Arquivo da categoria: PC

Jogo indie brasileiro The Last War está de volta com novo nome e mudanças significativas na jogabilidade

Quem esteve na BGS 2016 deve ter visto o jogo The Last War, um jogo indie bastante promissor produzido no Brasil (até fizemos um artigo na ocasião). Pois bem, muita coisa aconteceu durante o desenvolvimento do game. Ele até chegou a ser cancelado devido a problemas internos. Porém a equipe da First Phoenix Studio abraçou a ideia e resolveu trazê-lo de volta com algumas mudanças interessantes.

A primeira mudança a ser mencionada é que o jogo agora se chama The Last War: Hack Survivor. A inclusão no título deve-se à trama do jogo. Desta vez você controla um hacker experiente que deve usar suas habilidades para sobreviver a um apocalipse zumbi que devastou toda a cidade do Rio de Janeiro. Este é o primeiro game nacional de sobrevivência com ares de AAA.

Os infectados pela estranha pandemia começam a agir de uma forma muito estranha, com uma cor pálida, esverdeada, partes do corpo vão apodrecer, e começaram a atacar outras pessoas. Nesse ambiente caótico, a cidade é isolada para que a infecção não se espalhe. O problema é que existem pessoas na zona de infecção. Sua missão é guiar um desses moradores a fim de tentar se manter vivo.

Outra mudança importante em The Last War é o fato de que o jogo deixou de ser focado no multiplayer online e agora ele é um game singleplayer. Esta simplificação das coisas permitiu que a equipe de desenvolvimento focar em outros aspectos do jogo, como o estilo de arte belíssimo e mecânica de jogo mais apurada. O jogador terá a sua disposição um grande arsenal de armas para enfrentar os zumbis. Alguns soldados do exercito brasileiro chegaram a dar consultoria aos desenvolvedores para tornar os armamentos mais realistas possíveis.

Ainda que o game já não seja mais multiplayer, o game ainda tem os elementos principais e não perdeu sua identidade. Você ainda terá muita dificuldade para passar pelas ruas infestadas de zumbis e o clima será de bastante ação e aventura. The Last War tem influências em jogos bastante conhecidos do público gamer, como DayZ e Infestation. O título sai com dublagem em português e legendas em inglês. De acordo com os desenvolvedores, The Last War deve receber uma demo jogável na BGS 2018.

Abaixo tem um vídeo de The Last War feito pelo youtuber Tio Blinder:

SOS – Jogo de sobrevivência da Outpost Games coloca 16 jogadores em uma ilha repleta de armas

Hoje vamos falar do ambicioso projeto do estúdio Outpost Games, empresa formada por ex-membros da EA, Youtube e Twitch. Chamado SOS, o game é um multiplayer de sobrevivência com temática de reality shows. Como assim? Bom, basicamente os 16 jogadores participam de um reality show em que o único objetivo é fugir com vida da ilha La Cuna. Cada um dos jogadores é acompanhado pelas câmeras de um estranho reality show acompanhado ao vivo pelo grande público através de streaming.

Os espectadores podem enviar feedback em tempo real aos jogadores e influenciar seu gameplay. Se os jogadores conseguirem entreter a multidão, eles podem se tornar famosos e a estrela do show – e isso pode significar a diferença entre viver e morrer na ilha de La Cuna. Os fãs podem assistir às melhores partidas e interagir com seus participantes favoritos em no site especial.

SOS tem uma dinâmica de jogo parecida com o fenômeno PUBG, ou seja, vários jogadores são jogados em um ambiente comum e devem disputar entre si. No caso, a disputa é por uma das três vaga de um helicóptero que vai deixar a ilha. Ou seja, você pode formar aliança com outros players ou simplesmente ataca-los indiscriminadamente para assegurar sua sobrevivência.

Para escapar da ilha os jogadores precisam encontrar pelo menos uma das três relíquias escondidas nas ruínas de uma ilha misteriosa e seguir em direção ao helicóptero. Por toda parte os jogadores encontrarão armamentos, armas de fogo e outros equipamentos para submeter os adversários, mas vencer não é tão simples quanto parece. Para escapar da ilha, os participantes terão de usar o poder de suas vozes e personalidades para criar laços e formar grupos com os outros participantes. Apenas 3 dos 16 jogadores conseguirão escapar com vida no helicóptero.

SOS foi lançado já com uma grande atualização, que inclui o Modo Noturno, que coloca os jogadores em partidas noturnas. Neste modo os jogadores recebem uma lanterna logo no início, que ajuda na visibilidade do terreno, porém ao usá-la indiscriminadamente pode revelar sua posição aos inúmeros adversários. Nem precisa dizer que neste modo é preciso muito cuidado e estratégia para sobreviver. Os jogadores podem adquirir SOS diretamente pela página oficial do jogo na Steam por R$ 28,99.

Abaixo tem um trailer de SOS:

Vortex Game Studio organiza mini mostra de games nacionais no SESC Florêncio de Abreu

Quer apresentar seu game para mais pessoas? Pois o SESC Florêncio de Abreu vai realizar uma mostra de jogos brasileiros no dia 02/03 e se você tiver um game bacana para participar da exposição, dá tempo de inscrever seu jogo para participar do evento. A exibição prevê jogos para computadores, consoles, celulares e dispositivos VR, ou seja, você pode mostrar seu título para um público variado totalmente de graça independente da plataforma.

Os games serão disponibilizados gratuitamente para o público testar, além disso haverão de monitores para explicar como foram criados os jogos e facilitar a diversão. Alguns jogos famosos já estão previstos para a mostra do SESC, tais como Aritana e a Pena de Harpia, Amazonia, Full Metal Wars, Rocket Fist, Toren, Relic Hunters, entre outros.

Entretanto, ainda há espaço para quem quer fazer parte do evento, para isso basta preencher um formulário online demonstrando seu interesse em participar de uma seleção organizada pelo pessoal da Vortex Game Studios. O formulário é rapidinho, mas todas as perguntas são necessárias. São apenas perguntas sobre a equipe e o jogo. Você pode acessar o formulário aqui. Mas atenção: O preenchimento deste formulário NÃO é a garantia da presença do seu jogo no evento, pois o espaço é limitado e, portanto, a seleção se faz necessária.

Importante ressaltar que o time da Vortex não terá como fornecer acesso a internet durante o evento. Ademais, o evento do SESC promete ser uma oportunidade ótima para mostrar a evolução dos jogos brasileiros nos últimos anos. Quem sabe se a iniciativa der certo, pode se repetir em outras unidades do SESC?

Serviço – Mini Mostra de Games nacionais no SESC Florêncio de Abreu

Onde: SESC Florêncio de Abreu – Rua Florêncio de Abreu, 305/315, Centro São Paulo

Quando: 02/03/2018 das 10h às 18h.

Quanto: Entrada Gratuita

Inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSehnCj8pFnn85sMrWTaetyuy8JdbtXOhEgRkvpLCN1GF4KG9w/viewform

Organização: Vortex Game Studio

Site:  Mini Mostra de Games Brasileiros

Aquiris Game Studio anuncia Horizon Chase Turbo para PS4 e PCs

Após o grande sucesso de Horizon Chase World Tour para dispositivos mobile, chegou a vez do PlayStation 4 e do PC receberem a mesma experiência de corrida arcade com o lançamento de Horizon Chase Turbo. O game da Aquiris chega para essas plataformas no segundo trimestre de 2018 prometendo corridas alucinantes e visuais retro bastante característicos.

Quem jogou os clássicos de corrida da geração 16 bits vai se sentir familiarizado com a proposta de Horizon Chase Turbo, afinal o título é uma verdadeira ode ao gênero, não apenas pelos visuais, mas também pela trilha sonora composta por Barry Leitch, o mesmo que assina as composições de Top Gear.

“Estamos trabalhando em todos os detalhes para Horizon Chase Turbo entregar a diversão e competitividade dos clássicos Top Gear e Out Run, ao mesmo tempo que apresenta sua personalidade própria. Está emocionante e lindo jogar em tela dividida para quatro jogadores e com resolução de 4K. É um jogo pra juntar os amigos em tardes memoráveis de videogame em casa”, diz Sandro Manfredini, Diretor de Negócios da Aquiris.

Além de dezenas de pistas e veículos, Horizon Chase Turbo oferece um modo multiplayer local que permite aos amigos correr lado a lado em uma campanha cooperativa, torneios competitivos ou desafios em corridas randômicos pelo planeta.

Há ainda modos online para quem quer jogar com amigos que moram longe, como o “Ghost Mode”, modo em que o jogador pode desafiar tempos dos amigos, que são representados na pista com um “carro fantasma”. Os melhores tempos podem ser vistos em um ranking online.

De acordo com a Aquiris, os circuitos são bem variados e recriam paisagens de diversos países, sendo que cada uma traz elementos novos na jogabilidade devido as condições climáticas e seus terrenos.

Horizon Chase Turbo  é o sucessor espiritual de Horizon Chase World Tour, que foi lançado para Android e iOS e foi baixado mais de dez milhões de vezes. O título chega para atender os pedidos dos jogadores que almejavam uma experiência de corrida voltada para o retro, lembrando jogos como .Lotus Turbo Challenge 2, Rush” e Top Gear.

“Horizon Chase World Tour foi a confirmação de que o mundo queria um jogo assim. O título foi celebrado pelos jogadores, pelas plataformas App Store e Google Play, e pela imprensa. Dentre todos os prêmios que o jogo conquistou, gostamos de destacar que Horizon Chase ficou entre os 30 Melhores Jogos do Mundo de 2015, de todas as plataformas, pela pontuação do Metacritic. Agora, com todas as características da versão Turbo, temos a certeza de que vamos entregar a experiência completa de jogabilidade e competitividade que os jogadores nos pediram, completa Sandro.

Com lançamento previsto para o segundo trimestre de 2018,  o game estará disponível digitalmente através da PSN Store, no PlayStation 4, e no Steam, no PC. Abaixo tem o trailer de Horizon Chase Turbo:

 

O calendário de e-Sports mundial e o novo apresentador da e-SporTV

Os e-Sports conquistam cada vez mais fãs pelo mundo inteiro. Um dos veículos que mais têm apoiado este segmento é o SporTV com o canal do youtube e-SporTV. A novidade é que o canal tem um novo apresentador! Gabriel Fallen assumiu na última quarta-feira (31/01) a apresentação do programa “Dicas FalleN”, no canal. O quadro almeja dar conselhos para jogadores de eSports semanalmente, sempre às quartas-feiras.

“Vou ensinar, de maneira simples, todo o conhecimento que adquiri ao longo da minha trajetória, desde fundamentos básicos a técnicas mais avançadas, para os fãs de CS conseguirem melhorar o nível de jogo, de maneira rápida e divertida. São vídeos curtos que trazem coisas que demoramos anos a aprender bem explicadas.”, explica “FalleN”.

Nascido em Itararé, no interior de São Paulo, “FalleN”  começou a se interessar pelos jogos na loja de informática de seus pais. Em meados de 2003 teve seu primeiro contato com o Counter Strike 1.6 e jogou no seu primeiro time, os Soldiers Of Fire. A partir daí passou pela crashes e FireGamers, em uma transferência eleita como a nona melhor mudança de line-up em 2009 pelo HLTV.org. Pela FireGamers participou de importantes competições internacionais e títulos mundiais como a taça da IEM 5 American Championship Finals. Hoje, aos 26 anos ele joga Counter-Strike: Global Offensive como Awper.

O programa passa a integrar a grade do canal ao lado de “Buffados e Nerfados”, apresentado pelo youtube Gordox. Semanalmente ele recebe convidados para uma mesa redonda sobre o que há de mais importante nesse universo.

Confira o infográfico de torneios dos principais jogos de e-Sports mundiais

Ah, e por falar em eSports, se você quiser acompanhar melhjor os principais eventos e torneios dos diferentes jogos da temporada, dê uma olhada no infográfico abaixo. Aqui tem as datas de torneios de Dota 2, CS: Go, Fifa e Call of Duty (todos para 2018):

e-Sports
Fonte: Contato NET

 

Brasil Game Show lança segunda edição de seu livro com a história completa do evento

Após dez edições de puro sucesso, a Brasil Game Show lança  a segunda edição que visa contar  casos e histórias  dos dez anos do maior evento de games da América latina. O livro Brasil Game Show – o Livro narra momentos marcantes da história do evento e ainda conta detalhes e bastidores dessa incrível trajetória iniciada em 2009, no Rio de Janeiro.

“Brasil Game Show – o Livro” é uma publicação da Editora Europa. Um dos destaques é o capítulo que fala da histórica BGS10, além de contar sobre a mítica edição 2012 (quando o evento veio para São Paulo e se tornou o maior do Brasil). A obra conta com textos em português e inglês, capa dura, embalagem exclusiva e diagramação totalmente reformulada. A obra já está disponível para compra pelo site da BGS e custa R$ 99.

Mais do que um resumo das 10 edições da Brasil Game Show, o livro traz ainda a inspiradora história de empreendedorismo de Marcelo Tavares, criador da feira e um dos maiores colecionadores de games do Brasil, com um acervo de 350 consoles de todas as gerações e mais de 4 mil jogos.

“Nosso objetivo é compartilhar com os gamers não apenas os principais momentos do evento, mas também alguns episódios marcantes da história da indústria no país”, disse Marcelo, lembrando que o livro conta também um pouco de sua trajetória pessoal, que começou como a paixão por videogames na infância e se transformou no sonho de conduzir a BGS para mais de 300 mil visitantes a cada edição.  “Nesta obra, o leitor acompanhará a primeira parte de um caminho longo que está longe de terminar. A 11ª edição da BGS, em 2018, já tem grandes nomes confirmados, promete ser ainda melhor do que a última e o começo de um novo capítulo”, completa.

Mais detalhes sobre a edição especial de Brasil Game Show no site do evento.

 

Serviço – Brasil Game Show 2018

Quando: 10 a 14 de outubro (1º dia exclusivo para imprensa e negócios)

Onde: Expo Center Norte

EndereçoRua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP

Horário: 13h às 21h

Buscapé patrocina Academia Gamer na Campus Party

Já falamos aqui da Arena Gamer, espaço totalmente dedicado aos jogos digitais que vai estrear na Campus Party 2018. Pois bem, o Buscapé, líder global em comparação de preços, será a patrocinadora do espaço. A Campus Party 2018 acontece de 30 de janeiro a 3 de fevereiro, no Pavilhão de Exposição Anhembi, em São Paulo. Com o apoio do Buscapé, acredita-se que o espaço terá ainda mais força e atrações para atrair mais jogadores para o evento de tecnologia.

Esta é a segunda participação consecutiva do Buscapé como patrocinador do evento, considerado a maior experiência tecnológica do mundo que reúne jovens geeks em um festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e universo digital. “A Campus Party tem total sinergia com o Buscapé, tanto no que tange à marca, por seu foco em tecnologia e inovação, quanto aos nossos valores como corporação. Os funcionários do Buscapé são campuseiros e apaixonados pelo universo geek, games e tudo que permeia esse universo”, afirma Fabio Sakae, vice-presidente de Marketing e Produto do Buscapé.

A Academia Gamer será um espaço na Campus Party destinado à realização de palestras e debates com jogadores profissionais, donos de times, narradores, empresários, comentaristas, personalidades e muito mais. O principal objetivo é esclarecer questões que vão desde como se tornar um gamer profissional até como viabilizar comercialmente um evento.

 Atrações confirmadas na Campus Party 2018<

 Entre as atrações já confirmadas, os destaques são um bate-papo com Leonardo e Guilherme da Team One sobre como é ser dono de um time de e-Sports; uma palestra com Yuri “Fly” da Gamers Club, sobre como é o processo e principais etapas para se tornar um jogador profissional; a participação de Bruno Clash, um dos mais influentes jogadores de Clash Royale que contará a sua experiência mundial com o game e Marcio Soares, Diretor Geral do Campeonato de Rainbow Six.

Além disso, haverá um debate com mães e mulheres do mundo do e-sports com a presença de Adriana Noronha, mãe do “Yoda”, o maior streamer do Brasil e ganhador de diversos prêmios do eSports e de Kenia Priscilla, mãe do jogador Gabriel Fallen, um dos maiores jogadores profissionais de Counter Strike do mundo.

Electronic Arts anuncia data de lançamento de Fe, jogo do selo EA Originals

Para quem estava esperando novidades sobre o promissor jogo “Fe”, temos  algumas noticias. A Electronic Arts anunciou que o título será lançado mundialmente em 16 de Fevereiro para Xbox One, PlayStation 4, Origin para PC e Nintendo Switch. O game está sendo bastante aguardado por jogadores que esperam por  experiências totalmente novas.

Desenvolvido pelo estúdio sueco Zoink Games, Fe é um jogo imaginativo de plataforma de mundo aberto em que os jogadores irão embarcar em uma aventura na pele de um filhote perdido em uma densa floresta, explorando e descobrindo os segredos da flora através de visão e som. Além de explorar o ambiente, o jogador deve interagir com outros animais e plantas locais. Para tanto você deve aprender novas músicas para acessar diferentes partes do ambiente florestal.

Mas nem tudo são flores em Fe: durante a aventura você irá se deparar com criaturas malignas que trazem o silencio e tentam modificar o bosque. Outro ponto de interesse do jogo é que você é livre para explorar sem qualquer indicação de onde ir ou o que fazer! Você é jogado em uma densa floresta e deve descobrir por si só o que fazer para encontrar seu caminho e impedir que a floresta seja corrompida pelas criaturas malignas.

Em Fe, jogadores serão encantados pelos arredores naturais, enquanto desvendam segredos, completam missões secundárias e encontram criaturas místicas da floresta. Os jogadores irão escalar, deslizar e cavar enquanto viajam pela experiência de mundo aberto, encontrando, interagindo e resgatando plantas e animais dos Silent Ones, as máquinas antagonistas que estão ameaçando a floresta. Através de uma liberdade de exploração única em um mundo cheio de descobertas a serem feitas, jogadores se tornarão Fe e nunca vão querer partir.

Fe é mais uma mostra da nova estratégia da EA de apoiar a desenvolvedores independentes, tal como aconteceu com o excelente Unravel. O objetivo do selo EA Originals é oferecer experiências únicas ao jogador ao passo que apoia desenvolvedores menores. De acordo com a EA, todo o dinheiro das vendas dos jogos deste selo vão direto para os desenvolvedores, a fim de melhorar a estrutura desses estúdios.

Abaixo tem o trailer de Fe:

Evento ‘Rixty – Jogue entre as Lendas’ chega a São Paulo e coloca fãs para jogar com seus ídolos

No próximo dia 20 de janeiro a Rixty, empresa dedicada em pagamento de créditos de jogos online, em parceria com a Z8Games realizam o evento “Rixty – Jogue entre as lendas”, que colocará pela primeira vez oito fãs de eSports para jogar Crossfire com 12 jogadores profissionais. O evento acontece na ArenaMax5, em São Paulo, valendo um prêmio de R$ 30 mil.

As partidas terão transmissão ao vivo para todo o Brasil e contarão com uma torcida presente na Arena MAX5, promovendo assim, uma experiência única para todos os participantes. A lista dos jogadores profissionais conta com alguns de experiência internacional e que já passaram por times de peso do cenário de eSportscomo BRAVE, INTZ, Operation Kino, entre outras.

Além da chance de ser sorteado, jogar ao lado dos ídolos e lutar pelo prêmio em dinheiro, todos os visitantes do evento da Rixty vão receber um item permanente no CrossFire Brasil (Anaconda Ouro) e ainda concorrer a diversos sorteios, no local e também on-line.

Sobre a premiação: O evento Rixty – Jogue entre as Lendas oferece uma premiação total em dinheiro de R$30.000 (trinta mil reais) a ser dividido entre os 20 jogadores participantes do torneio que seguirem todas as regras do evento da seguinte maneira:

1º Lugar: 10 mil reais

2º Lugar: 8 mil reais

3º Lugar: 7 mil reais

4º Lugar: 5 mil reais

Mais informações no site da Rixty.

 

Serviço: Rixty – Jogue entre as lendas

Data: 20 de janeiro

Local: Arena Max5, em São Paulo – Rua da Mooca, 1601 – Mooca

Ingressos: Estão à venda por R$ 29 no site: www.max5.com.br/eventos/91/jogue-entre-as-lendas.

Outras informações pelo Facebook: www.facebook.com/CrossFireBrasil/photos/a.268254033254626.64631.185475471532483/1594927123920637/?type=3

Black Andy Label – Conheça o projeto AAA do estúdio brasileiro BlackHouse

Doze anos após a destruição de seu satélite natural, a Lua, a Terra está devastada e a solução é colonizar o planeta Marte.  Um pequeno grupo de cientistas vai até o planeta vermelho a fim de encontrar uma nova morada para a humanidade. Ao chegar lá os cientistas descobrem que a destruição da Lua foi um plano de uma raça alienígena chamada Tirax, que visa exterminar a raça humana. Cento e cinquenta combatentes são enviados para combater os alienígenas, porém são emboscados e sobrevivem apenas três dos guerreiros humanos chegam à Marte para o combate. Este é o plano de fundo do jogo Black Andy Label, um game com toda a pompa de AAA desenvolvido pelo estúdio brasileiro BlackHouse.

Já falamos aqui sobre este impactante lançamento, porém vale mais uma menção, pois este é um jogo que promete elevar o nível dos jogos brasileiros. Iniciado em 2016, Black Andy Label começou já com planos bastante promissores: os desenvolvedores realizaram diversos estudos e entrevistas com jogadores e produtores de games e chegaram a conclusão de que era possível criar um game licenciável através de uma história impactante e gráficos incríveis.

Entretanto, como fazer isso sendo um estúdio independente? Os obstáculos eram variados: não havia nenhum estúdio de motion capture no Brasil, nem mesmo a tecnologia para fotometria ou dublês experientes em jogos digitais. A solução foi buscar parceiros interessados em criar um projeto grandioso. Assim surgiram as parcerias da Print-Me, especialista em fotogrametria de pessoas para impressão colorida em cerâmica, e a Action Kung Fu que trouxe os dublês treinados e capacitados para dar vida aos personagens. Outros parceiros surgiram e o projeto Black Andy Label começou a sair do papel.

O estilo de jogo é TPS (third person shooter), assim como Gears of War, porém com o diferencial que os personagens além de atirar ainda são proficientes em artes marciais. A ideia é que o jogador não precise para a ação após parar de atirar, ou seja, pode-se sair no braço com os adversários a fim de realizar emboscadas e finalizações devastadoras. Os dublês do game são treinados em Kung Fu, Judô, Parkour e acrobacias diversas.

A expectativa da BlackHouse é criar um game não apenas divertido, mas que se aproxima das produções americanas e japonesas. Quem sabe até figurar por grandes eventos internacionais? Ainda sem data de lançamento definido, Black Andy Label deve ganhar bastante destaque entre os veículos especializados em games no Brasil. Ainda não há imagens gameplay, mas fique atento, pois este projeto promete!

Abaixo tem o trailer de Black Andy Label: