Arquivo da tag: Criação de Jogos

Quer aprender a fazer jogos em Flash?

Flash CS3

Para aqueles que se interessam por Flash mas estão tropeçando na ferramenta, ou aqueles que já desenvolvem seus alguns projetos e jogos, mas se sentem inseguros, o PDJ está anunciando que o material de estudos de um grupo fechado do site está disponível para todos.

Legal né? Para mais informações, basta acessar o material do grupo aqui.

Links do Dia
:: Tratamento: Viciados em Internet em hospital e Jogadores Anônimos
:: Até quem enfim: Sabre de luz de ‘Guerra nas estrelas’ vira realidade no Wii
:: Recuperação: Após redução de preços, Sony dobra vendas de PlayStation 3
:: Link de presente: você conhece o Infinite OZ? Vale o clique

Concurso: criação de jogos para celular

Telemig

Termina dia 9 de novembro as inscrições para o Telemig Celular Games, projeto do Instituto Telemig Celular que tem como objetivo estimular o desenvolvimento de jogos eletrônicos para dispositivos móveis (telefones celulares e palmtops). Os games poderão ser inscritos na categoria de “Tema Livre” e “Patrimônio Cultural de Minas Gerais”, na qual os jogos devem ter abordar conteúdos relacionados à cultura mineira.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.tcgames.com.br.

A premiação (que se baseará principalmente na criatividade para o desenvolvimento dos jogos) varia de R$ 2 mil a R$ 10 mil, contemplando até 13 trabalhos que ficarão disponíveis para download gratuito no site do projeto.

Gostou? Corra que ainda dá tempo. Mais informações, só clicar aqui

Game Jam Brasil… quem vai?

One Lap

O Game Jam é uma competição onde grupos de desenvolvedores tentam implementar, em um curto espaço de tempo (menos de dois dias) um jogo direcionado a crianças de 6 a 14 anos para ser usado no contexto educacional. Após o desenvolvimento, um comitê avaliador formado por crianças elege o melhor projeto. Sim crianças!

O objetivo do evento é despertar em desenvolvedores de games o interesse no laptop XO, da OLPC, fazendo aumentar o número de desenvolvedores no projeto. Todos estão convidados a participar da competição e contribuir para o crescimento da comunidade envolvida com pesquisa e desenvolvimento desse projeto, cuja a proposta promete revolucionar a educação em países em desenvolvimento, por meio do oferecimento de uma ferramenta de baixo custo para ser utilizada no processo de ensino e aprendizado, bem como no processo de inclusão digital.

O grande desafio proposto é que, em pouco mais de 24 horas, as equipes participantes desenvolvam um jogo eletrônico completo para o XO, partindo do zero, e o disponibilizem em um dos laptops que serão utilizados durante o julgamento. O desenvolvimento deverá ser realizado em máquinas convencionais, nas quais deverá rodar o emulador do sistema operacional.

:: Curtiu? Neste link tem todas as informações que você precisa

Quer trabalhar com games? Veja só…

Red Pixel

Você é daqueles que prefere criar um game ao invés de jogá-lo? A Red Pixel Mobile está procurando por você. E mais: ganhe dinheiro desenvolvendo games, softwares ou aplicativos e tenha uma empresa representando seu talento na América do Norte, Europa, Oceania e Ásia?A Red Pixel está em busca de mentes brilhantes provedoras de soluções para PCs, dispositivos móveis, celulares ou PDA’s em linguagem C++, JAVA ou plataforma .NET dispostas a compartilhar seu produto final com o mundo.

Essa pode ser a sua oportunidade de ter o seu potencial criativo divulgado por profissionais renomados neste competitivo e restrito segmento de games. E mais: ainda ter a chance de conhecer outros feras do mercado nacional.

Com uma proposta diferente de seleção, a Red Pixel criou um programa de inscrição online gratuito para que todos os interessados possam cadastrar sua intenção de participação até dia 30 de novembro de 2007 e ter até o dia 31 de janeiro de 2008 para entregar seu aplicativo finalizado para análise dos executivos da Red Pixel e do público em geral.

Com uma proposta diferente de seleção, a Red Pixel criou um programa de inscrição online gratuito para que todos os interessados possam cadastrar sua intenção de participação e se juntar a equipe de desenvolvimento da Red Pixel. Curtiu? Só clicar aqui (Texto reprodução do site oficial).

Links do Dia

Lembra dele? Atari 2600 faz 30 anos em outubro. Leia mais
Final Combat: os opostos se atraem. Que ver?
Concorda? Enredo de jogos eletrônicos ganham mais destaque
Conhece o Audiotion? Veja só este comercial. Sensacional

Salários dos desenvolvedores de games

Salário Games

Por Vinícius de Figueiredo Silva, do Oitobits

A revista americana Game Developer publicou a sua pesquisa salarial na indústria dos jogos de 2007. Neste ano, mais de 3000 profissionais forneceram informações para matéria que pode ser lida no site Game Career Guide.

A pesquisa cobre as áreas de programação, arte/animação, game design, produção e testes/qualidade. Cada uma delas divididas em diferentes cargos com três níveis de experiência.

Segundo os dados quem recebe melhor são os programadores que começam com salários anuais de aproximadamente U$57,000 para novatos chegando até quase U$120,000 para diretores técnicos com mais de seis anos de experiência. O salário médio entre a categoria é de U$80,000 anuais.

Atrás dos programadores na escala de salários estão os produtores com média entre cargos e níveis de experiência de U$77,000 anuais. Produtores executivos com mais de seis anos de experiência recebem em média quase U$130,000, o que os deixa com os maiores salários da indústria.

Profissionais de arte/animação tem salário médio de U$65,000 anuais, podendo chegar a quase U$100,000 para diretores de arte experientes. Game Designers ganham em média U$61,538 anuais e por fim a área de testes/qualidade fica com os salários mais baixos com a média U$38,000 anuais. É uma boa grana, não? Veja os gráficos da pesquisa aqui.

A pergunta que fica aberta é: e no Brasil? Alguém saberia dizer a situação dos desenvolvedores de games por aqui?

Links do Dia

Já foi na Luderia? Conhece? Se liga no Bar, Café & Luderia
Lucro: games para maiores de 17 anos vendem mais, revela estudo
Myst Online: Uru Live grátis até 31 de dezembro. Só baixar
Quem foi? Video Games Live celebra cultura gamer
PS2: Impressões exclusivas de Manhunt 2. Alguém aqui já jogou?

GameDev é na União Européia

Uniao Européia

Por Vinícius Longo, do Geração Bit

Segundo o site de notícias americano 1UP, a União Européia abriu um financiamento para desenvolvimento de jogos, onde podem ser incluídos todas as partes do jogo, como: procura de patentes, formulação de conceitos, aquisição de direitos, design, programação e desenvolvimento de estratégias de marketing. As empresas podem se candidatar a receber de 10 mil a 60 mil Euros. O financiamento pode ser incluído principalmente para consoles, PCs e aparelhos portatéis que podem chegar até 100 mil Euros.

Até ai, uma excelente notícia, não é? Acontece que por motivos maiores, o financiamento só atende a países da Europa. Esse fundo de financiamento, na verdade, é parte do Media 2007, que é um programa da União Européia que visa distribuir cerca de 1.5 milhão de Euros para desenvolvimento de jogos.

Por enquanto, no Brasil temos apenas o edital do governo federal, chamado JogosBr, que segundo bem disse o blog do Rodrigo Flausino, desde 2006 que ainda não saiu nenhum dos 8 pré-projetos de demos jogavéis, com baixo orçamento de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) que foram escolhidos, ou ainda algum dos 2 pré-projetos de jogos completos escolhidos, com orçamento de R$ 80.000,00 (oitenta mil reais). Onde será que eles foram com o NOSSO dinheiro?

Enfim, demanda tem e muita, pois só no último edital que o concurso realizou em 2006, foram enviados 120 pré-projetos de Demos e 30 pré-projetos de Jogos Completos. Fica dado o toque: Abragames, Governo Federal e empresas brasileiras de desenvolvimento de jogos eletrônicos , esta é a hora de seguir pelo mesmo caminho que a União Européia seguiu de criarmos um fundo para o desenvolvimento de jogos aqui no Brasil também. O que vocês acham?

Mundo da Lua

Lua

Lua é uma linguagem de programação poderosa, rápida e leve, projetada para estender aplicações e que combina sintaxe simples para programação procedural com poderosas construções para descrição de dados baseadas em tabelas associativas e semântica extensível. Lua é tipada dinamicamente, é interpretada a partir de bytecodes para uma máquina virtual baseada em registradores, e tem gerenciamento automático de memória com coleta de lixo incremental. Essas características fazem de Lua uma linguagem ideal para configuração, automação (scripting) e prototipagem rápida.

Entendeu alguma coisa? Se você é da área de programação sim, caso contrário, creio que ficou um pouco difícil. Mas vamos lá: a linguagem Lua é brasileira e foi criada na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

O projeto começou a ser desenvolvido em 1993 e é a única linguagem de programação de impacto desenvolvida em um país fora do “Primeiro Mundo”. Apesar de ser desenvolvida aqui no Brasil, 90% dos usuários da Lua estão no exterior. Maluco isso, não?

Agora o mais interessante: empresas como Microsoft, Intel, Philips, Disney, Lucas Arts e Nasa usam a Lua. A linguagem também está presente no universo dos games em jogos como The Sims, World of Warcraft (Wow) entre outros.

A coisa é grande e já foi motivo de matéria a Globo. Para assistir, clique aqui. A documentação completa você encontra no site oficial do projeto.

Pergunta: quem por aqui conhece e já usou a Lua?

Links do Dia

Acesso: 10 filmes vindos dos vídeo games que prometem arrasar (ou não)
Pinball Wizard: já viram este vídeo no YouTube? Vale a pena
Descoberta do dia: hoje conheci o blog de games Encontro Aleatório
Ansioso para o PES 2008? Se liga nas imagens promocionais

Conselho de Miyamoto para a nova geração de desenvolvedores: "don´t forget to have a life"

 Ou traduzido para o português: “não se esqueçam de ter uma vida”. A entrevista com Shigeru Miyamoto publicada pela GamePro americana teve foco no lançamento do Wii nos EUA. Mas o que realmente chamou atenção foi o conselho do mestre para aqueles que querem ser desenvolvedores de sucesso.

E seu conselho é:

  • Plante uma grande chance: faça jogos e mostre-os;
  • Aprenda a entender as críticas (você terá caminhões delas);
  • E enquanto estiver na ativa, não se esqueça de ter uma vida.

“Enquanto jovens são estudantes, é importante para eles não apenas focar em algo como programação ou só em videogames. Ao invés disso, deveriam focar em coisas que só podem fazer quando estão no colégio. Sair, conhecer gente e conversar. Nas universidades existem pessoas trabalhando em uma grande variedade de campos e gêneros, e eu acho que você pode ser destacar nesses amplos ramos e melhorar a longo prazo.”

Lembrem-se da história por trás de Zelda: seu amor por explorar o interior do Japão. Concorda com o pai do Mario?