Arquivo da tag: educativo

Playmove lança mais cinco games interativos para educação

A Playmove acaba de anunciar que a PlayTable, plataforma de jogos educativos para crianças, receberá mais cinco games ainda neste mês. De acordo com a empresa, os novos games contemplam diferentes áreas de ensino, de modo que o raciocínio, idioma estrangeiro, lógica de programação serão contempladas pelos novos jogos. O objetivo é aliar o conceito do aprender brincando da ludopedagogia com a tecnologia para desenvolver habilidades e consolidar conteúdos para alunos de quatro a nove anos.

Uma das principais novidades é o “Croac, uma melodia verde!“, indicado para crianças a partir de quatro anos. Ele é ideal para ensinar lógica de programação com o uso de recursos de musicalização infantil. O game é bastante colorido e ideal para aumentar a capacidade de resolução de problemas das crianças.

playtable“A nova geração de estudantes já nasceu em um ambiente extremamente tecnológico. É fundamental que se introduzam conceitos do segmento de programação através das brincadeiras. Com esse game eles desenvolverão a capacidade de resolução de problemas e a criatividade”, explica o especialista em ludopedagogia da Playmove, Cristiano Sieves.

Crianças a partir dos quatro anos também poderão interagir com o “Coelhos Construtores“. Elas terão que ajudar os animais a levar alimentos para a cidade, construindo estradas e pontes. A ideia é estimular a descoberta e identificação de cores e formas.

Já para os alunos acima dos seis anos a indicação é o “Box-in“, game que ajuda os jogadores a testar e ampliar o vocabulário de inglês arrastando e guardando diferentes objetos em suas caixas. O game possui cerca de 100 palavras divididas em oito temas, de modo que os jogadores terão melhora nos níveis da pronúncia e escrita, além de desenvolver o raciocínio.

plamoveA área de ciências também ganhou um reforço com o “Guardiões da Natureza – Mamíferos“, em que crianças a partir dos oito anos precisarão usar cartas para duelar na arena dos guardiões. Os duelos ocorrem através de atributos fisiológicos, físicos, ambientais e alimentares de mamíferos da fauna brasileira. Com isso, elas aprenderão características importantes de vários animais nativos do Brasil. A última novidade contempla a educação financeira e é indicada para crianças a partir dos nove anos.

“É uma área que ainda não faz parte da educação tradicional das escolas,mas que é fundamental para o desenvolvimento dos alunos. No “Edu no Planeta das Galinhas“, eles terão que administrar a produção de ovos e negociar de maneira inteligente os recursos”, conclui o especialista da Playmove.

Confira abaixo um vídeo que a Playmove fez para explicar a PlayTable:

Game “Un Viaje por América Del Sur” desenvolvido pela Smyowl para o Colégio Bandeirantes conquista prêmio de educação

A Smyowl já é um dos estúdios brasileiros mais reconhecidos pelos jogadores, mas agora é a hora de os desenvolvedores ganharem também aclamação da crítica especializada. O game de aventura Un Viaje Por América Del Sur, desenvolvido pela Smyowl para o Colégio Bandeirantes, é o vencedor na categoria Games para empresas privadas da nona edição do prêmio ARede Educa. O game é utilizado pelo Colégio Bandeirantes como material didático da disciplina de espanhol para alunos do 7º ano.

Un Viaje por América Del Sur é um jogo de aventura em que o jogador controla um jovem brasileiro que parte em uma aventura para recuperar a cuia e a bombila de chimarrão de seu bisavô. Durante a jornada, ele percorre diversos monumentos e pontos históricos da Argentina e do Uruguai, interage com os espaços e fala com personagens em busca de pistas. A jogabilidade é no estilo Point & Click – em que o cenário é explorado com a ajuda do toque do dedo na tela do smartphone ou tablete.

O formato Point & Click facilita a obtenção e troca de itens, que você vai guardar na sua mochila e deverá usar no momento certo para superar desafios. O jogador conta ainda com a ajuda de NPCs para solucionar os pequenos puzzles que surgem. De acordo com a Smyowl, o jogo foi cuidadosamente elaborado para que cada detalhe trouxesse conhecimento e aprendizado, sendo 100% em espanhol.

“Ter sido o parceiro do Colégio Bandeirantes no desenvolvimento de um game educacional foi uma realização. Agora, com o reconhecimento de um dos prêmios mais importantes do setor, estamos ainda mais honrados” diz Thais Beldi, diretora da Smyowl. “Este ano, passamos a atuar como uma boutique de negócios focada em tecnologia criativa – e não apenas na criação de games próprios –, e o prêmio ARede Educa mostra que a decisão foi acertada”, finaliza Thais.

Toda a aventura passa por onze cenários das cidades de Buenos Aires, Montevidéu e Colônia do Sacramento baseados em pesquisa arquitetônica e histórica, além de personagens e vestimentas típicas representativas desses países. Se você está interessado em aprender mais sobre espanhol, a Smyowl disponibilizou Un Viaje por América Del Sur gratuitamente na App Store.

Abaixo você confere um trailer de Un Viaje por América Del Sur:

Top 8: Jogos educativos que você não sabia

Que os videogames podem ser educativos, você já sabia. Mas é muito fácil apontar jogos assim quando os exemplos são jogos educativos. Você já imaginou que tem uma série de jogos digitais bastante comerciais que podem ensinar algumas coisas surpreendentes sem que os jogadores se dêem conta? Sim, apostamos que em sua biblioteca de jogos tem muita coisa educativa.

Talvez pensando nisso, a Stoodi, startup de educação a distância que oferece videoaulas, plano de estudos e monitorias transmitidas ao vivo, selecionou uma lista com 8 jogos desse tipo, que podem fazer o estudante se divertir bastante, mas depois sair correndo para os livros e conhecer um pouco mais sobre tais conceitos.

 

1 – Sim City

Jogos

A primeira versão do Sim City – game no qual o jogador cria e controla a infraestrutura de uma cidade – foi lançada em 1989. De lá para cá, a qualidade dos gráficos melhorou bastante e os desafios ficaram mais complexos. Mas o que se manteve intacto em todas as edições do jogo é a coerência com a realidade. Liberar o funcionamento de jogos de azar na cidade, por exemplo, pode impulsionar a arrecadação do município, mas também vai fazer a criminalidade aumentar.

Se o jogador não souber investir de forma equilibrada nos diferentes setores da economia e não tiver claros conceitos de sustentabilidade, urbanismo e transporte público, sua cidade será caótica. O game é uma verdadeira aula de geopolítica, em especial a 4º versão, que é complexa e traz uma série de desafios que o jogador deve levar em consideração se quiser fazer a cidade crescer sem quebrar ou se tornar um lixão.

 

2 –  Democracy

Democracy

Se em Sim City, o jogador tem o cargo de prefeito, em Democracy ele pode ser presidente, primeiro-ministro e até um ditador austero. Apesar de não ser muito rico em atrativos gráficos, Democracy compensa na constituição dos regimes de poder, que é retratada com detalhes. O jogador vai sentir na ‘pele’ os efeitos causados por suas medidas de governo junto à população, que refletirão nas urnas na próxima eleição.

O jogo dá até opções de usar manobras questionáveis para ‘manchar’ a imagem dos candidatos concorrentes. Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência. Aqui você ganha noções de Filosofia Política, matéria muito importante na grade de universidades como Relações Internacionais.

 

3 – SPORE

spore

Nada dá mais prazer a um gamer do que observar seu personagem – inicialmente uma criatura frágil – evoluir com o tempo, ganhar habilidades e conquistar o mundo. O que dizer então do SPORE, que remonta a origem do universo? O game dá noções importantes sobre Biologia e Ecossistema. A ideia vem sendo aclamada porque faz o jogador começar seu desafio como um simples micróbio que luta para se manter vivo na face do planeta. Com o tempo e, dependendo das escolhas que fizer, o jogador poderá destravar novas formas de vida, desenvolver-se como uma nova criatura, unir-se em tribos, construir cidades e até conquistar novos territórios.

 

4 – Bioshock: Infinity

bioshock-infinite-playreplay1

Outro fenômeno da crítica, Bioshock Infinity ganhou 85 prêmios somente na época de seu lançamento por não ter medo de abordar temas polêmicos. O jogo se passa em Columbia, cidade em que está prestes a eclodir uma guerra civil. De um lado, o governo ultranacionalista defende um Estado exclusivo para brancos norte-americanos. Do outro, um grupo de rebeldes, que luta para tomar o controle do poder e restabelecer direitos para cidadãos de todas as raças e religiões.

Como se não bastasse, há ainda fendas abertas no espaço-tempo, que usa conceitos da Teoria da Relatividade para explicar a aparição de estranhos elementos do futuro no passado. Você está se perguntando o que pode ser aprendido com este jogo? Para começar temos noções claras de Filosofia, Religião e Física Quântica.

 

5 – Battlefield

battlefield 1

Por mais triste que seja, aprender sobre as grandes guerras que ocorreram é essencial para entender como o mundo funciona. O Battlefield é um prato cheio para quem curte História, pois ele recria com máxima fidelidade as batalhas que aconteceram, inclusive com armas, veículos, trajes e objetivos idênticos aos cumpridos pelos soldados reais.

A primeira versão do jogo se passava na 2ª Guerra e transportava o jogador para as batalhas de Normandia, de Midway e de Guadalcanal, mas a franquia já abordou combates contemporâneos com exércitos norte-americanos e do Oriente Médio. Com lançamento programado para outubro, o novo Battlefield recriará a 1ª Guerra Mundial.

 

6 – Assassin’s Creed

top-10-assassins-creed-01

Outro jogo que pega forte em História é Assassin’s Creed. A franquia da Ubisoft já vendeu mais de 75 milhões de cópias ao redor do mundo por conseguir mesclar com maestria a história real com a do jogo. O segundo jogo da série, por exemplo, se passa no Período Renascentista e nele é possível observar grandes obras da arquitetura como a Basílica de Santa Maria Del Fiori, em Florença e até pedir ajuda a Leonardo Da Vinci para resolver um enigma.

 

7 – God of War e Dante’s Inferno

GodOfWarGhostOfSparta_Hero_vf3

Inspirada na mitologia grega, God of War virou um sucesso de público desde sua primeira edição. Nela, o jogador vive Kratos, um semideus que comanda um exército em Esparta e enfrenta diversos dilemas morais que terão consequências no resultado final. Apesar do clima de fantasia, o game apresenta toda a cultura religiosa da Grécia antiga.

Já o concorrente, Dante’s Inferno tem inspiração nos contos de Dante Alighieri para a Divina Comédia. Tal como no livro, o jogo retrata os núcleos do Inferno, de modo que questões filosóficas, religiosas e históricas são bem presentes na obra. Ah, nossa chamada são 8 games, mas não podíamos deixar de citar Dante’s Inferno, certo?

 

8 – Angry Birds

angry-birds

Aqui não temos um capítulo da nossa História, mas aprender Física pode ficar mais divertido com o jogo Angry Birds, onde saber aplicar o conceito de movimento parabólico é essencial para lançar o passarinho no alvo com precisão. O game envolve energia mecânica, energia potencial gravitacional, energia cinética, energia elástica, aceleração, velocidade, força, atrito, massa, impulso, trabalho e gravidade, ufa! Angry Birds foi baixado em 2 bilhões de celulares e ostentava o título de mais popular do planeta até a chegada do Pokémon Go

 

Nas ondas do Surf: jogo da Yupi Play traz conteúdo divertido para crianças e segurança para os pais

Lembram-se da Yupi Play, aqueles caras que lançaram o game Yupies? Pois bem, a nova empreitada do estúdio indie brasileiro é no ramo de jogos educativos com o título Nas ondas do Surf, um game voltado ao público infantil que almeja a diversão de seus jogadores ao mesmo tempo em que os educa e convida os pais a acompanharem a jogatina. O game é fruto da parceria entre a Yupi Play com a FICO e a TV Pinguim – desenvolvedora dos personagens para desenho animado Fico e sua turma.

Basicamente o jogador entra em um torneio de surf nas mais variadas praias brasileiras, tendo que superar os adversários e vários obstáculos em diferentes níveis de dificuldade. Para avançar no torneio, o jogador deve executar diversas manobras como cutbacks, aéreos de 180 até 720 graus, entre outros, a fim de atingir pontuações necessárias. Durante as provas, o jogador deve coletar pérolas e desviar de obstáculos como banhistas, garças e tubarões.

A parte educativa fica por conta de que o game é para o público infantil e tem como foco estimular o desenvolvimento de habilidades lógico-mentais, avaliar noções espaciais e coordenação motora, além de apresentar o visual das belas praias do Brasil, bem como elementos de natureza e noções de Surf.

O game oferece integração com a plataforma Yupi Play, que permite que os pais monitorem o aprendizado das crianças e de todas as suas atividades no aplicativo. Após baixar o jogo, basta se cadastrar no local indicado, adicionar a criança e deixá-la jogar. Através do email e senha cadastrados os pais poderão utilizar o site da Yupi Play para fazer o monitoramento de como os filhos estão utilizando o game, o tempo de uso e como está seu nível de desenvolvimento de habilidades em relação aos outros usuários do jogo.

“Cada vez mais as crianças utilizam aplicativos para se divertirem e aprenderem, mas existem poucas maneiras de acompanhar se estão realmente contribuindo de alguma forma para o desenvolvimento delas. A ideia do novo aplicativo é atrair o interesse das crianças, mas também oferecer aos pais recursos para que acompanhem a evolução dos filhos, e também se divirtam com eles usando o jogo”, diz Erisvaldo Junior, cofundador da Yupi Play.

Nas ondas do Surf foi lançado no início de março no Google Play e destacou-se por chegar ao topo dos aplicativos na categoria de Jogos Educativos entre as aplicações pagas. O preço do game é de R$ 2,50. Uma versão para iOS está nos planos da companhia.

Abaixo tem o trailer do game Nas ondas do Surf:

Contra Dengue 2 na Cidade: Ludo Educativo busca contribuir na prevenção da dengue

A dengue já assolou no país por algumas vezes e, apesar de não se ter indícios de novo surto como outrora, é bom estar sempre em estado de cautela para evitar que o mosquito se prolifere. Pensando na prevenção da doença, o grupo Ludo Educativo fez da dengue o tema para seu mais novo game: Contra Dengue 2 na Cidade.

O título saiu em maio e tem como função transmitir noções sobre como combater a doença. Os jogadores acompanham uma garota de 7 anos chamada Sofia, que se aventura na em ambientes urbanos numa verdadeira saga para eliminar focos da dengue. Entre as tarefas realizáveis estão cobrir pneus, jogar lixo no cesto, colocar areia em vasos, entre outros. A ideia é educar as crianças como ajudar a prevenir a doença.

De acordo com Gabriel Lima, desenvolvedor do grupo, “o jogo contém fases mais curtas, com variedade de obstáculos a serem vencidos. Os chefes de fase também foram revistos, tendo seus estágios sutilmente modificados, de forma a enriquecer a experiência”.

O game chega ao mercado em hora fortuita, pois de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, somente no estado de São Paulo houve aumento de 61% de casos de suspeita de dengue em apenas um mês. Deste modo, a Ludo Educativo entende que é importante que todos tomem consciência do problema, inclusive as crianças. O interessante é que a criança é educada a como prevenir este mal de maneira descontraída e divertida.

O game já está disponível para jogar através do site da empresa, que aproveita para destacar um minigame no formato “jogo dos sete erros” dentro das imagens do game. O jogo é simples e carrega o DNA da Ludo Educativo, ou seja, possui elementos eficazes para ensinar as crianças de maneira eficaz.

Contra Dengue 2 na Cidade: gameplay do jogo:

Onde vivem os Animais: novo aplicativo da Cuca Studio para o público infantil

Outro estúdio de games nacionais é a Cuca Studio, famosa pelo aplicativo O Som dos Bichos. A desenvolvedora indie acaba de lançar um novo projeto gratuito no mercado chamado Onde Vivem os Animais no Google Play.

Basicamente, trata-se de uma aplicação voltada ao público infantil com viés educativo que mostra o habitat de vários animais selvagens. O jogador acompanha a vida dos animais através da ótica do Capitão Jack e de sua tripulação, visitando a Savana, a Antártida, as Florestas, entre outros ecossistemas.

Durante a aventura pode-se visitar o lar de variadas criaturas, desde os calmos pássaros, até os assustadores e perigosos crocodilos, tigres, ursos, etc. O game apresenta-se em alguns pontos como um livro infantil, porém sem perder o toque de interatividade de um jogo digital. A ideia é entreter e ensinar as crianças.

Para facilitar ainda mais a vida dos mais jovens, o aplicativo possui legendas e narração em português e também em inglês. Além disso, o pacote é gratuito, bastando ser baixado no Google Play, conforme citado acima.

Se você tem filho ou irmãos pequenos e quer diverti-lo ao mesmo tempo em que o educa acerca da flora e fauna do planeta, eis aí um belo ponto de partida.

Jovens brasileiros podem aprender física brincando com educativo Ludwig

ludwig03

Física é provavelmente uma das disciplinas mais difíceis de estudar desde os tempos de colégio, porém há uma maneira bem interativa e simples de se aprender: basta jogar o novo game do estúdio Ovos chamado Ludwig.

Para explicar como você vai aprender qualquer coisa com este jogo, vamos ao princípio; você controla um robô de pesquisa chamado Ludwig que veio de outro planeta e chega à Terra para descobrir sobre tecnologias humanas, leis da física e como encontrar fontes de energia renováveis para voltar ao seu planeta de origem. Em outras palavras, durante a pesquisa, o simpático robô acaba aprendendo muito sobre as ciências deste planeta.

Ludwig acaba mostrando de maneira educativa um pouco de ciência, física e tecnologia para os jogadores mais jovens. E não é por menos: a produtora Ovos é uma companhia europeia empenhada na criação de Serious Games. O lançamento no Brasil é cortesia do Uol Boa Compra, que providenciou a monetização do produto.

Para ensinar com efetividade, o time de criação resolveu fazer diferente do que se vê em outros jogos educativos por aí, ou seja, a jogabilidade educativa foi incorporada diretamente na trama do game, sem diferenciar o ato de brincar, aprender ou elementos de avaliação para manter os jogadores envolvidos em todo o processo.

Ludwig é mais um progresso na rota de discussões na relação entre educação, cultura e novas mídias”, disse Schwartz, diretor da Games for Change da América Latina e Professor na Universidade de São Paulo.

A ideia é que Ludwig torne-se uma ferramenta nas salas de aula, maximizando a experiência de estudo. Afinal de contas, Ludwig é um dos jogos que detém o apoio da organização Games for Change. O game chega ao Brasil credenciado como um dos mais relevantes Serious Games já criados graças a prêmios que conquistou ao longo de dois anos para sua categoria, tais qual o German Developer Award, o World Didac Award 2012, o World Summit Award 2013, entre outros.

Estamos orgulhosos em entrar para esse novo mercado de jogos educacionais com um produto tão premiado na Europa”, comemorou Christian Ribeiro, CEO e Fundador do UOL BoaCompra. De acordo com o executivo, a parceira do Uol BoaCompra com a Universidade de São Paulo vai permitir que  Ludwig possa ser distribuído do jogo nas salas de aula de todo o país. Então só resta esperar.

Abaixo o vídeo do game:

Enfrente os desafios do trânsito com o jogo educativo VRUM

vrum

Hoje vamos falar de um game lançado no final do ano passado, mas que merece atenção especial dos jogadores, pois é um game bastante instrutivo e interessante. Trata-se de VRUM – Aprendendo sobre trânsito, da produtora ThinkBox Games da Paraíba. O interesse pelo game faz-se pelo fato de ele possibilitar que crianças e adolescentes aprendam as principais regras de trânsito e direção de forma intuitiva.

O título ficou em desenvolvimento por dois anos inteiros e a produtora tentou torná-lo o menos maçante possível. O objetivo era torná-lo amigável para jovens entre 11 e 14 anos. O resultado foi um jogo que apresenta desafios enfrentados pelos motoristas brasileiros. Deste modo, o game instrui desde cedo as regras primordiais de direção para as pessoas desde cedo. O melhor é que ao cometer erros de direção aqui as consequências são menos graves do que ao errar no mundo real.

No enredo, os jogadores acompanham os primeiros momentos ao volante de um adolescente de 18 anos que sonha em participar da Corrida Anual da cidade fictícia de Santa Fé. Para isso, o jovem precisar tirar a habilitação e, assim comona vida real, deve participar de aulas na autoescola, exames no Detran e passar por missões pela cidade após conseguir a sonhada habilitação. Se passar por todas as etapas o jogador encara a Grande Corrida e pode entrar no ranking do jogo, organizado por regiões.

VRUM: aprendendo sobre o trânsito possui 8 horas de jogo e segue diretrizes das leis de trânsito brasileiras e veio como alternativa para o governo, em substituição às manjadas cartilhas que são distribuídas nas escolas. Vale lembrar que o Brasil é um dos países que mais contabilizam mortes no trânsito em todo o mundo.

Você pode ver o trailer oficial de VRUM abaixo:

Pesque & Salve: Centro de Pesquisa da Fapesp lança jogo educativo

Jogo Educativo

O CMDMC (Centro Multidisciplinar para o desenvolvimento de Materiais Cerâmicos), um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão ligado a Fapesp, lançou um game chamado Pesque & Salve. O jogo educativo tem como objetivo incentivar a preservação da água e a pesca esportiva.

Em resumo, o jogador tem de pescar o maior número de peixes seguindo as regras do esporte. Quanto mais peixes forem pegos, o jogador tem direito a despoluir os rios e lagos para deixar o ambiente saudável e limpo.

O jogo educativo foi desenvolvido pela Aptor Games e foi coordenado pelo professor Elson Longo. Vale lembrar que “Pesque & Salve” não é o primeiro jogo do CMDMC, pois ao longo do tempo o Centro desenvolveu diversos jogos eletrônicos educativos. Todos eles podem ser acessados no site do projeto.

Conheça o portal de games educativos Escola Games

O pessoal do site Escola Games entrou em contato conosco para se apresentar um site de games educativos e achamos a iniciativa tao bacana que vale mencionar por aqui para nossos leitores.

O Escola Games é um portal de jogos educativos gratuitos, com foco em crianças a partir de cinco anos. Seus games abordam temas de escola, como língua portuguesa, matemática, inglês e meio ambiente, e são desenvolvidos com acompanhamento pedagógico.

Atualmente, o site que vem sendo desenvolvido há três anos, possui 22 jogos. Se você possui filhos pequenos, dê uma avaliada no site e passe a eles.

Aos responsáveis pelo Escola Games desejamos boa sorte e cumprimentamos pela feliz ideia!

:: Acesse o portal de jogos educativos para crianças Escola Games