Arquivo da tag: eSports

SKY Go For Gaming – evento reunirá influenciadores em ambiente solidário em prol de crianças

Mais um evento importante para a comunidade gamer nacional surge no radar! No dia 22 de dezembro a cidade de São Paulo recebe o Sky Go For Gaming, evento que reunirá pro-players, personalidades dos games e membros da comunidade em uma grande comemoração pela campanha beneficente que está movendo a comunidade por uma causa nobre.

Para quem não está sabendo, o Sky Go For Gaming é um evento que busca unir o melhor da jogatina com o espírito de auxiliar as pessoas. O evento tem a premissa de combater todos os tipos de preconceito dentro e fora da comunidade gamer. Para isso, diversos influenciadores discursarão para uma plateia consciente e com vontade de mudar as relações sociais.

De acordo com os organizadores do evento, o Sky Go For Gaming terá diversas atividades, tal como o Battle Royale das Estrelas, que colocará 10 influenciadores e 90 fãs dentro do universo de Fortnite, prometendo muitas jogadas épicas e uma experiência única para os jogadores. No Counter Strike, acontecerá o Desafio das Celebridades e um duelo especial entre jogadores profissionais, comandados por Coldzera e reunidos em prol da Liga Solidária.

Outros convidados especiais incluem atletas de e-Sports como Marcelo “Coldzera” David, e influenciadores como Th3 D4rkn3ss e Patife, que estarão reunidos e irão participar dessa grande festa para celebrar o encerramento da campanha beneficente, que está arrecadando fundos que serão doados para a ONG Liga Solidária, que atende mais de 10 mil crianças, jovens, adultos e idosos em condição de alta vulnerabilidade social.

 

Serviço – Sky Go for Gaming

Quando: 22 de dezembro

Onde: Ginásio Mauro Pinheiro

Endereço: R. Abílio Soares, 1300 – Paraíso, São Paulo – SP

Horário: Das 14h às 21h

eChampions League – EA Sports anuncia nova competição de eSports de futebol virtual

A Electronic Arts acaba de anunciar uma parceria inédita com a Union of European Football Associations (UEFA) para a criação da maior liga de eSports de futebol digital do mundo, o eChampions League, uma expansão dos torneios da EA SPORTS FIFA 19 Global Series. A criação do torneio é uma nova forma de os fãs de futebol se conectarem à UEFA Champions League.

De acordo com a EA Games, a eChampions League irá integrar a lista de eventos e competições globais no caminho para a FIFA eWorld Cup 2019, no próximo inverno. Os competidores eleitos jogam no PlayStation 4 e participam nos torneios eChampions League Global Online Knockout entre 2 e 3 de março, com os 64 melhores avançando para as qualificações ao vivo em 26 e 27 de abril.

“EA SPORTS FIFA cativa dezenas de milhares pelo mundo, e nossa profunda integração com as muitas experiências do jogo nos dão oportunidades de conectar a UEFA Champions League com os jogadores,” disse Guy-Laurent Epstein, Diretor de Marketing da UEFA. “Vemos a eChampions League e o competitivo em FIFA como um passo importante para unir novos e antigos fãs com a UEFA Champions League.”

Apenas oito da elite mundial irá avançar do evento ao vivo em Abril para a final da eChampions League. Sediado em Madri em 31 de maio, a Final da eChampions League será disputada um dia antes da final da UEFA Champions League real, em 1 de junho, criando uma celebração de dois dias no futebol tradicional e digital.

Para conectar a final da eChampions League com a competição real, os oito competidores irão criar e usar os jogadores envolvidos na fase de grupos da UEFA Champions League. O vencedor da eChampions League irá receber a quantia de $100,000 compartilhados da bolsa de $280,000 e 850 EA SPORTS FIFA 19 Global Series Points.

Você pode consultar as Restrições de Elegibilidade através do site oficial e do e FUTChampions.com para mais detalhes.

GameCon inicia nesta quarta-feira, em Brasília, repleta de novidades

Entusiastas de eSports, uni-vos! Na próxima quarta feira (7 de novembro) começa o megaevento Gamecon no Centro de Convenções Ulysses Guimaraes, em Brasília. Trata-se de uma convenção internacional de games que irá reunir eSports, cultura gamer e empreendedorismo em um único evento. O evento já tem sido considerado divisor de águas para a indústria de games nacional.

Serão cinco dias de programação com dois momentos distintos: a GameTalks e a GameCup. Na GameTalks serão realizados painéis, bate-papos e palestras voltadas à geração e ao compartilhamento de conhecimento sobre games. A proposta é reunir, nos dias 7 e 8 de novembro, empresas, agências, jornalistas, formadores de opinião e entusiastas com o objetivo de fomentar o mercado nacional. O objetivo da organização é semear a troca de experiências sobre o tema fora do eixo Rio-São Paulo.

Participam do debate grandes nomes do mercado como Leo De Biase, CEO da ESL Brasil; Beto Vides fundador da eBrainz; Alessandra Dutra, psicóloga da Red Canids e preparadora mental do Comitê Olímpico Brasileiro, e Roberto Iervolino, CEO da Riot Games no Brasil. Também estarão presentes representantes do Ministério do Esporte, Secretaria de Esporte Turismo e Lazer do Distrito Federal, de times e da mídia especializada.

GameCup – A maior arena de eSports do Centro-Oeste

Além dos debates, a Gamecon ainda conta com a GameCup, espaço onde serão realizadas etapas finais de campeonatos, meet & greets com youtubers e influenciadores, show matches, keynotes, feira geek etc. Na Arena GameCup o público irá acompanhar as finais dos campeonatos Overwatch GameCon Challenge 2018, entre os times BrasilGaming House e Up Gaming, e GameCon Challenge Female Counter Strike 2018, com os times Optic Brasil X Bar Sem Lona.

Além disso, o espaço abriga um torneio Sul-Americano de CS:GO, que, pela primeira vez no Brasil levará a equipe vencedora para o campeonato mundial “Starseries i-League Season 7’, promovido pela Starladder (uma das maiores operadoras de eSports do mundo). O torneio Starseries ocorre em Kiev e dará US$ 500.000,00 em premiação. Uma oportunidade imperdível para o time vencedor do GameCon Open CS:GO.

Convidados especiais

Entre os convidados para os keynotes e meet & greets estarão nomes como BrTT, Zigueira, Gordox, Rato Borrachudo, Caju, micaO e Revolta do time Vivo Keyd.

A GameCup será realizada nos dias 09, 10 e 11 de novembro. Ingressos à venda na plataforma Sympla.

Serviço: Gamecon

Data: 7 a 11 de novembro (quarta a domingo)
Local: Centro de Convenções Ulysses  Guimarães – St. de Divulgação Cultural 05 Eixo Monumental – Brasília, DF

FaZe Clan e Immortals são os representantes do Brasil nas finais mundiais da Rainbow Six Pro League, no Rio de Janeiro

O mês de novembro será especialíssimo para os fãs de Rainbow Six Pro League, afinal é quando ocorre a finalíssima do mundial da categoria. As equipes FaZe Clan e Immortals demonstraram seu valor e garantiram a vaga para as disputas finais e se juntarão a outras seis equipes para a final, que ocorrerá no Jeunesse Arena, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, nos dias 17 e 18 de novembro: FaZe Clan e Immortals.

As outras seis equipes são oriundas de outras três regiões (América do Norte, Europa e Ásia/Pacífico). Cinco delas já foram definidas, sendo elas: Evil Geniuses e Rogue (América do Norte), Nora Rengo e Fnatic (Ásia-Pacífico) e G2 Esports (Europa). Nesta quinta-feira, Mockit Esports, Team Secret e Millenium disputam a última vaga da Europa.

A FaZe Clan, campeã regional pela segunda vez consecutiva de Rainbow Six, garantiu uma das vagas com duas rodadas de antecedência. Já a Immortals precisou esperar até os últimos momentos da primeira fase para comemorar seu lugar nas finais mundiais. Quem não teve motivos para celebrar foi a Black Dragons, que acabou rebaixada para a divisão de acesso do torneio. E a paiN Gaming, sétima colocada da fase regional, disputará a repescagem tentando continuar na elite da Pro League.

Agora, FaZe e Immortals terão a missão de manter o Brasil no posto mais alto da modalidade. De origem norte-americana, as organizações entraram no cenário brasileiro neste ano e querem consolidar suas marcas, mostrando o porquê são referência nos eSports. Em maio, a Liquid mostrou a força do país para o mundo ao derrotar a PENTA Sports, considerado o melhor time do mundo, na decisão e faturar o caneco da sétima temporada da Pro League. Foi a primeira vez que uma line-up brasileira alcançou esse feito. Resta torcer para que os brasileiros deste ano repitam o feito.

 

Novo calendário competitivo de Rainbow Six

Dirigindo-se para o quarto ano de Rainbow Six Siege desde o seu lançamento, a Ubisoft colocou em vigor, em junho deste ano, o novo calendário de competições profissionais da franquia com o intuito de auxiliar no crescimento do cenário competitivo.

Com a consolidação de grandes competições anuais como o “Six Invitational” e o “Six Major Paris”, o cenário segue em crescimento exponencial com o aumento do número de jogadores e a entrada de organizações organizações internacionais tradicionais no competitivo de Rainbow Six Siege, como a Cloud9, Ninjas in Pyjamas, Fnatic, entre outras.

Além dos Majors, a Ubisoft também mudou o formato da Rainbow Six Pro League. Após uma transição na sétima temporada, a Pro League está sendo disputada anualmente em duas temporadas de seis meses e segue ativa em sua oitava temporada, atraindo grande público e interesse da mídia.

Por fim, o Brasileirão Rainbow Six estreia seu novo calendário com disputas anuais de junho a setembro (modelo europeu) a partir da temporada 2019.

Esports Week busca capacitar profissionais e entusiastas do esporte eletrônico brasileiro

Os eSports movimentam a cada ano um caminhão de dinheiro no Brasil e no mundo. Para se ter ideia, as grandes finais mundiais dos principais torneios como Rainbow Six e League of Legends conseguem encher as arenas. Além disso, a audiência das partidas costumam ser enormes através de canais de streaming. Foi pensando neste sucesso e em ajudar a capacitar os profissionais do setor que surge a Esports Week (ESW), um evento totalmente dedicado aos campeonatos de jogos eletrônicos.

A Esports Week está agendada entre 06 e 09 de fevereiro de 2019 na cidade de São Paulo, e tem como principal objetivo expandir e consolidar os profissionais envolvidos no cenário brasileiro dos esportes eletrônicos, fornecendo conteúdo e experiências para o desenvolvimento, qualificação, entretenimento e networking deste mercado. Os organizadores do evento informam que as vagas são limitadas e toda a estrutura contará com áreas distintas, destinadas a todos os públicos interessados no setor.

“Queremos que o Brasil seja reconhecido mundialmente não apenas pelo talento de nossos jogadores profissionais, mas também como uma referência de conteúdo e geração de negócios para o cenário como um todo”, afirma Rubens do Carmo, Diretor Executivo e de Projetos da Esports Week. “Percebemos essa carência no setor, devido ao enorme foco dado ao entretenimento. Por trás de cada partida encontramos um ambiente repleto de oportunidades de carreira e negócios, que operam em conjunto para oferecer novas experiências aos jogadores e ao público. Por meio da ESW, queremos entregar uma imersão completa em todas as áreas impactadas pelo mercado”, completa.

Um dos destaques do evento serão as paletras, onde os participantes poderão aprofundar seus conhecimentos e debater ideias. Haverá ainda a Arena de Entretenimento, voltada aos entusiastas e amantes de esports que buscam a diversão e contato mais próximo com seus ídolos e equipes prediletas. Já o Espaço para Expositores expande a possibilidade de negócios e networking, enquanto os Workshops capacitam e atualizam profissionais já inseridos ou interessados no segmento.

Atrações inéditas no cenário brasileiro

Com mais de 40 atrações, a ESW contará com palestras de empresas que participam pela primeira vez de um evento voltado à capacitação do segmento no Brasil. É o caso da Newzoo, que apresentará o tema Dimensionando e entendendo as oportunidades dos esports no Brasil, além dos executivos internacionais Jonathan Pan, instrutor de esports da University of California, e Rachel Gowers, reitora assistente da Staffordshire University. O evento oferecerá também workshops com foco em Psicologia e Locução nos Esports, espaço destinado a Meet & Greet e showmatches de League of Legends e Counter-Strike: Global Offensive.

De acordo com os organizadores, a ESW tem papel de questionar, auxiliar na qualificação e entreter os interessados no cenário, trazendo a democratização e acesso à informação para profissionais, empresas e também investidores, incentivando o empreendedorismo, a troca de experiências e novos adeptos e espectadores para os esports.

Mais informações sobre a Esports Week podem ser acessadas no site do evento.

 

Serviço: Esports Week – ESW

Data: 06 a 09 de fevereiro de 2019

Local: Centro de Convenções Rebouças – Av. Rebouças, 600 – Pinheiros – São Paulo/SP

Auditório de Palestras: das 10h às 20h

Arena de Entretenimento: das 12h às 21h

 

Riot Games anuncia os três próximos países que vão sediar o Campeonato Mundial de League of Legends

Esta notícia é para quem curte League of Legends e acompanha os circuitos profissionais. A Riot Games, produtora e distribuidora do LoL acaba de anunciar as sedes para as três próximas edições do Campeonato Mundial do game. O anuncio alegrou boa parte da comunidade e serviu para mostrar que o jogo de eSport esta mais vivo do que nunca.

De acordo com a Riot, estes serão os próximos três países a sediar o maior torneio de League of Legends do mundo: Europa (2019), China (2020) e América do Norte (2021). É a primeira vez que a empresa divulga os locais da competição com esta antecedência, a fim de cumprir o compromisso de construir e sustentar um futuro de longo prazo para os fãs, jogadores, equipes e parceiros dos eSports de LoL. Veja mais detalhes sobre cada região escolhida aqui.

Sobre a Riot Games

A Riot Games foi criada em 2006 por Brandon Beck e Marc Merrill com a intenção de mudar a forma como os games são desenvolvidos para os jogadores. Em 2009, a companhia lançou seu primeiro título, League of Legends, aclamado mundialmente.

O game de PC se tornou o mais jogado no mundo e um dos principais impulsionadores do crescimento explosivo dos eSports. Os jogadores são a base da comunidade da Riot e é para eles que a empresa continua a evoluir e a melhorar a experiência em League of Legends. A Riot Games está sediada em Los Angeles, Califórnia, e tem 23 escritórios em todo o mundo.

Dazz lança cadeiras gamers Serie M e Dark Shadow

A Dazz continua a se destacar com seus produtos dedicados ao público gamer. Após a excelente recepção por parte do público da BGS 2018, a empresa acaba de lançar duas novas cadeiras para quem busca o máximo de conforto e praticidade na hora de jogar: os modelos Serie M e Dark Shadow. Os lançamentos se destacam pelo design moderno, durabilidade e preço competitivo.

“As novas cadeiras acompanham as mais recentes tendências mundiais e prometem surpreender positivamente os gamers”, enfatiza Antônio Nascimento, gerente de produtos da Dazz. A expectativa é que os produtos façam bastante sucesso entre o público que preza pelo que há de melhor no circuito profissional dos eSports.

A Cadeira Gamer Serie M foi desenvolvida para tornar a posição de jogo mais confortável e profissional. Ela tem todo o design produzido para agradar os jogadores que passam muitas horas na frente do videogame. Os grandes destaques são o visual moderno, a riqueza de detalhes e o acabamento.

A Serie M possui base de aço resistente, apoio de braço ajustável e mecanismo de ajuste de 180º. A cadeira conta ainda com cobertura em poliuretano de alta densidade, almofadas para pescoço e suporte de lombar. Suporta até 180 kg e tem o preço sugerido de R$ 1.119,90.

A outra cadeira é a Dark Shadow, que também conta com design moderno e ótimo acabamento. De acordo com a Dazz, essa cadeira é capaz de ajudar a garantir melhor desempenho durante os jogos, pois sua posição é mais confortável e profissional, oferecendo base de aço resistente, apoio de braço ajustável e mecanismo de ajuste de 180º. A cadeira Dark Shadow possui cobertura em poliuretano de alta densidade, suporta até 180 kg e tem o preço sugerido de R$ 1.119,90.

Para conferir estas e mais novidades, basta acessar o novo canal Dazz no Youtube.

Dazz divulga balanço da participação na BGS 2018 e expectativas de crescimento para 2018 e 2019

Após participar da 11 edição da Brasil Game Show, a Dazz, proeminente fabricante de periféricos para PCs voltados ao publico gamer, traz seu balanço final da feira, realizada entre os dias 10 a 14 de outubro. O resultado foi tao promissor que, de acordo com a empresa, o evento superou todas as expectativas de visitação, contatos e negócios.

Os resultados do evento aumentaram as projeções da companhia para 2018 e 2019. As expectativa é que com o lançamento de 30 produtos para este ano, a empresa deve fechar o ano com aumento de faturamento de 50%. Para 2019, as projeções são ainda mais otimistas: crescimento de 60%.

“Tivemos uma participação realmente marcante nesta edição da BGS. Além de nosso estande ficar em um local privilegiado, ao lado de grandes players como Nintendo, PlayStation e Xbox, contamos com 18 lançamentos para o mercado de games que fizeram bastante sucesso entre os visitantes”, enfatiza Antônio Nascimento, gerente de produtos da Dazz.

Só para o primeiro trimestre de 2019, a Dazz já planeja o lançamento de 40 novos itens, o que levará a marca a um total de 160 SKUs na linha de games. Para conquistar o consumidor, a Dazz irá manter a estratégia de oferecer produtos com tecnologia e design em harmonia com as mais atuais tendências de mercado.  Algumas das grandes novidades para o ano que vem serão a chegada de nobreaks para gamers e outros lançamentos que prometem surpreender o consumidor.

O estande da Dazz na BGS contou com diversas atrações, como campeonatos de games, sorteio de brindes; atividades de palco, área kids tematizada e a presença de Youtubers famosos. Além de proporcionar ao visitante uma experiência real com os principais lançamentos da marca, o estande ainda apresentou protótipos de futuros lançamentos.

Entre seus 18 lançamentos para a BGS 2018, a Dazz trouxe teclados, mouses, headsets, controles e cadeiras gamers. Abaixo você confere a galeria de fotos do estande da Dazz na Brasil Game Show 2018 . Você pode conferir todo o catálogo da empresa no site oficial.

Galeria de fotos da Dazz na BGS 2018:

Este slideshow necessita de JavaScript.

(Fotos por Victor Candido)

 

VPSL cria websérie “Mulheres no Controle” para promover discussão sobre empoderamento feminino

A época que se falava que mulheres e videogames não combinam ficou no passado, ainda assim, algumas pessoas ainda veem com estranheza ver garotas que se dedicam aos games. Pensando em dar visibilidade a essa discussão e promover o empoderamento feminino, a VPSL, principal liga virtual de jogadores profissionais do pais, criou uma websérie com influenciadoras a fim de trazer o debate do empoderamento feminino para o universo da cultura digital.

Intitulado Mulheres no Controle, o programa terá periodidade semanal, e contará com a participação de nomes como o da velejadora e escritora Heloísa Schurmann e da modelo profissional Ariella Moura, entre outras personalidades.

No primeiro programa da série, Ariella conversa com a atleta profissional de esportes eletrônicos, capitã e dona do time Black Dragons, Nicolle Merhy – também conhecida como Cherrygumms. Nicolle fala um pouco da sua carreira no mundo dos e-Sports, do seu início como cyber atleta, da relação com a sua família, seus amigos e também de como é ser mulher em um universo majoritariamente formado por jogadores do sexo masculino.

“O programa será conduzido por essas mulheres fortes e competentes, que irão entrevistar uma as outras, compartilhando suas opiniões e experiências profissionais que as levaram a conquistar protagonismo nesse novo universo digital”, afirma Nuno Bianchi, sócio-diretor da VPSL.

O primeiro episódio de Mulheres no Controle já está disponível e pode ser visualizado no canal da VPSL no YouTube. A websérie conta com a produção e direção de David Schurmann, cineasta brasileiro de carreira internacional.

Sobre a VPSL

Organizando torneios de FIFA Pro Clubs desde 2014, a VPSL é a principal liga virtual de jogadores profissionais do País. A liga organiza torneios para o game FIFA da EA Sports nas modalidades ProClubs e FIFA Ultimate Team (FUT). O objetivo da empresa é criar um ambiente saudável e divertido para a comunidade de games brasileira.

Abaixo tem o primeiro vídeo de Mulheres no Controle:

 

Logitech – Entrevistamos Ujesh Desai, VP da empresa, durante a BGS 2018

A Logitech, uma das maiores empresas no ramo de periféricos e acessórios, esteve presente na BGS 2018 com suas duas marcas voltadas para o público gamer, a Logitech G e a Astro em um estande impecável. E para essa edição a empresa trouxe não somente produtos, mas também a esperada final de seu campeonato de eSport, o Logitech G Challenge.

O torneio serviu para atrair uma legião de fãs de eSports para dentro do estande da gigante da informática. Aproveitamos alguns momentos para um breve bate papo com o pessoal da Logitech e, principalmente, Ujesh Desai, VP da Logitech G, conseguimos notar que os planos da Logitech é continuar trabalhando lado a lado com o público gamer e expandir ainda mais o crescente cenário dos eSports.

Veja abaixo um pouco da conversa que tivemos com o pessoal da Logitech:

 

  1. Quais os lançamentos da Logitech para a BGS 2018?
Ujesh deasi, VP da Logitech

Trouxemos alguns de nossos produtos mais bem conceituados, tanto da Logitech G, quanto da Astro, mas trouxemos também alguns produtos novos, como mouses, teclados e headsets.

Temos também uma grande novidade! Em parceria com a EA e a marca Battlefield, desenvolvemos um set especial, teclado, mouse e headset de edição limitada Battlefield V que serão distribuídos como prêmios para os participantes da G Challenge.

 

  1. Observamos que a empresa lançou recentemente o mouse gamer G305 recentemente, como tem sido a recepção da comunidade?Nós temos uma ótima recepção de nossos produtos vindo do público latino americano e, principalmente, o Brasileiro. O público gamer está a par do trabalho da Logitech G e tem se mostrado cada vez mais interessada em nossos produtos e marcas (Falando sobre a Astro).

 

  1. Há planos de lançar o acessório exclusivo para o público brasileiro?

Pode se dizer que sim, mas tudo depende sempre da receptividade do público e de como reagem aos produtos e lançamentos da marca. A nossa ideia é sempre investir nos jogadores, por exemplo, trouxemos esse ano alguns teclados mecânicos, pois percebemos a receptividade relacionada a esse tipo de produto, pela qualidade, conforto e melhor experiência que proporciona para os jogadores.

Caso tenham alguma ideia de produto (acessórios e afins) específico, podem entrar em contato! Estamos sempre à disposição e esperamos o contato dos jogadores.

  1. Após as finais da Logitech G Challenge, vocês continuarão a promover mais torneios de eSports?Sim, a ideia é continuar espalhando a cultura do eSport, populariza-lo ainda mais. A Logitech continuará com os torneios, direta e indiretamente.

 

  1. Alguma chance de vermos a fabricante investindo em um torneio exclusivamente brasileiro nos moldes do G Challenge?

A resposta é não, não vemos a necessidade de criação de torneios ‘regionais’ exclusivos para evitar algum tipo de restrição, nosso compromisso é com a ‘universalização’ dos eSports, com torneios internacionais e que possam ser aproveitados por todos. Nosso compromisso está focado na expansão dos eSports, tanto para times grandes, como os pequenos, e também para os jogadores não competidores.

Essa expansão pode tornar os eSports e produtos da categoria mais acessíveis aos grande público, assim haverá um empoderamento do público gamer.

  1. Atualmente muitas empresas ligadas à tecnologia investem em times de eSports. A Logitech tem se mostrado parceira importante de equipes como a INTZ há muito tempo. Mas sempre nos perguntam se há qualquer plano futuro de montar um time com a marca da empresa e competir com outras equipes?

Não. A Logitech tem um perfil diferente que visa o patrocínio e parceria com os times e equipes, assim permite que os mesmos possam ter sua própria liberdade. Além disso, a empresa visa a expansão dos eSports pelo mundo, criar um time próprio poderia tirar esse o foco da ideologia que propomos. A ideia é expandir e não restringir.

Texto por Fernando Paixão