Arquivo da tag: Game Jam

Playbor: Maratona de desenvolvimento de jogos eletrônicos será realiza em Belo Horizonte

Mais uma boa oportunidade de se destacar no cenário de desenvolvimento de games no Brasil: O Sebrae Minas e a pré-aceleradora de games Playbor lançam desafio para programadores, artistas, designers e empreendedores desenvolverem games. A Game Jam, como é conhecida a maratona de desenvolvimento de jogos eletrônicos, será realizada no dia 7 de setembro, feriado da Independência, na sede do Sebrae Minas, em Belo Horizonte. 

Em 48 horas de imersão, os participantes receberão orientações sobre mercado e tendências, e terão o desafio de criar um protótipo de um jogo eletrônico.

“Os games deverão ser desenvolvidos a partir do direcionamento que daremos no início do desafio sobre as principais demandas de grandes players e investidores do segmento”, explica João Guilherme Paiva, diretor de negócios da Playbor.

Os projetos com as melhores ideias e potencial comercial participarão do programa de pré-aceleração da Playbor. Durante três meses, as equipes receberão mentorias, consultorias e capacitações na área técnica e também em marketing, finanças e gestão.  

“Não é só fazer o game, os empreendedores também devem estar preparados para colocar o produto no mercado e conseguir investidores”, afirma Márcia Valéria, analista do Sebrae Minas.

Algumas equipes já foram selecionadas na fase on-line. Porém, quem quiser participar do desafio ainda pode se inscrever presencialmente no dia 7 de setembro, das 13h às 15h, durante o evento Música Mundo, que será realizado no espaço CentoeQuatro (Praça Rui Barbosa, 104, Centro). As inscrições gratuitas são individuais e os participantes serão divididos em equipes no dia do desafio.

 

Serviço – Game Jam Playbor/Sebrae em MG

Dia 7 de setembro (quinta-feira), a partir das 16h

Sede do Sebrae Minas – Avenida Barão Homem de Melo, 329 – Nova Granada

Inscrições presenciais gratuitas: 7 de setembro, das 13h às 15h, no Música Mundo (Praça Rui Barbosa, 104 – Centro)

Finais da Epic Game Jam podem ser realizadas dentro do Rock in Rio

Já falamos aqui da Epic Game Jam, porém há uma informação nova que deve ser considerada: a final deste grande evento não será mais realizada dentro do Geek & Game Rio Festival. Mas fique tranquilo, se todos os planos ambiciosos da organização se concretizar, as coisas prometem ser ainda maiores e melhores. Afinal, qual seria melhor sede para um evento novo do que “o maior evento gamer do mundo”?

Recentemente foi anunciado a Game XP dentro do Rock in Rio graças a uma parceria inédita com a organização da Comic Con Experience, e, cujo objetivo, é tornar-se o maior evento gamer do mundo. Por coincidência, a EPIC Game Jam é um evento de desenvolvimento de games, que está tentando inovar. Este evento já pode ser chamado de maior game jam nacional e promete reunir desenvolvedores de todo o país em disputas regionais e depois em uma final dos sonhos.

Roberto Medina do RiR ao centro. Foto: Matheus Rodrigues/G1
Roberto Medina do RiR ao centro. Foto: Matheus Rodrigues/G1

No momento não existe patrocínio para a Epic Game Jam, apenas apoio de alguns órgãos governamentais (Sebrae/MG), faculdades e empresas, mas nenhum envolvendo aporte financeiro. Assim, a Epic Game Jam encontrasse no momento sem um lugar para realizar a final e chamar de lar. Quando os 121 voluntários ficaram sabendo da ousada proposta da Game XP, foi como unir o útil ao agradável.

Roberto Medina, um dos organizadores do Rock in Rio, comentou recentemente que o Rock In Rio é um espaço de experimentação, e que trazer os jogos para este universo aumenta o empoderamento do público. Os dois eventos (Epic Game Jam e Game XP) tem como pilar a ousadia e inovação, além de deixar um legado na indústria gamer. O Rock In Rio já teve vários momentos de música indie, por que não jogos indie?

17910674-1242572279123486-1932741863-n_7g34-1

Pensando nisso e no enriquecimento de ambos os eventos, foi criada a campanha #rirmeadota. A ideia é chamar as atenções da organização da Game XP e despertar interesse suficiente para que a final da EGJ ocorra dentro do evento. O público é peça chave nesta empreitada e espera-se que os participantes da EGJ e visitantes da Game XP entrem de cabeça na campanha.

“Sabíamos que a final das olímpiadas brasileira de desenvolvimento de jogos não poderia ter palco mais adequado. E foi desse momento digno de filme de hollywood, que criamos a campanha #rirmeadota”, disse Ian Rochlin, organizador do Epic Game Jam.

Thiago Rex, um dos youtubers engajados no Epic Game Jam.
Thiago Rex, um dos youtubers engajados no Epic Game Jam.

Resumo: nos dias 14,15 e 16 de abril ocorrerá a primeira etapa da Epic Game Jam, evento organizado pelas empresas Gamer Trials e Grupo Epic em parceria com as principais organizações brasileiras de desenvolvedores de jogos. Neste evento, 600 novos e promissores talentos se reúnem para, em 48h, criarem jogos do zero, sob a supervisão de mais de 60 mentores experientes.

O evento ocorre em 6 capitais simultaneamente (Curitiba, Porto Alegre, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro), com a transmissão de grandes youtubers e com uma grande final nacional no mês de junho com os vencedores, a Epic Game Jam promete mudar o jogo da industria nacional.

Durante a Epic Game Jam, várias barreiras serão rompidas:

  • 1a Game Jam que oferece apoio e direcionamento de business e marketing
  • 1o Evento de desenvolvedores nacionais com união de esforços de diferentes pólos regionais
  • 1o Evento do gênero com integração com o público final.
  • Expectativa de 72 jogos criados, recorde para um fim de semana.

 

Para mais informações, basta acessar a página do Grupo Epic.

Epic Game Jam promete final emocionante durante a Geek & Game Rio Festival

Mais uma atração arrasadora foi confirmada para o evento Geek & Game Rio Festival, que ocorrerá nos dias 21 a 23 de abril na capital carioca. Desta vez, foi confirmado que a final da Epic Game Jam (ECJ) será sediada dentro do evento. Basicamente trata-se de um campeonato game jam que unirá centenas de desenvolvedores em 6 capitais do Brasil. Os times vencedores de cada regional se encontram na finalíssima no Rio de Janeiro.

A Epic Game Jam segue o princípio de uma Jam normal, porém com um caráter um pouco mais competitivo, você terá que criar não apenas um jogo, mas um projeto! A ideia é que os diferentes estúdios desenvolvam games entre os dias 14 a 16 de abril durante as jams regionais. Mas fique atento! Não basta fazer o game, tem que pensar no marketing e business dele, pois serão pontos levados em consideração pela banca julgadora. Cada regional terá duas equipes vencedoras, que serão convidadas a apresentar o seu projeto na grande final nacional durante a Geek & Game.

sem-tc3adtulo-4

Após o julgamento de uma banca final, será decretado o grande campeão, que vai receber apoio e prêmios para alavancar o projeto. Diferente de outras jams, a Epic Game Jam é uma das poucas maratonas de desenvolvimento a reunir diversos estados. Em paralelo ao evento principal, haverá cobertura por parte de youtubers bastante famosos como o Diogo Braga e o Thiago Rex sobre o jogo vencedor da ECJ, até dezembro, quando o game será lançado para venda ao público. A intenção é que o grande vencedor conquiste mídia massiva através dos youtubers.

Thiago Rex, um dos youtubers engajados no Epic Game Jam.
Thiago Rex, um dos youtubers engajados no Epic Game Jam.

Como o Epic Game Jam é dividido por regiões, você deve inscrever seu projeto de acordo com a cidade/estado em que reside. Clique na sua cidade para se inscrever (Curitiba, Porto Alegre, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro). Se você é desenvolvedor e tem experiência em criar games em poucas horas, vá em frente: a Epic Game Jam promete ser uma das maiores jams do Brasil.

Para quem não conhece, uma Game Jam é um evento onde desenvolvedores se reúnem para formarem equipes e criarem jogos do 0 até o fim do evento, com tempos variados, mas normalmente por volta de 48h ininterruptas. Para mais informações, basta acessar a página do Grupo Epic.

Brasil Game Jam acontece em casa de vidro e desafia universitários a desenvolverem um game em 48 horas na BGS 2016

A equipe da Globo está com uma parceria com a Brasil Game Show para a organização da promissora Brasil Game Jam durante a maior feira de games da América Latina. A intenção da Globo é promover ainda mais o mercado nacional de desenvolvimento de games. O evento acontecerá em uma casa de vidro montada na BGS e desafiará dez equipes com três estudantes cada a criarem um game em 48 horas seguidas (das 16h do dia 01/09 às 16h do dia 3/9) e com um tema surpresa.

Terminada a maratona de desenvolvimento, o público poderá experimentar os jogos criados e votar nos melhores. Uma banca indicada pela Globo anunciará o vencedor no dia 5, último dia da feira. Todos os participantes são estudantes universitários de instituições brasileiras com idade igual ou superior a dezoito anos. As inscrições para a Brasil Game Jam deveriam ser feitas no site da BGS até o 25 de agosto, o que significa que a esta altura já estão definidos os participantes. Agora resta ao público acompanhar de perto essa Game Jam e os jogos que sairão de lá.

Serão dez equipes com três estudantes em cada correndo para criar um game que passará pelo julgamento do público e da banca da Globo. A expectativa é que alguns jogos e conceitos bem interessantes surjam do evento, além de formar amizades sólidas. Vale destacar que esta não é a primeira vez que a Globo apoia a Brasil Game Show, mostrando que a rede está empenhada em fortalecer o universo de jogos eletrônicos.

Além da Brasil Game Jam, a BGS terá centenas de atrações, incluindo a participação dos maiores publishers e estúdios de desenvolvimento do mundo, como a Sony e a Microsoft, que trarão seus jogos mais recentes para o público testar em primeira mão. Para adquirir ingressos para a BGS 2016 e conferir as principais novidades do mercado de PC, consoles, mobile, card games e jogos de tabuleiro, os interessados devem acessar o site e realizar a compra.

 

Serviço – BGS 2016 – Brasil Game Jam

Quando: 01 a 05 de setembro (1º dia exclusivo para imprensa e business)
Onde: São Paulo Expo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5 – São Paulo – SP
Horário: 13h às 21h

Game Mixer reunirá desenvolvedores brasileiros e alemães para troca de experiências

Atenção desenvolvedor de games brasileiro! Você já teve vontade de trocar experiências com desenvolvedores de outros países, conhecendo técnicas de desenvolvimento e as novas tendências que agitam o mercado de jogos digitais mundo afora? Pois bem, o Goethe Institut receberá dez desenvolvedores de games brasileiros para participar do Game Mixer, que também contará com a participação de outros dez desenvolvedores de games alemães. O evento ocorrerá entre os dias 4 a 11 de novembro.

Os participantes da Alemanha são premiados e indicados ao Deutscher Computerspielpreis (Prêmio Alemão de Jogos Digitais). De acordo com os organizadores, o programa tem início com um workshop baseado no conceito de barcamp (desconferência), uma espécie de workshop com formato participativo e aberto. O objetivo é aprender uns com os outros por meio de uma conversa conjunta sobre oportunidades e desafios da indústria dos games em ambos os países. O workshop será seguido por uma mostra pública dos games dos participantes brasileiros e alemães.

O grupo terá a oportunidade de apresentar os seus jogos e de conversar em profundidade com o público. Nos dois dias que se seguem, haverá painéis de discussão teuto-brasileiros sobre as condições políticas e econômicas para promover a indústria de games em ambos os países, visitas a alguns estúdios desenvolvedores, bem como eventos de confraternização com a comunidade de desenvolvedores de games. Dentro do programa haverá também uma game jam de dois dias, onde os desenvolvedores alemães e brasileiros, em equipes mistas, trabalharão em conjunto em protótipos de jogos. O detalhe é que o inglês será a língua de comunicação durante o programa.

Para participar é fácil, mas tem de seguir algumas condições:

  • ser desenvolvedor profissional de empresa de games brasileira ou de estúdio independente de games, com ao menos um game lançado no mercado;
  • ter disponibilidade para participar em tempo integral durante os oito dias de programação;
  • ter habilidade para se comunicar em inglês.

A intenção é priorizar pequenas empresas ou estúdios desenvolvedores de games em crescimento, pois são eles que poderão obter maiores benefícios com o programa. Vale destacar que o Goethe-Institut providenciará as despesas de viagem para a cidade de São Paulo (Capital) em classe econômica; acomodação (para participantes de fora da cidade); e locomoção local.

Se você possui os requisitos e quer participar do Game Mixer, mande um email para gamemixer@saopaulo.goethe.org até 28 de agosto 2016. O email deve conter: seu currículo; carta de motivação em uma página; uma página com o descritivo de sua companhia (data de criação, quantidade de games produzidos/lançados, número de desenvolvedores, performance do produto); uma página com descrição sumária de um produto que queira exibir na mostra (contendo detalhes do game, performance do game e screenshots).

São parceiros do Goethe-Institut neste projeto: o Prêmio Alemão de Jogos Digitais, a Fundação da Cultura de Gaming Digital, a Associação Brasileira dos Desenvolvedores de Jogos Digitais (Abragames) e a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha. O projeto é apoiado financeiramente pelo Ministério das Relações Exteriores da República Federal da Alemanha. Uma vez selecionado para participar do Game Mixer, não há possibilidade de desistência.

Serviço – Game Mixer

Onde: Goethe-Institut São Paulo – Rua Lisboa, 974 – São Paulo, SP
Tel. +55 (11) 3296 7063
Quando: 4 a 11 de novembro

Sitehttp://www.goethe.de/ins/br/sap/ptindex.htm

JAM Nerd Festival abre inscrições para Game Jam de 34 horas de duração

Qual desenvolvedor indie nunca participou de uma Game Jam, aqueles eventos que desafia os devs a criarem jogos do zero em poucas horas com um tema específico? Pois bem, se você nunca participou, ou já participou é quer repetir a experiência, a dica é o Jam Nerd Festival, um evento de cultura pop grandioso que ocorre entre os dias 9 e 10 de abril, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília.

A Game Jam terá 34 horas de duração e começa às 8h do dia 9, sábado. A maratona será disputada entre até dez equipes de dois a cinco integrantes. Eles precisam idealizar e desenvolver um jogo a partir do zero dentro do tempo estipulado, tomando como base um tema surpresa, que será revelado momentos antes do início, pela organização.

Todas as criações passarão pela avaliação de uma equipe especializada de jurados, que escolherão o melhor jogo desenvolvido de acordo com o tema e critérios pré-estabelecidos. De acordo com a organização, o intuito é o de fomentar a criatividade e habilidade dos participantes e de proporcionar oportunidades de troca de experiências e formação de parcerias entre as equipes.

Game jams tendem a criar parcerias sólidas conforme a dificuldade do projeto. Para ter ideia, os vencedores da última edição (ocorrida em 2014) criaram a Mad Pixel Studios, que já tem três jogos lançados. Eles venceram o desafio da Nerd Game Jam com o game “Vortex – A Tormenta de Morpheus”, inspirado no personagem Sandman, de Neil Gaiman.

“Foi a primeira Game Jam presencial que participamos. Não tínhamos muita experiência com jogos digitais ainda, muito menos com o mercado de games nacional. Mas sempre quisemos trabalhar no meio”, conta Gabriel Andrade de Souza, Designer e Produtor na Mad Pixels Studios.

O resultado obtido os motivou a abrir a empresa, com o sonho de criar games. Hoje, pouco mais de um ano depois, a Mad Pixel Studios já conta com três jogos lançados na Play Store, a loja virtual de aplicativos do Google, que somam juntos, mais de 100 mil downloads. Os membros da Mad Pixel Studios voltarão a participar da Game Jam deste ano, de modo que o desafio será muito grande. Para quem quiser participar da Game Jam basta acessar o site do evento e preencher a inscrição até o dia 3 de abril.

Serviço – JAM Nerd Festival 2016

Quando: 9 e 10 de Abril, das 10h às 21h
Local: Centro Internacional de Convenção do Brasil – CICB
Endereço: SCES Trecho 2, Conjunto 63, Lote 50 – Asa Sul, Brasília – DF
Valores: Ingressos individuais R$ 40 (meia); combo para os dois dias R$ 70 (meia); ingresso VIP individual R$ 100 (meia).

Interlink é o vencedor da IGN Game Jam

No último final de semana a IGN organizou sua primeira Game Jam, que teve duração de 48 horas. As seis equipes participantes se esforçaram bastante, mas ainda assim apenas cinco delas conseguiram entregar os jogos completos. A grande vencedora foi a desenvolvedora Pocket Trap, que levou o prêmio de melhor jogo com o título Interlink. O tema definido da Game Jam era “a inteligência da interface”.

O jogo Interlink é um título cooperativo para dois jogadores, sendo que um deles deve controlar o personagem com o teclado ou o controle enquanto que o outro utiliza o mouse para criar clicando em frases no canto direito da tela para fornecer ao parceiro comandos básicos como pulos, tiros etc. De acordo com a comissão jugadora, Interlink é um game inteligente e viciante que se aproveitou bem do tema proposto e de elementos cooperativos. Assim como os demais competidores, o game da Pocket Trap está disponível para download.

A equipe da Pocket Trap recebeu um vale-presente para comprar equipamentos eletrônicos no valor de R$ 5.000 e mais R$ 50 mil em divulgação para os projetos da equipe no site do IGN Brasil durante todo o ano de 2016. “Agradeço o prêmio. Foi realmente inesperado. Parabéns a todos os participantes. Temos um orgulho imenso de ter participado da IGN Game Jam”, declara Henrique Caprino, co-fundador da equipe Pocket Trap.

O segundo lugar da maratona ficou com a equipe Rogue Snail. O time possui três integrantes e desenvolveu um jogo que mistura tabuleiro e digital intitulado Cartas Contra-Atacam. Eles receberam um vale-presente para comprar equipamentos eletrônicos no valor de R$ 3.000. Já o terceiro lugar ficou com a equipe Catavento, que criou um simulador de namoro chamado Como Sobreviver a um Encontro. O time também possui três integrantes e recebeu um vale-presente no valor de R$ 2.000.

“Estamos bem satisfeitos com os resultados alcançados nesta IGN Game Jam. O tema “a inteligência da interface” foi abrangente exatamente porque queríamos incentivar a criatividade e imaginação dos participantes. O mais bacana foi ver cada uma das equipes trabalhar e se dedicar ao máximo para entregar um jogo completo. Por este e por outros motivos que a nossa expectativa é de dar continuidade à maratona nos próximos anos”, afirma Aydin Sarmadi, Diretor do IGN Brasil.

IGN Brasil apresenta a primeira edição da IGN Game Jam

Desde que chegou ao Brasil a IGN adotou como lema e objetivo “fazer o Brasil jogar mais”, e hoje vemos que tal frase não são apenas palavras. O portal de notícias gamer acaba de anunciar o IGN Game Jam, uma maratona de criação de jogos que colocará seis equipes de desenvolvedores para produzir um jogo completo em apenas 48 horas. O evento acontece na sede do site no dia 15 de janeiro às 20h e termina às 22h de 17 de janeiro.

O tema da Jam já foi definido pela comissão julgadora (composta pelos jornalistas Flávia Gasi, Gustavo Petró, Marcus Oliveira e Pablo Miyazawa). Entretanto, o tema apenas será revelado momentos antes do início do evento. De acordo com a IGN, os jogos desenvolvidos durante a Game Jam serão distribuídos gratuitamente através do IGN Brasil. Os participantes contarão com todo o suporte da IGN, incluindo espaço, estrutura e refeições.

“O principal objetivo da IGN Game Jam é oferecer para essas equipes independentes a oportunidade de ter seus games divulgados com a mesma grandeza de um título AAA, expandindo os horizontes de nossos desenvolvedores e mostrando a qualidade do cenário independente nacional”, afirma Aydin Sarmadi, Diretor do IGN Brasil.

Os participantes são os estúdios indie  Big Green Pillow, Catavento, Miniboss, Pocket Trap, Rogue Snail e Retromaze. Segundo os organizadores, as escolhas levaram em consideração o aproveitamento dos grupos em jams anteriores. Após o prazo de 48 horas, os jogos finalizados serão avaliados pela comissão julgadora com base em critérios de apropriação do tema da maratona, inovação, mecânicas e ludologia.

O estúdio vencedor receberá um vale-presente da loja Kabum no valor de R$ 5.000 e mais R$ 50 mil em divulgação para os projetos da equipe no site do IGN Brasil durante todo o ano de 2016. Já a vice-campeã da maratona também receberá um vale-presente da loja Kabum no valor de R$ 2.000, enquanto a terceira equipe colocada receberá um vale-presente da loja Kabum no valor de R$ 1.000.

Como acompanhar a IGN Game Jam

Pelo calibre desses estúdios podemos esperar grandes jogos, ainda que o tempo de uma Jam seja curto. Vamos ficar de olho, pois as possibilidades de jogos interessantes surgirem são muito grandes. Para mais informações, basta acessar o site da IGN Game Jam.

Coletivo Jogo Limpo organiza Ocupa Game Jam

A polêmica da vez em São Paulo se deve às estratégias de reorganização escolar propostas pelo governador Geraldo Alckmin. Como todos sabem, o plano não deu muito certo para o político após uma onda de ocupações promovidas pelos estudantes no último mês. Pensando nisso e em como os games são uma ferramenta abrangente e de forte impacto social, o Coletivo Jogo Limpo (CJL) um grupo de professores e especialistas da área de games resolveu tocar para frente o Ocupa Game Jam, um evento que visa criar jogos com o tema “ocupações”.

A Game Jam inicia hoje e termina no domingo, de modo que os organizadores esperam que ela sirva como forma de apoio e que incentive as pessoas a lutarem pela melhoria dos padrões educacionais. O evento é gratuito e aberto para todos os desenvolvedores de jogos do Brasil, afinal não se trata de uma luta local, mas nacional. Para quem participar, basta fazer a inscrição no site do evento.

Os participantes terão o prazo de 48 horas para desenvolver um game com o tema ocupações. Se depender da expertise dos organizadores, este evento tem tudo para dar certo, pois nos dois anos de atuação, o CJL já realizou ações culturais e educacionais bem sucedidas, tais como a Global game Jam, a Goethe Game Jam e a Campus Party. O Ocupa Game Jam não será presencial, ou seja, os desenvolvedores desenvolvem os games em suas próprias casas ou estúdios e posteriormente serão encaminhados para o site do evento.

Esses jogos servirão para gerar indagações nas pessoas sobre o cenário educacional do país e, portanto serão disponibilizados para a comunidade testar e desenvolver seu próprio senso crítico. Vale destacar que serious games costumam chamar as atenções da mídia se a mensagem for passada de maneira impactante, tal como ocorreu com o recente sucesso de This War of Mine.

Além do incentivo da comunidade de desenvolvedores, o Ocupa Game Jam tem o apoio e suporte de avaliação de alguns nomes da área como: Prof. Gilson Schwartz (ECA – USP / Games For Change), Artur Tilieri (Cartoon Network), Profa. Paula Carolei (UNIFESP), Luciana Allan (Instituto Crescer) e outros que estão para confirmar. Se você é desenvolvedor e quer criar algo único e com conteúdo reflexivo, este evento pode ser uma boa oportunidade.

Sobre a Ocupa Game Jam

O evento inicia às 22 h do dia 11/12/15 e termina às 16 h do dia 13/12/15. Os grupos podem ser formados por até 5 pessoas. O desenvolvimento é remoto e o tema é “ocupações nas escolas” ou apenas “ocupações”. Para participar basta entrar no site do evento, onde é possível esclarecer todas as dúvidas.

 

Florianópolis sedia o primeiro HackaJam

A cidade de Florianópolis, Santa Catarina, irá sediar neste mês de setembro o 1º HackaJam, um evento que promete reunir desenvolvedores independentes e investidores para uma Game Jam e para um Hackathon. O evento é uma iniciativa da Vertical Games da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) e, de acordo com os organizadores, tem a pretensão de estimular a criatividade dos desenvolvedores de jogos digitais. O Game Jam terá o tempo de duração de 41 horas e as equipes participantes deverão ter entre 3 a 5 componentes.

Os games criados nesta Jam serão julgados por empresários, gestores de fundos e investidores do ramo. Deste modo, o evento é uma boa oportunidade de fazer negócios e impulsionar sua equipe para deslanchar no mercado de jogos eletrônicos. Além da oportunidade de ter um investidor, os vencedores do desafio ganham licenças de software de programação, bolsa de estudos na área de jogos, coaching de carreira, mentorias do Sebrae e de empresas de Games consolidadas no mercado.

“O diferencial desse evento é que ele tem como objetivo algo além do desenvolvimento de software, a identificação de talentos e a aproximação desses jovens das empresas de tecnologia e de potenciais investidores para novos negócios”, garante Dennis Kerr Coelho, diretor da Vertical Games da ACATE.

A distribuição dos prêmios entre os vencedores seguirá o perfil das duas maratonas que o HackaJam irá mobilizar em paralelo: a Game Jam e a Hackathon (cujo foco é desenvolver um aplicativo mobile, web ou desktop). Antes do início das maratonas, o evento terá algumas palestras e a explicação dos temas para a criação dos games e aplicativos a serem produzidos. O evento começa na sexta feira, dia 25, às 20h. Os desenvolvedores terão até às 15h de domingo para finalizarem suas ideias e os protótipos.

Para vencer o desafio da Game Jam, os games produzidos devem passar por critérios de avaliação como direção de arte, de áudio, compatibilidade com diferentes sistemas operacionais, inovação e mecanismos para monetização do jogo, incluindo o potencial como modelo de negócio. Nos aplicativos, será avaliado o potencial de uso, de negócio, acabamento e apresentação do projeto aos jurados. Vale destacar que todas as produções deverão ser inéditas.

Mais informações sobre a HackaJam estão disponíveis no site oficial do evento.

HackaJam

Quando: 25 a 27 de setembro

Site: http://www.eventick.com.br/hackajam