Arquivo da tag: desenvolvimento

BIG Starter premiará jogos em desenvolvimento com R$ 20 mil

O BIG Festival 2017 também tem espaço para quem ainda não terminou o seu game. O evento premiará jogos em desenvolvimento através do BIG Starter, competição dedicada a jogos em desenvolvimento, ou que ainda não tenham sido publicados, por desenvolvedores independentes. O prazo limite para submeter os projetos é até 14 de maio. São duas categorias, ‘Melhor Jogo Educacional’, e ‘Melhor Jogo de Entretenimento’, e os vencedores receberão um troféu e um prêmio de R$ 20 mil cada.

Para participar, basta entrar no site do BIG Festival, na página do BIG Starter e se cadastrar, clicando no link “Inscreva seu projeto aqui”, e então seguir as instruções do formulário. O evento tem parceria da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Dow é uma das patrocinadoras, responsável pela premiação de ‘Melhor Jogo Educacional’.

originalDe acordo com os organizadores do evento, serão até 7 finalistas. Os participantes podem enviar quantos games desejarem, para as categorias que desejarem. Os finalistas terão a oportunidade única de apresentarem seus projetos a um público com nomes de destaque na indústria, nacional e internacional, à imprensa e a investidores no dia 28 de junho, dentro do BIG Festival, no Centro Cultural São Paulo.

Novas regras do BIG Starter

Diferentemente dos anos anteriores, porém, desta vez a competição exige que os participantes submetam também um plano de negócios detalhado. O comitê de avaliação irá analisar a qualidade geral do projeto de jogo e o plano de negócios. Os critérios incluem aspectos audiovisuais, interativos, mecânica e acabamentos gerais. Daí, os projetos finalistas serão selecionados. É preciso cuidado, pois qualquer erro de informação na inscrição desclassificará o concorrente.

quarta-29-188_orig

Na apresentação dos finalistas, será levado em conta todo o material apresentado, o potencial de mercado do projeto, e a consistência do plano de negócios. Projetos baseados em propriedades intelectuais registradas deverão obrigatoriamente fornecer um contrato de permissão de uso.

Todos os jogos submetidos deverão ser inéditos e de propriedade de seus criadores. E mais uma coisa importante: os participantes podem enviar o mesmo projeto que submeterem ao BIG Starter à competição principal do BIG Festival, contanto que ele cumpra todas as regras. Não perca tempo, inscreva seu projeto na página do BIG Starter e comece a torcida!

Quatro empresas de games gaúchas passam na primeira fase de edital da Ancine

No último mês de dezembro de 2016 a Agência Nacional do Cinema – Ancine – lançou um edital voltado diretamente à produção de obras audiovisuais brasileiras independentes de jogos eletrônicos. Quatro empresas associadas da Associação de Desenvolvedores de Jogos do RS – ADJogosRS passaram pela primeira fase de seleção do edital: Southbox, de Passo Fundo; Imgnation, de Santa Maria, IzyPlay, de Pelotas e Epopeia, de Porto Alegre. O fato mostra a força do desenvolvimento da indústria na região sul do país.

O edital segue os moldes mais antigos de publishers, em que a empresa responsável por cobrir os custos da produção também passa a ter direito sobre os lucros até que o investimento retorne. É o que explica o diretor de criação da IzyPlay, Everton Baumgarten Vieira, que destaca a importância que o edital traz para o mercado de games como um todo.

Everton Baumgarten, da Izyplay, está animado com a boa recepção da Ancine
Everton Baumgarten, da Izyplay, está animado com a boa recepção da Ancine

“Foi muito importante esse primeiro passo da Ancine. Primeiramente, por ser mais burocrático e visando muito o retorno do investimento para eles. O que não ocorre mais com os projetos de financiamento de editais para filmes. É um caminho natural, uma evolução dos editais, que ficarão mais flexíveis para focar na receita do desenvolvedor”, salienta Everton, que considera a decisão da Agência um importante marco e espera que os games trilhem o mesmo caminho da indústria cinematográfica no país.

A resposta do edital, através das quatro empresas gaúchas selecionadas, ajuda a reforçar a efetividade do trabalho da ADJogosRS no mercado do estado. “Houve uma organização do pessoal da Associação, se ajudando para que tivéssemos mais projetos das empresas associadas aprovados”, exaltou Orlando Fonseca, da Imgnation.

banner
I’m Awesome, um dos recentes sucessos da Epopéia.

Para Gustavo Silveira, Sócio da Epopeia, a aprovação na primeira etapa demonstra a maturidade da empresa para além de criar jogos. Agora, a empresa passa para a fase de defesa de conceito e jogabilidade, e Gustavo acredita que o projeto da Epopeia está bem alinhado com as expectativas da Ancine, pois, de acordo com ele, o game tem uma veia cultural forte e temática atualizada da literatura clássica brasileira.

Sobre o edital da Ancine

Este foi o primeiro edital lançado pela Ancine voltado ao investimento na produção de obras audiovisuais brasileiras independentes de jogos eletrônicos. A Chamada Pública PRODAV 14/2016 vai disponibilizar R$ 10 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que deverão resultar na produção de 24 jogos eletrônicos para a exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis. O edital ainda conta mais duas fases.

Inscrições abertas para o concurso de jogos da Papaya Editora

Ótima oportunidade para quem desenvolve jogos de carta ou de tabuleiro e gostaria de comercializá-lo: a Papaya Editora abriu um concurso público para que desenvolvedores inscrevam seus games e tenham a oportunidade de publicá-los após votação popular e mostra ao público. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até o dia 10/03/2017. Após algumas etapas o melhor game recebe um contrato de publicação e a chance de aparecer em diversos eventos pelo Brasil.

O concurso de jogos da Papaya Editora terá 3 etapas e o autor do jogo vencedor vai garantir um contrato de publicação com a Papaya Editora. Para se inscrever é simples: basta enviar um email (concurso@papayaeditora.com.br) para a Papaya contendo o manual de regras de seu jogo em PDF e um link de vídeo em que você explica as regras do game e por que ele é tão divertido. O vídeo deve estar privado para que somente a Editora possa assistir e deve conter no máximo 60 minutos. Não se esqueça de ir até o site da editora e conferir as regras do concurso.

cropped-papaya-solo-claroFeito isso, a Papaya Editora escolherá até 12 jogos considerados mais interessantes e comercialmente viáveis para irem para as semifinais. Nesta etapa os desenvolvedores devem enviar 3 protótipos completos para avaliação. Além da Papaya Editora e dos consultores da primeira fase, os protótipos serão avaliados por personalidades da área de jogos como blogueiros, youtubers e organizadores de eventos. Os jogos semifinalistas serão expostos publicamente online através de blogs e facebook. Serão então escolhidos até 5 jogos finalistas.

Os cinco finalistas serão então enviados para diversos eventos para que possam ser jogados pelo público. Os autores dos jogos finalistas também serão entrevistados no programa Leite Night do canal Jogos com Leite e passarão por uma votação popular no Ludopedia. O melhor game recebe um contrato de publicação da Papaya e deve fazer parte do circuito de eventos que a empresa participar. Então se você tem um card ou board game na manga, esta é a sua chance!

Confira o vídeo explicando o concurso da Papaya Editora:

Segredo dos Games revela o crescimento do mercado de games no Brasil

O mercado de jogos no Brasil não para de crescer. Estima-se que o o rendimento em 2016 será de 1.25 bilhões apenas aqui no Brasil. E ainda tem gente achando que os videogames est’ao com os dias contados. Para rebater essa informações e para trazer mais dados significativos sobre a indústria, o pessoal do Segredo dos Games preparou um infográfico com desenas de dados referentes ao mercado e a comunidade de jogadores.

Para se ter ideia, os jogos eletrônicos movimentaram cerca de US$ 99,6 bilhões apenas em 2016. Deste arrecadamento todo, o mercado de jogos para PCs parece ser o mais atraente para desenvolvedores e investidores, seguido de perto pelos consoles e logo em seguida pelos jogos para celular. Aqui no Brasil a história não é diferente: nosso país lidera com folga o faturamento se considerado apenas a América Latina com mais de US$ 1,3 bilhões.

No infográfico do Segredo dos Games, também aponta que ao contrário do que se pensa as mulheres já são a maioria dos consumidores. Sim, isso mesmo: as mulheres já são a maioria dos gamers. Talvez muito disso seja porque a plataforma mais popular sejam os celulares, que são utilizados por mais de 77% das pessoas entrevistadas. Se você é investidor ou game design dê uma olhada no infográfico, pois ele pode ter respostas para seu próximo produto:

Confira abaixo o infográfico do Segredo dos Games:

mercado-de-games-no-brasil-1

Jogue Heavy Metal Machines com os desenvolvedores do game durante as Férias de Verão Hoplon

Após um ataque hacker que derrubou os servidores de Heavy Metal Machines, a equipe da Hoplon bolou uma estratégia para se aproximar ainda mais de seus fãs. Durante as Férias de Verão Hoplon, de 09 a 11 de janeiro, será possível disputar partidas do game com os desenvolvedores – ou contra eles – em busca de prêmios. A ação também visa comemorar a mudança da equipe para um novo estúdio.

As partidas ocorrem nos dias 09, 10 e 11 das 16h às 20h, com distribuição de prêmios diários e semanais. Quanto mais você jogar, maiores são as chances de ganhar. As categorias da disputa são: o Número de Vitórias e Pontos de Medalhas, que funcionam da seguinte maneira:

  • Números de Vitórias: Quem ganhar mais partidas no dia, ou nos três dias para o geral, ganha.
  • Pontos de Medalhas: Quem somar mais pontos no dia, ou nos três dias para o geral, ganha. Cada medalha de ouro no fim da partida vale 3 pontos, prata, 2 pontos e bronze, 1 ponto.

 

Os prêmios são os seguintes para cada categoria por dia:

  • Primeiro colocado: 1500 de Fama.
  • Segundo colocado: 1000 de Fama.
  • Terceiro colocado: 500 de Fama.

 

Para o primeiro colocado geral em cada categoria (Dos três dias):

  • Uma Skin Exclusiva de evento a sua escolha (Artificer, Lotus, Clunker, Little Monster, Metal Herald, Rampage, Wildfire, Windrider).
  • Para o segundo colocado geral em cada categoria (Dos três dias): 3000 de Fama.
  • Para o terceiro colocado geral em cada categoria (Dos três dias): 2000 de Fama

 

Mas cada pessoa poderá ganhar apenas um prêmio de dia de cada categoria (Ou na segunda, ou na terça, ou na quarta), além do geral, é claro. Isso significa que se você ganhar as duas categorias na segunda feira, não vai ganhar na terça e na quarta, mas ainda assim pode jogar terça e quarta para garantir que vai ganhar o geral.

Mais informações sobre Heavy Metal Machines

Heavy Metal Machines está em desenvolvimento desde 2014 e tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2017 nos PCs por meio do Steam. Heavy Metal Machines é um jogo de ação e combate no qual insanos e poderosos carros se enfrentam numa arena multiplayer para oito metaleiros lutarem pela glória do Deus do Metal. Para se cadastrar no beta fechado de Heavy Metal Machines, acesse o site.

Prazo para se inscrever no Edital da SPCine encerra em 11 de novembro

Se você é produtor de games e está atrás de financiamento para tirar seu projeto do papel, corra! Termina em 11 de novembro o prazo de inscrição para o Edital de produção de games 2016 da SPCine. Trata-se de um edital em que os inscritos concorrem por uma das 16 vagas para receber um patrocínio para a produção de games.

O prazo do edital é bem estreito (08/10 a 11/11) e seu objetivo é fomentar a produção de games no Brasil, ampliando a participação nacional em âmbito regional, nacional e global. Não há detalhes adicionais dos tipos de games que podem receber o financiamento, mas sabe-se que a instituição SPCine conta com um total de recursos disponíveis de R$1.480.000,00 (um milhão, quatrocentos e oitenta mil reais).

De acordo com os responsáveis, serão 16 games autorais contemplados com este patrocínio, divididos entre R$ 35 mil (mínimo de oito projetos contemplados) para projetos de pessoa física e R$ 150 mil (mínimo de oito projetos contemplados) para projetos de pessoa jurídica.

Mais informações sobre o edital da SPCine

O edital visa incentivar o desenvolvimento da identidade artística e cultural dos Games no Brasil, dando oportunidades a criadores iniciantes, até então sem acesso aos meios de produção tradicionais audiovisuais. Quem estiver interessado pode obter maiores informações do edital através do site da SPCine e no site da SPCultura.

NOTA DO REDATOR: O texto foi retificado. Conforme edital, o prazo para a inscrição encerra em 11 de novembro, ao contrário do que foi veiculado (11 de outubro). O prazo é de um mês, mas recomendamos que você inscreva seu projeto assim que possível. ;)

Empresas gaúchas membros da ADJogosRS participam de grandes eventos da indústria de jogos digitais em São Paulo

Uma das associações de desenvolvedores de jogos que mais cresce no Brasil é a ADJogosRS. Prova disso é que a organização participará de três grandes eventos de games a serem realizados no mês de setembro em São Paulo. A intenção é promover as empresas participantes da associação e trocar experiências e conhecimentos com os produtores da capital paulista.

De acordo com a ADJogosRS, uma equipe de 15 integrantes da associação e de algumas empresas coligadas estarão no SBGames, que acontece de 8 a 10 de setembro, maior evento acadêmico da América Latina na área de Jogos e Entretenimento Digital, e da Unite São Paulo, realizada um dia depois, 11 de setembro, e que reúne artistas, desenvolvedores, publishers, instrutores e entusiastas da Unity do Brasil. Vale destacar que a ADJogosRS já esteve presente durante a BGS 2016, realizada entre 1 e 5 de setembro. Durante a ocasião, foram marcadas diversas reuniões que conferiram excelentes contatos para as desenvolvedoras gaúchas. A intenção de estar em tantos eventos é estreitar laços com produtores e publishers nacionais.

“Queremos fornecer experiência de mercado e gerar mais networking com outras empresas do país e do mundo”, destacou o diretor-executivo da Associação, Ivan Sendin. Para Ivan, é importante a ADjogosRS mostrar apoio a todos os eventos que, de alguma forma, incentivem o mercado no Brasil e mostrem os potenciais do setor.

Próximos passos das empresas ligadas à ADJogosRS

Na SBGames, a empresa associada Utopia Game Studio irá palestrar sobre o seu jogo “Ilha do Presídio”, que também concorre no evento ao prêmio “Jogos de Estudantes”.  “Ilha do Presídio é um jogo de terror psicológico que se passa em uma ilha real que foi utilizada durante a ditadura militar para alojar presos políticos e presos comuns”, explica a co-fundadora da Utopia, Nathalia Cruz. A ilha retratada no jogo se localiza no município de Guaíba, região metropolitana de Porto Alegre. “Um fator muito importante é mostrar um pouco de um lugar do Rio Grande do Sul para o resto do Brasil e, quem sabe, o mundo”, explicou Nathalia.

A comitiva é composta por Carlos Idiart, presidente de ADjogosRS, Vitor Lopes (Grimoire), Marcela Trujilo (Souking), Guilherme Gonçalves e Wallace Morais (Hermit Crab), Bruno Mello Nunes (Painful Smile), Nathalia Oliveira (Utopia), Matheus Sampaio e Bianca dos Santos (Midnight Creators), Guilherme Heckel e Leandro Michel (Mr. Dev Studio), Orlando Fonseca (Imgnation), Andre de Souza (Vox Studio), Luiz Reolon e Leonardo Pietrowski (Yoho).

Outras dicas de negócios, empreendedorismo e renda extra em Primeiro Negócio.

Novatec Editora lança livro “Desenvolvendo jogos mobile com HTML5”

É verdade que desenvolver jogo pra mobile é uma tarefa mais fácil do que desenvolver jogos para plataformas maiores como PC e consoles. Ainda assim, há algumas dicas básicas para tornar o game jogável e de alta qualidade que muitos desenvolvedores desconhecem ou ignoram. Com o objetivo de apresentar ao leitor conceitos e práticas para desenvolvimento de jogos para dispositivos móveis a partir de uma única base de códigos usando HTML5 e JavaScript, a Novatec lança o livro “Desenvolvendo jogos mobile com HTML5”.

O livro é de autoria do Desenvolvedor e Professor Luiz Fernando Estevarengo. A obra apresenta linguagem clara e têm ênfase no desenvolvimento de projetos que utilizam as ferramentas Intel XDK e Apache Cordova/PhoneGap. Com isto, os desenvolvedores são capazes de apreender conceitos básicos do JavaScript e sobre a orientação de objetos. O livro é um grande passo a passo e é bastante recomendável para novos desenvolvedores.

Além disso, os estudantes que devorarem “Desenvolvendo jogos mobile com HTML5” serão capazes de utilizar o framework open source Phaser para a construção de jogos mobile; criar três projetos completos de jogos entre estilos, plataforma e RPG; exportar jogos como aplicativos nativos para as plataformas Google Play Store, Apple App Store e Windows Store e; publicar jogos em cada uma das plataformas seguindo instruções passo a passo.

De acordo com Luiz Estevarengo, “Desenvolvendo jogos mobile com HTML5 é indicado para estudantes e profissionais das áreas de tecnologia e programação, e também para entusiastas em desenvolvimento de games à procura de uma forma simples de criar e distribuir seus próprios jogos sem que precisem aprender a linguagem de programação nativa de cada plataforma”.

Onde encontrar o livro desenvolvendo Jogos Mobile para HTML 5

O livro está disponível no site da editora Novatec pelo preço de R$ 57,00. A obra possui 232 páginas que explicam em detalhes como desenvolver um game mobile funcional e bastante divertido, além de apresentar os métodos para publicá-lo nas lojas online mais acessadas da atualidade. Se você é desenvolvedor e precisa de algumas dicas, este é um bom ponto de partida.

Aproveite o cupom de desconto Saraiva.

Sesc Consolação oferece curso de programação de jogos 3D

Para quem quer aprender o básico de programação de jogos mas não tem recursos para investir no momento, a dica é que o Sesc Consolação oferecerá um curso de programação de jogos 3D para iniciantes. O curso vai do dia 8 a 31 de agosto e será ministrado por profissionais do Flux Game Studio que ensinarão o passo a passo de como criar seu próprio game em três dimensões.

A iniciativa faz parte da programação Game On!, do Sesc que visa promover atividades que estimulem a reflexão sobre o universo da produção de videogames independentes. Neste módulo os professores ensinarão o desenvolvimento através de engine de criação de jogos, desde o setup básico de um projeto até a exportação para subir nas lojas – sempre com exemplos de cases reais de games criados pelo estúdio.

Para quem não conhece, a Flux Game Studio é um estúdio paulistano de desenvolvimento de games fundado em 2012, que já completou mais de 50 projetos entre jogos autorais, jogos educativos, advergames, jogos de treinamento e projetos de gamificação. A Flux se especializou nos três primeiros anos prestando serviços de desenvolvimento de games; em 2016, passou a se focar na criação de propriedades intelectuais, e está desenvolvendo dois games autorais – um para smartphones, outro para PS4, XONE e PC.

Atualmente o sonho de desenvolver jogos não é algo tão distante e muitos são os projetos indie que obtém sucesso comercial e de crítica mesmo sem orçamentos astronômicos. Minecraft e Super Meat Boy são casos de jogos independentes que alcançaram as massas. E mesmo aqui no Brasil há dezenas de casos bem sucedidos. Se você tem interesse na criação de jogos, faça algumas aulas no Sesc e veja se toma gosto pela coisa. Quem sabe suas ideias não rendam o próximo grande negócio.

Serviço: Introdução à programação de jogos 3D – Sesc Consolação

De 8 a 31/08. Segundas e quartas, das 19h às 21h.

Espaço de Tecnologias e Artes – 1º andar

Não recomendado para menores de 16.
Grátis – Inscrições a partir de 1/8 na Central de Atendimento

Samsung anuncia parceria com a Poli-USP e inaugura o Ocean para desenvolvedores com a Universidade

A Samsung e a Poli-USP se uniram para inaugurar um novo centro de treinamento para desenvolvedores com a universidade. O curso é aberto e seu tema é a Internet das Coisas com pesquisas relacionadas à indústria 4.0. O objetivo é aproximar o mundo corporativo das iniciativas acadêmicas. A empreitada foi concebida através de um convênio com o programa Parceiros da Poli, o novo laboratório, batizado de Ocean USP, e já conta com equipamentos de ponta e está instalado em uma área de 300 m² do Departamento de Engenharia de Produção da Poli.

De acordo com os organizadores, no Ocean USP, serão desenvolvidas atividades de ensino e pesquisa, e também de extensão, com cursos de difusão, com destaque a um dedicado à Internet das Coisas (Internet of Things – IoT). No novo curso, os alunos poderão aprender desde o
desenvolvimento do hardware de um dispositivo – como um smartphone, por exemplo – até a expansão e a múltipla conexão, que transformam os dispositivos em essenciais para a vida das pessoas.

Quem fizer o curso sai do instituto bem capacitado, pois a grade de capacitação tecnológica será bem ampla, sob o formato de cursos livres e intensivos, além de outras formações relacionadas às práticas de negócios, como planejamento estratégico, gestão de projetos, marketing, empreendedorismo, entre outras, em parceria com o Departamento de Engenharia de Produção da Poli-USP.

“Na Samsung, acreditamos que é muito importante estarmos próximos do crescente ecossistema de empreendedores e desenvolvedores de conteúdo – público habitual em importantes universidades, como a USP. Estes jovens são muito engajados na busca de recursos inovadores para solucionar temas de suas comunidades. Não por acaso, o Ocean em dois anos de funcionamento – com unidades em Manaus e São Paulo (anteriormente, situada na Avenida Faria Lima) – já capacitou cerca de 25 mil pessoas”, comenta Gabriel Farias, diretor de Inovação da Samsung América Latina.

A importância do Ocean USP

O Ocean USP possibilitará à Universidade se aprofundar nas pesquisas sobre tecnologias relacionadas à indústria 4.0. Para quem não conhece, a indústria 4.0 é considerada a nova revolução industrial, pois ela integra a manufatura com o estado da arte da tecnologia de informação e comunicação, conectando pessoas, máquinas e processos de forma inteligente.