gr-castlevaniasymphony

Relançamentos de jogos clássicos via download são pedra no sapato de colecionadores

gr-castlevaniasymphony Para alguns colecionadores, os relançamentos de jogos clássicos via download representam oportunidades. Para outros, aqueles que compram mais de uma cópia de um jogo esperando que se torne artigo raro, representam pedras nos sapatos.

Mas, qual o tamanho do prejuízo? Foi o que analisou o blog MTV Multiplayer, comparando preços de diversos games relançados a preços populares via download.

A maioria dos títulos clássicos e raros tiveram seus preços cortados pela metade, como é o caso de Castlevania: Symphony of the Night (de PS1), que em dezembro de 2006, nove anos depois de seu lançamento, chegou a custar US$ 50,75, tendo seu preço derrubado para US$ 20 depois do lançamento via download e, atualmente, pode ser adquirido em cópia física por US$ 27.

Alguns títulos, como Marvel vs. Capcom 2 de Xbox, que chegaram a custar US$ 92, o preço caiu para pouco mais de um terço, e agora pode ser achado por US$ 34. Desvalorização gigante, hein?

Com isso fica claro o que muitos imaginavam: vender jogos antigos a preços exorbitantes é algo cada vez mais difícil e menos rentável. Isso porque para muitos jogadores, mais que ter, o importante é jogar.

E você, que clássico você mais se orgulha de ter?

[Via MTV Multiplayer]

4 opiniões sobre “Relançamentos de jogos clássicos via download são pedra no sapato de colecionadores”

  1. Ainda guardo alguns cartuchos aqui como Street Fighter 2 e Sonic 2 do Mega Drive.
    Alem do Pitfall do Atari 2600
    Nunca os venderia haha, são mais pra se colecionar ;)

  2. Honestamente? Eu acho que quem fez essa pesquisa bebeu. O sujeito que compra um jogo velho não está querendo só jogar, ele quer ter a caixinha, o manual, tudo original e “cheirosinho”. Pelo emule e pelos torrents da vida o sujeito já pode baixar o jogo que quiser há muito tempo, e de graça.

    Na matéria, os caras citam Ogre Battle, dizendo que o preço caiu pela metade depois que o jogo saiu na PSN. Ora bolas, Ogre Battle só teve 25.000 unidades produzidas, é um cartucho bastante raro, e ainda tem muita gente disposta a pagar um bom dinheiro no jogo. Eles fazem um cálculo meio doido, porque se você for no eBay, vai ver que tem gente vendendo, sim, relativamente barato, porque o jogo está sem caixa. Enquanto isso, os mais completos saem no mínimo por uns 60 dólares, tem até um a 120!

  3. Mais ainda: Jogo emulado em console antigo (ou remakes) não tem o mesmo “feeling” do original; tem muita gente que usa emulador de MSX, mas só quando senta na frente de um MSX real que vê a diferença GIGANTESCA entre o real e o emulado.

    Claro, o emulador emula 99% das coisas com precisão, mas não tem como emular a acústica das caixas de som, o efeito que dá nos sprites na televisão (que parecem brilhar mais e “flutuar” acima do resto da tela, enquanto no PC é tudo chapado) – e mais, MSX não tem problema de combinações de teclas (ex:seta pra cima, pra esquerda e espaço) que os teclados atuais tem!

    Não só existe o mercado para os remakes, que não interfere nos jogos antigos originais, mas ainda há o mercado para jogos NOVOS para consoles antigos! Eu mesmo já desenvolvi muito joguinho pro MSX (e continuo desenvolvendo!) – que eu mando pela internet para um europeu, que produz e vende os mesmos em cartucho! Mais cool que isso impossível ;)

Deixe seu comentário