Arquivo da tag: 2D

Trajes Fatais é o game de luta 2D do estúdio Onanim

Durante uma festa a fantasia, uma misteriosa divindade concede poderes aos convidados, de acordo com os trajes que estão usando. Agora, eles precisam participar de um perigoso torneio para escapar. Essa é a premissa de Trajes Fatais, um jogo de luta para PC em pixel art desenvolvido pelo estúdio indie Onanim, com mecânica acessível e animações de alta qualidade remetendo aos grandes clássicos 2D.

Uma misteriosa entidade denominada Makiabel congela o tempo, cedendo a alguns participantes da festa o poder das fantasias que estão usando. Guiados por uma versão alternativa de si mesmos, os B-sides, os escolhidos são obrigados a lutar entre si, competindo pela própria liberdade e pelo Poder destinado ao vencedor. Apenas um deles pode vencer o torneio dos Trajes Fatais.

O game esteve em campanha no Kickstarter, porém não atingiu a meta necessária. Mesmo assim, o estúdio Onanim não desistiu da ideia de lançar o game e promete novidades  em breve. O título segue a linha dos jogos de luta 2D da geração 16-32 bits, ou seja, a qualidade promete ser das mais altas. Há um beta disponível para PCs, já com o modo versus e quatro personagens jogáveis: Lucy Fernandez, Lourenço Sombra, Cristiano Martins e Lucy BSide.

onanimA Mecânica de Trajes Fatais é bem simples: com um botão de ataque você pode realizar várias ações. Cada uma das direções somadas ao ataque ocasiona uma reação apropriada. Cabe ao jogador saber os melhores movimentos para cada situação de jogo. A expectativa é que a versão final traga mais botões de ação e funcionalidades. Além dos torneios, os jogadores podem mergulhar no modo história, desvendando as intrigas políticas e os segredos da cidadezinha de Apolínea do Sul e das motivações do misterioso Makiabel.

Outro ponto forte é o estilo visual em pixel art totalmente desenhado à mão. Não é a toa: os desenvolvedores se declararam fãs de jogos como The King of Fighters e Street Fighter. Trajes Fatais venceu o prêmio de Melhor Jogo por voto popular no SBGames 2015 e recebeu sinal verde no Steam Greenlight.

O jogo será lançado inicialmente para PC Windows  mas temos planos de portar para Linux e Mac, bem como PS4, XOne, Android e iOS. Como a meta não foi atingida, não há uma previsão concreta de lançamento, mas a expectativa é que em meados de 2017 tenhamos mais novidades.

Confira o trailer de Trajes Fatais:

Conheça o game indie brasileiro Rise of Ages

Hoje vamos falar de um dos títulos mais ambiciosos já produzidos por um estúdio indie brasileiro. Trata-se de Rise of Ages, um sandbox 2D que faz o jogador passar por diferentes eras da civilização, desde a idade da pedra até a robótica. Neste game você vai assumir o papel de um líder de uma nova civilização com o objetivo de recrutar mais pessoas para expandir esse povo e evoluí-lo tecnologicamente através das Eras. Rise of Ages é uma cortesia da Anguis Game Studio, um estúdio fundado em 2013 em Porto Alegre com foco em jogos 2D.

Após customizar seu personagem, você inicia o jogo em uma caverna escura, onde lhe é contada ema breve história de introdução. A partir daí, você deve sair da cavena em busca de outras pessoas para formar uma comunidade. Para tanto, basta explorar todo o mapa do jogo. Mas não pense que a tarefa será fácil, durante a aventura, você vai executar diversas atividades que vão desde cortar árvores até encarar batalhas ferrenhas contra diferentes inimigos.

Coletar recursos naturais é uma das atividades mais corriqueiras do jogo, de modo que você deve coletar madeira, couro, carne, vegetais etc. A ideia básica é manter o personagem com energia e utilizar alguns dos recursos para construir novas estruturas para sua população crescente. Vale destacar que Rise of Ages possui dois modos de jogo: single player e multiplayer.

Um dos pontos mais interessantes é que o jogador terá interagir com outras civilizações, utilizando uma abordagem mais democrática ou (dependendo do caso) agressiva, através de guerras.Durante a etapa de busca de aliados, você vai atribuir aos NPCs diferentes profissões, desde guardas para proteger a cidade de inimigos e animais selvagens, até alguém responsável pela produção dos equipamentos.

Rise of Ages contará com um sistema chamado Genoma, onde o jogador irá evoluir através das Eras, enquanto o seu DNA também evolui através de várias ações que irão dar experiência e, após acumular determinada quantia, poderá ativar habilidades unidas, que podem ser obtidas através da árvore de habilidades.

Rise of Ages está em desenvolvimento para PCs, mas o estúdio não descarta uma versão para consoles de mesa caso o projeto seja bem sucedido. A comunidade já até deu sinal verde para que o game seja lançado através da Steam. A previsão de lançamento é para o primeiro trimestre de 2017. Para quem estiver ansioso para jogar este game, o Anguis Studio disponibilizou uma demo gratuita.

Abaixo tem o trailer de Rise of Ages:

Jogo brasileiro Tiny Little Bastards inicia campanha no Catarse

O jogo Tiny Little Bastards da produtora independente Overlord Game Studios já havia conseguido o sinal verde da Steam Greelight, mas agora vem a segunda etapa para que o lançamento seja realizado conforme as ambições do estúdio, que espera levar o game para as plataformas Xbox One, Playstation 4 e PC. A segunda etapa é conseguir fundos para lançamento através do site de crowdfunding Catarse.

Para quem não conhece, Tiny Little Bastards é um Action RPG de plataforma 2D com temática viking que conta a história de três irmãos: Ivarr, Ubba e Helga, que são surpreendidos quando sua taverna é saqueada por uma horda de goblins. Cabe aos jovens viajar pelo mundo em busca de sua cerveja roubada e trazer a paz ao mundo assolado por esses pequenos bastardos. A aventura levará os três irmãos por ambientes diversos, como calabouços dentro de abóboras e até mesmo a Lua.

Para ser lançado, o jogo precisa de R$ 30 mil em 60 dias (tempo da campanha), de modo que os jogadores podem contribuir com valores  iniciais de R$ 10. Os contribuintes ganharão brindes de acordo com o valor doado. Os maiores contribuintes recebem prêmios como cópias digitais e físicas do game, trilha sonora, bonecos, estatuetas e até mesmo participação na criação de conteúdo (na dublagem ou desenvolvimento de personagens).

O título possui um sistema de crafting, evolução de personagens por meio de talentos e itens, controle de estatísticas e até mesmo opções de diálogo que mudam os rumos da história. Assim, cada jogador terá uma experiência única.

Cada um dos jovens tem suas próprias habilidades especiais: Ivarr, por exemplo, pode criar terremotos e rapidamente percorrer os campos de batalha com suas habilidades; Helga utiliza seu escudo para se proteger e contra-atacar os inimigos; já Ubba conta com arco e flecha para atacar à distância e diversas armadilhas para controlar o posicionamento de seus oponentes.

Abaixo tem o trailer de Tiny Little Bastards:

Cubstáculos é o primeiro jogo da Tumts Games

Cubstáculos é nome do jogo que acaba de ser lançado para mobile pela produtora indie Tumts Games. O game é bastante simples, porém com potencial de divertir seus jogadores por horas a fio. Trata-se de um título de plataforma 2D em que o jogador controla um personagem com formato de cubo e deve seguir em frente  desviando de variados obstáculos.

Para desviar, o jogador deve pular os obstáculos, ou seja, é tudo muito simples e intuitivo. A ação é realizada apenas tocando rapidamente na tela em qualquer área à frente do personagem. Para um salto mais alto, basta tocar e segurar a tela. Para reduzir a velocidade e auxiliar nos obstáculos mais difíceis basta dar um toque e manter pressionado em qualquer lugar da tela atrás do personagem.

Uma mecânica interessante é que enquanto a velocidade do personagem for reduzida não é possível realizar saltos. Outra ferramenta para ajudar na progressão é a habilidade de realizar salto duplo, de modo que é possível desviar de obstáculos maiores. Para realizar tal ação, basta um simples toque na tela enquanto estiver no ar. A impressão é que Cubstáculos é um projeto que busca a simpatia de jogadores mais jovens e que buscam desafios intensos.

Sobre Cubstáculos:

Há ainda cenários que mudam a física do personagem, como as fases subaquáticas em que os vários toques na tela mantém o personagem nadando. Assim como a jogabilidade, os gráficos do jogo são bastante simples e utilizam poucas cores. Cubstáculos é um projeto de conclusão de curso e está disponível para download gratuitamente através da Google Play. Este é o primeiro game da Tumts Games.

Prepare sua espada: a pré-venda de Odallus já começou

Nosso destaque do dia é o mais recente projeto da JoyMasher, selo independente de jogos criados pelos desenvolvedores Danilo Dias, Thais Weiller e Marco Galvão. O estúdio é focado em proporcionar ao jogador o mesmo tipo de experiência vista na geração 8-16 bits. O novo game chama-se Odallus: The Dark Call e trata-se de um game com elementos de ação e exploração.

Na trama, diz-se que os deuses abandonaram os humanos à própria sorte, tornando o mundo em um lugar caótico e a mercê de pessoas e criaturas sedentas por poder. O clima explora um mundo apocalíptico que visa a sobrevivência do mais forte. Nesse ínterim, surge o herói Haggis que deve empunhar sua espada para lutar pela justiça e pelas pessoas que ama.

O game busca inspiração em antigos jogos do NES e sua exploração é dividida em estágios alinear, ou seja, com diversos caminhos a serem seguidos e diferentes itens e upgrades espalhados pelo cenário. Nos ambientes os jogadores deparam-se com estranhas criaturas e armadilhas mortais, de forma que o jogador deve ficar sempre atento. Ele lembra um pouco jogos como Castlevania e Ghosts’n Goblins.

O game foi desenvolvido para Windows e já está disponível para pré-compra. Para isso, basta acessar o site do game e fazer a reserva. Os jogadores que comprarem terão acesso ao beta mais recente do jogo. O preço é de US$ 14,99.

Abaixo tem o trailer do game Odallus:

Game brasileiro Bandit Town é lançado em território nacional

O leitor Christiano Lima Santos entrou em contato conosco para dizer que seu game Bandit Town foi, enfim, lançado em território brasileiro.

O jogo, que foi criado a um cliente que lançou o game apenas em território dinamarquês e desistiu de promovê-lo, ficou sob responsabilidade de seus desenvolvedores, que agora apostam no boca a boca para fazer seu trabalho ser visto.

O mundo virtual permite aos seus jogadores explorar cenários, disputar partidas de games casuais e fazer novos amigos. Com visão isométrica 2D e gráficos inspirados em cartuns, Bandit Town tem elementos interessantes, como a possibilidade de personalização das roupas do avatar, criação de clubes, e também organização de um apartamento, investindo em mobília.

:: Conheça Bandit Town agora

Sony quer tentar levar realidade virtual para os games

A tentativa de trazer realidade virtual ao mundo dos games não é nova, mas a Sony quer tentar novamente ampliar a imersão em games com óculos da chamada RV.

Em uma entrevista concedida por Mick Hocking, diretor sênior da Sony Worldwide Studios, ao site Develop, o executivo comentou que além do 3D, a empresa também quer apostar na realidade virtual com um óculos que foi mostrado durante a CES, adaptado também aos games.

Entre as outras apostas para o setor de jogos está o monitor PlayStation, que além de imagens em alta definição, 2D e 3D, permitirá disputa entre dois jogadores, no mesmo dispositivo, impedindo que um jogador veja o que acontece na tela do outro.

Será que dessa vez a realidade virtual deslancha nos games?

[Via Joystiq]

Baixe gratuitamente o primeiro game brasileiro da Chrome WebStore

O leitor Afonso Ribeiro Oliveira entrou em contato para dizer que o game criado em parceria com seus colegas Ivan Freire, Mauro Fidelis, Vinicius Fontoura, Rafael Melaré e Victor Ricthmann, fundadores da Gameskrew, está pronto.

E não só isso, Devil’s Slap é o primeiro game brazuca na Chrome WebStore. O título 2D de plataforma side scrolling que coloca o jogador na pele de um diabinho que passeia pela cabeça do genial Einstein, batendo em neurônios que pararam de funcionar corretamente e atrapalhavam o desenvolvimento de sua teoria foi desenvolvido pelos universitários e já pode ser baixado gratuitamente.

Até agora Devil’s Slap já recebeu 15 classificações, todas com a nota máxima. O game pode ser baixado aqui.