Arquivo da tag: eSports

Quer se tornar um streamer de games? Especialistas da Nimo TV dão 5 dicas úteis para o sucesso

Você já imaginou se tornar um streamer profissional? Pois é, muita gente conseguiu transformar o hobby de jogar em videogames em um meio de ganhar dinheiro. Para ajudar quem está querendo começar nessa brincadeira – que pode virar profissão, o pessoal da Nimo TV, plataforma de streaming com foco na transmissão de jogos eletrônicos, conteúdos criativos e eSports, reuniu algumas dicas preciosas de streamers famosos da Nimo TV e resolveu trazer as dicas ao público.

A ideia é compartilhar o conhecimento e deixar os entusiastas por jogos eletrônicos e aspirantes a influenciador digital mais preparados para fazer sucesso entre o grande público. Se você tem vontade de investir nesse negócio, fique atento a essas dicas!

 

  1. Seu jogo faz seu caminho

Uma das primeiras e mais importantes decisões de um futuro streamer é que jogo transmitir. É importante, claro, pensar no potencial de audiência, mas precisa ser um game com o qual você tenha empatia. Acompanhe seus streamers favoritos e pense qual jogo gostaria de transmitir gameplay. “É possível fazer streaming de praticamente todo e qualquer jogo, mas a maior parte dos canais escolhem games competitivos. Eu vi no Free Fire [game de tiro para celulares bastante popular no momento] a combinação de duas coisas que curto: diversão e ter o desafio de algo competitivo”, comenta El Gato, streamer de Free Fire na Nimo TV, onde tem mais de 500 mil seguidores.

 

  1. O celular é seu amigo

Nem todos fazem streaming de games do PC ou do videogame, e isso é muito bom. Com as conexões 4G cada vez melhores, apps como o da Nimo TV, possibilitam transmitir gameplays do seu próprio celular. Alguns dos jogos mais populares do momento, como Free Fire, PUBG Mobile e Brawl Stars, estão nas plataformas móveis. Isso aconteceu com o streamer El Gato, que percebeu a vantagem de fazer streaming de Free Fire pelo próprio celular. “É bem legal porque torna  transmitir o gameplay ainda mais prático, transmitindo de qualquer lugar que estiver. É uma mistura de portabilidade e diversão”.

 

  1. Conquiste sua audiência

Uma vez em frente à câmera, deixe a timidez de lado e “conecte-se” à sua audiência. Das primeiras vezes talvez não saia direito, mas o importante é ser você mesmo, de preferência buscando cativar quem está assistindo. Streamers costumam ser bem comunicativos e esta é a alma de muitas transmissões. O MagroTV, streamer da Nimo TV com cerca 70 mil seguidores fiéis, acredita que “quando estiver na frente da câmera, não precisa ser tímido. Tem que se soltar, interagir com seus fã! perguntar coisas simples, como qual música eles querem ouvir, entre outras coisas”.

 

  1. Faça o seu marketing pessoal

É fundamental pensar no seu canal, do thumb aos títulos das streams, mas não vai adiantar muito se você não contar ao mundo o que está fazendo. Esse momento de início de canal é algo muito importante para o Dilera, streamer de GTA V da Nimo TV. “Logo no começo crie perfis em todas as redes sociais que o público gamer acompanha (Twitter, Instagram e Facebook são as principais hoje em dia) e deixe-as sempre atualizadas com novidades do canal e interações com o público”. No Discord da Nimo TV há vários usuários da plataforma e um canal só para divulgar streams.

 

  1. Comece aos poucos

Nem sempre o sucesso é imediato, e isso é normal. O Dilera começou a fazer stream de forma para se distrair e divertir ao mesmo tempo. “Comece como hobby, trate bem seus viewers, mesmo que sejam poucos. Seja sendo cordial, divertido e atencioso com seu público, e ele irá indicar sua live para outras pessoas. Assim você vai ficando conhecido”.

CBLoL 2019 – Confira como foi o Circuito Desafiante

O Campeonato Brasileiro de League of Legends acabou o seu primeiro split com a vitória da INTZ em cima do Flamengo. Porém outro destaque deste split é o circuito desafiante, uma espécie de segunda divisão deste campeonato. Muitos times eram favoritos, como a Red Canids Kalunga, mas no fim das contas os participantes desta finalíssima foram outros. Hoje você confere como foi a grande final do Circuito Desafiante do CBLoL 2019.

Após uma longa jornada de vitórias e derrotas, a final desta grande decisão chegou e os times deste confronto foram a Pain Gaming, que já tem um histórico bem forte, e a Team One, time que iniciou a sua trajetória em 2017. A vitória foi para a Pain Gaming num total de 3 a 0 alguns detalhes podem ser conferidos abaixo:

Primeira partida:

A partida no formato melhor de cinco, a Pain Gaming começou obliterando a Team One. Sem muito esforço a Pain conseguiu 15 abates contra 2 da Team One. Um dos pontos fracos da One foi a sua composição sem grande apelo, onde os campeões Sona e Taric foram bem encaixados. A torcida da Pain sempre animada deu uma grande festa com o primeiro resultado, Minerva jogador da Pain escolheu JarvanIV e conseguiu ser o MVP (jogador destaque) da partida.

 

Segunda Partida:

Já na segunda partida a Team One rapidamente baniu JarvanIV e contra essa decisão Minerva jogou de Hecarim, enquanto a bot lane ficou com a Sona e Taric. A formação da Pain não mudou tanto quanto no primeiro jogo, já a Team One trocou completamente a composição.

O resultado da segunda partida foi vitória para a Pain Gaming que começou em desvantagem graças a uma iniciativa bastante agressiva por parte da Team One. Entretanto aos poucos da PG foi conseguindo se realocar na partida e garantiu o ponto. O MVP da segunda partida ficou com o Tinowns com o campeão Corki na posição mid-lane.

 

Terceira partida:

A terceira acabou sendo a última partida, onde a Pain Gaming entrou com plena convicção e garantiu a vitória e a vaga para o segundo split do campeonato Brasileiro de League of Legends. Neste terceiro round a Team One não demonstrou o mesmo esforço que teve na rodada anterior e a Pain soube aproveitar todas as brechas. Desta vez o MVP ficou com Matsukaze que ficou com a Kai’sa destacando a posição bot-lane da partida.

Com um total de 18 abates para Pain e 8 para a Team One, a Pain Gaming volta para a elite do CBLOL e a torcida que vibrou até o fim, saiu desta grande festa cantando “acabou o caô, a Pain Gaming voltou!”. Apesar da derrota, a Team One ainda pode ter chance de ir para a primeira divisão, caso vença a partida do dia 27 de Abril contra a Vivo Keyd.

Primeira copa do mundo de Fortnite distribuirá US$ 40 milhões em prêmios

Engana-se quem achava que os dias de Fortnite estavam no fim: a Epic Games, em parceria com a BBL, está preparando a primeira Copa do Mundo de Fortnite, que distribuirá nada menos que US$ 40 milhões em prêmios e levará 13 jogadores da América Latina para a grande final em Nova York, EUA. Este será o maior prêmio já concedido em qualquer torneio de eSports do mundo.

O campeonato teve início neste final de semana, no sábado (13 de abril), com qualificatórias abertas a todos os jogadores elegíveis de cada região. As finais receberão os qualificados da América do Norte, Europa, Ásia, Oceania e Brasil na cidade de Nova York, Estados Unidos, para as grandes finais de 26 a 28 de julho.

“Não temos palavras para descrever como estamos felizes com esta parceria. É o resultado de muito trabalho duro e reforça que estamos no caminho certo para desenvolver o cenário nacional e trazer ao país a melhor experiência em e-sports”, comenta Leo De Biase, CMO da BBL e entusiasta dos e-sports há mais de 20 anos. “A Epic traz jogos de qualidade indiscutível e Fortnite é um gigante global. Dedicaremos todos os nossos esforços para trazer uma experiência à altura para os fãs do jogo e dos e-sports”, completa o executivo.

Para quem não conhece, Fortnite é um dos jogos de eSports mais jogados do mundo. De acordo com relatório da Epic Games, o título rendeu à desenvolvedora cerca de US$ 2,4 bilhões apenas em 2018. A cifra equivale a mais de 2/3 do lucro total da empresa no ano e o maior da história do mercado dos games. Em fevereiro último, contou com um pico de 10,7 milhões de pessoas simultaneamente conectadas, em um show virtual ao vivo do famoso DJ Marshmello, além de bater a incrível marca de 250 milhões de jogadores ativos no mês.

Para mais informações, visite o site oficial da Fortnite World Cup.

 

Serviço – Copa Mundial de Fortnite

Qualificatórias: sábados e domingos, de 13/04 a 16/06

Final mundial: 26 a 28/07

Transmissão: nos canais oficiais do Fortnite, em português e espanhol, aos sábados e domingos durante 10 semanas, a partir das 16h.

Counter Strike – Globo e Globosat fecham parceria para trazer a BLAST Pro Series ao Brasil

Um dos jogos do cenário e-Sports mais bem sucedidos da atualidade é Counter Strike: Global Offensive, afinal é um dos que mais movimenta dinheiro em torneios pelo mundo e suas partidas sempre atraem uma legião de expectadores. Ciente de todo este potencial, a Globo e a Globosat firmaram uma parceria para o desenvolvimento e ampliação do BLAST Pro Series no Brasil. O objetivo é desenvolver o cenário brasileiro de CS.

Para isso, a Globo e Globosat incluíram a cidade de São Paulo como uma das sedes fixas no calendário da maior competição de CS, o BLAST Pro Series, torneio internacional que reúne os melhores jogadores de Counter Strike do mundo. Esta parceria é fruto de um acordo como a empresa dinamarquesa RFRSH Entertainment, que garante a realização anual da etapa brasileira na cidade de São Paulo. De acordo com os organizadores, a etapa brasileira acontecerá no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, nos dias 22 e 23 de março, abrindo o calendário mundial do torneio.

A lendária equipe brasileira MIBR vai jogar em casa com sua line-up que inclui os jogadores Marcelo “coldzera” David, Gabriel “FalleN” Toledo, Epitácio “TACO” de Melo, Fernando “fer” Alvarenga e João “FELPS” Vasconcellos. Com o acordo, os canais SporTV e Sportv.com transmitirão, ao vivo, todo o campeonato. Haverá cobertura multiplataforma do torneio na programação da Globo, do e-SporTV e do SporTV.com.

Leandro Valentim, head de Novos Negócios da Unidade de Esporte do Grupo Globo.

Além de passar por São Paulo, a BLAST Pro Series 2019 está confirmada que passará por Miami, em abril, e Madri, em maio. A quinta temporada do BLAST Pro Series, que atualmente é transmitida para mais de 130 países, promete estabelecer um novo padrão para o entretenimento de eSports ao vivo, online e na TV.

“Estamos muito felizes em anunciar essa parceria com a RFRSH Entertainment para promover, realizar e transmitir o BLAST Pro Series no Brasil. É mais que uma competição com os melhores do mundo, é um espetáculo de entretenimento. Será o maior evento de eSports do ano, e o melhor é que será anual. CS:GO é um dos games mais consumidos no mundo e no Brasil, faz parte da nossa estratégia apoiar no desenvolvimento e profissionalização das competições no país. A partir do BLAST, queremos dar visibilidade aos talentos brasileiros e promover novas competições de CS em cenário nacional”, analisa Leandro Valentim, head de Novos Negócios da Unidade de Esporte do Grupo Globo.

As vendas de ingressos para o BLAST Pro Series em São Paulo serão abertas ao público no dia 1º de fevereiro, pelo site do evento.

Temporada 2019 de League of Legends começa no dia 23 de janeiro

Amanhã (23/01) começa a nova temporada de League of Legends! Para comemorar a nova fase, a Riot preparou uma série de novidades, tais como novos campeões, novas skins (e o retorno de outras, a pedido popular), graphic novels e novas histórias, músicas, locais dos eventos de Esports e muito mais. A intenção é manter o título no topo dos jogos mais populares do mundo dos e-Sports.

A partir do dia 24 de janeiro, os jogadores já poderão fazer suas MD10 para descobrir em que elo vão jogar a Temporada. Para 2019, as ranqueadas serão atualizadas e passarão por várias mudanças – confira os detalhes aqui – incluindo recompensas por divisão, camadas adicionais nas top e bot lanes e nas badges classificatórias, entre outras. Neste ano, os invocadores ainda podem esperar pelo Festival Lunar e o tão esperado retorno do ARURF.

Para comemorar a nova temporada de League of Legends, a Riot acaba de lançar um vídeo com a música-tema “Awaken”, em parceria com a cantora Valerie Broussard, cujas músicas fazem parte da trilha sonora de várias séries de sucesso, incluindo Lúcifer e O Mundo Sombrio de Sabrina. A canção está disponível nas plataformas de música (Spotify, Apple Music, iTunes, GooglePlay, Deezer).

Todos os detalhes acerca das novidades da Temporada 2019 serão divulgados nos próximos dias nos canais oficiais de League of Legends no YouTubeTwitter e Facebook.

Tencent Games divulga calendário para a 3ª temporada da Valor Series de Arena of Valor

Essa é para os fãs do MOBA mobile Arena of Valor: após o sucesso do evento Valor Series realizada em novembro de 2018 e que consagrou os times Nova e-Sports (campeã) e a brasileira Geo e-Sports (vice), a Tencent Games, organizadora do evento decidiu preparar uma segunda edição.

De acordo com a Tencent, o novo calendário vai reunir equipes da América Latina, América do Norte e Europa na busca por até U$ 65 mil em prêmios em dinheiro. A premiação total desta edição da Valor Series é de U$ 200 mil.

O formato permanece o mesmo das últimas temporadas: os times inscritos participam de uma classificatórias online, que começa no próximo final de semana, dias 19 e 20 de janeiro, e continua no seguinte, dias 26 e 27. É nesta etapa que serão selecionados os seis melhores times. A partir daí, as seis equipes competirão durante oito semanas consecutivas na modalidade de melhor de dois.

As partidas brasileiras serão transmitidas pela página oficial de Arena of Valor Brasil, aos sábados e domingos, em confrontos duplos, de 2 de fevereiro até 24 de março. As quatro melhores equipes de cada região avançam para os playoffs regionais. O local para os playoffs (semifinais e finais) ainda serão divulgados, porém acontecerão nos dias 6 e 7 de abril.

Algumas equipes já estão confirmadas nas classificatórias online, tais como a atual campeã latino americana, Nova e-Sports, paiN Gaming, INTZ, GeO e-Sports, ACE1. A inscrição é gratuita e aberta ao público. As equipes da América Latina já podem se inscrever no site do evento.

Havan Liberty Gaming anuncia line-up para disputa do Circuito Desafiante e investimento no Tier 3 em 2019

O ano de 2019 promete ser um dos mais agitados para os eSports, afinal muitos torneios já foram confirmados para a temporada. Uma das equipes que mais promete crescer no próximo ano é a Havan Liberty Gaming, organização profissional de esportes eletrônicos baseada na cidade de Brusque, em Santa Catarina. O motivo para acreditar neste crescimento é que a organização esta investindo pesado na categoria. Na ultima semana, alias, a Havan anunciou sua line-up para disputa do Circuito Desafiante de League of Legends na temporada 2019.

A equipe será formada por jovens jogadores que se destacaram no cenário, o que dá a esperança de sucesso e performances memoráveis. Três jogadores vindos da IDM Gaming foram contratados para a Havan Liberty, que aposta no entrosamento já existente entre os atletas e na experiência de CBLoL para acelerar o desenvolvimento da equipe. Foram trazidos da IDM o top laner Gustavo “Name” Rodrigues, o jungler Marcos “Cariok” Junior e o atirador Matheus “Sarkis” Guimarães.

Para a rota do meio, a Havan Liberty Gaming contratou o ex-KaBuM e-Sports Guilherme “Atlanta” de Lima, revelado pela Operation Kino em 2016 e campeão do Circuito Desafiante em 2017 pela equipe de Limeira. Fechando a equipe, o suporte da line-up será Lucas “K0ga” Godoy, atleta que defendeu a Iron Hawks durante o primeiro semestre de 2018 e que depois foi contratado pela RED Canids.

Para coordenar o desenvolvimento dos atletas, será mantido o treinador Evandro “Yaltz” de Cerqueira, técnico da equipe durante a temporada 2018 e que já teve passagem por equipes como paiN Gaming, Furious Gaming e Team Liquid. A equipe de suporte ao jogador também será composta por fisioterapeuta, nutricionista e psicólogo.

Investimento na base:

Além do Circuito Desafiante, a Havan Liberty Gaming também investirá em uma equipe secundária em 2019. “Nós acreditamos muito na renovação do cenário e temos um compromisso de investimento na revelação e formação de novos atletas”, afirmou Samuel Walendowsky, CEO da organização. “Existem muitos jogadores com um potencial enorme para ser desenvolvido e nós queremos acelerar o crescimento do cenário oferecendo oportunidades para novos jogadores mostrarem seu valor”, completou.

Para a equipe, serão mantidos os jogadores Bruno “Kennedys” Goularte e Thales “Kales” Braga, que fizeram parte da equipe em 2018. Para completar a line-up, foi contratado o argentino Lucas “woofi” Abadie que defendia a Feint Gaming, vice-campeã do Logitech G Challenge 2018. Além deles, a Havan investiu na contratação do jogador Leandro “Gyeong” Oliveira, que jogou pela WP Gaming no Circuito Desafiante de 2018 e Luiz “Flare” Lobo, que se destacou em competições do tier 3 e é a nova aposta da organização para a temporada 2019.

Os jogadores do time B também serão inscritos no Circuito Desafiante e poderão ser utilizados estrategicamente durante a competição. Além disso, também irão usufruir de toda a estrutura de treinamento, comissão técnica e da equipe de suporte ao jogador da Havan Liberty Gaming.

 

Brasileiros da Black Dragons vencem torneio mundial de CROSSFIRE e faturam quase R$2 milhões

Após uma acirrada contra os russos da ruLegends, os brasileiros da Black Dragons venceram o torneio mundial CROSSFIRE STARS 2018 (CFS 2018), tornando-se a primeira equipe não-chinesa a levantar o caneco de um dos torneios de eSports mais disputados do mundo. Coma conquista a Black Dragons levou para casa US$ 500 mil (cerca R$ 1.948 milhão).

O CROSSFIRE STARS reuniu 16 dos melhores times de CROSSFIRE do mundo, que competiram por uma premiação total de U$ 1.015.000 (cerca de R$ 3.95 milhões). As fases de quartas de final e semifinal foram realizadas ao longo da última semana, de 4 a 6 de dezembro, presencialmente, no estúdio VSPN, em Taicang/China e classificaram os quatro melhores times para a fase seguinte, formada pela disputa pelo terceiro lugar e grande final, realizados entre 8 e 9 de dezembro, no Parque Esportivo Qing’ao, em Nanjing/China.

Após um intenso confronto em dinâmica melhor de cinco, a Black Dragons venceu a ruLegends por 3 a 0 e garantiu o inédito título da competição. E não foi só a Black dragons a figurar entre os melhores do mundo: a tradicional INTZ enfrentou a SuperValiant Gaming, campeã do CFS 2017, em melhor de três, porém não teve melhor sorte e acabou derrotada, terminando na quarta colocação do torneio, com um prêmio de U$ 40.000 (cerca de R$ 155.800).

Fundada em 1997, a Black Dragons é considerada uma das organizações de eSports mais antigas e respeitadas do América do Sul e, antes de se tornar campeã mundial de CROSSFIRE, já havia vencido outro torneio internacional da modalidade, o CROSSFIRE Stars Invitational Vietnam, em 2017.

CROSSFIRE é um dos jogos de FPS mais jogados online no mundo, com mais de 660 milhões de jogadores registrados. Jogadores podem baixá-lo gratuitamente pelo site oficial. No site do torneio tem uma divertida entrevista da Black Dragon para a imprensa.

Abaixo tem algumas fotos da conquista da Black Dragons:

Webedia se prepara para final de mega torneio de PUBG com personalidades brasileiras dos games

Esta é para quem é fã de PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG): a Webedia, gigante francesa de mídia digital acaba de anunciar uma parceria com o Facebook para lançar um novo torneio entre personalidades reconhecidas do mundo dos jogos. O torneio foi batizado de Facebook Gaming Creators Cup powered by IGN e promete reunir milhares de brasileiros para acompanhar partidas eletrizantes.

A ideia básica foi reunir alguns dos gamers mais famosos do Facebook em partidas competitivas utilizando a estrutura da Webedia Gaming, em São Paulo. Entre os participantes estão nomes de peso do streaming como Netenho, Ellen Simili, Diana Zambrozuski, Forever, Davy Jones, Jon Vlogs, Tixinha, Kalera, Malena0202, Monark e Patriota. De acordo com os organizadores, o torneio deve ajudar gamers e novos streamers a construir e fortalecer suas comunidades na rede social.

“Hoje, não se pode falar em gaming sem considerar o aspecto social do mercado: fãs enxergam os jogadores como estrelas, influenciadores. Um projeto como este, onde conseguimos unir a expertise que temos em produção e transmissão de campeonatos, com um programa interessante que pode criar novos influenciadores e renovar o mercado faz com que elevemos a outro nível o entretenimento gaming”, afirma Aydin Sarmadi, diretor geral da Webedia Gaming.

Os organizadores escolheram o PUBG, por ser um game bastante popular e capaz de atrair multidões. Afinal, o shooter atingiu recentemente a marca de 400 milhões de jogadores cadastrados e é nome forte nos principais torneios de eSports mundo afora. Outro ponto de interesse é que as partidas terão cobertura jornalística in loco dos sites IGN e Versus. A expectativa é que a transmissão bata recordes de visualizações no Facebook.

“Os games são perfeitos para criar e aproximar comunidades e o nosso objetivo é oferecer recursos e formatos que cultivem um profundo engajamento e interação entre criadores e fãs. O Facebook Gaming Creators Cup é um evento que une gamers, seus amigos e fãs para competir, assistir e compartilhar em um ambiente descontraído e divertido”, destaca o gerente de Esports e Competitive Gaming no Facebook, Patrick Chapman.

A competição teve início dia 03 de dezembro com uma fase de grupos. As duplas foram divididas em dois times e, ao longo das semanas foram realizadas seis partidas em três dias de transmissão online para definir os melhores.

FINAL

A etapa final reunirá cinco duplas em duplas de cada grupo, que irão para a final presencial, que acontece em 16 de dezembro, em São Paulo, na Arena IGN. O evento será transmitido na Página do IGN Brasil no Facebook, das 14h às 15h, e terá apresentação de Carol Costa e de Nyvi Estephan. A narração fica a cargo de Murillo Shooow, Gordox e BiDa.

Confira abaixo os líderes das duplas que disputam a final neste domingo no torneio da Webedia:

  • Netenho
  • Romaniqs
  • Magalzao
  • Fiaspo Games
  • DiddyBR
  • Forever
  • Davy Jones
  • Patriota
  • Tixinha
  • Malena0202

 

Esports Week terá debate sobre como inserir os esports na formação acadêmica brasileira

Já imaginou que os eSports podem ser utilizados no futuro como um meio de aprendizado? Pois é justamente isso que o evento Esports Week (ESW) buscará mostrar entre os dias 06 a 09 de fevereiro de 2019. Basicamenteo evento, desenvolvido para integrar capacitação, negócios e entretenimento no cenário brasileiro dos esportes eletrônicos, trará o painel Esports no Brasil – Investindo na formação acadêmica e desenvolvimento profissional da comunidade brasileira.

A ideia é debater como a parceria entre universidades e desenvolvedoras de jogos pode auxiliar a incluir o tema em instituições de ensino. Uma das barreiras que o segmento enfrenta no meio acadêmico é a desinformação, aliada à falta de reconhecimento por parte do poder público. Com isso, os visitantes poderão se inteirar sobre como os eSports podem ser utilizados na formação acadêmica em diversas áreas do conhecimento.

O painel contará com as participações de Adalberto Bosco, Professor Doutor do Senac São Paulo, Jonathan Pan, instrutor de esports da University of California (EUA) e Tiago Ficagna, Coordenador do curso de Design de Jogos e Entretenimento Digital da Universidade do Vale do Itajaí (SC). De acordo com os organizadores, o painel também abordará como incluir os esports nos projetos desportivos das universidades.

“O esport pode ser a porta de entrada para muitas instituições que ainda não contam com programas desportivos tradicionais, em especial por requerer um investimento mais baixo”, afirma Ficagna. O coordenador acrescenta ainda que é primordial que as universidades invistam no segmento como um todo. “As áreas de design, engenharia e computação são as que mais formam profissionais aptos a criar os novos jogos de esports. E precisamos aprender a explorar o potencial econômico desse segmento aqui no Brasil, criando títulos nacionais que possam competir com os internacionais”, completa.

De acordo com Adalberto Bosco, a melhor forma de incluir os esports nas universidades seria por meio de incentivo financeiro e parcerias entre instituições educacionais e desenvolvedoras de jogos. O professor acredita que uma outra área que poderia tirar proveito da popularização do esporte eletrônico seria o ensino, mas que a falta de conhecimento e infraestrutura das instituições de ensino deixam a desejar.

Venda de ingressos

Os ingressos para a Esports Week já estão à venda no portal do evento. Nele também podem ser conferidas outras informações, assim como a relação completa de palestras e atrações.

 

Serviço: Esports Week – ESW

Data: 06 a 09 de fevereiro de 2019

Local: Centro de Convenções Rebouças – Av. Rebouças, 600 – Pinheiros – São Paulo/SP

Horário:

Auditório de Palestras: das 10h às 20h

Arena de Entretenimento: das 12h às 21h

Informações e venda de ingressos: esportsweek.com.br