Arquivo da tag: 2017

Asian Kung Fu Generation se apresenta no Sana Fest e no Anime Friends 2017

O Sana Fest 2017 vem aí e recheado de surpresas para quem curte anime e música japonesa: a banda Asian Kung Fu Generation foi confirmada como grande atração musical para o dia 16 de julho. A banda é extremamente famosa pelas canções “Haruka Kanata” (Naruto), “Rewrite”(Fullmetal Alchemist) e “After Dark” (Bleach). Esta é a segunda vez que a banda visita o Brasil, sendo que a primeira vez foi em 2015 na cidade de São Paulo.

O Sana Fest é o maior evento de cultura pop e oriental do Nordeste e o primeiro lote de ingressos promocionais já está disponível. Os ingressos são vendidos em combo ou por dia e estão nos valores promocionais de R$ 75,00 (meia) do pacote para os três dias, R$ 25,00 (meia) da sexta-feira, R$ 35,00 (meia) do sábado e R$ 45 (meia) do domingo. A edição 2017 acontece nos dias 14, 15 e 16 de julho no Centro de Eventos do Ceará.

asianDe acordo com a organização do Sana, o benefício da meia-entrada será dado a estudantes, professores, portadores de necessidades especiais, doadores de sangue regulares, idosos, jovens de baixa renda e pessoas que levarem 1 kg de alimento não perecível. Os alimentos arrecadados serão destinados ao IPREDE – Instituto da Primeira Infância, que atua desde 1986 como um centro de referência na prevenção da desnutrição infantil e na inclusão social de crianças em situação de vulnerabilidade.

Asian Kung Fu Generation também no Anime Friends 2017

 af

Antes de se apresentar no Sana Fest, a banda se apresenta no Anime Friends 2017, evento de cultura pop mais tradicional de São Paulo. A apresentação no evento paulista ocorre nos dias 8 e 9 no palco Arena Friends. A expectativa é que o grupo toque todos os seus hits e atraiam milhares de fãs para o evento. O AF 2017 também conta com apresentações dos grupos Do As Infinity (primeira apresentação em terras tupiniquins) e do T.M. Revolution, que é famoso por suas canções e apresentações impecáveis.

O Anime Friends começa vai de 07 a 09 de julho e além das atrações musicais também teremos dezenas de palestras, estandes, concurso de animekê, diversos youtubers e concursos cosplay. Ao contrário dos anos anteriores, o Anime Friends será sediado no Transamerica Expo Center. Mais informações e ingressos no site oficial.

NZN elege as as promessas em games para 2017

Os apaixonados por jogos já têm motivos para comemorar! O ano de 2017 definitivamente será um dos melhores para quem aguarda por lançamentos e novidades. E para atualizar os gamers de plantão, a NZN, um dos principais players em soluções para publicidade e comunicação do mercado, acaba de reunir as grandes promessas para o primeiro semestre.

A lista traz apenas os lançamentos para o primeiro semestre do ano, de modo que a comunidade terá muitas coisas boas para se entreter neste início de ano. Muitos outros games que devem sair no segundo semestre ainda não possuem data de lançamento definida, e tantos outros devem ser anunciados apenas durante a E3, a maior feira de games do mundo, a ocorrer em Los Angeles entre os dias 13 e 15 de junho.

Confira abaixo o calendário de lançamentos da NZN para 2017:

Janeiro

khhdgonbrasilComeçando em Janeiro, teremos Gravity Rush 2, exclusivo do PS4; Yakuza 0, prequel que vai explicar as origens da franquia; Kingdom Hearts HD 2.8: Final Chapter Prologue, compilação com conteúdo do RPG que mistura Disney com Square e Resident Evil 7, que promete revitalizar a série com uma perspectiva em primeira pessoa.

 

Fevereiro

c356330f-e4b0-4dca-8ef6-e685d5eb83c6Fevereiro também promete grandes surpresas: Halo Wars 2, que vai agradar os fãs de estratégia no Xbox One e no PC; Sniper Elite 4 que pretende ser um jogo mais acessível da franquia; For Honor que deve trazer combates cadenciados nas mãos da Ubisoft; NioH que seguirá uma fórmula Dark Souls com Onimusha e Horizon: Zero Dawn, grande promessa da Sony, que chegará ao PS4 (com direito a patch para o PS4 Pro).
Março

zelda0005Já em Março, o ritmo pode até acalmar, mas não irá esfriar: NieR: Automata é um RPG de ação futurista da Square Enix ainda envolto por muitos mistérios; Ghost Recon Wildlands que marcará o retorno de uma das franquias de ação mais amadas do selo Tom Clancy. Temos também Mass Effect Andromeda, o aguardado RPG sci-fi da EA. E para fechar o mês, teremos a chegada do jogo mais aguardado do mercado: o lançamento do Switch! Com alguns dos títulos já anunciados – entre eles The Legend of Zelda: Breath of the Wild, o novo Super Mario Odyssey, além de jogos third-party –, o console híbrido será lançado nos Estados Unidos no dia 3 de março e custará US$ 299. Este novo consoles da Nintendo promete ser um divisor de água em 2017.

 

Abril

maxresdefaultNo mês de Abril, temos quatro lançamentos já confirmados: Sniper Ghost Warrior 3, que segue uma fórmula com pouco Far Cry com Sniper Elite, e traz um mundo aberto militar; Persona 5, o tão esperado RPG da Atlus que dará continuidade ao formato descontraído da franquia; Yooka-Laylee, jogo de plataforma dos mesmos criadores de Banjo-Kazooie; e Dragon Quest Heroes 2, continuação do game que transformou a série de RPG japonesa em um hack-and-slash estilo Dynasty Warriors.

 

Durante o primeiro semestre

seaofthieves

Ainda sem data, mas previstos para o primeiro semestre de 2017, temos os aguardados: Outlast 2, Prey, Sea of Thieves, Uncharted: The Lost Legacy, South Park: A Fenda que Abunda Força e Sexta-Feira 13. A ideia é que esses títulos sejam lançados pelo menos até o final de junho.

Conheça Skydome, o jogo de estratégia online do estúdio indie Kinship

Você já ouviu falar de Skydome, o jogo de ação e estratégia do estúdio indie Kinship? O game está em desenvolvimento há poucos meses e chegou a dar as caras durante a BGS 2016. O objetivo no jogo é destruir as quatro bases do time inimigo enviando tropas de luta em uma arena. Basicamente temos uma mistura de MOBA e RTS, onde os jogadores de cada equipe devem trabalhar em conjunto para derrotar os inimigos.

Os combates são realizados em Skydome, uma arena flutuante onde todas as nações do mundo competem para decidir qual é a mais poderosa. Cada nação envia seus heróis mais habilidosos e capacitados para competir nesse esporte de simulação de guerra. As equipes são formadas por quatro heróis com funções diferentes e complementares, todas necessárias para o sucesso da nação. Os combates costumam durar cerca de 10 minutos, porém com bastante intensidade e emoção.

Os participantes podem convocar tropas diferentes para penetrar as defesas inimigas. O macete é que os competidores devem trabalhar em conjunto para criar uma estratégia conjunta de ataque e defesa, só assim eles poderão submeter os adversários e tornar-se campeões de Skydome. A intenção da Kinship é transformar o game em uma força considerável no cenário de eSport, principalmente entre jogadores intermediários que não podem se ddicar tantoquanto os pró-players de outros jogos.

De acordo com Cheny Schmeling, fundador do estúdio Kinship, a expectativa é que o jogo esteja no mercado durante o primeiro trimestre de 2017 com versões para PC e mobile. Os jogadores que estiverem interessados no projeto podem se inscrever no site da Kinship para receber atualizações e notícias sobre o game.

Abaixo tem o trailer de Skydome:

Conheça Aestium, o card game pós-apocalíptico brasileiro

Bem vindo à Aestus, um planeta devastado por guerras nucleares que fará você perceber rapidamente que é preciso batalhar pela sobrevivência. É nesse clima que se passa o card game Aestium, um título que mescla elementos rústicos com outros futuristas em um ambiente hostil. As cidades desabitadas são palcos de combates mortais entre máquinas de baixa tecnologia e homens desfigurados que se agrupam em clãs tribais.

De acordo com os desenvolvedores, o título é extremamente simples de entender, pois ele simplifica muitas das complexas regras dos jogos de cartas tradicionais que existem. Entretanto, são necessárias boas horas de jogatina para dominá-lo completamente. O game lembra algo de Hearthstone, porém com todo o jeitão brasileiro, graças a sua dublagem tão característica.

Aestium esteve em campanha no Kickstarter, porém não alcançou a meta desejada de R$ 25 mil. Entretanto, os desenvolvedores haviam informado que mesmo que as metas não fossem alcançadas o desenvolvimento seguiria adiante, com a expectativa que o lançamento oficial seja realizado no primeiro semestre de 2017 gratuitamente.

Em Aestium – Dawn of Hope, você será transportado para um universo fantástico onde tecnologia e misticismo estão lado a lado! Ciborgues enfrentam dragões mecânicos, enquanto os famosos conjurocratas habilidosos lançam labaredas com as mãos contra motoqueiros lunáticos. Torne-se um conjurocrata e aprenda os segredos das artes ocultas para sobrepujar seus oponentes e reivindicar domínio sobre territórios e recursos.

O game Aestium será lançado para PC e os jogadores poderão desafiar seus amigos para duelos emocionantes que renderão recursos necessários para adquirir novas cartas e melhorar os seus decks. Além disso, você poderá se juntar a outros 2 aliados para competições de trios, onde os conjurocratas concentram sua energia para invocar criaturas colossais.

Você terá ainda que estar preparado para as hostis ameaças naturais, pois os diferentes tipos de tabuleiro acrescentam modificadores globais que afetam todos os jogadores em campo, assim como a passagem de tempo.  Esteja preparado para enfrentar desertos escaldantes, noites congelantes nos vales ou nevascas de cortar a pele.

Infelizmente não há muitas novidades sobre o game desde o meio de 2016, porém a comunidade entende que o desenvolvimento segue firme e forte. Mais novidades devem ser compartilhadas no site do game.

Abaixo tem o vídeo de divulgação de Aestium – Dawn of Hope:

Top 10: Games indie para 2017

O ano de 2017 já bate às portas e muita gente já está de olho nos pesos-pesados que serão lançados. Se você não curte apenas games AAA, já sabe que muitos dos jogos independentes podem ser tão bons ou melhores que qualquer grande lançamento publicado pelas grandes empresas. Pensando nisso, selecionamos dez games indie que você precisa ficar de olho em 2017. Ao final da lista você vai concordar que o ano promete ser um dos melhores para os gamers.

Talvez estes games não sejam tão conhecidos quanto Marvel vs Capcom, mas pode acreditar que qualquer um deles tem possibilidades de ser tão bem sucedido quanto o jogo de luta dos super-heróis. As perspectivas são tão altas pois a atual geração está finalmente amadurecida e os estúdios já podem tirar o máximo proveito dos hardwares. Nesta lista não enumeramos por ordem de importância. Deste modo, cada um dos games é igualmente aguardado.

 

Confira abaixo dez dos mais aguardados jogos indie para 2017:

 

Flinthook

Plataformas: XO, PC I Editora: Tribute Games

A Pixel Art de Flinthook é a segunda coisa que mais chama as atenções no game da Tribute Games. A primeira? A ação desenfreada e a jogabilidade viciante, é claro. As inspirações são  Spelunky e Rogue Legacy. Há ação no game, bem à lá Megaman das antigas, o que deixou os visitantes da E3 2016 bastante entusiasmados. O título ainda não tem uma data de lançamento definida, mas a promessa é que ele chegue ao mercado em 2017 mesmo.

 

HOB

Plataformas: PC, PS4 I Editora: Runic Games

O pessoal da Runic Games não é nenhum pouco inexperiente: em 2009 eles trouxeram o ótimo RPG de ação Torchlight, o que dá a eles a confiança necessária para o lançamento de HOB, um adventure que fará o jogador mergulhar num mundo de fantasia desolador. O planeta está “quebrado” e cabe a você consertar tudo, para isso você deve resolver diversos puzzles em ruínas de um mundo mecânico. Um dos elementos mais interessantes do game é que a narrativa não tem qualquer linha de diálogo ou textos. Sim, você vai ter de interpretar e resolver o mundo usando apenas sua inteligência.

 

Hollow Knight

Plataformas: Wii U, PC I Editora: Team Cherry

Hollow Knight é um metroidvania que te coloca na pele de uma espécie de coelho antropomórfico que deve explorar as profundezas de cavernas e túneis habitados por criaturas ferozes e grotescas. Há muito foco em exploração e combate que fará os jogadores desejarem conhecer cada pequeno buraco e vala encontrados. Durante as aventuras, o jogador vai conhecer outras criaturas dispostas a ajuda-lo, porém não pense que tudo são flores: os combates prometem ser especialmente difíceis.

 

Little Nightmares

Plataformas: PS4, PC, XO I Editora: Bandai Namco

Uma garota de nove anos chamada Six é sequestrada e levada para o The Maw, um local repleto de almas corrompidas que a querem devorar. Sim, a trama é de terror, mas o game em si não é nada assustador. Imagine o clima soturno das aventuras animadas de Tim Burton para ter uma ideia do que aguarda Six. O game promete algumas referências da vida moderna e representações de criaturas que nos atormentavam na juventude. “Levou 10 anos para chegar até esse momento, para revelar o jogo mais empolgante da história da nossa empresa: um conto sombrio e excitante sobre desajustados grotescos!” disse Andreas Johnsson, Business Developer & Deputy CEO no Tarsier Studios.

 

Rime

Plataformas: PS4, Switch I Editora: Grey Box & Six Foot

Rime é um adventure em mundo aberto repleto de puzzles que está em desenvolvimento exclusivo para o PS4. Ele foi revelado durante a Gamescom 2013 e desde então não saiu do radar dos fãs da plataforma da Sony. Infelizmente a Tequila Works, desenvolvedora do game, não revelou quase nada desde então. Sabemos que Rime conta a história de um garoto que deve sobreviver e escapar de uma ilha misteriosa assolada por uma terrível maldição. Os vídeos revelados deixam a impressão de que esta será uma aventura bastante solitária e intensa. Os visuais lembram algo de Legend of Zelda: Wind Waker.

 

Seasons of Heaven

Plataformas: Switch I Editora: Nintendo

Seasons of Heaven foi o primeiríssimo título a ser anunciado para o Nintendo Switch e pelo que vimos há motivos de sobra para ficarmos empolgados. Aqui acompanhamos as aventuras de Yann, um garoto com síndrome de Asperger, e seu cachorro Ani. Ambos devem interagir para vencer desafios e resolver puzzles. Se quiser uma referência de como isso vai funcionar, podemos apontar algo como Brothers: A Tale of Two Sons e The Last Guardian (talvez). O título ainda não tem previsão de estreia, mas sabe-se que ele é baseado no livro homônimo de Nicolas Augusto, que gira em torno de um grupo de sobreviventes em um mundo pós-civilização.

 

Yooka-Laylee

Plataformas: PC, PS4, XO, Switch I Editora: Team17

A desenvolvedora Playtonic Games é formada por ex-funcionários da Rare, fato que explica as similaridades do jogo com o clássico Banjo-Kazooie. Sim, este é um game de plataforma 3D bastante colorido e musical. Os protagonistas são Yooka, um camaleão e Laylee, um morcego fêmea que devem utilizar habilidades únicas para enfrentar inimigos e explorar um vasto mundo cheio de segredos e itens escondidos. A versão de Wii U foi cancelada para dar prioridade ao recém-anunciado Switch. A melhor parte é que Yooka-Laylee já tem data de lançamento concreta: 11 de abril.

 

Prey for the Gods

Plataformas: PC, PS4, XO I Editora: No Matter Studios

Prey for the Gods ganhou bastante destaque nos últimos meses após a comunidade detectar semelhanças entre o game do No Matter Studios e grandes clássicos como Shadow of the Colossus e Tomb Raider. No game, o jogador incorpora uma exploradora que vai em busca de respostas para um “inverno sem fim” que atinge a ilha onde ela vive. Para acabar com a estação que está matando diversas pessoas, o jogador deve enfrentar e derrotar os deuses gigantes que estão causando sofrimento aos seus adoradores. A mecânica de combate parece muito com Shadow of the Colossus, inclusive os inimigos são gigantescos.

 

Outlast 2

Plataformas: PC, PS4, XO I Editora: Red Barrels

Passados três anos desde seu lançamento, Outlast ainda é um dos games mais aterrorizantes já criados. Esta é uma boa razão para estarmos entusiasmados com a sequência, mas não a única. Os vídeos disponibilizados pelos produtores deixam claro que Outlast 2 manterá a atmosfera claustrofóbica do primeiro game. A ambientação será uma fazenda escura e repleta de fenômenos paranormais. Os gráficos estão ainda melhores e deixam claro que os sustos serão ainda mais realistas. Ainda não temos uma data de lançamento definida, mas a expectativa é que o título chegue ainda em 2017.

 

Cuphead

Plataformas: PC, XO | Editora: Microsoft

Já falamos sobre Cuphead em nossa seleção de games indie mais aguardados para 2016, o que significa que o título está há muito tempo em desenvolvimento. Felizmente este parece ser o caso de um atraso motivado a melhorar o game ao invés de problemas no desenvolvimento. Vale lembrar que já na BGS 2015 ele esteve disponível para jogatina e desde aquela época já demonstrava ser um dos games indie mais espetaculares. A trama gira em torno de Cuphead, uma criatura que deve derrotar inúmeros chefões para pagar uma dívida com o diabo. O grande macete são os visuais inspirados nos desenhos dos anos 30-40 extremamente fluídos e divertidos.

O apocalipse zumbi chega à cidade de São Paulo em 2017 com o game indie Marco Zero

Durante o auge da crise hídrica que assolou a cidade de São Paulo, uma estratégia do governo e empresários é colocada em prática: despoluir a represa Billings a fim de colocá-la para uso da população o mais rápido possível. Entretanto algo desastroso acontece e uma doença infecta a água afetando toda a população, transformando as pessoas em zumbis. Este é o argumento de Marco Zero, game da produtora indie Monster Burp.

Você é Jonatan, um dos poucos sobreviventes que deve explorar a cidade devastada. Sua missão é encontrar e resgatar sobreviventes desse horror. Jonatan vivia em um campo de contenção livre da contaminação e é um dos poucos a ser liberados para ir à cidade devido a suas habilidades de combate. Porém as coisas não serão fáceis, pois a cidade está devastada e os inimigos estão em maior número.

Marco Zero não esconde suas influências de The Last of Us e clássicos como Resident Evil. Além do mundo pós-apocalíptico, o jogo promete um enredo cativante e bem complexo, além de puzzles bem imaginativos a serem resolvidos. É bem aterrador ver essa versão de São Paulo totalmente destruída, inclusive os jogadores irão passar por pontos turísticos da cidade. De acordo com os produtores, o game é dividido entre as seguintes áreas: Subúrbio, Centro Novo e Centro Velho.

A Monster Burp chegou a levar o game durante a BGS 2016 e a previsão de lançamento é 2017. A expectativa é que o game possua cerca de quinze horas de duração em sua versão final e dezenas de ambientes exploráveis, como escolas e lojas. A intenção é elevar o nível da produção de games indies nacionais. Durante a jogatina você vai conferir conflitos de ideais entre diferentes NPCs que defendem suas ideais mais extremas para acabar com o apocalipse.

Dê uma olhada no gameplay de Marco Zero:

Tec Toy anuncia que o novo Mega Drive poderá ser personalizado gratuitamente pelo consumidor

Já imaginou um videogame personalizado com o seu nome? Pois é justamente essa a ideia da tec Toy com o relançamento do Mega Drive 2017. Como parte das comemorações de seu 30º aniversário, a empresa acaba de anunciar a promoção “Meu Mega Drive Personalizado”, que permitirá ao consumidor escolher um nome ou frase de até 15 caracteres para ser gravada gratuitamente em seu videogame, após a expressão “Feito para:”.

A ação é válida para quem adquirir o Mega Drive até 15 de janeiro de 2017. Consumidores que já realizaram a compra também podem solicitar a personalização pelo site. O console foi anunciado no final de outubro e desde então muitos retrogamers estão ansiosos pelo lançamento. O destaque é que além dos jogos em cartão, o console tem suporte para os antigos cartuchos.

O novo Mega Drive será produzido em edição limitada com o clássico controle de três botões e o mesmo design do original, inclusive com a entrada para cartuchos – que poderá ser usada com os jogos da época –, além de entrada para cartão SD e 22 jogos na memória, como os sucessos Sonic the Hedgehog 3, Alex Kidd in the Enchanted Castle e Golden Axe.

Onde encontrar o novo Mega Drive

De acordo com a Tec Toy, o novo Mega Drive já pode ser adquirido em pré-venda pelo preço de R$ 399 exclusivamente no site da companhia. Quando lançado, em junho de 2017, o preço será R$ 449. A intenção é agarrar o público retro gamer e também novos jogadores que não tiveram a oportunidade de conhecer um dos consoles mais clássicos da SEGA.

Top 10: os jogos mais aguardados para 2017

O ano de 2016 ainda não terminou, mas já estamos com nossos radares acionados para o que nos espera para o próximo ano. Muitos jogos estão por vir e a maioria deles sequer foi revelada ainda. A E3 2017 promete ser uma das mais emocionantes, pois a Nintendo e a Microsoft devem preparar terreno para o lançamento de seus novos consoles, ao passo que a Sony deve investir pesado em novos jogos matadores.

As perspectivas são tão altas pois a atual geração está finalmente amadurecida e os estúdios já podem tirar o máximo proveito dos hardwares. Seja como for, já sabemos da existência de muitos games que devem ser sensação em 2017 e listamos 10 dessas preciosidades que são extremamente aguardadas pela comunidade.

Confira abaixo dez dos mais aguardados jogos para 2017:

 

For Honor

For Honor é mais uma nova IP da Ubisoft que tem tudo para se tornar um marco da indústria. Para quem não conhece, trata-se de um hack ‘n slash ambientado em um mundo de fantasia medieval. Neste mundo os jogadores enfrentam batalhas com samurais, cavaleiros e vikings pela supremacia no campo de batalha. A intenção da Ubisoft parece ser priorizar o multiplayer ao invés do singleplayer, o que pode ser uma má decisão. Entretanto, a estrutura inspirada em jogos de tiro pode ser uma boa opção para tornar os combates mais empolgantes. Mas não se preocupe ainda, o singleplayer já está confirmado, mas a Ubisoft não parece dar muito destaque para a história. Também pudera, uma história que reúna samurais, vikings e cavaleiros não deve ser levada tão a série mesmo. Quem sabe seja essa mistura louca que a comunidade precisa?

 

Shenmue 3

Shenmue nunca foi um sucesso comercial e a ideia original de Yu Suzuki de criar uma trilogia parecia fadada ao fracasso. Mas graças ao Kickstarter, uma ajudinha da Sony e à união de milhares de fãs parece que Shenmue 3 sairá do papel. Você assume o papel de Ryo Hazuki que busca descobrir os responsáveis pelo assassinato de seu pai. Apesar de carregar o peso de uma franquia famosa, Shenmue 3 deve ser bem diferente dos antecessores, pois a tecnologia deu um grande salto desde a derrocada do Dreamcast. Deste modo, esperamos uma espécie de GTA ambientado em pequenos vilarejos japoneses.

 

Injustice 2

O primeiro Injustice foi bastante aclamado pela crítica e pela comunidade de jogadores. Com a Warner/DC investindo pesado em seus heróis para a temporada 2017 no cinema, faz todo o sentido uma sequência para o game de luta. Batman, Superman e muitos outros heróis e vilões retornam para mais pancadaria com direito a reutilizar a mesma engine de Mortal Kombat X. Há quem possa torcer o nariz e dizer que o game é muito sombrio ou que é apenas outro Mortal Kombat com personagens da DC, mas a verdade é que Injustice 2 tem a ambição de ser o maior jogo de luta da próxima temporada.

 

Halo Wars 2

Sim, sabemos que Halo Wars 2 não é exatamente o título Halo que todos esperam. Mas Halo 6 sequer foi anunciado ainda e seu lançamento deve demorar um bocado. Até lá podemos curtir o universo expandido de Halo através desta improvável continuação do RTS que agitou o Xbox 360. Os acontecimentos deste game são imediatos após o fim de Halo 5: Guardians e retrata a tripulação da UNSC tendo de lidar com uma facção alienígena extremamente hostil chamada Banished. Tal como no primeiro Halo Wars, aqui vamos ter bastante estratégia e combates intensos, porém de maneira simplificada para atrair jogadores pouco acostumados com RTS.

 

Marvel vs Capcom Infinite

E se os heróis da DC farão seu retorno em 2017 através de um jogo de luta, o mesmo pode ser dito dos heróis da Marvel. A Capcom já apresentou muitas coisas sobre Marvel vs Capcom 4 e o que foi revelado é promissor: guerra pelas gemas do infinito, combate dois contra dois, combos, modo história e a introdução de muitos personagens novos. Ainda não temos confirmação se os X-Men ficarão mesmo de fora da pancadaria devido aos desacordos entre a Marvel e os detentores dos direitos de imagem dos mutantes. Se não tiver acordo, o jogo perde uma gama de personagens icônicos, mas a esperança é que os produtores conseguirão a participação de todo o roll de personagens criados pela Marvel.

 

Horizon Zero Dawn

Horizon Zero Dawn tem tudo o que fãs de RPGs de ação em mundo aberto podem querer, ou seja, universo único, enredo épico, temáticas envolvendo destino e identidade, combates intensos etc. O mais interessante é que os inimigos são dinossauros-robôs, algo pouco usual em qualquer jogo eletrônico. Mas é justamente essa liberdade criativa e o mundo pós-apocalíptico que faz com que tantos jogadores fiquem interessados neste game. Se a empreitada for bem sucedida, podemos apostar que Horizon Zero Dawn se tronará uma franquia.

 

God of War

O panteão grego foi totalmente exterminado por Kratos em sua sede por vingança, fato que levou todos os jogadores a acreditar que a franquia estava definitivamente acabada. Mas os produtores da Santa Monica deram um jeito bem interessante de trazer Kratos de volta: leva-lo até a mitologia nórdica para dar cabo de novos monstros, criaturas e deuses. Pelo que a Sony apresentou, os combates seguem um ritmo mais desacelerado do que nos jogos anteriores e muito do gameplay deve envolver o filho de Kratos. Ainda que a Sony não tenha confirmado nenhuma data de lançamento, a expectativa é que o novo game chegue às lojas ainda em 2017.

 

Mass Effect Andromeda

A história do Comandante Shepard já terminou, mas isso não quer dizer que a Bioware não tenho boas ideias para sua franquia estelar. É essa aposta de que ainda tem muitas histórias para contar que impulsiona este novo capítulo, então não espera que Andromeda seja mais do mesmo. Ate onde se sabe, o argumento central do game será encontrar uma nova casa para a decadente raça humana. Essa busca irá levar a nova tripulação por lugares inóspitos e violentos, então podemos esperar por momentos tão épicos quanto os da trilogia original. Ah e podemos esperar também que as mecânicas de conversação, romances e tiroteios estarão de volta.

 

Resident Evil 7

Resident Evil 6 foi um erro terrível e a Capcom sabe disso. Não nos interprete mal: o jogo não é injogável, mas a ação é tão recorrente que não deveria ter o nome de Resident Evil na capa. Resident Evil 7, por outro lado, promete reviver a sensação de puro horror que marcaram os primeiros games da franquia. A Capcom, aliás, parece estar disposta a ir além dos jump scares para abraçar de vez uma forma mais psicológica de terror (talvez inspirado em Silent Hills). As demos apresentadas até agora assombraram os jogadores (de forma positiva), então mal podemos esperar para ver se o novo capítulo da controversa série voltará a ser sinônimo de medo.

 

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

A franquia Legend of Zelda é provavelmente a mais amada e respeitada de toda a história dos videogames. Afinal, ao longo dos trinta anos em que esteve ativa não podemos nos lembrar de um único Zelda ruim (bem, talvez aqueles licenciados para a Panasonic). De qualquer modo, Breath of the Wild tentará elevar a franquia para ares ainda não explorados graças a um mundo aberto e colorido a ser explorado. Ainda não temos detalhes sobre o enredo, mas o fato de que ele está em desenvolvimento desde 2013 é um sinal de que a Nintendo quer lançar um game impecável.

 

E para você, quais outros games são aguardados para o próximo ano?

INTZ anuncia line up de 2017 com aposta em filosofia vitoriosa

Visando se manter no topo entre as equipes mais competitivas do eSports brasileiro, o INTZ eSports Club inicia, a partir do fim deste ano, o processo de reformulação de sua equipe de League of Legends para a temporada de 2017. Com as saídas de Gabriel “Revolta” Henud, Felipe “yang” Zhao e Gabriel “tockers” Claumman, a diretoria manterá a aposta no modelo de sucesso implementado desde a fundação do clube, em junho de 2014. Na ocasião, cinco jovens promissores começaram a ser lapidados até formarem o melhor quinteto da história do Brasil e, consequentemente, serem reconhecidos mundialmente.

Sendo assim, nesta segunda (5), o clube oficializou as contratações de Marcelo “Ayel” Mello (topo), Gabriel “Turtle” Peixoto” (caçador) e João “Marf” Luís (meio) para o elenco. O grupo já contava com os titulares Micael “micaO” Rodrigues (atirador) e Luan “Jockster” Cardoso (suporte), os reservas Daniels “desu” Marcon e Luan “sNk” Rodrigo, além agora de Álvaro “Verto” Miguel (topo), Diogo “Shini” Roge (caçador), Bruno “Envy” Farias (meio), Luis “Absolut” Felipe (atirador) e Ygor “RedBert” Freitas (suporte), ex-integrantes da Genesis, recém-adquirida pelo INTZ para o Circuito Desafiante (confira as line ups abaixo).

“Nos últimos tempos, avaliamos mais de 100 atletas e até chegamos a bater na porta de jogadores do exterior, mas finalmente decidimos apostar nos jogadores do mercado brasileiro. Temos grandes atletas no nosso cenário e tenho certeza de que, com a filosofia do INTZ, poderemos formar novamente a melhor equipe do país. Nosso clube nasceu com aqueles cinco jogadores de LoL, que eram até então desconhecidos e depois acabaram varrendo todos os campeonatos nacionais, conquistaram o WildCard e chegaram ao Mundial, desbancando a poderosa Edward Gaming. No Brasil, fomos o único clube que manteve 4 jogadores por tanto tempo. Sim, 4 dos 5 jogadores estavam com a gente desde a nossa fundação”, afirmou o diretor do INTZ, Lucas Almeida.

A expectativa da INTZ é que com as novas contratações o time ganhe fôlego de campeão e dispute os principais eventos com bastante determinação. Nestes quase dois anos e meio com a equipe de LoL, o INTZ alcançou os seguintes feitos: Bicampeão CBLoL 1º Split, Campeão CBLoL 2º Split, Campeão CBLoL Pós-Temporada, Tricampeão BRMA, IWCQ, Worlds (participação), IEM Paris e Oakland (participação) e Campeão Desafio Invocadores.

Com a saída do treinador norte-americano Alexander “abaxial” Haibel, o analista Peter Dun, peça fundamental em todas as conquistas do clube, será o Head Coach dos treinos técnicos e específicos aos jogadores – com períodos in loco no Brasil e de forma remota, quando estiver no exterior. O psicólogo Claudio Godoi, também apontado pelos próprios atletas como o diferencial para o sucesso da equipe, será o Mind Coach, liderando o quinteto em torneios presenciais na ausência de Peter.

“Temos total confiança no Peter Dun, que é um fora de série no League of Legends, e no Claudio, que sabe como ninguém a lapidar mentes vitoriosas e a formar grupos que se ajudam com humildade e determinação. Nosso staff está motivado e preparado para seguir a caminhada em 2017, após uma temporada que foi, disparada, a melhor de um clube brasileiro na história do cenário”, ressaltou o diretor do INTZ.

Abaixo você confere a line up do INTZ – CBLoL e Circuito Desafiante para a temporada 2017:

 

# INTZ @ CBLOL

Marcelo “ayel” Mello

Gabriel “Turtle” Peixoto

Bruno “envy” Farias

Micael “micaO” Rodrigues (c)

Luan “Jockster” Cardoso

 

Álvaro “Verto” Miguel

Diogo “Shini” Rogê

João “Marf” Luís

Luan “sNk” Rodrigo

Daniel “Daniels” Marcon

 

# INTZ.Genesis @ Circuito Desafiante

Álvaro “Verto” Miguel

Diogo “Shini” Rogê (c)

João “Marf” Luís

Luis “Absolut” Carvalho

Ygor “RedBert” Freitas

 

Peter Dun (Head Coach)

Claudio Godoi (Mind Coach)

Vinícius Dutra (Manager/Coach)

Caique Henriques (Manager)