Arquivo da categoria: PS4

Top 10: Os games mais empolgantes da E3 2018

A E3 2018 já acabou, mas resolvemos compilar quais foram os dez games mais marcantes do evento americano. Colocamos apenas games que tiveram partes do gameplay divulgados, então não espere ver os recém-anunciados Halo Infinite ou  The Elder Scrolls VI.

Ainda assim, a E3 2018 revelou tantos games de alta qualidade que foi difícil compilar uma lista de apenas dez games.
Confira abaixo os dez games mais bacanas apresentados na E3 2018:

Sekiro: Shadows Die Twice

A FromSoftware já está posicionada como uma das melhores produtoras de games da atualidade graças à franquia Dark Souls. Muitos acreditavam que a hegemonia da produtora no ramo de RPG de ação estaria em risco desde que a Team Ninja entregou o ótimo Nioh. Para complicar ainda mais o cenário, Nioh 2 foi anunciado e conquistou bastante atenção do público e da imprensa durante a E3. Mas eis que a FromSoftware anunciou um novo game chamado Sekiro: Shadows Die Twice.

O título segue o estilo Souls, porém com samurais e um combate muito mais voltado para a o stealth do que seus primos mais velhos. É como se a produtora juntasse o melhor de Dark Souls e Tenchu, que, aliás, também passou pelas mãos da FromSoftware. Pelo que o gameplay mostrou, podemos esperar um dos jogos mais desafiantes e divertidos da geração.

 

 

Devil May Cry 5

A Capcom não lançava um novo DMC desde 2013 (o infame reboot). Considerando que o ultimo game seriado da série foi Devil May Cry 4 em 2008, podemos contar que a franquia não recebe algo completamente inédito há mais de 10 anos. Então dá para entender a comoção e alegria quando o anúncio foi feito durante a E3 2018.

Sabe-se que os jogadores podem controlar a dupla Nero e Dante e que muita da ação deve ocorrer em ambientes urbanos contra chefões gigantescos e dificílimos de bater. A expectativa é que o jogo seja um dos mais fotorealistas  que a Capcom já produziu, graças ao potente motor gráfico RE Engine.

 

Kingdom Hearts 3

Tetsuya Nomura atrasou muito o desenvolvimento de Kingdom Hearts 3. Podemos desculpar o desenvolvedor, afinal ele entregou o ambicioso Final Fantasy XV recentemente. Finalizado o projeto, chegou a vez de se dedicar ao crossover mais amado do mundo dos jogos. Os trailers apresentados deixaram claro uma coisa: as recentes compras que a Disney fez nos últimos anos foram extremamente positivas para Kingdom Hearts.

Aqui você vai ver o trio Sora, Pateta e Donald interagindo com personagens dos mundos de Frozen, Toy Story, Monstros S.A, entre outros. Infelizmente a transição entre mundos ainda se dá pela Gummi Ship. Ainda assim, a jogabilidade parece muito fluída e divertida. A expectativa é que KH3 seja um dos maiores jogos já produzidos pela Square-Enix e um passo importante para popularizar ainda mais os RPGs de ação.

 

 

Forza Horizon 4

Ainda que a Microsoft tivesse em suas mangas os ótimos Halo Infinite e Gears 5, podemos apostar que o grande carro chefe do Xbox One para a próxima temporada será Forza Horizon 4. Os três capítulos anteriores já se mostraram títulos quase perfeitos e a Playground Games parece evoluir ainda mais a cada novo episódio. De acordo com informações prévias, o título terá nada menos que 450 carros, o que torna um dos jogos com mais conteúdo que já vimos.

Outro detalhe importante: há variações de tempo e de estações do ano, o que interfere diretamente na direção dos bólidos. O nível de detalhes está absurdo. Você pode ver rachaduras no asfalto se movimentar o veículo mais devagar, além de efeitos de luz e sombra embasbacantes. Compra certa.

 

 

Resident Evil 2

A Capcom geralmente demora alguns bons anos para mexer com sua franquia mais famosa e isso tem um motivo: não estragar uma franquia tão adorada. Claro, muitos podem apontar o dedo para alguns jogos terríveis como Operation Raccoon City ou Gun Survivor e dizer que a produtora nem sempre teve cuidado com a série, mas a impressão é que a empresa aprendeu com os erros do passado.

Resident Evil 2 é naturalmente o remake do segundo jogo, mantendo o mesmo roteiro e acontecimentos vivenciados por Leon e Claire em 1998. A diferença é mais do que gráfica, a ação é mais intensa, o clima de horror é mais palpável e a Capcom até prometeu que algumas coisas estarão bem diferentes do que os jogadores se lembram. A intenção é que os jogadores antigos não tenham a sensação de estar jogando um game requentado.

 

Super Smash Bros. Ultimate

A primeira coisa que você deve ter em mente ao comprar Super Smash Bros. Ultimate é que você precisa vender urgentemente os seus outros jogos da franquia no Mercado Livre. Sim, você não precisará mais deles, afinal a Nintendo confirmou que TODOS os personagens vistos nos títulos anteriores estarão em Ultimate. Isso significa 68 personagens, incluindo os convidados especiais como Snake, Bayonetta e Cloud Strife.

O destaque mesmo é a chegada de novos combatentes como os Inklings de Splatoon, Ridley da série Metroid e a nova versão de Link em Breath of the Wild. Além disso, os jogadores poderão aproveitar as funções do Switch para desafiar os amigos em combates de até quatro jogadores certamente este será mais um system seller do Switch. O game chega ainda em dezembro deste ano.

 

Anthem

A EA não foi bem na E3 e a Bioware pisou na bola com Mass Effect Andromeda. Dito isto, é de se esperar que as duas empresas não pouparão esforços para entregar o melhor jogo possível. Felizmente, os trailers de Anthem nos induzem a pensar que os objetivos serão alcançados. Aqui temos um mundo aberto vasto, bonito e repleto de coisas a se fazer.

Muito do mote do jogo é envolto em partidas multiplayer, tal como em Destiny. Mas o jogo da Bioware parece seguir uma direção diferente, ainda que interligue os RPGs e o tiroteio típico dos TPSs. A verdade é que Anthem está muito voltado para a exploração e em dar aos jogadores a liberdade que Andromeda não deu. Se os planos derem certo, aqui teremos um grande retorno para a Bioware.

 

 

Ghost of Tsushima

A grande surpresa da coletiva da Sony foi Ghost of Tsushima. É claro, The Last of Us 2 é o grande jogo para a temporada da Sony, mas é em GoT que os fãs do Playstation podem ver algo novo despontar. O título busca inspiração em Akira Kurosawa, importante diretor do cinema japonês, para seu roteiro.

Os jogadores acompanham a história de Jin, um samurai que deve desafiar o poderoso exército mongol para defender seu povo. Bem vago, hein? O importante é que o gameplay mostra algo de Dark Souls com combates mais estratégicos. Os gráficos estão incríveis e a ação é desenfreada. A Sucker Punch aprendeu bastante com as entregas de Infamous, então podemos esperar um mundo aberto fluído, sempre em transição e brutal. E, caras, olhem as folhas!

 

 

The Last of Us 2

Para muitos o melhor jogo da geração passada foi The Last of Us. Talvez ele não seja (talvez), mas certamente foi um dos melhores que já vimos. A Naughty Dog se tornou o principal estúdio do catálogo da Sony e um dos melhores do mundo. Só por isso, não tem como não ficar empolgado com qualquer coisa que esses caras estejam fazendo. Felizmente o hype não se apoia apenas no nome da produtora: o trailer revelado na E3 mostra que a produtora vai apostar alto no stealth.

Pudemos ver que Ellie é uma matadora atroz e que a vida da garota não será nada fácil. Mas, ei, onde está Joel? O que houve com ele? Quem é a garota que beija Ellie? Será que vamos ver o desenrolar das mentiras contadas ao final do game anterior? Muitas perguntas e poucas respostas, hein. A única coisa que podemos dizer com certeza, é que este promete ser ainda mais emocional, visceral, escuro, sombrio, melhor.

 

 

Shadow of the Tomb Raider

Lara Croft é outra que sofre e parece não ter descanso. As duas últimas entregas de Tomb Raider foram sensacionais e construíram toda uma nova base de fãs para a franquia. Então não é absurdo que a Square-Enix queira investir na heroína. Os experimentos em Rise of the Tomb Raider serviu para mostrar que é possível levar a Lara para direções mais sombrias (beirando até o horror).

Pelo que o trailer mostrou, Lara é o centro da ação. É ela que move a trama e comete erros que dirigem toda a trama. Cabe à heroína evitar que os inimigos tirem proveito de uma cultura há muito esquecida. Podemos esperar por ambientes vastos e bem desenvolvidos, com muitos detalhes e uma ação desenfreada.  Os produtores disseram que Shadow of the Tomb Raider encerra um ciclo para Lara, mas não se preocupe. Este não será o último game da personagem mais reconhecível dos jogos digitais.

Estes são os detalhes que você precisa saber sobre Cyberpunk 2077, o novo game da CD PROJEKT RED

O jogo a fechar a conferência da Microsoft na E3 2018 foi Cyberpunk 2077, game produzido pela CD PROJEKT RED. A honraria é merecida, afinal os caras são responsáveis pelo ainda melhor RPG da geração (The Witcher 3),  e o novo título parece ser a melhor coisa que os gamers verão nos próximos anos. Após um trailer bombástico, a produtora lançou um release falando mais sobre o projeto e alguns detalhes importantes.

O personagem principal

Em Cyberpunk 2077 os jogadores encarnam o papel de V, um cyberpunk da cidade futurista Night City. A cidade é um novo polo de poder e alta tecnologia dos EUA, porém a violência e as gangues imperam por todos os lados. Sim, o mundo de jogo é aberto e quatro vezes maior que o mapa de Witcher 3.

Nesta sociedade dominada por mega corporações, o jogador deve sobreviver e completar missões que envolvem derrubar figuras opressoras da sociedade e construir equipamentos de alta tecnologia. De acordo com a CD PROJEKT haverá muitas missões em Night City, de modo que o jogador vai gastar dezenas de horas somente no arco principal, além de outras boas horas com missões adicionais.

O nome do seu avatar no jogo é V (uma homenagem a V de Vingança, talvez?), um jovem inteligente e aficionado por alta tecnologia. O rosto do personagem não é definido, pois Cyberpunk oferece um grau de customização absurdo. Você pode definir o gênero de V, o visual, classe etc. Em outras palavras, quem constrói o personagem é você.

Prepare-se para fazer muitos escolhas difíceis

Tal como ocorria em Witcher, a árvore de diálogos será fator importante na campanha, de modo que as escolhas do jogador terão consequências futuras. Conforme explora as ruas de Night City, os jogadores terão que fazer escolhas difíceis. O mais interessante é que algumas mudanças no mundo do jogo são impactadas pela ação do jogador, do que simplesmente por algumas linhas de diálogo. Você pode destruir um prédio, por exemplo, e depois de alguns dias voltar para a área e ver as pessoas reconstruindo a área.

A jogabilidade

Jornalistas que tiveram acesso antecipado ao jogo à portas fechadas ainda contarão algumas coisas interessantes. A jogabilidade, aliás, é em 1º pessoa, de modo que o jogador deve se sentir mais próximo do personagem e entender suas motivações. Com esta perspectiva em 1º pessoa é possível realizar ações improváveis que vão desde movimentos de parkour até controlar robôs e desacelerar o tempo.

Ainda que os tiroteios sejam constantes e o mundo do jogo é extremamente urbano, não comece a imaginara que Cyberpunk será uma fusão de GTA com Witcher. Na verdade o game é em sua essência um RPG de ação. Se preferir, você pode até dizer que o título é o casamento de Deus Ex e The Witcher 3.

O lançamento

Cyberpunk 2077 será lançado para PC, Xbox One e PlayStation 4m, ainda sem data de lançamento definida. Para mais informações, acesse a página oficial no Facebook.

 

Fonte: GameInformer e Press release

E3 2018 – Conferência da Sony mostra porquê a empresa é líder mundial no mercado de jogos eletrônicos

A última das conferências da E3 foi realizada pela Sony (a Nintendo fez apenas um Direct). Líder absoluta do mercado de jogos eletrônicos, a Sony poderia dar-se ao luxo de apresentar apenas os mesmos jogos que já haviam sido mostrados anteriormente. Entretanto a empresa japonesa fez mais que isso, revelando jogos arrasadores e que parecem levar o PS4 ao limite.

Títulos como The Last of Us II, Nioh 2 e o apoio irrestrito aos parceiros mostram a força da marca Playstation e justificam a posição atual da Sony. Já os novíssimos Ghost of Tsushima e Spider-Man servem para provar que o PS4 é a casa das novas IPs mais desejadas da atualidade. Se depender dos esforços da Sony, os jogadores podem esperar por uma leva de jogos imperdíveis.

The Last of Us II

Um dos títulos mais bem avaliados de todos os tempos é The Last of Us. O game da Naught Dog foi tão bem recepcionado que a Sony até remasterizou o título para o PS4. Porém a comunidade almejava por algo novo, que fizesse jus ao poderia tecnológico do PS4 e assim a ideia de uma sequência tornou-se cada vez mais crível.

A apresentação da Sony na E3 começou justamente com Gustavo Santaolalla tocando o tema do primeiro game em um banjo. Ainda que a introdução gerasse estranheza, serviu para animar o público para o que viria. Em seguida rolou uma gameplay de The Last of Us pt II, em que vimos as habilidades furtivas de Ellie em um ambiente sombrio e repleto de inimigos.

Um dos detalhes mais comentados de todo o vídeo relacionado à TLoU II é o beijo gay que Ellie dá em outra garota. Muitas pessoas estão parabenizando a Naught Dog pela ousadia, enquanto outros acusam a produtora de apelativa. Sobre a jogabilidade em si, podemos ver que o stealth é a grande sacada do jogo e que a dificuldade será ainda maior que no primeiro game. A impressão deixada foi extremamente positiva.

Ghost of Tsushima

Este game era uma grande incógnita desde que a Sony começou a falar dele e após a apresentação em Los Angeles a impressão foi a que estamos prestes a ver uma obra de arte em forma de videogame ganhar forma. Trata-se de um jogo de ação em mundo aberto em que samurais se enfrentam em ambientes belíssimos.

A parte que mais chama atenção é o esmero com que os cenários foram feitos. Os efeitos de luz/sombra, os detalhes nas folhas e nas pedras ao redor são absurdos. Os personagens não ficam muito atrás, demonstrando uma riqueza de detalhes e expressões faciais realistas. Não é exagero dizer que este é um dos games mais bonitos que já vimos.

Sobre a jogabilidade em si, podemos dizer que há algo de influência de The Witcher 3 e Dark Souls. Sim, os combates demandam certa estratégia. A desenvolvedora deste trabalho é a Sucker Punch, os mesmos responsáveis por Infamous, então você pode esperar um jogo divertido e cheio de reviravoltas.

Control é o retorno da Remedy

Quem também aproveitou o espaço da Sony na E3 foi a Remedy e a 505 Games, desenvolvedora de Alan Wake, Max Payne e o mais recente Quantum Break. Este último, aliás, parece ter influenciado bastante nas mecânicas de jogo. Aqui você pode esperar muita troca de tiro e manipulação de objetos e poderes paranormais.

De acordo com o roteiro já divulgado, o jogador entra no papel de Jesse Faden, a jovem diretora da agência Control. Infelizmente as coisas começam a ir mal quando o prédio é dominado por forças sobrenaturais. Cabe a Jesse descobrir o que está ocorrendo e retomar o controle do prédio. O game tem lançamento para PS4, Xbox One e PC, porém sem data definida de lançamento.

Resident Evil 2 Remaster ganha trailer e data de lançamento

O trailer que a Capcom levou não mostrou muito de como será o jogo, mas o pouco revelado já serve para inferir algumas coisas. A primeira e mais importante: o jogo não será apenas um tapa gráfico, mas um jogo completamente novo, com novos gráficos, mecânicas de jogabilidade, e controle. A câmera, por exemplo, fica posicionada atrás do ombro dos personagens, como em Resident Evil 4.

Outro detalhe importante é que o título parece mais sangrento que o original e até mais assustador. A melhor coisa mesmo é que os jogadores não terão de esperar muito para colocar as mãos no produto: o lançamento é previsto para 25 de Janeiro de 2019. Mais detalhes devem ser revelados em breve.

Piratas do Caribe aparecem em Kingdom Hearts 3

A franquia estrelada pelo Capitão Jack Sparrow estará em Kingdom Hearts 3. Pelo menos foi isso que o novo trailer mostrou. Os dois universos já haviam se encontrado em KH 2, desta vez, porém, o avanço gráfico das plataformas garante avatares mais estilizados de Jhonny Depp, Orlando Bloom e Elizabeth Swan. Sim, o nível de detalhes é impressionante. Além disso, o trailer revelou que haverão batalhas entre navios à lá Assassin’s Creed IV Black Flag.

Death Stranding está no nível de qualidade que se espera de Kojima

Um dos jogos mais esperados nesta E3 era Death Strading. Motivos? Tem Hideo Kojima, Norman Reedus e Guillermo Del Toro na produção. Como se não bastasse, Kojima tem toda a liberdade criativa para fazer as coisas a seu modo, de uma maneira que não seria possível na Konami.

Durante o evento americano, pudemos ver um pouco do gameplay e foi possível inferir algumas coisas: o mundo de jogo é enorme, haverão momentos até assustadores e a trama deve contar com muitos mistérios e tensão (além de viagens no tempo). Podemos apostar que este será um dos melhores jogos do Playstation 4 até o final de sua vida últil.

Nioh 2 está confirmado

A Koei Tecmo está dedicada a mudar sua imagem no mundo dos jogos e se posicionar como uma das produtoras mais sérias do mundo. Para isso, a empresa está apostando alto em suas franquias mais bem sucedidas. Após surpreender a todos com o anúncio de Dead or Alive 6, a empresa apresentou um vídeo da sequência de Nioh, jogo ao estilo Dark Souls ambientado no Japão feudal.

A produção está a cargo da Team Ninja e pelo pouco que foi mostrado deu para sacar que o protagonista do jogo anterior. Isto é um indicativo de que talvez sejam contada uma história de outra lenda japonesa envolvendo samurais. O 1º game foi inspirado em um roteiro inacabado de Akira Kurosawa, um dos cineastas mais importantes do Japão.

Spider-Man pode ser um dos melhores games de heróis de todos os tempos

Este foi o momento incontestável da conferência da Sony, certo? O gameplay apresentado foi digno de elogios de toda a imprensa e do público. Também pudera, o game está lindo, as cenas de ação são extasiantes e a Nova York parece deveras realista. Deu para perceber que muitos inimigos farão participações e que o aracnídeo não terá vida fácil.

Em alguns momentos, Spider-Man lembrou bastante da liberdade que vimos no clássico Spider-Man 2, do PS2. Felizmente não será necessário esperar muito para colocar as mãos nesta joia. A Insomniac garantiu o lançamento para setembro.  O vídeo abaixo encerrou a apresentação da Sony na E3, deixando uma ótima impressão.

Os jogos apresentados estão em um nível muito alto e o grafismo dos exclusivos mostra que a plataforma ainda tem muito que oferecer antes do lançamento do Playstation 5. Ainda que tenha apresentado menos jogos que a concorrência, os títulos mostrados certamente segurarão bem as pontas para a empresa japonesa.

E3 2018 – Bethesda aposta em Rage 2, Wolfstein e o bombástico Elder Scrolls VI

Uma das conferências mais aguardadas neste ano era a da Bethesda, afinal muitos rumores indicavam um novo capítulo de Elder Scrolls, além das prováveis surpresas que a empresa poderia trazer. A conferência começou um pouco mais desanimada do que o esperado, porém foi numa crescente incrível.

Confira o resumo do que de  melhor aconteceu na apresentação da Bethesda na E3 2018:

Rage 2 ganha novo trailer

A primeira coisa a ser revelada foi Rage 2. O game não era exatamente uma surpresa, visto que o Walmart já havia vazado a informação (como bem lembrou a Bethesda em sua apresentação). O game conta com um mundo aberto caótico, onde os jogadores vivenciam um ambiente de puro medo e ódio. O trailer não revela muito, mas mostra um Walker e paisagens devastadas. Ao que parece haverá muita explosão e um ambiente desolador. A produtora confirmou Rage 2 para 2019.

Doom Eternal será o novo capítulo da saga infernal

Na esteira do sucesso de Doom (2016), surge Eternal. A sequência foi confirmada com um trailer que mostra um ambiente infernal e repleto de monstros. Infelizmente não havia nada em tempo real, nem detalhes adicionais, contudo a produtora disse que os jogadores enfrentarão o dobro dos inimigos do game anterior. Ficou prometido que o primeiro vídeo gameplay sai na QuakeCon em meados de Agosto.

Relembrar é viver

Para quem curte relançamentos, a Bethesda não esqueceu de seu jogo de cartas The Elder Scrolls: Legends. Para quem não conhece, o game teve versões para PC e smartphones há poucos meses. O relançamento é para PC, Xbox One e PS4. De acordo com a Bethesda, os jogadores podem esperar por novas mecânicas de jogo e um game que faz jus a sua franquia mais amada, mesmo sendo um spin-off.

E já que a pauta da vez eram relançamentos, a produtora decidiu lembrar de Prey, o jogo de ação em 1º pessoa. O game chegou a receber um reboot no ano passado. O título recebeu neste domingo (10) uma atualização gratuita chamada Mooncrash. Sabemos que o pacote inclui uma nova campanha , o modo new game plus e um modo de sobrevivência.

Fallout 76 ganha primeiros detalhes

Chegou a hora de mostrar Fallout 76. O game recebeu um novo trailer gameplay que serve para revelar um pouco mais dos ambientes que os jogadores encontrarão. Sabe-se que a aventura se passa em West Virginia, EUA, e que os jogadores devem descobrir segredos escondidos pelo governo. Conforme previamente divulgado, o jogo serve como prequela dos acontecimentos dos jogos anteriores.

Outro detalhe importante: Fallout 76 é voltado para a jogatina online, ou seja, todos os personagens e monstros encontrados são controlados por outros jogadores. De acordo com a produtora, você até pode jogar sozinho, porém muito da diversão é construir uma base com outros jogadores, unir-se a um grupo de amigos para derrotar criaturas maiores e trabalhar junto para acabar com ataques de jogadores rivais. O lançamento está programado para 14 de novembro de 2018.

Wolfstein Youngblood é anunciado

A Bethesda também aposta suas fichas na saga anti-nazismo. De acordo com o anúncio, o game vai mostrar um pouco mais do passado dos irmãos Blazkowicz. Wolfenstein Youngblood levará os jogadores até Paris dos anos 80. Outra informação prévia é que o foco será na cooperação, ainda que possa ser jogado online. Como a empresa não divulgou mais detalhes, a comunidade conjectura que a mecânica possa ser semelhante a Army of Two. O lançamento será em algum momento de 2019, ainda sem plataformas definidas.

Elder Scrolls VI está em produção

Antes de finalizar a conferência havia um sentimento de insatisfação no ar. Todos esperavam algo sobre Elder Scrolls. Atendendo os desejos da galera, a empresa começou a falar sobre The Elder Scrolls: Blades. O título é para mobile e deve seguir o mesmo esquema aventuresco dos jogos grandes. Além disso, o jogo apresenta gráficos impressionantes para mobile e também terá compatibilidade com o VR. Espera-se um lançamento para PCs e consoles no futuro.

Quase no final da conferência a Bethesda anunciou uma nova IP chamada Starfield, mas não deu qualquer detalhe de como ele será, além de que será lançado para as próximas plataformas a serem desenvolvidas.

De repente um silêncio tomou conta do público quando os executivos mencionaram a franquia Elder Scrolls. Sim, o sexto game está em produção e deve ser ainda maior que Skyrim. Infelizmente o game também será lançado apenas para a próxima geração de videogames. Pelo menos o teaser serviu para mostrar que ele está em produção.

E3 2018 – Conheça a sinopse e as primeiras informações de Devil May Cry 5

Talvez nenhum jogo entre todos os títulos anunciados pela Microsoft em sua conferência na E3 tenha sido mais bombástico do que Devil May Cry 5. E não é por menos: o quarto capítulo da saga foi lançado no distante ano 2008 e o reboot DMC em 2013. Toda a comunidade esperava o retorno de Dante e companhia. No breve trailer, a Capcom mostrou que está empenhada em tornar esta a aventura mais desafiadora e difícil que os jogadores enfrentarão em um hack ‘n slash.

De acordo com a sinopse, após o final de Devil May Cry 4, uma antiga e esquecida ameaça volta a ameaçar o mundo. A invasão demoníaca tem início com as sementes de uma “árvore demoníaca” brotando em Red Grave City. Esta invasão infernal chama a atenção do jovem caçador de demônios Nero, um aliado de Dante, que agora se vê sem o seu braço demoníaco, a fonte de muito do seu poder. Além dele, os jogadores irão contar com a ajuda da parceira Nico, outra caçadora de demônios.

 A direção ficou a cargo de Hideaki Itsuno (DMC 4) e, de acordo com os produtores, o novo capítulo conclui a saga dos Filhos de Sparda. A Capcom está utilizando a RE Engine, a mesma utilizada para o desenvolvimento de Resident Evil 7: Biohazard. O objetivo é exibir gráficos espetaculares com personagens fotorrealistas e incríveis efeitos de luz e de ambiente.

Por fim, vale dizer que o jogo apresenta três personagens jogáveis, cada um com uma jogabilidade diferente. Pode esperar por lutas intensas contra chefes e ambientes altamente destrutíveis das ruas de Red Grave City. Devil May Cry 5 será lançado para Xbox One, PlayStation 4 e PC no Outono brasileiro de 2019.

Abaixo você confere um trailer de Devil May Cry 5:

E3 2018 – FromSoftware anuncia Sekiro: Shadows Die Twice. Conheça os primeiros detalhes do game que chega em 2019

Um dos jogos mais interessantes que tiveram seu début na E3 2018 foi Sekiro: Shadows Die Twice, desenvolvido pela FromSoftware, os mesmos responsáveis pela aclamada franquia Dark Souls. Em Sekiro os jogadores embarcam em uma aventura no Japão do final do século XVI (o período Sengoku). Você será Sekiro, um dos samurais mais temidos do Japão que tem o coração endurecido pelos constantes duelos de vida e morte. Sua missão é resgatar seu mestre e se vingar do clã inimigo que o capturou.

O samurai Sekiro é conhecido como “lobo de um braço” devido a sua habilidade com espadas e deve abrir caminho em meio a inúmeros inimigos para conquistar sua sonhada vingança. Mas não pense que a tarefa será fácil! Conforme já entranhado no DNA dos jogos da FromSoftware, os jogadores devem encontrar uma jornada extremamente difícil. Felizmente há várias formas de se aproximar e enfrentar seus inimigos.

Sekiro: Shadows Die Twice tem direção de Hidetaka Miyazaki (franquia Dark Souls, Bloodborne e Demon’s Souls). Tal como nos títulos anteriores, o game é do gênero de ação em terceira pessoa com elementos de RPG. O título é publicado pela Activision e está com seu lançamento agendado para o começo de 2019 para Xbox One X, PlayStation 4 e PC através da Steam. A pré-venda já está disponível em varejistas selecionados.

“Colaborar com a Activision para Sekiro: Shadows Die Twice tem sido uma experiência animadora para nós” afirmou Hidetaka Miyazaki, presidente e diretor de jogos na FromSoftware. “Com este game, muitos dos integrantes da equipe da FromSoftware, incluindo a mim, estão entusiasmados para explorar os temas do Japão Sengoku e ninjas pela primeira vez. Mal podemos esperar para que todos descubram o que os aguarda no jogo. “

Abaixo você confere o trailer de Sekiro: Shadows Die Twice:

Fumito Ueda, criador de “The Last Guardian” e “Shadow of the Colossus”, vem à 11ª edição da Brasil Game Show (BGS)

Um dos produtores de jogos mais cultuados do mundo é Fumito Ueda, graças a jogos que beirama perfeição como Shadow of the Colossus, ICO e o recente The Last Guardian. Pois bem, se o seu sonho sempre foi conhecer este gênio de perto, eis a oportunidade: o astro dos jogos eletrônicos estará presente na Brasil Game Show 2018. Além de Ueda, o evento contará com a presença de Mosanobu Tanaka, lead animator que trabalhou nos mesmos títulos e um dos grandes nomes no Team ICO.

Durante o evento, Fumito Ueda receberá o LifetimeAchievement Award e irá gravar suas mãos na Wall of Fame da BGS, premiação em reconhecimento às grandes contribuições que fizeram ao mercado global de jogos eletrônicos. Esta é a primeira vez que os dois profissionais estarão na BGS. Para celebrar o acontecimento, os astros do game design integrarão a cerimônia de abertura do evento, atenderão aos fãs com fotos e autógrafos em sessões gratuitas no Meet & Greet e dividirão experiências profissionais com os visitantes em painéis do BGS Talk.

“Fumito Ueda é dono de uma mente criativa impressionante, responsável por Shadow of the Colossus, um jogo que influenciou toda a indústria de games. ICO e The Last Guardian, cada um com seus desafios técnicos e narrativas peculiares, também conquistaram seus lugares na história”, disse Marcelo Tavares, fundador e CEO da BGS.  “Fico muito feliz em ver Fumito Ueda, um homem tão visionário, presente no nosso evento, assim como Mosanobu Tanaka, que possui um talento incrível e fez um trabalho maravilhoso com Trico, a criatura símbolo de The Last Guardian”.

Mosanobu Tanaka, lead animator de Shadow of the Colossus, também estará na BGS 2018.

Além deles, a 11ª edição da BGS já tem confirmados grandes nomes da indústria dos games, como Charles Martinet, dublador de Mario, famoso personagem da Nintendo; Daniel Pesina, intérprete de diversos personagens icônicos de Mortal Kombat; Katsuhiro Harada, diretor de Tekken e de Soul Calibur, ambas importantes séries de jogos de luta, e Yoshinori Ono, produtor de Street Fighter.

Para quem acompanha o cenário de e-Sports, uma grande atração é a presença de uma das principais line-ups de Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) do mundo: os jogadores brasileiros Marcelo “coldzera”, Gabriel “FalleN”, Fernando “fer”, e Ricardo “boltz”, e o norte-americano Jacky “Stewie2k” Yip, que substituiu Epitáfio “Taco” na line-up.

De acordo com a organização da BGS, ao longo dos próximos meses, diversas novidades serão reveladas. Todas as notícias sobre a Brasil Game Show podem ser vistas no site do evento.

 

Serviço – BGS 2018

Quando: 10 a 14 de outubro (1º dia exclusivo para imprensa e negócios)

Onde: Expo Center Norte

Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP

Horário: 13h às 21h

Quais são os 10 jogos do PlayStation 4 mais bem avaliados pelos fãs?

Em muitos sites de jogos, os usuários podem postar suas análises sobre eles, classificando-os com uma nota. O GameFaqs, site de dicas sobre jogos, é provavelmente o mais completo da categoria. Nele, é possível ver quais são os jogos mais bem avaliados pelos usuários do site, de acordo com uma média da nota recebida pelos mesmos. De acordo com o GameFaqs, quais são os 10 jogos do PlayStation 4 mais bem avaliados pelos fãs?

10 – NieR: Automata (Platinum Games / Square Enix)

NieR: Automata é um RPG de ação lançado em 2017, sendo a sequência de Nier, de 2010, que era um spin-off da série Drakengard. Ambientado no meio de uma guerra entre máquinas criadas por invasores de outro mundo e os remanescentes da humanidade, a história segue as batalhas de uma androide de combate, seu companheiro e um protótipo fugitivo. A jogabilidade combina elementos de RPG com combate baseado em ação. O jogo obteve a média de 4.44/5 no GameFaqs.

9 – Disgaea 5: Alliance of Vengeance (Nippon Ichi Software / NIS America)

Disgaea 5: Alliance of Vengeance foi lançado em 2015 e é o sexto jogo da série Disgaea. A história central do jogo é centrada na ideia de vingança. O imperador maligno Void Dark devasta numerosos submundos após chegar ao poder, com a ajuda de um exército de mais de um milhão de soldados conhecidos como “The Lost”. Após isso, os suseranos nos submundos sob controle de Dark Void tentar se levantar e se vingar. O jogo obteve a média de 4.45/5 no GameFaqs.

8 – The Witcher 3: Wild Hunt (CD Projekt Red Studio / Warner Bros.)

The Witcher 3: Wild Hunt é um RPG de ação lançado em 2015. Baseado numa série de livros do mesmo nome, ele é a sequência de The Witcher 2: Assassins of Kings, de 2011. Jogado em um mundo aberto, os jogadores controlam o protagonista Geralt of Rivia, um caçador de monstros conhecidos como um “Witcher”, que está procurando por sua filha adotiva perdida. Os jogadores enfrentam os muitos perigos do jogo com armas e magias, e interagem com NPCs e completam a história principal e quests opcionais para ganhar experiência e dinheiro, que são usados para melhores as habilidades de Geralt e comprar equipamentos. A história central tem vários finais, determinados pelas escolhas do jogador em certos pontos do jogo. O jogo obteve a média de 4.46/5 no GameFaqs.

7 – Shovel Knight: Specter of Torment (Yacht Club Games)

Shovel Knight é um jogo de plataforma 2D, sendo o primeiro jogo do estúdio Yacht Club Games. Após uma campanha de sucesso no Kickstarter, o jogo foi lançado inicialmente em 2014 para diversas plataformas, ganhando mais versões posteriormente. Sua jogabilidade e gráficos são inspirados em jogos de plataforma desenvolvidos para o Nintendo 8bits. O jogo recebeu muitos elogios da crítica e ganhou vários prêmios. O jogo obteve a média de 4.46/5 no GameFaqs.

6 – Bloodborne (From Software / SCEA)

Bloodborne é um RPG de ação lançado em 2015. A história fala sobre o personagem principal, o Caçador (“Hunter”), através da decrépita cidade gótica inspirada na era vitoriana de Yharnam, cujos habitantes foram afligidos por uma doença anormal transmitida pelo sangue. Ao acordar lá na noite da Caçada, o jogador é introduzido à força nos ranks dos Caçadores e enigmaticamente mandam que ele “procure Paleblood”. Eles começam a desvendar os mistérios intrigantes da cidade enquanto matam seus muitos animais aterrorizantes, eventualmente tentando destruir a fonte da praga e escapar do pesadelo. O jogo obteve a média de 4.46/5 no GameFaqs.

5 – Monster Hunter: World (Capcom)

Monster Hunter: World é um RPG de ação lançado em 2018. Nele, o jogador assume o papel de um Caçador, que tem a rarefa de caçar e matar ou aprisionar monstros que vagam por vários espaços ambientais. Se ele tiver sucesso, o jogador é recompensado com diversas coisas, como partes do monstro e outros elementos usados para forjar armas e armaduras. O maior atrativo é forjar equipamentos apropriados para caçar monstros mais difíceis, que lhe darão partes para forjar equipamentos mais poderosos. Os jogadores podem caçar sozinhos ou em grupos de até 4 pessoas online. Em poucas semanas de lançamento, o jogo se tornar o jogo de vendagem mais rápida da história da Capcom, e com o tempo se tornou seu jogo mais vendido, com mais de 7 milhões de unidades vendias em menos de 2 meses. O jogo obteve a média de 4.46/5 no GameFaqs.

4 – The Last of Us Remastered (Naughty Dog / SCEA)

The Last of Us Remastered é um jogo de horror de sobrevivência, lançado originalmente em 2013 para o PlayStation 3. Além de algumas adições à jogabilidade, o jogo conta com gráficos melhores e melhorias como uma distância de vista do cenário maior, mecânicas de combate melhorados e uma taxa de quadros por segundo maior. O jogo se passa 20 anos após um surto causado por um fungo que destruiu boa parte da civilização. O jogador controla Joel, que tem o papel de escoltar Ellie pelos Estados Unidos em um período pós-apocalíptico, numa tentativa de curar a infecção, à qual Ellie é imune. O jogo recebeu diversos elogios da crítica, elogiando as melhorias gráficas e adições. Ele também se tornou um sucesso comercial, vendendo mais de 1 milhão de unidades no primeiro mês. O jogo obteve a média de 4.47/5 no GameFaqs.

3 – Yakuza 0 (Ryu ga Gotoku Studio / SEGA)

Yakuza 0 é um jogo de ação e aventura desenvolvido e publicado pela SEGA, com a história se passando antes do primeiro jogo da série Yakuza, lançado em 2017. O jogo se passa em 1988 em Kamurocho, uma representação fictícia da cidade de Kabukicho, em Tóquio; e Sotenbori, uma recriação da cidade de Dotonbori, em Osaka. O jogo se passa em um ambiente de mundo aberto e é jogado em terceira pessoa. O jogador controla o protagonista da série, Kazuma Kiryu, e um personagem querido pelos fãs, Goro Majima, alternando entre os dois em pontos predeterminados da história. Lançado no Japão em 2015, o jogo demorou para chegar ao ocidente, mas foi muito elogiado pela crítica, com a Eurogamer e Polygon colocando ele em suas listas dos melhores 50 jogos de 2017. O jogo obteve a média de 4.47/5 no GameFaqs.

2 – Moss (Polyarc / Sony Interactive Entertainment)

Moss é um jogo de aventura em realidade virtual apresentado numa mistura de perspectivas em primeira e terceira pessoa, com o principal foco em resolver quebra-cabeças, lançado em 2018. O jogador encontra um livro em uma biblioteca e é transportado para um mundo de fantasia dentro do livro, onde ele encontra um rato, Quill, e começa sua aventura. O Reino onde Quill mora é destronado por Sarffog, uma cobra que cospe fogo. Após o tio de Quill ser capturado, o leitor guia Quill numa aventura para derrotar Sarfogg e salvar seu tio. O jogo obteve a média de 4.50/5 no GameFaqs.

1 – Persona 5 (Atlus / SEGA)

Persona 5 é cronologicamente o sexto jogo da série Persona, lançado em setembro de 2016 no Japão e em abril de 2017 no ocidente. O jogo se passa na cidade de Tóquio moderna, onde o protagonista é transferido para a Academia Shujin após ser colocado em liberdade condicional por um assalto do qual foi falsamente acusado. Durante o curso do ano escolar, ele e outros estudantes despertam seus poderes Persona, se tornando um grupo secreto de vigilantes conhecidos como Caçadores Fantasmas de Corações que exploram o Metaverso, um reino sobrenatural que consiste da manifestação física dos desejos subconscientes da humanidade, para mudar as intenções malignas dos corações dos adultos. Anunciado pela primeira vez em 2013, o jogo foi adiado de sua data de lançamento em 2014 para receber melhorias, sendo adiado diversas vezes. No entanto, o jogo foi muito aclamado pela crítica, sendo considerado um dos melhores jogos de RPG de todos os tempos e indicado para diversos prêmios de Jogo do Ano de 2017. O jogo vendeu mais de 2 milhões de unidades no fim de 2017, sendo o mais bem sucedido da franquia. O jogo obteve a média de 4.57/5 no GameFaqs. Persona 5 foi desenvolvido pela Atlus, que hoje em dia é subsidiária da SEGA Sammy, que no Japão é famosa por seus jogos para consoles, arcades ou até cassinos, igual a outras empresas internacionais como a NetBet.

Saraiva e Sony organizam encontro para fãs para o lançamento de God of War em shopping de São Paulo

O espartano mais casca grossa do mundo está de volta! God of War já é considerado um dos maiores lançamentos do ano e para celebrar a volta de Kratos a Sony e a Saraiva organizam hoje (19/04) um evento de lançamento especial às 21h, na Saraiva do Shopping Pátio Paulista. O evento contará com programação especial, com bate-papo com os influenciadores Ishiro, do Casamento Nerd, Rik, e os integrantes do Novo Nerd.

De acordo com a Saraiva, haverão diversas atividades para que os fãs possam experimentar e conhecer um pouco mais sobre o jogo para PS4.

Programação completa:

21h às 22h: bate papo com Influenciadores Ishiro, do Casamento Nerd, Rik, e os integrantes do Novo Nerd

22h: liberação do GAMEPLAY do novo God Of War para participantes
00h: início das vendas do jogo

 

O novo jogo coloca Kratos em uma aventura por terras nórdicas, tendo de enfrentar criaturas poderosas e mais letais que antes. Vivendo como um homem, fora da sombra dos deuses, Kratos deve se adaptar a terras desconhecidas, ameaças inesperadas e a uma segunda oportunidade de ser pai. Junto ao seu filho, Atreus, os dois vão se aventurar pelas selvagens florestas nórdicas e lutar para cumprir uma missão pessoal.

 

Serviço – lançamento God of Está na Saraiva

Quando: 19/04/2018 a partir das 21hs
Local: Saraiva Shopping Pátio Paulista – Rua Treze de Maio, 1947 – Piso Paraíso

Aquiris Game Studio anuncia Horizon Chase Turbo para PS4 e PCs

Após o grande sucesso de Horizon Chase World Tour para dispositivos mobile, chegou a vez do PlayStation 4 e do PC receberem a mesma experiência de corrida arcade com o lançamento de Horizon Chase Turbo. O game da Aquiris chega para essas plataformas no segundo trimestre de 2018 prometendo corridas alucinantes e visuais retro bastante característicos.

Quem jogou os clássicos de corrida da geração 16 bits vai se sentir familiarizado com a proposta de Horizon Chase Turbo, afinal o título é uma verdadeira ode ao gênero, não apenas pelos visuais, mas também pela trilha sonora composta por Barry Leitch, o mesmo que assina as composições de Top Gear.

“Estamos trabalhando em todos os detalhes para Horizon Chase Turbo entregar a diversão e competitividade dos clássicos Top Gear e Out Run, ao mesmo tempo que apresenta sua personalidade própria. Está emocionante e lindo jogar em tela dividida para quatro jogadores e com resolução de 4K. É um jogo pra juntar os amigos em tardes memoráveis de videogame em casa”, diz Sandro Manfredini, Diretor de Negócios da Aquiris.

Além de dezenas de pistas e veículos, Horizon Chase Turbo oferece um modo multiplayer local que permite aos amigos correr lado a lado em uma campanha cooperativa, torneios competitivos ou desafios em corridas randômicos pelo planeta.

Há ainda modos online para quem quer jogar com amigos que moram longe, como o “Ghost Mode”, modo em que o jogador pode desafiar tempos dos amigos, que são representados na pista com um “carro fantasma”. Os melhores tempos podem ser vistos em um ranking online.

De acordo com a Aquiris, os circuitos são bem variados e recriam paisagens de diversos países, sendo que cada uma traz elementos novos na jogabilidade devido as condições climáticas e seus terrenos.

Horizon Chase Turbo  é o sucessor espiritual de Horizon Chase World Tour, que foi lançado para Android e iOS e foi baixado mais de dez milhões de vezes. O título chega para atender os pedidos dos jogadores que almejavam uma experiência de corrida voltada para o retro, lembrando jogos como .Lotus Turbo Challenge 2, Rush” e Top Gear.

“Horizon Chase World Tour foi a confirmação de que o mundo queria um jogo assim. O título foi celebrado pelos jogadores, pelas plataformas App Store e Google Play, e pela imprensa. Dentre todos os prêmios que o jogo conquistou, gostamos de destacar que Horizon Chase ficou entre os 30 Melhores Jogos do Mundo de 2015, de todas as plataformas, pela pontuação do Metacritic. Agora, com todas as características da versão Turbo, temos a certeza de que vamos entregar a experiência completa de jogabilidade e competitividade que os jogadores nos pediram, completa Sandro.

Com lançamento previsto para o segundo trimestre de 2018,  o game estará disponível digitalmente através da PSN Store, no PlayStation 4, e no Steam, no PC. Abaixo tem o trailer de Horizon Chase Turbo: