gr-quimgame

Quimgame levará Química Orgânica a alunos do ensino médio de forma mais fácil e interativa

gr-quimgame O game pode ser uma tremenda ferramenta de ensino, e recentemente mais empresas tem apostado nessa estratégia.

É o caso da Gestum, firma que apresentou o Quimgame à financiadora de projetos do governo brasileiro, FINEP. O Quimgame é um jogo que tentará tirar o medo da química de alunos do ensino médio.

Voltado à Química Orgânica, Quimgame foi desenvolvido em conjunto com professores e técnicos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul Riograndense/Pelotas.

Em Quimgame o jogador será um repórter, que investigará uma explosão acontecida em uma ilha ao sul do Brasil. Dentre os desafios encontrados durante sua jornada de trabalho estarão emergências químicas em um laboratório destruído, uso de ferramentas e gadgets e labirintos protegidos por sistemas de segurança.

Por enquanto, o game está pronto em versão piloto, que está em testes com alunos da rede pública e privada no RS. Escolas e interessados em conhecer o projeto podem entrar em contato com os organizadores. Os emails são beta@cesup.ufrgs.br, anzevedo@ufcspa.edu.br e luis.otoni@terra.com.br.

[Via Newsletter da Abragames]

2 opiniões sobre “Quimgame levará Química Orgânica a alunos do ensino médio de forma mais fácil e interativa”

  1. É muito bom saber que nossas universidades estão interessadas em levar um pouco mais do que os alunos vivem até seus campos intelectuais. Faço um projeto de bacharelado relacionado ao tema e me sinto muito feliz em ver que tb tem mais gente, e melhor: no Brasil, voltada para mesma área de pesquisa que a minha. Concordo que a idéia de criar games para educação é muito boa, e que também existem muitos games já até saturados pelos nossos alunos que tb podem ser usados em sala de aula, basta um pouquinho de boa vontade… PARABÉNS AOS IDEALIZADORES E CRIADORES!!!!

Deixe seu comentário