Arquivo da tag: Brasil Game Show

TNT Energy Drink participará da Brasil Game Show pelo segundo ano consecutivo

Pelo segundo ano consecutivo o TNT Energy Drink vai participar da Brasil Game Show (BGS), a maior feira de jogos eletrônicos da America Latina. A empresa promete que vai ter energia de sobra na décima edição do evento, alem de variadas atividades e degustações. A BGS sera realizada entre 11 e 15 de outubro, de volta no Expo Center Norte, em São Paulo.

“A parceria entre BGS e TNT Energy Drink começou em 2016 e foi um sucesso! Os gamers são consumidores de energético em potencial e nossa presença só confirmou que nosso energético pode ser saboreado em diversas ocasiões. Há muita sinergia entre BGS e TNT e por isso estendemos nossa participação para a Brasil Game Cup no Rio de Janeiro. Temos grandes expectativas de repetir o resultado positivo no evento deste ano, em São Paulo”, disse Eliana Cassandre, gerente de Propaganda do TNT Energy Drink.

Além do estande na área de exposições da BGS, o TNT irá patrocinar a Brasil Game Cup e sua marca estará em toda a comunicação visual da competição de e-Sports que será transmitida ao vivo pela TV e pela internet. A estratégia busca aproximar ainda mais a marca Energy Drink com o público gamer e cyberatletas.

Para Marcelo Tavares, fundador e CEO da BGS, é um prestígio para o evento contar com a parceria do TNT por mais um ano. “O TNT é uma marca jovem, vibrante e que tem tudo a ver com o público da feira, que precisará de muita energia para curtir todas as atrações da décima edição da BGS e poderá encontrar o energético também na praça de alimentação”.

Sobre a Brasil Game Show (BGS)

Realizada pela primeira vez em 2009 na capital carioca como Rio Game Show, a BGS está a caminho de sua décima edição. Em 2017, a maior feira de games da América Latina e o segundo maior evento do setor no mundo em área utilizada será realizada de 11 a 15 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Sobrevoe uma grande metrópole no jogo indie MegaCityCopter

Quem nunca teve vontade de voar em um helicóptero e conhecer a cidade de outra perspectiva? Essa diversão está além da realidade da maioria das pessoas, porém dá para sentir um pouco dessa sensação graças ao MegaCityCopter, um game indie que te coloca no comando de helicópteros para sobrevoar uma grande metrópole enquanto atende clientes que precisam se deslocar por diferentes pontos da cidade.

Muito da mecânica é cumprir missões para empresários e personalidades para ganhar mais dinheiro, prêmios e presentes a fim de investir em novos helicópteros e missões. A cidade é enorme (mais de 1000 km²) e é baseada em arquitetura real, onde os jogadores enfrentam problemas reais enfrentados por pilotos reais.

O título está em desenvolvimento há algum tempo, porém os desenvolvedores chegaram a levar uma demo para a Brasil Game Show 2016. Na ocasião os visitantes puderam se divertir com o game e bater um papo com os desenvolvedores. Apesar da temática, MegaCityCopter possui um estilo mais árcade. Deste modo, há algumas opções mais absurdas para se divertir, como mísseis, power ups etc. A intenção é que todos os tipos de jogadores podem desfrutar deste título sem compromisso ou a pretensão de ser um simulador.

A demo disponibilizada tinha algumas missões ao estilo “Crazy Taxi”, em que os jogadores deveriam dar carona para determinadas pessoas ou cargas. O macete é que havia um contador de tempo para que tais missões fossem cumpridas, o que dava um ar de urgência ao jogador. O problema é que surgem obstáculos e a cidade é realmente grande, ou seja, o jogador precisa ser rápido e habilidoso para cumprir as missões.

O game já recebeu sinal verde na Steam e a comunidade apenas espera a data de lançamento, que deve ser breve. O mais interessante é que o título é bem complexo, mas foi desenvolvido desde o início pelo desenvolvedor AlexandreSK. Vamos ficar atentos as novidades.

Abaixo você confere o trailer de MegaCityCopter:

Breaking Machine relembra clássicos da geração 32 bits

Quem não se lembra dos clássicos do Playstation, Twisted Metal e Vigilante 8, aqueles combates de veículos altamente armados? Pois bem, esses jogos parecem ter sido relegados ao ostracismo, deixando uma legião de fãs espalhados pelo mundo. Felizmente para os órfãos desses títulos, o estúdio indie Xplow buscou referências neles para criar o jogo Breaking Machine.

Basicamente é um duelo de veículos armados até os dentes para decidir quem tem a supremacia das diversas arenas espalhadas pelo mundo. Breaking Machine tem foco no multiplayer (com suporte para 4 jogadores), com diversos modos de jogo. O título estava disponível para teste durante a Brasil Game Show 2016, no pavilhão indie, o que serviu para colocar a Xplow no mapa e chamar as atenções para seu promissor game.

A demo da BGS tinha apenas o modo Deathmatch, mas os desenvolvedores garantem que haverá outros modos como corrida, capture the flag, team deathmatch, entre outros. A ideia do estúdio é apelar para a nostalgia para agarrar os jogadores, inclusive tem todo aquele clima de co-op local. De acordo com os desenvolvedores, a intenção é reunir os amigos em frente a TV para uma partida descontraída. Mais ou menos como era na época do PS1.

Já na demo era possível ver uma variação interessante de veículos e a Xplow promete que haverão ainda mais carros na versão final. Toda a jogabilidade é claramente inspirada nos clássicos retro mencionados, ou seja, espere por explosões insanas, bombas, armas laser, skins alternativos etc. O único problema é que os desenvolvedores ainda não definiram uma data de lançamento para Breaking Machine.

Um fato interessante é que o estúdio adicionou uma mecânica que permite aos jogadores sair dos veículos para plantar armadilhas e pegar os adversários. A princípio a ideia não parece das melhores, pois pode desacelerar o gameplay, porém se bem executada a jogabilidade vai se distanciar um pouco de Vigilante 8 e seus contemporâneos da geração 16 bits. A Xplow ainda está terminando o projeto, então as novidades devem sair em breve.

Abaixo tem o vídeo de Breaking Machine:

Hue Defense: novo jogo da BraveWolf é um defense tower que faz paródia com a política brasileira

O destaque de hoje é outro título indie que fez bastante barulho durante a Brasil Game Show: Hue Defense. Trata-se de um defense tower com uma crítica política singela, porém mordaz. A cortesia é do estúdio indie BraveWolf, que surgiu em 2015 coma intenção de trazer inovação nos jogos eletrônicos.  Estamos na pequena ilha de Hue (sacou a referência?), que está sendo invadida por duas espécies danosas e especialmente perigosas: os azuis e os vermelhos. Cabe ao jogador construir poderosas torres munidas com armamentos pesados para eliminar essas terríveis ameaças.

A jogabilidade lembra bastante o famoso Defense Grid, do Xbox 360, ou seja, os inimigos começam a andar em fila indiana e o jogador deve montar suas torres em pontos estratégicos para deter o avanço dos inimigos e impedir que eles tomem os diversos pontos de interesse da ilha. Para tanto, você tem à sua disposição sete diferentes tipos de torres, cada uma com um tipo de poder de fogo. O desafio vai aumentando à medida que os inimigos surgem em maior número e se tornam mais resistentes.

O grande macete de Hue Defense é que cada torre possui seus próprios poderes e servem a diferentes propósitos. Assim, o jogador deve montar uma estratégia para destruir todos os invasores, não sendo suficiente apenas montar estruturas de defesa a esmo. Você pode montar torres de coxinha, mandioca, entre outras. São mais de 30 habilidades únicas. Inclusive há um sistema de níveis bem estruturado para que o jogador melhore suas defesas ao passo que derrota os inimigos.

Hue Defense faz uma paródia do atual cenário político do Brasil com bastante bom humor e sátiras. Ao longo das 20 fases que compõe o game você vai se deparar com situações facilmente reconhecíveis da política brasileira. Durante a semana da BGS 2016 o estúdio BraveWolf chegou a dar uma amenizada no tema político na página da Steam, porém as características dele permanecem as mesmas. A ideia é fazer os jogadores se divertir, porém sem deixar de lado uma reflexão sobre a política nacional.

Abaixo tem um trailer de Hue Defense:

Opus Castle leva o jogador para Castelinho assombrado da rua Apa, em São Paulo

A realidade virtual foi uma das atrações mais alardeadas durante a Brasil Game Show 2016. Um dos jogos mais notáveis a utilizar essa tecnologia foi o Opus Castle, único título para o HTC Vive e um dos melhores destaques da área indie do evento. A Messier Game & Animations fez uma parceria com a FIAP e  um grupo de alunos do curso de Jogos Digitais trabalhou no desenvolvimento do jogo bem como na apresentação do game em um estande bem bacana. Basicamente trata-se de um jogo de terror em primeira pessoa que tem como pano de fundo uma das histórias mais assombrosas da capital paulista.

messiergames_fiap

O grande macete é que além dos óculos de realidade virtual, Opus Castle também conta com capacidades gestuais, graças à tecnologia envolvida no HTC Vive. A ação se passa no Castelinho da rua Apa, localizada no centro de São Paulo, onde contam que nos anos 30 uma família inteira foi assassinada sem que a polícia chegasse ao responsável pelos crimes de forma conclusiva. Após muitos anos o tal Castelo ainda existe e é considerado um dos lugares mais assombrados do Brasil.

unnamedNo game, o jogador deve explorar as salas e ambientes secretos do Castelinho, deparando-se com as famosas aparições sobrenaturais, barulhos vindos de lugar algum e lamentos de espíritos do passado. Nesse ínterim, você acorda em um dos cômodos ao lado de um corpo crivado de balas. Suicídio ou assassinato? Você deve resolver este mistério ou fugir por sua vida.

Quem visitou o estande da Messier na BGS experimentou uma imersão sensorial sem precedentes, com uma arma na mão e uma lanterna em outra, o jogador podia caminhar pelo cenário e interagir com vários itens realmente assustadores. Inclusive o pessoal do Tecmundo levou um susto homérico jogando Opus Castle (no vídeo abaixo). A intenção parece ter sido se distanciar do que a maioria dos desenvolvedores brasileiros estão fazendo. O detalhe é que apesar de ter foco na realidade virtual, os responsáveis pelo projeto não descartam uma versão tradicional, sem o uso do HTC Vive.

Opus Castle ainda não tem data de lançamento definida, mas já fica a dica: fique de olho neste projeto se você é fã de games de terror, pois ele promete ser um dos melhores para as próximas temporadas. Mais informações podem ser obtidas no site oficial do jogo.

Abaixo tem o gameplay de Opus Castle:

Balanço Geral: A Brasil Game Show 2016

No ano passado a Brasil Game Show divulgou que iria mudar de endereço a fim de ter um espaço maior e mais confortável para seus visitantes. Agora no São Paulo Expo, o evento realmente está maior e repleto de atrações, mas o ponto negativo é que nenhum convidado de fora veio falar com os fãs, tarefa dada aos mais populares Youtubers do Brasil.

É preciso fazer um parâmetro com as edições anteriores, quando grandes executivos estiveram presentes como Phil Spencer, Mark Wentley, Phillipe Ducharme, Dave Freeman, Katsuhiro Harada e Bertrand Chaverot já estiveram na feira e bateram papo com público e visitantes do evento. Já neste ano, os peixes grandes estavam menos acessíveis. Uma das raras exceções foi Danny Bélanger, da Ubisoft e o pessoal da CD Projekt RED que foram apresentar o novíssimo GWENT. Quem sentiu falta de falar com produtores podia ao menos falar com os produtores independentes que estiveram na feira.

14202484_1398623340161134_574375638995480620_nApesar da evidente falta de personalidades internacionais, tudo foi compensado pela presença dos Youtubers, que alegraram seus fãs. Entre os destaques podemos citar as participações de BRKSEDU, Matando Robôs Gigantes, Bruno PH e muitos outros. A sala de imprensa, aliás, nunca esteve tão cheia, mostrando que a cobertura do evento jamais foi tão grande como a deste ano. O espaço maior contribuiu para que cada um fizesse seu trabalho de maneira confortável, pois tanto os visitantes como profissionais de imprensa podiam se ocupar de suas tarefas sem o empurra-empurra das edições anteriores (apesar de o evento estar lotado).

Muitos jogos na Brasil Game Show 2016

Na área da Sony, o grande destaque foi Horizon: Zero Dawn que estava com uma demo repleta de ação e exploração. As máquinas com o jogo estavam com filas enormes, assim como as plataformas com jogos já lançados, como as de Uncharted 4, e No Man’s Sky. Outras novidades foram as demos de The Last Guardian, de Fumito Ueda, Gran Turismo Sports, Dragon Ball Xenoverse 2, Final Fantasy XV, Bound, entre outros. O destaque fica por conta de Call of Duty Infinity Warfare, que só podia ser jogado no estande da Sony. O estande da gigante japonesa merece uma menção honrosa, pois estava bem bonito, apresentando um telão curvo para exibir trailers e gameplays de lançamentos bastante aguardados.

14224827_1398623100161158_7765475670733773866_nJá do lado da Microsoft o estande era de formato robusto, com um telão de cinema para mostrar os vídeos e jogos da plataforma americana. Nas plataformas de jogos havia muitas novidades bastante aguardadas como Dead Rising 4, Forza Horizon 3, Overwatch, Formula 1 2016, Quantum Break, Necropolis e GWENT. Os jogos mais disputados foram ReCore, Halo Wars 2, Cuphead, Killer Instinct, Minecraft Battle Mini Game e, é claro, Gears of War 4. Além de oferecer esses jogos, a Microsoft ainda realizou uma ação bem positiva para seus fãs: bastava jogar qualquer game para pegar um carimbo e concorrer a um Xbox One. Tal ação valia todos os dias do evento, ou seja, um videogame para cada dia de feira.

Fora do circuito dos estandes havia a Brasil Game Cup, a série de torneios disputados dentro da BGS. Entre as finais estavam a de Dota 2 com os times da Pain Gaming e Tshow (melhor para a Pain); Hearthstone, Counter Strike GO e Clash Royale. Quem foi conferir a BGC provavelmente não viu a Brasil Game Show, pois o público que curte campeonatos de jogos geralmente fica e permanece até o grande final, como se estivessem alheios ao resto.

14238279_1398623163494485_1447353289625212954_n

Além dos estandes da Sony e Microsoft, havia centenas de outras empresas mostrando suas novidades. Um dos mais visitados foi o estande da Ubisoft, que estava logo na entrada do evento e já hipnotizava os gamers com títulos de alta qualidade como Rainbow Six Siege, For Honor, Steep, Ghost Recon Wildlands, Watch Dogs 2 e Just Dance. Outros estandes chamavam as atenções foi a de GWENT, promovido pela CD Projekt RED, que era bem grande e movimentado.

A NVIDIA montou um estande bem bacana para promover Tekken 7 e Project Cars em altíssima definição. Um dos estandes mais bonitos do evento todo foi o da HyperX, que trouxe os populares LoL, Overwatch e Counter Strike. Já a Warner Bros levou para o evento UFC 2, Street Fighter V, FIFA 17, Resident Evil 7 e Batman Arkham VR (estes dois últimos a portas fechadas).

14232492_1398623096827825_3992278457098487630_nUm dos eventos dentro do grande show foi sem dúvidas a Brasil Game Jam, que reuniu desenvolvedores indies para criar um game do zero a partir de uma ideia divulgada no início do evento. Futuramente vamos falar sobre como foi o Game Jam, da mesma forma como falaremos sobre o pavilhão indie (jogo por jogo). Para quem não estava a fim de ver novidades, o ideal era fica na área dos fliperamas, que possuíam clássicos dos games de luta e shmups como King of Fighters, Street Fighter e Sonic Wings.

Por fim, a Brasil Game Show 2016 tornou-se um evento maior, mais organizado e capaz de atrair diferentes nichos de jogadores. Infelizmente os grandes executivos e produtores dispensaram um contato mais próximo com o público, mas espera-se que na próxima edição eles estavam lá, afinal a Microsoft e a Sony estarão com plataformas novas no mercado e será importante fazer a divulgação de maneira mais direta. O fator negativo (como sempre) fica por conta dos preços praticados por algumas empresas dentro do evento, comer na BGS está fora de cogitação.

Brasil Game Jam acontece em casa de vidro e desafia universitários a desenvolverem um game em 48 horas na BGS 2016

A equipe da Globo está com uma parceria com a Brasil Game Show para a organização da promissora Brasil Game Jam durante a maior feira de games da América Latina. A intenção da Globo é promover ainda mais o mercado nacional de desenvolvimento de games. O evento acontecerá em uma casa de vidro montada na BGS e desafiará dez equipes com três estudantes cada a criarem um game em 48 horas seguidas (das 16h do dia 01/09 às 16h do dia 3/9) e com um tema surpresa.

Terminada a maratona de desenvolvimento, o público poderá experimentar os jogos criados e votar nos melhores. Uma banca indicada pela Globo anunciará o vencedor no dia 5, último dia da feira. Todos os participantes são estudantes universitários de instituições brasileiras com idade igual ou superior a dezoito anos. As inscrições para a Brasil Game Jam deveriam ser feitas no site da BGS até o 25 de agosto, o que significa que a esta altura já estão definidos os participantes. Agora resta ao público acompanhar de perto essa Game Jam e os jogos que sairão de lá.

Serão dez equipes com três estudantes em cada correndo para criar um game que passará pelo julgamento do público e da banca da Globo. A expectativa é que alguns jogos e conceitos bem interessantes surjam do evento, além de formar amizades sólidas. Vale destacar que esta não é a primeira vez que a Globo apoia a Brasil Game Show, mostrando que a rede está empenhada em fortalecer o universo de jogos eletrônicos.

Além da Brasil Game Jam, a BGS terá centenas de atrações, incluindo a participação dos maiores publishers e estúdios de desenvolvimento do mundo, como a Sony e a Microsoft, que trarão seus jogos mais recentes para o público testar em primeira mão. Para adquirir ingressos para a BGS 2016 e conferir as principais novidades do mercado de PC, consoles, mobile, card games e jogos de tabuleiro, os interessados devem acessar o site e realizar a compra.

 

Serviço – BGS 2016 – Brasil Game Jam

Quando: 01 a 05 de setembro (1º dia exclusivo para imprensa e business)
Onde: São Paulo Expo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5 – São Paulo – SP
Horário: 13h às 21h

Na BGS, Com2us promove batalhas de Summoners War e recompensa vencedores

Outra boa atração para os milhares de visitantes da BGS 2016 será o estande da Com2us, que em sua segunda participação no evento de games promoverá batalhas ferrenhas de Summoners War, o popular RPG de ação para dispositivos mobile. A expectativa é de que o estande fique lotado de fãs durante todo o evento e que o game se torne ainda mais conhecido após a feira.

Os combates ocorrerão ao longo de todo o evento (1 a 5 de setembro). Além de conferir o Game em tablets de alta performance, os jogadores podem ganhar prêmios, brindes e  tirar fotos com cosplayers vestidos como os personagens do jogo. Como se não bastasse, você também conhecerá as novas vinhetas dos monstrinhos que a Com2us está lançando, entre elas uma que poderá ser vista em primeira mão na feira.

Os torneios de Summoners War acontecerão a partir da sexta-feira, 2/9,  em dois estilos. No modo Assalto, os jogadores enfrentarão um Dragão de 3 cabeças com a equipe da Com2us em batalhas conhecidas como raids. Já no segundo, a disputa acontece em estilo PvP (player vs player), com a participação dos já conhecidos streamers da Com2us, Dood e Desperado.

Os prêmios serão entregues de acordo com o desempenho de cada participante nos torneios. É uma boa oportunidade para novos jogadores conhecerem o título, tirar dúvidas, aprender estratégias e pegar dicas com profissionais da Com2us que virão ao Brasil especialmente para esse contato com o público brasileiro. O estande da Com2us na BGS 2016 ficará na rua C, entre as avenidas 1 e 2.

“Participamos da BGS em 2015 e ficamos muito impressionados com a resposta dos nossos jogadores. Muitos deles saíam de nosso estande, davam uma volta pela feira, retornavam ao nosso estande e passavam o resto do dia lá. A interação com a comunidade foi incrível. Foi muito bom ver o jogo criando amizades e esperamos que nesta  edição seja ainda melhor”, disse Casey Lee, gerente geral da Com2us USA.

Summoners War completou dois anos em junho, com mais de 60 milhões de downloads, dos quais 3,5 milhões são de brasileiros. O jogo está no topo das listas de games mais baixados na App Store, em que aparece entre os mais populares em 106 países, e na Google Play, na qual é um dos preferidos em 91 países.

Summoners War está disponível em português e em outras 15 línguas. Atualmente o jogo tem mais de 800 tipos de monstros que o usuário pode evoluir e dar novos poderes, tornando as batalhas ainda mais eletrizantes, com a possibilidade de ter até 30 pessoas por guilda. Os combates tendem a ser bastante estratégicos e incentivam a criatividade do jogador. Na Google Play Store e na App Store, o jogo conquistou, respectivamente, 4,3 e 4,5 de 5 estrelas.

 

Serviço – BGS 2016 – Summoners War

Quando: 01 a 05 de setembro (1º dia exclusivo para imprensa e business)

Onde: São Paulo Expo

Endereço: Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5 – São Paulo – SP
Horário: 13h às 21h


Ingressos  e outras informações: http://www.brasilgameshow.com.br

GWENT localizado em PT-BR estará disponível na BGS 2016

Os visitantes da Brasil Game Show poderão testar em primeira mão o mais novo lançamento da CD PROJEKT RED, produtora responsável pelo mega hit The Witcher. A nova empreitada é com o jogo GWENT, o viciante jogo de cartas introduzido na aventura de Geralt. A empresa montará um stand com mais de 300m² e apresentará seu mais novo jogo entre os dias 1 e 5 de Setembro, está é a primeira vez que a empresa polonesa terá um stand próprio na BGS.

De acordo com a companhia, serão mais de 30 estações de jogos disponíveis com a versão de testes do game totalmente localizada em português. A ideia é que o público dê seu feedback sobre a localização, arte, animação, experiência de jogo etc. Assim, a CD PROJEKT utilizará a feira como um termômetro para conseguir melhorar ainda mais esse card game tão ambicioso.

“GWENT tornou-se realidade graças aos milhares de pedidos de nossos jogadores de The Witcher, por uma versão independente e agora, finalmente, temos a oportunidade de mostrar e jogar com o público brasileiro pela primeira vez”, comenta Brad Auty, artista e animador de GWENT. “Estamos empolgados por estarmos presentes mais uma vez no Brasil e podermos agradecer o apoio de nossa comunidade brasileira pessoalmente”, acrescenta Auty.

Em GWENT, você enfrenta seus amigos em duelos de ritmo acelerado que misturam blefes, tomadas rápidas de decisão e uma meticulosa elaboração de seu baralho. Você deve utilizar suas cartas corretamente e gerenciar sua formação de batalha em uma rodada de melhor de três. Os personagens são típicos da mitologia de The Witcher, contendo heróis, feitiços e habilidades especiais que viram a maré da batalha. Enganação e truques inteligentes serão partes necessárias do seu arsenal.

Além de apresentar GWENT, a empresa ainda terá em seu espaço, no dia 2 de Setembro, das 14h às 18h, o Youtuber Zangado. O personagem marcará presença no stand da CD PROJEKT RED para conversar, conceder autógrafos e tirar fotos com o público presente. Além disso, nos dias 3 e 4 de Setembro, às 14h, também no stand da CD PROJEKT RED, os Youtubers dos canais Jovem Nerd e Coisa de Nerd estarão presentes para interagir com os fãs (fotos e autógrafos) e participar de um Showmatch, ao vivo, de GWENT.

Vale lembrar que a plataforma GOG.com – Loja Digital de Jogos sem DRM – realizará sorteios de chaves de grandes lançamentos. Os fãs também contarão com a presença de cosplayers internacionais, intervenções artísticas, distribuição de brindes e a presença de diversos funcionários da empresa para interação e troca de experiências.

Serviço – GWENT na BGS 2016

Quando: 1 a 5 de setembro

Onde: São Paulo Expo

Informações: Brasil Game Show

Clash Royale é confirmado para a Brasil Game Cup

A Brasil Game Cup acaba de ganhar mais um reforço, pois a Supercell, desenvolvedora de games mobile, confirmou sua participação no evento com um torneio do jogo Clash Royale. O torneio será decidido dentro da Brasil Game Show, o maior evento de games da América Latina e, de acordo com a Supercell, a disputa para as vagas na final de Clash Royale contará com classificatórias online com transmissão ao vivo com narração profissional nos canais oficiais da BGC no YouTube, Azubu  e Twitch.

Os vencedores de cada classificatória ganharão uma vaga para competir nas finais do torneio, que serão realizadas no dia 03 de setembro, no palco da Brasil Game Cup, na Brasil Game Show. Assim como na final envolvendo Dota 2 (e outros jogos não anunciados), a decisão na BGC terá premiação em dinheiro e reconhecimento nacional. Quem estiver interessado em acompanhar de perto a final, marque na agenda: a Brasil Game Show vai de 01 a 05 de setembro, em São Paulo.

Para quem não conhece, a Supercell é uma desenvolvedora dedicada exclusivamente a jogos mobile e já possui mais de cem milhões de jogadores globalmente. A empresa é responsável pelos títulos Clash Royale, Clash of Clans, Boom Beach e Hay Day. Esta é a primeira vez que Clash Royale participa da Brasil Game Cup. A BGC está em sua terceira edição e visa fortalecer o cenário de games no país. Com classificatórias ao longo do ano.

Se você é jogador assíduo de Clash Royale, a dica é pesquisar no site da BGC os regulamentos e se esforçar bastante, pois a BGS costuma ser um espaço grande e muito frequentado por fãs de e-sports e jogos eletrônicos em geral. Não por acaso as grandes empresas organizam torneios dentro da BGC, pois o palco costuma ser uma grande vitrine para seus jogos.

Abaixo tem um trailer de Clash Royale: