Sony reclama de pirataria e diz que isso pode prejudicar PSP

psp_peopleFoi a vez de Peter Dille, vice-presidente de marketing da Sony Computer Entertainment America, atacar os piratas. Dille explicou que os jogadores precisam entender que a pirataria pode afetar uma plataforma a ponto de acabar com ela.

Dille se refere, especificamente, ao PSP, que segundo estimativas da empresa possuem 50 milhões de unidades alteradas e capazes de receber games adquiridos ilegalmente.

“Não é bom para nós, não é bom para a comunidade de desenvolvedores”, disse completando que a empresa está colocando muito esforço em como lidar com o problema.

Ao contrário do que muitos jogadores poderiam pensar, Dille diz que a pirataria é muito, muito ruim para uma plataforma. Isso vai de encontro ao que diversos jogadores acreditam, uma vez que muitos atribuem o sucesso do estreante PlayStation a gigantes da indústria como Sega e Nintendo, ao menos em parte, ao “mercado alternativo”.

O que você acha?

[Via Gamasutra]

8 opiniões sobre “Sony reclama de pirataria e diz que isso pode prejudicar PSP”

  1. A pirataria ajuda a venda do console e prejudica a venda do jogo. Pra sony isso só seria um problema se o psp estivesse no mesmo caso que o ps3 (que a Sony perde dinheiro ao vender, para depois ganhar em cima dos jogos).

    Agora, não custava nada o psp (e outros consoles) suportar homebrews oficialmente. Esse povo de homebrew faz coisas muito legais, mas que quem mantém o console bloqueado não pode usar.

  2. Homebrews realmente dão um novo ar ao Ds/Psp.

    Na minha opinião o psp está é velho. A escolha pela pirataria aponta uma ótima tendência de abandonar os cds para ter os jogos guardados em cartões de memória, vide Dsi.

    Por que será que eles insistem em manter a mão fechada?

  3. Para eles o jogo é barato e não pesa no bolso…Agora pra gente, qualquer game é caro devido ao que todo mundo ja esta cansado de saber (impostos e taxas).Porem tenho de concordar com Dille, a pirataria prejudica não so o console, prejudica os desenvolvedores e uma vez prejudicando os desenvolvedores, os lançamentos serão poucos e os lançamentos sendo poucos… e assim vai até que esse ciclo termine com o fechamento de desenvolvedoras e fabricantes de consoles.
    Não tem dinheiro? Não compra!

  4. Lá fora um jogo custa, por exemplo, 30 dólares, o que daria 66 reais aqui no Brasil. Não acho um preço alto. O problema é que nosso governo impõe impostos exorbitantes para importação de jogos eletrônicos a ponto de termos que pagar 3 vezes mais o valor do jogo, ou seja, ao invés de pagar 66 reais pagamos 198 reais. Atitude como essa do governo é que promove a pirataria.

  5. Lá fora um jogo custa, por exemplo, 30 dólares, o que daria 66 reais aqui no Brasil. Não acho um preço alto. O problema é que nosso governo impõe impostos exorbitantes para importação de jogos eletrônicos a ponto de termos que pagar 3 vezes mais o valor do jogo, ou seja, ao invés de pagar 66 reais pagamos 198 reais. Atitude como essa do governo é que promove a pirataria.

  6. e porque por causa das taxas os jogos aqui saem muito caros e a maioria pirateia pra poder jogar.Se você prestar atençao isso não acontece nem no Japão nem nos Estados Unidos porque lá que os jogos são criados.é como o Denis diz:Não tem dinheiro não compra!

  7. sinceramente… quero mais que a sony se ferre jogo pirata incentivo amigos a desbloquear e dena-se nao querem pirataria ? abaixem os precos ou percam,a sony pode ate conseguir processar 1 hacker mas existem milhoes e uma vez que um firmware divulgado na rede jaera biilhoes baixam, duvido que sairiam do mercado sao bilhoes em questao entao ate que abaixem a bola e os precos VIVA A PIRATARIA

Deixe seu comentário