Arquivo da tag: indie

Conheça o jogo indie Amora Crystal, que estará disponível na Steam em 9 de setembro

Hoje vamos falar de um novo jogo indie que promete divertir fãs do gênero plataforma. Criado pelo brasileiro Rapha Chiavegati, Amora Crystal nos coloca no papel da personagem homônima ao título que se lança em uma missão para resgatar seu namorado das garras do terrível vilão M, que está disposto a conquistar um poderoso cristal e usá-lo para seus objetivos escusos.

Cabe a Amora utilizar suas habilidades especiais para desbravar os cenários a fim de proteger o cristal e garantir a segurança dos animais da floresta. Sim, um dos motes do jogo é atravessar os cenários sem matar um único animal (acredite, não é tarefa fácil). A jogabilidade se assemelha ao clássico Super Mario Bros., de modo que os animais seriam como os goombas que passa pelo ambiente, e a movimentação de Amora é igual ao de Mario. A cada pulo você deve tomar cuidado para não esmagar os seres vivos da floresta.

Mas você deve estar se perguntando por que é tão importante não matar os animais, certo? Pois então, de acordo com Chiavegati, se você chegar ao final do jogo sem matar nenhum animal durante toda a campanha, será premiado com o final bom. Mas se houver a morte acidental de alguma criatura, o vilão M irá usar isso contra ela.

Amora Crystal terá nada menos que 18 fases, todas elas com boas referências aos games dos anos 90. A ideia é que o jogador tenha uma experiência parecida com a que tínhamos na época dos consoles 8-16 bits. Além disso, o jogo possui diversos itens a serem coletados em todas as fases, o que incentivará a exploração.

Além disso, durante a jogatina o player se depara com algumas aves presas em gaiolas que devem ser libertadas no decorrer da aventura. Coletando os diversos itens e salvando as aves o jogador pode desbloquear desafios extras após finalizar a campanha principal. Amora Crystal estará disponível a partir do dia 9 de setembro na Steam.

Abaixo você confere o trailer de Amora Crystal:

BIG Festival 2019 – Porquê você não pode perder o maior evento de jogos independentes da América Latina

Ei, caro apaixonado por jogos, não se esqueça que entre os dias 26 e 30 de junho você tem um compromisso inadiável com o BIG Festival 2019, o maior evento de games independentes da América Latina. Além de conferir os principais jogos indies do continente, o evento contará com uma série de atrações com palestras, game jam, concurso cosplay etc. Abaixo você confere as atrações imperdíveis do BIG 2019.

De acordo com os organizadores, o evento contará com nada menos que 75 jogos (54 na competição e 21 na mostra Panorama). O objetivo é revelar grandes e ambiciosos projetos para um público ávido por alta qualidade. O grande barato é que os jogos que costumam aparecer no BIG passam meio despercebido pelo radar da grande mídia.

 

Palestras sobre jogos independentes

Dentre as atrações estão palestras sobre diversas vertentes do mercado de games. Diversos profissionais gabaritados foram convidados para falar sobre temas específicos, como eSports; Realidade Aumentada e Virtual; Processo de criação de games etc. Essas rodadas de palestras servirão para quem estuda game design ou para quem quer trabalhar na indústria. Você pode conferir a programação no site do BIG.

 

Muitos jogos para conhecer

Para quem quer descobrir novos jogos o BIG é um baita lugar. Entre osfinalistas, destaque para Pixel Ripped 1989 (ARVORE), Spaceline Crew (Coffenauts) e Burning Daylight (Miyu Distribution). Estes são apenas alguns dos finalistas na categoria Melhor Jogo do ano, mas há outras categorias como Melhor Jogo Brasileiro, Melhor Arte, Melhor Narrativa etc. Se você ficar de olho, certamente vai encontrar alguma preciosidade escondida. O mais legal é que alguns produtores fazem questão de ir ao BIG, de modo que você pode bater um papo com quem já colhe louros na indústria.

 

Conteúdo de eSports

Os organizadores do BIG estão cientes de que os eSports não param de crescer! Pensando nisso o evento contará com palestras dedicadas a falar sobre alguns pontos sobre isso, tais como mais do investimento de eSports no Brasil, como é ser um pro player e ainda conhecer o ecossistema de eSports sob o ponto de vista de experts da indústria. Se você quer saber mais sobre como o esporte virtual tende a crescer, não deixe de conferir essas palestras.

 

Desafio cosplay

Em parceria com a escola Live Arena, acontece a primeira edição do Concurso Cultural de Cosplay Live Arena no BIG Festival. Os cinco cosplayers que mais receberem likes em suas selfies no Instagram durante o BIG Festival 2019 ganharão uma bolsa do curso EAD Cosplayer e Cosmaker da Live Arena.

 

Game Jam do Facebook

Por fim, vale destacar a Game Jam que vai rolar dentro do BIG Festival. O Facebook Game Jam é uma competição onde 10 equipes serão selecionadas pelo BIG Festival e Facebook para criar um jogo do zero. Os jogos desenvolvidos serão apresentados ao júri do Facebook e ao público às 16h do domingo (30). E tudo aberto ao público.

Serviço – BIG Festival 2019

Quando: Dia 26 de julho aberto somente a players do mercado. De 27 a 30 de julho aberto ao público. Sempre das 10h às 22h

Onde: Club Homs. Endereço: Avenida Paulista 735, São Paulo, SP

Entrada: Gratuita

Pixel Show abre concurso de games digitais para produtores independentes

Mais um evento para você colocar na sua agenda! Entre os dias 30 de novembro e 1 de dezembro começa o Pixel Show, o maior evento de criatividade da América Latina. O destaque nesta edição é que foi aberto um edital para que produtores independentes de games digitais possam mostrar suas produções. A ideia é apresentar projetos digitais independentes a um júri técnico que vai avaliar e escolher o melhor jogo na noite de estreia do Pixel Show.

É uma grande oportunidade para quem está iniciando na área expor suas ideias a quem já trabalha na área e viabilizar o jogo. As inscrições para participar dessa demonstração técnica já estão abertas e vão até 30 de agosto. Seu projeto pode ser em realidade virtual, mobile, ou mesmo em fase de desenvolvimento.

Para participar você deve inscrever seu título contando a história do jogo, os objetivos etc. É primordial enviar um link para que os curadores da modalidade possam experimentar e avaliar o novo game. Serão três categorias diferentes para inscrever os jogos: “Game Independente”, “Experiências (XR, VR, AR)” e “Simuladores”. Depois de inscrito, o projeto passará pelo crivo da equipe de curadoria, que avaliará conceitos de sound design, storytelling, criatividade e inovação.

Entre os jurados estarão Rodrigo Terra, COO do centro de entretenimento de realidade virtual do estúdio Arvore e membro do XRBR, hub brasileiro de x-reality; Thiago de Freitas, diretor da Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Digitais (Abragames) e Mariana Ayres, do Xbox Brasil.

A inscrição para o edital do Pixel Show vai até 30 de agosto. Os desenvolvedores selecionados serão informados em 30 de setembro sobre a aprovação, para organizarem a sua apresentação a um júri especial na primeira noite do Pixel Show 2019.

“Essa foi mais uma ideia para incentivar o mercado de games, que está aquecido e segue crescendo. O produtor independente que se apresentar no evento terá contato com profissionais da área, que já tocam diversos projetos, além de ser avaliado pelo nosso júri na abertura do Pixel Show e receber um prêmio, se for bem votado”, conta Allan Szacher, organizador de conteúdo do evento. Mais informações podem ser vistas no site do evento.

 

Serviço – Festival Internacional de Criatividade Pixel Show 2019

Quando: 30 de novembro a 1 de dezembro, das 8h às 21h

Abertura das aulas, congresso e concurso de games: 29/11, a partir das 17h.

Local: espaço de eventos Pro Magno (São Paulo).

Abertas as inscrições do Desafio Change the Game, uma iniciativa da Google para jovens mulheres desenvolvedoras

Atenção meninas que sonham em trabalhar com desenvolvimento de jogos: estão abertas as inscrições para o Desafio Change the Game, uma iniciativa promovida pela Google Play que promete lançar dois games na loja virtual da gigante da tecnologia! O desafio é para garotas de 15 a 21 anos que poderão mostrar suas ideias para jogo mobile e ver seu projeto ganhar forma pelas mãos de uma equipe composta por algumas das mulheres mais aclamadas da indústria de jogos digitais.

Além dos dois jogos, a iniciativa Change the Game vai dar acesso a cursos sobre programação para outras 500 garotas. O objetivo é apoiar e incentivar a representatividade feminina no mundo dos jogos para celular e mostrar que elas podem fazer a diferença na indústria. Afinal de contas, mulheres também jogam, são inovadoras, criativas e destemidas.

Para participar é necessário ter entre 15 e 21 anos e estar matriculada no Ensino Médio. De acordo com a Google, a ideia não tem limites, ou seja, pode ser qualquer tipo de jogo: de aventura, fantasia, lógica. E não precisa ser programadora não! Basta um papel e um lápis para expor suas ideias. Se você tem uma boa ideia e tem interesse de entrar na indústria de games eletrônicos, basta fazer a inscrição no site.

As duas vencedoras irão trabalhar presencialmente em conjunto com um dos parceiros desenvolvedores do Google em sessões de briefing, planejamento e criação durante 5 dias em São Paulo. Ao final do processo os games serão lançados oficialmente no Google Play e ficará disponível na loja por um ano inteiro. Além disso, as vencedoras do desafio irão conhecer o escritório da Google em São Paulo e terão acesso a 16 cursos online com fundamentos da programação para desenvolvimento de jogos. É uma boa porta de entrada para essa indústria bilionária.

Abaixo você confere um vídeo (em inglês) sobre o desafio Change the Game:

Game indie “A Jornada da Graciosa” reconta rota dos exploradores da Serra da Graciosa

Hoje vamos falar de mais um projeto indie bastante ambicioso e que tem tudo para fazer sucesso entre os fãs de jogos eletrônicos! Trata-se de “A Jornada da Graciosa“, um game de aventura e exploração criado pelo estúdio curitibano Hoyt Hoy. O game tenta ilustrar a chegada dos primeiros exploradores pela Serra do Mar Paranaense, em homenagem à sua terra natal.

De acordo com os produtores, “A Jornada da Graciosa” remonta uma era em que a localidade era mística e inexplorada e os homens chegavam pela floresta com bastante desrespeito pela mata, causando alerta na flora e na fauna. A protagonista é a mula guia, que dá nome ao jogo, e que tem uma das histórias mais reconhecidas de todo o Paraná.

Foi a mula Graciosa que descobriu de fato o caminho e, o constante uso de seu nome para indicar a trilha, acabou servindo de base para o nome final “Estrada da Graciosa” e, por fim “Serra da Graciosa”. Assim, o game deve contar com passagens do folclore paranaense e ilustrar ambientes reais da região.

Em “A Jornada da Graciosa” temos um jogo em 3D de aproximadamente 1h, para computador, seguindo o gênero de exploração e sobrevivência, onde o jogador será levado para a mata atlântica e encontrar os desafios de uma mata inexplorada. O diferencial está no caminho de cada cenário que será criado pela mula guia, assim, cabe o jogador se preparar e antever as situações até o caminho ser totalmente revelado. Esses caminhos da jornada irão de pontos famosos até hoje da serra como o Véu da Noiva, a base do Marumbi, o delicado caminho do Cadeado, o rio Nhundiaquara, entre outros pontos históricos e geográficos da serra.

O lançamento do jogo ocorre no dia 14/06/2019 às 19h na Gibiteca de Curitiba. No dia seguinte 15/06 às 14h acontece a Roda de Conversa sobre: Desenvolvimento de Jogos e o Processo de Criação no projeto “A Jornada da Graciosa”. A intenção é aproximar a comunidade de jogadores e os produtores do game para uma conversa divertida e repleta de segredos de bastidores. Para mais informações sobre o nosso jogo e lançamento acesse a página oficial do projeto.

Abaixo você confere o trailer de A Jornada da Graciosa:

Conheça Timo: The Game, o novo lançamento da Webcore Games para mobile

Hoje você vai conhecer Timo: The Game, um Point & Click extremamente premiado e que tem conquistado milhares de fãs em pouco tempo. Basicamente você vai viajar com o personagem que dá nome ao jogo em uma série de mundos fantásticos inspirados em livros de fantasia e usará esses livros para resolver puzzles de diversas maneiras. O título é vencedor do Edital da Spcine K.O. HQ de 2017 e conta com cenários em pixel art estilizados.

No jogo, o personagem Timo mergulha num livro e se vê perdido entre cinco mundos literários. Para que possa voltar ao mundo real, Timo precisa reunir os pedaços de um medalhão mágico que foi quebrado. Assim, ele parte numa aventura para encontrar a saída, desbravando diferentes universos por cada livro que visita. Nesse caminho, Timo encontrará muitos desafios e inimigos, mas também grandes companheiros e aliados.

00O primeiro dos mundos é uma realidade distópica, onde a leitura é coisa do passado e viagens para universos literários são incomuns, nosso protagonista, na companhia de seu pai, tenta sobreviver entre o real e o extraordinário. Os dois primeiros livros compõem a parte gratuita do jogo. Para jogar os outros três livros, o jogador precisa comprar a versão completa do jogo. De acordo com a desenvolvedora Webcore Games, os mundos que compõe Timo: The Game são das temáticas Medieval, Jurássico, Detetive, Fantasia e Pirata.

Com visão por cima, e os gráficos em pixel art, o game lembra bastante clássicos dos 16 bits, tais como a franquia Zelda, sendo que a diferença está na mecânica de jogo, focada no point & click. A aventura de Timo é bastante cativante e os cenários são belíssimos. O game já está disponível para iOS e Android.

Abaixo você confere o trailer de Timo: The Game:

BIG Festival 2019 promove palestras gratuitas com desenvolvedores de jogos

Os visitantes do BIG Festival 2019, o maior evento de jogos independentes da América Latina, poderão testar alguns dos jogos mais promissores da temporada e ainda poderão conferir algumas das palestras mais elucidativas com profissionais renomados do cenário de jogos nacionais. Essas palestras são gratuitas e visam mostrar um pouco dos bastidores do mercado de jogos digitais.

De acordo com a organização do BIG, as palestras ocorrem entre os dias 26 e 30 de junho no Club Homs, o mesmo ambiente em que se dá o evento principal. Entre os destaques do Festival está Matthew Leopold, diretor de desenvolvimento de negócios da Tilting Point, empresa que oferece consultoria de marketing e publicidade para desenvolvedores independentes. O bate-papo será acerca dos limites dos jogos disponíveis para dispositivos móveis.

Quem também confirmou presença no debate foi Chris Lefebvre, da Lion Studios, empresa de tecnologia especializada em fornecer produtos e soluções em Realidade Aumentada (AR), Realidade Virtual (VR), Realidade Mista (MR) e games em 3D. O BIG Fórum é uma realização do Projeto de Exportação Brazil Games, uma parceria da Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Digitais, Abragames, com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, Apex-Brasil.

Além deles, a executiva Miikka Luotio, da SuperScale, empresa que auxilia desenvolvedores e editores de jogos do mundo inteiro, como Fingersoft, Paradox, Frogmind (em parceria com a Supercell) e BoomBit a colocarem os games no mercado. Também estará presente neste dia Ryan Holowatz, CEO de marketing e publicidade do NoodleCake, que ficou conhecida com o sucesso do jogo Super Stickman Golf, e desde então se expandiu para o lançamento de games em várias plataformas.

Vale destacar que a entrada para participar das palestras é totalmente gratuito, assim como no evento principal. Além das palestras e da mostra de jogos, o evento conta ainda com uma programação dedicada ao mercado e o ponto alto são as rodadas de negócios (27/06 e 28/06), com inscrição mediante pagamento. Para garantir vaga nas palestras, o ideal é fazer uma pré-inscrição. Mais informações no site oficial do evento.

 

Serviço – BIG Festival 2019

Onde: Club Homs- São Paulo, Brasil – Endereço: Av. Paulista, 375

Quando: 26 a 30 de junho

Quanto: Entrada franca

BIG Festival 2019 – Empresas Asiáticas virão ao Brasil em busca de negócios

Amanhã é o último dia para você inscrever seu game no BIG Festival 2019 e ter a chance de ver seu projeto decolar de vez no cenário de jogos independentes. A inscrição pode ser realizada através do site do evento. Para além disso, o BIG Festival proporciona uma rara oportunidade para os desenvolvedores nacionais: fazer contato com grandes empresas asiáticas e tentar uma abertura no mercado oriental.

Isto ocorre porquê o BIG terá uma verdadeira comitiva de publishers e produtores vindos da China e Coréia  do Sul, que estão interessados na nossa produção. De acordo com a organização do evento, os dois países estão em franca expansão, tanto em jogos para móbile, quanto para jogos online. A vinda dessa comitiva representa uma boa oportunidade para os jogos nacionais cruzarem o oceano.

Abaixo você confere a lista de empresas asiáticas confirmadas no BIG Festival 2019:

 

Yodo1

A Yodo1 está comprometida em descobrir e promover jogos de alta qualidade, tanto na China quanto em uma frente global. Desde a sua criação, a Yodo1 trabalhou ao lado de mais de 80 desenvolvedores conhecidos em todo o mundo, produzindo e publicando de forma independente e codificável títulos como Mobile Safari, Crossy Road, Rodeo Stampede e Transformers: Earth Wars. Seus jogos foram jogados por mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo.

 

Vectr

 

A Vectr é uma empresa de capital de risco com sede em Hong Kong. Combina investimento, criação e crescimento para proporcionar um impacto revolucionário às equipes prontas para enfrentar problemas globais, transformar indústrias e melhorar a vida de milhões de pessoas. Seus interesses são Startups, empresas de Capital de Risco, Pesquisa e Desenvolvimento, Mídia Digital, Hardware Inteligente, Analytics, Internet Móvel e Consumidor.

 

DOGI

 

A plataforma DOGI tem como objetivo mudar a indústria de jogos, realizando ofertas e seleção de inscrições, incluindo equipes e seus jogos, através da combinação de tecnologia blockchain para construir um novo ecossistema e uma vasta rede na indústria de jogos, bem como acesso a o capital inteligente.

 

Affiniti Ventures

 

Affiniti Ventures (ou AVM) é operador, parceiro e incentivador. Suas principais áreas de interesse são empreendimentos de mídia e mobile, com foco na intersecção entre Digital, Mídias Sociais, Entretenimento e Tecnologias. Particularmente, estão interessados no potencial de blockchain e cryptocurrencies em várias aplicações, em especial projetos que pensam um modelo econômico em mídia digital, gerenciamento de ativos e espaço de entretenimento.

 

Serviço: BIG Festival 2019

Quando: 27 a 30 de junho

Onde: Club Homs – Av. Paulista, 735 – São Paulo

Quanto: Gratuito

BIG Festival 2019 – inscrições para enviar jogos tem prazo estendido até 6 de maio

Não me diga que você vacilou e perdeu o prazo de inscrição para o BIG Festival 2019? Que sorte a sua, amigão, pois os organizadores do evento acabaram de prorrogar o prazo final de submissão de jogos para o evento até o dia 6 de maio. As inscrições são gratuitas através do site do festival e podem ser realizadas até a meia-noite, próxima segunda-feira.

De acordo com o BIG Festival, serão aceitos todos os tipos de jogos digitais para qualquer plataforma, console ou mídia disponível, desde que estejam em condições de ser jogados e avaliados pelo Comitê de Seleção e lançados até dois anos antes da data do Festival.

Esta será a 7º edição do BIG Festival e permanece ocorrendo no Centro Cultural, em São Paulo, entre os dias 26 a 30 de junho. O Festival aceita jogos desenvolvidos para todas as plataformas (computadores, tablets, smartphones, consoles e dispositivos de realidade virtual), independente de estarem publicados ou não. Na edição de 2018, o BIG Festival recebeu mais de 30 mil visitantes para ver os 87 jogos expostos (sendo 48 jogos brasileiros), distribuídos em 15 categorias além de 2 mostras não-competitivas.

Alé de ser um grande evento de jogos independentes, O BIG é um HUB de negócios do setor de jogos eletrônicos, de modo que desenvolvedores e investidores podem interagir e fazer negócios. Todo ano mais de 80 players da indústria de games participam das rodadas de negócios. Na última edição, mais de 800 profissionais do setor estiveram presentes de 428 empresas. Além disso, os jogadores entram em contato direto com os games produzidos.  O evento conta ainda com palestras e workshops, sendo que em 2018 foram mais de 100 sessões com participação de profissionais internacionais e nacionais. Todas as atividades do BIG são gratuitas, exceto as rodadas de negócios.

Novidades BIG Festival 2019

Pela primeira vez o BIG Festival abre espaço na grade de programação para profissionais brasileiros da economia criativa inscreverem suas sugestões de palestras. As palestras sugeridas pelo público profissional terão 30 minutos ou 1 hora de duração e cada candidato poderá inscrever 1 palestra.

 

Serviço – BIG Festival 2019

Onde: Centro Cultural São Paulo,

Quando: 26 a 30 de Junho

Quanto: Gratuito

Dangerous do Macaco Demônio – Game indie brasileiro relembra clássicos da geração 8 bits

Hoje vamos falar de um jogo com estética bem simples e que apela para a nostalgia dos jogadores que vivenciaram a era 8 bits. Trata-se do jogo Dangerous do Macaco Demônio, criado pelo desenvolvedor independente Loikas. Trata-se de uma mistura de platformer e puzzle. Basicamente você controla um jovem que deve resolver pequenos puzzles e desviar de inimogos até encontrar a saída mais próxima.

Dangerous do Macaco Demônio tem uma estética bem simplista, lembrando muito os títulos da geração 8 bits. Inclusive a paleta de cores é extremamente limitada, contando apenas com seis cores. Além disso, os gráficos seguem um estilo pixel art. De acordo com Loikas, o game final terá 6 capítulos e uma jogabilidade fácil de aprender.

A cada 2 capítulos o jogador é desafiado por um boss. Ao vencê-los, você ganha uma habilidade especial, que será decisiva para enfrentar o final boss. O jogo não terá uma ordem cronológica, mas alguns níveis precisarão de mecânicas que você só ganhará em capítulos anteriores. A ideia é produzir um jogo eletrônico com forte apelo para quem quer relembrar jogos antigos.

O game Dangerous do Macaco Demônio ainda não está disponível. O game está em desenvolvimente e é planejado para sair via Steam, porém, para isso, ele está em campanha no Catarse, visando um orçamento de apenas R$ 700,00. Se você tem interesse no projeto, pode conhece-lo mais na página da campanha crowdfunding. Ah, tem uma versão demo aqui.

Abaixo tem o trailer de Dangerous do Macaco Demônio: