Arquivo da tag: desenvolvimento

Inscrições para o BIG Festival 2018 estão prorrogadas até o dia 28 de abril

Ainda não teve tempo de cadastrar seu jogo no BIG Festival 2018, o maior evento de jogos independentes da América Latina? Pois não deixe a oportunidade passar! A organização do evento prorrogou o período de inscrições até o dia 28 de abril. Desenvolvedores do mundo todo devem submeter suas criações gratuitamente através do site oficial.

A sexta edição do BIG Festival acontecerá de 23 de junho a 1 de julho, no Centro Cultural São Paulo, na capital paulista, e no Oi Futuro, no Rio de Janeiro. Os jogos finalistas, produzidos para computadores, tablets, smartphones, consoles e dispositivos de realidade virtual (VR), estarão disponíveis em dezenas de estações para o público em uma exposição gratuita, em que todos poderão testá-los e contribuir para a premiação votando em seus favoritos.

Todos os jogos inscritos serão analisados pelo Comitê de Seleção do festival e os selecionados irão competir em categorias como Melhor Jogo, Melhor Som, Melhor Arte, Melhor Narrativa, Realidade Virtual, entre outras. Os vencedores serão anunciados no palco do evento.

Os representantes dos jogos finalistas recebem, ainda, acesso gratuito às rodadas de negócios do maior hub do setor de games e animação da América Latina, e podem ter a oportunidade de fazer uma palestra sobre o seu jogo. Na última edição, 3200 profissionais do setor estiveram presentes com o objetivo de fortalecer a indústria e criar oportunidades.

Neste ano, uma novidade será uma ação do BIG Festival no Rio de Janeiro. O BIG Rio acontece de 23 de junho a 1 de julho, no centro cultural Oi Futuro, na capital carioca. A ação terá foco em jogos de impacto social com exposição gratuita de games em todos os dias, além de discussões nos dias 29 e 30 de junho, e será realizada em parceria com o Oi Futuro, instituto de inovação e criatividade da Oi.

Serviço – 6º BIG Festival (Brazil’s Independent Games Festival)
De 23 de junho a 1 de julho (Segunda, 25, não abre)
Rodadas de Negócios – de 27 a 29 de junho
De terça a sexta: 10h às 22h / Sábado e domingo: 14h às 22h
Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso, SP
Entrada: Gratuita

Não perca o último dia do GameDevTalks, evento online e gratuito para  contar casos de desenvolvedores que largaram tudo para investir em jogos digitais

Nestatá rolando o GamedevTalks, um evento 100% online e gratuito onde importantes nomes da indústria de jogos nacional irão debater ao vivo temas de extrema importância para todo desenvolvedor de jogos ou para quem sonha em um dia entrar nesta indústria. Se você é desenvolvedor independente e ainda está no início da carreira, eis uma oportunidade de aprender bons macetes.

O evento conta com quatro encontros,  sendo que os três primeiros já ocorreram e resta apenas o último a ocorrer amanhã (22/03). O último encontro terá a participação de Thiago Adamo (compositor de gamemusic), Sérgio Ueta (fundador da Mens Sana), Tony Salto (programador da Garagem 227) e Raphael Dias (fundador do Produção de Jogos). O tema será o seguinte:

Encontro#4 (quinta-feira, 22/03): Como Mudar de Carreira e Começar a Trabalhar com Jogos.

O evento é organizado pelo site Produção de Jogos e as expectativas é que em alguns anos se torne um dos mais referenciados do Brasil nos próximos anos.

Mulheres no Jogo – Projeto promove intercâmbio entre desenvolvedoras do Brasil e Alemanha

Olha que notícia mais bacana: a Abragames firmou uma parceria inédita com o BIG Festival e a fundação Stiftung Digitale Spielekultur para viabilizar o projeto Mulheres no Jogo. Concebido pelo Goethe-Institut de São Paulo e com patrocínio do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, o projeto tem como objetivo incentivar o contato entre mulheres desenvolvedoras de jogos, a troca de conhecimento e a internacionalização da indústria de games.

Basicamente a ideia é levar cinco desenvolvedoras alemãs de jogos para a cidade de São Paulo a fim de participar de uma residência de duas semanas, cada uma em um estúdio brasileiro de desenvolvimento de jogos. Em seguida, as desenvolvedoras de jogos brasileiras viajarão para uma residência de duas semanas na Alemanha.

A seleção das participantes foi feita em 2017 e o programa acontecerá entre março e maio de 2018. Se o projeto for um sucesso, espera-se que possa se repetir nos demais anos, dando oportunidade para outras desenvolvedoras fazer um intercâmbio na Alemanha.

O Mulheres no Jogo proporciona a mulheres do setor de jogos de ambos os países um mergulho no dia a dia de um estúdio de desenvolvimento de jogos do outro país, que terão a oportunidade de conhecer através de observação direta. Em primeiro plano, estão a troca de conhecimento e a formação de redes. Durante as residências, as participantes desenvolverão o conceito de um projeto de cooperação entre Alemanha e Brasil.

Mais informações sobre o projeto podem ser acessadas em no site da Goethe. Abaixo você vê as primeiras garotas a participar do Mulheres no Jogo:

PARTICIPANTES / ESTÚDIOS

Aiami de Siqueira Garcia / Ávido, São Paulo
Bianca Antunes / Flux, São Paulo
Caroline Ferreira Amaral / Kinship Entertainment, São Paulo
Gabriela Valentin Thobias / Skullfish Studios, São Paulo
Irmak Kaya / Waza, Berlin
Kathrin Radtke / Fizbin, Ludwigsburg
Maria Urban / Daedalic, Hamburg
Sophie Herrmann / Fizbin, Ludwigsburg
Yara Grassi Gouffon / Push Start, São Paulo
Thoughtfish, Berlin

Passatempos Inteligentes é o aplicativo para treinar seu cérebro brincando

Hoje vamos falar de um aplicativo para dispositivos mobile que tem tudo para exercitar seu cérebro: Passatempos Inteligentes. Trata-se de uma coleção de jogos baseados nos princípios da psicologia cognitiva, que ajudam a praticar diferentes habilidades mentais, como memória, concentração e raciocínio lógico. O game está disponível há alguns meses e já foi baixado mais de 400 mil vezes tornando-se uma referência em jogos para treinar o cérebro.

Ele é uma coletânea de jogos de lógica da internet produzido pelo estúdio Smart Mobile Development, cujo intuito é divertir e aumentar o poder do cérebro. Para isso, foram selecionados diversos jogos separados por categorias e com constantes adições de novos jogos totalmente de graça. Aqui você vai ver versões do jogo da memória, jogos de lógica e quebra-cabeças.

Desde o lançamento do Brain Training, sabe-se que jogos de puzzle em geral ajudam mesmo a desenvolver o cérebro e deixar seu pensamento mais rápido e lógico. Não por acaso, jogos do estilo são frequentemente utilizados por estudantes universitários e crianças em idade educacional, a fim de melhorar seus rendimentos escolares.

De acordo com os desenvolvedores, todos os jogos contidos em Passatempos Inteligentes foram projetados para impulsionar suas habilidades de memória, concentração e reação. Há um ranking multiplayer em todos os minigames, de modo que você pode desafiar e comparar suas pontuações com os amigos.

Izyplay e Gênio Game Studios abrem as portas para o evento IzyOpen House 2018 amanhã

Se o seu sonho é trabalhar com games, mas ainda tem dúvidas de como é trabalhar nesta área, a dúvida é conhecer o Izy Open House, um evento organizado pelas empresas Izyplay Game Studio e Gênio Games de Pelotas, RS. Basicamente eles abrem as portas das empresas Izyplay e Gênio Games para receber estudantes e entusiastas por videogames a fim de conhecer o processo de criação de um game. O primeiro evento ocorrerá dia 19/01 às 18h30 na sede conjunta das empresas.

O Izy Open House é um evento mensal que tem por objetivo fomentar o desenvolvimento de games para entusiastas, alunos e profissionais da área. Quem participar do evento vai poder conferir os games em desenvolvimento e também assistir uma palestra sobre temas atuais do mercado de games.

O primeiro evento ocorrerá dia 19/01 às 18h30 na sede das empresas. O endereço é na Galeria Antunes Maciel, sala 411. Interessados pelos processos de Arte, Programação, Game Design, Business, Marketing eTesters são bem vindos. Para participar basta preencher o formulário online.

Nova parceria da Izyplay

Ainda falando sobre a Izyplay, o estúdio acabou de anunciar uma grande parceria para 2018. A nova parceira é a 7Sounds, uma das maiores empresas especializadas em efeitos sonoros, composição musical, dublagem, integração e localização do país. O objetivo da parceria é estreitar ainda mais os laços entre os 2 estúdios, gerando uma só equipe capaz de produzir games com uma maior integração entre gameplay, arte e som.

 

Serviço – Izyplay – Izy Open House

Onde: Galeria Antunes Maciel – sala 411 – Rua Felix da Cunha 614, Pelotas, RS

Quando: 19/01/2018 às 18h30

Inscrição: formulário online

Contato: contato@izyplay.com.br / +55 (53) 3025 – 6340

Estes são os 25 estúdios nacionais que mais se destacaram em 2017, segundo a Abragames

Que o mercado de games nacionais está em alta não há dúvidas: a cada ano surgem games de alta qualidade e seus produtores logram conquistar prestígio nacional e internacional com cada vez mais frequência. Para celebrar o crescimento da indústria, e revelar o que virá em 2018, a Abragames (Associação Brasileira das Empresas Desenvolvedoras de Jogos Digitais) organizou nesta quinta-feira, o evento especial Abragames Apresenta: Jogos de Sucesso, em São Paulo.

Neste evento se reuniram 20 desenvolvedoras associadas à Abragames para expor os 25 maiores casos de sucesso deste ano, para um público composto por empresários, profissionais da indústria criativa, imprensa e representantes do Governo. A intenção foi destacar as grandes e pequenas empresas que fazem o Brasil ser bem visto pelas empresas de games mundial.

“Este ano foi o melhor da nossa indústria, e fruto de muito esforço de empresários que participaram dos mercados internacionais mais competitivos e especializados do mundo, com apoio da Apex-Brasil,” declarou Eliana Russi, gerente executiva do Projeto Brazilian Game Developers. “Em 2018, com o início da implantação de políticas públicas, como os Editais da Ancine e Finep, o talento e garra dos desenvolvedores brasileiros só dá um direcionamento claro:  nossa indústria é forte e veio para ficar.”

Em 2017 pela primeira vez a indústria de games passou a ter financiamentos públicos, somando mais de R$ 30 milhões, e esse investimento gerou os resultados mostrados no evento. Os 25 jogos apresentados foram financiados de diversas formas. A maioria deles (14) foi feita com recursos das próprias empresas, 10 deles foram feitos com financiamento público (através de investimentos e editais); 4 foram produzidos com investimento privado internacional, 2 foram feitos com ajuda de financiamento coletivo, e 1 com financiamento privado nacional.

Entre as empresas destacam-se 11 de São Paulo, 2 do Distrito Federal, 3 do Rio Grande do Sul, e 1 de Santa Catarina, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais cada. No total, estas empresas mobilizaram quase 170 pessoas na criação de seus jogos, que venceram 28 prêmios e receberam 24 outras nomeações. E um detalhe: quase metade (48,5%) deles ainda não foi lançada oficialmente.

Entre as empresas participantes do evento da Abragames, nota-se que muitas delas já tiveram seus games divulgados aqui no GameReporter e são bastante ovacionadas quando participam de eventos como o BIG Festival ou a Brasil Game Show. Confira a lista de produtores nacionais destacados pela Abragames:

Behold Studios (Distrito Federal), Cat Nigiri (Santa Catarina), Kinship Entertainment (São Paulo), Flux Game Studio (São Paulo), Fableware Narrative Design (Rio de Janeiro), Fira Soft (Distrito Federal), Skullfish Studios (São Paulo), Duaik (São Paulo), Ambize Studio (São Paulo), IMGNation Studios (Rio Grande do Sul), Pocket Trap (São Paulo), Among Giants (São Paulo), Sinergia Studios (São Paulo), Rockhead Games (Rio Grande do Sul), Webcore Games (São Paulo), Monomyto Game Studio (Mato Grosso do Sul), Mad Mimic (São Paulo), Rogue Snail (Minas Gerais), Mukutu Game Studio (São Paulo) e Aquiris Game Studio (Rio Grande do Sul).

Especialista em storytelling para games estará no Mediamorfosis 2017

Uma das etapas mais sensíveis durante o desenvolvimento de um game é a roteirização. Não adianta muito ter uma mecânica bacana se a história for pobre. E é esse um dos temas abordados durante o Mediamorfosis Brasil 2017. Uma das referências em storytelling em games é o americano Nick Fortugno, o cara por trás de Diner Dash e vários projetos da produtora indie Playmatics e Gamelab.

O americano é presença confirmada na segunda edição do Mediamorfosis Brasil, evento que acontece nos dias 15 e 16 de setembro em São Paulo, com debates sobre a tecnologia e seus reflexos na forma como produzimos e consumimos conteúdo. A edição brasileira do evento é uma realização do Brazilian Content, programa de exportação da Brasil Audiovisual Independente (BRAVI) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Fortugno dedica-se atualmente à Playmatics, empresa com foco no desenvolvimento de games, experiências de usuário e aplicativos para redes sociais e plataformas conectadas à Internet. Ele também leciona design de games e narrativas interativas na Parsons The New School of Design. O game designer é cofundador do festival Come Out and Play, que acontece em Nova York e São Francisco desde 2006, com a proposta de transformar as cidades em playgrounds gigantes e proporcionar experiências públicas com o universo dos games.

Além de Fortugno, o Mediamorfosis também conta com uma galeria estrelada de convidados, como Christian Bennett, editor executivo de jornalismo visual no theguardian.com; Hal Kirkland, diretor de VR, e as norueguesas Julie Andem e Mari Magnus, responsáveis pela série “Skam”. Exibida pela NRK, canal público da Noruega, a atração mistura ficção e realidade nas redes e tem sido aclamada mundo afora pela inovação em linguagem.

Serviço – Mediamorfosis Brasil 2017

15 e 16 de setembro, das 10h às 18h

Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2.500, São Paulo

Game Nacional: Startup inova ao apoiar games nacionais independentes

Você já conhece a Game Nacional, a start up dedicada a apoiar os jogos nacionais? Lançada no final de 2016, em São Lourenço no sul de Minas Gerais, a Game Nacional, é a primeira plataforma brasileira a atuar na promoção dos trabalhos de desenvolvedores indie de jogos digitais brasileiros, dando suporte desde a venda e compra de cotas em seus projetos – que podem estar em estágio de desenvolvimento ou já finalizados.

A start up é extremamente benéfica com os desenvolvedoras, pois além de selecionar, ainda fazem trabalhos de advisor, apresentando os games para veículos especializados e investidores em potencial. Para o desenvolvimento deste trabalho, a startup conta com parceiros de peso, a BGC (Brasil Game Cup) e a BGS (Brasil Game Show), que disponibilizam stands para a apresentação dos jogos eletrônicos.

“Exibimos os games em eventos e festivais, apresentamos para investidores, orientamos sobre a gestão das redes sociais, fornecemos tradutores para dar uma nova perspectiva de distribuição, oferecemos sonoplastia e suporte no relacionamento com a imprensa e influenciadores. Enfim, criamos toda base para levar o game a um novo nível, podendo alcançar outras plataformas antes não vislumbradas como o Xbox, Playstation ou AppStore. Tudo isso com a curadoria de consultores experientes no mercado”, explica Adriano Reis, fundador da plataforma que atualmente conta no portfólio com seis jogos, dos quais três já receberam investimento.

A plataforma já conquistou aporte para três jogos, e um deles está sendo atualizado para o lançamento até o final do ano. O Restless (um game 3D de ação com uma pegada de terror em terceira pessoa com puzzles); O DarkElf, um RPG 2D de ação com um visual vivo e um enredo dinâmico , e o game do Sansão, ação e aventura com gráficos incríveis, tendo sua história adaptada da Bíblia, também receberam aporte e estão investindo em melhorias para serem lançados a partir do segundo semestre desse ano.

Goethe Institut promove ART Game Jam entre os dia 23 a 25 de junho em SP

Quem já participou de uma Game Jam sabe que o ambiente é propício para fazer amizades e até começar um projeto ambicioso que pode se tornar um game bem sucedido no futuro. Pois bem, se você deseja participar de uma Jam, a oportunidade está bem adiante, pois o Goethe-Institut São Paulo convida desenvolvedores de games, programadores, artistas, músicos e outras cabeças criativas para a criação de jogos durante o ART GAMES que acontece entre os dias 23 e 25 de junho.

De acordo com os organizadores do evento, esta Game Jam será um pouco diferente, pois o tema será “Games e Política”. Assim, são esperados projetos com crítica social e que renegociem as fronteiras entre arte, política e jogos. O tema, aliás, é bem pontual dado o momento conturbado que nosso país está enfrentando.

Estão convidados para o ART GAMES artistas, designers, cineastas, desenvolvedores de jogos e programadores de todo o país. A Jam é aberta para profissionais criativos de todas as áreas, inclusive àqueles sem experiência em Game Jams, afinal a ideia aqui não é a competição, mas sim a colaboração.

O evento ocorre na sexta-feira, 23 de junho, com horário marcado para começar às 17h e termina no domingo, 25 de junho, às 17h. São 24 horas de puro brainstorming e desenvolvimento. A organização do evento vai providenciar a alimentação dos participantes, bem como disponibilizará colchões para o merecido descanso. Ou seja, os participantes devem tão somente se preocupar com o material de trabalho, como notebook, cabos de energia, adaptadores e o software que deseja utilizar.

Porque participar do ART GAMES?

Os ART GAMES são parte de uma série global de Game Jams. Em cada uma de um total de oito Game Jams, um júri seleciona as três melhores ideias. Depois, um júri na Alemanha escolhe a melhor entre essas três. Os vencedores serão convidados para uma viagem à Alemanha em meados de 2018, a fim de apresentar seus jogos lá.

Os vencedores do Brasil encontram-se com as equipes de vencedores das outras sete Game Jams – entre outros, provenientes do México, da Indonésia, dos EUA, da Coreia do Sul e do Vietnã. Além disso, os vencedores ficam conhecendo desenvolvedores de jogos e especialistas alemães, podendo fazer contato com a cena de games tanto alemã quanto internacional. Além disso, todos os jogos desenvolvidos durante a Game Jam serão apresentados no site do Instituto Goethe.

Inscrição: Todos os interessados são convidados a enviar suas candidaturas até o dia 15 de junho. Através do site do Instituto Goethe.

 

Serviço – ART GAMES JAM

Quando: 23 a 25 de junho

Onde: Goethe Institut São Paulo – Rua Lisboa, 974 – São Paulo, SP

Quanto: Gratuito

Inscrições: No site da Goethe Institut até o dia 15 de junho

Livro Lean Game Development explora táticas para um desenvolvimento de jogos sem desperdício de tempo e recursos

Ei, você que estuda desenvolvimento de jogos e está atrás de boas dicas para melhorar suas técnicas e evitar problemas recorrentes: na próxima terça-feira, 13, será lançado na sede da ThoughtWorks em São Paulo o livro Lean Game Development – ou Desenvolvimento Enxuto de Jogos. Basicamente, o livro apresenta um modelo de produção de jogos elaborado para atender todas as demandas da indústria, auxiliando o desenvolvedor a eliminar desperdícios, reduzir bugs e empoderar o trabalho de suas equipes.

O livro Lean Game Development foi criado pela Julia Naomi Boeira, e ele apresenta a visão de que o jogo digital é também um software, e que o desenvolvimento de software pode ser encarado como um jogo cooperativo de invenção e comunicação no qual todas as peças são importantes. Deste modo, a autora aborda diversos aspectos do desenvolvimento lean aplicados a jogos, como Inceptions e MVPs, desenvolvimento guiado a testes, integração contínua, geração de hipóteses, medições e análises.

Para manter a publicação atualizada, Julia planeja constantes alterações em seu conteúdo, visando oferecer uma alternativa metodológica para auxiliar a indústria de jogos a eliminar desperdícios, reduzir bugs e empoderar o trabalho de suas equipes — obtendo resultados com mais qualidade e no menor tempo possível.

O lançamento de Lean Game Development acontece na terça-feira, 13, a partir das 19h, com a participação de Paulo Caroli, consultor principal na ThoughtWorks Brasil e cofundador da Agile Brasil, e Ceci Fernandes, agilista na ThoughtWorks Brasil e board member da Agile Alliance Brazil, e debate com a autora Julia Naomi Boeira. Os interessados em comparecer ao evento devem realizar sua inscrição, que é gratuita, por meio deste link.

Sobre a autora de Lean Game Development

Para quem não conhece, Julia Naomi Boeira é desenvolvedora de software na ThoughtWorks Brasil e possui grande experiência no desenvolvimento de jogos, tendo idealizado o Lean Game Development. Atualmente, trabalha na divulgação da Engine Unity dentro da ThoughtWorks, principalmente em Realidade Aumentada.

Serviço – Lançamento de Lean Game Development

Quando: Terça-feira, 13 de junho de 2017, às 19h30

Onde: ThoughtWorks São Paulo – Avenida Paulista, 2300

Edifício São Luis Gonzaga – Conjunto 41

Como: É preciso realizar inscrição por do site.