Arquivo da tag: eventos

Fatec São Caetano do Sul realizará a 3ª edição Games Day

Durante o final de semana dos dias 18 e 19 de outubro a Fatec de São Caetano do Sul realizará a 3º edição do Fatec SCS Games Day, evento anual do curso de Tecnologia em Jogos Digitais da instituição. O evento compreende uma série de palestras, minicursos e workshops a ocorrer a partir das 10hs e vão até as 18hs.

Além das atividades citadas anteriormente, o evento ainda contará com apresentações musicais, exposição de games, uma game jam e apresentação de Trabalhos de Conclusão de Curso realizados pelos alunos da Fatec São Caetano. O evento é indicado para alunos, professores e demais interessados em desenvolvimento de jogos eletrônicos.

Os seminários e minicursos serão ministrados por professores com experiência na área de jogos como Raul Tabajara (ilustrador, professor e um dos desenvolvedores do game Kaiju: Infestation), André Avelino e Marcus Imazumi (especialistas no mercado latino-americano de games) e Guilherme Tsubota (proprietário da 8D Games, produtora de games e aplicativos).

Na página do evento no Facebook é possível obter informações sobre as atividades, rotas até a o local e demais informações sobre as atividades previstas. Já a inscrição é feita no link específico gratuitamente. Maiores informações podem ser obtidas com o Prof. Alan Henrique Pardo de Carvalho, Coordenador do Curso de Tecnologia em Jogos Digitais, e organizador da III Fatec SCS Games Day por meio do do e-mail alan.carvalho@fatec.sp.gov.br.

SBGames 2014 terá com Game Jam valendo R$ 3 mil

Novidades sobre a SBGames 2014 – o Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital. A próxima edição do evento contará com uma inédita Game Jam que vai premiar a equipe vencedora com um prêmio em dinheiro de R$ 3 mil. Esta é a primeira vez que a SBGames contará com uma game jam e para celebrar a ocasião, os organizadores do evento prometem uma jam bastante organizada e bem executada.

De acordo com a organização, serão formadas cinco equipes compostas de 2 à 6 integrantes, que terão o prazo de 48 horas para criar um game a partir de um tema único a ser revelado em breve. Um detalhe importante é que as equipes participantes já devem ter participado de outras jams e todos os membros das equipes devem estar presentes nos três dias de evento.

O processo seletivo das equipes levará em consideração como ponto prioritário a escolha de uma equipe por região do país e a ordem de inscrição (realizada pelo site). O tema da jam será revelado no início do evento (12/11/14) e a avaliação ocorrerá no encerramento do evento. No final será declarado o melhor projeto àquele que atender requisitos como inovação, game design, tecnologia, gráficos e som.

A fim de organização: cada equipe terá a seu dispor uma estação de trabalho composta por seis pontos de rede e seis pontos de energia para instalar seus equipamentos. Além disso, as equipes serão responsáveis pela própria alimentação de seus membros e momentos de descanso. Para participar é necessário preencher o formulário de inscrição até o dia 30/09/2014.

As equipes escolhidas para participar do evento serão divulgadas no site do evento no dia 15/10/2014 e a cofirmação decorrerá em 25/10/2014. A SBGames 2014 ocorrerá na PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), em Porto Alegre entre os dias 12 e 14 de novembro. Mais informações no site do evento.

Games for Change convoca desenvolvedores e estudantes para a 2ª edição da Gelly Jam

Com a organização da Games for Change, do Media Education Lab e grande mobilização de professores engajados em projetos que façam uso de novas tecnologias, a cidade de São Paulo sedia a segunda edição do Gelly Jam, um desafio para que desenvolvedores criem um game em apenas três dias. A ideia é colocar a mão na massa para criar games educativos.

O Gelly Jam já começou para dizer a verdade, foi no dia 30 de agosto, mas ele continua nos dias 13 e 14 de setembro, com a intenção de reunir desenvolvedores interessados em criar projetos de cunho educacional através da gamificação.

“Decidimos ampliar e prolongar a experiência de imersão no uso criativo de games na educomunicação após verificar na prática o impacto das oficinas na prática dos professores envolvidos”, afirma Gilson Schwartz, diretor da G4C no Brasil e curador, ao lado de Alexandre Sayad (MEL), da “Gelly Jam”.

Além da oportunidade de desenvolver um projeto inovador e fazer novos contatos, os participantes da Gelly Jam recebem uma cópia digital do livro (recém-lançado) “Brinco, Logo Aprendo: Educação, Videogames e Moralidades Pós-Modernas” do Prof. Gilson Schwartz, além de licenças dos games “Conflitos Globais”, “Ludwig” e “FazGame” e por fim, a adesão anual à comunidade “Games for Change no Brasil”. Esta adesão concede descontos em atividades da Games for Change até agosto de 2015.

Além da Game Jam, há outras atividades como oficinas e palestras que buscam explicar tendências da gamification na educação, com Alexandre Sayad e Bruna Waitman; e debate sobre a cultura dos games e a educomunicação digital, com Gilson Schwartz, diretor da Games for Change.

Quem tiver interesse em participar dos eventos, basta entrar em contato através de email para contatogellyjam@gmail.com e verificar disponibilidade e custo. Ou ainda entrar no site do evento. O Gelly Jam é uma rara oportunidade de conhecer e interagir com pessoas que querem levar os videogames para as salas de aula sem preconceitos.

2ª Gelly Jam

Redzero: nova escola de mídia e entretenimento confirma presença na Brasil Game Show 2014

Em breve o Brasil vai conhecer uma nova rede de escolas de mídia e entretenimento: a Redzero. Para comemorar as inaugurações das três unidades em São Paulo e duas no Rio de Janeiro e Minas Gerais, respectivamente, a escola vai participar da feira Brasil Game Show 2014 com direito a um stand.

O stand da escola contará com palestras realizadas por profissionais da indústria de jogos eletrônicos como Chance Glasco – animador especializado em modelagem de armas para FPS e um dos idealizadores do premiado Call of Duty e da desenvolvedora de games Infinity Ward – e Tom Isacksen, designer de personagens da Ubisoft e lead character designer do jogo Hitman.

A ideia da Redzero é mostrar aos visitantes as qualidades de sua escola e que tipo de artistas eles podem se tornar ao estudar na instituição. Naturalmente, existem concorrentes de peso que também estarão na BGS, contudo a Redzero quer mostrar com a presença de profissionais gabaritados que ela tem um diferencial.

Além dos profissionais convidados, haverá ainda a presença de escultores que vão demonstrar suas habilidades e participarão de um desafio de modelagem ao vivo durante o evento. Por fim, a Redzero vai contar com uma Arena de Games com vários consoles e árcades disponíveis para gameplay e um espaço dedicado à Full Sail University, parceira da escola e uma entidade de ensino que tornou-se referência em todo o mundo no campo do entretenimento digital.

De acordo com a Redzero, haverá ainda mais atrações a serem confirmadas até o evento. Até lá, podemos acompanhar no site da empresa.

São Paulo sedia 2° edição da Unite Brazil

Durante os dias 20 e 21 de outubro o Hotel Sheraton de São Paulo vai sediar a segunda edição da Unite Brazil, uma conferência sul-americana de desenvolvedores que usam a famosa engine Unity. O objetivo do evento é reunir o máximo possível de desenvolvedores dedicados a criar projetos inovadores, discutir os benefícios da tecnologia e games que fazem uso da engine em seu desenvolvimento.

O evento vai servir para mostrar aos desenvolvedores as novas funcionalidades da Unity 5, incluindo funções de áudio, físicas etc. Tais funcionalidades serão apresentadas pelos criadores do motor. Além disso, os visitantes podem conhecer projetos de desenvolvedores locais que utilizam a Unity, como a BitCake (Project Tilt) e a Swordtales (Toren).

As primeiras 150 pessoas que garantirem ingressos para o evento pagarão o valor de R$ 150. De acordo com a organização, a edição do ano passado teve os ingressos esgotados rapidamente. Deste modo, a organização aconselha aos interessados que adquiram seus ingressos rapidamente. As novidades sobre o evento serão atualizadas através do site oficial do evento.

Level Up apresenta jogos inéditos no Anime Friends

O Anime Friends 2014 foi o máximo! O famoso evento que reúne fãs da cultura japonesa aconteceu entre os dias 24 e 27 de julho no Campo de Marte, em São Paulo. A Level Up decidiu apostar no evento para mostrar dois de seus mais novos jogos para o Brasil. O primeiro deles é SMITE, jogo estratégico de ação em terceira pessoa; e HEX, um card game com elementos de RPG e personalização de decks.

SMITE terá um estande dedicado, onde os jogadores poderão conhecer o game, participar de brincadeiras que valem brindes especiais. O game coloca deuses de diversas mitologias como grega, egípcia e hindu em uma batalha em terceira pessoa voltada na estratégia. O game chega ao país localizado em português pela Level UP em parceria com a Hi-Rez, desenvolvedora do game.

O outro grande estande da Publisher é dedicado ao jogo HEX, um card game para PCs que deve ser lançado no segundo semestre (também com dublagem em português). O game promete muita estratégia e nível de personalização profundos, permitindo ao jogador editar poderes e gemas diferentes, subindo os personagens de nível. Os jogadores poderão trocar cartas na casa de leilões integrada ao jogo.

Além de SMITE e HEX, a empresa ainda trouxe jogos já conhecidos dos brasileiros como Grand Chase, Warface, Combat Arms e Ragnarök (que completa dez anos em atividade no país). A empresa deixou os jogos acessíveis em 24 computadores que poderam ser utilizados à vontade pelo público.

A LUG ainda organiza as finais do Campeonato Anime Friends de Combat Arms (em 27 de julho), que utilizarão dez computadores no palco principal. A final será transmitida em um telão e será disputada entre as equipes eZg Team, Boinas Verdes, PHD Razer e Blaclegendz. A equipe campeã levará o cobiçado de R$ 7 mil em dinheiro, 300 mil em cash, um item permanente para cada jogador e cinco kits Corsair (que contam com um Headset 1500, um Teclado K60 e um Mouse M40 Raptor). As equipes que ficarem em segundo e terceiro também levam prêmios (3 mil e 2 mil, respectivamente), além de itens temporários.

Jogos Ativos: PUCPR sedia evento voltado a games e saúde

Durante os dias 19 a 21 de setembro a cidade de Curitiba sediará o evento Jogos Ativos: Possibilidades e Implicações para a Promoção, Tratamento e Reabilitação no Contexto da Saúde. O evento tem como objetivo reunir profissionais da área da saúde e computação para criar e discutir jogos que utilizem o corpo, ou seja, algo que vai de acordo com as intenções da Nintendo.

O evento ocorre no Ginásio de Esportes da PUCPR, em Curitiba. Nesses três dias de evento ocorrerão palestras e tutoriais voltados aos públicos de ambas as áreas e uma Game Jam com duração de 40 horas, cuja finalidade é criar um “exergame”. Para  participar do evento, basta preencher uma ficha de inscrição no site oficial.

O Jogos Ativos promete dois prêmios muito interessantes para os melhores desenvolvedores. A primeira é a premiação SENAI, que confere uma pré-qualificação para a equipe vencedora para a etapa final do processo seletivo da Incubadora SENAI, que ocorre em fevereiro de 2015. Além disso, os desenvolvedores ganham 1 mês de participação gratuita no Clube do Empreendedor SENAI durante o segundo semestre de 2014.

Há ainda a premiação Unity, que dá ao time vencedor uma licença completa da última versão da ferramenta de desenvolvimento Unity, uma das engines mais utilizadas nos últimos tempos e que está sendo cada vez mais solicitada no portfólio de profissionais por estúdios de games no Brasil.

Serão vendidos quatro tipos de ingressos para o evento, sendo eles Game Jam, Acadêmico PUCPR, Público Externo e Evento Completo. Cada um tem seu preço afixado e serão comercializados em três lotes (julho, agosto e setembro), com variações de preços. Então é bom ficar de olho! As inscrições se encerram em 14/09.

Serviço: Jogos Ativos

Onde: Rua Imaculada Conceição, 1155, Prado Velho, Curitiba – PR.

Quando: de 19 a 21 de setembro

Contato: jogosativos2014@gmail.com

SBGames 2014 reúne pesquisadores e desenvolvedores de games em Porto Alegre

Durante o mês de novembro a cidade de Porto Alegre sediará o XIII Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital, o SBGames 2014. O evento reunirá pesquisadores e desenvolvedores dos quatro cantos do país para discutir o mercado de jogos eletrônicos no país e dividir experiências entre os participantes.

O evento deste ano parece imperdível graças a algumas atrações especiais, como a presença de Kelle Santiago, produtora do hit Journey do Playstation 3, e de Richard Dabsky, escritor da Ubisoft responsável por títulos como Splinter Cell e Ghost Recon. Além disso, a SBGames 2014 terá uma área especail para jogos infantis chamada SBGames Kids & Teens, que discutirá como o mercado está cada vez mais populoso de jovens jogadores e como tem surgido produções para este público.

Outra novidade interessante será o PalcoFUN, que contará com atividades, shows e apresentações de dança que exploram a riqueza cultural dos jogos. Como isso vai funcionar ainda é um mistério, mas ao que parece será um palco bastante animado e divertido.  Ah e não podemos de citar o tradicional Festival de Jogos do SBGames que permite aos visitantes testar novas criações com premiações para os melhores produtos.

É possível participar do evento encaminhando trabalhos ou visitando a mostra aberta. Há espaço para full papers, short papers, SBGames Kids & Teens e apresentação de tutoriais, além do Prêmio SBGames de Tese de Doutorado e Mestrado. Entre as mostras, é possível mandar produções para o Festival de Jogos, Mostra de Artes, Game Art, Processo Artístico e Jovem Artista, destinado para os talentos com menos de 18 anos.

Os prazos e guias para envio do material estão disponíveis no site do evento. A inscrição simples para participação nas palestras e discussões estará aberta até o início do evento. Por fim, vale destacar que o SBGames é um dos mais importantes eventos de jogos eletrônicos do país. Quem puder participar, vá, pois não haverá arrependimentos!

SBGames 2014 – XIII Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital

Onde: PUCRS – Av. Ipiranga, 6681 – PUCRS – Porto Alegre – RS

Quando: 12, 13 e 14 de novembro de 2014

Informações: sbgames2014@pucrs.br

Dez games indies que marcaram a E3 2014

A E3 2014 já se foi e provavelmente tem muita gente falando de jogos AAA, afinal o evento deste ano foi ótimo para todas as empresas. Apesar de todos estarmos ansioso por Halo 5, Legend of Zelda, Uncharted 4, Mortal Kombat X ou Shadow of Mordor, o fato é que não é apenas de games de alto orçamento que se faz a maior feira de jogos eletrônicos do mundo. Na verdade, há centenas de estúdios independentes trabalhando com as grandes publishers a fim de trazer grandes jogos para nossos consoles e ganhar um espaço ao sol.

Diferente da E3 2013, o evento deste ano trouxe muitos jogos indies que parecem no mínimo promissores. Veja só que a importância desses games é tal que eles até ganham espaço nas grandes conferências, como o da Microsoft que anunciou pelo menos 41 jogos indies para o Xbox One neste ano, algo impensável de se ocorrer há alguns anos atrás.

Resolvemos eleger os 10 games indies que mais nos deixaram curiosos na E3 2014. Fique de olho, pois esses games prometem experiências das mais gratificantes para os novos consoles:

White Night

White Night é uma criação do estúdio francês “O Some”. O título apareceu para o Xbox One meio que de surpresa, apesar de já estar em desenvolvimento para PCs há algum tempo. A primeira coisa que chama a atenção é seu estilo noir e o pouco uso de cores (na verdade o game é todo construído em branco e preto).

De acordo com os desenvolvedores, o game é um survival horror com referências ao expressionismo alemão e à obra de Alfred Hitchcock. O que sabemos da trama é que tudo se passa na década de 30 e vamos controlar um homem que está perdido na noite e busca refúgio em uma velha mansão. Neste ambiente escuro a sobrevivência do protagonista depende do uso constante de luz, pois o escuro torna-se fatal.

A partir deste ponto é necessário resolver puzzles com o uso de fontes de luz, mesmo que seja um mero fósforo. Ao solucionar os puzzles, o protagonista vai descobrindo antigos segredos que a mansão guarda. O estilo artístico e o clima de suspense são de tirar o fôlego e se o projeto for tão ambicioso quanto aparenta, certamente será um dos games mais comentados do ano.

Cuphead

Cuphead também foi apresentado para o Xbox One. À princípio parece um desenho de Walt Disney da era de ouro (até mesmo o design do personagem com o short vermelho lembra o Mickey Mouse), até que você se dá conta que o que foi apresentado é um gameplay. No breve vídeo vemos o pequeno Cuphead enfrentando criaturas demoníacas num estilo de shooter misturado com plataforma.

O game parece uma homenagem à infância de muita gente, desde o estilo Disney, ao som em piano e à jogabilidade oitentista. Muitos acharão estranho que o Studio MDHR aposte em um visual tão datado agora que as plataformas são capazes de reproduzir gráficos foto-realistas, entretanto o que vale aqui é a sensação de nostalgia. Apostamos que Cuphead tem tudo para ganhar o título de primeiro desenho jogável da história.

Might No.9

Em 2013 Keije Inafune conseguiu um feito impressionante: obteve êxito em sua campanha no Kickstarter em apenas dois dias. O dinheiro serviu para tornar realidade o projeto Might No. 9. O motivo para sucesso tão meteórico era simples: Inafune foi o criador de Megaman e o novo game do desenvolvedor tinha mais do que algumas semelhanças com o mascote da Capcom.

Megaman não ganha um jogo novo há alguns anos, fato que entristeceu muitos de seus fãs. Para piorar a situação, a Capcom parecia tratar com muita displicência o robô azul. Eis que Inafune saiu da empresa, aliou-se a Inti Creates (que já havia trabalhado na franquia Megaman) e lançou o projeto Might No. 9. Não é preciso ser um Sherlock para inferir que os “viúvos” de Megaman apoiariam Inafune rapidamente. O projeto ficou em desenvolvimento durante alguns meses sem mostrar a cara até que a E3 veio e pudemos ver o gameplay.

No game temos um robô azul que rouba poderes e enfrenta outros robôs perigosos em cenários repletos de armadilhas mortais. O design de fases, a trilha sonora e até os movimentos do protagonista são parecidos com os de Megaman. Não por acaso, muita gente faz coro ao dizer que o jogo de Inafune é o sucessor de Megaman e que a Capcom fez uma das maiores bobagens de sua história ao abandonar o mascote.

Se você é fã de Megaman é compra certa. O melhor é que Might ganha versão para praticamente todas as plataformas.

Grave

Grave tem versão para PCs e Xbox One e é um dos poucos jogos de horror a dar as caras na E3 2014, o que já lhe garante algum destaque. O game é cortesia do estúdio Broken Window e basicamente coloca o jogador num mundo aberto totalmente abandonado, ou nem tanto…

Durante o dia o jogador explora ambientes como desertos e casas abandonadas. Durante a noite tenta sobreviver a encontros contra estranhas criaturas que caçam o jogador impiedosamente. Essas criaturas reagem contra a luz da lanterna do jogador e os combates são realizados de forma a se utilizar a inteligência ao invés da simples força física.

O mundo de jogo está em constante alteração, criando um clima de desconforto e pouca segurança ao jogador. Em dados momentos, o jogo até lembra o clássico Slender, porém com um clima de mistério mais profundo e com a passagem do período dia-noite. Este é para os fãs de terror.

Another World

Another World não é uma novidade, visto que é um clássico dos anos 90 e já teve versão para várias plataformas ao longo dos anos. Felizmente, para os saudosistas, o time da Focus Home Interactive resolveu trazer o jogo para os consoles de nova geração Xbox One e Playstation 4.

Ao que parece, o game não terá mudanças radicais e não perderá o seu estilo gráfico apesar do poderio tecnológico das novas plataformas, entretanto pode-se deduzir que a jogabilidade não estará travada e que as cutscenes rodarão mais suaves. Não há como saber se esta versão será bem sucedida ou se há público para o jogo após todos esses anos, porém é bom ver que velhos clássicos não foram esquecidos. Quem sabe não surge uma versão HD de Heart of Darkness?

Bounden

Bounden não chegou a dar as caras em uma grande conferência, mas alguns poucos jornalistas ficaram sabendo desta engenhoca. Não se trata de um jogo na verdade, mas sim de uma aplicação para celulares que tenciona ensinar seus usuários a dançar. Sim, uma aplicação bem diferente do habitual e que tem tudo para fracassar, mas vamos dar o benefício da dúvida para este aqui.

No vídeo de apresentação da desenvolvedora Game Oven, podemos ver duas pessoas dançando atrapalhadamente enquanto seguram um celular. A ideia é reproduzir passos de dança de salão que foram coreografadas pelo Ballet Nacional da Holanda.

Muitos consideram que este é um método simples e eficaz para dançarinos de primeira viagem, outros estão céticos se os jogadores poderão reproduzir os passos sem o device em mãos posteriormente. Basicamente os dois jogadores seguram o celular e tentam centrar um círculo em uma esfera laranja de acordo com os movimentos pedidos.

Lifeless Planet

Lifeless Planet já foi lançado e pode ser adquirido pelos jogadores, porém foi na E3 que o game ganhou mais notoriedade. O jogo é tão somente sobre exploração. Temos um astronauta em um planeta distante que está em uma missão de busca por vida inteligente. A busca é solitária e bastante silenciosa, porém criativa e pouco habitual do que a indústria vem fazendo atualmente.

O objetivo do game é que o jogador desfrute da exploração e de elementos de sci-fi dos anos 50. Esses elementos até fazem lembrar algo de Shadow of the Colossus, mas sem as lutas com Colossus, é claro. A resposta a ser respondida com Lifeless é: o que você faria se pudesse explorar um planeta inteiro?

E sim, há sinais de que houve vida no planeta.

Ori and the Blind Forest

Ori and the Blind Forest foi um dos games que roubou a cena. Exclusivo do Xbox One, o game é produção do Moon Studios. Não foi revelado muito sobre o jogo a não ser o trailer que você verá abaixo. Ao que parece, trata-se de um jogo de plataforma com elementos de ação e uma história emocionante.

Chama atenção o estilo artístico cheio de efeitos de luz e sombra, a floresta cheia de vida e a arte que parece inspirada no diretor japonês Hayao Miyazaki. O produtor do game cita ainda outras referências para a obra como Super Meat Boy, Limbo e Metroid (todos games premiados).

No game temos a criatura pálida Ori e sua companhia na forma do que parece ser uma fada explorando uma densa floresta habitada por muitas criaturas fantásticas. Há combates e puzzles a serem resolvidos em um nível de dificuldade que deve surpreender até os jogadores mais experientes. Se o game for o que promete, certamente vai ser um dos melhores jogos indies da geração.

Ab-Zû

É extremamente difícil explicar o que é Ab-Zû, afinal o que foi mostrado parece um concept muito cru. Parece ser um game muito contemplativo e sem ação, porém o design é dos mais belos que vimos na E3. No trailer para o Playstation 4 vemos um mergulhado explorando as maiores profundidades do oceano, encontrando com baleias, tubarões e outros peixes. A coisa fica mais enigmática quando o personagem avista o que parece ser uma construção no fundo do mar.

O game é o primeiro trabalho do estúdio Giant Squid, que adiantou que o produto será uma aventura épica em que os jogadores encontrarão seres majestosos e segredos avassaladores escondidos no mar. O game tem inspirações em mitos populares e em mitos da mesopotânea. Enquanto novos detalhes não são divulgados, só nos resta imaginar que tipo de aventura nos aguarda nas profundezas desse “oceano de conhecimento”.

No Man’s Sky

No Man’s Sky surgiu ano passado e já parecia ótimo, mas seu retorno na E3 2014 serviu para mostrar que este ano em desenvolvimento apenas serviu para torná-lo ainda mais desejável. Basicamente temos uma mistura de exploração de diversos planetas com combates entre aeronaves no espaço infinito. O destaque fica para a parte de explorar os planetas, pois é onde podemos conferir alguns dos cenários mais interessantes já criados em videogames.

Nos planetas mostrados no evento pudemos ver dinossauros de outro mundo, uma espécie de serpente gigante no deserto e peixes abissais. Nosso único receio é que a parte de exploração seja mínima em prol de muitas horas de combate a borde de aeronaves, pois francamente esses combates parecem ser a parte menos divertida do game.

Apesar disso, o jogo terá momentos de ação fora da nave, visto que o astronauta é frágil e deverá sobreviver a diferentes perigos encontrados em diversos planetas. O jogo é produção do estúdio inglês Hello Games, que parece querer levar No Man’s Sky para os limites da interatividade dos MMOs.

Cada estrela no céu representa um sistema solar que pode ser explorado, promete a produtora. O título está confirmado apenas para o Playstation 4 ao que se sabe e deve ser lanaçado ainda em 2014. Será que é desta vez que vamos perder a vida social apenas para explorar mundos numa saga sem fim?

Riot Games anuncia Etapa Regional de League of Legends

A Riot Games acaba de anunciar a segunda etapa do Circuito Brasileiro de League of Legends, a etapa regional. Nesta fase a Riot prepara eventos presenciais nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, local da grande final do campeonato. Em jogo estará a chance para representar o Brasil no torneio de novas regiões, que garante a vaga para o Campeonato Mundial.

De acordo com a Riot, a Etapa Regional contará com a participação de cyber atletas famosos de equipes profissionais como CNB e-Sports Club, KaBuM!, KeyD Stars e PaiN Gaming. Além desses, outros quatro times entram na disputa pela vaga retromencionada no Campeonato Mundial e o prêmio de R$ 55 mil. O torneio terá prêmio total de R$ 100 mil e terá as partidas transmitidas pelo Twitch e Azubu.

As disputas ocorrerão entre as oito equipes no tradicional esquema de quartas de finais e semifinais entre os dias 18 e 20 de julho no Espaço das Américas, em São Paulo. Já a final ocorre no Ginásio do Maracanãzinho, em 26 de julho, no Rio de Janeiro. O segundo colocado ganhará um prêmio de R$ 25 mil e o terceiro e quarto, R$ 10 mil cada um.

“Estamos muito animados em realizar um evento no Maracanãzinho, referência em esportes no Brasil. Organizar um torneio dessa magnitude prova o crescimento do eSport no País e a paixão de nossos jogadores”, disse Philipe Monteiro, gerente de eSports da Riot Games Brasil. “Com esse amadurecimento da modalidade, as equipes têm se preparado mais e disputado partidas equilibradas, já que todas querem a oportunidade de representar o Brasil em torneios internacionais”, ressalta.

League of Legends é atualmente um dos games de maior sucesso no mundo e jogado por milhões de jogadores em todas as partes do planeta. De acordo com a Riot, os torneios movimentaram mais de US$ 8 milhões. Mais informações sobre o torneio podem ser encontradas no site da competição.

Etapa Regional de League of Legends

Etapas presenciais:

18, 19 e 20 de julho 2014 – Espaço das Américas – Rua Tagipuru, 795, São Paulo – SP

26 de julho de 2014 – Ginásio do Maracanãzinho – Rua Professor Eurico Rabelo s/n, Rio de Janeiro – RJ