Arquivo da tag: emprego

Um universo de possibilidades: carreiras para quem sonha em trabalhar com games

Por adzuna.com.br

Os primeiros jogos eletrônicos foram criados com um objetivo bem prático: simular estratégias militares para treinamentos. Hoje, o processo de gamificação de diversos aplicativos e serviços digitais prova a eficiência do método e transforma atividades cotidianas como uma corrida depois do trabalho ou as compras do mês em algo lúdico, estimulado por recompensas como a coleta de pontos ou a possibilidade de atingir a próxima fase. E considerando que a fonte de renda de muitos jovens atualmente são as competições dos chamados e-Sports (ou esportes eletrônicos), fica claro que os videogames já se encaixam em inúmeras outras categorias além de “entretenimento”.

O Mercado

A transição do uso dos jogos com objetivo estritamente militar para o Odyssey, primeiro console criado em 1972, contudo, marca o começo de uma evolução contínua. Desde então, o desenvolvimento do mercado originou uma indústria que fatura US$ 100 bilhões por ano e gera milhares de empregos diretos e indiretos no mundo.

Apesar de ser liderado por empresas japonesas e americanas, o mercado tem experimentado uma expansão significativa no Brasil. O país é o 11º que mais “consome” games no mundo e começa a ganhar atenção com a produção nacional de jogos. Por isso o surgimento de diversos cursos e até mesmo instituições de ensino especializadas na área nos últimos anos. Tudo para atender a crescente demanda por profissionais capazes de acompanhar esse rápido progresso.

Quem acha que a grande procura denota uma possível saturação do mercado, contudo, é melhor pensar duas vezes. Isso porque as possibilidades de carreira na área são inúmeras e vão desde cargos administrativos até funções criativas que colocam a mão na massa para construir o universo fantástico dos jogos.

Para quem sabe que quer trabalhar com games, mas ainda não tem certeza da posição que quer ocupar, ou mesmo para quem tem considerado uma mudança de carreira, seguem algumas informações úteis sobre as possibilidades do setor. Listamos as principais profissões no setor, seus salários médios no Brasil e, para você não perder tempo, acrescentamos links para vagas de emprego em cada área. É só escolher a atividade que mais interessa para seu perfil e clicar no número de vagas que temos disponíveis na Adzuna!

As carreiras para trabalhar com games

• GAME DESIGNER: tem uma perspectiva geral do projeto, sendo responsável por fazer com que todas as partes funcionem e se comuniquem entre si para atingir um resultado final em conjunto. Pode ser comparado ao diretor de um filme, pois participa desde a pré-produção até o lançamento. O salário médio para o cargo é de R$3.950. Atrativo, não? A Adzuna tem 25 vagas para Game Designers hoje. Confira aqui: https://goo.gl/Xy82gC

• PRODUTOR: com salário médio de R$3.014, o produtor é quem coordena a parte prática do processo de produção. Assim, gerencia equipes, monta cronogramas e mantém controle sobre o orçamento do projeto.

• GAME TESTER: é quem testa todos os elementos do jogo a fim de garantir que esteja dentro das normas de jogabilidade e dos objetivos definidos para o projeto. Está sempre atento a falhas a fim de apontar correções ou aprimoramentos em todos os níveis, desde a fluidez da narrativa do jogo até defeitos gráficos. O salário inicial está em torno de R$2.473, de acordo com as ferramentas de análise de vagas da Adzuna.

• PROGRAMADOR: da próxima vez que apertar um botão no controle do seu videogame para que seu personagem no jogo realize uma ação, pense no programador, porque ele é o responsável pelo funcionamento dessa interação. Através de linguagens de programação, esse profissional constrói o funcionamento físico do jogo e todas as ações possíveis de serem manipuladas pelo jogador. Salário médio: R$2.518.

• REDATOR: escreve toda a narrativa: diálogo, comentários ou qualquer texto que apareça durante o jogo ou em qualquer produto promocional, como embalagens, descrições, manuais etc. R$2.585 é o salário médio inicial para o cargo.

• ROTEIRISTA: é quem pensa e desenvolve a trama do jogo. O salário médio inicial é de R$1.551, mas de acordo com o site Produção de Jogos, um profissional experiente pode atingir R$8.000 mensais! O objetivo principal do roteirista deve ser criar uma história atrativa e envolvente, transportando o jogador para o universo criado, mas sem abrir mão da coerência.

ARTISTA GRÁFICO: tudo que você vê, desde os personagens até as cores que alteram durante a passagem do dia para a noite em uma cena é responsabilidade do artista gráfico. Ele comunica visualmente a identidade do game. Costumam ter habilidade com modelagem 2D/3D e forte noção estética. O salário médio inicial está em torno de R$2.000.

• DESIGNER DE ÁUDIO: cria, capta e manipula todo efeito sonoro em um jogo, desde trilhas musicais até o barulho de uma porta batendo, por exemplo. Salário médio: R$1.433.

Mas não para por aí. Existem oportunidades também nas áreas de marketing, relações públicas e vendas, por exemplo, as quais não têm contato direto com a criação do jogo, mas são responsáveis por fazer com que o projeto se torne conhecido e rentável. Então se você não possui conhecimento técnico de ferramentas de criação, ainda pode estar envolvido com o setor. Utilize nossa ferramenta de busca para encontrar vagas na área. Dê o play em adzuna.com.br!

Baseado no post original: http://bit.ly/2nHoYa7

Hoplon está de casa nova e abre vagas de emprego em Florianópolis

Você já conhece a Hoplon, o estúdio por trás de Heavy Metal Machines, certo? Pois bem, a desenvolvedora brasileira acaba de mudar-se para nova sede em Florianópolis e abriu vagas para profissionais interessados em trabalhar no projeto Heavy Metal Machines, o carro-chefe do estúdio para 2017. A nova sede da Hoplon fica localizada na região central de Florianópolis, de modo que a localização é privilegiada e os novos colaboradores terão um espaço agradável para se trabalhar.

“A nova sede é um passo significativo na evolução da Hoplon, que reflete tanto nosso crescimento como equipe e a evolução do nosso principal projeto, o Heavy Metal Machines. Com a nova sede pudemos desenhar o estúdio sob medida para termos um local de trabalho agradável, criativo e funcional”, afirma Rodrigo Campos, CEO da Hoplon. “O novo estúdio tem um ambiente e arquitetura muito mais confortáveis, além de ser mais bem localizado para os funcionários da Hoplon”, diz Campos.

De acordo com Rodrigo Campos, o estúdio tem cinco vagas abertas para a equipe de marketing e quatro vagas para o estúdio interno. As vagas para o estúdio incluem posições de Graphics Engineer, Artista 3D, Artista VFX e Gerente de Projetos, além das outras cinco vagas do marketing, abertas para Web Designer, Film Maker, Assistente de Comunicação, Community Manager Rússia e Community Manager Alemanha.

O time da Hoplon em açãoHeavy Metal Machines, aliás, terá lançamento internacional em 2017 e isso explica a reestruturação do estúdio. “Já temos uma Gestora de Comunidades vinda dos Estados Unidos e profissionais de diversos estados do país. E este é só o começo. Estamos em processo seletivo para trazer um Gestor de Comunidade Russo e outro Alemão. O objetivo é que tenhamos pelo menos um profissional de cada mercado alvo”, conclui Campos.

Interessados em trabalhar na Hoplon podem acessar o site de carreiras do estúdio e se inscrever para alguma das vagas. Para se cadastrar no beta fechado de Heavy Metal Machines, acesse o site do game.

Abaixo você confere um vídeo mostrando as novas dependências da Hoplon:

INTZ anuncia vagas para time profissional de League of Legends

Já imaginou ser um jogador profissional de videogames? A fantasia de ganhar dinheiro e se tornar um cyberatleta pode se tornar real muito em breve para alguns jogadores, pois no início desta semana o clube profissional INTZ publicou em sua conta do Twitter que está buscando novos jogadores para todas as posições do time de League of Legends.

Os interessados devem preencher um formulário no site da organização. Tal formulário revela a intenção da INTZ de montar um time competitivo e criar uma nova geração de propayers. Aparentemente, os contratados ficarão durante toda a temporada de 2017 do CBLoL. Se você conhece bem o game e as nuances estratégicas utilizadas pelos times top de linha, eis uma bela oportunidade de mudar de vida fazendo o que gosta.

twitter-intzPara se candidatar é necessário preencher alguns requisitos, como ser maior de 17 anos; experiência de 2 anos jogando LoL; disponibilidade para morar em São Paulo; condição técnica de representar a nossa equipe no 1º Split do CBLoL; interesse em seguir carreira profissional de cyber-atleta; apoio da família na profissão; ser brasileiro ou morar no Brasil há mais de 1 ano.

Infelizmente a INTZ não divulgou os benefícios do cargo, como salário. Mas pelo calibre do clube, espera-se que esteja compatível com o mercado. Para quem não acompanha os eSports, a equipe de “LoL” da INTZ foi o principal destaque no CBLoL em 2016, conseguindo inclusive uma vaga no Mundial. A formação atual da equipe é Felipe “Yang” Zhao, Gabriel “Revolta” Henud, Gabriel “Tockers” Claumann, Micael “micaO” Rodrigues e Luan “Jockster” Cardoso. A INTZ ainda não se pronunciou se os atuais jogadores serão substituídos pelos novos contratados ou se está é parte de alguma estratégia do clube para montar um time alternativo.

Vaga de emprego: Rockhead Games busca artista digital

Ótima oportunidade para quem procura por uma colocação no mercado de desenvolvimento de jogos eletrônicos: A Rockhead Games de Porto Alegre, RS esta em busca de artista digital com alguma experiência em criação, modelagem e texturização de arte 3D. O estúdio já tem alguns jogos e aplicativos bem interessantes em seu portfólio como Ronaldinho Super Dash, Starlit Adventures, Master of Words, entre outros.

Entre os valores da empresa, pode-se destacar a liberdade criativa para criar projetos autorais, ambiente informal, foco em projetos transmidia e o local de trabalho fica dentro do TECNOPUC, em Porto Alegre. Entre os requisitos para ingressar na Rockhead [e necessário ter experiência profissional com modelagem 3D e texturização utilização 3dsMax/Blender e Photoshop. Além disso, o estúdio deseja um artista com noção de forma, contorno, cor e iluminação; capacidade de compreender, acompanhar e evoluir estilos visuais pré-existentes; motivação, boa comunicação, trabalho em equipe e proatividade.

Alguns pontos que podem ser decisivos para agarrar a vaga são experiência em Unity 3D, Ilustrator, Mudbox, Zbrush; experiência com materiais e shaders; experiência com rigging e animação; experiência com edição de vídeos e fundamentos de arte tradicional (desenho a mão livre, ilustração etc.).

O estúdio Rockhead Games não chegou a divulgar salario e benefícios da vaga, mas os candidatos podem adquirir mais informações através do e-mail (jobs@rockheadgames.com) ou pelo site da empresa. O novo funcionário deve estar preparado para uma empresa dinâmica envolvida em projetos para diversas plataformas como PC, consoles e mobile.

Abaixo tem um trailer de Starlit Adventures, um dos projetos mais recentes da Rockhead Games:

Riot Games está com vagas abertas em São Paulo

Oportunidade de trabalho em uma das maiores empresas do mundo para quem quer entrar na área de jogos eletrônicos. A Riot Games, empresa responsável pelo sucesso League of Legends, divulgou 15 vagas de emprego para seu escritório em São Paulo. As vagas são para as áreas de Artes, Comunidade, eSports, Experiência do Jogador, Gerenciamento de Projetos, Localização, Marketing, Relações Públicas, Produção de Vídeos, Suporte ao Jogador e Tecnologia da Informação (TI).

De acordo com o Gerente Geral da Riot Games, Roberto Iervolino, o mercado de games hoje oferece oportunidades para todos, desde posições de analista, coordenação a direção. “Buscamos identificar talentos que possam contribuir com os nossos esforços em promover a melhor experiência aos nossos fãs e jogadores”, comenta o executivo.

A Riot não divulgou salários ou benefícios, mas sabe-se que a empresa costuma oferecer oportunidades competitivas em relação ao mercado, além de uma bolsa anual para jogos. O objetivo é melhorar as capacidades de seus funcionários e perpetuar-se como uma das companhias ligadas aos jogos eletrônicos mais focada no jogador do mundo.

Como concorrer às vagas da Riot

Os interessados devem entrar no site da Riot e selecionar a cidade de São Paulo; após acessar a vaga de interesse, é preciso enviar uma carta de apresentação e currículo. Todas as oportunidades exigem o idioma inglês entre os níveis avançado e fluente. Após a seleção dos currículos, serão realizadas entrevistas para verificar a experiência e formação do candidato, além de avaliar se o perfil do profissional é compatível com a cultura da empresa.

Criador de Faces of Fear recebe convite para trabalhar no Canadá

O jovem Yuri Barros é um desenvolvedor de games cheio de motivos para comemorar, pois foi convidado a uma proposta de emprego no Canadá. O convite chegou após a empresa Strategy First, de Quebéc, conhecer o game Faces of Fear no Steam. O game é criação de Yuri e devido a sua ambientação de puro horror, fez bastante sucesso entre os fãs do gênero.

Faces of Fear se passa num futuro distante aonde a Terra já chegou ao fim e a humanidade encontra-se em “naves cidades” que já exploravam o espaço antes do fim da Terra em busca de outro planeta habitável. Você joga no papel de Michael e deve fazer reparos na nave, porém um dia algo sai do controle e o personagem se vê em um pesadelo muito real. O jogo tem puzzles e cenas de terror a todos os momentos.

De acordo com Yuri, o projeto já nasceu com intenção de ser comercializado, pois este não foi seu primeiro game. Antes de Faces of Fear, Yuri já havia desenvolvido jogos para mobile. “Escrevi o roteiro, modelei e texturizei, além de tudo isso tive que fazer o marketing”. A Strategy First acabou conhecendo o projeto através da Steam e se interessou tanto que entrou em contato com Yuri oferecendo oportunidade de trabalho. Só falta acertar pequenos detalhes, como moradia.

Do alto de seus 23 anos, Yuri diz que sempre se interessou por jogos, a ponto de trocar o trabalho em um cartório de registro de imóveis para seguir carreira na área. “Meu pai quase teve um infarto quando abandonei o emprego para seguir a carreira de games, mas hoje é um dos meus maiores apoiadores”. Atualmente Yuri é estudante do curso de jogos da Microcamp e pretende seguir a área de jogos eletrônicos.

Abaixo tem o trailer de Faces of Fear:

 

Empresa contrata desenvolvedores mobile

Nota do editor: este ano GameReporter completa 10 anos. Em todos estes anos, este site tem apoiado a indústria de games nacional bem como as empresa situadas no Brasil. Contudo, hoje fomos surpreendidos com um pedido para apagar um post sobre vagas de emprego (outro fato inédito) pois usamos a marca da empresa sem autorização prévia (!).  O post não foi apagado, e sim editado, como podem ver abaixo.

Aí vai uma oportunidade de trabalho para quem desenvolve jogos e está procurando espaço no mercado: empresa está com várias vagas em aberto esperando jovens interessados e talentosos. A empresa está localizada na Zona Oeste da Capital Paulista. Para se candidatar as vagas não precisa ser profissional formado, a empresa também está de olho em estudantes com força de vontade.

As principais vagas em aberto são para Desenvolvedor (com conhecimentos em front end iOS ou Android, back end e Unity); GROWTH (com conhecimentos em marketing / business development), para esta vaga o candidato deve ter perfil analítico e bastante atencioso; e por fim, LEAD ARTIST (com visão artística diferenciada, de preferencia com alguma experiência profissional). Além destas vagas, a empresa divulga em seu site outras oportunidades interessantes, como QA/Game Tester, Lead Game Artist etc.

A empresa não chegou a divulgar salários ou benefícios, portanto é necessário entrar em contato com o RH da companhia para obter maiores informações. Esta é uma das poucas produtoras de games que está contratado em meio à crise que assola o país e já começa a refletir na indústria de jogos eletrônicos.

Para quem não conhece é uma desenvolvedora nascida em 2011, entre os jogos desenvolvidos estão os mobile. De acordo com a empresa, seus jogos já alcançaram mais de 10 milhões de pessoas, de modo que o estúdio tem um alcance de público muito grande, o que pode ser ótimo para novos profissionais.

A empresa ainda informa que costuma ouvir seus funcionários a fim de tornar o ambiente de trabalho bastante tranquilo e saudável.

Como participar do processo:

Os interessados pelas vagas devem enviar currículo profissional. O assunto deve ser a vaga a que se está pleiteando.

 

Riot Games tem várias oportunidades de trabalho em níveis de liderança

A Riot Games acaba de anunciar dez vagas de emprego em níveis de liderança em seu escritório de São Paulo. A empresa por trás de League of Legends informa que as oportunidades são para as áreas de Comunidade, Eventos, Financeiro, Gerenciamento de Projetos, Recursos Humanos, Suporte ao Jogador e Tecnologia da Informação (TI).

“Procuramos profissionais que, além de contar com uma rica experiência de trabalho, possam agregar grande conhecimento à nossa equipe e sejam apaixonados por jogos em geral. Somente com uma equipe que tenha grande interesse pelos mais variados títulos podemos ter ideias inovadoras, com o objetivo de oferecer a melhor experiência a nossos jogadores”, afirma Roberto Iervolino, Gerente Geral da Riot Games no Brasil.

Além de salário compatível com a função, a Riot ainda oferece benefícios aos seus funcionários e uma bolsa anual para jogos. Esta bolsa é parte dos esforços da empresa em se tornar a companhia mais focada no jogador do mundo. Além dessas vagas em níveis de liderança, a empresa divulgou ainda que também conta com outras 11 vagas em outras áreas como Artes, Desenvolvimento Web, Eventos, Financeiro, Marketing, Produção de Vídeos, Recursos Humanos e Suporte ao Jogador.

Quem almeja trabalhar na Riot deve entrar no site e selecionar a cidade de São Paulo; após acessar a vaga de interesse, é preciso anexar uma carta de apresentação e currículo. Vale destacar que todas as oportunidades exigem o idioma inglês entre os níveis avançado e fluente. Após a seleção dos currículos, serão realizadas entrevistas para verificar a experiência do candidato, além de avaliar se o perfil do profissional é compatível com a cultura da empresa.

Os candidatos selecionados terão muita sorte, pois além de realizar o sonho de trabalhar em uma empresa de games, ainda vai trabalhar em uma das melhores empresas para se trabalhar no mundo. Quem diz isso é a revista Fortune, que elegeu a Riot como a 13º entre as 100 melhores empresas para se trabalhar na edição de março de 2015. Além disso, em junho, a empresa ficou com a 21ª colocação no ranking das 100 Melhores Empresas para se Trabalhar para a Geração do Milênio, realizado pela mesma revista.

Riot Games em Santa Mônica, Califórnia

Emprego: Sidia seleciona Game Designer Sênior

Hoje vamos anunciar uma vaga bastante tentadora para quem quer trabalhar com games no Brasil. O Sidia (Instituto de Desenvolvimento para a Informática da Amazônia), empresa parceira da Samsung R&D, está recrutando um profissional para atuar como Game Designer Sênior.

A vaga requer que o candidato crie sistemas de jogos que condizam com as necessidades do diretor criativo e desenvolva novos conteúdos de acordo com as diretivas criativas. Além disso, o profissional deve criar documentos e reportar sobre os sistemas de jogo para o time de desenvolvimento, fornecendo atualizações de relatórios a fim de manter o projeto bem encaminhado.

O profissional irá ainda trabalhar com ferramentas, protótipos e conceitos a fim de ajustar os sistemas e conteúdos. Faz parte também do escopo de trabalho monitorar a qualidade final de cada lançamento. E não pense que pára por aí, o desafio requer também que se quie os demais game designers e proponha-se solicitações de recursos para os projetos e fornecer feedback para assegurar a qualidade do produto final.

Em outras palavras o profissional será parte importante no desenvolvimento dos projetos desenvolvidos. Para concorrer a vaga é necessário experiência como game designer. Outros atributos importantes são criatividade, boa habilidade de comunicação (escrita e falada), gerenciamento de restrições e capacidade para resolver problemas. Também é importante ter um portfólio para mostrar suas habilidades e trabalhos anteriores como demos de jogos, demos, criações pessoais, etc.

Quer trabalhar como Game Designer?

Interessados que atendam o perfil devem enviar o CV para sidia.mao2013@gmail.com, informando o título da vaga e a pretensão salarial. Depois é só torcer para ser convocado para a entrevista. Boa sorte!

Vaga: estúdio Catarinense Cafundó contrata programador AS3

Cafundó

O estúdio Catarinense Cafundó acaba de anunciar uma vaga em aberto para programadores AS3 para tomar parte em um projeto de game voltado para jogadores mais jovens. O estúdio fica localizado em Florianópolis, Santa Catarina, e a idéia é criar um jogo lúdico e interativo para crianças entre 6 a 8 anos, e que ajude esses jovens jogadores a aprender se divertindo.

O game nasceu em parceria com o projeto Xmile e-learning e tem tudo para conseguir boa visibilidade quando estiver pronto. Deste modo, a oportunidade desponta como uma boa chance profissional, principalmente para quem estiver disposto a trabalhar in loco.

A exigência é que saiba programar em AS3, mas também é desejável que possua experiência com desenvolvimento web e desenvolvimento de jogos. Além disso, é recomendável que o candidato trabalhe bem em equipe e possua boa capacidade de integração.

Detalhes adicionais da vaga, como horário de trabalho, salário e sobre o projeto podem ser adquiridos com o próprio estúdio. Se você é programador e ficou interessado, basta entrar em contato através do e-mail da Lola do estúdio Cafundó (lola@cafundo.tv), ou se inscrever no site www.cafundo.tv/trabalhe-conosco/.

Boa sorte!