Arquivo da categoria: PS3

O PlayStation 3 é o terceiro console de videogame produzido pela Sony e o sucessor do PlayStation 2 como parte da série PlayStation. O PlayStation 3 compete contra o Xbox 360 e o Nintendo Wii como parte da sétima geração de consoles de videogame.

Maior torneio mundial de Tom Clancy’s Rainbow Six Siege começa nesta terça-feira

Começa nesta terça-feira (13) o Six Invitational, o maior torneio de Tom Clancy’s Rainbow Six: Siege, na cidade de Montreal, Canadá. O campeonato reúne os 16 melhores times do mundo. A competição comemora o aniversário do lançamento de Rainbow Six: Siege, e reúne fãs, jogadores profissionais, desenvolvedores, streamers e pessoas da comunidade que fizeram o título ser o sucesso que é hoje. O torneio vai até o dia 18 de fevereiro e receberá suporte dos principais canais de streaming, como o Youtube e o Twitch.

De acordo com a Ubisoft, a competição contará com equipes representantes das quatro regiões da Pro League – América do Norte, Europa, América Latina e Ásia-Pacífico – que competirão por um prêmio de $500 mil dólares. Entre esses times, vários nomes novos, mas bem conhecidos por todos os fãs de eSports, farão suas primeiras aparições no cenário de Rainbow Six. O primeiro deles é a “Team Liquid”, com uma escalação formada por jogadores famosos do Brasil, como André “Neskwga” Oliveira e Leo “Zigueira” Duarte.

Ainda do Brasil, a “FaZe Clan” adquiriu o time anteriormente conhecido como “Team Fontt”, famosa por seu estilo de jogo rápido, divetido e de alto risco. Por último, mas não menos importante, a “Counter Logic Gaming” adquiriu a escalação da norte-americana “Elevate”, vencedora do Six Invitational 2017 no Xbox One. Ao longo do ano passado, a equipe conseguiu mudar o seu jogo com sucesso do Xbox One para o PC.

Veja a programação do Rainbow Six Invitational 2018:

3 a 15 de fevereiro: Fase de grupos
16 de fevereiro: Quartas de final
17 de fevereiro: Semifinais
18 de fevereiro: Grande final

Além da competição principal, o Six Invitational também contará com uma partida de exibição entre a equipe brasileira BRK eSports e um adversário ainda não revelado. A partida acontece no sábado (17). No domingo, 18 de fevereiro, ocorre uma partida All-Star antes da grande final.

O Six Invitational 2018 também será a ocasião de muitos anúncios tanto nas atualizações do “Tom Clancy’s Rainbow Six: Siege Ano 3”, incluindo o evento “Outbreak” e “Operação Quimera”, quanto sobre a cena competitiva de Tom Clancy’s Rainbow Six, em painéis dedicados.

Para mais detalhes, como programação completa e tabela de jogos, visite o site oficial.

Fãs de Pokémon têm encontro marcado na Arena Gamer do Shopping Metrô Tucuruvi

Havia rumores de que a febre Pokémon já era, mas a verdade é que os monstrinhos de bolso seguem com toda a força após o badalado Pokémon Go. O card game não é exceção: os torneios e disputas continuam conquistando mais jogadores a cada dia. Para quem é jogador do card game, eis a dica: a Arena Gamer, do Shopping Metrô Tucuruvi, é o endereço certo para quem quer trocar cards dos personagens, se divertir com os jogos de sucesso e fazer novas amizades, pois haverá um encontro para colecionadores no dia 9 de setembro, às 15h, no ambiente instalado especialmente no Piso 1.

“As versões digitais de Pokémon reúnem famílias inteiras na brincadeira. Das telas da TV para os smartphones, o jogo continua sendo um sucesso, sem perder a originalidade, por isso, preparamos esse encontro para diferentes gerações aproveitarem juntas”, destaca Laís Marques, gerente de Marketing Shopping Metrô Tucuruvi.

Além de recepcionar os adoradores dos Pokémons, os visitantes da Arena Gamer poderão jogar também videogames retrôs, como Pac Man, Super Mario e Sonic, e as versões mais atuais com PES 2017, Fifa 17 e Street Fighter V. Os consoles disponíveis na arena são: PlayStation 3 e 4, Xbox One e 360, Super Nintendo, Atari e muito mais. Para participar é necessário ter mais de 18 anos ou estar acompanhado pelos pais ou responsáveis.

A entrada custa R$ 15 para 30 minutos e R$ 20 para 60 minutos. Cada minuto excedente tem custo de R$ 1. De segunda a quarta-feira, participantes que adquirirem 60 minutos ganham meia hora a mais de jogo. Crianças menores de quatro anos não pagam, mediante acompanhamento de um adulto pagante.

 

Arena Gamer no Shopping Metrô Tucuruvi

Data: até 10 de setembro

Horário: segunda-feira a sábado, das 10 às 22h, domingo das 12h às 20h

Encontro entre colecionadores Pokémon TCG

Data: sábado, dia 9 de setembro

Horário: às 15h

Local: Piso 1, ao lado da loja Havaianas

Endereço: Av. Dr Antonio Maria Laet, 566 – Tucuruvi – São Paulo

Valores: R$ 15 para 30 minutos e R$ 20 para 60. De segunda a quarta-feira, a cada 60 minutos comprados, ganha-se mais meia hora

A Era dos Games: Exposição interativa sobre videogames desembarca no Brasil

Após passar por 33 cidades de 25 países, a exposição “A Era dos Games” finalmente chega a São Paulo. Idealizada pela Barbican Centre de Londres, a exposição é apresentada pelo Ministério da Cultura e Brasilprev, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A mostra ocupará o Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, entre 16 de agosto e 12 de novembro e vai mostrar a evolução dos jogos eletrônicos desde o Atari até a geração atual.

Depois de São Paulo, a exposição segue para o Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro, onde ficará em cartaz de 6 de dezembro a 05 de março de 2018. Nas duas cidades, o público poderá interagir com mais de 150 jogos de sucesso. É uma oportunidade ótima de conhecer e interagir com verdadeiras pérolas dos jogos eletrônicos.

A exposição consumiu dois anos de trabalho intenso a um custo de um milhão de libras inglesas. São cerca de seis décadas escrutinadas, em 13 seções temáticas distintas. Dentre os mais de 150 jogos selecionados há uma longa lista de destaques, a começar pelo Pong, um jogo de tênis extremamente sintético. Criado em 1972, rodou o mundo e deu início a uma das megaempresas do setor, a Atari, que lidera o segmento ao lado de Nintendo, Sega, Microsoft e Sony. O Brasil também estará presente através de alguns jogos com tecnologia verde e amarela.

“Não há dúvida de que os videogames tiveram um grande impacto na cultura visual contemporânea. A Era dos Games pretende demonstrar a força criativa considerável que sustenta a indústria, destacando as contribuições de indivíduos e empresas-chave que desempenharam um papel na sua evolução. A exposição explora a influência de músicos, cineastas e artistas e mostra claramente que algumas das inovações mais criativas do nosso tempo passaram por este meio fenomenal”, resume NeilMcConnon, diretor do Barbican.

O público poderá conhecer personagens que fizeram história, como Super Mario — o encanador italiano criado pela Nintendo em 1985 e que chegou a ser usado pelo Japão na cerimônia de encerramento das últimas Olimpíadas como símbolo nacional; a crescente importância dos jogos infantis e seu potencial como ferramenta educativa; e ainda os enormes avanços tecnológicos que continuam sendo feitos, como o uso cada vez mais sofisticado da tecnologia 3D, a captação mais sensível dos movimentos pela tela ou por sensores e a constatação de que a realidade virtual é algo cada vez mais próximo.

Um embrião da exposição Era dos Games foi apresentado no Museu da Imagem e do Som de São Paulo em 2011. Batizada originalmente de Game On, mais tarde o evento incorporou o número 2.0 ao título para dar conta das atualizações tecnológicas surgidas ao longo do período em que excursionou pelo mundo. A edição que desembarca agora no país chega em versão ampliada, com games de última geração e inclui jogos produzidos no Brasil.

“Acreditamos muito no potencial dessa exposição. Ao apresentar a história do videogame de forma lúdica e divertida, ela integra diferentes gerações e proporciona um excelente programa para toda a família”, explica Cinthia Spanó, gerente de Comunicação Corporativa e Sustentabilidade da Brasilprev.

As visitas à exposição Era dos Games terão horários pré-agendados e serão realizadas em seis sessões diárias, com 90 minutos de duração cada. O público poderá adquirir ingressos antecipadamente online já a partir desta quarta, 5 de julho. Vendas de ingressos na bilheteria somente a partir da data de abertura, 16 de agosto.

 

SERVIÇO – A ERA DOS GAMES – Uma exposição do Barbican Centre de Londres

Quando: De 16 de agosto a 12 de novembro de 2017 – Terça a domingo, das 11 às 20 horas – Sessões diárias às 11h, 12h30, 14h, 15h30, 17h e 18h30

Quanto: Preço R$40,00 / R$20,00 meia entrada*

Onde: Endereço: Pavilhão da Bienal – 3º pavimento – Acesso pela rampa externa

Parque Ibirapuera – Portão 03 – Av. Pedro Alvares Cabral S/N – CEP 04094-000 – São Paulo, Brasil

Anote na agenda: Os Dez games mais aguardados para o mês de Abril

Para os apaixonados por games, o mês de abril reserva ótimas novidades. A NZN, elaborou um guia com os games mais aguardados do mês em parceria com Bruno Micali. Os jogos são variados e atendem todos os perfis de jogadores, seja ele fã de corrida, RPG ou puzzle. O mês de abril costuma ser fraco em relação a lançamentos, já que o mercado está em stand by por causa da E3, mas isto não impede que bons títulos sejam lançados. E é isto que vamos ver!

“Além da nova jornada da Atlus, temos outros destaques em abril: Mario Kart 8 Deluxe, que traz no Switch um pacote completo de um dos melhores games da franquia; Yooka-Laylee, aventura dos mesmos criadores de Banjo-Kazooie que vai apostar na fórmula nostálgica dos anos 90 em mundos coloridos; Outlast 2, que quase foi banido na Austrália de tanta violência que terá; e muito mais!”, explica.

Confira os dez games mais aguardados do mês de abril:

 

  1. Syberia 3

Lançamento em 25 de abril para PS4, Xbox One e PC

syberia-3

O clássico Syberia traz de volta a advogada americana Kate Walker, que agora investiga a posse de uma fábrica de brinquedos em uma aventura que vai do centro até o leste europeu. A busca por respostas leva a personagem para uma série de acontecimentos em um gameplay que mistura exploração, combinação de pistas e elementos de survival, tudo com um toque de suspense do escritor Benoit Sokal, que também escreveu os dois primeiros jogos.

 

  1. Puyo Puyo Tetris

puyo-puyo-tetrisLançamento em 25 de abril para PS4 e Switch

Previsto para o PS4 e o Nintendo Switch, Puyo Puyo Tetris oferece muitas cores e diversos efeitos especiais dentro da fórmula Tetris, que aqui ganha uma nova roupagem. Para quem quiser jogar sozinho, a SEGA prometeu uma campanha duradoura, além de cinco modos multiplayer!

 

  1. Dragon Quest Heroes 2

Lançamento em 25 de abril para PS4 e PC

Dando continuidade ao sucesso do primeiro Dragon Quest Heroes, o segundo título inclui quatro novos personagens, alguns já conhecidos da série, e outras inclusões ao sistema de combate, que promete ser ainda mais dinâmico. Os jogadores poderão explorar o mundo de Dragon Quest cooperativamente, tanto no single-player quanto no multiplayer.

 

  1. Full Throttle Remastered

fullthrottleLançamento em 18 de abril para PS4, PS Vita e PC

Em Full Throttle Remastered, história gira em torno de Ben, líder de uma gangue de motoqueiros que vivem em um futuro apocalíptico. Assim como ocorreu em Grim Fandango e Day of the Tentacle, será possível alternar entre o visual antigo e os gráficos remasterizados.

 

  1. Mario Kart 8 Deluxe

mariokart8deluxe_16-970x647-cLançamento em 28 de abril para Switch

Mario Kart 8 chegará ao Switch com algumas promessas, como novos personagens, itens inéditos e um modo batalha redesenhado. Além disso, o jogo fará uso de todos os recursos do console, aproveitando as funcionalidades dos Joy-Cons e do modo portátil.

 

  1. Little Nightmares

Lançamento em 28 de abril para PS4, Xbox One e PC

99ad20d5d83fb616b0c255e396adbaaa

Criado por uma desenvolvedora sueca, a Tarsier Studios, Little Nightmares é claramente inspirado em LittleBigPlanet, Unravel e outros títulos de plataforma. O jogo começou a chamar atenção por apresentar ambientes criados com um toque de arte. A ideia é misturar plataforma, puzzles e stealth em cenários interativos e minimalistas.

 

  1. Sniper: Ghost Warrior 3

sniper-ghost-warrior-3Lançamento em 25 de abril para PS4, Xbox One e PC

Sniper: Ghost Warrior 3 coloca o jogador na pele de um atirador de elite que deve adotar diversas abordagens para invadir bases inimigas, incluindo o uso de um drone. A desenvolvedora polonesa CI Games garantiu também um parkour de qualidade e várias atividades secundárias.

 

  1. Outlast 2

outlast2_windmill-edLançamento em 25 de abril para PS4, Xbox One e PC

Outlast 2 quase foi banido da Austrália por apresentar violência sexual e outros conteúdos muito mais pesados que os do primeiro jogo. A história é sobre um personagem que deve encontrar sua esposa e, para isso, viaja até o deserto do Arizona, onde descobre mistérios sinistros que trazem o inferno para o atual plano. De acordo com a desenvolvedora, a ideia é inserir elementos assustadores com uma pegada mais survival.

 

  1. Yooka-Laylee

yooka_and_laylee_sittingLançamento em 11 de abril para PS4, Xbox One e PC

O projeto de Yooka-Laylee nasceu a partir de uma campanha bem-sucedida no Kickstarter e trará mundos coloridos, seções de plataforma e dois personagens carismáticos que têm diálogos ilustrados através de onomatopeias. Além do PS4, Xbox One e PC, uma versão pra Switch está nos planos, mas será lançada posteriormente.

 

  1. Persona 5

Lançamento em 4 de abril para PS3 e PS4

persona-5-review_hsds

O jogo compartilha temas e conceitos dos games anteriores, mas a Atlus fez uma promessa a quem nunca se aventurou por esse RPG bem-humorado: não é preciso conhecer a franquia pra se arriscar em Persona 5. De dia, o jogador é um estudante. De noite, deve enfrentar criaturas da escuridão que, na verdade, têm tudo a ver com sua vida pessoal. Essa é apenas uma das características de Persona 5, que trará um sistema de combate revigorado, muita exploração e um ritmo cadenciado que a série tipicamente coloca diante dos jogadores.

FonteNZN

 

Sete lugares para conseguir games mais baratos na internet

Se liga nesta dica para aumentar sua coleção de jogos sem gastar muito (afinal de contas, comprar games no Brasil não é nada barato).  Para se ter ideia, jogos já antigos como GTA V e The Last of Us não é encontrado por menos de R$ 99 nas lojas. Já os lançamentos como Call of Duty, Fifa 17 e Resident Evil, para Xbox ou PS4, chegam a custar em torno de R$150 a R$200 no e-commerce.

Isto para não citar alguns games já considerados peças de colecionador como Mario Sunshine, Luigi’s Mansion e The Legend of Zelda Wind Waker de GameCube que chegam a custar cerca de R$ 200. Se você é um colecionador de jogos e encontra dificuldade para encontrar aquela peça rara, fique tranquilo, temos aqui sete dicas de sites para tentar obter aquele game bacana gastando pouco.

 

OLX e Mercado Livre

olxA OLX funciona como o Mercado Livre, ou seja, a própria comunidade faz seus anúncios e as negociações. A diferença é que muitas vezes o Mercado Livre funciona como intermediador entre comprador e vendedor, prevenindo fraudes e desentendimentos. As ferramentas Mercado Pago e Mercado Envios são dois trunfos que colocam o ML como favorito entre os negociadores virtuais. Já a OLX tende a ter preços menores em muitos casos, mas a falta de ferramentas intermediárias não inibem golpes e negociações mal sucedidas.

 

TrocaJogo

troca-jogoTrocaJogo funciona como uma rede social de gamers que negociam e trocam jogos e até consoles entre si. Uma ótima opção para encontrar pessoas de diversos lugares que querem os jogos que você tem em casa e vice-versa. A primeira troca no site é grátis, mas para realizar trocas ilimitadas é preciso se tornar um assinante da comunidade. A comunidade já tem cerca de sete anos e é referência entre a comunidade. O único “porém” é que dificilmente você vai encontrar games anteriores à 7º geração de consoles.

 

Meu game usado

Meu Game Usado

Para economizar, vale também comprar games já usados de outros usuários. No site Meu Game Usado é possível encontrar alguns títulos com preços até 50% mais baixos que nas lojas convencionais. Mas é importante ficar atento, pois há jogos que vêm com códigos de uso que só podem ser ativados uma vez.

 

Cuponomia

cuponomiaCuponomia reúne ofertas e cupons de descontos para compras de games nas lojas online. Com os códigos promocionais oferecidos na plataforma, é possível poupar de 5% a 15% no valor dos jogos. Os usuários também podem fazer o cadastro no programa Cuponomia+, que permite acumular pontos em cada compra realizada por meio do site e trocar por créditos em jogos da Steam, League of Legends, Playstation Store ou 3 meses no XBOX Live Gold.

 

Promoções da Steam

steam_softwareComprar jogos na Steam é um ótimo negócio para quem quer poupar dinheiro com os games. A plataforma de jogos online oferece promoções diárias, incluindo lançamentos. Em datas especiais como Halloween, Dia da Toalha e Natal, o site faz liquidações de até 80% de descontos nos jogos. A Steam Store oferece um catálogo de mais 2500 jogos online que podem ser baixados no PC ou em dispositivos móveis como smartphones e tablets.

 

Comunidades do Facebook

gta-vO Facebook é a maior rede virtual de todos os tempos com mais de 1 bilhão de usuários. Na rede social é possível encontrar redes de pessoas dedicadas a compras e vendas de games novos e usados. Até mesmo jogos retrô são facilmente encontrados. Infelizmente alguns usuários não tem bom senso e aplicam preços irreais em seus jogos, mas uma peneirada bem feita evita esse tipo de problema. Outra vantagem é que se você estiver em grupos da sua cidades, basta marcar um encontro com a parte interessada em comprar ou vender, de modo que evita-se pagamento de fretes e outras taxas.

 

E você, onde costuma comprar games baratos pela internet?

Pesquisa da Kantar revela maior interesse das mulheres na tecnologia

Neste dia Internacional das Mulheres, a Kantar Brasil Insights realizou uma pesquisa que aponta maior participação do público feminino em todos os ramos da tecnologia, como games, serviços de straming e smartphones. O tema da disparidade de gênero tem feito parte de reuniões de negócios, estratégias de contratação, posicionamentos de marca e até debates em grandes eventos, como foi o caso recente da Mobile World Congress, que através da programação Women4Tech levantou debates que provocavam sobre a necessidade de mais inclusão feminina na indústria de tecnologia móvel.

Na semana do dia internacional da mulher, é interessante ver que aos poucos o mercado também vai refletindo essas mudanças, especialmente dentro do setor de tecnologia. Dados da Kantar mostram que no Brasil as mulheres têm se interessado mais por vídeo games nos últimos 3 anos, segundo dados do estudo Connected Life.

Clique na imagem para ampliar
Clique na imagem para ampliar

Em 2015, 30% das mulheres no Brasil que possuem acesso à internet tinham um console de games, enquanto 9% declaravam ter intenções de comprar um vídeo game no futuro. Dois anos mais tarde, 40% das brasileiras possuem um vídeo game em casa, enquanto 15% pretendem comprar um.

“O aumento do interesse das mulheres por games e tecnologia, em geral, está muito associado ao incentivo”, explica Aline Pereira, jornalista e editora do coletivo MinasNerds. Para ela, esses setores sempre foram dominados por homens e as mulheres nunca foram encorajadas a descobri-los. “Os coletivos, como o MinasNerds, ajudam a mostrar que elas não estão sozinhas, que existem milhares de outras garotas que enfrentam as mesmas dificuldades, mas que apoiamos umas às outras”, defende ela.

Além disso, grupos e comunidades de games e de tecnologia com foco no público feminino incentivam o diálogo, a troca de ideias e experiências e o empoderamento. A própria indústria de tecnologia e games acaba precisando rever seus posicionamentos.

“A boa notícia é que ao longo dos últimos anos as mulheres têm ficado menos tolerantes [ao sexismo] e mais conscientes em relação à estereótipos que inferiorizam as mulheres, o que faz com que a indústria gradualmente passe a investir em histórias e personagens que fogem de preconceitos de gênero”, conclui Pereira.

unnamed-2

O mesmo tipo de mudança também pode ser percebido com a tecnologia móvel, como smartphones e tablets. Hoje, 91% das mulheres do Brasil possuem um smartphone e 49% pretendem comprar (ou atualizar os seus) smartphones. Tablets também estão nas mãos de 48% das brasileiras, um bom crescimento se comparado aos 27% de 2015.

Clique na imagem para ampliar
Clique na imagem para ampliar

Ao comparar mulheres dos principais mercados globais, como EUA, Reino Unido, França, China, Espanha, Malásia e Cingapura, as brasileiras estão entre as que mais se interessam em comprar equipamentos tecnológicos como tablets, console de games, smartphones, smartwatches, dispositivos de realidade virtual e serviços de streaming online, um comportamento bem similar ao de outros mercados em desenvolvimento, como China e Malásia. Entre estes países, o Brasil aparece entre os top 3 onde as mulheres mais possuem smartwatches e serviços de streaming online.

unnamed-5

Em termos de consumo de mídias digitais, mulheres e homens no Brasil tem comportamentos muito parecidos. Não existem diferenças significantes entre os gêneros em termos de acesso a redes sociais ou ao tempo gasto em sites/aplicativos como Twitter, Facebook e Linked In, ou até mesmo em sites de entretenimento, como Netflix ou Spotify, segundo dados do Target Group Index da Kantar IBOPE Media. Além disso, 41% das brasileiras declaram se manter em dia com os avanços tecnológicos e 59% dizem fazer a maior quantidade possível de buscas antes de comprar um equipamento eletrônicos.

No entanto, ainda se percebe uma disparidade de comportamento entre os gêneros no Brasil no modo como as mulheres acompanham as novidades de tecnologia ou no comportamento de compra de aparelhos tecnológicos. Elas ainda estão menos propensas a visitar sites de tecnologia (23% das mulheres versus 28% dos homens) e também estão menos propensas a pedir conselho aos amigos na hora de comprar um equipamento eletrônico (23% das mulheres versus 30% dos homens).

Super Shopping Osasco recebe o Arena Games, competição de videogames com muitos prêmios para os vencedores

As férias prometem ser das mais divertidas para os visitantes do SuperShopping Osasco, um dos centros de compra mais populares da grande São Paulo, principalmente se o visitante for um gamer, pois estabelecimento vai se transformar em um campo de batalhas com o Arena Games. Trata-se de uma competição de videogames que será montado na Praça de Eventos, de 9 de janeiro a 12 de fevereiro, que vai reunir competidores em 12 estações com PlayStation4, PlayStation3, Xbox 360, Xbox One e o clássico dos anos 80, o Atari.

“Os fanáticos por games poderão se divertir com jogos de música, como Guitar Hero e Just Dance, que atraem homens e mulheres, jogos de corrida, jogos infantis como Minecraft – sucesso entre crianças e adolescentes e, o preferido entre os garotos, o Futebol Digital, com Pro Evolution Soccer PES 2017 e FIFA 17”, explica Giancarlo Johann, superintendente do SuperShopping Osasco.

O evento é organizado pela Fun Play Eventos e pela Federação Paulista de Futebol Digital e Virtual (FPFDV), as competições serão aos finais de semana, com etapas classificatórias a partir dos dias 14 e 15 de janeiro. A grande final acontece no dia 12 de fevereiro com muitos prêmios para os ganhadores.

Para participar, os interessados podem se cadastrar a partir do dia 9 de janeiro no estande da Arena Games no shopping ou fazer a inscrição pelos sites da FPFDV (www.fpfdv.com.br) ou da Fun Play Eventos (www.funplayeventos.com.br). Os ingressos custam entre R$ 15 e R$ 20 para 30 minutos. Crianças de até 4 anos jogam gratuitamente, mas precisam estar acompanhados de um adulto pagante.

 

Serviço: Arena Games no SuperShopping Osasco

Endereço: Av. dos Autonomistas, 1.828 – esquina com a Av. Maria Campos – Osasco | SP

Data: 9 de janeiro a 12 de fevereiro

Inscrições: Estande da Arena Games no SuperShopping Osasco ou pelos sites www.fpfdv.com.br | www.funplayeventos.com.br

Valor: R$ 15 a R$ 20

 

Shopping SP Market recebe o Museu do Videogame Itinerante

Outra boa pedida para o mês das crianças é a exposição “Museu do Videogame Itinerante”, que estará no Shopping SP Market entre o dias 8 e 30 de outubro. Esta é a primeira vez que a atração vem para a capital paulista e, de acordo com os organizadores, haverão mais de 250 consoles para os visitantes conferirem de perto. A ideia é retratar cerca de 40 anos da história dos jogos eletrônicos mundiais.

A exposição é gratuita e é bastante recomendado para jogares das antigas e das novas gerações. Como não pode deixar de ser, os grandes clássicos estarão presentes como o Telejogo, Atari 2600, NES, Mega Drive, Super Nintendo, entre outros. Os consoles de nova geração também fazem da parte da mostra, assim os jogadores podem conferir toda a evolução ao longo os anos até culminar nos poderosos XBox One e PlayStation 4.

Além da exposição, o espaço Museu do Videogame Itinerante também é interativo. Lá os games podem conferir desafios de Just Dance, simuladores de corrida, desfile de cosplay e muitos outros. O evento, que somente em 2015 recebeu mais de 4 milhões de visitantes em nove estados, é o primeiro do gênero do país registrado pelo Ibram – Instituto Brasileiro de Museus.

Em 2014, o Museu do Videogame Itinerante recebeu o prêmio do Ministério da Cultura como o museu mais criativo do país. Em 2016, foi um dos museus brasileiros escolhidos para representar o país no maior encontro de museus do mundo, em Paris.

De acordo com o curador do evento, Cleidson Lima, entre as relíquias estão o primeiro console fabricado no mundo, o Magnavox Odyssey, de 1972; o Atari Pong (primeiro console doméstico da Atari), de 1976; o Fairchild Channel F, de 1976 (primeiro console a usar cartuchos de jogos); o Telejogo Philco Ford, de 1977 (o primeiro videogame fabricado no Brasil); o Nintendo Virtual Boy, de 1995 (primeiro a rodar jogos 3D); o Vectrex, de 1982 (console com jogos vetoriais que já vinha com monitor); entre outros.

Um passeio pelo Museu do Videogame Itinerante é uma ótima atividade em família, onde pais e filhos podem compartilhar bons momentos sobre as mesmas paixões: videogames. Para mais informações sobre o Museu do Videogame, basta acessar o site.

Serviço: Museu do Videogame Itinerante no Shopping SP Market

Endereço: Av. das Nações Unidas, 22.540 – ao lado estação Jurubatuba – Linha 9 da CPTM
Período: de 8 a 30 de outubro de 2016 – GRATIS
Estacionamento: R$ 8,00 por 2 horas, e R$ 2,00 por hora adicional / Manobrista: R$ 9,00 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional (carro). Moto: primeira hora R$ 4,00 e R$ 1,00 por hora adicional.
Informações: (11) 5682.3666 – www.shoppingspmarket.com.br

Top 8: Jogos educativos que você não sabia

Que os videogames podem ser educativos, você já sabia. Mas é muito fácil apontar jogos assim quando os exemplos são jogos educativos. Você já imaginou que tem uma série de jogos digitais bastante comerciais que podem ensinar algumas coisas surpreendentes sem que os jogadores se dêem conta? Sim, apostamos que em sua biblioteca de jogos tem muita coisa educativa.

Talvez pensando nisso, a Stoodi, startup de educação a distância que oferece videoaulas, plano de estudos e monitorias transmitidas ao vivo, selecionou uma lista com 8 jogos desse tipo, que podem fazer o estudante se divertir bastante, mas depois sair correndo para os livros e conhecer um pouco mais sobre tais conceitos.

 

1 – Sim City

Jogos

A primeira versão do Sim City – game no qual o jogador cria e controla a infraestrutura de uma cidade – foi lançada em 1989. De lá para cá, a qualidade dos gráficos melhorou bastante e os desafios ficaram mais complexos. Mas o que se manteve intacto em todas as edições do jogo é a coerência com a realidade. Liberar o funcionamento de jogos de azar na cidade, por exemplo, pode impulsionar a arrecadação do município, mas também vai fazer a criminalidade aumentar.

Se o jogador não souber investir de forma equilibrada nos diferentes setores da economia e não tiver claros conceitos de sustentabilidade, urbanismo e transporte público, sua cidade será caótica. O game é uma verdadeira aula de geopolítica, em especial a 4º versão, que é complexa e traz uma série de desafios que o jogador deve levar em consideração se quiser fazer a cidade crescer sem quebrar ou se tornar um lixão.

 

2 –  Democracy

Democracy

Se em Sim City, o jogador tem o cargo de prefeito, em Democracy ele pode ser presidente, primeiro-ministro e até um ditador austero. Apesar de não ser muito rico em atrativos gráficos, Democracy compensa na constituição dos regimes de poder, que é retratada com detalhes. O jogador vai sentir na ‘pele’ os efeitos causados por suas medidas de governo junto à população, que refletirão nas urnas na próxima eleição.

O jogo dá até opções de usar manobras questionáveis para ‘manchar’ a imagem dos candidatos concorrentes. Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência. Aqui você ganha noções de Filosofia Política, matéria muito importante na grade de universidades como Relações Internacionais.

 

3 – SPORE

spore

Nada dá mais prazer a um gamer do que observar seu personagem – inicialmente uma criatura frágil – evoluir com o tempo, ganhar habilidades e conquistar o mundo. O que dizer então do SPORE, que remonta a origem do universo? O game dá noções importantes sobre Biologia e Ecossistema. A ideia vem sendo aclamada porque faz o jogador começar seu desafio como um simples micróbio que luta para se manter vivo na face do planeta. Com o tempo e, dependendo das escolhas que fizer, o jogador poderá destravar novas formas de vida, desenvolver-se como uma nova criatura, unir-se em tribos, construir cidades e até conquistar novos territórios.

 

4 – Bioshock: Infinity

bioshock-infinite-playreplay1

Outro fenômeno da crítica, Bioshock Infinity ganhou 85 prêmios somente na época de seu lançamento por não ter medo de abordar temas polêmicos. O jogo se passa em Columbia, cidade em que está prestes a eclodir uma guerra civil. De um lado, o governo ultranacionalista defende um Estado exclusivo para brancos norte-americanos. Do outro, um grupo de rebeldes, que luta para tomar o controle do poder e restabelecer direitos para cidadãos de todas as raças e religiões.

Como se não bastasse, há ainda fendas abertas no espaço-tempo, que usa conceitos da Teoria da Relatividade para explicar a aparição de estranhos elementos do futuro no passado. Você está se perguntando o que pode ser aprendido com este jogo? Para começar temos noções claras de Filosofia, Religião e Física Quântica.

 

5 – Battlefield

battlefield 1

Por mais triste que seja, aprender sobre as grandes guerras que ocorreram é essencial para entender como o mundo funciona. O Battlefield é um prato cheio para quem curte História, pois ele recria com máxima fidelidade as batalhas que aconteceram, inclusive com armas, veículos, trajes e objetivos idênticos aos cumpridos pelos soldados reais.

A primeira versão do jogo se passava na 2ª Guerra e transportava o jogador para as batalhas de Normandia, de Midway e de Guadalcanal, mas a franquia já abordou combates contemporâneos com exércitos norte-americanos e do Oriente Médio. Com lançamento programado para outubro, o novo Battlefield recriará a 1ª Guerra Mundial.

 

6 – Assassin’s Creed

top-10-assassins-creed-01

Outro jogo que pega forte em História é Assassin’s Creed. A franquia da Ubisoft já vendeu mais de 75 milhões de cópias ao redor do mundo por conseguir mesclar com maestria a história real com a do jogo. O segundo jogo da série, por exemplo, se passa no Período Renascentista e nele é possível observar grandes obras da arquitetura como a Basílica de Santa Maria Del Fiori, em Florença e até pedir ajuda a Leonardo Da Vinci para resolver um enigma.

 

7 – God of War e Dante’s Inferno

GodOfWarGhostOfSparta_Hero_vf3

Inspirada na mitologia grega, God of War virou um sucesso de público desde sua primeira edição. Nela, o jogador vive Kratos, um semideus que comanda um exército em Esparta e enfrenta diversos dilemas morais que terão consequências no resultado final. Apesar do clima de fantasia, o game apresenta toda a cultura religiosa da Grécia antiga.

Já o concorrente, Dante’s Inferno tem inspiração nos contos de Dante Alighieri para a Divina Comédia. Tal como no livro, o jogo retrata os núcleos do Inferno, de modo que questões filosóficas, religiosas e históricas são bem presentes na obra. Ah, nossa chamada são 8 games, mas não podíamos deixar de citar Dante’s Inferno, certo?

 

8 – Angry Birds

angry-birds

Aqui não temos um capítulo da nossa História, mas aprender Física pode ficar mais divertido com o jogo Angry Birds, onde saber aplicar o conceito de movimento parabólico é essencial para lançar o passarinho no alvo com precisão. O game envolve energia mecânica, energia potencial gravitacional, energia cinética, energia elástica, aceleração, velocidade, força, atrito, massa, impulso, trabalho e gravidade, ufa! Angry Birds foi baixado em 2 bilhões de celulares e ostentava o título de mais popular do planeta até a chegada do Pokémon Go

 

Capcom celebra os 20 anos de Resident Evil

Este final de março marca o aniversário de 20 anos de uma das franquias mais amadas de todos os tempos entre os jogos eletrônicos. Quando lançou Resident Evil, a Capcom sequer esperava que a série de terror se tornaria tão popular quanto se tornou e muito menos que ela sobreviveria por tantos anos, apesar dos altos e baixos.

Resident Evil narrava a aventura do aloja tema em busca de respostas acerca do desaparecimento da equipe bravo tema que desapareceu nas florestas próximas a Raccoon City, a aventura os levam até uma mansão infestada de zumbis e criaturas saídas de pesadelos. O Game revolucionou o significado da palavra survival horror ao entregar uma trama envolvente, puzzles desafiadores e uma ambientação típica de filmes de zumbi.

O jogo era pontuado por corredores escuros, aposentos agourentos, jump scares e momentos tão arrepiantes que qualquer um ficaria com a espinha congelada. Quem não se lembra da clássica cena do primeiro zumbi encarando o jogador? O peso da marca Resident  Evil é enorme e sem sombra de dúvidas é sinônimo de sucesso e já deixou seu nome registrado como ícone da cultura pop.

São mais 66 milhões de jogos vendidos, além de filmes e livros licenciados. Para celebrar o 20º aniversário da série, a Capcom lança uma série de entrevistas com os desenvolvedores, com comentários de alguns dos mais influentes membros da equipe até hoje. Os responsáveis pela franquia reabrem as portas da mansão para rememorar os primórdios do fenômeno do survival horror e sua ascensão épica ao longo dos anos.

O primeiro vídeo, com o produtor Hiroyuki Kobayashi, já está disponível no canal oficial do YouTube com legendas em português brasileiro (é preciso ativar as legendas no player). De acordo com a Capcom, as comemorações do aniversário irão continuar ao longo dos próximos 12 meses e a equipe está trabalhando duro para revelar algumas surpresas incríveis. Uma das novidades, aliás, já foi revelada: o novo filme em CGI Resident Evil: Vendetta. Além disso, a Capcom relançou Resident Evil 6 para Xbox One e Playstation 4.

Já para aqueles que querem sentir o gosto de nostalgia de um dos jogos mais emblemáticos da geração 32 bits, a dica é jogar Resident Evil Origins Collection, que foi lançado há pouco tempo para os consoles de nova geração. Ainda que a nova versão seja um revival do jogo lançado em 2002 para o Game Cube, a experiência está toda lá, porém melhorada. Nele você revê todos os momentos clássicos como o encontro com o primeiro zumbi, o ataque dos cachorros infectados e as batalhas contra cova gigante e chefão do jogo.

Abaixo fica o primeiro vídeo especial dos 20 anos de Resident Evil: