Arquivo da tag: indie

A Vítima de Ouro disponível na Splitplay

Nosso game de hoje é para os fãs de mistério e investigação. Trata-se do game A Vítima de Ouro, da produtora indie Little Leds. O título relembra os clássicos games de estilo Point and Click Adventures.

Na trama acompanhamos uma jovem chamada Elisabeth Fleur que se vê envolvida em um mistério muito complexo: o assassinato de um milionário chamado Julius Absolom. O crime ocorreu em uma mansão na Ilha do Farol sob circunstâncias estranhas.

Cabe à jovem Elisabeth percorrer a mansão, coletando pistas, interrogar suspeitos, etc. O game segue a linha de livros de investigação, ou seja, há reviravoltas no caso, fatos novos surgindo e testemunhos valiosos. A dica é não confiar em ninguém, pois todos são suspeitos.

A Vítima de Ouro foi desenvolvido por apenas uma pessoas, desde a sua animação até as ilustrações. A intenção de André Alves, criador do game, foi de entregar um jogo divertido e inteligente para jogadores singleplayer. Não há sistemas de conquistas, desbloqueios, ou microtransações, etc.

Se você se considera uma espécie de Sherlock Homes e quer testar seus poderes de dedução, teste A Vítima de Ouro. O game está disponível na Splitplay por R$ 6,99.

Abaixo está o trailer do game A Vítima de Ouro:

BIG Festival leva mais de 8 mil visitantes ao Centro Cultural São Paulo

O BIG Festival (Brazil’s Independent Games Festival) encerrou suas atividades com um saldo positivo para o mercado de games independentes: mais de 8 mil visitantes passaram pelo Centro Cultural São Paulo. Esse número de visitas foi alcançado nos oito dias de evento (10 a 18 de maio) e serviu para atestar a importância do mercado indie no Brasil.

De acordo com a organização, o sucesso excedeu as expectativas. Tanto que o evento será anual e irá ocorrer na mesma época desta última edição, com data ainda a ser definida. “Estamos muito satisfeitos com os resultados obtidos neste ano. O BIG dobrou de tamanho e agradecemos a todos que puderam visitar o festival, disse Gustavo Steinberg, Diretor Executivo do BIG Festival.

O BIG destaca-se por ser o primeiro evento de games independentes do Brasil e por contar com uma premiação especial para os jogos que mais se destacam nesse nicho. Na etapa de premiação, por exemplo, haviam 22 jogos classificados disputando prêmios que totalizavam R$ 45 mil. Os visitantes puderam testar esses jogos e votar em seus favoritos, tornando a eleição mais democrática.

Além da premiação, o BIG também possui uma vertente mais voltada ao business, permitindo que desenvolvedores façam contatos profissionais valiosos. O evento recebe, inclusive, executivos internacionais de grandes empresas, que se dispõem em reunir-se com os desenvolvedores.

“Este ano recebemos 23 convidados internacionais entre publishers, investidores e desenvolvedores vindo do Canadá, Estados Unidos, Japão, países europeus e Nova Zelândia. Um orgulho organizado o BIG Business Forum, nosso B2B, rico em conteúdo e que, tenho certeza, alavancou novas oportunidades comerciais para nossas empresas no mercado internacional e acrescentou muito conhecimento aos desenvolvedores brasileiros, pois todas as palestras estiveram lotadas”, explicou Eliana Russi, gerente executiva do Brazilian Game Developers Export Program, parceria da Abragames com a Apex Brasil.

De acordo com dados pós-evento, o BIG Business Fórum recebeu pelo menos 717 participantes, que acompanharam palestras e agendaram cerca de 270 reuniões durante o evento. O Fórum de São Paulo contou com a participação de 50 empresas na rodada de negociações com desenvolvedores.

Com todo este sucesso, é mais do que esperado que a edição 2015 seja ainda mais visitada e ganhe ainda mais atenção da mídia e do público. Esta foi a segunda edição do BIG e torcemos para que os frutos do evento surjam logo entre os desenvolvedores que compareceram.

Desenvolvedores se reúnem em Sorocaba para discutir IGDA e Network

Desenvolvedores de Sorocaba e região tem um encontro marcado na próxima quarta-feira, 28. A iniciativa surgiu do grupo de Facebook “Sorocaba Game Devs”, que resolveu reunir profissionais da indústria de jogos eletrônicos que moram e trabalham na região para debater os itens necessários para a formação de um capítulo da Associação Internacional de Desenvolvedores de Jogos (IGDA) na região.

O encontro ocorre às 19h30 na praça de eventos Condomínio Praça Maior (Av. Rudolf Dafferner, 400, Sorocaba – SP) e deve reunir não apenas os membros do grupo da mídia social, mas também qualquer pessoa que se interessa pelo tema. O encontro é aberto ao público. Além de discutir sobre a IGDA, essa reunião servirá para fazer network entre os profissionais. Quem sabe daí não se conhece um novo parceiro para novos projetos?

O Sorocaba Game Devs tem apoio da SmyOwl, uma startup de Sorocaba que desenvolve produtos multiplataforma para diversos sistemas operacionais e dispositivos. De acordo com Maurício Alegretti, diretor de tecnologia da SmyOwl e fundador do grupo, reuniões desse calibre são importantes para o amadurecimento da indústria de jogos digitais em Sorocaba e região.

“Havendo o interesse comum em prosseguir com a formação do IGDA Sorocaba, vamos enviar a proposta para análise e aprovação da IGDA internacional”, disse Alegretti. “Mas, de qualquer forma, só o fato de nos reunirmos para falar de desenvolvimento de games, já é uma grande oportunidade”.

Se você mora ou for passar por Sorocaba e gostaria de conhecer mais sobre o IGDA e outros desenvolvedores de jogos, passe neste encontro. A discussão promete ser muito proveitosa e render bons contatos profissionais.

Encontro Sorocaba Game Devs

Quando: quarta-feira, 28 de maio de 2014
Hora: 19h30
Onde: Praça de eventos do Condomínio Praça Maior (Av. Rudolf Dafferner, 400, Sorocaba – SP
Pauta: IGDA e network

IndieCade abre inscrições para a a América Latina

O evento IndieCade (International Festival of Independent Games) está finalizando seus detalhes finais. O evento celebra os desenvolvedores indies e tem data marcada entre os dias 9 e 12 de outubro, em Culver City, Califórnia. Os desenvolvedores brasileiros podem enviar seus jogos para inclusão no evento e para consideração para se tornar um dos 35 indicados para reconhecimento na premiação “Red Carpet” Awards no festival.

Todos os desenvolvedores que enviarem seus projetos ganham acesso all-business ao IndieXchange Summit no dia 9 de Outubro, local em que desenvolvedores e empresas de videogames podem fazer networking com outros desenvolvedores. Os projetos podem ser submetidos independente de estarem prontos ou em desenvolvimento.

Desenvolvedores da América Latina podem ganhar desconto de 55% na taxa de inscrição inserindo o código LATamIC14. Lembrando que uma verificação por região é utilizada para utilizar o cupom. As inscrições regulares terminaram em 15 de maio, porém a última data para inscrição é o dia 15 de junho.

O evento é uma ótima oportunidade para desenvolvedores indies fazerem novos negócios e conquistar reconhecimento entre o público. Diversos jogos indies ficaram bastante conhecidos graças ao IndieCade, como Braid, Everyday Shooter, Fez, Nanobots, entre outros. Para realizar a inscrição basta acessar o site do IndieCade.

BITS 2014 recebe o BIG Business Fórum, festival independente de games

Aficionados por videogames de todo o Brasil terão um ponto de encontro nos dias 14 e 15 de maio no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre, graças ao evento BITS (Business IT South America), que será realizado em parceria com o DASH GAMES.

O evento irá promover palestras gratuitas sobre a indústria, trazer investidores internacionais e apresentar a primeira pesquisa brasileira sobre a indústra nacional de games (realizada pela USP e pelo BNDES).

O BITS 2014 recebe dois eventos em simultâneo: o DASH GAMES, organizado pela Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul (ADJOGOSRS) e o Big Business Fórum, evento de negócios ligado ao BIG Festival – o único festival dedicado aos jogos independentes da América Latina.

A junção desses dois eventos ao BITS permitirá alargar feira para um evento de grandes proporções, pois o público presente poderá experimentar vários jogos em exibição e participar de palestras  com convidados ilustres da cena indie mundial. Além disso, o DASH GAMES vai apresentar ao público a pesquisa do BNDES que destrincha a indústria de games nacional. Mais detalhes sobre essa pesquisa aqui.

Os eventos – BIG Fórum e DASH – vão promover também rodadas em negócio em parceria que vai unir representantes da indústria de games internacional com diretores das empresas desenvolvedoras gaúchas, previamente inscritas.

PROGRAMAÇÃO

14 de maio (quarta-feira)

16h10 às 17h10 – Lounge do DASH (térreo) – Lançamento de jogos

17h às 18h – Auditório do BIG (térreo) – Palestra: O Empreendedorismo Independente – Jason Della Rocca, Execution Labs (Montreal).

15 de maio (quinta-feira)

10h às 13h – Sala de Rodadas (térreo) – Rodadas de Negócios com empresas do Rio Grande do Sul

14h50 às 16h10 – Auditório do DASH (1ª andar) – Apresentação do 1ª Estudo do Mercado & Indústria brasileira de Video-Games – Luis Sakuda e Davi Nakano, da USP e Fernanda Menezes Balbi, do BNDES.

16h10 às 16h40 – Em frente ao Auditório do DASH (1ª andar) – Coffee Break oferecido pelo BNDES.

17h às 17h30 – Auditório do BIG (térreo) – Palestra: O ambiente da publicidade mobile: Como parei de me preocupar e adorar a publicidade – Nate Barker, Chartboost

17h40 às 18h40 – Auditório do BIG (térreo) – Palestra: Game como Produto para o Video Game como Serviço – Tamir Nadav, Disney Playdom.

Veja os eventos que estão dentro da BITS este ano:

• IX Seminário de Telecomunicações – realizado pelo Conselho de Infraestrutura e o Grupo Temático de Telecomunicações – GT Tel, da FIERGS, vai reunir profissionais de tecnologia, indústria de equipamentos, prestadores de serviços, operadoras e clientes para debater as tendências do mercado e as soluções.

• DASH GAMES – O primeiro evento internacional voltado exclusivamente para a indústria de jogos Latino-Americana propõe o compartilhamento de informações sobre produção e mercado.

• BIG Business Fórum – BIG é o primeiro e único festival de jogos independentes da América Latina. A cada edição, o BIG expõe os melhores jogos independentes do ano do mundo inteiro.

• Brasil CMS – Evento que fará uma comparação entre os principais Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo (Content Management System – CMS): WordPress, Drupal, e Joomla.

Informações e inscrições: clique aqui

Inscrições para o BIG Festival: clique aqui

Começa a 2º edição do BIG Festival

Finalmente a 2º Edição do BIG Festival começou! O evento é o primeiro e único do Brasil inteiramente dedicado aos jogos independentes. As festividades começam no dia 10 de maio na capital paulista e vai expor alguns dos melhores games indies da temporada. O público não apenas poderá conhecer os jogos em destaque, mas também conferir a entrega dos troféus para diferentes categorias, como melhor trilha sonora, gráficos, gameplay, enredo, etc.

A organização selecionou 22 jogos para o evento, dos quais 5 são brasileiros (a saber, Aritana e a Pena da Harpia; Chroma Squad; Headblaster; Like a Boss! e Ninjin). A novidade é para o prêmio para a melhor demo do evento que vai catapultar o melhor jogo ainda em estágio de desenvolvimento. Nesta categoria concorrem 7 jogos.

Quem não puder conferir os jogos no evento poderá conhecê-los online, pois a organização disponibilizará alguns dos títulos para gameplay através do site do evento. Como se não bastasse, o BIG ainda contará com uma DEMO Night, em que os desenvolvedores inscritos poderão receber feedback dos organizadores acerca de seus projetos. Esta etapa do evento é uma das mais interessantes de todo o evento.

Para os desenvolvedores, o BIG também apresenta uma rara chance de fazer contatos com pessoas influentes da indústria e desenvolver novos negócios. O evento ocorre no Centro Cultural de São Paulo e a entrada é gratuita. O público presente poderá votar no melhor jogo e ganhar brindes especiais de alguns desenvolvedores como o manual do game Aritana e a Pena da Harpia.

Algumas personalidades conhecidas da indústria darão as caras durante o BIG, como a Sabrina Carmona, gerente Associada de Projetos e Jogos da Square Enix, e André Bronzoni, coordenador de Social Media do Brasil e América Latina da Konami e Luciane Gorgulho, Chefe do Departamento de Cultura, Entretenimento e Turismo do BNDES.

Mais informações sobre o BIG Festival, a programação e sobre os jogos finalistas, basta acessar o site do evento.

Locomotivah convida jogadores a testar Cahors Sunset

Nosso game do dia é cortesia do desenvolvedor brasileiro Rodrigo Silvestre do estúdio Locomotivah. O game chama-se Cahors Sunset e é para a plataforma Windows. No game, o jogador define as ações de um velho francês que nasceu e viveu na cidade de Cahors (França), local conhecido pela produção de vinhos e pela proximidade com o rio Lot.

O objetivo do jogador é simples: manter o jogador vivo. Para isso, basta valer-se de ações que lhe sejam benéficas. Entretanto, assim como na vida real, cada ação carrega uma reação e nem todas as escolhas mostram-se acertadas para o personagem, ou seja, alguns efeitos colaterais indesejáveis aguardam o personagem se as escolhas forem tolas.

A ideia é balancear os efeitos positivos e negativos de cada ação, de modo que o impacto na saúde do velho senhor sejam positivas. É um jogo sobre a vida, ainda que isto soe genérico. Além disso, podemos ver que o game pleiteia dar ao jogador liberdades de decisão e caráter inerentes a cada gamer. Quanto tempo você pode viver?

O time de desenvolvimento providenciou uma demo para quem quer entender este conceito ambicioso, para isso basta acessar o link do jogo.  Para quem quer o game completo, basta acessá-lo através do Desura ou do IndieCity. Cahors Sunset também pode entrar no Steam Greenlight , mas para tanto será necessário a ajuda dos jogadores.

Abaixo tem o trailer conceitual do game. Não mostra como é o título, mas introduz o conceito. Mais informações no site da Locomotivah.

Abaixo você confere o trailer do game Cahors Sunset

BIG Festival 2014: empresários internacionais vêm ao Brasil investir em jogos produzidos no país

O BIG Festival não é apenas uma oportunidade para jogos indies serem descobertos pelo grande público, mas também para conquistar parceria de empresários internacionais. Durante o evento, estarão presentes representantes de publishers e empresários de vários países para uma rodada de negócios, lá eles se reunirão com desenvolvedores brasileiros para discutir possíveis projetos e parcerias.

Se você é um desenvolvedor, aí está uma oportunidade de tentar conseguir um financiamento. O evento é gratuito, porém é necessário correr. Essas reuniões com empresários devem ser agendadas até o dia 5 de maio através do site do BIG. Os encontros devem ocorrer nas cidades de São Paulo e Porto Alegre.

As datas marcadas para as rodadas de negócios são entre os dias 12 e 14 de maio em São Paulo. Em Porto Alegre, esses encontros acontecerão durante a feira de tecnologia BITs nos dias 14 e 15 de maio, no Centro de Eventos FIERGS. A intenção da organização é fortalecer a indústria nacional através de apoio e intercâmbio de produtos e profissionais no mercado internacional.

Entre as empresas que estarão disponíveis para a rodada de negócios estão pesos-pesados da indústria como Amazon, Playphone, Nuuvem, Hoplon, entre outras. Abaixo, você confere a lista dos representantes e das empresas disponíveis para reuniões:

Milton Neto – Amazon
Luis Bianchi – Philips
Christian Ribeiro – BoaCompra
Kevin Flynn – Mobile Game Partners
José Kosminsky – Movile
Alexandre Couto – Playphone
Simon Ashby – Audiokinetic
Emanuel Wall – Strategy First
Thiago Diniz – Nuuvem
Marcelo Ferrari Wolowski – Hoplon

Serviço: 2º BIG Festival (Brazil’s Independent Games Festival)

Quando: 10 a 18 de maio (Segunda, 12, não abre para o público, apenas profissionais cadastrados no Fórum de Negócios)

Horários: De terça a domingo das 10h às 22h

Onde: Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro 1000 – Paraíso, SP

Quanto: Gratuita

* Em Porto Alegre (RS): Dias 14 e 15 de maio

Horário: 10 às 19 hs

Centro de Eventos FIERGS – Av. Assis Brasil, 8787 – Bairro Sarandi

Conheça o jogo indie North Wind: Trill of Consciouness

O game indie da vez é chamado North Wind: Trill of Consciouness, um jogo bastante incomum com mais cara de retro que você já viu. Nele acompanhamos a história de Dir, um garoto selvagem que foi criado por uma Amazona em segredo. Para garantir que o garoto possa sobreviver sozinho, a mulher que o cria propõe um desafio: colocá-lo em uma caverna a fim de derrotar um morcego. Porém as coisas não ocorrem como esperado.

A missão não será fácil, pois haverá uma missão de inimigos a serem derrotados. A dinâmica do jogo se resume a explorar e coletar mapas, reordenando-os a fim de descobrir novas localidades. Para conseguir mais mapas, o jogador deve coletar energias roxas.

Existem oito mapas que podem ser combinados, gerando um total de 512 combinações possíveis. Os cenários variam de templos, à cavernas e florestas, conferindo boa variedade na hora da exploração. Na verdade, o game tem elementos de RPG e adventure, lembrando por vezes jogos como Metroid, por exemplo.

É difícil explicar como funciona, mas a ideia é a troca de partes do mapa por partes de outro mapa, a fim que eles se integrem e liberem novos caminhos.

O game é inspirado em livros infantis, porém tem um nível de dificuldade elevado. A ideia é que o jogador sobreviva aos desafios neste puzzle cheio de personalidade. O game já está disponível para download na App Store e tem versão em português. North Wind: Trill of Consciouness esteve em desenvolvimento desde setembro de 2012 pelo game designer Henry Gosuen.

Abaixo você confere o trailer do game North Wind: Trill of Consciouness:

Corrupção Free: game indie conviada jogador a combater políticos corruptos

Ano de eleições no Brasil. Quer um país ou época melhor para criar um game que critique a política? Um desenvolvedor indie chamado Danilo Carlessi criou um jogo chamado Corrupção Free. O título é do mesmo criador do jogo Rolezinho Ascenção Social 2.

O game coloca o jogador no controle do ministro Joaquim Barbosa em uma saga contra políticos corruptos. De acordo com a descrição do jogo “(…) apenas um herói pode nos salvar da tirania dos Corruptos”.  Porém há a advertência de que não será fácil livrar o país dos corruptos.

A versão gratuita do game conta com 5 fases, 4 personagens inimigos, uma jogabilidade simples e uma trilha sonora que promete envolver os jogadores. O objetivo é capturar 3 mapas do Brasil em cada um dos cenários. Além dos mapas, é importante coletar também moedas da justiça espalhadas pelos cenários. Essas moedas são o pagamento do que é certo para os justos e as moedas deixadas para trás ficam com os corruptos.

Independente da sua inclinação política, o jogo trás uma crítica social bastante pertinente e possui uma jogabilidade funcional. Em tempos de eleição é bom que surjam jogos eletrônicos que divirtam e passem alguma mensagem social. O título pode ser encontrado no Google Play.