã para PC, Mac e Linux

É amanhã! Após um ciclo de desenvolvimento superior a dois anos, finalmente a Aquiris Game Studio está pronta para o lançamento oficial de Ballistic Overkill, o FPS sucessor espiritual do web game Ballistic. Ao longo do desenvolvimento, a versão beta chegou a ter 50 mil cópias vendidas e um rating de 84% positivo no Steam. O lançamento oficial ocorre amanhã (28/03) pelo preço de R$ 19,99 na Steam e na Humble Store com versões para Windows, Mac e Linux.

Para quem não conhece, Ballistic é um jogo de tiro de ritmo intenso, onde os jogadores podem selecionar uma de 7 classes únicas, cada uma com suas próprias habilidades e armas. O gameplay tem influencias de clássicos como Quake III ArenaUnreal Tournament, e outros jogos mais recentes como CoD 4 Modern Warfare ou Battlefield 3. Jogadores de Overwatch devem se sentir em casa com Ballistic Overkill. É possível fazer múltiplos “loadouts”, criando estratégias diferentes com o mesmo personagem. Já que não existem classes de suporte, todos os personagens são assassinos por natureza.

ss_5772178d78ffe1ced3a1846b44f5cb34d78d06af-600x338As armas e habilidades são desbloqueadas em Ballistic Overkill ao passo que o jogador adquire experiência, dando novas possibilidades e maneiras de se jogar. Você pode criar múltiplos “loadouts”, criando estratégias diferentes com o mesmo personagem. Além disso, o jogo possui um preço acessível considerando o conteúdo que oferece. Ballistic Overkill foi otimizado para rodar em máquinas mais antigas, não exigindo um PC atual para jogar.

O título possui quatro modos de jogo: Disputa de Times, Todos contra Todos, Captura de Pontos e Rei do Pedaço. Como se não bastasse, há dez mapas, de modo que o jogador passa por cenários como um museu, um parque corporativo, um shopping e até um hospital abandonado. Cada mapa conta com sua própria atmosfera, personalidade de design que os torna únicos. se você está interessado, confira o game na Steam ou na Humble Store.

Abaixo tem o gameplay de Ballistic Overkill:

Atari Flashback 7 da Tectoy chega para agarrar os fãs de retro games

Após o lançamento do Mega Drive, a Tectoy decidiu continuar investindo na linha de consoles retrô. Desta vez foram os fãs do icônico Atari 2600, um dos consoles mais bem sucedidos de todos os tempos. Nomeado como Atari Flashback 7, o console vem com 101 jogos na memória, entre eles clássicos como Centipede, Frogger e Space Invaders.  O lançamento foi realizado no dia 22/03, pelas mãos da Tectoy, e os fãs já podiam comprá-lo pelo preço sugerido de R$ 499,00 através do site da Tectoy.

Você também pode comprar o Atari Flashback 7 aqui.

O design do console respeita os traços da versão original do Atari 2600, porém mais compacto e com alguns botões coloridos na parte superior da carcaça. Um plus é que, apesar de vir com dois controles, o jogador que tiver controles clássicos pode utilizar nesta versão flashback. Na parte visual os jogadores não têm do que reclamar, visto que o design do Atari 2600 é um ícone da cultura pop.

atari“O Atari Flashback 7 remete à primeira versão de 8 bits do Atari, aquele que foi lançado em 1977 nos EUA e que chegou ao Brasil em 1983”, conta Tomas Diettrich, CEO da Tectoy. “Temos certeza que aqueles que adquirirem o Atari da Tectoy irão reviver uma experiência única dos videogames nos anos 80.”

Agora vamos aos pontos negativos. O Atari Flashback 7 não tem entrada para cartuchos e nem cartões de memória. Em outras palavras, você vai jogar somente os jogos que vêm nele. Apesar da quantidade de jogos (101) ser bastante grande e variada, vale mencionar que alguns dos maiores clássicos do Atari como Enduro, Pitfall e Pacman (entre outros games da Activision) ficaram de fora do pacote. O preço também foi duramente criticado pela comunidade, mesmo entre os retro gamers. O console já está disponível no site da Tectoy.

Abaixo você confere um vídeo promocional do Atari Flashback 7:

Editora Intrínseca lança o livro Five Night at Freddy’s Olhos Prateados no Brasil

Nenhum outro game de terror causou impacto tão imediato e sensível aos jogadores nos últimos anos quanto a franquia Five Nights at Freddy’s. Não por acaso, desde o lançamento do original em 2014 já existem cinco jogos principais e dois spins-off. Pois bem, a série de terror não vai se limitar aos jogos eletrônicos: no fim do ano passado, o universo da série se expandiu com o lançamento do primeiro livro da trilogia Five Nights at Freddy’s: Olhos Prateados.

Gostou? Compre o livro Five Night at Freddy’s Olhos Prateados no Brasil agora

O lançamento foi tão bem sucedido que o livro está há mais de quinze semanas na lista de mais vendidos do New York Times. Os fãs brasileiros poderão colocar as mãos na obra literária em breve, pois a editora Intrínseca está trazendo este lançamento em nosso país. Olhos Prateados foi escrito pelo próprio Scott Cawthon, o criador da série Five Nights at Freddy’s, ou seja, é uma obra canône e com bastante detalhes sobre a trama.

olhos-prateadosO mais interessante é que o lançamento de Olhos Prateados pode responder muitos mistérios que permeiam a obra de Cawthon. E já não era sem tempo: a própria comunidade criou centenas de teorias sobre os acontecimentos vivenciados ao longo dos cinco games. Na série de jogos, o gamer assume o papel de um vigia noturno, contratado para cuidar de uma pizzaria que abriga grandes bonecos eletrônicos. Estes, porém, não só ganharam vida como passam a perseguir o vigia.

O horror em Five Nights at Freddy’s: Olhos Prateados

Já o livro Olhos Perdidos leva o leitor ao mundo de Charlie, uma adolescente que volta para sua cidade natal quando é convidada para participar de uma homenagem a um de seus amigos de infância, morto misteriosamente na pizzaria que pertencia ao pai da garota.

Dez anos depois, ela está de volta à cidade do assassinato e, com os amigos, decide revisitar o lugar que marcou a todos de forma tão pesada: a Pizzaria Freddy Fazbear’s. O local, cujas principais atrações eram os animatrônicos, ainda está de pé, mas, abandonado, se assemelha agora a um cenário de filme de terror.

7847a4fbd3ff176718821de6afa4d7f3

A atmosfera angustiante está presente tanto no jogo eletrônico quanto no livro. Se, no computador, os sustos causados pela aproximação dos bonecos são o grande ápice, no livro, o mistério que ameaça os jovens e as reviravoltas do enredo dão o tom de tensão, que se tornou marca registrada de Five Nights at Freddy’s.

Ao longo das 368 páginas o leitor vai mergulhar em um mundo de terror psicológico recheado de detalhes. A tradução ficou a cargo da Glenda D’Oliveira e o leitor encontrará o livro em formato impresso e em eBook pelos preços de R$ 39,90 e R$ 24,90, respectivamente.

Faeria, o jogo de cartas estratégico, tem atualização com várias novidades

Faeria não é bem uma novidade: o game está em constante desenvolvimento desde 2010, mas é agora que a atualização mais espantosa vê a luz do dia, de modo que os desenvolvedores da dev Belga Abrakam praticamente consideram a atual atualização como o lançamento definitivo do game. A intenção é oferecer um game mais equilibrado e uma alternativa para quem já se cansou de Hearthstone.

Para quem não conhece, Faeria apareceu aos olhos do público em 2013 graças a uma campanha bem sucedida no Kickstarter. O game pode ser descrito como um misto entre Magic e Hearthstone, porém com o plus de suas cartas ocuparem espaços em um tabuleiro (à lá Duelists of the Roses, do Playstation 2). Assim, o game não se conforma em ser apenas um card game, mas também um boardgame bastante estratégico. Suas cartas possuem atributos de ataque e habilidades mágicas, tal como em outros TCGs, a diferença é que elas são utilizadas mais para reafirmar o poderio em campo do que reforçar as próprias capacidades do deck. Isto graças ao living board (leia mais abaixo).

ahkahA mecânica de game é simples tanto na construção de decks, quanto nos combates. Jogadores mais antigos de Magic irão se sentir em casa e não enfrentarão grandes dificuldades para dominar as estratégias e submeter os adversários. Vale mencionar que a mecânica living board (os jogadores formam o tabuleiro através das cartas que recebem) torna o ato de formar o tabuleiro dinâmico e bastante decisivo nas batalhas.

Isto não significa necessariamente que o mais sortudo seja o vencedor, pois o jogador consegue montar estratégias com as cartas puxadas a fim de montar o tabuleiro da melhor maneira possível, mesmo que o adversário ocupe uma posição que você desejava. Isto significa que jamais haverá dois combates iguais. Mais do que isso: os combates tendem a ser rápidos (cerca de 11 minutos) e sempre competitivos, pois você pode ir em direção ao adversário ou tentar obter recursos para invocar monstros mais poderosos e devastadores.

unnamedUma ótima adição na atualização é o modo single player, que é ideal para quem está começando a jogar Faeria e dominar estratégias mais complexas. De acordo com a Abrakan, há mais de 20 horas de jogo disponível. O modo singleplayer, aliás, era um dos pedidos mais contundentes da comunidade desde que o título chegou ao mercado. Outro elemento que merece destaque no novo Faeria é o inédito Monthly Cup, a primeira parte do sistema de eventos competitivos que os desenvolvedores pretendem. A ideia é colocar o game no circuito de eSports ao redor do mundo.

É interessante que Faeria permita que se coloque cartas de diferentes elementos num mesmo deck, tal como em Magic, deste modo o jogador fica livre para montar um baralho capaz de ter vantagem sobre qualquer tipo de terreno ao invés de simplesmente tentar montar um deck adaptado a um único campo de batalha. Ao fim, o game é mais sobre quem tem a melhor estratégia, deixando em segundo plano a sorte ou monstros mais fortes.

Faeria está atualmente em acesso antecipado pela Steam e operando como Open Beta para Ipads na Russia, Alemanha e França. O título continuará a expandir para rodar em outros dispositivos no próximo ano. Os planos futuros como plataformas móveis seguidas da geração de consoles serão anunciados em 2017. Para mais informações, por favor, visite o site do game.

Confira abaixo o divertido gameplay que o Fatality fez de Faeria:

Corre Desnecessauro é o game para mobile inspirado na série do Gato Galactico

É do estúdio indie brasileiro KEISE Entertainment o infinite runner Corre Desnecessauro, um game inspirado na série animada para Youtube “O Gato Galactico”, que conta com mais de 2,8 milhões de inscritos e 270 milhões de visualizações.  Basicamente o jogador vai ajudar o pobre Desnecessauro a desviar de armadilhas e obstáculos até derrotar seu melhor amigo, o Coitadossauro.

O game apresenta todo o humor e cores vibrantes característicos da série original, de modo que o há muitas piadas ao longo da aventura. O jogador também vai se divertir com a dublagem do game. Na questão desafio o game não deixa a desejar, apresentando obstáculos variados e inesperados. Cabe ao jogador desviar das armadilhas ou destruí-las rapidamente.

desnecessauroA jogabilidade de Corre Desnecessauro é simplificada, de modo que ela agrada todos os tipos de jogadores, inclusive os mais novos. O estúdio KEISE, aliás, teve bastante cuidado com os detalhes: além de roupas (inspiradas em ícones da culta nerd) e fotos para colecionar, há conquistas, troféus e um sistema de rankings para os jogadores mais empenhados.

A trilha sonora ficou por conta do Daniel Miura, que já havia trabalhado no Gato Galactico remix. Foi um trabalho feito especialmente para os fãs da série, mas que tem o potencial para agradar até mesmo quem nunca ouviu falar da franquia. O mais bacana é que o download é gratuito e já está disponível para iOS e Android.

cats

O Corre Desnecessauro em seu dia de lançamento obteve mais de 100 mil downloads e em menos de uma semana já chegou a marca de mais de 350 mil downloads! O jogo também chegou a ocupar a primeira colocação em diversas categorias na App Store e na Google Play Store desde o seu lançamento.

Abaixo você confere o trailer de Corre Desnecessauro:

Playmove lança mais cinco games interativos para educação

A Playmove acaba de anunciar que a PlayTable, plataforma de jogos educativos para crianças, receberá mais cinco games ainda neste mês. De acordo com a empresa, os novos games contemplam diferentes áreas de ensino, de modo que o raciocínio, idioma estrangeiro, lógica de programação serão contempladas pelos novos jogos. O objetivo é aliar o conceito do aprender brincando da ludopedagogia com a tecnologia para desenvolver habilidades e consolidar conteúdos para alunos de quatro a nove anos.

Uma das principais novidades é o “Croac, uma melodia verde!“, indicado para crianças a partir de quatro anos. Ele é ideal para ensinar lógica de programação com o uso de recursos de musicalização infantil. O game é bastante colorido e ideal para aumentar a capacidade de resolução de problemas das crianças.

playtable“A nova geração de estudantes já nasceu em um ambiente extremamente tecnológico. É fundamental que se introduzam conceitos do segmento de programação através das brincadeiras. Com esse game eles desenvolverão a capacidade de resolução de problemas e a criatividade”, explica o especialista em ludopedagogia da Playmove, Cristiano Sieves.

Crianças a partir dos quatro anos também poderão interagir com o “Coelhos Construtores“. Elas terão que ajudar os animais a levar alimentos para a cidade, construindo estradas e pontes. A ideia é estimular a descoberta e identificação de cores e formas.

Já para os alunos acima dos seis anos a indicação é o “Box-in“, game que ajuda os jogadores a testar e ampliar o vocabulário de inglês arrastando e guardando diferentes objetos em suas caixas. O game possui cerca de 100 palavras divididas em oito temas, de modo que os jogadores terão melhora nos níveis da pronúncia e escrita, além de desenvolver o raciocínio.

plamoveA área de ciências também ganhou um reforço com o “Guardiões da Natureza – Mamíferos“, em que crianças a partir dos oito anos precisarão usar cartas para duelar na arena dos guardiões. Os duelos ocorrem através de atributos fisiológicos, físicos, ambientais e alimentares de mamíferos da fauna brasileira. Com isso, elas aprenderão características importantes de vários animais nativos do Brasil. A última novidade contempla a educação financeira e é indicada para crianças a partir dos nove anos.

“É uma área que ainda não faz parte da educação tradicional das escolas,mas que é fundamental para o desenvolvimento dos alunos. No “Edu no Planeta das Galinhas“, eles terão que administrar a produção de ovos e negociar de maneira inteligente os recursos”, conclui o especialista da Playmove.

Confira abaixo um vídeo que a Playmove fez para explicar a PlayTable:

Conheça Ponami, o game inspirado na cultura indígena da Jogos Aurora

E é com inspiração na cultura indígena que o pessoal do estúdio Jogos Aurora criou o game Ponami, um RPG que conta a história de uma jovem arqueira que deve proteger seu povo das investidas violentas das criaturas místicas chamadas Talástreas. O game será lançado no próximo dia 20 de março para Android e a expectativa é que sua trama envolvente e o uso do folclore e costumes indígenas desperte o interesse do público.

De acordo com os desenvolvedores, Ponami é inspirado nos jogos de plataforma da década de 90 e nas mecânicas dos RPGs clássicos. A Jogos Aurora fez uma pesquisa ampla sobre culturas e costumes indígenas. O resultado foi uma aventura épica baseada nos mitos da cultura indígena das Cordilheiras. Ponami é uma guerreira que cresceu no povoado da Cordilheira de Sajor, uma civilização próspera.

unnamedDiferente da maioria dos jogos para celular, em Ponami o jogador irá encontrar um roteiro original e complexo, além de um conceito artístico criado para impressionar e cativar o público.

“Nós estudamos muito a cultura inca, seus mitos e expressões artísticas para produzir o jogo e deixa-lo o mais fiel possível”, explica Marina Torrecilha, artista do jogo. “Tudo o que o jogador encontrará em Ponami está alí por uma razão e tem papel importante na construção da narrativa ou na imersão”, completou.

Sobre o desenvolvimento de Ponami

O objetivo por trás do desenvolvimento de Ponami era criar um jogo com uma história completa, bem elaborada, com personagens cativantes e uma trilha sonora imersiva. De acordo com Pedro Schabib, programador e level design de Ponami, a América Latina é a região mais rica em mitologia e folclores e por isso foram a grande inspiração para o game.

16712055_1143024415823923_9126595889685626899_n

O jogo será lançado no dia 20 de março e estará disponível gratuitamente na PlayStore. Ainda serão lançados mais cinco mundos em formato de DLC gratuita que expandirão o universo de Ponami para outras culturas e civilizações. Você pode obter mais informações sobre Ponami, na página da Jogos Aurora no Facebook.

Twitch lança Pulse, ferramenta que facilita contato entre streamers e seus fãs

Uma das críticas mais comuns ao serviço de streaming Twitch é a ausência de ferramentas que possibilitem maior interação entre o streamer e seu público. Pois bem, este problema está no passado graças ao Pulse, uma ferramenta social que permitirá que a comunidade mantenha contato com seus streamers preferidos.

De acordo com o Twitch, os criadores de conteúdo terão a oportunidade de compartilhar clipes, destaques de seus últimos jogos, textos, fotos e horários de suas próximas transmissões com seus amigos, seguidores e com a comunidade em geral. Este é o primeiro serviço de streaming que disponibiliza tantas funções em um só local, deixando concorrentes de peso para trás.

twitchA ideia é que os usuários da plataforma possam acompanhar em tempo real, em um só lugar, conteúdos de variados serviços como a própria Twitch, além de Vimeo, YouTube, Imgur e Gfycat. Para os streamers, o Pulse permitirá a interação com seus fãs e também com espectadores de forma mais ampla, atingindo seguidores que não visitam regularmente o canal. Deste modo, você até consegue atingir um público mais amplo através do Pulse.

O lançamento vem em boa hora, pois a maioria dos campeonatos estão prestes a começar ou já começaram, como o Circuito Desafiante ou o Smite. O Pulse ficará disponível na página inicial da Twitch para todos os seus usuários. O aplicativo móvel da plataforma também receberá a ferramenta social em breve. Para quem não conhece, a Twitch é a plataforma líder em vídeos sociais e comunidade para gamers. Para mais informações sobre a Twitch, visite o site oficial, o Twitter (#Twitch) e o blog.

Conheça Diamond Rush, um game infinite runner indie para Android

Nosso destaque do dia e um game mobile para Android produzido pelo desenvolvedor indie Luiz Fábio, sob o selo da EvoTech Apps. Trata-se de um infinite runner 2D chamado Diamond Rush cujo objetivo é coletar diamantes e desviar de variados obstáculos e inimigos. A jogabilidade é bastante simples e o estilo cartunesco tem tudo para agradar todos os jogadores.

De acordo com Luiz Fábio, este é um dos primeiros projetos lançados por ele. A expectativa é que mais games sejam lanaçdos ao longo dos anos. Diamond Rush tem um estilo que lembra os árcades mais antigos, graças a um sistema de pontuação, controles leves e fácil de jogar. A jogabilidade é viciante e é possível passar várias horas nele.

asfsdHá diamantes de diferentes cores, cada um deles com um número de pontos diferentes. A ideia é básica: faça mais pontos para bater o recorde dos seus amigos. Quanto mais diamentes você coletar maior é sua pontuação. Mas não pense que será fácil se tornar o mlehor jogador! Há muitos inimigos e obstáculos espalhados pelo cenário, se você não for rápido é game over.

Para quem busca desafio, é possível aumentar a velocidade apertando a tela duas vezes. São variados personagens disponíveis para selecionar e jogar. Diamond Rush já está disponível gratuitamente para Android e uma versão na Amazon. Se você curte jogos infinite runner com elementos de plataforma, conheça este título.

Abaixo você confere o trailer de Diamond Rush:

Top 10: Games mais promissores do Nintendo Switch

O início de março marca a nova era para a BIG N. Apesar da pouca quantidade de games no lançamento, o novo console promete um primeiro ano incrível, graças a jogos extremamente promissores. Listamos aqui os dez games que parecem mais divertidos para a primeira temporada do Switch.

Tem para todos os gostos, RPG, ação e até games de luta. Não numeramos os games pela ordem de expectativa, pois consideramos cada um deles apenas promessas de boas vendas e alta qualidade. O tempo vai dizer se eles estarão entre os melhores da plataforma.

Confira abaixo os dez games mais promissores do Switch:

 

The Elder Scrolls V: Skyrim

Um dos primeiros games a ser revelado para o Switch foi justamente Skyrim, mas a Bethesda sempre se mostrou reservada em anunciar o título oficialmente. Pois bem, após confirmar a produção do jogo, Todd Howard, diretor da franquia, disse que os jogadores encontrarão a versão definitiva, baseada na edição mais recente que foi lançada para PC, Xbox One e Playstation 4.

Devido a natureza da Nintendo, não esperamos ver mods, mas apenas o fato de poder jogar Skyrim em qualquer lugar já é um incentivo e tanto para ficar interessado neste lançamento. Skyrim é considerado desde seu lançamento um dos melhores games de todos os tempos e, consequentemente, um dos mais influentes.

 

 

Ultra Street Fighter II The Final Challengers

Pois é, Street Fighter II já recebeu tantas versões que é difícil encontrar um jogador que não conheça esse clássico da Capcom. Prestes a completar 25 anos, o pessoal da Capcom decidiu lançar a versão definitiva do game exclusivamente para o Switch. Como não poderia deixar de ser, há novidades embasbacantes, como o tapa gráfico, a adição de um modo em que dois jogadores podem desafiar um inimigo solo e a adição de um modo em primeira pessoa.

Mais importante que esses mimos, é a adição de novos personagens, como o Evil Ryu e o Violent Ken. Aposto meu braço direito que a Capcom vai fazer de tudo para que Street Fighter II não seja um flop como foi Street Fighter V. Para isso, apostamos em mais suporte e marketing.

 

 

Fire Emblem Warriors

Apesar de não ser o único Fire Emblem para o Switch, é Warriors que chama mais as atenções. A Nintendo não soltou muitos detalhes do que os jogadores podem esperar, mas se tomarmos Hyrule Warriors como base, podemos aguardar muita ação e combates divertidos, com muitos power ups e milhares de inimigos na tela.

Ah, Chrom faz seu retorno, e a julgar pelo trailer, ele não está para brincadeira. Uma versão para o New 3DS também foi confirmada. O lançamento está previsto para o terceiro trimestre de 2017. A Nintendo deve revelar detalhes do agme na semana da E3, mesmo que a empresa não compareça ao evento americano.

 

 

Xenoblade Chronicles 2

A nova entrada de Xenoblade Chronicles 2 está a cargo do estúdio MonolithSoft sem data de lançamento ou informações sobre a história. Sabe-se que as principais características da série devem ser mantidas, tal como um mundo aberto gigantesco.

A história seguirá os passos de um novo personagem que partirá em busca de Elysium enquanto atravessa um vasto mundo enfrentando monstros gigantescos, cidades utópicas e animais fantásticos.

 

 

Mario Kart 8 Deluxe

Com novos pilotos, pistas e modos de jogo, Mario Kart 8 Deluxe é um dos lançamentos mais fortes da primeira leva de jogos do console. Além da galeria enorme da versão base do Wii U, a nova versão Deluxe traz os personagens das expansões que foram lançadas no console anterior, sendo eles dos games Animal Crossing, The Legend of Zelda e Super Mario 3D World.

Além disso, os Inklings da série Splatoon e King Boo de Luigi’s Mansion também fazem parte do pacote. Novos modos de jogo, cenários e itens também foram confirmados. Se for tão bom quanto na versão do Wii U, temos aqui uma das compras obrigatórias para o Switch.

 

 

Splatoon 2

O primeiro Splatoon foi uma surpresa total, afinal ninguém esperava que um shooter da Nintendo fosse  tão bem sucedido quanto o primeiro game foi. E o sucesso não foi por acaso: o game tem a cara da Big N, com seus gráficos coloridos, jogabilidade fácil e ausência de violência explícita.

Apesar de não ter falado sobre o game, rumores sugerem que finalmente teremos um modo espectador e um sistema de ranking. Uma das reclamações recorrentes é a campanha fraca do game. Se a Nintendo ouvir seus fãs, esperamos uma campanha mais sólida e completa e quem sabe novos modos de jogo. E sim, ainda torcemos para que ele se torne uma sensação dos eSports.

 

 

Super Mario Odyssey

Verdade seja dita: o Wii U não teve nenhum jogo do Mario totalmente 3D (3D World não é totalmente 3D). Pelo trailer revelado, Mario deve estar em uma viagem por diferentes dimensões, abandonando o mundo colorido e engraçadinho de Mushroom Kingdom, para explorar cidades reais, floresta densa e até o velho oeste americano.

Algumas das novas habilidades de Mario também foram mostradas, como a possibilidade de utilizar seu chapéu para pular mais alto em grandes distâncias. Os demais personagens também foram repaginados, como Bowser que usa um terno bem elegante e Peach que está pronta para um casamento (será que ela vai casar com o vilão forçosamente?). Seja como for, esperamos um game divertido e mais diversificado.

 

 

Super Bomberman R

Desde que Bomberman apareceu de maneira bisonha no Xbox 360, o mascote jamais desfrutou do mesmo prestígio que teve antes. Mas a Konami quer mudar esse cenário com Bomberman R, que resgata muito da fórmula original, agraciando os fãs com bastante fanservice.

Não espere um game inovador ou com mecânicas novas, mas sim um resgate do passado. Uma coisa que podemos ter certeza é que haverá um modo multiplayer online e rankings, além de torneios de tempos em tempos. Se der certo, podemos esperar que Bomberman volte com tudo na atual geração, ganhando versões para outras plataformas.

 

 

Arms

Se pudéssemos definir Arms em poucas palavras, diríamos que é um sucessor espiritual de Punch Out com o design de Splatoon. Trata-se de um jogo de boxe em que os jogadores usam braços expansíveis para atacar seus adversários em cenários coloridos e bastante engraçados. É quase um boxe em que você precisa mirar seus golpes como em um shooter.

Arms faz uso dos controles de movimento de maneira esperta e agradável. Para jogar, os jogadores usam um Joy Con em cada mão, usando controles de movimento para atacar, defender e desviar. O título será bastante acessível para todos os jogadores, mas oferecendo alto desafio para os gamers mais dedicados. Depois de Splatoon, sabemos que novas IPs da Nintendo são bastante promissoras.

 

 

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

E por fim temos o motivo de compra definitiva do novo console da Nintendo. Breath of the Wild é espetacular, e sim, estamos afirmando. A recente nota máxima que recebeu da Edge apenas serve para chancelar as altas expectativas. O mundo do game é maior que o de Skyrim e mais vivo que o The Witcher III.

A versão do Wii U parece igualmente espetacular, mas a possibilidade de levar um Zelda em alta definição para qualquer lugar parece tentadora demais. Por fim, resta dizer que a franquia Zelda é conhecida por sua alta qualidade e games extremamente inventivos e divertidos.