Arquivo da tag: business

Game Nacional: Startup inova ao apoiar games nacionais independentes

Você já conhece a Game Nacional, a start up dedicada a apoiar os jogos nacionais? Lançada no final de 2016, em São Lourenço no sul de Minas Gerais, a Game Nacional, é a primeira plataforma brasileira a atuar na promoção dos trabalhos de desenvolvedores indie de jogos digitais brasileiros, dando suporte desde a venda e compra de cotas em seus projetos – que podem estar em estágio de desenvolvimento ou já finalizados.

A start up é extremamente benéfica com os desenvolvedoras, pois além de selecionar, ainda fazem trabalhos de advisor, apresentando os games para veículos especializados e investidores em potencial. Para o desenvolvimento deste trabalho, a startup conta com parceiros de peso, a BGC (Brasil Game Cup) e a BGS (Brasil Game Show), que disponibilizam stands para a apresentação dos jogos eletrônicos.

“Exibimos os games em eventos e festivais, apresentamos para investidores, orientamos sobre a gestão das redes sociais, fornecemos tradutores para dar uma nova perspectiva de distribuição, oferecemos sonoplastia e suporte no relacionamento com a imprensa e influenciadores. Enfim, criamos toda base para levar o game a um novo nível, podendo alcançar outras plataformas antes não vislumbradas como o Xbox, Playstation ou AppStore. Tudo isso com a curadoria de consultores experientes no mercado”, explica Adriano Reis, fundador da plataforma que atualmente conta no portfólio com seis jogos, dos quais três já receberam investimento.

A plataforma já conquistou aporte para três jogos, e um deles está sendo atualizado para o lançamento até o final do ano. O Restless (um game 3D de ação com uma pegada de terror em terceira pessoa com puzzles); O DarkElf, um RPG 2D de ação com um visual vivo e um enredo dinâmico , e o game do Sansão, ação e aventura com gráficos incríveis, tendo sua história adaptada da Bíblia, também receberam aporte e estão investindo em melhorias para serem lançados a partir do segundo semestre desse ano.

Start Up Game Nacional promete facilitar a vida de desenvolvedores brasileiros

Você que é desenvolvedor indie sabe todas as pedras que surgem no caminha até a publicação e reconhecimento de seu produto por parte do público. A plataforma Game Nacional está surgindo para tornar a caminhada menos árdua. Basicamente é uma plataforma para ajudar a divulgar e receber apoio aos trabalhos de desenvolvedores indies de jogos digitais do Brasil, dando suporte desde a venda e compra de participação de seus projetos – que podem estar em estágio de desenvolvimento ou já finalizados.

A plataforma Game Nacional surgiu no final de 2016, em MG e ela funciona como uma startup fazendo uma seleção dos games com maior potencial de venda e público. A partir daí inicia-se um trabalho de advisor, apresentando o jogo para a mídia e investidores. Mais ou menos como um trabalho de assessoria/business. A intenção é impulsionar o cenário de jogos nacionais e tornar a vida do desenvolvedor mais fácil, não precisando se preocupar com detalhes extra-produção.

Alguns dos games apoiados pela Game Nacional

“Exibimos os games em eventos e festivais, apresentamos para investidores, orientamos sobre a gestão das redes sociais, fornecemos tradutores para dar uma nova perspectiva de distribuição para o game, oferecemos sonoplastia e suporte no relacionamento com a imprensa e influenciadores. Enfim, criamos toda base para levar o jogo a um outro patamar, podendo alcançar novas plataformas antes não vislumbradas como o Xbox, Playstation ou AppStore. Tudo isso com a curadoria de consultores experientes no mercado”, explica Adriano Reis, sócio da plataforma que atualmente conta no portfólio com seis jogos, dos quais três já receberam investimento.

Games que receberam apoio da Game Nacional

De acordo com os responsáveis, a plataforma Game Nacional já conquistou aporte para três jogos, e um deles está sendo atualizado para o lançamento até o final do ano. O primeiro deles foi Restless, um game 3D de ação com uma pegada de terror em terceira pessoa com puzzles. Outro jogo a receber apoio da start up foi DarkElf, um RPG 2D de ação com um visual vivo e um enredo dinâmico. Por fim, o game do Sansão, do gênero de ação e aventura com gráficos incríveis com uma história adaptada da Bíblia, também recebeu aporte e deve ser lançado a partir do segundo semestre deste ano.

Restless, um dos jogos beneficiados pelo projeto Game Nacional

Para o desenvolvimento deste trabalho, a startup conta com parceiros de peso, a BGC (Brasil Game Cup) e a BGS (Brasil Game Show), que disponibilizam stands para a apresentação dos jogos. A BGS é o maior evento de jogos da América Latina. Se você ficou curioso ou interessado, pode obter mais detalhes sobre o projeto no site oficial.

Trade Rally é nova ferramenta de trade marketing com gamificação e chatbot

A gamificação já é uma ferramenta bastante popular entre empresas pioneiras para motivar seus funcionários. Pois bem, a Solvian, empresa de tecnologia especializada em soluções para controle de operações em tempo real, acaba de entregar o Trade Rally, uma plataforma gamificada para controle e monitoramento de equipes em campo do país. A ideia é permitir que o gestor implemente plano de incentivos com alto índice de engajamento e produtividade.

O Trade Rally traz uma combinação inédita capaz de impulsionar bons resultados: a gamificação e o primeiro chatbot do mercado aplicado para gestão de equipes em campo. O chatbot é um robô que interage com as pessoas via aplicativo de comunicação instantânea, interpretando as perguntas dos usuários em linguagem oral e escrita e respondendo em tempo real com informações multimídia. Também envia automaticamente mensagens e alertas importantes aos gestores.

unnamed-1

De acordo com a Solvian, a novidade tem o objetivo de facilitar o dia a dia dos gestores de equipes, garantindo o acesso à informação de forma prática e ágil. Já a plataforma de gamificação aposta em um modelo de gestão em tempo real e gratificação instantânea, baseado na motivação, engajamento e meritocracia. A solução estimula a adesão às ferramentas para controle de atividades de equipes que atuam nos pontos de venda, como supermercados, lojas e outros espaços com demonstração de produtos. Também permite que o gestor implemente um plano de incentivos, através de regras personalizadas pelo cliente.

“Desenvolvemos a plataforma com gamificação para engajar a equipe e tornar o processo de controle da operação em campo mais divertido. O game mostrou-se uma forma eficaz de estimular o promotor a prestar contas, melhorando a comunicação entre empresa e funcionário, valorizando o trabalho e premiando por mérito”, ressalta Benedito Fayan, diretor da Solvian.

Abaixo você confere as principais vantagens do Trade Rally:

 

web– Controle de jornada: check-in/check-out, km percorrido, posição georreferenciada e aderência de roteiro.

– Coleta de informações: controle de exposição da marca, merchandising, ações da concorrência, pesquisas diversas (preço fora de margem, prazo de validade de produto, espaço em gôndola, ruptura etc.).

– Galeria de fotos: galeria contendo todas as fotos tiradas em campo com opções de exportação nos formatos ppt, pdf e excel.

– Registro de vendas: registro de informações de produtos vendidos, quantidade, preço etc.

– Cadastro de prospects: registro de prospecção de novos clientes e estabelecimentos.

– Relatórios gerenciais e mosaico: relatórios contendo todos as informações capturadas em campo e monitoramento de colaboradores. Mosaico em tela inicial com as principais informações da operação em tempo real.

– Plataforma de business intelligence: plataforma personalizada com gráficos dinâmicos e visões em cubo.

Halo Digital inicia operações no Brasil e procura jogos nacionais para novos negócios

Há pouco tempo a empresa de tecnologia Halo Digital abriu suas operações no Brasil. Ela é uma proeminente força na Ásia que trabalha com jogos digitais, sendo que já atua na Tailândia, Indonésia, Rússia, entre outros, com mais de 200 jogos em seu catálogo.

Agora que a empresa passou a atuar em nosso país, chegou a vez dos desenvolvedores locais terem seus projetos no portfólio da empresa chinesa pelo mundo afora. Deste modo, os produtores brasileiros podem enviar seus jogos para avaliação da Halo Digital.

A primeira coisa que os desenvolvedores precisam saber é que a Halo mantém o foco em jogos mobile e para eles é importante que os games tenham algum sistema de conquistas e monetização. Mas não se preocupe, à princípio o que eles querem são jogos, ainda que na versão beta. Seu jogo precisa estar no Android ou no iOS.

Se você vai encaminhar o game para avaliação, não esqueça de mandar um arquivo em PDF ou Power Point, em inglês, para apresentar o game (um media kit, literalmente). Se houver um vídeo no YouTube, encaminhe o link também. Caso tenha números sobre o game, encaminhe também.

Uma vez encaminhado, a Halo Digital do Brasil vai reencaminhar o material para os outros oito escritórios da companhia espalhados pelo mundo. Depois disso, basta esperar o feedback de cada um deles. De acordo com a Halo, recentemente um game do Uruguai foi adquirido pelo grupo e ainda há outros em avaliação.

Para mandar seu projeto para a empresa, o desenvolvedor deve entrar em contato através do site da empresa, pelo Facebook, ou encaminhar um email para o Moacyr Alves Jr, da Acigames, que também faz parte do projeto Halo Digital. O email para envio é moacyr.junior@halodigit.com.

Inscrições abertas para o Samsung Developer Day em São Paulo

A Samsung realizará nos dias 30 e 31 de maio, durante a Bienal de São Paulo, a etapa brasileira do Samsung Developer Day 2014. O evento servirá para apresentar tecnologias e tendências das plataformas e serviços da Samsung, além de possibilitar a oportunidade de negócios para novos talentos. Os desenvolvedores poderão participar de uma maratona de sessões técnicas, além de conhecer as novas ferramentas desenvolvidas para S5 e Gear 2.

As inscrições para o evento estão abertas e podem ser realizadas a partir do site da Samsung. “O objetivo é mostrar os esforços da empresa para desenvolvimento de conteúdo e serviços, principalmente nosso apoio e interesse na comunidade de desenvolvedores no Brasil, uma das maiores na América Latina”, disse Fábio Croitor, diretor do Media Solution Center da Samsung para América Latina.

O evento será dividido em duas partes: no primeiro ocorrem apresentações com palestrantes dos Centros de Pesquisa & Desenvolvimento da Samsung e parceiros. No segundo dia, acontece a competição Hackaton que tem como objetivo desenvolver aplicativos para os dispositivos da plataforma Android da gigante Coreana. Essa competição presenteará os vencedores com um convite para o Curso de Longa Duração do Ocean Brasil, o Centro de Treinamento e Capacitação gratuitos para criação de soluções móveis.

Os cursos da Ocean Brasil são voltados para universitários e desenvolvedores e foi inaugurado recentemente em São Paulo, conforme anunciamos há pouco tempo. Esta é a primeira unidade da Ocean fora da Coreia. O Samsung Developer Day é uma grata oportunidade de business no Brasil com a participação de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. Mais informações no site oficial.

Samsung Developer Day em São Paulo


Data:
30 e 31 de maio de 2014

Local: Fundação Bienal de São Paulo – Pavilhão Ciccillo Matarazzo, Parque do Ibirapuera, Portão 3

Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral – Ibirapuera

Inscrições: www.samsung.com.br/developerdaysp

BIG Festival 2014: empresários internacionais vêm ao Brasil investir em jogos produzidos no país

O BIG Festival não é apenas uma oportunidade para jogos indies serem descobertos pelo grande público, mas também para conquistar parceria de empresários internacionais. Durante o evento, estarão presentes representantes de publishers e empresários de vários países para uma rodada de negócios, lá eles se reunirão com desenvolvedores brasileiros para discutir possíveis projetos e parcerias.

Se você é um desenvolvedor, aí está uma oportunidade de tentar conseguir um financiamento. O evento é gratuito, porém é necessário correr. Essas reuniões com empresários devem ser agendadas até o dia 5 de maio através do site do BIG. Os encontros devem ocorrer nas cidades de São Paulo e Porto Alegre.

As datas marcadas para as rodadas de negócios são entre os dias 12 e 14 de maio em São Paulo. Em Porto Alegre, esses encontros acontecerão durante a feira de tecnologia BITs nos dias 14 e 15 de maio, no Centro de Eventos FIERGS. A intenção da organização é fortalecer a indústria nacional através de apoio e intercâmbio de produtos e profissionais no mercado internacional.

Entre as empresas que estarão disponíveis para a rodada de negócios estão pesos-pesados da indústria como Amazon, Playphone, Nuuvem, Hoplon, entre outras. Abaixo, você confere a lista dos representantes e das empresas disponíveis para reuniões:

Milton Neto – Amazon
Luis Bianchi – Philips
Christian Ribeiro – BoaCompra
Kevin Flynn – Mobile Game Partners
José Kosminsky – Movile
Alexandre Couto – Playphone
Simon Ashby – Audiokinetic
Emanuel Wall – Strategy First
Thiago Diniz – Nuuvem
Marcelo Ferrari Wolowski – Hoplon

Serviço: 2º BIG Festival (Brazil’s Independent Games Festival)

Quando: 10 a 18 de maio (Segunda, 12, não abre para o público, apenas profissionais cadastrados no Fórum de Negócios)

Horários: De terça a domingo das 10h às 22h

Onde: Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro 1000 – Paraíso, SP

Quanto: Gratuita

* Em Porto Alegre (RS): Dias 14 e 15 de maio

Horário: 10 às 19 hs

Centro de Eventos FIERGS – Av. Assis Brasil, 8787 – Bairro Sarandi

Brasil Game Show 2013 terá o dobro do tamanho

Brasil Game Show 2013

A feira Brasil Game Show 2012 foi um tremendo sucesso, então não é grande surpresa que a edição 2013 já esteja mais do que confirmada. O que deve surpreender muita gente são os planos da organização para o evento no ano que vem, pois ele promete ser ainda maior que o último ocorrido.

Quem foi na BGS 2012 ficou espantado com o tamanho da feira e dos estandes que ocuparam o Expo Center Norte. Porém o espaço dedicado à Brasil Game Show 2013 será o dobro, já que ocupará dois pavilhões do local, o Azul e o Branco. A organização estima que a próxima edição possa receber cerca de 150 mil visitantes em seis dias de evento (4 abertos ao público e 2 para a imprensa e convidados, sendo que um é dedicado especialmente às coletivas de imprensa).

A feira Brasil Game Show 2013 terá algumas mudanças sensíveis para melhor receber o público maior, como ampliação da praça de alimentação (uma das reclamações mais frequentes dos visitantes), além de ampliação das ruas entre os estandes e melhoria nos locais de entrada e saída do evento. Outra mudança significativa é que não serão vendidos ingressos na porta a fim de evitar a ação de cambistas e filas na porta do evento. Até mesmo a área de Business será alocada para um espaço com vista panorâmica da feira.

Mapa da Brasil Game Show 2013

A organização do evento já até criou um novo mapa para que os futuros visitantes fiquem atentos aos espaços de circulação dentro da feira. A expectativa é que a edição de 2013 traga ainda mais publishers e novidades do ano. Apesar de um pouco longe, a data já está marcada: A BGS 2013 ocorrerá entre os dias 24 e 29 de outubro. Alguém aí já está ansioso?