Arquivo da tag: indie

Cinco passos para ser um desenvolvedor indie de sucesso

É comum que muitas pessoas que são “viciadas em videogame” já tiveram, em algum momento da vida, vontade de desenvolver seu próprio jogo. Com o avanço da tecnologia, fazer seus próprios games está se tornando cada vez mais fácil e acessível, e você pode desenvolver aventuras incríveis na sua casa.

No entanto, desenvolver é bem diferente de jogar, já que este último pode representar apenas uma “diversão sem compromisso”, enquanto o desenvolvimento demanda tempo, esforço, ideias, e muita energia criativa.

É trabalhoso, muitas ideias que parecem ótimas não funcionam na prática, o que pode levar a frustrações; há a escassez de recursos; a ausência de habilidades em uma determinada área, que pode ser um impeditivo; além de que um desenvolvedor indie, geralmente, tem pouco (ou nenhum) dinheiro para investir em seu projeto. No entanto, mesmo com tantos obstáculos, é capaz do resultado final te dar a satisfação que você planejava desde o início.

Caso você tenha o sonho de desenvolver seu próprio jogo, nós selecionamos aqui cinco passos para você iniciar sua carreira com algum parâmetro para ser bem sucedido. Confira!

1 – Inove, mas com cuidado

Os desenvolvedores de jogos indies têm mais liberdade criativa quando comparado aos jogos mainstreams, até mesmo porque  é a criatividade e a inovação que dará o diferencial para o seu game. No entanto, tome cuidado para não exagerar e “reinventar a roda” e fazer algo completamente desinteressante somente em nome da inovação.

A grande sacada é pegar um estilo que já existe e que as pessoas já conheçam, porém fazendo de modo completamente inédito. Um bom exemplo é o jogo Undertale, que usa o sistema de RPG tradicional, com batalhas em turnos, mapas, coleta e compra de itens, porém inova ao não ser necessário lutar contra ninguém, você pode resolver tudo na base da conversa, além de ter um roteiro inovador.

O diferencial pode ser em uma arte que ninguém explorou ainda, um sistema na jogabilidade que até então ninguém teve a ideia. Seu mantra será: qual o diferencial do meu jogo indie?

2 – Tenha metas realistas

Evidente que todos os desenvolvedores indies querem que seu game seja bem sucedido e se torne um hit mundial. No entanto, a quantidade de games que conseguem uma grande projeção é bem reduzida, sendo tão raro quanto ganhar na Mega Sena, e é importante que a pessoa tenha o “pé no chão” e pense no retorno sobre investimento de modo realista.

Defina objetivos, considere suas possibilidades e a da equipe que trabalha contigo (se tiver uma equipe), seu tempo disponível. Quanto mais bem planejado, melhor. É importante você ter metas, como uma quantidade “X” de jogos que serão distribuídos. No entanto, se preocupe mais com a qualidade de seu título. Se o seu game for divertido, mesmo que ele tenha poucos recursos, ele tem tudo para alcançar o estrelato.

3 – Utilize mecanismos  já disponíveis

Hoje em dia é possível baixar as engines pela internet, muitas delas até gratuitas, sendo que as mais populares são a Unreal Engine 4, Unity, CryEngine e Lumberyard. No entanto, é importante definir que tipo de jogo você quer e quais as suas habilidades com as ferramentas.

Caso você queira fazer um RPG, por exemplo, uma engine bastante conhecida é o Rpg Maker, que já rendeu diversos jogos bem sucedidos como é o caso de To The Moon. O Game Maker já rendeu o Undertale citado anteriormente. O já famoso Araní, jogo sobre uma índia que enfrenta inimigos mitológicos, por exemplo, é feito com Unreal Engine.

4 – Estude!

A fórmula que vale para todos os pontos da nossa vida também é importante para o desenvolvimento de jogos independentes. Atualmente há diversos cursos de games onlines, tanto gratuitos quanto pagos, além de que o próprio YouTube tem uma série de tutoriais que ensinam a você mexer nas engines, te dão dicas etc. Basta ter vontade de aprender.

Caso queira se aprofundar mais ainda, há diversas instituições que oferecem graduações em jogos digitais. Por fim, vale a velha recomendação: “fuce” o programa para desenvolver suas habilidades.

5 – Persistência

Já diria Henry Ford “Pessoas não fracassam, elas desistem”, e isso vale para todos os pontos da vida, incluindo o desenvolvimento de jogos indies. Nós não lutamos “para dar certo”, ficamos na guerra “até dar certo”.

Se não deu certo de um jeito, tente de outro; se o primeiro game fracassou, comece novamente. Se o seu jogo não está do jeito que você quer, procure fazer diferente. Se ao longo do desenvolvimento, um membro da equipe foi embora, procure outro, ou comece a estudar você mesmo para substituí-lo.

As pessoas erram, e os erros fazem parte do processo de desenvolvimento. O objetivo é aprender com eles. Ame o que você faz. Essa é a energia que te dará “mana infinita” para o desenvolvimento de seus games.

Sociedade Nagô – Game sobre a Revolta dos Malês tem lançamento em 16 de dezembro

Falamos sobre este jogo nacional há alguns dias e vale mencioná-lo novamente, pois seu lançamento está muito próximo. Sociedade Nagô – O Resgate, aplicativo gamificado sobre a Revolta dos Malês, será lançado no dia 16 de dezembro, no São Jogue, espaço de Salvador dedicado aos mais diferentes tipos de jogos de tabuleiro, localizado no bairro da Pituba. No lançamento, a Strike Games, idealizadora dos projetos, disponibilizará computadores e celulares para que os espectadores possam jogar.

O aplicativo tem um formato todo gamificado, alternando entre o jogo virtual e tarefas no mundo real. Este é o terceiro jogo da Strike Games a trazer a temática da Revolta dos Malês. O foco do Sociedade Nagô – O Início e Sociedade Nagô – O Resgate é trazer o conteúdo histórico do levante de forma mais aprofundada com um suporte pedagógico, juntamente com o fator lúdico – mini games, mistério, desafio e tarefas que envolvem emitir opiniões, ilustrar e escrever textos e pesquisar.

O título faz a alusão à sociedade secreta fictícia do jogo formada pela maioria de libertos africanos da etnia Nagô. Em 1835, na noite de 24 para 25 de janeiro um grupo de negros africanos mulçumanos se rebelou contra a elite senhorial, com o objetivo de alcançar a liberdade e implantar um califado com seus costumes e tradições em Salvador. Esta luta que ficou conhecida como Revolta dos Malês.

O “Sociedade Nagô – O Resgate” é contextualizado por uma história que se alterna entre 1835 e 2018. O jogo traz um avatar feminino chamado Ísis, guiada por Vóvo Nena – uma senhora enigmática que esconde segredos. A neta vai ao passado e fala com figuras históricas como Ahuna, Calafate e Emerenciana, que são personagens fundamentais da história real.

O gênero do jogo é o point and click (apontar e clicar com exploração dos objetos, cenários e objetos) com influência de graphic novels (os personagens procuram o jogador para contar informações históricas e que ajudam no game).

 

SERVIÇO: Lançamento Sociedade Nagô – O Resgate

Data: Domingo – 16 de dezembro de 2018

Horário: Das 17 horas às 19 horas.

Local: São Jogue – Avenida Paulo VI, 1535 – Pituba

Conheça Warfield, o primeiro game da produtora indie Codematic Systems

Já imaginou um shooter em 2D com a pegada de um típico FPS com foco online, para mobile? Pois é exatamente essa a premissa de Warfield, o jogo desenvolvido pelo estúdio indie Codematic Systems de Londres, na Inglaterra. Aqui os jogadores embarcam em disputas multiplayer onde o objetivo é destruir os adversários utilizando-se das mais poderosas armas e estratégias possíveis.

Warfield tem ambientação num mundo futurista, onde soldados trajados em poderosas armaduras e municiados das mais poderosas armas possíveis devem eliminar o time rival e tomar conta do cenário. Aparentemente, os desenvolvedores buscaram inspiração em jogos de tiro futuristas como Halo ou Call of Duty, porem com um ambiente 2D todo pensado para jogar no celular.

O título oferece aos jogadores um grande arsenal, de modo que o jogador fica livre para escolher entre as mais de 20 armas disponíveis no arsenal. Você pode utilizar pistolas, espingardas, rifles, granadas e muito mais. Tudo isso utilizado para destruir os seus adversários nos 2 modos que o jogo oferece.

Até o momento, Warfield conta com três classes de heróis disponíveis, sendo que cada uma conta com habilidades especiais únicas para tornar as batalhas mais eletrizantes e únicas. Dificilmente um embate será igual ao outro, mas não pense que os combates são definidos pela sorte: quanto mais treinado seu time for, maior a probabilidade de vitória!

Warfield permite que até seis jogadores entrem nos 3 mapas disponíveis. De acordo com a produtora, há dois modos de jogo e 126 níveis diferentes. A expectativa é que o game receba atualizações frequentes e que a comunidade esteja sempre ativa nas redes mobile. O game já está disponível para as plataformas Android e iOS. Mais informações aqui.

Abaixo você confere o trailer de Warfield:

Jogo de kart Starlit On Wheels chega para celulares repleto de conteúdo

Se você é um dos milhares de fãs da franquia indie Starlite Adventures, este jogo é para você! A produtora Rockhead lançou há poucos dias o jogo Starlit On Wheels, game de kart inspirado na popular franquia de celulares. O novo título é exclusivo para Android e iOS e traz os personagens marcantes da série – Boo, Kikki, Pikke e até o vilão Nuru – em corridas por pistas malucas na melhor tradição dos jogos de kart.

Todos os personagens e veículos são customizáveis, com características próprias de velocidade, aceleração e controle, para que os jogadores escolham sua própria estratégia para chegar à vitória. O game conta com nada menos que 128 fases e um poderoso editor de pistas para que o jogador crie os seus próprios circuitos e possa compartilhá-los com a comunidade. As melhores pistas serão escolhidas semanalmente para integrar uma Copa especial do jogo.

“Estamos muito felizes em poder finalmente dividir Starlit On Wheels tanto com os fãs da série como com novos jogadores que gostam de uma boa corrida”, diz Rodrigo “Chips” Scharnberg, produtor da Rockhead. “É o resultado de anos de dedicação e trabalho e é muito recompensador ver isso agora sendo apreciado por jogadores de todas as idades”.

De acordo com a Rockhead Games, o lançamento de Starlit On Wheels é apenas o primeiro passo, pois o título continuará recebendo conteúdo inédito, eventos da comunidade e muitas surpresas. Mais novidades podem ser conferidas nas redes oficiais do estúdio – FacebookTwitterInstagram ou YouTube.

Abaixo você confere um trailer de Starlit On Wheels:

Conheça Megaquiz Discipulado, o jogo cristão da NX Games

Muito mais que um game” é o que diz o slogan de Megaquiz Discipulado, o mais recente aplicativo do estúdio brasileiro NX Games. Basicamente trata-se de um game que desafia os conhecimentos do jogador em sucessivas rodadas de perguntas e respostas relacionadas à religião. Sim, trata-se de um quis com viés religioso, em que o macete é ensinar os jogadores os valores cristãos em forma de jogo.

De acordo com os desenvolvedores, a ideia é afastar pensamentos negativos da mente do jogador, tais como depressão, ansiedade, tristeza e isolamento através de ensinamentos tirados direto da Bíblia. Este é um dos poucos jogos cristãos da atualidade, então por si só já vale pela curiosidade.

“O Megaquiz Discipulado é um game projetado para educar através do entretenimento, onde você aprende brincando. É uma ferramenta digital que ajuda a motivar e engajar o jogador no aprendizado e contribui para outra dinâmica de ensino, de forma espontânea. Com um conteúdo destinado a ensinar, tem o objetivo de disseminar a Palavra de Deus”, diz o comunicado da NX Games.

O game já esteve presente em diversos eventos de jogos nacionais, tais como a Brasil Game Show 2018 e a Expo Cristã 2018, ocorrida em setembro deste ano. A recepção nos dois eventos foi bastante positiva ao ponto de os desenvolvedores pensarem em algumas melhorias no título, a fim de tornar a mecânica básica em algo mais do que um mero quiz.

De acordo com a NX Games, Megaquiz Discipulado terá mais funções do que apenas perguntas e respostas, a fim de divertir os jogadores, tal como um chat em tempo real para conectar e manter os cristãos em contato sempre; o campo “Mensagem do Dia”, para enriquecer o dia dos leitores; e as “Missões Diárias”, que desafiam os jogadores e cumprirem determinadas tarefas para ganhar pontos e recompensas.

Se você ficou interessado, fique de olho! O aplicativo ainda não tem data de lançamento oficial, mas sabe-se que os desenvolvedores lançarão o título através da iOS e do Android.

Abaixo você confere a entrevista que o The Geek fez com o time do Megaquiz Discipulado:

Blazing Chrome vai desafiar jogadores no Nintendo Switch, PlayStation 4 e PC no começo de 2019

Esta é para quem estava esperando novidades sobre Blazing Chrome, o jogo indie da produtora Joymasher. De acordo com os produtores, o título do estilo run ‘n gun será lançado para Nintendo Switch, Playstation 4 e PCs no início de 2019. A novidade pegou de surpresa a comunidade que aguarda ansiosamente o lançamento do game, que já está disponível na Steam.

Para comemorar a notícia, a Joymasher acaba de lançar um novo trailer gameplay, que serve para mostrar um pouco dos cenários e dos perigosos inimigos que prometem não dar descanso para a humanidade. A mecânica é bem similar ao clássico Contra, de modo que a ação é intensa e cheia de emoção. O título tem um estilo retrô que tem tudo para agradar jogadores das antigas.

Em Blazing Chrome os jogadores encarnam o papel dos militares Mavra e Doyle que devem atravessar cenários devastados e enfrentar alienígenas e robôs armados até os dentes. A dupla é a esperança de salvação da humanidade nesta guerra desenfreada. Ainda que em desvantagem, a dupla consegue se opor aos inimigos graças aos inúmeros power-ups a disposição, bem como as novas armas futuristas e mechas poderosos.

Blazing Chrome é uma homenagem à era de ouro dos jogos de plataforma shooter side-scroller que leva em consideração o gameplay contemporâneo. O jogo busca dar a experiência mais próxima possível de um jogo dos anos 90, mas sem os problemas de gameplay que um jogador de hoje encontraria. Jogadores terão de enfretar seis diferentes levels cheios de robôs feitos para destruir humanos como Mavra, a guerrilheira solitária, ou Doyle, o robô rebelde que luta por liberdade.

Abaixo você confere o trailer de Blazing Chrome:

 

BIG MIX Jam 4Diversity – 1º Game Jam da Diversidade dentro da programação do 26° Festival Mix Brasil

Imagine uma game jam cujo foco é a diversidade? Pois é justamente essa a ideia da BIG MIX Jam 4Diversity, a primeira Game Jam sobre diversidade de São Paulo que ocorre na EBAC (Escola Britanica de Artes) nos dias 16 e 17 de novembro dentro do principal festival de Diversidade da América Latina. A iniciativa é cortesia da uniao entre o BIG Festival, a Abragames, o Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade e o Game4Diversity da Holanda.

O evento acontece dentro do Mix Brasil e tem como objetivo reunir desenvolvedores de jogos e profissionais do audiovisual para criar games com o tema do 26º Mix Brasil: #PensoLogoResisto. Alem da Game Jam, o evento ainda conta com uma pequena mostra de Games sobre Diversidade, o BIG Diversity, no Centro Cultural São Paulo, CCSP, de 15 a 25 de Novembro, com 5 jogos do Brasil e do exterior.

Os jogos disponíveis na mostra BIG Diversity são UNSIGHTED (Studio Pixel Punk), Florescer (PugCorn), Dandara (Long Hat House), Herald (Wispfire) selected by Games [4Diversity] e Fragments of Him (Sassybot Studios) selected by Games [4Diversity]. A entrada é gratuita e servira para mostrar como os videogames são ferramentas que podem integrar pessoas diferentes de todo o mundo.

A programação completa do 26° FestivalMix Brasil de Cultura da Diversidade estará disponível no site.

 

Serviço – 26° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade

Onde: São Paulo – 15 a 25 de novembro de 2018

Quanto: Entrada gratuita em todos os eventos e salas

Locais: CineSesc, Spcine Olido, Cinemateca Brasileira, Instituto Moreira Salles, Centro Cultural São Paulo e Auditório Ibirapuera

OBS: Verifique com a bilheteria de cada espaço as regras de retirada de ingressos.

Conheça Toasterball, o jogo indie que coloca torradeiras no papel de atletas esportivas

Já imaginou um esporte em que os grandes astros são torradeiras? Pois é esta a premissa maluca do jogo Toasterball, game criado pelo estúdio francês Couch Game Crafters. A ideia é que o jogador deve jogar uma espécie de gol a gol à lá Pong, o objetivo é usar as torradas para rebater as bolas e marcar gols.

Toasterball tem um estilo bastante party game, ou seja, ele foi desenvolvido para ser disputado entre amigos. Outro aspecto é que o jogador pode esperar por muitas situações engraçadas, mas também há uma curva de aprendizado para dominar as mecânicas, diversas variantes de jogabilidade e muitos minigames que prometem muitas horas de diversão e boas risadas.

A cada gol, uma variante de jogo aleatória é escolhida, causando pequenas mudanças como aumentar ou diminuir o tamanho das torradeiras, colocar mais bolas em jogo, ou mudar completamente o ambiente, criando novos gols, aplicando uma física diferente no cenário e na movimentação da bola, enfrentando até mesmo fortes rajadas de vento e explosões. Com essas variantes, cada partida é única, ao mesmo tempo divertida e competitiva.

Os desenvolvedores ainda incluíram variantes para tornar a jogatina de Toasterball mais divertido, tais como os minigames, que colocam as torradeiras em situações completamente diferentes: no espaço, na praia, em uma luta de neve ou em um ringue de boxe de brinquedo. O game é bem casual, mas sem esquecer o estilo mais competitivo das partidas online. Em Toasterball, duas equipes principais estão sempre se enfrentando, em busca de um lugar no cobiçado ranking dos times mais bem-sucedidos da modalidade.

Toasterball foi desenvolvido para ser ao mesmo tempo fácil de aprender mas difícil de dominar. Por isso, os movimentos básicos são simples: basta pressionar um dos botões da sua torradeira por um curto período de tempo, soltá-lo e observar sua torrada voar pelo ar. Quanto mais tempo pressionar, maior será a força com que a torrada será arremessada. Cada lançamento de torrada também faz você pular, permitindo que se movimente pelo campo e empurre seu oponente para situações difíceis.

O título está em campanha de crowdfunding através do Kickstarter, que conta com vários bônus para os apoiadores. A expectativa é que o jogo saia em 2019. Aqueles que estiverem interessados podem conferir uma versão demo através do itch.ioGamejolt ou no Newgrounds.

Você pode conferir o trailer de Toasterball abaixo:

 

Foz do Iguaçu recebe os eventos SIBGRAPI, SVR e SBGames ainda no final de outubro

A  cidade de Foz do Iguaçu, PR, será a sede de três eventos integrados no finalzinho de outubro e inicio de novembro. Estamos falando dos eventos SIBGRAPI, SVR e do SBGames – que é velho conhecido dos fãs de jogos digitais. Somados, os três eventos terão vários simpósios acadêmicos, festival de Jogos independentes e uma feira de games toda especial, campeonatos e sorteios de mais de R$ 20 mil em prêmios.

A ideia é reunir o mundo dos games, da tecnologia e dos videogames em um espaço comum. Para além disso, os visitantes podem esperar novidades acerca da inteligência artificial, animações em 3D, realidade virtual e muitos jogos eletrônicos. Os três eventos vinham sendo organizados em separado, sob a batuta da Sociedade Brasileira de Computação, que decidiu unir todos eles neste ano em Foz do Iguaçu, no Paraná.

A intenção foi reunir cientistas, pesquisadores, desenvolvedores e empresários para apresentar resultados dos trabalhos desenvolvidos nos últimos anos e buscar desenvolver a ciência no Brasil.

“Hoje vemos como a computação gráfica e os jogos tem ajudado em áreas muito diversas, que vão de alicerçar uma educação mais engajantes até aprimorar processos de treinamento”, garante Esteban Clua, chair do Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital (SBGames), um dos eventos que acontecerá a partir de 29 de outubro no hotel Bourbon Cataratas (PR).

Para Olga Bellon, organizadora do SIBPGRAPI (Conferência sobre Gráficos, Padrões e Imagens), o evento é um momento para mostrar as potencialidades da computação gráfica na sociedade: “Não há dúvidas que compartilhar momentos como estes com colegas de várias localidades do Brasil e das Américas, com palestrantes internacionais que virão agregar outras vivências, gera novas possibilidades de uso e aprimoramento naquilo que já trabalhamos em nossas pesquisas.”

“Sem dúvidas, hoje as aplicações – sempre tão imersivas no entretenimento – estão ajudando no avanço de campos diversos. Dos clássicos treinamentos de pilotos de avião em caros simuladores, hoje chegamos ao ponto de aplicar a realidade virtual sobre procedimentos médicos, ajudando médicos a diagnosticar de maneira mais assertiva”, declara Luciano Soares, organizador do SVR (Simpósio de Realidade Virtual e Aumentada).

Além das exposições em espaços fechados, os eventos também contarão com áreas mais abertas para o público trocar experiência e conhecer um pouco mais dos produtos e ideias expostas, tal como o espaço de exposições, que traz diversas atividades para o público consumidor, permitindo conhecer os resultados daquilo que vem sendo feito dentro dos laboratórios acadêmicos e dentro das empresas.

Uma das principais atrações é o Festival de Jogos Independentes SBGames. Depois de uma seleção de mais de 300 jogos, o júri técnico selecionou 31 jogos que estarão sendo demonstrados ao público durante o evento. Ou seja, o público poderá experimentar jogos inéditos em primeira mão.

“É uma oportunidade única de se divertir com toda a família. Jogos em Realidade Virtual, para celulares, para computadores, para consoles e jogos de tabuleiro estarão disponíveis, muitos deles ainda nem lançados! É diversão garantida para todo mundo!”, se empolga Márcio Filho, Diretor da GF Corp, empresa coorganizadora dos eventos.

Na Feira da SBGames outras atrações ainda estarão disponíveis, como a Mostra de Artes – com dezenas de trabalhos autorais sendo apresentados -, competições de PES 2019 e Street Fighter V e sorteios de consoles de última geração. A organização declara que serão mais de R$ 20 mil reais em prêmios e sorteios para quem for curtir um dos 4 dias de evento.

 

Serviço – Feira de Jogos da SBGames

 

De 29/10 a 01/11/2018

De 9h às 20h

Local: Bourbon Cataratas Convention & Spa Resort (Foz do Iguaçu – Paraná)

Ingressos custam R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira) e podem ser comprados nesse link.

Simpósios acadêmicos SIBGRAPI, SVR e SBGames

De 29/10 a 01/11/2018

De 9h às 20h

Os simpósios são exclusivos para estudantes e profissionais, que devem se cadastrar a partir do link.

Local: Bourbon Cataratas Convention & Spa Resort (Foz do Iguaçu – Paraná)

 

Revolta dos Búzios é tema de game a ser lançado no dia 03 de novembro no Muncab

Após o sucesso do jogo Sociedade Nagô, o time da Strike Games, desenvolvedora de games de cunho pedagógico, está prestes a lança seu terceiro jogo educativo. Trata-se de Revolta dos Búzios, que, a exemplo dos seus antecessores, busca resgatar nos jogos a cultura do povo preto baiano e conta com músicas de Tonho Matéria. O título será lançado no dia 03 de novembro, no Museu Nacional de Cultura Afro Brasileira – Muncab, das 14h às 16h.

Revolta dos Búzios reconta a revolta separatista de 1798, ocorrida na Bahia e que terminou com 33 pessoas processadas por tentarem promover o levante na cidade de Salvador contra a dominação Portuguesa. No dia 4 de março de 2011, os quatro protagonistas da Revolta dos Búzios (os alfaiates Manoel Faustino e João de Deus, e os soldados Lucas Dantas e Luiz Gonzaga) foram considerados heróis devido à importância que tiveram para o Estado Brasileiro.

Essas personalidades também foram incluídas no livro dos Heróis Brasileiros. A revolta também contou com a presença feminina, dentre elas, Ana Romana. O aplicativo é gamificado e reconta os fatos reais com uma jogabilidade ao estilo Point and Click, com influencias de Graphic Novel.

A designação Revolta dos Búzios se deve ao fato de alguns membros do movimento usarem um búzio (concha de molusco em forma de espiral) preso à uma pulseira para facilitar a identificação entre si. O movimento foi um dos mais famosos envolvendo a cultura afro contra a dominação portuguesa e serviu para inspirar outros movimentos revoltosos contra a coroa. O título está disponível para mobile através da Play Store e para PCs via Itch.io.

Abaixo tem um trailer de Revolta dos Búzios: