Arquivo da tag: casual

Chili Mariachi é o novo game do estúdio indie Plug & Boom

A equipe de desenvolvedores mineiros da Plug & Boom está preparando um game bastante animador para os dispositivos mobile. Trata-se de Chili Mariachi, um título free to play que conta a história de El Gordo e Pequeñito, dois peixes apaixonados por pimenta que um dia embarcam em uma aventura atrás dos bandidos que atacaram sua vila no fundo do mar e roubaram todo o estoque de pimenta. Cabe ao jogador ajudar os dois peixes a recuperar as preciosas pimentas.

Para jogar é simples, basta tocar na tela para fazer El Gordo nadar para cima, e soltar para fazê-lo descer. Clicando sobre o botão de tiro El Gordo usa seus poderes de Chili Mariachi para disparar uma bola de fogo, um poder que ele adquiriu graças ao seu apetite insaciável por pimentas. Cada bola de fogo disparada consome um pouco do poder chi(li) de El Gordo, mas não se preocupe, o poder chi se regenera sozinho, e ainda é possível acelerar sua regeneração segurando o botão de tiro. Basta acertar os inimigos que surgem no caminho para derrota-los.

A versão que será lançada conta com 20 fases divididas em 2 mundos: O deserto sob o mar, controlado pelo tubarão Navalha, um tubarão de barbatanas muito afiadas; e a terra dos polvos, controlada pelo terrível Ciclotopolvo, um polvo gigante capaz de usar poderes psíquicos contra seus adversários. Cada fase é bastante desafiadora e os jogadores poderão passar muitas horas de diversão. Como a jogabilidade é simplificada, Chili Mariachi é indicado para jogadores de todas as idades.

O pessoal da Plug & Boom promete que após o lançamento irão adicionar um novo mundo todo mês, com novas fases, novas mecânicas e um novo chefão exclusivo. O game está em desenvolvimento para iOS e Android e a data de lançamento é planejada para meados de janeiro de 2017. Se você gosta de jogos casuais com bastante ação, vale dar uma conferida neste game.

Abaixo você confere o trailer de Chili Mariachi:

Paçoca Studios aposta em Tap Dragon para conquistar os jogadores

O game do dia é uma produção nacional vinda direto da Paçoca Studio, um estúdio jovem, porém bastante talentoso. Trata-se de Tap Dragon, um jogo casual para dispositivos mobile que te coloca no controle de um pequeno dragão verde que deve desviar de obstáculos e dragões maiores até chegar ao fim do estágio. O game é bastante simples, bastante tocar na tela para fazer o dragão voar mais alto, bastante parecido com a mecânica de Flappy Bird.

Apesar de a jogabilidade de Tap Dragon ser fácil de dominar, o jogo não é nada fácil, pois a dificuldade vai aumentando conforme você avança pelo cenário, pois a velocidade fica mais alta. A dica é não voar muito alto e tão pouco voar muito baixo. Além disso, é necessário desviar dos dragões maiores, senão é Game Over. À medida que você avança, sua pontuação aumenta e você pode figurar no ranking global.

A intenção do estúdio foi criar um jogo viciante e que pudesse ser jogado por pessoas de todas as idades. Para tanto, a Paçoca Studio investiu no gênero Endless 2D e em uma jogabilidade descomplicada.  Para quem não conhece, a Paçoca Studio foi fundado em setembro de 2015 com intuito de desenvolver jogos de qualidade, com imersão, diversão. Tap Dragon já está disponível gratuitamente na Google Play.

Abaixo você confere um trailer de Tap Dragon:

Conheça Galow, o novo jogo da Tocha Games

Lembra daquelas máquinas de parques de diversões em que você deve acertar objetos com um martelo? Pois bem, foi justamente essa brincadeira que inspirou o estúdio indie brasileiro Tocha Games a desenvolver Galow, um título para mobile em que o jogador deve acertar galos que aparecem aleatoriamente com um martelo.

Galow tem uma premissa casual e o objetivo do jogador é acertar o máximo possível de galos antes que eles escapem. Quanto mais acertar, mais pontos ganha. Existem quatro tipos de galos e a cada um que acertar, mais pontos ou bônus irá ganhar. Os quatro tipos de personagens são: Galo comum (10 pontos), Galo com palitó (100 pontos), Galo com saco de milho (10 pontos + especial) e Peixe (perde 50 pontos).

O jogador deve ficar de olho, pois os personagens são bem rápidos e vão tentar fugir rapidamente. A jogabilidade é bem dinâmica, de modo que é aconselhável adotar uma tática ágil para conseguir passar maior tempo e obter mais pontos. Você deverá ser bem cuidadoso quando entrar nessa partida, pois só os jogadores mais habilidosos conseguem passar mais de 5 minutos jogando.

Onde encontrar Galow

O estúdio Tocha games já possui cinco jogos lançados para Android, incluindo Crazy Dynno, Nota Baixa e CrazyPump. Assim como os demais jogos, Galow é gratuito e está disponível para usuários de Android.  O desenvolvimento ficou a cargo do desenvolvedor Renato Sousa, que espera ainda mais sucesso nos novos jogos e capture a atenção do público casual.

Palavra de Ouro: desenvolvedores brasileiros fazem sucesso com jogo de palavras no Facebook

A sugestão de hoje é especialmente para o público feminino, pois o game em questão têm feito grande sucesso entre as jogadoras: Palavra de Ouro. O game é de caça palavras e foi desenvolvido pela start up brasileira Cupcake Sweet Entertainment para PCs, smartphones e tablets.

Os jovens João Vitor de Souza, Gabriel Stürmer, Eduardo Selvero Neto, Fabrício Anzorena e Leonardo Sommermeyer resgataram os antigos valores dos jogos de palavras. Apresentando-se como uma evolução digital do caça palavras, o Palavra de Ouro tem como principais usuários as mulheres com mais de 35 anos.

De acordo com a desenvolvedora, o game possui mais de 200 mil jogadores, sendo que 90% deles são mulheres. O estilo de arte do jogo é bastante colorido e com animais peludos, e esta escolha artística pode explicar a popularidade do aplicativo entre as mulheres. Outro motivo de orgulho da desenvolvedora é o fato de haver poucas devs dedicadas a jogos casuais na América Latina.

“Existe um espaço no mercado para jogos casuais em português e espanhol e este mesmo mercado é muito grande. Nenhum dos 50 maiores desenvolvedores de games casuais do mundo é da América Latina”, explica João Vitor.

Até o momento, Palavrade Ouro foi desenvolvido apenas para Android e Facebook, mas a desenvolvedora pretende leva-lo ao iPhone e iPad em breve. O título permite que o jogador convide seus amigos do Facebook para jogar e disputar pontuações por fase. À medida que o jogo avança o usuário tem acesso a recursos que auxiliam a vencer os desafios de cada fase. Também é possível comprar a moeda virtual do jogo para recuperar vidas e desbloquear fases mais rápido, além de outros benefícios.

Mais informações no site da Cupcake.

Estúdio de Curitiba lança Ore Collector para Android

Ore Collector é um game em que o jogador deve capturar todas as pedras que estão sendo coletadas por mineiros. Para isso, basta abrir as comportas da mina assim que o carrinho estiver se aproximando. O game é um produto do estúdio Animvs de Curitiba.

O sucesso na missão de coletar as pedras depende do domínio do jogador em controlar o tempo e o espaço de maneira rápida e precisa. Os mineradores se ocupam de coletar diferentes tipos de pedras, como rubis, esmeraldas e diamantes. A ideia é que quanto mais preciosa for a pedra, maior a pontuação do jogador.

A mecânica de jogo é simples e foi desenvolvida para viciar, bastando que o jogador seja rápido para abrir as comportas no momento certo. Contudo, nem tudo será fácil: é preciso de muita coordenação para que as pedras não caiam para fora. É permitido derrubar no máximo 100 minerais antes de perder a partida. Por isso, vale muito mais ser cuidadoso e derrubar poucas pedras do que derrubar uma avalanche e perder boa parte delas.

Baixe o Ore Collector

Ore Collector foi lançado para Android e já está disponível para download. O game é integrado ao Google Play Games, de modo que o jogador pode disputar a melhor pontuação no ranking global ou nos círculos sociais. O título é casual e bastante indicado para quem busca partidas rápidas e interagir com amigos.

Rats Attack: mais um jogo casual para Android

O estúdio indie JYMidia lançou há pouco tempo para Android o game Rats Attack, um título voltado para o público casual que aposta na clássica mecânica de Tetris, ou seja, destruir o máximo possível de elementos que descem na tela. A diferença é que ao invés de blocos, o jogador deve dar cabo de ratos que estão invandindo a casa.

O jogador toma o controle de um gato e deve organizar os ratos por cores para em seguida eliminá-los. A jogabilidade é bem simples, bastando arrastar os roedores pela cauda e pressionando a tela para destruir os ratos. Durante o jogo, surgem ratos diferentes que podem ajudar ou atrapalhar o jogador a derrotar mais rápido.

O game foi desenvolvido pelos amigos Marcos Paulo (programador) e Guilherme Takashi (designer) e conta com 45 fases e um fator desafio que vai aumentando conforme o jogador progride. Além disso, há 135 estrelas desbloqueáveis  e um modo de jogo especial chamado survivor que coloca os jogador em uma disputa para quem ver quem é o melhor exterminador de ratos. O game já está disponível na Google Play.

Abaixo está o trailer do game Rats Attack:

Goal Rush Extreme: futebol em estilo casual e ritmo desafiador

Ainda no clima de Copa do Mundo no Brasil, temos mais um game para agarrar em cheio os amantes do futebol. Desta vez a cortesia é do estúdio indie Arena 46, que desenvolveu um jogo em estilo casual, porém bastante desafiador. Trata-se de Goal Rush Extreme, um jogo que lembra títulos como Temple Run e Subway Surfers.

Para agradar os diferentes tipos de jogadores (mesmo os que não morrem de amores pelo futebol), a desenvolvedora bolou um sistema de jogo cuja mecânica é simples e intuitiva, de modo que o jogador deve se preocupar tão somente em chutar a bola em direção às traves que passeiam pela tela. O desafio começa ao dar-se conta que existe apenas uma bola para chutar.

O objetivo é fazer o gol, mas se a bola bater na trave ou for para fora é fim de jogo. Quanto mais vezes acertar no gol, maior será a pontuação. São dez pontos por gol marcado e esse número sobe à medida que vai-se fazendo gols na sequência. Para tornar as coisas mais estratégicas, é possível descartar algumas traves sem chutar, porém nesse caso perde-se a pontuação referente àquele gol.

Importante a dica de que gols marcados em traves com goleiros conferem uma pontuação 50% maior. O jogo termina quando a bola vai para fora, bate na trave, se a pontuação chegar a zero ou o goleiro faz a defesa. O game é desafiador e até conta com um sistema de conquistas e um ranking de pontuação para comparar com os amigos.

Goal Rush Extreme já foi lançado e está disponível gratuitamente nas plataformas Android e iOS.

Abaixo tem o trailer do game Goal Rush Extreme:

Wooga promove Game Jam de jogos casuais para jovens desenvolvedores de games

Wooga Game Jam

Vem aí mais uma Game Jam do circuito internacional para que os novos desenvolvedores mostrem suas habilidades! A Wooga, desenvolvedora dedicada a jogos sociais , anunciou que irá promover uma Game Jam entre os dias 15 a 17 de março de 2013 em sua sede em Berlim. Os desenvolvedores terão um prazo de 48 horas para formular e desenvolver jogos.

O objetivo é criar um game casual free to play para plataformas móveis . Os participantes poderão se unir em grupos de até cinco integrantes. Sabemos o que você está pensando, mas não se preocupe. Berlim é realmente muito longe, mas o site da Wooga informa que irá cobrir as despesas para participantes que forem de fora da cidade alemã. Entretanto os interessados devem submeter-se a uma inscrição no site do evento. Após a análise dos currículos e portfólios é que será decidido quem irá para Berlim.

Além de europeus, a Wooga abriu o convite para a América Latina, incluindo o Brasil. O Game Jam pode se tornar uma oportunidade única para os desenvolvedores, pois alguns executivos e produtores da Wooga estarão acompanhando de perto as atividades desenvolvidas. Além disso, ao final das atividades os participantes irão apresentar seus projetos para uma bancada de juízes da empresa. O próprio site do evento é claro em afirmar que a empresa poderá contratar àqueles que se destacarem.

Mas fique atento: para participar é necessário inglês fluente e possuir alguma experiência em desenvolvimento de jogos eletrônicos. Os interessados deverão fazer a inscrição através do site do evento, local onde também poderão tirar suas dúvidas e encontrar informações detalhadas sobre a Game Jam.

Quem vai participar da Wooga Game Jam?

Yucca Tech anuncia seu game para Facebook: é o GodZ

Godz

Ao passo em que o Facebook tornou-se a rede social mais popular da atualidade, é natural que a cada dia mais e mais jogos sejam lançados para o site. A novidade da vez é o jogo GodZ do estúdio português Yucca Tech.

O game é de estratégia com elementos de RPG e coloca o jogador no controle de um dos 3 deuses que devem derrotar a vilã Afexha, deusa da morte e vilã na trama. Os deuses disponíveis são:  Sasha, deusa do amor; Thon, deus do fogo e Sanon, deus da Guerra. Cada uma dessas divindades tem suas próprias motivações e devem angariar forças para conquistar o território dos outros deuses.

Para isso, o jogador precisará fundar uma religião, ou unir-se a alguma existente. Feito isto, basta conquistar a crença das pessoas para fortalecer o próprio poder. Ao contrario dos games habituais do Facebook, Godz possui um final e uma história a ser desenvolvida. Já que o game trata de religiosidade, a arte foi pensada e inspirada em elementos da cultura maia, asteca e inca, o que deve dar um ar de originalidade ao game.

O jogo ainda está no estágio final de desenvolvimento, porém a página oficial no Facebook já traz informações interessantes sobre o processo e o trabalho que os portugueses estão tendo durante a produção do título. Certamente é um game para ficar de olho. Abaixo você confere um vídeo de produção do game:

Greedy Monsters: novo game casual brasileiro promete muito mais que diversão

Greedy Monsters

Sabe aqueles jogos que não apenas providenciam diversão, mas também agregam um pouco de conhecimento para o jogador? Pois então, o estúdio carioca MTI Studio (em parceria da produtora Aqueles Caras), lançou um game deste tipo. Chamado Greedy Monsters, ele pretende mexer com o raciocínio do jogador e agregar conceitos de sustentabilidade.

Alienígenas vindos de uma galáxia distante chegam a um novo e estranho planeta em busca de recursos naturais e uma vida melhor, porém precisam da sua ajuda para sobreviver. Você será o principal responsável pela administração dos alimentos, cuidar para que epidemias não se proliferem, combater pragas, tratar do lixo, tarifar o preço dos alimentos, evitar uma explosão demográfica etc. Lembra um pouco os problemas da vida real hein?

A ideia é que o jogador pense em soluções para alguns dos maiores problemas enfrentados por nós, seres humanos, e estimular o jogador à reflexão sobre como manter a sobrevivência da espécie sem abuso dos recursos que nos cercam de forma humorada. O game tem toda aquela pegada casual, porém tem toda a profundidade de um game mais consistente.

O jogo foi lançado na App Store em meados de julho para iPhone e iPad e possui 30 fases ao todo. O preço do jogo é de U$ 1,99. Monsters Greedy foi desenvolvido pelos mesmos criadores dos jogos ChemIQ e Training Faces. No trailer abaixo você pode ver o grande problema que o aguarda com uma civilização tão sedenta por recursos: