Arquivo da tag: Fiap

Opus Castle leva o jogador para Castelinho assombrado da rua Apa, em São Paulo

A realidade virtual foi uma das atrações mais alardeadas durante a Brasil Game Show 2016. Um dos jogos mais notáveis a utilizar essa tecnologia foi o Opus Castle, único título para o HTC Vive e um dos melhores destaques da área indie do evento. A Messier Game & Animations fez uma parceria com a FIAP e  um grupo de alunos do curso de Jogos Digitais trabalhou no desenvolvimento do jogo bem como na apresentação do game em um estande bem bacana. Basicamente trata-se de um jogo de terror em primeira pessoa que tem como pano de fundo uma das histórias mais assombrosas da capital paulista.

messiergames_fiap

O grande macete é que além dos óculos de realidade virtual, Opus Castle também conta com capacidades gestuais, graças à tecnologia envolvida no HTC Vive. A ação se passa no Castelinho da rua Apa, localizada no centro de São Paulo, onde contam que nos anos 30 uma família inteira foi assassinada sem que a polícia chegasse ao responsável pelos crimes de forma conclusiva. Após muitos anos o tal Castelo ainda existe e é considerado um dos lugares mais assombrados do Brasil.

unnamedNo game, o jogador deve explorar as salas e ambientes secretos do Castelinho, deparando-se com as famosas aparições sobrenaturais, barulhos vindos de lugar algum e lamentos de espíritos do passado. Nesse ínterim, você acorda em um dos cômodos ao lado de um corpo crivado de balas. Suicídio ou assassinato? Você deve resolver este mistério ou fugir por sua vida.

Quem visitou o estande da Messier na BGS experimentou uma imersão sensorial sem precedentes, com uma arma na mão e uma lanterna em outra, o jogador podia caminhar pelo cenário e interagir com vários itens realmente assustadores. Inclusive o pessoal do Tecmundo levou um susto homérico jogando Opus Castle (no vídeo abaixo). A intenção parece ter sido se distanciar do que a maioria dos desenvolvedores brasileiros estão fazendo. O detalhe é que apesar de ter foco na realidade virtual, os responsáveis pelo projeto não descartam uma versão tradicional, sem o uso do HTC Vive.

Opus Castle ainda não tem data de lançamento definida, mas já fica a dica: fique de olho neste projeto se você é fã de games de terror, pois ele promete ser um dos melhores para as próximas temporadas. Mais informações podem ser obtidas no site oficial do jogo.

Abaixo tem o gameplay de Opus Castle:

Conferência BRVR 2016 traz a Realidade Virtual ao Mundo Real

Não há dúvidas de que a realidade Virtual é o futuro da indústria do entretenimento, em especial aos jogos eletrônicos. Agora é hora de mostrar que o Brasil também faz parte desse futuro. É justamente para mostrar que nosso país também faz pesquisa, produz e compete no mercado da Realidade Virtual, surgiu o BRVR, congresso que reúne profissionais e entusiastas da tecnologia.

O congresso será composto por palestras abertas ao público sobre linguagem e tecnologia e conta com exposição de empresas do mercado. O evento ocorrerá no dia 16 de Julho na FIAP, em São Paulo. Naturalmente que os óculos de realidade virtual não são tecnologia de hoje, visto que nos anos 90 a Nintendo já pesquisava essa interação com o Virtual Boy. Porém o fracasso do acessório colocou a Realidade Virtual em estado de hibernação desde então.

A tecnologia voltou com força total no mercado de entretenimento em 2012, depois que o jovem Palmer Luckey desenvolveu o Oculus Rift, um protótipo de acessório para visualizar games em primeira pessoa. Dois anos depois, a empresa foi adquirida pelo Facebook por 2 bilhões de dólares e, hoje, é o principal player impulsionando a nova onda da Realidade Virtual.

Agora o mercado mundial de Realidade Virtual (conteúdo digital em 3D interativo) e os vídeos 360 graus (vídeos gravados com câmeras especiais que captam imagens em todos os ângulos e o espectador consegue escolher qual ponto de vista assistir) estão extremamente aquecido. Tanto é que os grandes players do mercado como Samsung, Sony e Microsoft estão desenvolvendo seus próprios aparelhos de realidade virtual/aumentada. E não apenas isso, mas todos os países estão com suas produções a todo vapor e o Brasil surfa nessa onda também.

As palestras do BRVR abordam o tema da Realidade Virtual (VR) com bastante amplitude e profundidade: Abre-se o evento com um panorama cronológico sobre as Narrativas Interativas explanado pelo curador do evento Fabio Hofnik, depois há debates sobre produção de vídeo e de games em realidade virtual cujo mercado é enorme em todo o Mundo, outro tema abordado é o debate sobre diferenças entre plataforma de mídia e tecnologia; os melhores cases mundiais de VR serão exibidos ao público do auditório e por fim convidados dão suas opiniões sobre qual o futuro da Realidade Virtual nos próximo anos nacional e internacionalmente sob diversas óticas.

Alguns dos convidados especiais do BRVR são Ricardo Laganaro, diretor da produtora de cinema O2 e Orlando Fonseca, produtor de games para PC, que tem parte do seu time no Vale do Silício, em uma aceleradora de empresas de VR, produtores de conteúdo imersivo pioneiros como Felipe Coimbra e Rodrigo Cerqueira também participam dos debates do BRVR 2016 com outros colegas de profissão.

Além das palestras e debates no auditório, dezenas de empresas irão expor seus produtos, soluções e conteúdos, tanto em software quanto em hardware e equipamentos aos visitantes do congresso BRVR 2016. Deste modo, estão programadas exibições das de algumas das experiências mais imersivas em ambiente digital com Realidade Virtual para todo o público. Os interessados no Congresso podem adquiri os ingressos no site do evento, onde também é possível conferir toda a programação, expositores e palestrantes convidados.

Serviço – BRVR 2016 – Conferência de Realidade Virtual e Narrativas Imersivas

Quando: Dia 16 de Julho de 2016 – A partir das 09:00hs
Onde: FIAP – Av. Lins de Vasconcelos, 1222
Hotsite para Inscrição: https://credencial.imasters.com.br/brvr-conferencia-de-realidade-virtual-2016

Fiap abre curso tecnólogo de desenvolvimento de jogos digitais

Atenta ao crescimento da indústria de jogos nacionais, a Fiap (Faculdade de Informática e Administração Paulista), abriu curso de desenvolvimento de Jogos Digitais. O curso será ministrado por professores conhecidos no meio e as aulas ocorrerão no campus da Avenida Paulista. De acordo com a instituição de ensino, o curso é tecnólogo de curta direção, de modo que os interessados terão conteúdo mais específico e queiram aprender na prática.

“É um curso bastante completo, que além de preparar o aluno para o mercado de Jogos Digitais, também o leva a conhecimentos específicos de vários campos, possibilitando diversas áreas de aplicação”, diz Agesandro Scarpioni, coordenador do curso.

Nos dois anos de duração do curso, os alunos serão preparados para desenvolver jogos em variadas plataformas como web, smartphones, desktops, consoles, TV digital, simuladores de realidade virtual etc. As aulas abordarão o desenvolvimento dos jogos desde a criação do enredo, passando pela criação de personagens, conceitos de gameficação, ambientes e objetos de cenários. O curso tem carga horária de 2.000 horas.

O curso de desenvolvimento de Jogos Digitais da FIAP forma o aluno em 4 vertentes:

1 – Criação de jogos: o aluno aprende a criar um jogo, desde a escritura da história, até a criação de roteiro, personagens, ambientes, pontuações, entre outras funções;

2 – Modelagem 2D e 3D: aqui se aprende, dentro das ferramentas Adobe, a modelar personagens e ambientes.

3 – Programação e engines: o aluno aprende a programar jogos em web (HTML, HTML5, CCS3, jQuery), mobile (Android e iOS), simuladores, além do uso de engines, utilizando o Unity3D (linguagem C#) e o Autodesk Maya (linguagem Python), passando por Inteligência Artificial e Realidade Aumentada.

4 – Marketing digital, inovação e empreendedorismo: nessa etapa é ensinado como criar um plano de negócios e monetizar os jogos, até a divulgação e implementação deste no mercado.

Os interessados no curso podem buscar mais informações no site da Fiap.