Arquivo da tag: bgs

Oito atrações que você não pode perder na BGS 2017

Faltam menos de dois meses para começar a Brasil Game Show 2017, o maior evento de games da América Latina. Assim como nas demais edições, os organizadores prometem horas de diversão e atrações extraordinárias. No site do evento já é possível ver um pouco do que aguardam os visitantes e foi justamente inspirado pelo que já foi divulgado, resolvemos elaborar um guia de oito atrações imperdíveis na BGS10.

Brasil Game Cup

A Brasil Game Cup já é reconhecida como um dos maiores torneios de e-sports do Brasil, juntamente com a final do CBLoL. Neste ano já foram confirmadas disputas de Counter Strike: Global Offensive e Dota 2. A certeza é que as competições atrairão os times mais tradicionais do Brasil e os jogadores mais competitivos do cenário. Para o torneio de CS, uma novidade: haverá torneios masculinos e femininos.

“É uma satisfação realizar um torneio feminino de CS:GO na Brasil Game Cup. Assim como em tantos outros esportes, em que há oportunidades e igualdade de gênero, nos e-Sports não poderia ser diferente e queremos incentivar essa prática.  Esperamos um grande torneio, com partidas acirradas e atletas de alto nível. É algo que desejamos manter para as próximas edições da BGC”, afirmou Marcelo Tavares, fundador e CEO da Brasil Game Show.

Lançamentos

GWENTAinda que não esteja no nível da E3 ou da Tokyo Game Show, é possível conferir muitas novidades de games na BGS. Sabe-se que os esperados GWENT, Call of Duty World War II, Destiny 2, Assassin’s Creed Origins e South Park: The Fractured But Whole estarão no evento. A CD Projekt Red, vale dizer, montará um grandioso estande na feira para mostrar o GWENT. Esta é a segunda vez que o estúdio polonês vai abrilhantar o evento nacional.

“Será um grande prazer fazer parte da principal feira de games da América Latina e estar presente pela primeira vez em território brasileiro. Estou muito empolgado para conhecer nossos fãs, jogadores e passarmos nossas tardes jogando partidas de GWENT”, comenta Pawel Burza, especialista de comunidade da CD Projekt Red.

Evolução do Videogame e Arena Arcade

Quem já esteve nas edições anteriores da BGS já sabe como funciona a exposição Evolução do Videogame e a Arena Arcade. O primeiro espaço é um grande museu onde os jogadores podem conferir praticamente todos os consoles já lançados desde os primórdios da indústria, incluindo os clássicos Atari 2600 e o NES. Outros sistemas mais obscuros como o Odyssey e o PONG marcam presença, assim como os novíssimos PS4 e Xbox One.

Já a Arena Arcade é um espaço para quem sente saudades dos fliperamas. Ficam disponíveis vários árcades para quem quiser jogar pérolas como The King of Fighters ou os magníficos Gradius e Metal Slug. A melhor parte: você não precisa depositar nenhuma ficha!

Área indie

A área indie é a favorita do GameReporter! Ano após ano fomos à BGS apenas para conhecer os jogos indies mais bacanas do Brasil e em nenhuma vez saímos decepcionados. Dezenas de produtores já confirmaram presença na BGS 2017, tais como a Anguis Studio, Kekis Games e a Samurai Games. Como se não bastasse, a BGS terá novamente o Indie Meeting, área onde cada expositor indie teve a oportunidade de fazer uma apresentação de seus projetos para o público. Podemos esperar jogos sensacionais!

Brasil Game Jam

Uma Game Jam nada mais é que uma competição onde desenvolvedores independentes criam um jogo do zero em 48 horas a partir de um tema comum. Em 2016 o time vencedor foi o Antworks, de Campinas – SP, com o jogo Tormenta. Em geral os desafios são bem empolgantes e prezam mais pela colaboração do que a disputa em si.

Hideo Kojima

A lenda viva dos jogos eletrônicos mundial, Hideo Kojima, vem ao Brasil pela primeira vez para participar da BGS. O mítico criador de Metal Gear Solid deve falar de suas experiências e sua carreira para um público fiel. No Brasil há muitos fãs do trabalho de Kojima. Com um pouco de sorte, devemos ter algumas novidades sobre o esperado Death Strading, o novo trabalho de Kojima.

Ed Boon

Outra lenda a marcar presença na BGS será Ed Boon, criador de Mortal Kombat. Ainda que Boom não seja um rosto bastante conhecido dos jogadores brasileiros, sua importância é inegável no cenário mundial. Numa época em que os jogos eram mis infantis, Mortal Kombat causou furor e polêmica graças a violência desmedida e a popularidade entre os jogadores mais jovens.

Atualmente, Ed Boon é diretor de Injustice 2, o game de luta que possibilita a criação e personalização de versões definitivas de super-heróis e supervilões icônicos da DC Entertainment. O game está disponível para PlayStation 4 e Xbox One, nas plataformas física e digital, totalmente em português e com versão brasileira exclusiva.

Nolan Bushnell

E por fim, vale mencionar a participação de Nolan Bushnell, o homem que começou toda essa história de videogames. Considerado o pai dos videogames, Bushnell é o criador do Atari e um dos grandes ícones da indústria de games. Presente durante todos os dias da BGS 2017, Nolan fará uma palestra sobre sua experiência na indústria dos videogames e compartilhará histórias de sua trajetória. Na área de Meet & Greet da BGS, os visitantes também poderão tirar fotos e pegar autógrafos com um dos maiores ícones do mundo dos games.

Brasil Game Show terá pavilhão coreano na décima edição

Além de apresentar os jogos mais aguardados da temporada e os indies mais promissores, a Brasil Game Show também vai ter um espaço todo especial para exibição de jogos coreanos. A organização confirmou que a edição 2017 terá uma área de 120 m² onde diversas empresas asiáticas apresentarão seus lançamentos, produtos e novidades. Esta é a segunda vez consecutiva que a Kocca, agência do governo responsável por fomentar a indústria de conteúdos da Coreia, estará na feira. A Brasil Game Show, maior feira de games da América Latina, será realizada entre os dias 11 e 15 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo.

“Além de bons jogadores, a Coreia tem ótimos desenvolvedores de jogos e a Brasil Game Show é uma grande oportunidade de mostrar a expertise dos coreanos nessa indústria”, explicou Serena Park, gerente de marketing da Kocca no Brasil. “Nossa expectativa é contatar possíveis publishers, investidores e promover encontros de negócios entre empresários brasileiros e coreanos”, completou.

Para Marcelo Tavares, CEO e fundador da BGS, a presença de um pavilhão representando um país mostra a pluralidade e a importância do evento para o mercado de games não apenas no Brasil, mas como um dos mais significativos do mundo. O fato destes programadores virem até o Brasil mostra a importância e relevância do Brasil no cenário dos jogos eletrônicos.  A expectativa é que a participação de estúdios asiáticos na BGS sirva para mostrar jogos totalmente diferentes do que estamos acostumados a ver, quem sabe até seja a oportunidade de conhecer algum novo MMO.

Além da Kocca, a BGS já confirmou presença da Canon, Com2Us, Dazz Maxprint, Dell, DXRacer, Gigabyte, HyperX, Piticas, Razer, RedFox, Saraiva, TNT Energy Drink, Ubisoft,   ACE, Ambize Studio, Among Giants, Anguis Studio, Atitude Point, Behold Studios, Big Head Store, Cat Nigiri, Cogumelo Corp, Copag, Crazzy Arcade, Dark Paladin, Dreaminside Studio, ETS2 Rotas Brasil, FlipFlop Lab, Game Nacional, GAMEscola, Gamemax, GamersClub, Games X, Geek 42, Geek Connection Geek Tag, Gênio Quiz, Genos Studio, GPD GamePad Digital, Hexa Games, Incomm, JokenPô, JZ Culture & Comm, Lady Snake Rock Wear, McFly, Mad Mimic, MBR Editorial, Midas Club Onanim Studio, Rixty, Online IPS (International Processing Solution), RMAL, Pro Simuladores, Seagate, ServerLoft, Square12, StreamSoft Games, Sunrise  The Suns Store, The Duel Brasil, Toys Collection, Vneta Studios, Void Studios, World of Collectibles e XFire Gamers e até o início do evento revelará diariamente pelo menos uma nova atração.

A décima edição da Brasil Game Show promete ser a maior e melhor de todos os tempos e contará com cerca de 250 marcas. Três atrações internacionais já foram anunciadas: Hector Sanchez, produtor de jogos das séries Mortal Kombat e Injustice, e que atualmente está na Annapurna Interactive, responsável pelos jogos recém-anunciados Ashen e The Artful Escape; Nolan Bushnell, criador do Atari; e Stephen Bliss, que foi artista sênior da Rockstar entre 2001 e 2016 e responsável pela icônica identidade visual de GTA. Até outubro, outras sete serão reveladas.

 

Serviço – Brasil Game Show 2017

Quando: 11 a 15 de outubro

Onde: Expo Center Norte

Quanto: Sexto lote – R$ 75,00 (meia entrada)

TNT Energy Drink participará da Brasil Game Show pelo segundo ano consecutivo

Pelo segundo ano consecutivo o TNT Energy Drink vai participar da Brasil Game Show (BGS), a maior feira de jogos eletrônicos da America Latina. A empresa promete que vai ter energia de sobra na décima edição do evento, alem de variadas atividades e degustações. A BGS sera realizada entre 11 e 15 de outubro, de volta no Expo Center Norte, em São Paulo.

“A parceria entre BGS e TNT Energy Drink começou em 2016 e foi um sucesso! Os gamers são consumidores de energético em potencial e nossa presença só confirmou que nosso energético pode ser saboreado em diversas ocasiões. Há muita sinergia entre BGS e TNT e por isso estendemos nossa participação para a Brasil Game Cup no Rio de Janeiro. Temos grandes expectativas de repetir o resultado positivo no evento deste ano, em São Paulo”, disse Eliana Cassandre, gerente de Propaganda do TNT Energy Drink.

Além do estande na área de exposições da BGS, o TNT irá patrocinar a Brasil Game Cup e sua marca estará em toda a comunicação visual da competição de e-Sports que será transmitida ao vivo pela TV e pela internet. A estratégia busca aproximar ainda mais a marca Energy Drink com o público gamer e cyberatletas.

Para Marcelo Tavares, fundador e CEO da BGS, é um prestígio para o evento contar com a parceria do TNT por mais um ano. “O TNT é uma marca jovem, vibrante e que tem tudo a ver com o público da feira, que precisará de muita energia para curtir todas as atrações da décima edição da BGS e poderá encontrar o energético também na praça de alimentação”.

Sobre a Brasil Game Show (BGS)

Realizada pela primeira vez em 2009 na capital carioca como Rio Game Show, a BGS está a caminho de sua décima edição. Em 2017, a maior feira de games da América Latina e o segundo maior evento do setor no mundo em área utilizada será realizada de 11 a 15 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Conheça Skydome, o jogo de estratégia online do estúdio indie Kinship

Você já ouviu falar de Skydome, o jogo de ação e estratégia do estúdio indie Kinship? O game está em desenvolvimento há poucos meses e chegou a dar as caras durante a BGS 2016. O objetivo no jogo é destruir as quatro bases do time inimigo enviando tropas de luta em uma arena. Basicamente temos uma mistura de MOBA e RTS, onde os jogadores de cada equipe devem trabalhar em conjunto para derrotar os inimigos.

Os combates são realizados em Skydome, uma arena flutuante onde todas as nações do mundo competem para decidir qual é a mais poderosa. Cada nação envia seus heróis mais habilidosos e capacitados para competir nesse esporte de simulação de guerra. As equipes são formadas por quatro heróis com funções diferentes e complementares, todas necessárias para o sucesso da nação. Os combates costumam durar cerca de 10 minutos, porém com bastante intensidade e emoção.

Os participantes podem convocar tropas diferentes para penetrar as defesas inimigas. O macete é que os competidores devem trabalhar em conjunto para criar uma estratégia conjunta de ataque e defesa, só assim eles poderão submeter os adversários e tornar-se campeões de Skydome. A intenção da Kinship é transformar o game em uma força considerável no cenário de eSport, principalmente entre jogadores intermediários que não podem se dedicar tanto quanto os pró-players de outros jogos.

De acordo com Cheny Schmeling, fundador do estúdio Kinship, a expectativa é que o jogo esteja no mercado durante o primeiro trimestre de 2017 com versões para PC e mobile. Os jogadores que estiverem interessados no projeto podem se inscrever no site da Kinship para receber atualizações e notícias sobre o game.

Você já jogou Skydome? Qual a sua opinião sobre o jogo? Conte para nós nos comentários abaixo. E capriche no texto.

Abaixo tem o trailer de Skydome:

O apocalipse zumbi chega à cidade de São Paulo em 2017 com o game indie Marco Zero

Durante o auge da crise hídrica que assolou a cidade de São Paulo, uma estratégia do governo e empresários é colocada em prática: despoluir a represa Billings a fim de colocá-la para uso da população o mais rápido possível. Entretanto algo desastroso acontece e uma doença infecta a água afetando toda a população, transformando as pessoas em zumbis. Este é o argumento de Marco Zero, game da produtora indie Monster Burp.

Você é Jonatan, um dos poucos sobreviventes que deve explorar a cidade devastada. Sua missão é encontrar e resgatar sobreviventes desse horror. Jonatan vivia em um campo de contenção livre da contaminação e é um dos poucos a ser liberados para ir à cidade devido a suas habilidades de combate. Porém as coisas não serão fáceis, pois a cidade está devastada e os inimigos estão em maior número.

Marco Zero não esconde suas influências de The Last of Us e clássicos como Resident Evil. Além do mundo pós-apocalíptico, o jogo promete um enredo cativante e bem complexo, além de puzzles bem imaginativos a serem resolvidos. É bem aterrador ver essa versão de São Paulo totalmente destruída, inclusive os jogadores irão passar por pontos turísticos da cidade. De acordo com os produtores, o game é dividido entre as seguintes áreas: Subúrbio, Centro Novo e Centro Velho.

A Monster Burp chegou a levar o game durante a BGS 2016 e a previsão de lançamento é 2017. A expectativa é que o game possua cerca de quinze horas de duração em sua versão final e dezenas de ambientes exploráveis, como escolas e lojas. A intenção é elevar o nível da produção de games indies nacionais. Durante a jogatina você vai conferir conflitos de ideais entre diferentes NPCs que defendem suas ideais mais extremas para acabar com o apocalipse.

Dê uma olhada no gameplay de Marco Zero:

Conheça o jogo de boxe brasileiro Cruz Brothers

Já ouviu falar do Cruz Brothers Game? Se você esteve na área indie da BGs 2016 as chances são altas de que tenha visto ou ouvido falar no título da produtora Donut Coffeeshop, mas se não esteve no evento, vamos falar um pouco deste título que possui uma proposta bem bacana. Basicamente é um simulador de boxe baseado em uma história real.

O estúdio Donut Coffeeshop juntou-se à Escola de Boxe Marcus Luz para criar uma web serie de boxe durante uma viagem a Cuba. O projeto deu tão certo que os responsáveis decidiram criar um jogo eletrônico, porém ao invés de simplesmente fazer um game de luta eles decidiram criar um simulador, mostrando como treinar o esporte. Além disso, questões extra-ringue podem interferir na performance dos atletas.

marc_luz-768x512A ideia parece ter sido criar uma homenagem ao mundo do boxe profissional. Os protagonistas são os irmãos Felipe Cruz e Igro Cruz, que são lutadores de boxe. Não por acaso, o modo campanha mostra a trajetória dos atletas para se tornarem campeões mundiais. O macete é que durante a aventura o jogador evolui os personagens  para encarar os desafios de maneira mais eficiente.

Esses pontos personalizáveis são atributos como dureza, força, confiança, agilidade etc. Além disso, alguns itens alterarm a performance do atleta como luvas e tênis melhores. Na fase de treinamento pré-desafio você vai para o centro de treinamento para treinar os golpes e movimentos básicos. Não basta sair esmagando os botões, mas sim esperar o melhor momento para atacar e se defender, tal como em um combate real.

A câmera se posiciona em lateral (side scrolling), lembrando muito jogos da era árcade dos games de luta como Tekken e Virtua Fighter. Porém, a mecânica é mais fiel a um combate real, ou seja, quando você tenta atacar automaticamente está abrindo mão da defesa. Mas não se preocupe: é possível tirar a defesa adversária atingindo áreas mais vulneráveis como o abdômen ou esperar o contragolpe fatal.

Mas fica o aviso: o Cruz Brothers não é totalmente uma simulação. Na verdade ele está num meio termo com o estilo árcade. Os lutadores não se cansam, por exemplo, evitando-se que os combates sejam desacelerados. Existem cinco modos de jogo, incluindo o divertido multiplayer local para até quatro participantes. Há uma versão para testes para PC e MAC. A expectativa é que o título desperte o interesse de jogadores pelo esporte de lutas marciais e pelo trabalho realizado pela Escola de Marcus Luz.

Abaixo você pode conferir um trailer de Cruz Brothers Game:

Opus Castle leva o jogador para Castelinho assombrado da rua Apa, em São Paulo

A realidade virtual foi uma das atrações mais alardeadas durante a Brasil Game Show 2016. Um dos jogos mais notáveis a utilizar essa tecnologia foi o Opus Castle, único título para o HTC Vive e um dos melhores destaques da área indie do evento. A Messier Game & Animations fez uma parceria com a FIAP e  um grupo de alunos do curso de Jogos Digitais trabalhou no desenvolvimento do jogo bem como na apresentação do game em um estande bem bacana. Basicamente trata-se de um jogo de terror em primeira pessoa que tem como pano de fundo uma das histórias mais assombrosas da capital paulista.

messiergames_fiap

O grande macete é que além dos óculos de realidade virtual, Opus Castle também conta com capacidades gestuais, graças à tecnologia envolvida no HTC Vive. A ação se passa no Castelinho da rua Apa, localizada no centro de São Paulo, onde contam que nos anos 30 uma família inteira foi assassinada sem que a polícia chegasse ao responsável pelos crimes de forma conclusiva. Após muitos anos o tal Castelo ainda existe e é considerado um dos lugares mais assombrados do Brasil.

unnamedNo game, o jogador deve explorar as salas e ambientes secretos do Castelinho, deparando-se com as famosas aparições sobrenaturais, barulhos vindos de lugar algum e lamentos de espíritos do passado. Nesse ínterim, você acorda em um dos cômodos ao lado de um corpo crivado de balas. Suicídio ou assassinato? Você deve resolver este mistério ou fugir por sua vida.

Quem visitou o estande da Messier na BGS experimentou uma imersão sensorial sem precedentes, com uma arma na mão e uma lanterna em outra, o jogador podia caminhar pelo cenário e interagir com vários itens realmente assustadores. Inclusive o pessoal do Tecmundo levou um susto homérico jogando Opus Castle (no vídeo abaixo). A intenção parece ter sido se distanciar do que a maioria dos desenvolvedores brasileiros estão fazendo. O detalhe é que apesar de ter foco na realidade virtual, os responsáveis pelo projeto não descartam uma versão tradicional, sem o uso do HTC Vive.

Opus Castle ainda não tem data de lançamento definida, mas já fica a dica: fique de olho neste projeto se você é fã de games de terror, pois ele promete ser um dos melhores para as próximas temporadas. Mais informações podem ser obtidas no site oficial do jogo.

Abaixo tem o gameplay de Opus Castle:

Empresas gaúchas membros da ADJogosRS participam de grandes eventos da indústria de jogos digitais em São Paulo

Uma das associações de desenvolvedores de jogos que mais cresce no Brasil é a ADJogosRS. Prova disso é que a organização participará de três grandes eventos de games a serem realizados no mês de setembro em São Paulo. A intenção é promover as empresas participantes da associação e trocar experiências e conhecimentos com os produtores da capital paulista.

De acordo com a ADJogosRS, uma equipe de 15 integrantes da associação e de algumas empresas coligadas estarão no SBGames, que acontece de 8 a 10 de setembro, maior evento acadêmico da América Latina na área de Jogos e Entretenimento Digital, e da Unite São Paulo, realizada um dia depois, 11 de setembro, e que reúne artistas, desenvolvedores, publishers, instrutores e entusiastas da Unity do Brasil. Vale destacar que a ADJogosRS já esteve presente durante a BGS 2016, realizada entre 1 e 5 de setembro. Durante a ocasião, foram marcadas diversas reuniões que conferiram excelentes contatos para as desenvolvedoras gaúchas. A intenção de estar em tantos eventos é estreitar laços com produtores e publishers nacionais.

“Queremos fornecer experiência de mercado e gerar mais networking com outras empresas do país e do mundo”, destacou o diretor-executivo da Associação, Ivan Sendin. Para Ivan, é importante a ADjogosRS mostrar apoio a todos os eventos que, de alguma forma, incentivem o mercado no Brasil e mostrem os potenciais do setor.

Próximos passos das empresas ligadas à ADJogosRS

Na SBGames, a empresa associada Utopia Game Studio irá palestrar sobre o seu jogo “Ilha do Presídio”, que também concorre no evento ao prêmio “Jogos de Estudantes”.  “Ilha do Presídio é um jogo de terror psicológico que se passa em uma ilha real que foi utilizada durante a ditadura militar para alojar presos políticos e presos comuns”, explica a co-fundadora da Utopia, Nathalia Cruz. A ilha retratada no jogo se localiza no município de Guaíba, região metropolitana de Porto Alegre. “Um fator muito importante é mostrar um pouco de um lugar do Rio Grande do Sul para o resto do Brasil e, quem sabe, o mundo”, explicou Nathalia.

A comitiva é composta por Carlos Idiart, presidente de ADjogosRS, Vitor Lopes (Grimoire), Marcela Trujilo (Souking), Guilherme Gonçalves e Wallace Morais (Hermit Crab), Bruno Mello Nunes (Painful Smile), Nathalia Oliveira (Utopia), Matheus Sampaio e Bianca dos Santos (Midnight Creators), Guilherme Heckel e Leandro Michel (Mr. Dev Studio), Orlando Fonseca (Imgnation), Andre de Souza (Vox Studio), Luiz Reolon e Leonardo Pietrowski (Yoho).

Outras dicas de negócios, empreendedorismo e renda extra em Primeiro Negócio.

GUTS é o novo jogo mais brutal de todos os tempos

O ano é 2067. O mundo vive no ápice do capitalismo e a televisão tornou-se o pior pesadelo dos opositores de reality shows, ou seja, uma sucessão de programas voltamos a entretenimento desmedido, sem que sejam avaliadas as consequências. Nesse interim, um cientista descobre que ficarmos expostos a níveis extremos de violência na televisão nos mantém saudáveis e pacíficos. Assim, a violência na TV passa a ser permitida, e as celebridades que participam desses jogos brutais são extremamente endeusadas!

Desmembrar o seu oponente em um programa de TV não parece a coisa mais normal do mundo, mas tente imaginar toda essa violência misturada com um alto nível de humor. Esta é a premissa de G.U.T.S. – Gory Ultimate Tournament Show, um jogo de luta e tão brutal que os lutadores perdem seus membros durante os combates e permanecem lutando até destruir o adversário.

Cada personagem tem a sua história e um motivo para estar competindo no show. Coloque um padre marombeiro para lutar contra um lenhador, que também é um ativista pelo meio ambiente para poder cortar as árvores ele mesmo, e mantenha a audiência e o apresentador do GUTS entretidos – caso contrário ele poderá adicionar algumas surpresas a luta, como serras e lava no meio do cenário! Tudo é válido para manter o show divertido para os espectadores e jogadores.

A ideia é do estúdio brasileiro Flux Game Studio, a mesma de V de Vinagre e Avenida Fighter. Diferente de outros games de luta tradicionais, em GUTS os personagens se batem e esquartejam até virarem cotocos sem braços e pernas. O jogo é bastante balanceado e competitivo e será apresentado aos gamers na Brasil Game Show (BGS), maior evento de games da América Latina.

O gameplay altera os golpes dos personagens conforme ele tem seus braços e pernas arrancados, trazendo um ar de criatividade em um gênero de games que se renova com pouca frequência. Claro que a violência excessiva pode preocupar país de jogadores mais novos. Por isso a Flux Games Studios decidiu aliviar a tensão dos desmembramentos com um ar cômico e descompromissado. Arrancou o braço do seu oponente? Sem problemas, utilize esse mesmo braço para dar um golpe nele!

Os jogadores podem visitar o estande I-09 da BGS para testar o game o quanto quiser em duas estações. Além disso, os desenvolvedores organizarão um torneio durante a feira de games, de modo que a expectativa é que GUTS se torne o primeiro e-sport de luta brasileiro.

O game tem previsão de lançamento para o segundo semestre de 2017 para as plataformas PS4, XOne, Windows e Steam. Acesse playguts.net para saber mais sobre o jogo.

1º Campeonato Oficial de GUTS na BGS

A BGS será palco do primeiro campeonato oficial de GUTS. O torneio será no formato Mata-Mata de lutas únicas, com os vencedores avançando até a grande final.

Vão rolar duas edições independentes do Campeonato de GUTS: uma no sábado (03/09), outra no domingo (04/09). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas ou antecipadamente, ou mesmo no próprio dia. As lutas estão previstas para começar às 18:00 de cada dia.

O campeão de cada dia vai ganhar uma chave do jogo para PC para baixar gratuitamente no lançamento, previsto para o segundo semestre de 2017. Quem quiser, pode baixar a versão atual do game em playguts.net e já ir treinando para arrancar tudo que é braço e perna na BGS!

Serviço – GUTS – Gory Ultimate Tournament Show

Estande:  I-09 e I-18 (letra i, vogal), próximo ao estande Xbox
Local:  Brasil Game Show – São Paulo Expo – Rod. dos Imigrantes, s/n – Vila Água Funda, São Paulo – SP, 04329-900 (Como Chegar)
Quando: 01/09 – das 13h às 21h (Somente imprensa e convidados) e 02/09 até 05/09 – das 11h às 21h
Campeonato:
Sábado 03/09 às 18h
Domingo 04/09 às 18h
Desenvolvimento: Flux Game Studio

As atrações que você precisa conferir na BGS 2016

A principal feira de games da América Latina, a BGS, chega a sua  9ª edição com muitas novidades para os fãs de games e tecnologia. Entre os dias 01 e 05 de setembro, o público poderá conferir no São Paulo Expo os lançamentos dos principais jogos, participar de campeonatos e ainda levar para a casa o colecionável do seu game favorito.

Confira as atrações da BGS 2016 que você não pode perder:

  1. Novidades e lançamentos de games

O ponto alto da Brasil Game Show são os lançamentos e as novidades do mundo dos games. Nesta edição, alguns títulos importantes já confirmaram presença, como “Resident Evil 7”, “Gears of War 4” e “For Honor”. Também já estão garantidos na BGS 2016 “Steep”, game de esportes radicais de inverno da Ubisoft; o jogo de dança “Just Dance 2017”; “Forza Horizon 3”, que leva as pistas de corrida em mundo aberto para a Austrália; e “Batman Arkham VR”, experiência em realidade virtual do homem-morcego. Entre os destaques, provavelmente um dos mais aguardados para a feira é Horizon Zero Dawn da Sony.

 

  1. Brasil Game Jam

Na edição deste ano, a BGS terá um espaço voltado para a criação de games. 10 equipes de três estudantes universitários cada terão 48 horas para desenvolver um game do zero dentro da feira, em uma casa de vidro montada no São Paulo Expo. O espaço é apoiado pela Globo, o que deve garantir uma grande visibilidade para os vencedores, além de uma competição de alto nível.

 

  1. Loja de colecionáveis e presença de youtubers

A ToyShow, maior loja de colecionáveis da América Latina, participa pela segunda vez da BGS. Neste ano, a loja levará mais de cinco mil produtos diferentes entre Action Figures, estátuas, bustos, réplicas, artigos de decoração, camisetas, Legos e acessórios. Marcas cobiçadas pelo público, como Marvel, Dc Comics, Star Wars, Bandai, Sideshow, Hot Toys, DTC e Funko, também estarão presentes. Haverá no estande da loja um palco para entrevistas e tarde de autógrafos com youtubers. Os Irmãos Piologos e Júlio Cocielo, do Canal Canalha, já estão confirmados.

 

  1. Campeonatos de games com premiação

A BGS 2016 também vai organizar um campeonato de Counter Strike: Global Offensive do game mobile Clash Royale, que vai oferecer até R$ 10 mil aos vencedores. Além deles, algumas produtoras realizarão torneios fora da Brasil Game Cup, como é o caso da CD Projekt RED que vai convidar seus visitantes em um torneio de GWENT.

 

 

Serviço – BGS 2016

Quando: 1 a 5 de setembro

Onde: São Paulo Expo – Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – São Paulo/SP

Horário: 13h às 21h